Página 1 dos resultados de 145 itens digitais encontrados em 0.052 segundos

Localização geodésica da linha da preamar média de 1831-LPM/1831, com vistas à demarcação dos terrenos de marinha e seus acrescidos

Lima, Obéde Pereira de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: iii, 237 f.| il., tabs., grafs., mapas
POR
Relevância na Pesquisa
75.91%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil.; Esta pesquisa aborda o problema da demarcação dos terrenos de marinha e seus acrescidos, desenvolvendo uma metodologia e estabelecimento de um modelo científico que possibilita a localização geodésica da "Linha da Preamar Média de 1831 - LPM/1831" a partir da análise harmônica dos dados amostrados de marés de longo período, de modo que atenda a exatidão e a precisão das medidas compatíveis com as necessidades do levantamento cadastral destas parcelas imobiliárias. Os terrenos de marinha e seus acrescidos têm suas origens na época do Brasil Colonial, com a finalidade de "assegurar às populações e à defesa nacional o livre acesso ao mar e às áreas litorâneas". Dentro deste princípio, estas parcelas imobiliárias são bens dominicais da União, não podendo a sua propriedade pertencer a terceiros, embora o seu domínio útil possa ser concedido sob a forma de enfiteuse. Os critérios adotados pelo órgão gestor na demarcação destes bens dominicais ao longo de toda a sua história, baseados em conceitos que levam a uma LPM/1831 presumida, pela falta da adoção de procedimentos técnicos científicos que possibilitam suas demarcações com exatidão e precisão...

Comportamento morfodinâmico e granulometria do arco praial Pântano do Sul - Açores, Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil

Oliveira, Ulisses Rocha de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 102 f.| il., grafs., mapas, tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.38%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Geografia.; O arco praial Pântano do Sul # Açores representa uma típica praia de enseada, estando localizado no sul da ilha de Santa Catarina. Para analisar o comportamento morfodinâmico e a granulometria da praia, foi realizado um monitoramento de três perfis de praia, coleta de sedimentos e observação visual das ondas, com periodicidade mensal, durante um ano (agosto de 2002 e 2003). Também foram coletadas amostras extras no pós-praia entre o sistema Pântano do Sul # Açores e a praia vizinha da Solidão. O perfil 1, localizado no setor nordeste da praia, apresenta declividade de 2,38º, largura média de 54,49m e variação de volume de 3,95m3/m, sendo basicamente constituído de areias finas a muito finas (Mz=2,737 phi). Este setor é protegido da energia das ondas, apresentando altura característica de onda de 0,23m. O valor de ômega encontrado foi baixo (W=1,37), correspondendo ao estágio intermediário terraço de maré baixa de WRIGHT & SHORT (1984), embora o perfil 1 apresente algumas características de praias dissipativas. O perfil 2, situado no setor central, apresenta declividade de 4...

Relações entre a morfodinâmica e a utilização em trechos da costa oceânica da Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil

Oliveira, Ulisses Rocha de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xiv, 198 f.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
86.05%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2009; A presente tese de doutorado analisa a relação entre características morfodinâmicas de praias arenosas oceânicas e a utilização da orla adjacente. A área de estudo é a costa oceânica da Ilha de Santa Catarina, município de Florianópolis, sul do Brasil. Para tanto, primeiramente foram compilados dados referentes a 40 perfis de praia monitorados na área de estudo. Através deles foram analisados diversos parâmetros, o que possibilitou o agrupamento de tipos de praia, utilizando técnicas de estatística multivariada. Três grupos, ou três tipos de praia, puderam ser identificados: Praias compostas de areia fina abrigadas da alta energia das ondas pela presença de promontórios rochosos foram denominadas praias do Grupo 1. Possuem baixa declividade na porção subaérea, ausência de banco submerso definido, ou um Terraço de Baixa Mar, e são as praias mais estáveis morfologicamente, dentre as analisadas. Praias compostas de areia fina expostas à moderada e à alta energia das ondas foram denominadas praias do Grupo 2. Apresentam baixa moderada declividade na face praial...

Interação praia-duna e sua influência sobre a vegetação de duna frontal na costa leste da Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil

Peixoto, Janice Rezende Vieira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 175 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.28%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2010; Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da morfodinâmica do sistema praia-duna sobre a diversidade e a zonação da vegetação da duna frontal nas praias arenosas da costa leste da ilha de Santa Catarina, SC, Brasil. Foram analisados nove pontos em trechos da linha de costa que apresentam distintos estágios morfodinâmicos praiais (três perfis dissipativos, três perfis intermediários e três perfis reflectivos) das seguintes praias: Pântano do Sul, Armação, Morro das Pedras, Campeche, Joaquina, Moçambique e Santinho. Neste estudo foram utilizados os parâmetros morfométricos já existentes e obtidas nas dissertações de Abreu de Castilhos (1995), Torronteguy (2002), Oliveira (2004) e Peixoto (2005) e na tese de Miot da Silva (2006). Para descrever a morfologia praial dos nove pontos foi utilizado a estação total. A análise granulométrica foi realizada a partir da coleta superficial de amostras de sedimento, do reverso da duna frontal até o pós-praia totalizando 63 amostras e também se mediu o teor de salinidade do sedimento das praias. A amostragem da vegetação foi realizada no verão e inverno de 2008 e verão de 2009...

Preparação e caracterização de filmes de amido modificado por reticulação, acetilação e com adição de lipídio e celulose bacteriana

Meira, Vivian Consuelo Reolon Schmidt
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 72 p.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.91%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos; A presente tese buscou aprofundar a compreensão da interação entre processos longitudinais e ortogonais na definição do comportamento morfodinâmico do perfil praial. A pesquisa foi desenvolvida a partir do exemplo de sistemas praiais de diferente configuração planimétrica do litoral norte de Santa Catarina, Brasil, submetidos à incidência oblíqua de ondas de S/SE e ENE. A metodologia adotada incluiu: a análise de perfis de praia e da granulometria dos sedimentos da face praial; a propagação do regime de ondas; o estabelecimento do balanço de transporte sedimentar longitudinal, apoiado na calibração de equações empíricas com o uso de traçadores fluorescentes; a classificação do perfil praial baseada no parâmetro ômega e a análise de sua capacidade em prever o comportamento morfodinâmico de praias submetidas a um regime misto de ondas e correntes longitudinais. Os resultados obtidos apontaram a presença de dois domínios granulométricos e morfodinâmicos distintos na área de estudo, com o predomínio de areia média e estado morfodinâmico intermediário a reflectivo associado às praias mais expostas e de areia fina e comportamento dissipativo a intermediário nas praias mais protegidas. O modelamento do regime de ondas evidenciou a ocorrência de fluxo hidrodinâmico longitudinal dominante para norte...

Morfodinâmica do sistema praia-duna como indicador de sensibilidade ambiental

Costa, João Campos, 1986-; Andrade, Francisco, 1956-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
66.17%
Tese de mestrado. Biologia (Ecologia Marinha). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009; À semelhança de outras, a costa portuguesa é extremamente dinâmica, já que é modelada por diversos factores forçadores. Por esse motivo, o objectivo deste trabalho foi estudar a morfodinâmica de um trecho de costa da península de Tróia, localizado a sul de “Soltroia” que, até à data, era pouco estudado. Assim, com o intuito de compreender a dinâmica local, analisaram-se os principais factores forçadores – o vento e a agitação marítima. Para compreensão das respostas do meio a estes factores estudaram-se mensalmente, entre Novembro de 2008 e Maio de 2009 com recurso a um perfilador, oito perfis de praia representativos da área de estudo, que foram previamente seleccionados. Analisou-se também a vegetação circundante a cada perfil (a nível de espécies e do comprimento vegetado de cada perfil) e fez-se ainda uma recolha de sedimento em cada perfil, na área do último espraio e na crista da berma. Estas amostras foram posteriormente analisadas quanto à granulometria, teor em carbonatos e teor em matéria orgânica. Foram detectados dois padrões diferentes de comportamento dos factores forçadores, que levaram a respostas muito distintas do meio. Um padrão característico de temporal...

Estudo morfosedimentar da península de Cacela

Matias, Ana Margarida de Almeida
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2000 POR
Relevância na Pesquisa
66.14%
Tese de mest., Estudos Marinhos e Costeiros, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Univ. do Algarve, 2000; A Península de Cacela localiza-se no extremo oriental do sistema de ilhas barreira da Ria Formosa, caracterizado por possuir um carácter extremamente dinâmico, quer ao nível das movimentações sedimentares transversais, quer longilitorais. Devido à elevada vulnerabilidade em que o seu cordão dunar se encontrava foram realizados vários tipos de medidas de recuperação que incluem a alimentação artificial, a colocação de estacaria, a re-vegetação dunar e a colocação de passagens pedonais sobreelevadas. A presente dissertação visou por um lado a caracterização morfodinâmica da Península de Cacela e, por outro, a compreensão da evolução desta zona na sequência das intervenções, tentando encontrar formas de avaliar quantitativamente a sua eficácia. Para tal foi estabelecido um programa de monitorização que consistiu na realização mensal de perfis de praia emersa e na recolha de amostras de sedimentos de praia e de duna, embora com menor regularidade, e na realização ocasional de levantamentos topográficos em alguns locais da península. Foram ainda analisados dois anos de dados de agitação marítima...

Morfologia da plataforma continental interna adjacente ao município de Tamandaré, sul de Pernambuco - Brasil

Camargo,João Marcello Ribeiro de; Araújo,Tereza Cristina Medeiros de; Maida,Mauro; Ushizima,Thales Mitsuro
Fonte: Sociedade Brasileira de Geofísica Publicador: Sociedade Brasileira de Geofísica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.98%
O município de Tamandaré está localizado no litoral sul do Estado de Pernambuco, nordeste do Brasil. A morfologia da plataforma continental interna foi investigada com base em vinte perfis batimétricos obtidos por uma ecossonda GARMIN GPSMAP 185 Sounder. A área amostrada está inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais e é caracterizada pela ocorrência de arenitos de praia submersos, distribuídos ao longo das isóbatas de 16, 20 e 22 m e pela presença de um paleocanal com uma orientação N-S. Estas feições morfológicas estão relacionadas com a evolução costeira da plataforma continental sul de Pernambuco durante variações do nível do mar. A localização e descrição dessas feições serão úteis em futuros trabalhos relacionados com condições pretéritas de estabilidade do nível do mar no Holoceno. Além disso, o mapeamento dos arenitos de praia submersos é um subsídio para iniciativas de conservação da biodiversidade e para os programas nacional e global de monitoramento de recifes de coral.

Caracterização morfodinâmica do litoral Norte Fluminense, RJ, Brasil

Bastos,Alex Cardoso; Silva,Cleverson Guizan
Fonte: Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 PT
Relevância na Pesquisa
66.34%
A morfologia das praias é reflexo da ação hidrodinfunica com o tipo de sedimento disponível. Esta int~ação se dá a partir da base de ação das ondas, tornando-se mais efetiva na zona de arrebentação onde a energia é dissipada, originando wna zona de surfe que se estende em direção à linha de costa até Q limite do espraiamento na face de praia. O objetivo deste trabalho é apresentar as características morfodinâmicas do litoral NE do Estado do Rio de Janeiro, baseando-se na análise da variação espaço Hemporal de perfis de praia, na morfologia da plataforma continental e em fotos aéreas. Os perfis de praia foram levantados durante cinco anos pela PETROBRÁS S/A, em oito estações ao longo do litoral. O comportamento morfodinâmico distinto de setores do litoral estudado é função do padrão de ondas e direção da linha de costa, morfolQgia da plataforma interna controlando a extensão da zona de surfe e o número de zonas de arrebentação, características dos sedimentos e gradiente da face de praia. Foram reconhecidos quatro compartimentos morfodinâmicos distintos, com base na morfologia dos perfis praiais e plataforma interna, no índice de mobilidade da linha de praia, granulometria x gradiente da face de praia e o parâmetro Q. Os quatro compartimentos são: Atafona/Foz do Rio Paraíba do Sul - estágio morfodinâmico intermediário a dissipativo...

Variabilidade morfológica da praia do Pântano do Sul, ilha de Santa Catarina, Brasil

Oliveira, Ulisses Rocha de; Barletta, Rodrigo do Carmo; Peixoto, Janice Rezende Vieira; Horn Filho, Norberto Olmiro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.42%
Este trabalho visa analisar a variabilidade morfológica de perfis de praia obtidos na praia do Pântano do Sul, sul da ilha de Santa Catarina. Três perfis de praia foram analisados,mensalmente, entre agosto de 2002 e agosto de 2003. Um perfil extra foi realizado para elucidar a presença de megacúspides. Características de onda na zona de surf foram medidas através da observação visual a cada perfil. Durante o período de amostragem dos perfis de praia, o regime de ondas em águas profundas também foi monitorado, através de dados coletados por um ondógrafo direcional localizado a cerca de 35 km da ilha de Santa Catarina. As variações morfológicas dos perfis ocorreram em decorrência de quatro principais fatores: (i) Do grau de exposição dos diferentes trechos da praia às ondas incidentes. Quando mais exposta à ação de ondas, a praia tendeu a apresentar maiores variações no estoque sedimentar; (ii) Da ação de ondas de alta energia na praia, caracterizada pela incidência de ondulações de sul-sudeste com período de pico de onda acima de 10 s e altura significativa acima de 4 m, em águas profundas, condição que gera erosão da porção subaérea da praia; (iii) Da ação de ondas de baixa energia na praia...

Morfodin??mica da praia do Mar Grosso, S??o Jos?? do Norte/RS

Oliveira, Allan de Oliveira de; Calliari, Lauro Julio
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.19%
Um estudo morfodin??mico foi realizado num balne??rio com reduzida urbaniza????o, o Mar Grosso, localizado em S??o Jos?? do Norte, Rio Grande do Sul. Aspectos morfol??gicos do sistema praia-duna foram analisados atrav??s de perfis praias mensais realizados entre mar??o de 2004 e abril de 2005. O monitoramento de quatro se????es indicou que a praia possui um comportamento similar. Os resultados mostraram que mudan??as morfol??gicas e volum??tricas aumentam ?? medida que ocorre uma aproxima????o do molhe leste, como uma fun????o da concentra????o da energia de ondas associadas a padr??es de circula????o, que induzem o engrossamento dos sedimentos praiais. Mesmo assim, a praia do Mar Grosso pode ser classificada como dissipativa. Na maior parte do tempo, mudan??as na morfologia das dunas foram m??nimas, exceto durante a primavera e ver??o, quando os ventos favorecem o transporte de areia por serem mais frequentes e intensos.; A morphodynamic study was carried out in the small beach-resort with reduced urbanization called Mar Grosso, localizated in the city of S??o Jos?? do Norte, Rio Grande do Sul. Morphologic aspects of the beach-dune system was analyzed through out monthly beach profiles done between March of 2004 and April of 2005. The four sections monitored indicated that beaches display similar behavior. The results showed that volumetric and morphologic changes increase toward the east jetty as a function of the concentration of wave energy and associated circulation patterns which induce to the coarsening of the beach sediments. Most of the time...

Utiliza????o de m??todos diretos e v??deo-imagens ARGUS na caracteriza????o morfodin??mica da zona de arrebenta????o da praia do Cassino, RS

Guedes, Rafael Marcondes Carvalho
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.37%
Disserta????o(mestrado) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Oceanografia F??sica, Qu??mica e Geol??gica, Instituto de Oceanografia, 2008.; Bancos arenosos s??o fei????es morfol??gicas que comumente ocorrem dentro e pr??ximas ?? zona de arrebenta????o das praias arenosas, locais onde a amostragem de dados de forma direta ?? dif??cil de ser realizada de forma cont??nua. Em fun????o disto, m??todos de sensoriamento remoto baseados em v??deo t??m sido bastante utilizados para estudos neste tipo de ambiente. O presente trabalho tem por objetivos principais caracterizar a morfologia e a din??mica dos bancos arenosos na Praia do Cassino, RS, utilizando m??todos diretos (perfis praiais) e indiretos de amostragem (Sistema de v??deo-imagens Argus), bem como avaliar estimativas de posi????es dos bancos arenosos atrav??s destes tipos de imagens. Setenta e um perfis de praia foram obtidos diariamente durante um experimento de campo realizado na Praia do Cassino, RS, simultaneamente ?? aquisi????o de v??deo-imagens Argus e dados hidrodin??micos medidos na zona de arrebenta????o. Foi observada baixa mobilidade da praia na por????o emersa, e alta na por????o submersa, sendo esta atribu??da ?? mobilidade dos bancos arenosos na zona de arrebenta????o. Tr??s bancos arenosos foram amostrados com os perfis de praia...

Morfologia e sedimentologia das praias do litoral sul do município de Olinda - PE

Mesquita Pontes, Patrícia; Cristina Medeiros de Araújo, Tereza (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.41%
O litoral de Olinda apresenta trechos com erosão costeira desde o início do século passado. Procurando mitigar a erosão e estabilizar a linha de costa, diversas técnicas de engenharia foram empregadas ao longo dos últimos 88 anos. Ao longo da década de 1960 foram construídos dois quebra-mares semi-submersos em frente a praia do Carmo e 38 espigões ao longo dos 1,8 km da praia do Bairro Novo. As obras realizadas protegeram e estabilizaram a linha de costa. No entanto, elas foram ineficientes na regeneração da praia. Por isso são necessários estudos que compreendam o seu comportamento morfológico e sedimentar, para que haja um melhor planejamento e direcionamento das ações de proteção costeira e manutenção das obras já existentes. Neste intuito este trabalho elegeu as praias do Carmo e Bairro Novo, para a realização de estudos morfológicos e sedimentológicos. Para tanto foram monitorados de maio/06 a outubro/07, seis perfis topográficos, sendo três na praia do Carmo (PO1a, PO1b e PO1c) e três na praia do Bairro Novo (PO2, PO3 e PO4). Concomitante a isto foi realizada a coleta de sedimentos superficiais ao longo dos perfis. Visando conhecer a distribuição dos sedimentos depositados entre os espigões da praia do Bairro Novo...

Proposta de uma tecnologia para levantamento da morfologia costeira com aplicação de tecnologia GNSS

Peixoto da Rocha, Cesar; Cristina Medeiros de Araújo, Tereza (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.18%
O ambiente costeiro é berçário natural para um grande número de espécies marinhas, principalmente onde ocorrem mangues e recifes, que funcionam como abrigo natural para a desova e início de vida de muitas espécies marinhas. A linha de costa está inserida nesse ambiente, pois representa o limite entre o mar e o continente, no alcance máximo das ondas, onde cessa a ação marinha efetiva. Entretanto, a dinâmica de movimentação das marés torna esse limite uma zona de fronteira de difícil demarcação e monitoramento. Além disso, as alterações geomorfológicas, muitas vezes catalisadas pelas interferências antrópicas, diminuem a capacidade de regeneração natural das praias, dificultando o gerenciamento desse ambiente. Em virtude disso, essa tese desenvolveu alguns experimentos para localizar e monitorar linhas de costa nas praias de Sauaçui e Japaratinga, localizadas no Estado de Alagoas Brasil, aplicando tecnologia de posicionamento dos sistemas GNSS (Global Navigation Satellite System), com base em um indicador de linha de costa com representação matemática, correspondente à máxima altura alcançada pelas marés nos últimos 20 anos, acrescida do run-up, correspondente ao espraio das ondas. O GPS (Global Positioning System)...

Barracas de Praia, praia de barracas: configuração, tipo e usos na praia do futuro, Fortaleza CE; Beach Huts, Beach of Huts: Configuration, type and uses in Praia do Futuro, Fortaleza-CE

Donegan, Lucy
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo; Conforto no Ambiente Construído; Forma Urbana e Habitação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.14%
The purpose of this dissertation is to analyse the importance of the huts of Praia do Futuro to their users and to the city of Fortaleza in Ceará through the comprehension of relations between morphological categories - in urban and edified contexts - of the establishments and their use patterns. This place is one of the main recreation and leisure areas of the city, formed by six kilometres of waterfront, corresponding to a differentiated area through the coast. This space has beach huts with varied profiles: while some more simple huts persist, great complexes are being developed, building even water parks on the beach area. This study analyses relations between:i) spatial configuration (in geometric and mainly topological terms) based on the Social Logic of Space; ii) edified typology (analysing capacity, landscap treatment and program of the huts); and iii) use and environmental perception of the beach by its frequenters. There are consistent relations between the type of hut and their localization in the urban grid, of which were identified groups with different patterns: segregated (north, central and south) and integrated (north: more integrated. and south: less integrated). Such relations also reflect, in varied patterns of use and environmental perception. In spite of their strong economy...

Monitoramento por dgps e análise dos processos erosivos da linha de costa na praia de Pirangi do Norte - Parnamirim / RN

Nascimento, Kleiton Cassemiro do
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-graduação em Engenharia Sanitária; Saneamento Ambiental; Meio Ambiente; Recursos Hídricos e Hidráulica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-graduação em Engenharia Sanitária; Saneamento Ambiental; Meio Ambiente; Recursos Hídricos e Hidráulica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Through out the course of a steady increase in search and recovery of space in the coastal zone, there is also an expanding concern about the erosion processes of this area. The main problem in coastal areas is that urbanization occurs in a disorderly fashion and unsustainable, further aggravating the problems of coastal dynamics. The study area of this work is located on the southern coast of Pirangi do Norte beach to about 20km south of Natal, capital of Rio Grande do Norte in the Parnamirim City. This area has the length of approximately 1km, divided into three sections (Western, Central and Eastern) with a morphology consisting of a tableland at the top, sea cliffs in the West and Central parts and sand dunes in the Eastern section, both vegetated, and a coastal plain on the inferior part associated with the presence of beach rocks. This study aimed to analyze the erosion processes operating in the excerpt of Pirangi do Norte beach and assess the feasibility of their monitoring making use of DGPS (Global Positioning System Differential mode). During the work it was carried out a physical description of the area through photo-interpretation and site survey after measurement of the shoreline in the period between November 2004 and November 2009 and beach profiles between August 2005 and July 2006. The analysis of the results of the annual surveys showed the occurrence of variations of the shoreline along the stretch traveled. Sites are identified in advancement coast from the sea and it was verified in loco the presence of erosion with deposition of materials on the lower part of the coastal bluff...

Estudo evolutivo das condições ambientais da região costeira do município de Guamaré - RN; The evolutionary study of environmental conditions of the Coastal Area of the municipal district of Guamaré RN

Silveira, Iracema Miranda da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica; Geodinâmica; Geofísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Geodinâmica e Geofísica; Geodinâmica; Geofísica
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.3%
The work concerns on the evolutionary study of the environmental conditions of the coastal area of Guamaré-RN, where was investigated the geo-environmental transformation occourred in this region, whose primordial purpose was to diagnose the changes verified in the temporary space of five decades (1950 to 2001). With the objective of evaluanting the action of the active coastal processes (currents, waves, tides and winds), in order to understand the generating mechanisms of the erosion/sedimentation, evidenced by constant morphologic changes. The adopted methodological procedure consisted of a succession of stages, involving bibliographical and cartographic study, aereal photographs study, digital treatment of images, field work (sample collection, beaches profiles, characterization of the beach environment and morfodynamics), mapping correction and laboratory analyses (granulometry). The evolutionary study of the morphologic features indicated significant variations in the studied period, mainly, in the dunes, sea terraces, variation of the shore line and tidal flat, evidencing the largest transformations in the temporary space between 1988 and 2001. The analyses of the beach profiles showed a sedimentation tendency in the area of the profiles P1...

Caracterização morfodinâmica do litoral Norte Fluminense, RJ, Brasil; Coastal morphodynamics of the northern Rio de Janeiro State, Brazil

Bastos, Alex Cardoso; Silva, Cleverson Guizan
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto Oceanográfico
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2000 POR
Relevância na Pesquisa
76.34%
A morfologia das praias é reflexo da ação hidrodinfunica com o tipo de sedimento disponível. Esta int~ação se dá a partir da base de ação das ondas, tornando-se mais efetiva na zona de arrebentação onde a energia é dissipada, originando wna zona de surfe que se estende em direção à linha de costa até Q limite do espraiamento na face de praia. O objetivo deste trabalho é apresentar as características morfodinâmicas do litoral NE do Estado do Rio de Janeiro, baseando-se na análise da variação espaço Hemporal de perfis de praia, na morfologia da plataforma continental e em fotos aéreas. Os perfis de praia foram levantados durante cinco anos pela PETROBRÁS S/A, em oito estações ao longo do litoral. O comportamento morfodinâmico distinto de setores do litoral estudado é função do padrão de ondas e direção da linha de costa, morfolQgia da plataforma interna controlando a extensão da zona de surfe e o número de zonas de arrebentação, características dos sedimentos e gradiente da face de praia. Foram reconhecidos quatro compartimentos morfodinâmicos distintos, com base na morfologia dos perfis praiais e plataforma interna, no índice de mobilidade da linha de praia, granulometria x gradiente da face de praia e o parâmetro Q. Os quatro compartimentos são: Atafona/Foz do Rio Paraíba do Sul - estágio morfodinâmico intermediário a dissipativo...

METODOLOGIA PARA MAPEAMENTO DE VULNERABILIDADE COSTEIRA À ELEVAÇÃO DO NÍVEL MÉDIO DO MAR (NMM) EM ESCALA LOCAL

Santos, Marcelo Soares Teles; CFTI; Amaro, Venerando Eustáquio; UFRN; Ferreira, Anderson Targino da Silva; UFRN; Barboza, Andressa de Abreu; CETEC; Figueiredo, Marília Crusoé; CETEC; Araújo, Alana Grochowalski; CETEC
Fonte: Universidade Federal do Paraná-UFPR Publicador: Universidade Federal do Paraná-UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
75.98%
Este trabalho apresenta metodologia para mapeamento da vulnerabilidade costeira à elevação do Nível Médio do Mar (NMM) em escala local, com estudo de caso na orla marítima da Ilha de Madre de Deus/BA. Essa orla marítima é densamente ocupada por bairros residenciais e instalações da indústria petrolífera. Para isso, foi criado um índice de vulnerabilidade costeira com a combinação de quatro variáveis geológicas (geomorfologia, declividade, elevação e taxa de erosão/acreção na face de praia), determinadas em levantamentos sazonais (verão e inverno) de perfis de praia georreferenciados e niveladas em relação ao NMM, e três variáveis de processos físicos costeiros (taxa de elevação do nível médio do mar, altura significativa de onda e amplitude de maré média). O mapa representou a variação da vulnerabilidade relativa ao longo de distintos setores da linha de costa possibilitando identificar a combinação mais crítica das variáveis, ou seja, áreas prioritárias às intervenções antrópicas para redução das vulnerabilidades por meio de estratégias de prevenção, mitigação e/ou adaptação socioeconômicas e ambientais aos impactos da elevação do NMM. Os resultados mostraram alto potencial na aplicação da metodologia em setores de beira-mar...

Impactos costeiros induzidos por ondas de tempestade entre o Cabo Frio e o Cabo Búzios, Rio de Janeiro, Brasil

Bulhões, Eduardo Manuel Rosa; Laboratório de Geografia Física. Departamento de Geografia. Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional. Universidade Federal Fluminense; Fernandez, Guilherme Borges; Laboratório de Geografia Física. D
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
86.15%
O campo de ondas em águas profundas é notável por sua variabilidade e dita a energia de ondas que vai ser direcionada para a costa. Os impactos morfológicos nos ambientes costeiros dependem da magnitude das forçantes meteorológicas e oceanográficas e da capacidade das praias de absorverem esta energia. Na análise entre o Cabo Frio e o Cabo Búzios, foram consideradas as características texturais da plataforma continental interna a partir da análise de 394 amostras, a variabilidade volumétrica de 438 levantamentos ao longo de 17 perfis de praia e as características de 69 tempestades entre 2003 e 2013. Os resultados apontaram que a sedimentação na zona submarina proximal reflete, através do parâmetro diâmetro médio dos grãos, as áreas com maior ou menor energia de ondas. Os resultados apontaram também a ocorrência de uma “temporada de ondas de tempestade” - principal elemento associado à erosão do estoque subaéreo das praias - entre abril e setembro, e que um período com ausência dessas ondas tende a ocorrer recuperação. Os diferentes segmentos de praia analisados mostraram maior ou menor magnitude desses efeitos, em função basicamente da orientação e exposição relativa de cada segmento de praia. Tempestades isoladas com maior magnitude tendem a promover erosão severa...