Página 1 dos resultados de 140 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Pensamento social conservador na modernidade brasileira contemporânea: estudo de caso sobre o movimento escoteiro; Conservative social thought in contemporary brazilian modernity: a case study on the boy scout movement

Souza, Max Eduardo Brunner
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/10/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.51%
Este trabalho trata do pensamento social conservador na modernidade brasileira contemporânea. O texto parte de uma análise da bibliografia consagrada sobre conservadorismo, modernidade contemporânea e brasileira, analisando suas categorias fundamentais e colocando-as em contraste com uma análise empírica do pensamento social de um grupo de indivíduos conservadores imersos na modernidade brasileira: o movimento escoteiro no Brasil. As conclusões indicam que o fenômeno do pensamento conservador brasileiro segue uma lógica própria, de um conservadorismo progressista, distinto daquele encontrado em outros países europeus e anglo-saxônicos.; This dissertation deals with the conservative social thought in contemporary Brazilian modernity. The text begins with a review of the literature devoted about conservatism and contemporary Brazilian modernity, analyzing its key categories and contrasting to an empirical analysis of social thought in a conservative group immersed in Brazilian modernity: the boy scout movement in Brazil. The conclusions indicate that the phenomenon of conservative thought in Brazil follows its own logic: a "progressive conservatism" as distinct from that one found in other European and Anglo-Saxon countries.

Espaço dos pobres : identidade social e territorialidade na modernidade tardia

Marzulo, Eber Pires
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.87%
A tese aborda a questão da identidade social no espaço dos pobres na modernidade tardia. O estudo está situado na tradição das ciências sociais que toma como elemento constitutivo da identidade social a dimensão espacial. Parte-se do problema da identidade social na modernidade tardia, desde a condição de crise das principais identidades da modernidade, a saber: a identidade individual, a nacionalidade e a identidade de classe. A crise dessas três matrizes identitárias modernas se articulam permitindo situar o espaço onde vivem os pobres na metrópole como parâmetro de definição de sua identidade social. A partir da literatura sobre o tema, dois espaços dos pobres são investigados como casos de estudo. No Brasil, a favela do Pavão-Pavãozinho, no Rio de Janeiro. Para ter elementos comparativos, fez-se uma pesquisa sobre o espaço dos pobres em Paris. Ali, o caso de estudo foi uma cité muito importante na região parisiense: Clos St. Lazare. Assim, foi possível abordar se a relação pobres-espaço é constitutiva de uma identidade social dos pobres na metrópole ocidental na modernidade tardia.; La thèse traite de la question de l’identité sociale entre ceux qui vivent dans les espaces des pauvres en la modernité tardive. L’étude est à l’intérieur d’une très grande tradition dans les sciences sociales qui présente comme un des éléments constitutifs de l’identité social la dimension spatiale. D’abord...

Estado de exceção e modernidade tardia: da dominação racional à legitimidade (anti) democrática

Carrilho Martinez, Vinício
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 421 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FFC; Nor available

A racionalização das tradições no contexto da modernidade tardia: o caso das tradições gaúchas

Luvizotto, Caroline Kraus
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 160 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
Pós-graduação em Ciências Sociais - FFC; A presente tese tem como objetivo analisar a racionalização das tradições num contexto de modernidade tardia. A análise tem como ponto de partida as tradições gaúchas e sua manifestação nos Centros de Tradição Gaúcha (CTG). O estudo foi desenvolvido com base na bibliografia especializada sobre o tema e em uma pesquisa efetuada durante o ENART 2008 - Encontro de Arte e Tradição Gaúcha, realizado em 2008 na cidade de Santa Cruz do Sul – RS. Os estudos apontam que a modernidade tardia traz à tona a reflexividade e racionalização das relações, experiências e tradições. Tradições são (re)inventadas e, neste caso, (re)inventadas tendo o CTG como cenário e esta (re)invenção permite manter os vínculos e a sociabilidade do grupo sócio-cultural que se reconhece enquanto grupo e se diferencia dos demais por identificar-se em torno de símbolos, práticas, crenças e rituais que os une, pois é comum a todos eles, independente do espaço geográfico que ocupem. Na modernidade tardia o caráter de ludicidade atribuído às tradições (re)inventadas no CTG é o fio condutor para inúmeras relações que se estabelecem nesse cenário e é o combustível de todas as práticas e rituais vivenciados ali. A ludicidade das atividades dá sentido às práticas tradicionalistas e à toda tradição que foi (re)inventada e que passa a ser racionalizada no contexto de modernidade reflexiva. Conclui-se que essa apropriação do caráter lúdico das tradições e as relações estabelecidas no CTG a partir dos símbolos...

Autoajuda e o espírito de nossa época

Martelli, Carla Giana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
O objetivo principal deste artigo é levantar algumasexplicações possíveis para o sucesso editorial do segmento daautoajuda a partir das últimas décadas do século passado. Paratanto, quatro eixos explicativos são desenvolvidos: 1) vivemos umperíodo de reflexividade que abre espaço para as receitas e osmodelos da autoajuda; 2) outras formas de racionalidade, numacontraposição à visão de Max Weber, abrem espaço para o saberprofessado pelos gurus da autoajuda; 3) a autoajuda tem umafunção terapêutica fundamental numa época que vive os dilemasda modernidade tardia; 4) o modelo de competência que imperano imaginário organizacional contemporâneo abre espaço paraos ensinamentos da autoajuda. Rastreando essas explicaçõesprocurar-se-á mostrar de que forma as especificidades do nossotempo constituem terreno fértil para a autoajuda.; The main purpose of this article is to examine some possible explanations for the editorial success of self-help segment since the last decades of the twentieth century. Four hypothesis have been developed in this direction: 1) we are living in a more reflexive time that makes room for self-help recipes and models; 2) other forms of rationality, contrary to Max Weber views, make room for self-help wisdom; 3) self-help has an important therapeutic function in a time that lives the dilemmas of late modernity; 4) the competence model that rules the contemporary organizational imaginary makes room for the lessons of self-help. Examining these explanations we will discuss in which ways the particular characteristics of our time make room for self-help.

As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Luvizotto, Caroline Kraus
Fonte: Cultura Acadêmica Publicador: Cultura Acadêmica
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
Este livro analisa a racionalização das tradições num contexto de modernidade tardia. A análise tem como ponto de partida as tradições gaúchas e sua manifestação nos Centros de Tradição Gaúcha (CTG). O estudo foi desenvolvido com base na bibliografia especializada sobre o tema e em uma pesquisa efetuada durante o ENART 2008 - Encontro de Arte e Tradição Gaúcha, realizado em 2008 na cidade de Santa Cruz do Sul - RS. Os estudos apontam que a modernidade tardia traz à tona a reflexividade e racionalização das relações, experiências e tradições. Tradições são (re)inventadas e, neste caso, (re)inventadas tendo o CTG como cenário e esta (re)invenção permite manter os vínculos e a sociabilidade do grupo sócio-cultural que se reconhece enquanto grupo e se diferencia dos demais por identificar-se em torno de símbolos, práticas, crenças e rituais que os une, pois é comum a todos eles, independente do espaço geográfico que ocupem. Na modernidade tardia o caráter de ludicidade atribuído às tradições (re)inventadas no CTG é o fio condutor para inúmeras relações que se estabelecem nesse cenário e é o combustível de todas as práticas e rituais vivenciados ali. A ludicidade das atividades dá sentido às práticas tradicionalistas e à toda tradição que foi (re)inventada e que passa a ser racionalizada no contexto de modernidade reflexiva. Essa apropriação do caráter lúdico das tradições e as relações estabelecidas no CTG a partir dos símbolos...

Dilemas e hesitações da modernidade tardia e a emergência da sociedade de controle

Souza, Luís Antônio Francisco de
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 78-99
POR
Relevância na Pesquisa
46.66%
The objective of this study is to emphasize the fundamental points of the theoretical discussion about late modernity. In the two last decades, authors like Giddens, Beck, Bauman, Sennett and Garland have emphasized the social, historical and theoretical characterization of modernity in the advanced occidental societies. This discussion, despite being indispensable, does not allow the comprehension of the problems of this new stage of occidental capitalism in terms of its technical dimension and social control. The article arguments in favor of the incorporation of analysis of Michel Foucault’s power and stresses its present reality and potential. This author renewed the theoretical possibilities of the human sciences as he criticized a naturalized view of History and historical events. The influence of his works, an analysis of modernity, may be observed in the debate around the crisis of modernity and the emerging society of control. At the same time, his work helps us understand the main dilemmas and hesitations of contemporary societies.; Pretende-se destacar os pontos fundamentais da discussão teórica sobre modernidade tardia. Autores como Giddens, Beck, Bauman, Sennett e Garland têm se debruçado nas últimas duas décadas sobre a caracterização social...

A identidade cigana na modernidade tardia : construções fragmentadas

Oliveira, Anna Clara Viana de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
46.67%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Esta pesquisa tem por objetivo investigar aspectos da construção identitária das/os ciganas/os brasileiras/os e suas práticas sociais na sociedade da modernidade tardia. Afilio-me ao trabalho de Fairclough (2001, 2003) em Análise de Discurso Crítica, no qual a linguagem é concebida como parte irredutível da vida social e é dialeticamente interconectada a outros elementos dela. Os objetivos específicos da pesquisa são: (1) analisar os processos de (re)construção global da identidade cigana; (2) identificar possíveis organizações de grupos ciganos como resistência às tendências globalizantes neoliberais e (3) investigar o potencial de eventos discursivos situados, como parte das ações de comunicação, para desnaturalizar representações e identificações hegemônicas de ciganas/os brasileiras/os. Para tal fim, realizo análise conjuntural da produção e circulação de dois textos vinculados à ONG Embaixada Cigana do Brasil, tomando como base estudos sobre identidade e diferença (SILVA, 2000) e modernidade tardia (GIDDENS...

Ambiguidades da secularização entre modernidade e pós-modernidade

Duque, João Manuel
Fonte: Bond Publicador: Bond
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
O artigo parte da consideração de uma espécie de dialéctica, inerente à modernidade, no que respeita à relação com o sagrado, que acabou por implicar deslocações deste para âmbitos considerados «profanos». A modernidade tardia e o denominado regresso do religioso apenas vieram revelar melhor essa dialéctica. Daí resulta uma possível leitura da secularização moderna como sacralização do «secular», enquanto âmbito de um novo absoluto. Em contrapartida, a tradição teológica da secularização pode ser entendida como crítica relativização do secular, em permanente processo de «desdivinização», ao que parece corresponder, como contrapartida estranha, um modo de neo-sacralização com base no religioso não teológico – numa religião sem Deus. É neste dinamismo ambivalente que se pode falar dos elementos que marcaram as ambiguidades da secularização moderna: a absolutização da natureza, a recuperação de uma religião civil, a divinização da razão científica, entre muitas outras versões.; The article starts by considering a kind of dialectics, inherent to modernity, concerning the connection with the sacred, which ended up implicating motions in spheres considered “profane”. The late modernity and the so-called return of the religious just came to better reveal these dialectics. From this results a possible reading of the modern secularization as a “secular” sacralization...

A Estética Teológica e os desafios da modernidade tardia

Duque, João Manuel
Fonte: Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Teologia-Braga Publicador: Universidade Católica Portuguesa, Faculdade de Teologia-Braga
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
O tema em epígrafe exige que comece por clarificar aquilo que entendo por «estética». Após esta clarificação, procederei a uma brevíssima análise de algumas manifestações da estética paradoxal, em tempos de modernidade tardia. Só então estaremos em condições de esboçar os principais contornos de uma possível estética teológica que enfrente os problemas aqui apontados.

Solidão, a busca do outro na era do eu: estudo sobre sociabilidades na modernidade tardia

Teixeira, Elsa Guedes
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
Este artigo insere-se no âmbito de um trabalho de investigação cujo pano de fundo foi o tema da solidão e das sociabilidades na viragem do século. O objecto de estudo consistiu na análise de três formas encontradas pelos actores sociais para comunicar: anúncios pessoais publicados numa revista, uma associação promotora de encontros entre pessoas livres e linhas telefónicas de ajuda. O quadro teórico foi problematizado em função da teoria de Giddens sobre a modernidade tardia, assim como da análise dos movimentos demográficos e das recomposições familiares, dando grande relevo à emancipação feminina nas relações entre os géneros e referindo a importância da relação pura (Giddens), do novo modelo de vida privada (Kaufmann) e do neotribalismo (Maffesoli).; This article forms part of a research project that was set against the backcloth of the theme of loneliness and sociabilities at the turn of the millennium. The object of the study was the analysis of three ways that social actors have discovered in order to communicate: personal ads published in a magazine, an association which organises encounters between unattached people and help lines. The theoretical framework was problematised according to Giddens’ theory of late modernity...

A racionalização das tradições na modernidade: o diálogo entre Anthony Giddens e Jürgen Habermas

Luvizotto,Caroline Kraus
Fonte: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia Publicador: Universidade Estadual Paulista, Departamento de Filosofia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.53%
Partindo das reflexões de Habermas e sua concepção de modernidade, compreendida como um projeto inacabado, Giddens salienta que, em todas as sociedades, a manutenção da identidade pessoal e sua conexão com identidades sociais mais amplas é um requisito primordial para a segurança ontológica. Para alcançar a segurança ontológica, a modernidade teve que (re)inventar tradições e se afastar de "tradições genuínas", isto é, aqueles valores radicalmente vinculados ao passado pré-moderno. Este é um caráter de descontinuidade da modernidade - a separação entre o que se apresenta como o novo e o que persiste como herança do velho. É sobre a relação entre tradição e modernidade e sobre um diálogo entre Giddens e Habermas que trata este texto. O objetivo é identificar os pontos de contato e as diferenças das teses defendidas por ambos, a fim de avaliar as contribuições de cada um para se pensar a racionalização das sociedades contemporâneas. A modernidade tardia ou reflexiva é um processo de mudanças ininterruptas que afetam as bases da sociedade ocidental. Frente a uma realidade em constante alteração, faz-se necessário escolher entre uma certeza do passado e uma nova realidade, em contínua mutação. Nesse sentido...

Amores fáceis: romantismo e consumo na modernidade tardia

Costa,Sérgio
Fonte: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento Publicador: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
O artigo estuda as relações entre economia e amor nas sociedades complexas contemporâneas. O autor recupera uma interpretação do amor romântico como forma de comunicação particular que destaca e separa os amantes de seu entorno. Assim, o que define a interação amorosa não é o consumo de rituais românticos, como sustentam a teoria crítica e os estudos culturais, mas o sentido singular que os amantes conferem à sua relação e às atividades conjuntas.

Trópicos do discurso sobre risco: risco-aventura como metáfora na modernidade tardia

Spink,Mary Jane P.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
56.87%
Este artigo tem como objetivo situar as novas modalidades de uso dos repertórios interpretativos sobre risco, especialmente no que se refere à perspectiva da aventura. Propõe que, como aventura, a linguagem do risco cumpre atualmente funções múltiplas, sendo tanto um anteparo aos processos de destradicionalização típicos da modernidade tardia, como uma figura de linguagem utilizada para falar de novas sensibilidades decorrentes do imperativo de enfrentar a imponderabilidade e volatilidade dos riscos modernos. Inicia com uma visão panorâmica dos sentidos históricos do risco buscando argumentar que a noção, entendida na perspectiva da linguagem em uso, permite explorar as mudanças que vêm ocorrendo nas formas de controle social que nos possibilitam falar de uma transição da sociedade disciplinar, formação típica da modernidade clássica, para a sociedade de risco, formação emergente na modernidade tardia. Finaliza apontando para as transformações que vêm ocorrendo nas imagens sobre risco, buscando destacar o uso crescente do risco-aventura como metáfora da modernidade tardia.

A interface entre educação e mercado : uma análise crítica das mudanças socioculturais no contexto educacional

Costa Júnior, João Batista da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.67%
In the context of late modernity, the socio-cultural transformations established new social practices which corroborate discursive changes in dialectic movements, contributing to the order of the educational discourses to be more and more affected by typical market discourses and values which are covered by ideologies, hegemonic struggles and power relations. In this sense, this research study, which is based on the theoretical tenets of the Critical Discourse Analysis in its interdisciplinary branch (FAIRCLOUGH, 2006; ORMUNDO, 2010; PEDROSA, 2010; RAMALHO E RESENDE, 2011), aims at discussing how the sociocultural changes in the context of private education interact with the market proposal of neoliberal and economical policies. The research was methodologically based on the qualitative approach (CHIZZOTTI, 1991; BOGDAN e BIKLEN, 1994; MINAYO, 1994), especially on the principles of contemporary Applied Linguistics (SIGNORINI, 1998; MOITA-LOPES, 2006; MENEZES, SILVA, GOMES, 2009). Data were gathered from advertisements used in campaigns by private educational institutions and agencies in Natal/RN; the advertisements were collected in primary and secondary levels and in language courses from October to December, 2010. The data analysis indicate that education...

Os assalariados rurais urbanizados: sobre o fenômeno urbano e os trabalhadores rurais na alta modernidade – Goianésia, Goiás; The rural workers urbanized: about urban phenomenon and rural workers in high modernity - Goianésia, Goiás

Xavier, Glauber Lopes
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS); Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS); Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
In recent years, the conditions of reproduction of labor power and social relations of rural proletarians have undergone substantial transformations, whose cause it is the urban phenomenon that is wrapped in the everyday life of these workers. Ongoing changes have engendered, in turn, a modus vivendi that hitherto had not unprecedented in Brazil, which confirms the emergence of a new category of rural workers, rural workers urbanized. To understand it, however, it is urgent to consider this modus vivendi based on the concept of social space, initiated by the dialectic between instances physical, social and mental arvoradas the city in high modernity. Regarding the social space, the study of rural workers urbanized unveils a reproduction of social relations distinct from that configured the daily life of rural workers of years before this new century. Demarcate this change new ways of acting, feeling and thinking these guys, emerging, so a new relationship between man and space, man-object, as well as among men themselves, develop into new representations and their corollaries. It considers that these changes constitute the high modernity, sometimes called late modernity or post-modernity, which deals with the cultural logic of an advanced stage of development of the productive forces. In this sense...

Valores e pós-modernidade na formação do clero católico.; Values and postmodernity in the catholic clergy formation.

Paula, José Rogério Machado de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2001 PT
Relevância na Pesquisa
46.69%
Estuda-se a formação do clero católico considerando valores de futuros sacerdotes. Os valores são analisados levando-se em conta seus elementos de amplitude, exigência e escolha. Emprega-se a distinção de Rokeach entre valores terminais e instrumentais. As transformações sociais atribuídas à pós-modernidade são consideradas à luz das teorias propostas por Jean-François Lyotard e Anthony Giddens (modernidade tardia). Os sujeitos são cinco seminaristas, concluintes do curso de Teologia e próximos da ordenação sacerdotal. Utiliza-se entrevista semi-estruturada composta de sete itens (Igreja universal- Igreja local;ecumenismo-diálogo interreligioso; verdade; missão; mulher; pessoa do sacerdote; meios de comunicação) referentes a três temas da pós-modernidade(metanarrativa; subjetividade; simulação-realidade virtual). Constata-se que os valores terminais permanecem os mesmos, ao passo que os instrumentais alteram-se, o que permite aos sujeitos manter sua adesão aos primeiros. Os resultados apontam o modelo de Giddens (modernidade tardia) como mais adequado à compreensão das transformações socioculturais do fim do milênio do que aquele sugerido por Lyotard.; This work studies the education of the Catholic clergy considering values of future priests. The values are analyzed taking their elements of amplitude; requiredness and choice. Rokeach's distinction is used between terminal and instrumental values. The social changes attributed to the postmodernity are considered according to the theories proposed by Jean-François Lyotard and Anthony Giddens (late modernity). The subjects are five seminarians of the course of Theology and next to the priestly ordination. It is used semi-structured interviews composed of seven items (universal Church/local Church; ecumenism/interfaith dialogue; truth; mission; woman; person of the priest; media) referring to the three themes of postmodernity (metanarrative...

As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia

Fonte: Editora UNESP Publicador: Editora UNESP
Tipo: Livro Formato: pdf; epub
Publicado em //2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.97%
Este livro analisa a racionalização das tradições num contexto de modernidade tardia. A análise tem como ponto de partida as tradições gaúchas e sua manifestação nos Centros de Tradição Gaúcha (CTG). O estudo foi desenvolvido com base na bibliografia especializada sobre o tema e em uma pesquisa efetuada durante o ENART 2008 - Encontro de Arte e Tradição Gaúcha, realizado em 2008 na cidade de Santa Cruz do Sul - RS. Os estudos apontam que a modernidade tardia traz à tona a reflexividade e racionalização das relações, experiências e tradições. Tradições são (re)inventadas e, neste caso, (re)inventadas tendo o CTG como cenário e esta (re)invenção permite manter os vínculos e a sociabilidade do grupo sócio-cultural que se reconhece enquanto grupo e se diferencia dos demais por identificar-se em torno de símbolos, práticas, crenças e rituais que os une, pois é comum a todos eles, independente do espaço geográfico que ocupem. Na modernidade tardia o caráter de ludicidade atribuído às tradições (re)inventadas no CTG é o fio condutor para inúmeras relações que se estabelecem nesse cenário e é o combustível de todas as práticas e rituais vivenciados ali. A ludicidade das atividades dá sentido às práticas tradicionalistas e à toda tradição que foi (re)inventada e que passa a ser racionalizada no contexto de modernidade reflexiva. Essa apropriação do caráter lúdico das tradições e as relações estabelecidas no CTG a partir dos símbolos...

A disseminação da tradição e a preservação da memória coletiva na era digital │ The dissemination of tradition and the preservation of collective memory in the digital age

Luvizotto, Caroline Kraus; Docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e do Departamento de Ciências Humanas da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP – Universidade Estadual Paulista, Campus de Bauru. Pesquisadora do Gru
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Pesquisa Histórica; Pesquisa Qualitativa; Estudo de Caso Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2015 POR
Relevância na Pesquisa
46.67%
RESUMO Este artigo situa a disseminação de tradições e a preservação da memória coletiva diante do contexto teórico mais amplo trazido pelos estudos da cibercultura e das novas tecnologias de informação e comunicação, à luz da modernidade tardia. Nesse contexto, a internet e, em especial, as ferramentas da web 2.0, considerando as suas especificidades e limitações, podem aproximar atores sociais com a mesma vinculação identitária; proporcionar um ambiente para a disseminação e ensino de uma tradição e preservar a memória coletiva de um povo.Palavras-chave: Tradição; Memória Coletiva; Cibercultura; Era Digital; Modernidade Tardia. ABSTRACT This article addresses the dissemination of traditions and the preservation of collective memory in the broader theoretical context brought by cyberculture studies and new information and communication technologies in the light of late modernity. In this context, the internet and especially web 2.0 tools , considering their specificities and limitations, can approximate social actors with the same binding identity, provide an environment for dissemination and teaching of tradition and preserve the collective memory of a people.Keywords: Tradition; Collective Memory; Cyberculture; Digital Age; Late Modernity.

Trópicos do discurso sobre risco: risco-aventura como metáfora na modernidade tardia

Spink,Mary Jane P.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
56.87%
Este artigo tem como objetivo situar as novas modalidades de uso dos repertórios interpretativos sobre risco, especialmente no que se refere à perspectiva da aventura. Propõe que, como aventura, a linguagem do risco cumpre atualmente funções múltiplas, sendo tanto um anteparo aos processos de destradicionalização típicos da modernidade tardia, como uma figura de linguagem utilizada para falar de novas sensibilidades decorrentes do imperativo de enfrentar a imponderabilidade e volatilidade dos riscos modernos. Inicia com uma visão panorâmica dos sentidos históricos do risco buscando argumentar que a noção, entendida na perspectiva da linguagem em uso, permite explorar as mudanças que vêm ocorrendo nas formas de controle social que nos possibilitam falar de uma transição da sociedade disciplinar, formação típica da modernidade clássica, para a sociedade de risco, formação emergente na modernidade tardia. Finaliza apontando para as transformações que vêm ocorrendo nas imagens sobre risco, buscando destacar o uso crescente do risco-aventura como metáfora da modernidade tardia.