Página 1 dos resultados de 10 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

Seleção e avaliação funcional de fatores potencialmente envolvidos com interações entre plantas e nematóides parasitas

Souza, Djair dos Santos de Lima e
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
PT_BR
Relevância na Pesquisa
25.89%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2008.; A cultura do algodão (Gossypium hirsutum) sofre perdas significativas na sua produção, devido ao ataque de fitonematóides, especialmente o nematóide de galhas M. incognita. Visando estudar os mecanismos envolvidos na resistência, foram construídas bibliotecas de ESTs de raiz de algodão resistente e susceptível a esse nematóide. As variedades de algodão resistente (IAC 96/414) e susceptível (IAC 98/708), cedidas pelo Institituto Agronômico de Campinas em São Paulo, foram desafiadas com o nematóide de galhas com o objetivo de identificar genes expressos diferencialmente nas plantas resistente e susceptível, durante a presença do nematóide. Cada planta foi inoculada com 1.200 J2s de M. incognita, depositados homogêneamente com a pipeta ao redor da base da raiz. As raízes das plantas de cada variedade foram coletadas após 2, 4 e 18 dias após a inoculação. Essas raízes foram acondicionadas imediatamente em nitrogênio líquido e mantidas em freezer a -80 ºC até o momento da extração dos RNAs. Para a construção das bibliotecas, foi determinada a reunião dos RNAs extraídos das plantas coletadas com 2...

Reação de genótipos de maracujazeiro-azedo a Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae, em casa de vegetação; Passionfruit genotypes reaction to Xanthomonas campestris pv. passiflorae, under greenhouse condition

Kososki, Rafaela Mariana; Peixoto, José Ricardo; Junqueira, Nilton Tadeu Vilela; Uesugi, Carlos Hidemi; Melo, Berildo de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
35.91%
Apesar da grande importância econômica do maracujazeiro azedo, tal cultura vem enfrentando vários problemas fitossanitários, entre os quais, a mancha oleosa causada por Xanthomonas campestris pv. passiflorae. Com o objetivo de avaliar a reação de 76 genótipos de maracujazeiro azedo a Xanthomonas campestris pv. passiflorae e selecionar plantas resistentes foi conduzido um experimento em casa de vegetação, na Estação Biológica da Universidade de Brasília. Foi utilizado o delineamento de blocos casualizados, com 76 tratamentos (76 genótipos), quatro repetições e seis plantas por parcela. A inoculação foi feita pelo método de aspersão na concentração estimada de 1 x 108 UFC/ml. A avaliação dos sintomas foi feita utilizando-se uma escala de notas de 0 a 4, onde 0 significou planta resistente (R), 1 planta medianamente resistente (MR), 2 planta medianamente suscetível (MS), 3 planta suscetível (S) e 4 planta altamente suscetível (AS). Alguns genótipos apresentaram alta porcentagem de plantas resistentes (70 a 95%), entre os quais, MAR 20-07, MAR 20-12, MAR 20-17, MAR 20-18, MAR 20-21, MAR 20-29, MAR 20-48, MAR 20-51, MAR 20-54, IAC, `Maguary Mesa`, `Maguary Mesa 1`, F1 (Roxo Fiji x Marília), Vermelhão e EC-2-O. Foram selecionadas as plantas resistentes de cada genótipo...

Soja: avaliação de linhagens com período juvenil longo e obtenção do cultivar IAC-15

Miranda,Manoel Albino Coelho de; Mascarenhas,Hipólito Assunção Antonio; Pereira,José Carlos Vila Nova Alves; Gallo,Paulo Boller; Diehl,Sérgio Rocha Lima; Pinzan,Norma Rahal
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1990 PT
Relevância na Pesquisa
45.98%
Buscando desenvolver cultivares de soja de maior capacidade produtiva e melhor adaptação às condições paulistas, realizaram-se hibridações entre material genético com período juvenil longo, as quais possibilitaram a obtenção de linhagens que, por sua vez, foram avaliadas em ensaios preliminares e regionais, no âmbito do Instituto Agronômico. Concomitantemente, para que o sojicultor tivesse à sua disposição os cultivares mais produtivos, independentemente da procedência, realizaram-se testes regionais de avaliação pelo Sistema de Avaliação e Recomendação de Cultivares de Soja para o Estado de São Paulo - trabalho de cooperação entre o Instituto Agronômico (IAC) e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) - nas regiões produtoras, com técnica e recursos ali disponíveis. Os ensaios preliminares foram delineados em látice simples 6 x 6 e os ensaios regionais e os testes em blocos ao acaso, com quatro repetições. Os resultados, tanto dos experimentos desenvolvidos no IAC como os do Sistema de Avaliação IAC-CATI, permitiram avaliar o desempenho e justificar o lançamento e recomendação do cultivar IAC-15 para o Estado de São Paulo.

Novos genótipos de triticum durum L.: rendimento, adaptabilidade e qualidade tecnológica

FELICIO,JOÃO CARLOS; CAMARGO,CARLOS EDUARDO DE OLIVEIRA; MAGNO,CRISTINA DE PAULA DOS SANTOS; FREITAS,JOSÉ GUILHERME DE; BORTOLETTO,NELSON; PETTINELLI JUNIOR,ARMANDO; GALLO,PAULO BOLLER; PEREIRA,JOSÉ CARLOS VILA NOVA ALVES
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
35.97%
Compararam-se dezoito genótipos de Triticum durum L. e dois de Triticum aestivum L. em experimentos semeados em condições de irrigação por aspersão em diferentes regiões tritícolas paulistas, durante o período de 1995-97. Analisaram-se os seguintes parâmetros: rendimento de grãos, altura de plantas, ciclo da emergência à maturação, resistência às manchas foliares causadas por helmintosporiose, adaptabilidade, estabilidade, e qualidade tecnológica. O IAC 24 (T. aestivum) foi o mais produtivo, não diferindo dos genótipos de T. durum ALTAR/STN (12), MEMOS "S"/YAV79/3/SAPI"S"/TEAL"S"//HUI"S" (17), STN"S"/3/TEZ"S"/YAV79//HUI"S" (6), ALTAR/STN (11) e WIN"S"/SBA81A//STIL"S" (14) na comparação das médias para rendimento de grãos. Verificou-se que, em Ribeirão Preto, o rendimento médio de grãos foi de 5.332 kg/ha no período. Observaram-se valores semelhantes do coeficiente de determinação (R2) para a maioria dos genótipos estudados, exceto para IAC 24 e IAC 1001. Este e o Anahuac apresentaram-se instáveis quanto à produção de grãos nos ambientes desfavoráveis e estável nos favoráveis, ao contrário do IAC 24. As infecções do agente causal de mancha-foliar foram baixas, sendo as ocorrências mais generalizadas em Tatuí. Os melhores genótipos de T. durum em relação à qualidade tecnológica foram os tratamentos IAC 1003 (1)...

Avaliação e seleção de progênies F3 de cafeeiros de porte baixo com o gene SH3 de resistência a Hemileia vastatrix Berk. et Br.

Conceição,Albano Silva da; Fazuoli,Luiz Carlos; Braghini,Masako Toma
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.05%
Com o objetivo de avaliar e selecionar progênies F3 de cafeeiros de porte baixo com o gene SH3 de resistência à ferrugem, foram estudadas 36 progênies de cafeeiros tipo arábica (Coffea arabica L. ), em geração F3, resultantes dos cruzamentos dirigidos entre as cultivares Catuaí Vermelho IAC 46 e Catuaí Vermelho IAC 81 com o acesso IAC 1110 (BA-10). Esse último, originário da Índia, é fonte dos genes SH2SH3 que conferem resistência a Hemileia vastatrix. O experimento, estabelecido em 1988 no Centro Experimental do Instituto Agronômico, em Campinas (SP), no delineamento experimental em blocos ao acaso com seis repetições, duas plantas por parcela e no espaçamento 3,0 x 1,8 m, utilizou como testemunha a cultivar Catuaí Vermelho IAC 81, totalizando 37 tratamentos. Avaliaram-se no campo, a produção de café (média de sete colheitas), vigor vegetativo, resistência à ferrugem, porte da planta, coloração das folhas novas e maturação dos frutos. Os frutos das plantas mais produtivas foram analisados em laboratório quanto ao rendimento, tipos de sementes, peneira média e massa de 1000 grãos. A análise da variância dos dados de produção das progênies evidenciou que houve diferenças significativas entre as progênies...

MGS travessia: nova cultivar de café com produtividade e responsiva a poda.

CARVALHO, G. R.; BARTHOLO, G. F.; BOTELHO, C. E.; REZENDE, J. C.; PEREIRA, A. A.; OLIVEIRA, A. C. B. de
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 6., 2009, Vitória. Inovação científica, competitividade e mudanças climáticas: anais. Vitória: Consórcio Pesquisa Café, 2009. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 6., 2009, Vitória. Inovação científica, competitividade e mudanças climáticas: anais. Vitória: Consórcio Pesquisa Café, 2009.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
45.96%
Objetivou-se, com a realização deste estudo, a obtenção de uma cultivar portadora de características exigidas pelos cafeicultores e consumidores de café, selecionada com base no desempenho, principalmente da produtividade, após nove colheitas, sendo a última após poda do tipo esqueletamento. Os experimentos foram instalados nas Fazendas Experimentais da Epamig situadas nos municípios de Três Pontas e São Sebastião do Paraíso e em propriedades particulares nos municípios de Capelinha e Campos Altos. Foi avaliado o comportamento das cultivares Catuaí Vermelho IAC 99, Rubi MG 1192, Acaiá Cerrado 1474, Catuaí Vermelho IAC 144 e Catuai amarelo IAC 62, juntamente com outras progênies desenvolvidas pelo programa de melhoramento genético do cafeeiro da Epamig, resultantes da quarta geração por autofecundação após o terceiro retrocruzamento de Catuaí amarelo x Mundo Novo. No presente trabalho serão apresentados os resultados da progênie 1190-1170-2, denominada de MGS Travessia e selecionada entre as demais por se destacar em relação às características avaliadas. Foi avaliada a produção de grãos em todos os locais estudados. No ano de 2005 foi realizada uma poda do tipo esqueletamento no Município de Três Pontas. Neste local...

'Centenário': nova seleção de pêssego amarelo

Campo Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mário; Barbosa,Wilson; Martins,Fernando Picarelli; Rigitano,Orlando
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1987 PT
Relevância na Pesquisa
86.14%
'Centenário' (IAC 1880-30) é uma nova seleção de pêssego obtida no programa de melhoramento varietal do Instituto Agronômico de Campinas. Provém da polinização livre do pêssego 'Ouromel-2' (IAC 171-5) e tem como características principais a alta produtividade das plantas e o excelente sabor dos frutos (Brix, 16° e pH, 4,5). Estes são graúdos, globoso-oblongos, de ótimo aspecto e maturação precoce (95 a 115 dias). A polpa é amarela, o caroço bem pequeno, solto, e a película bem vermelha (80%) sobre fundo amarelado. Pode ser caracterizado como pertencente aos tipos 'Ouromel' e 'Dourado', e assim comercializado.

Rigitano: nova cultivar de umezeiro para porta-enxerto de pessegueiro

Pereira,Fernando Mendes; Mayer,Newton Alex; Campo Dall'orto,Fernando Antônio
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
25.77%
A pesquisa brasileira não havia desenvolvido, até o presente momento, um porta-enxerto clonal para a cultura do pessegueiro com características agronômicas desejáveis, especialmente com relação à resistência a nematóides-de-galha, facilidade de propagação por estacas herbáceas e indução à melhoria da qualidade dos frutos da cultivar-copa. O presente trabalho tem por objetivo apresentar a cultivar Rigitano de umezeiro, selecionada e aprovada para constituir um novo porta-enxerto para a cultura do pessegueiro. Identificada inicialmente como 'Clone 10', a cultivar Rigitano é resultante de um amplo projeto de pesquisa, realizado a partir de 1998 em colaboração com material procedente do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV/UNESP), Câmpus de Jaboticabal (SP). Os trabalhos de seleção e multiplicação para validação técnico-científica final iniciaram-se com experimentos de propagação por estacas herbáceas, cujos resultados indicaram viabilidade do método nas quatro estações do ano, nas condições climáticas de Jaboticabal (SP). A enxertia com o pessegueiro 'Aurora-1', borbulhia em escudo ou escudo modificado, demonstrou ser viável em porta-enxertos de maior diâmetro (± 10 mm). Em condições de campo...

Numbaira: uma nova cultivar para o Brasil Central.

KIIHL, R.A.S.; ALMEIDA, L.A.; ARANTES, N.E.; SPEHAR, C.R.; VILLELA, L.; MONTEIRO, P.M.F.P.; ROLIM, R.B.; MIRANDA, M.A.C.; SOUZA, P.I.M.
Fonte: In: SEMINARIO NACIONAL DE PESQUISA DE SOJA, 2., 1981, Brasília, DF. Anais... Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 1982. Publicador: In: SEMINARIO NACIONAL DE PESQUISA DE SOJA, 2., 1981, Brasília, DF. Anais... Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 1982.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 463-465.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
25.93%
A cultivar de soja (Glycine max (L.) Merrill) Numbaira, que antes de seu lancamento foi identificada pela sigla Lo 75-1494, e proveniente do cruzamento Davis x IAC 71-1113, realizado em 1970/71, em Campinas, pela Secao de Leguminosas do Instituto Agronomico do Estado de Sao Paulo. Foi desenvolvido pelo metodo genealogico. IAC 71-1113 e uma linhagem F5, de florescimento tardio, selecionada a partir do cruzamento Hill x PI 240664. As selecoes foram feitas no Instituto Agronomico do Estado de Sao Paulo, em Campinas, ate a quarta geracao, sendo que a selecao final, correspondendo a uma progenie F5 (Lo 75-1494), foi realizada em Londrina, PR, no Instituto Agronomico do Parana, em 1974/75. A linhagem Lo 74-1494 foi testada inicialmente (1975/76) no Estado do Parana (Londrina e Guarapuava), pelo IAPAR, sendo posteriormente enviada pelo Centro Nacional de Pesquisa de Soja para testes no Brasil Central. Os testes foram realizados pelo Centro de Pesquisa Agropecuaria dos Cerrados (Distrito Federal e Mato Grosso), Empresa Goiana de Pesquisa Agropecuaria (Goias) e Empresa de Pesquisa Agropecuaria de Minas Gerais (Minas Gerais), nos anos de 1977/78 a 1979/80. A partir de 1978/79, foi testada tambem pela UNESP - Campus de Ilha Solteira. A Tabela I apresenta um resumo do comportamento medio de `Numbaira'...

Desempenho da erva-cidreira (Lippia alba) para características relacionadas à produção de óleos essenciais; Performance of ginger grass (Lippia alba) for traits related to the production of essential oil

Yamamoto, Paula Yuri; Colombo, Carlos Augusto; Azevedo Filho, Joaquim Adelino; Lourenção, André Luiz; Marques, Márcia Ortiz Mayo; Morais, Guilherme Domingues da Silva; Chiorato, Alisson Fernando; Martins, Antônio Lúcio Mello; Siqueira, Walter José
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
36%
Lippia alba (Verbenaceae) is a shrub whose essential oil has important biological, pharmacological, and aromatizing properties. To reach the sustained cultivation of new species with economic potential, the present study aimed to evaluate L. alba performance for fresh leaf matter (FM), leaf dry matter (DM), virus symptoms (VS - Cucumber mosaic virus, CMV), oil yield (OY), and oil chemical composition (OC), and to evaluate DM stability and adaptability. Ten genotypes of four chemical groups (chemotypes) were evaluated in six experiments designed as randomized blocks with two plants per plot, over the whole State of São Paulo, Brazil. A 2.0 x 0.4 x 1.6 m spacing was used in Monte Alegre do Sul and Pindorama, while a 1.0 x 0.4 x 0.6 m spacing was used in Campinas, where four experiments were established under different irrigation and fertilization conditions. The genotype effect was significant (p < 0.05) for all traits evaluated, with high leaf productivity of IAC-16 (citral chemotype), best OY means in the linalool and limonene/carvone chemotypes, and susceptibility of the latter chemotype to CMV. The genotype performance oscillations in the six environments were significant for FM and DM, and despite their significance for phytochemical traits (OY and OC)...