Página 1 dos resultados de 282 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Sensibilidade dos nematódeos gastrintestinais de caprinos ao ivermectin na região da Grande Porto Alegre-RS; Sensitivity of gastrointestinal nematodes to ivermectin in goats in the metropolitan region of Porto Alegre, State of Rio Grande do Sul, Brazil

Mattos, Mary Jane Tweedie de; Oliveira, Carlos Marcos Barcellos de; Gouvea, Aline Silva; Andrade, Cintia Bisogno
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
As infecções por nematódeos representam um entrave na caprinocultura, podendo levar a morte de animais. Para o seu controle é utilizado ivermectin em caprinos jovens. Este experimento foi realizado com o objetivo de verificar a eficácia deste principio ativo sobre caprinos naturalmente parasitados por nematódeos. Para isto, foram utilizados 12 animais sendo 6 medicados com ivermectin®, na dose de 200 mg/kg v.o, e 6 não medicados (controle) Para a avaliação, utilizou-se o teste de redução na contagem de ovos e redução de larvas infectantes além da carga parasitária total (adultos). Amostras fecais foram coletadas no dia da medicação (dia zero), aos 7 e 14 dias após. No 14º dia pós-medicação todos os caprinos foram sacrificados, para a coleta de helmintos e cálculo da carga parasitária total. Os resultados revelaram que o ivermectin reduziu em 93,24 % o número de ovos de Trichostrongyloidea em caprinos. Na cultura de larvas observou-se Haemonchus (41%), Ostertagia (33%) e Oesophagostomum (26%), no dia zero e somente de Haemonchus (100%) no 14ºdia após a medicação. No grupo controle, no dia da medicação foram observadas larvas de Haemonchus (71%), Ostertagia (26%) e Trichostrongylus (3%). Estes mesmos gêneros foram identificados no 14ºdia...

Metabolismo oxidativo de neutrófilos em ovelhas naturalmente infectadas por nematódeos gastrintestinais e correlação entre nível sérico de cortisol e carga parasitária

Ciarlini,P.C.; Ciarlini,L.D.R.P.; Alencar,N.X.; Hohayagawa,A.; Rodrigues,C.F.C.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
Estudaram-se as relações entre o metabolismo oxidativo dos neutrófilos, os níveis séricos de cortisol e a carga parasitária estimada pela contagem de ovos por grama de fezes (OPG) no final da gestação, durante a lactação e após o desmame de ovelhas naturalmente infectadas por nematódeos gastrintestinais. Utilizaram-se 22 ovelhas da raça Suffolk, homogêneas quanto à idade (três a quatro anos), número de parições (terceira) e época de parição. O cortisol sérico foi determinado por radioimunoensaio e o metabolismo oxidativo dos neutrófilos pelo teste de redução do tetrazólio nitroazul (NBT). Os maiores valores de OPG foram observados na quinta semana de lactação, e as maiores taxas de cortisol e de redução do NBT ocorreram na quarta semana pós-desmame. Verificou-se correlação positiva (r = 0,52; P<0,05) entre a capacidade dos neutrófilos reduzirem o NBT e a concentração sérica de cortisol no período pré-parto. Próximo ao parto o metabolismo oxidativo dos neutrófilos diminuiu. Após o desmame a correlação entre o OPG e o teste de redução do NBT foi negativa (r = -0,39; P<0,01). A diminuição do OPG observada após o desmame coincidiu com o aumento da capacidade de os neutrófilos reduzirem o NBT...

Disponibilidade de larvas infectantes de nematódeos gastrintestinais parasitas de ovinos deslanados no semi-ârido pernambucano

Charles,Terezinha Padilha
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1995 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
A cada período médio de 30 dias (25 a 56 dias) compreendidos entre 08 de janeiro de 1988 e 11 de maio de 1990, dois ovinos deslanados, machos, com idade entre três a seis meses de idade, livres de vermes, eram colocados para pastejar juntamente com um rebanho naturalmente infectado. Após o período de pastejo, os animais permaneciam estabulados por 14-21 dias quando eram submetidos à necropsia para coleta, contagem e identificação dos nematódeos adquiridos. Haemonchus contortus foi o nematódeo mais prevalente (80,0%), seguido do Trichostrongylus spp. (T. axei e T. colubriformis) e Oxperia spp. (C. pectinata e C. punctata) presentes em 72,0% dos animais examinados, Oesophagostomum radiatum e Stcoagyloides papillosus estavam presentes em 56,0% e 38,0% dos animais examinados, respectivamente. O número médio de H. contortus variou de 510 na estação seca a 2157 na chuvosa, sendo o número médio de larvas de quarto estágio desse nematódeo de 499 na estação chuvosa (23% do total adquirido no período) e 416 na seca (81,6% do total médio adquirido no período). O número médio de Trichostrongylus spp. (T. axei e T. colubriformis), Cooperia spp. (C. pectinata and C. punctata), O. columbianum e S. papillous variou de 89, 89...

Efeito da fermentação aeróbia na viabilidade de ovos de nematódeos trichostrongilídeos

Charles,Terezinha Padilha; Furlong,John; Santos,Clóvis de Paula
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
O efeito da fermentação aeróbia na viabilidade de avos de nematódeos trichostrongilídeos foi avaliado em um sistema em que fezes de ovinos contendo ovos de Haemonchus contortus foram imersas em um tanque de fermentação dotado de aerador mecânico intermitente e fezes de bovinos com ovos de nematódeos trichostrongilídeos havendo predomínio de Cooperia sp. foram deixadas fermentar em depósitos a campo. Amostras dos ovos submetidas aos dois processos de fermentação foram colhidas em diferentes intervalos e cultivadas para extração das larvas infectantes. Ambos os processos de fermentação reduziram o número de ovos viáveis. Esterilização superior a 99% dos ovos foi obtida com 14 dias pós-exposição nos dois processos.

Atividade de fungos nematófagos nos estágios pré-parasitários de nematódeos trichostrongilídeos

Padilha,Terezinha
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1996 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
O controle dos nematódeos trichostrongilídeos é obtido através da aplicação de anti-helmínticos nos hospedeiros. Nas últimas décadas, estratégias de controle foram desenvolvidas visando a aplicação de anti-helmínticos em épocas em que as condições ambientais são desfavoráveis ao desenvolvimento dos estádios pré-parasitários. Estas estratégias apesar de serem bem sucedidas, apresentam inconveniências tais como o desenvolvimento de resistência aos princípios ativos mais comumente usados, a possibilidade de ocorrerem resíduos na carne e no leite e a ecotoxicidade de alguns compostos. Esses problemas reais e potenciais tem impulsionado estudos visando o desenvolvimento de alternativas que possam contribuir para redução ou substituição do uso desses compostos. Entre elas, o controle biológico dos estádios pré-parasitários através da ação de fungos nematófagos é uma alternativa promissora. Este artigo reúne as principais informações geradas nos estudos com estes microrganismos visando a redução do número de larvas de nematódeos trichostrongilídeos disponíveis nas pastagens.

Identificação e prevalência de nematódeos do pacu Piaractus mesopotamicus (Holmberg, 1887), da estação de piscicultura do cepta, Pirassununga, SP, Brasil

Parra,Jorge Erick Garcia; Brandão,Deodoro Atlante; Ceccarelli,Paulo Sérgio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1997 PT
Relevância na Pesquisa
37.68%
O trabalho foi realizado no Laboratório de Ictiopatologia do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria e no CEPTA, Município de Pirassununga, SP. Foram necropsiados 90 pacus que estavam em viveiros de criação da Estação de Piscicultura do CEPTA, com a finalidade de identificar os nematódeos presentes no tubo intestinal e observar a prevalência destes nos peixes. Foram coletados em três épocas do ano: verão, outono e primavera. Os nematódeos foram identificados como sendo todos pertencentes a mesma espécie Rondonia rondoni. Dos 90 pacus necropsiados, 64 encontravam-se infestados, obtendo uma prevalência de 71%. Dos peixes parasitados foi observado uma intensidade média de 3304 nematódeos. Com relação à época de colela foi observada diferença significativa (P < 0,05) quanto à prevalência entre os meses quentes (janeiro/outubro-novembro), comparado com o mês de maio, com menor temperatura da água. Com relação ao peso do hospedeiro, ocorreu um aumento da revalência até chegar a 100% a partir de pacus de 7 87 g. Em relação ao comprimento total do hospedeiro, existe diferença significativa (P < 0,05) de peixes menores de 20cm e maiores de 35cm, com relação a peixes entre 20 e 30cm.

Atividade ovicida de dois fármacos em caprinos naturalmente parasitados por nematódeos gastrintestinais, RS, Brasil

Mattos,Mary Jane Tweedie de; Schmidt,Verônica; Bastos,Cristine Dossin
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
A eficácia comparativa entre levamisole em duas doses diferentes e closantel foi avaliada sobre ovos de nematódeos gastrintestinais de caprinos naturalmente parasitados. Observou-se que a redução de ovos de nematódeos gastrintestinais foi de 93,23%, 91,25% e 70,42% nos grupos medicados com levamisole 8mg/kg, levamisole 11mg/kg e closantel 10mg/kg, respectivamente. O teste de desenvolvimento embrionário revelou que levamisole, nas duas doses, foi eficaz sobre Haemonchus spp., Ostertagia spp., Cooperia spp. e Oesophagostomum spp. O closantel não foi eficaz para Cooperia spp e Oesophagostomum spp.

Nematódeos resistentes a anti-helmíntico em rebanhos de ovinos e caprinos do estado do Ceará, Brasil

Melo,Ana Carolina Fonseca Lindoso; Reis,Iarle Feitosa; Bevilaqua,Claudia Maria Leal; Vieira,Luiz da Silva; Echevarria,Flávio Augusto Menezes; Melo,Luciana Magalhães
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
O controle do parasitismo por nematódeos gastrintestinais é feito basicamente com a utilização de anti-helmínticos. Falhas no controle são o primeiro sinal do aparecimento de resistência anti-helmíntica. A real situação da prevalência da resistência anti-helmíntica, em fazendas comerciais de criação de ovinos e caprinos no Brasil, é desconhecida. Esse experimento teve como objetivo, estimar a ocorrência de resistência ao oxfendazol, levamisol e ivermectina em propriedades comerciais de criação de ovinos e caprinos, na região do médio e baixo Jaguaribe, através do teste de redução na contagem de ovos nas fezes acompanhados de coproculturas. O trabalho foi realizado em 25 criações, sendo 16 de ovinos, 7 de caprinos e uma de ovinos e caprinos. Os dados obtidos foram analisados pelo programa estatístico RESO (1989). A prevalência de nematódeos resistentes ao oxfendazol, levamisol e ivermectina em ovinos foi de 88%, 41% e 59%, e em caprinos de 87,5%, 75% e 37,5%, respectivamente. Observou-se que o gênero Haemonchus foi o mais prevalente na população resistente a todos os anti-helmínticos, tanto em ovinos quanto em caprinos, seguido de Trichostrongylus e Oesophagostomum.

Efeitos do suco de alho (Allium sativum Linn.) sobre nematódeos gastrintestinais de caprinos

Batatinha,Maria José Moreira; Botura,Mariana Borges; Santos,Monica Mattos dos; Silva,Ademilton; Almeida,Maria das Graças A.R.; Santana,Adelmo Ferreira; Bittencourt,Tereza Cristina Borio dos Santos Calmon de; Almeida,Maria Angela Ornelas de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do suco de alho sobre nematódeos gastrintestinais de caprinos. Foram utilizados 20 animais, distribuídos em dois grupos tratados com o suco de alho, um grupo tratado com ivermectina e um grupo controle sem tratamento. Os percentuais de redução do número de ovos e larvas de Strongyloidea foram inferiores a 95% para todos os grupos. O tratamento de caprinos com o suco de alho não foi eficiente no controle de nematódeos gastrintestinais.

Alho desidratado (Allium sativum L.) no controle de nematódeos gastrintestinais em bovinos naturalmente infectados

Bianchin,Ivo; Catto,João Batista
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
Três grupos de seis bezerras da raça Nelore, desmamadas, com infecções mistas naturais de nematódeos gastrintestinais, foram estabuladas individualmente e tratadas, durante 74 dias, com 20, 10 e 0g animal-1dia-1 de alho desidratado adicionado a ração. Durante todo o período experimental não se observou diferença significativa entre os grupos tratados e controle no número de ovos por grama de fezes (OPG) (P>0,05) e na percentagem relativa de larvas infectantes nas coproculturas.

Controle alternativo de nematódeos gastrintestinais dos ruminantes: atualidade e perspectivas

Cezar,Alfredo Skrebsky; Catto,João Batista; Bianchin,Ivo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
Infecções por nematódeos gastrintestinais causam prejuízos significativos à produção de ruminantes. A intensificação do processo produtivo tende a agravar os efeitos das parasitoses. O fácil acesso do produtor a anti-helmínticos, aliado à falta de orientação profissional adequada, tem levado ao uso indiscriminado destes fármacos e, conseqüentemente, à resistência parasitária, reduzindo a eficácia do tratamento. Soma-se a isso, a tendência pela valorização dos produtos orgânicos, originários de sistemas de produção em que o uso dos quimioterápicos é restrito ou proibido. Este contexto aumenta a importância do controle alternativo baseado em: manejo do rebanho e das pastagens, controle biológico dos parasitas, estímulo à resposta imunológica do hospedeiro e fitoterapia. Há alguns métodos promissores para utilização futura e outros viáveis para aplicação imediata, os quais, combinados com os anti-helmínticos convencionais, podem garantir sucesso e sustentabilidade no controle das nematodíases.

Determinação da contagem de ovos de nematódeos no período peri-parto em vacas

Gennari,Solange Maria; Blasques,Leandro Silva; Rodrigues,Aline Aparecida Rezende; Cilento,Maria do Carmo; Souza,Sílvio Luís Pereira de; Ferreira,Fernando
Fonte: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.6%
Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de se observar as alterações do número de ovos de nematódeos por grama de fezes (OPG) eliminados por vacas no período do peri-parto. No primeiro foram utilizadas vacas de raças européia (leiteiras) e zebuínas (de corte), da 6ª semana pré-parto à 6ª semana pós-parto. Observou-se diferença significativa (p<0,05) com maior número de animais leiteiros apresentando ovos de nematódeos nas fezes durante o peri-parto. Na categoria de animais leiteiros, houve um aumento significativo no OPG no momento do parto e na semana quatro pós-parto, em relação ao pré-parto. Também nesta categoria, observou-se uma associação negativa entre o número de partos e a positividade em relação ao OPG (p<0,05). Devido ao comportamento diferenciado dos animais leiteiros um segundo experimento foi feito para se comparar, nessa categoria animal, as alterações de OPG da quarta semana pré-parto à décima pós-parto, em vacas de primeira e segunda crias e três ou mais crias. Observou-se diferença significativa, com os animais de primeira e segunda crias apresentando maiores valores de OPG nas semanas dois, três e quatro pós-parto (p<0,05). Os valores de OPG para os animais de primeira e segunda crias foram de 0 - 1800...

Estudo da susceptibilidade e sazonalidade da infeccção por nematódeos gastrointestinais.

OLIVEIRA, M. C. de S.; ALENCAR, M. M. de; CHAGAS, A. C. de S.; SHIAVONE, D. C.; GIGLIOTI, C.; FERREZINI, J.; OLIVEIRA, H. N.
Fonte: In: REUNION ASOCIACION LATINOAMERICANA DE PRODUCCION ANIMAL, 30.; REUNION ASOCIACION PERUANA DE PRODUCCION ANINAL, 30.; CONGRESSO INTERNACIONAL DE GANDEIRA DE DOBLE PROPOSTO, 5., 2007, Cuzco, Perú. Annales... Cuzco: ALPA: APPA, 2007. Publicador: In: REUNION ASOCIACION LATINOAMERICANA DE PRODUCCION ANIMAL, 30.; REUNION ASOCIACION PERUANA DE PRODUCCION ANINAL, 30.; CONGRESSO INTERNACIONAL DE GANDEIRA DE DOBLE PROPOSTO, 5., 2007, Cuzco, Perú. Annales... Cuzco: ALPA: APPA, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Foram estudadas a resistência genética e a sazonalidade da infecção por nematódeos gastrintestinais em 67 bezerras de corte, sendo 26 da raça Nelore (NE), 23 cruzados ½ Senepol + ½ Nelore (SN) e 18 cruzados ½ Aberdeen Angus + ½ Nelore (AN) naturalmente infectadas. Para esse fim foram colhidas mensalmente amostras de fezes para determinação do número de ovos por grama de fezes (OPG) e dos gêneros de nematódeos prevalentes. Foram colhidas também amostras de sangue para determinação do volume globular por meio da técnica de microhematócrito. As médias de hematócrito foram semelhantes para os três grupos genéticos e não mostraram associação com as médias de OPG. Também não foram encontradas diferenças significativas entre as médias de OPG dos três grupos genéticos estudados. As médias de OPG foram fortemente influenciadas pelo mês da colheita (P< 0,0001). Os principais gêneros de parasitos encontrados foram Cooperia spp., Haemonchus spp., Oesophagostomum spp e, em menor proporção, Trichostrongylus spp.; 2007; Resumo na seguinte fonte: Archivos Latinoamericano de Produccion Animal, v. 15, (Supl.1), p. 493, 2007.

Resistência de bovinos da raça nelore e cruzados nelore x Senepol e nelore x angus aos nematódeos gastrintestinais.

OLIVEIRA, M. C. de S.; CHAGAS, A. C. de S.; ALENCAR, M. M. de; GIGLIOTI, R.; OLIVEIRA, H. N.; CARVALHO, C. O.; GEORGETTI, C. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA 21.; ENCONTRO DE PARASITOLOGIA DO MERCOSUL, 2., 2009, Foz do Iguaçu. Foz do Iguaçu: SBP, 2009. p.1343. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA 21.; ENCONTRO DE PARASITOLOGIA DO MERCOSUL, 2., 2009, Foz do Iguaçu. Foz do Iguaçu: SBP, 2009. p.1343.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.48%
O uso intensivo dos anti-helmínticos em criações de bovinos tem gerado um problema crescente de resistência nos parasitas e a presença de resíduos nos produtos de origem animal. A seleção de animais geneticamente resistentes surge como uma estratégia complementar altamente viável, que facilitaria o controle dos nematódeos. As estimativas mais aceitas para a herdabilidade do OPG em bovinos variam entre 0,3 e 0,4, sugerindo que o aumento da resistência pode ser conseguido por meio de seleção. Assim, com a finalidade de verificar se existe diferença na resistência à infecção natural por nematódeos gastrintestinais.; 2009

Análise de associação entre marcadores moleculares no cromossomo 3 de ovinos e resistência aos nematódeos gastrintestinais.

GOUVEIA, J. J. S.; SANTIAGO, A. C.; IBELLI, A. M. G.; FREITAS, A. R. de; OLIVEIRA, M. C. de S.; GIGLIOTI, R.; ESTEVES, S. N.; REGITANO, L. C. de A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 53., 2007, Águas de Lindóia, SP. Águas de Lindóia: SBG, 2007. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 53., 2007, Águas de Lindóia, SP. Águas de Lindóia: SBG, 2007.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 154
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.48%
A ovinocultura brasileira tem experimentado considerável crescimento nos últimos anos (cerca de 17% entre 2003 e 2006). Porém, apresenta números pouco significativos quando comparado ao cenário mundial. Uma das principais causas de prejuízos desta exploração é a infecção por nematódeos gastrintestinais. Em razão disso, a descoberta de marcadores moleculares para resistência a endoparasitas em ovinos tem recebido grande atenção por parte dos pesquisadores, e diversos estudos vêm sendo conduzidos em várias partes do mundo e com diversas raças. No Brasil, entretanto, estes estudos são insipientes. O objetivo deste trabalho foi verificar associação entre marcadores tipo microssatélite do cromossomo três de ovinos e a resistência aos nematódeos gastrintestinais. Foram utilizados 218 ovinos de três grupos genéticos (Santa Inês X Santa Inês; Dorper X Santa Inês e Suffolk X Santa Inês), dos quais foram coletadas fezes mensalmente, de maio a agosto de 2006, e realizadas contagens do número de ovos por grama de fezes (OPG). Os animais foram genotipados para os marcadores microssatélites BP1 (171,1cM), BL4 (207,7cM) e BMS1617 (214,1cM). Os dados de OPG foram submetidos à transformação log10 (OPG +1) e analisados estatisticamente pelo procedimento MXED do SAS...

Achatina fulica como hospedeiro intermediário de nematódeos de interesse médico-veterinário em Goiás, Brasil; Achatina fulica as an intermediate host of nematoda of medical-veterinary interest in Goiás, Brazil

Oliveira, Ana Paula Martins de; Torres, Eduardo José Lopes; Maldonado Jr., Arnaldo; Araújo, José Luíz de Barros; Fernandez, Monica Ammon; Thiengo, Silvana Carvalho
Fonte: Ruy de Souza Lino Publicador: Ruy de Souza Lino
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.48%
v. 39, n. 3, p. 199-210, jul./set.2010; Achatina fulica, também conhecido como caramujo africano, é um molusco terrestre que pode atuar como hospedeiro intermediário de vários helmintos, entre eles alguns com importância médica e veterinária como Angiostrongylus cantonensis e Angiostrongylus costaricensis, nematódeos responsáveis pela meningoencefalite eosinofílica e pela angiostrongilose abdominal, respectivamente. Este estudo objetivou conhecer a distribuição deste molusco no estado de Goiás e pesquisar a ocorrência de larvas de nematódeos de interesse parasitológico. Detectado, inicialmente, em 2003 no município de Morrinhos, A. fulica teve sua distribuição geográfica ampliada e encontra-se atualmente presente em 39,5%, dos municípios de Goiás. A pesquisa da helmintofauna, realizada pela técnica de digestão artificial das amostras obtidas em Caldas Novas, Morrinhos e Bela Vista de Goiás, resultou no encontro de larvas de Aelurostrongylus abstrusus (prevalência de 35%), Rhabditis sp. (47,5%), Strongyluris sp. (15%) e de outros metastrongilídeos (2,5%). Este estudo ampliou o conhecimento da distribuição geográfica de A. fulica em Goiás e reforçou a participação deste molusco em ciclos biológicos de helmintos...

Ação de Azadirachta indica (Neem) em nematódeos gastrintestinais de caprinos; Azadirachta indica (Neem) action in goats gastrintestinal nematodes

Chagas, Ana Carolina de Souza; Vieira, Luiz da Silva
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
O problema da resistência em nematódeos gastrintestinais de caprinos, associado ao crescente interesse por alternativas de controle, levou à investigação da ação de Azadirachta indica sobre estes parasitas. No teste in vitro observou-se a ação ovicida e larvicida de extratos aquosos de folhas verdes e secas de Neem, em cinco concentrações. No teste in vivo administrou-se 30g de folhas secas por animal/dia, durante cinco dias. Os animais foram monitorados através de OPG diário durante 28 dias e as larvas foram quantificadas e identificadas através de coprocultura. Detectou-se a predominância de Haemonchus sp. na estação chuvosa e de Trichostrongylus spp. na estação seca. O extrato aquoso de folhas secas in vitro, na concentração de 240.000ppm, reduziu em 89% a eclosão das larvas de nematódeos gastrintestinais. Entretanto, esta concentração é muita elevada e inviabiliza sua aplicação no controle da verminose. A administração oral de folhas secas trituradas não reduziu o OPG dos animais durante um período de 28 dias após o tratamento. Estudos investigativos com A. indica devem se concentrar na ação biológica do óleo extraído diretamente da semente, que possui maior quantidade de azadirachtina que as folhas. A administração do óleo também é mais fácil...

Infecção experimental de gerbis (Meriones unguiculatus) com nematódeos de ovinos: eficiência bionutricional; Experimental infection of jirds (Meriones unguiculatus) with larve of sheep nematodes: bio-nutritional efficiency

Machado, Helaíne Haddad Simões; Gomes, Francimar Fernandes; Oliveira, Francisco Carlos Rodrigues de; Fiuza, Vagner Ricardo da Silva; Detmann, Edenio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.68%
O parasitismo por nematódeos gastrintestinais constitui uma importante causa de danos à saúde e de perdas econômicas na produção de pequenos ruminantes. O modelo laboratorial para estudos de nematódeos de ruminantes utilizando gerbis (Meriones unguiculatus) torna-se mais adequado quando estes animais são imunossuprimidos. Os corticosteróides são drogas freqüentemente usadas na imunossupressão de animais de biotério. O índice de eficiência bionutricional é considerado um parâmetro efetivo para avaliar os efeitos de tratamentos sobre a performance nutricional dos animais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência bionutricional de gerbis imunossuprimidos e infectados experimentalmente com larvas de nematódeos de ovinos. Os resultados indicaram que os animais que receberam a droga apresentaram maior número de nematódeos à necropsia que o grupo de animais apenas infectados. Não foi observado efeito nocivo da infecção sobre a performance dos animais. Os animais não infectados e que receberam a droga metilprednisolona tiveram performance significativamente menor que os não infectados que não receberam a mesma.; We aimed to evaluate the risk factor of serum reactive dogs to antileptospire agglutinin and their spatial distribution in an urban area. We collected 1...

Determinação da contagem de ovos de nematódeos no período peri-parto em vacas; Determination of nematode faecal egg counts during the periparturient period in cows

Gennari, Solange Maria; Blasques, Leandro Silva; Rodrigues, Aline Aparecida Rezende; Cilento, Maria do Carmo; Souza, Sílvio Luís Pereira de; Ferreira, Fernando
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.6%
Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de se observar as alterações do número de ovos de nematódeos por grama de fezes (OPG) eliminados por vacas no período do peri-parto. No primeiro foram utilizadas vacas de raças européia (leiteiras) e zebuínas (de corte), da 6ª semana pré-parto à 6ª semana pós-parto. Observou-se diferença significativa (p<0,05) com maior número de animais leiteiros apresentando ovos de nematódeos nas fezes durante o peri-parto. Na categoria de animais leiteiros, houve um aumento significativo no OPG no momento do parto e na semana quatro pós-parto, em relação ao pré-parto. Também nesta categoria, observou-se uma associação negativa entre o número de partos e a positividade em relação ao OPG (p<0,05). Devido ao comportamento diferenciado dos animais leiteiros um segundo experimento foi feito para se comparar, nessa categoria animal, as alterações de OPG da quarta semana pré-parto à décima pós-parto, em vacas de primeira e segunda crias e três ou mais crias. Observou-se diferença significativa, com os animais de primeira e segunda crias apresentando maiores valores de OPG nas semanas dois, três e quatro pós-parto (p<0,05). Os valores de OPG para os animais de primeira e segunda crias foram de 0 - 1800...

DORAMECTINA NO TRATAMENTO DE CÃES COM SARNA SARCÓPTICA E NEMATÓDEOS GASTRINTESTINAIS

FRANCO, M.B.; HAMANN, W.
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 22/04/2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.6%
O objetivo principal do presente estudo consistiu na avaliação da eficácia da doramectina contra o ácaro Sarcoptes scabiei e nematódeos gastrintestinais caninos. O experimento foi realizado com 26 cães, naturalmente infectados com o ácaro Sarcoptes scabiei e nematódeos gastrintestinais, divididos em dois grupos (grupo controle e grupo de tratamento). Os cães do grupo tratamento receberam administração única subcutânea de doramectina 1%, na dose de 0,3 mg/kg e o grupo controle recebeu administração única subcutânea de solução de cloreto de sódio 0,9%, na dose de 0,03 ml/kg. Os grupos foram acompanhados durante 28 dias e avaliados quanto à evolução das lesões dermatológicas, presença e intensidade do prurido, raspados de pele e exame coproparasitológico (método de Willis-Mollay). O grupo tratado não apresentou mais o ácaro no 14° dia, juntamente com redução significativa do prurido e das lesões de pele, com recuperação completa de todos os animais no 28° dia após o tratamento. Os exames coproparasitológicos pré-tratamento revelaram a presença de Toxocara sp, Ancylostoma sp, Trichuris vulpis e Uncinaria stenocephala nos animais estudados, sendo que no 21° dia todos os animais apresentaram exames coproparasitológicos negativos. Não foram observadas reações adversas locais ou sistêmicas...