Página 1 dos resultados de 165 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Identificação e relações filogenéticas, potencial de uso de isolados de Trichoderma no controle do mofo branco e como promotores de crescimento do feijoeiro

Carvalho Filho, Magno Rodrigues de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
47.02%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia, 2013.; Trichoderma constitui um gênero de microfungos mundialmente distribuído na natureza. Nos solos, estão presentes como microorganismos de vida livre ou colonizando raízes de plantas. Podem também colonizar endofiticamente os tecidos vegetais, como simbiontes. Por apresentarem ação antagonista contra fitopatógenos, linhagens de diversas espécies desse gênero vem sendo estudadas como agentes de biocontrole de doenças de plantas, dentre as quais, o mofo branco, causado por Sclerotinia sclerotiorum, em diversas espécies vegetais. A caracterização molecular desse grupo de antagonistas tem grande importância, tanto em estudos de biodiversidade e distribuição das espécies, como na identificação de potenciais agentes de biocontrole, e de possíveis patógenos oportunistas a humanos, a exemplo de Trichoderma longibrachiatum. O objetivo desse trabalho foi identificar 148 isolados em nível de espécie, por sequenciamento das regiões ITS do DNA ribossomal e avaliar a biodiversidade desses isolados com referência à origem geográfica. Foi realizada seleção in vitro de isolados com potencial de biocontrole...

Intensidade do mofo-branco do feijoeiro em plantio convencional e direto sob diferentes lâminas d’água; Intensity of white mold of beans in conventional tillage and no-tillage cropping systems under variable water depths

Napoleão, Reginaldo; Café Filho, Adalberto Corrêa; Nasser, Luiz Carlos Bhering; Lopes, Carlos Alberto; Silva, Henoque Ribeiro da
Fonte: Sociedade Brasileira de Fitopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
57.08%
Utilizando-se de um gradiente de lâminas d’água obtidas com o sistema de irrigação por aspersão em linha “line source” e duas cultivares de feijoeiro (Phaseolus vulgaris), sob os sistemas de plantio direto e convencional, verificou-se aumento da intensidade do mofo-branco causado por Sclerotinia sclerotiorum e da produção de escleródios com o incremento da lâmina d’água. Com inóculo inicial de 0,2 escleródio/kg de solo a porcentagem de plantas infetadas variou de 0 a 100% em 1998 e de 0 a 12% em 1999. Maior severidade e incidência do mofo-branco ocorreram na cultivar de porte prostrado, em cultivo convencional. Em ambos os anos, a intensidade da doença, a produção de escleródios e a formação de apotécios foram menores no sistema de plantio direto do que no convencional. Finalmente, em ambos os experimentos foi detectado cerca de quatro vezes mais escleródios no resíduo da trilhadora no plantio convencional que no plantio direto, mostrando que a produção de inóculo para as safras subseqüentes no plantio convencional é muito maior que no direto. Este é um fato relevante, considerando-se a importância do inóculo inicial para as doenças monocíclicas, como é o caso do mofo-branco do feijoeiro, e tem implicações diretas na sustentabilidade do sistema de produção irrigado de inverno. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; A gradient of water depths...

Detecção do mofo-branco no feijoeiro, utilizando características espectrais

Boechat,Lorena Temponi; Pinto,Francisco de Assis de Carvalho; Paula Júnior,Trazilbo José de; Queiroz,Daniel Marçal; Teixeira,Hudson
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
47.02%
Neste trabalho, objetivou-se estudar a resposta espectral de plantas de feijoeiro à infecção por Sclerotinia sclerotiorum, fungo causador do mofo-branco. Foram conduzidos dois ensaios, no delineamento em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições, no primeiro ensaio, e seis tratamentos e quatro repetições, no segundo. Medidas de reflectância espectral do dossel do feijoeiro, entre os comprimentos de ondas de 400 a 850 nm, foram tomadas aos 60, 71, 91 e 102 dias após a emergência (DAE), no primeiro ensaio, e aos 13, 27, 34, 56, 71 e 91 DAE, no segundo. Os dados espectrais foram transformados em índices de vegetação: da diferença normalizada (NDVI), da diferença de verde normalizado (GNDVI) e ajustado para o solo (SAVI). A severidade do mofo-branco foi avaliada, visualmente, aos 102 DAE, no primeiro ensaio, e aos 92 DAE, no segundo. Houve correlação significativa apenas no segundo ensaio, entre a severidade da doença e o NDVI, aos 71 DAE. A resposta espectral do feijoeiro pode ser utilizada para a detecção da ocorrência do mofo-branco e, consequentemente, como ferramenta no manejo integrado.

Espaçamento e manejo de restos culturais para o controle de Sclerotinia sclerotiorum em feijoeiro

Macena,Andreia Maria Faria; Canteri,Marcelo Giovanetti; Ferreira Junior,Jose Petruise
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2011 PT
Relevância na Pesquisa
47.02%
A manutenção da camada de palha na superfície do solo e o incremento no espaçamento entrelinhas têm sido difundidos como métodos para o controle de mofo branco. O objetivo deste trabalho foi avaliar a alteração no espaçamento entrelinhas e o manejo da cobertura do solo para o controle de Sclerotinia sclerotiorum na cultura do feijoeiro. O delineamento experimental foi blocos casualizados, em esquema fatorial 2x3, constituído de seis tratamentos com quatro repetições. O primeiro fator foi o manejo de restos culturais, com dois níveis de manejo (com cobertura e sem cobertura de solo). O segundo fator foi o espaçamento entre linhas, com três níveis (20, 40 e 60cm). As variáveis analisadas foram a área abaixo da curva de progresso (AACPD), incidência de mofo branco, números de escleródios, massa de 100 grãos e produtividade. De acordo com os resultados, não ocorreu interação significativa (P<0,05) entre o manejo dos restos culturais e os espaçamentos. Os espaçamentos de 40 e 60cm entre linhas foram significativamente superiores a 20cm para a redução número de escleródios de S. sclerotiorum, incidência de mofo branco e AACPD. Os parâmetros produtivos não foram afetados significativamente pela variação dos espaçamentos e dos restos culturais.

Estimativa de severidade do mofo-branco em lavouras de feijão utilizando-se sensores hiper e multiespectral

Machado,Marley L.; Pinto,Francisco A. C.; Queiroz,Daniel M. de; Paula Júnior,Trazilbo J. de; Vieira,Rogério F.
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2015 PT
Relevância na Pesquisa
47.12%
Neste estudo objetivou-se identificar comprimentos de onda e faixas espectrais provenientes de reflectâncias hiper e multiespectrais utilizando regressão PLS e promover avaliação comparativa desses métodos e de dez índices de vegetação, para determinar aqueles que melhor estimam níveis de severidade de mofo-branco em feijão. Foram implantados experimentos nos municípios de Viçosa e de Oratórios, estado de Minas Gerais. Reflectâncias hiperespectrais foram obtidas com espectroradiômetro cuja faixa útil de leitura adotada foi entre 440 e 900 nm. Reflectâncias multiespectrais foram obtidas de imagens de câmara constituídas de cinco bandas (vermelho, verde, azul, Red-edge e infravermelho). Os índices de severidade da doença foram baixos; em Viçosa a média foi de 5,8% e em Oratórios, 7,4%. Modelos matemáticos utilizando reflectâncias hiperespectrais tiveram melhor desempenho para estimar mofo-branco; a banda do red-edge apresentou os comprimentos de onda que melhor estimam a severidade do mofo-branco. Índices de vegetação resistentes a efeitos da reflectância de solo estimaram melhor o mofo-branco do que os demais índices.

Manejo do mofo branco no Brasil

LOBO JUNIOR, M.
Fonte: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 35, p. CI, ago. 2010. Suplemento. Edição dos resumos do XLIII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Cuiabá, ago. 2010. Publicador: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 35, p. CI, ago. 2010. Suplemento. Edição dos resumos do XLIII Congresso Brasileiro de Fitopatologia, Cuiabá, ago. 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
2010; Grupo de discussãop 6: Controle de mofo branco.

Influência da temperatura e do período de molhamento foliar no desenvolvimento de mofo branco em feijão.

HIKISHIMA, M.; GERALDINE, A. M.; LOBO JUNIOR, M.
Fonte: In: WORKSHOP DE EPIDEMIOLOGIA DE DOENÇAS DE PLANTAS, 3., 2010, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2010. Publicador: In: WORKSHOP DE EPIDEMIOLOGIA DE DOENÇAS DE PLANTAS, 3., 2010, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2010.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 75.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
A influência da temperatura e da duração do período de molhamento foliar na infecção e no desenvolvimento do mofo branco, causado pelo fungo Sclerotinia sclerotiorum, em feijão comum (Phaseolus vulgaris) foi verificada por meio de estudos em ambiente controlado.; 2010

Reação de híbridos de tomateiro para processamento em relação ao mofo branco.

AGUIAR, R. A.; CUNHA, M. G.; LOBO JUNIOR, M.
Fonte: In: CONGRESSO DE PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO, 7., 2010, Goiânia. Conhecimento e desenvolvimento sustentável: anais... Goiânia: UFG, 2010. Publicador: In: CONGRESSO DE PESQUISA, ENSINO E EXTENSÃO, 7., 2010, Goiânia. Conhecimento e desenvolvimento sustentável: anais... Goiânia: UFG, 2010.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; p. 7276-7280.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.93%
O mofo branco, doença provocada pelo fungo de solo Sclerotinia sclerotiorum, constitui-se em problema sério em plantios de hortaliças, principalmente o tomate para processamento quando cultivado em solos contaminados e sob condições de temperatura amena e de alta umidade. Os sintomas característicos da doença são a necrose na haste e murchamento seguido da seca das folhas, enquanto que os sinais são o crescimento de micélio cotonoso e branco na superfície dos tecidos lesionados e a presença de inúmeros escleródios que são estruturas de resistência do patógeno.; 2010; Conpeex 2010.

Importância da colheita, beneficiamento e tratamento com fungicidas na sanidade de sementes e transmissão do mofo branco.

HENNING, A. A.
Fonte: Informativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 2, ago. 2011. CD-ROM. Edição dos Anais do XVII Congresso Brasileiro de Sementes., Natal, ago. 2011. Publicador: Informativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 2, ago. 2011. CD-ROM. Edição dos Anais do XVII Congresso Brasileiro de Sementes., Natal, ago. 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
67.16%
Até a década de 90 o mofo branco era restrito ao sul do Brasil, ocorrendo esporadicamente em áreas de pivô central em Minas Gerais e Goiás. Porém, a falta de cuidados com a semente de soja, oriunda de áreas afetadas pelo mofo (utilização de semente caseira ou pirata) sem o devido cuidado com o beneficiamento, e a sucessão com culturas suscetíveis (algodão, feijão, girassol) tornou essa doença um dos maiores problemas para a cultura da soja, no oeste da Bahia. No manejo do mofo branco, deve-se utilizar semente certificada, livre de escleródios e para isso o separador espiral torna-se um equipamento indispensável; tratamento de semente com fungicidas benzimidazóis + contato para evitar a introdução do fungo na forma de micélio dormente e aumentar o espaçamento, sempre que possível. Em janeiro de 2009 foi colocada em consulta pública a Portaria Nº 47 do MAPA. No caso da soja, foi proposto o padrão 0 (zero) para a presença de escleródios de Sclerotinia sclerotiorum, em 500 gramas de sementes (análise de pureza) para evitar a comercialização de lotes de sementes contaminados com escleródios e restringir assim sua disseminação para outras áreas de cultivo. Todavia, vale ressaltar que o fungo pode também ser disseminado via micélio dormente. Pesquisa realizada com sementes oriundas de um experimento de controle químico do mofo branco...

Transformação de feijoeiro com o gene oxalato oxidase para resistência ao mofo branco causado por Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) de Bary.

FARIA, J. C. de; COELHO, G. R. C.; PEREIRA, L. K. E.; CINTRA, E. A. G.; ARAÚJO, H. V. S.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 10., 2011, Goiânia. Anais... Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
No presente trabalho propôs-se transformar o feijoeiro com uma construção gênica para expressar o gene oxalato descarboxilase, objetivando a resistência ao fungo agente causal do mofo branco.; 2011; CONAFE.

Projeto em rede para avaliar a eficiência de produtos químicos no manejo do mofo branco em soja.

MEYER, M. C.; CAMPOS, H. D.
Fonte: Informativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 3, p. 14, dez. 2011. Publicador: Informativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 3, p. 14, dez. 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.12%
Em função da expansão da ocorrência de mofo branco [Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) de Bary] e o consequente aumento de danos causados por esta doença à cultura da soja nas últimas safras, foram propostos alguns projetos de estudos do seu manejo. Em 2008 foram iniciadas as atividades que deram origem ao ensaio cooperativo de controle químico de mofo branco em soja, fruto de discussões da XXX Reunião de Pesquisa de Soja da Região Central do Brasil e parte integrante de projetos subvencionados pelo MAPA e CNPq através do edital 064/2008. Esta rede de ensaios é executada por fitopatologistas de diversas instituições de pesquisa e ensino do País, sendo conduzidos experimentos nos Estados de GO, MS, MT, MG, BA, SP, PR e SC. Os experimentos foram conduzidos em 11 locais na safra 2008/09, 18 locais em 2009/10 e 11 locais em 2010/11. Foram testados fungicidas pertencentes aos grupos químicos dos benzimidazóis, fenilpiridinilaminas, carboxamidas, anilidas e estrobilurinas, isoladamente, formulados em misturas ou em aplicações seqüenciais alternadas, variando de duas a quatro pulverizações em intervalos de 10 dias, iniciando no estádio R1 de desenvolvimento das plantas (início do florescimento). Os maiores índices de controle foram observados com as fenilpiridinilaminas (fluazinam)...

Transformação e avaliação de plantas a resistência ao mofo branco do feijoeiro causado pelo fungo Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) de Bary.

PEREIRA, L. K. E.; CINTRA, E. A. G.; COELHO, G. R. C.; FARIA, J. C. de.
Fonte: In: SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 5., 2011, Santo Antônio de Goiás. Resumos apresentados. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2011. Publicador: In: SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 5., 2011, Santo Antônio de Goiás. Resumos apresentados. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 71.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Como não existe alta resistência genética a doença do mofo branco causado pelo patógeno habitante do solo Sclerotinia sclerotiorum, a proposta é a transformação do feijão com o gene da oxalato descarboxilase, a fim de interferir diretamente nos mecanismos de patogenicidade do fungo, tornando a planta resistente.; 2011

Combinações de isolados de Trichoderma spp. para o controle do mofo branco em feijão comum.

GERALDINE, A. M.; YOSHIDA, F.; SILVA, L. L.; LOBO JUNIOR, M.
Fonte: Summa Phytopathologica, São Paulo, v. 38, fev. 2012. Suplemento, ref. 227. Edição dos Resumos do XXXV Congresso Paulista de Fitopatologia, Jaguariúna, fev. 2012. Publicador: Summa Phytopathologica, São Paulo, v. 38, fev. 2012. Suplemento, ref. 227. Edição dos Resumos do XXXV Congresso Paulista de Fitopatologia, Jaguariúna, fev. 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Sabendo do potencial antagônico do gênero Trichoderma (Pers.), este trabalho objetivou testar em campo combinações de isolados deste gênero, da coleção de microrganismos da Embrapa Arroz e Feijão, para o controle do mofo branco (Sclerotinia sclerotiorum) na cultura do feijão comum.; 2012

Custos associados ao mofo branco (Sclerotinia esclerotiorum) em feijoeiro comum de 3. safra em Goiás.

RICARDO, T. R.; WANDER, A. E.; LOBO JUNIOR, M.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
Como as estimativas de dano econômico desse patógeno são incipientes e sua validade é regionalmente restrita, buscou-se, neste estudo, quantificar o dano econômico em nível estadual decorrente da ocorrência do mofo branco em lavouras irrigadas de feijoeiro comum no Estado de Goiás na 3ª safra de 2007.; 2008

Obtenção de resistência ao mofo branco (Sclerotinia sclerotiorum) do feijoeiro comum via engenharia genética.

LÔBO, L. S.; SILVA, K. M.; COELHO, G. R. C.; FARIA, J. C. de.
Fonte: In: SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 7., 2013, Santo Antônio de Goiás. Coletânea dos resumos apresentados. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2013. Publicador: In: SEMINÁRIO JOVENS TALENTOS, 7., 2013, Santo Antônio de Goiás. Coletânea dos resumos apresentados. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2013.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 22.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
O objetivo deste trabalho é obter plantas de feijoeiro comum resistentes ao mofo branco mediada pela expressão do gene oxalato descarboxilase (OxDc).; 2013; Apresentação oral - graduação.

Ensaios cooperativos de manejo de mofo branco em soja.

MEYER, M. C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 47.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MOFO BRANCO, 2014, Londrina. Desafios futuros: anais. Londrina: SBF, 2014. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 47.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MOFO BRANCO, 2014, Londrina. Desafios futuros: anais. Londrina: SBF, 2014.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
2014

Métodos de inoculação e seleção de cultivares de soja quanto à resistência ao mofo branco.

GARCIA, R. A.; MEYER, M. C.; ÁVILA, K. A. G. B.; SANTOS, J. R. C.; CUNHA, M. G.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 47.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MOFO BRANCO, 2014, Londrina. Desafios futuros: anais. Londrina: SBF, 2014. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FITOPATOLOGIA, 47.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MOFO BRANCO, 2014, Londrina. Desafios futuros: anais. Londrina: SBF, 2014.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.88%
2014

Ação de agroquímicos no controle de mofo branco em soja

Arruda, Josicléa Hüffner
Fonte: Pato Branco Publicador: Pato Branco
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
57.06%
Soybean is one of the most important crops in the world. However, several times the yield is reduced due to diseases as the stem rot (white mold) caused by Sclerotinia sclerotiorum, which is a several fungal, mainly in areas with low temperatures and high moisture. The disease control, including the use of fungicides, is difficult. Thus, the objective of this study was to verify the effect of herbicides and foliar fertilizers with potassium phosphite on control of white mold soybean, determining the action of this agrochemicals about the phytoalexin, superoxide dismutase and peroxidase synthesis, and the direct action on the pathogen. For this, the in vitro effect of agrochemicals on the pathogen was evaluated. Also, the induction was tested in the laboratory by evaluation of phytoalexin synthesis in soybean cotyledons, and POX and SOD enzymes, subjected to the same treatment field. The field trials were conducted in Coronel Domingos Soares – PR, evaluations were made in 2012/2013 crop. A randomized-complete blocks design with 6 treatments and 4 replicates was used. The treatments were: lactofen (0,6 L ha-1 applied in V4), bentazon (1,5 L ha-1 in V4), fluazinam (1 L ha-1 in R1) and two foliar fertilizers called fosfito A (30 p/p % de P2O5 and 20 p/p % de K2O) (3 L ha-1 in V4 + R1) and fosfito B (26 p/p % de P2O5 and 19 p/p % de K2O) (2 L ha-1 in V4 + R1). . The fungicide was the only product that completely inhibited fungal growth in vitro. In the laboratory...

Manejo do mofo branco (Sclerotinia sclerotiorum L.) em tomateiro industrial; Management of white mold (Sclerotinia sclerotiorumL.) in tomato industry

AGUIAR, Renata Alves de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
47.19%
Brazil ranks ninth in the world production of tomato (Solanum esculentum L.), while much of this production is destined for processing industries. The added value obtained with the fruit processing endorses this species as the vegetable with the greatest economic importance in the Cerrado region of Brazil, where the State of Goiás stands out as the largest producer. Despite the favorable soil and climatic conditions, several factors have hindered its production, especially diseases caused by soilborne pathogens, which had increased their importance with the adoption of intensive production systems. Among them, white mold caused by Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) De Bary has caused serious problems in infested soils, under mild temperatures and high humidity. Concerning the large number of S. sclerotiorum hosts and the lack of resistant hybrids, chemical control has been chosen as the most common method for disease management, despite not always efficient, due to the difficulties to reach the pathogen s resistance structures in the soil. Therefore, the study aimed to evaluate the disease escape on different tomato hybrids, to compare the effectiveness of synthetic fungicides mixed or not to potassium silicate; evaluate the biological control of white mold...

Mofo-branco em algodão, girassol e feijão: potencial de transmissão e efeitos na qualidade de sementes e variabilidade do patógeno; White mold on cotton, sunflower and bean: potential transmission and effects in the seeds quality and variability of pathogen

Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DFP - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DFP - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL
Tipo: Tese de Doutorado
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47.02%
Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área de concentração em Fitopatologia, para a obtenção do título de Doutor.; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)