Página 1 dos resultados de 2894 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Administração escolar no Brasil (1935-1968): um campo em construção; School administration in Brazil (1935-1968): a field under construction

Marinho, Iasmin da Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.29%
O objetivo dessa dissertação é revisar a produção dos pioneiros da Administração Escolar no Brasil, compreendendo o período de 1935 a 1968. Destacam-se enquanto pioneiros da Administração Escolar no Brasil: Anísio Spínola Teixeira; Antônio Carneiro Leão; José Querino Ribeiro e Lourenço Filho. Esses educadores se enquadram enquanto pioneiros da Administração Escolar brasileira, por serem os primeiros a produzir pesquisas sobre o tema. Suas produções sobre Administração Escolar se situam nos anos 1935 a 1968, quais sejam: Administração pública: administração e desenvolvimento (TEIXEIRA, 1935); Fayolismo na Administração de escolas públicas (RIBEIRO, 1938); Introdução à Administração Escolar (LEÃO, 1939); Ensaio de uma teoria de Administração Escolar (RIBEIRO, 1952); Pequenos Estudos Sobre Grandes Problemas Educacionais (Alguns aspectos do ponto de vista da Administração Escolar) (RIBEIRO, 1952); Racionalização do Sistema Escolar (RIBEIRO, 1954); Administração pública brasileira e a educação (TEIXEIRA, 1956); Que é Administração Escolar? (TEIXEIRA, 1961); Organização e Administração Escolar: curso básico (LOURENÇO FILHO, 1963); Natureza e função da Administração Escolar (TEIXEIRA...

A coleção de leitura escolar: série Thales de Andrade (1928-1964) : reflexões sobre leitura escolar

Stanislavski, Cleila de Fátima Siqueira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 204 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
36.28%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação - FFC; Esta Tese de Doutorado tem como objetivo analisar a constituição de um modelo de leitura escolar instituído pela Coleção de Leitura Escolar: Série Thales de Andrade da Companhia Editora Nacional. Os livros que a compõe são Ler Brincando, Espelho, Vida na Roça, Trabalho, Saudade, Campo e Cidade e Alegria, do autor Thales Castanho de Andrade. Os livros eram destinados para o ensino e aprendizagem nas escolas brasileiras, no século XX. Apresentam características similares entre eles instituindo um modelo de leitura escolar apresentado e agrupado na coleção, definindo-se a partir das idéias educacionais, sociais e culturais do início do século XX. O modelo de leitura era voltado para as escolas isoladas rurais daquele momento. Para a análise foram estudadas a materialidade dos livros (Chartier); documentos editoriais no que se refere às políticas de aquisição dos livros entre Estado e editora; na busca dos leitores pretendidos, encontrados na análise dos dados da editora, do autor e dos próprios livros; e o mercado editorial. Segundo Roger Chartier (1991)...

Gramática escolar e (in)sucesso : os casos do Projeto Fénix, Turma Mais e ADI

Vieira, Maria Ilídia de Meireles Cabral da Rocha
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 20/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.04%
O problema do insucesso e do abandono escolar precoce em Portugal persiste nos dias de hoje, apesar das sucessivas políticas orientadas para a promoção do sucesso desenvolvidas nas últimas décadas do século XX. Estas políticas tiveram poucos impactos ao nível das práticas educativas, mantendo a gramática escolar inalterada, ou seja, continuando a escola a organizar-se segundo uma uniformização de situações, tempos e espaços de aprendizagem, que não se coaduna com a heterogeneidade dos alunos que habitam hoje as nossas escolas. No início do século XXI, o Ministério da Educação lança, em 2009, o Programa Mais Sucesso Escolar (PMSE), com o objetivo de prevenir o insucesso e o abandono escolar no ensino básico. O PMSE prevê alterações ao nível do modelo escolar tradicional, tornando possíveis diferentes formas de agrupar os alunos e de gerir os tempos e espaços de instrução. Este programa marca o início de uma nova geração de políticas educativas, mais centradas no apoio das iniciativas de cada estabelecimento escolar, e abre caminho para a emergência de outros projetos por parte das escolas (numa lógica bottom up), que se auto organizaram para fazer face aos seus problemas. Neste cenário, quisemos compreender melhor a realidade destas iniciativas...

O (in)sucesso escolar das crianças sobredotas: percepção dos docentes

Silva, Ilisete Santos da
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
45.97%
Hoje em dia, assiste-se a um crescente interesse pelos vários grupos de crianças portadoras de Necessidades Educativas Especiais. Nas escolas, existem as crianças que sofrem de deficiência (visual, auditiva, motora, mental) e que têm dificuldades de adaptação escolar. Para estas, existem vários apoios regulados pelo Decreto-Lei nº 3/2008, de 07 de Janeiro. Porém, no processo educativo e a nível da legislação, existe um grupo mais esquecido entre todas elas: as crianças sobredotadas e talentosas. Estas têm necessidades específicas e, como tal, são portadores de Necessidades Educativas Especiais. Muitos destes jovens passam despercebidos na escola por falta de estruturas de identificação e acompanhamento. Muitos são apenas percebidos como hiperactivos, ansiosos, frustrados, desinteressados, indisciplinados, incómodos, em conflito com o próprio ensino que não corresponde às suas expectativas. Sendo assim, estas crianças sofrem igualmente com as dificuldades escolares e são vítima do insucesso escolar, como tantas outras inseridas nas nossas escolas. Sofrem com o modelo escolar que lhes é proposto e com a falta de legislação existente. Elas são diferentes e como tal, necessitam de um atendimento específico e de uma justa e efectiva igualdade de oportunidades. Por isso...

Máquina de educar, máquina de prevenir: o modelo escolar ocidental e a emergência da prevenção às drogas na educação

Ribeiro,Tiago
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.15%
O texto aborda aspectos de como a prevenção ao uso de drogas tornou-se um assunto educacional. O objetivo é entender como o modelo de educação escolar operou enquanto condição de possibilidade para que, diante do aumento do uso de drogas, e da percepção desse fenômeno como um "problema social", a prevenção emergisse, nos tempos e espaços escolares, como uma tecnologia voltada ao governamento da população e à gestão dos riscos sociais. Entende-se que a inclusão da prevenção às drogas como temática escolar faz parte do aprofundamento de uma racionalidade política voltada à gestão dos riscos sociais e examina-se os anais de um evento que, realizado no ano de 1970, propôs uma série de medidas de combate às drogas, dentre as quais se destaca a abordagem escolar de tal tema. Examina-se enunciados circulantes nesse documento e conclui-se haver um processo histórico de instrumentalização da educação para fins políticos de controle social.

Reflexões epistemológicas sobre o potencial emancipador da pedagogia da libertação para superar o modelo escolar no quefazer do(a) professor(a)

Barros,Rosanna; Rastrojo,José Barrientos
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.13%
Desde a criação, no século XIX, dos sistemas nacionais de educação que se foi consolidando um determinado modelo educativo, desenvolvido no contexto institucional e organizacional da escola, e por isso designado genericamente de modelo escolar de educação. As características hegemónicas deste modelo naturalizaram de tal forma os seus pressupostos educativos, que o que passa a ser legitimado como educação corresponde, em larga medida, ao seu modelo clássico de integração normativa, baseado numa concepção da prática educativa de caráter totalitário e impositivo. É pois, no âmbito da crítica à forma escolar elaborada no contexto das perspectivas críticas em educação, de que emana a pedagogia da libertação, que a problemática-chave deste texto está situada, instigando reflexões que se alongam para os campos da Filosofia, da Política e da Antropologia, e oferecendo subsídios para a pesquisa e para a prática de formação de educadores

Psicologia Escolar em educação infantil: reflexões de uma atuação

Vokoy,Tatiana; Pedroza,Regina Lúcia Sucupira
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.13%
O modelo de Educação Infantil tem sido alterado à medida que a criança passa a ser vista como sujeito de educação, com necessidade de atendimento qualificado. O trabalho do psicólogo escolar permeia questões relacionadas ao desenvolvimento integral da criança, abrangendo aspectos cognitivos, afetivos e motores. A pesquisa foi desenvolvida em uma instituição de Educação Infantil de Brasília com objetivo de conhecer a prática educativa e a atuação do psicólogo escolar. Foram realizadas entrevistas com a equipe psicopedagógica e observações de atividades da rotina escolar. Concluímos que o modelo de atuação do psicólogo deve ser fundamentado no paradigma interdisciplinar, contextual e crítico. Este estudo vislumbra novas possibilidades para repensar o processo de construção do papel do psicólogo escolar na Educação Infantil.

Valores, metas de realização e desempenho acadêmico: proposta de modelo explicativo

Gouveia,Valdiney V.; Sousa,Deliane Macedo Farias de; Fonseca,Patrícia Nunes da; Gouveia,Rildésia S. V.; Gomes,Ana Isabel Araújo Silva de Brito; Araújo,Rafaella de Carvalho Rodrigues
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
45.99%
Este estudo objetivou conhecer em que medida os valores explicam as metas de realização e estas, por sua vez, predizem o bom desempenho acadêmico. Participaram 307 estudantes do Ensino Médio da cidade de João Pessoa (PB), sendo a maioria do sexo feminino (61,2%) e de escolas públicas (68%), com idade média de 17,6 anos. Estes responderam ao Questionário de Metas de Realização, ao Questionário dos Valores Básicos, aos Indicadores de Desempenho Acadêmico e a perguntas demográficas. A partir da realização de regressões lineares, propôs-se um modelo explicativo no qual as prioridades valorativas predisseram as metas de realização e estas, por sua vez, predisseram o desempenho acadêmico. Os resultados obtidos apontam para um ajuste satisfatório deste modelo. Não obstante, sugere-se a realização de pesquisas que possam testá-lo em diferentes amostras, bem como inserir outras variáveis que possam contribuir para o melhor entendimento do desempenho acadêmico e seus determinantes.

Psicologia Escolar em Rondônia: formação e práticas

Tada,Iracema Neno Cecilio; Sápia,Iuna Pereira; Lima,Vanessa Aparecida Alves de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.01%
Estudiosos da Psicologia Escolar têm criticado o modelo clínico na formação e atuação dos psicólogos por dificultar a compreensão sobre o funcionamento escolar, sugerindo uma prática pautada na teoria histórico-crítica. Nesta pesquisa, buscou-se conhecer a formação e a atuação dos psicólogos da rede de ensino público de Rondônia. Desenvolveu-se uma pesquisa quantitativa e qualitativa utilizando, como instrumentos para coleta dos dados, questionário, análise documental e diário de campo, com a participação de 38 psicólogos. Os dados mostram que a inserção deste profissional nas escolas é recente em Rondônia. A maioria é ex-aluno da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), que, até 2005, possuía enfoque clínico nas disciplinas de Psicologia Escolar, o que parece ter contribuído para a atuação clínica nas escolas. Dado preocupante é a não participação em cursos de formação continuada, contribuindo para uma prática que desconsidera a complexidade do cotidiano escolar e as relações sociais ali constituídas.

Inspeção técnica como dispositivo de formação de professores: estratégia de produção de um modelo escolar em Minas Gerais

Isobe,Rogéria Moreira Rezende
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.15%
Este artigo analisa o serviço da inspeção técnica do ensino como estratégia de produção de um modelo escolar em Minas Gerais no âmbito da Reforma João Pinheiro. No processo de constituição de um sistema educacional pautado no referencial da pedagogia moderna, os inspetores técnicos se configuraram como modeladores do ensino e buscaram capacitar os professores para o adequado exercício de novos métodos, dando-lhes a ver, por meio de aulas exemplares, modos de praticá-los. Nessa conjuntura, o inspetor técnico atuava sobre a prática docente, a partir de um lugar de poder determinado, o lugar de um intérprete autorizado cuja ação visava a aproximar as práticas dos professores das regras estabelecidas na conformação de um determinado modelo escolar de educação em Minas Gerais.

O modelo escolar paulistano na Revista Escola Municipal (1968-1985)

Godoy,Alexandre Pianelli
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.26%
O artigo pretende documentar um modelo escolar que foi implantado na cidade de São Paulo no processo de institucionalização do seu ensino municipal durante a ditadura militar por meio da revista Escola Municipal (1968-1985), principal veículo de divulgação e circulação desse modelo. Na primeira parte aborda o debate teórico e metodológico de modo a configurar um modelo escolar paulistano na transição entre uma sociedade disciplinar e uma sociedade de controle. A segunda parte procura desvendar os caminhos da produção e circulação da materialidade do impresso em suas diferentes fases, mostrando as características e fragilidades de tal modelo. A última parte procura estabelecer as relações entre o modelo escolar paulistano e o tipo de leitor desejado pela publicação e nas políticas municipais de educação do período.

Pragmatismo e idealismo: o debate entre pioneiros e católicos em dois manuais no Brasil dos anos de 1930

Pinheiro,Maria de Lourdes; Menezes,Maria Cristina
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
45.93%
Na década de 1930 acentuava-se o debate educacional brasileiro entre dois grupos rivais, que se utilizaram do livro como um dispositivo estratégico para divulgar ou censurar concepções pedagógicas com a intenção de consolidar um determinado modelo escolar. Neste contexto e por uma perspectiva histórico-cultural, o presente trabalho apresenta uma discussão sobre dois impressos de coleções pedagógicas que circularam no Brasil: Democracia e educação, de John Dewey (1936) e A filosofia da educação sob o ponto de vista democrático, de Herman Harrel Horne (1938).

Grupo Escolar Duque de Caxias festas escolares: uma celebração de múltiplos significados - 1949 1962

Maia, Sebastião Alves
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.19%
El trabajo que aquí se presenta tuvo como objetivo investigar una institución escolar en la ciudad de Macau / RN. Esta institución, que fue innovadora en su contexto social y pedagógico, fue pesquisada a la luz de los parámetros de la historia cultural. Una escuela que fue creada en el siglo XX, en el año de 1923, cuando el país aún vivía la efervescencia de la implantación del nuevo ordenamiento político - la República. Elegimos como objeto de estudio las fiestas escolares, que tuvo lugar en esta institución durante el periodo 1949-1962, procurando aclarar cómo ocurría la realización de estas fiestas y cómo fueron fundamentales para el funcionamiento de las relaciones políticas, sociales y culturales en el ámbito escolar. El análisis y la interpretación de las fuentes documentales escolares, los documentos de otras instituciones, las entrevistas abiertas, la información oral, la legislación de la educación y de las escuelas, los periódicos y documentos oficiales de la época relacionados con la temática y que formaron el corpus documental, se basaron por obras de Souza (1998), Juliá (2001), Castro (1997), Kossoy (2001) Saviani (2005), Escolano (1992) y Carvalho (1990). Por tratarse de una institución de enseñanza...

Educar para o lar, educar para a vida :cultura escolar e modernidade educacional na Escola Doméstica de Natal (1914-1945)

Rodrigues, Andréa Gabriel Francelino
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.28%
La recherche propose un nouveau regard sur l Institution Scolaire École Doméstica de Natal, en essayant de tenir compte de la multiplicité des auteurs et des pratiques développées à l école qui définissaient le mieux et expliquaient les phénomènes de cette réalité éducative et des rapports avec le temps et le lieu où elle s insérait. Pour ce faire, les concepts de mémoire et culture scolaire ont été fondamentaux pour la compréhension de ces pratiques, parce qu ils ont contribué à notre lecture historique-culturelle de l ensemble d aspects institutionnalisés à l école, comme son curriculum, ses finalités, ses façons d enseigner et d apprendre, ses règles de conduite, ses normes, enfin, ce qui caractérisait son organisation et ses pratiques quotidiennes. C était l École Doméstica de Natal l institution pionnière dans le modèle d éducation féminine au Brésil, nous le reconnaissons en priorité et nous visons à le circonscrire à son indélébile contribution à l Histoire de l Éducation de Rio Grande do Norte. Conçue par un modèle d organisation scolaire européen pour l éducation féminine, l École Doméstica de Natal a été inaugurée en 1914, en ayant comme créateur l intelectuel de Rio Grande do Norte Henrique Castriciano de Souza. Sa singularité...

Mejora de la calidad en la infraestructura escolar : lecciones aprendidas de una experiencia de reparación de mobiliario escolar en la República Dominicana

Rodríguez de Canó, Margarita María
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.3%
La presente tesis trata de los resultados que se pueden lograr cuando se aborda el mantenimiento y reparación de mobiliario en las escuelas públicas con un modelo de gestión comunitario y participativo. Dadas las condiciones físicas vulnerables en las que se encuentran muchos centros públicos en la República Dominicana, y por la escasa asignación de recursos financieros dedicados a este vector del sistema, este tipo de gestión puede resultar oportuno para al menos reducir el déficit de mobiliario y aumentar la comodidad del existente, además de alargar su vida útil, lo que resulta no solo en una mejora de las condiciones de docencia en el aula, sino en una optimización de los recursos invertidos por El Estado. El objetivo de esta investigación es encontrar los elementos necesarios para un nuevo modelo de gestión de reparación y mantenimiento de mobiliario escolar que sirva en modo eficiente, tanto técnica como financieramente, al sistema educativo oficial de la República Dominicana. Para estos fines, se definió un modelo de estudio para el marco teórico, que parte del tema del espacio escolar. Dicho modelo quedó dividido en cinco vectores de estudio: la legislación educativa, arquitectura escolar, pedagogía...

La tarea supervisora en la formaci??n del profesorado de las etapas de educaci??n infantil y primaria : un modelo reflexivo de supervisi??n (vol. 1)

P??rez-Garc??a, Purificaci??n
Fonte: Granada Publicador: Granada
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
46.09%
El prop??sito de esta tesis es mejorar la practica supervisora que la Universidad desempe??a. La supervisi??n por la que apostamos, es aquella que ayuda al alumno a conectar de forma cognitiva y reflexiva la teor??a aprendida con la practica realizada. Todo ello desarrollado en un Practicum, caracterizado por saber hacer pensar al alumno y por propiciar la adquisici??n de habilidades relacionadas con la construcci??n de teor??as personales. Para ello, la secuencia metodol??gica que seguimos fue diferenciar dos fases. La primera que segu??a la metodolog??a descriptiva y correlacional, propia de la tradici??n cuantitativa, tiene por objeto averiguar si el profesor universitario supervisor estimula a la reflexi??n a sus supervisados durante el Practicum. Tuvimos para ello que construir un cuestionario-que nosotros llamamos de Actuaciones Reflexivas del Supervisor- y calcular su fiabilidad y validez. La segunda fase, pretend??a a la vista de los resultados de la primera, bas??ndonos en la metodolog??a de los estudios de caso, perteneciente a la tradici??n interpretativa, dise??ar un Modelo Reflexivo de Supervisi??n, ponerlo en practica y posteriormente, analizar si hab??a existido alguna mejora en los alumnos y supervisores tras su aplicaci??n. Los resultados obtenidos de la primera fase...

La tarea supervisora en la formaci??n del profesorado de las etapas de educaci??n infantil y primaria : un modelo reflexivo de supervisi??n (vol. 2)

P??rez-Garc??a, Purificaci??n
Fonte: Granada Publicador: Granada
Tipo: Tese de Doutorado
SPA
Relevância na Pesquisa
46.09%
El prop??sito de esta tesis es mejorar la practica supervisora que la Universidad desempe??a. La supervisi??n por la que apostamos, es aquella que ayuda al alumno a conectar de forma cognitiva y reflexiva la teor??a aprendida con la practica realizada. Todo ello desarrollado en un Practicum, caracterizado por saber hacer pensar al alumno y por propiciar la adquisici??n de habilidades relacionadas con la construcci??n de teor??as personales. Para ello, la secuencia metodol??gica que seguimos fue diferenciar dos fases. La primera que segu??a la metodolog??a descriptiva y correlacional, propia de la tradici??n cuantitativa, tiene por objeto averiguar si el profesor universitario supervisor estimula a la reflexi??n a sus supervisados durante el Practicum. Tuvimos para ello que construir un cuestionario-que nosotros llamamos de Actuaciones Reflexivas del Supervisor- y calcular su fiabilidad y validez. La segunda fase, pretend??a a la vista de los resultados de la primera, bas??ndonos en la metodolog??a de los estudios de caso, perteneciente a la tradici??n interpretativa, dise??ar un Modelo Reflexivo de Supervisi??n, ponerlo en practica y posteriormente, analizar si hab??a existido alguna mejora en los alumnos y supervisores tras su aplicaci??n. Los resultados obtenidos de la primera fase...

Ense??ar formulaci??n. Unos comentarios a los comentarios

Fern??ndez-Gonz??lez, Manuel
Fonte: Asociaci??n de Profesores Amigos de la Ciencia Publicador: Asociaci??n de Profesores Amigos de la Ciencia
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
45.99%
El presente trabajo analiza un art??culo de r??plica (Olivares Campillo, 2014) al que publiqu?? anteriormente sobre la ense??anza inicial de la formulaci??n qu??mica (Fern??ndez Gonz??lez, 2913). Destaca la disparidad de enfoques de ambos, pues mientras el original est?? instalado en la did??ctica de las ciencias, el de r??plica se centra en lo disciplinar. Este ve entonces como errores lo que, por transposici??n did??ctica, son adaptaciones del saber experto para alumnos de ESO. Se defiende la coherencia de la propuesta hecha para la formulaci??n, que se basa en el modelo hist??rico de ??tomo y en el concepto de valencia. Dicha propuesta se presenta como un modelo escolar, sujeto a evoluci??n y cambio, a medida que el alumno avanza en sus etapas curriculares. A falta de referencias al CDC, las cr??ticas se centran en aspectos normativos y disciplinares, que son respondidas en las p??ginas que siguen, donde se subraya que la formulaci??n es un medio en el aprendizaje de la Qu??mica y no un fin en s?? misma.; This paper analyzes the comments that were published (Olivares Campi??o, 2014) in response to a previous article of mine on the teaching of chemical formulation in the secondary school classroom (Fern??ndez Gonz??lez, 2013). It highlights the disparity between the science teaching approach in my article and the discipline-oriented approach in the comments responding to my article. The author of the response interprets the differences between the two approaches as errors when these differences actually stem from a process of didactic transposition that adapts expert knowledge to the needs of secondary school students. This paper defends the coherence of my proposal for the teaching of chemical formulation...

Bullying escolar: da midiatização à invisibilidade. A (im)potência institucional diante do sofrimento ou das possibilidades de inclusão nas interações entre crianças

Farenzena, Rosana Coronetti; Pereira, Beatriz Oliveira
Fonte: PUCPR Publicador: PUCPR
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
45.97%
O presente artigo é o recorte de um estudo produzido numa escola pública portuguesa, com três turmas: pré-escola, 1º e 3º ano. Aborda crítica e propositivamente o contexto socializador institucional, com especial atenção a prática de bullying entre pares. O Material levantado através de grupos focais com crianças, observações do cotidiano escolar e, entrevistas à educadora, professores, assistente e auxiliares, revela o bullying enquanto fenômeno ativo nas três turmas. Entretanto, o discurso adulto, docente e da equipe técnica, exceção do que observa um professor, é coeso na referencia a um ambiente escolar livre dessa forma de violência. As narrativas infantis reconhecem-nas e, inicialmente as circunscrevem aos pares de etnia cigana, posteriormente, e nos desdobramentos da dialogicidade estabelecida, tratam de um protagonismo alargado para além de fatores étnicos, e, na primeira pessoa. Os dados gerados indicam haver relações entre um modelo escolar centrado no trabalho individual e no mérito acadêmico com os papeis sociais de cada criança. Baixo desempenho acadêmico e desinvestimento docente estão presentes no perfil das crianças vitimadas. Nos recreios, tempos e espaços preferidos pelas crianças...

ESCOLA PÚBLICA EM MINAS GERAIS: GÊNESE DO GRUPO ESCOLAR ILDEFONSO MASCARENHAS DA SILVA (ANOS 1940–50)

Ribeiro, Betânia de Oliveira Laterza; Lima, Valéria Aparecida de; Quillici Neto, Armindo
Fonte: Revista HISTEDBR On-line Publicador: Revista HISTEDBR On-line
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
56.11%
O primeiro grupo escolar de Ituiutaba (MG) começou a funcionar em 1910; o segundo, em 1947. Como esse meio-tempo foi de expansão nacional da educação pública, a diferença de 37 anos suscita vários questionamentos. Por exemplo: por que esse município formalizou o primeiro grupo escolar em 1908 — quando sua economia era inexpressiva — e o segundo em 1947 — quando sua economia se projetava no estado e no país? Este estudo problematiza historicamente a criação do grupo escolar Ildefonso Mascarenhas nessa relação entre educação (precária) e economia (ascendente), sem se furtar aos aspectos políticos e sociais que permeiam tal relação. As fontes dessa problematização abrangem dados demográfico-estatísticos, imprensa escrita, relatos orais e fotografias, analisados interpretativamente. Dentre outros achados, os resultados sugerem que a criação da escola resultou menos da ação de políticos, e mais do esforço de sujeitos ligados diretamente à educação; e que o papel do Estado se restringiu mais à formalização legal da escola do que a seu funcionamento cotidiano. Ao discutir essas questões, este estudo buscou ampliar a escrita de uma história-problema da educação no país, sobretudo da tentativa de massificar a alfabetização pela difusão de um modelo escolar como política pública.