Página 1 dos resultados de 52 itens digitais encontrados em 0.050 segundos

O jogo do Tobias: reflectindo sobre o seu desenvolvimento na aula de Matemática

Fontoura, Ana Raquel; Ferreira, Ana Rita; Ferraz, Célia; Ferreira, Sílvia; Martins, Cristina
Fonte: Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Escola Superior de Educação Publicador: Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Escola Superior de Educação
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
46.15%
No Programa de Matemática do Ensino Básico é explicitamente assinalado que a aprendizagem da Matemática decorre do trabalho realizado pelo aluno, devendo ter por base as tarefas propostas pelo professor, por exemplo, jogos. É, desta forma, requerido ao professor que demonstre a sua criatividade, quer na planificação das tarefas a propor, quer no desenvolvimento destas em sala de aula. No Mestrado em Ensino do 1.º e do 2.º ciclo do ensino básico e especificamente no estágio de natureza profissional, um dos deveres do aluno consiste no desenvolvimento de experiências de ensino-aprendizagem nos níveis e ciclos de ensino para que fica habilitado. Foi neste âmbito que o jogo, foco deste poster, “Com os números racionais, Tobias diz-me para onde vais” foi desenvolvido, com o principal propósito de consolidar assuntos relacionados com o estudo dos números racionais e averiguar e remediar eventuais dúvidas e dificuldades dos alunos. O jogo foi construído pelas autoras deste poster à semelhança do tradicional jogo da glória. É, pois, constituído por um tabuleiro com um conjunto de casas a percorrer pelos jogadores até alcançar a casa de chegada. Na sala de aula, foram formadas equipas (grupos de trabalho) e cada uma elegeu um representante (porta-voz) que teve a responsabilidade de lançar o dado...

Com os números racionais, Tobias diz-me para onde vais!

Fontoura, Ana Raquel; Ferreira, Ana Rita; Ferraz, Célia; Martins, Cristina
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
POR
Relevância na Pesquisa
46.28%
Este jogo foi construído no âmbito do estágio profissional do Mestrado em Ensino do 1.º e do 2.º ciclo do ensino básico e explorado em sala de aula com o principal propósito de consolidar os tópicos e subtópicos relacionados com o estudo dos números racionais e averiguar e remediar eventuais dúvidas e dificuldades dos alunos. O jogo Com os números racionais, Tobias diz-me para onde vais! tem caraterísticas semelhantes ao tradicional jogo da glória. É constituído por um tabuleiro “grande” (cerca de 2x1 metros) com um conjunto de casas a percorrer pelos jogadores até alcançar a casa de chegada. Algumas casas (as de paragem) possibilitam ao grupos avançar, permanecer no mesmo sítio, ou recuar, em função da resposta dada ou simplesmente da penalização ou benesse atribuída pela casa. É também constituído por peões, cartões com questões e um dado. Para o seu desenvolvimento em sala de aula sugere-se serem formadas equipas (grupos de trabalho) e cada uma eleger um representante (porta-voz). A cada equipa é atribuído um peão (o professor Tobias) de cor diferente, para localizar a posição da equipa no percurso definido no tabuleiro. O representante tem a responsabilidade de mover o peão, retirar e ler a questão para os colegas da turma...

Análise de resolução de problemas de tipo multiplicativo em sujeitos analfabetos e escolarizados

Monteiro, José Gonçalves Peres
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
55.77%
A presente investigação, inserida nas áreas da Psicologia Genética e Psicologia da Educação Matemática, pretende ser um contributo para o estudo de questões relacionadas com o desenvolvimento do raciocínio aritmético, particularmente no que respeita à compreensão das estruturas multiplicativas. Num contexto teórico definido por contributos proporcionados pelas concepções, de Jean Piaget sobre a construção do número, do construtivismo social de Vygotsky, da teoria dos campos conceptuais, aplicada ao estudo das estruturas multiplicativas de Vergnaud e ainda no âmbito da perspectiva das etnomatemáticas, analisou-se uma questão fundamental centrada em torno do esclarecimento do papel da escola e das práticas culturais informais na construção do conhecimento matemático e especialmente no desenvolvimento dos modelos da multiplicação. Na investigação experimental participaram 100 sujeitos adultos, do sexo masculino e feminino (50 analfabetos e 50 escolarizados), ligados à agricultura e serviços domésticos, com experiência no jogo da sueca e na actividade de tricô/renda. Os sujeitos resolveram oralmente uma série de problemas de isomorfismo de medidas de três tipos: com unidade, sem unidade com números múltiplos e sem unidade e sem múltiplos. Os dados foram analisados e avaliados estatisticamente...

A lei fraca de Feller para jogos de São Petersburgo; Feller's weak law applied to St. Petersburg games

Rocha, Rodrigo Viana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
55.76%
Quase três séculos já se passaram desde que a primeira versão do chamado paradoxo de São Petersburgo chegou aos meios acadêmicos através do trabalho de Daniel Bernoulli. Contudo, a relevância desse assunto ainda reverbera em artigos científicos atuais em diversas áreas do conhecimento (notadamente, mas não exclusivamente, na Economia e na Estatística). Um jogo de enunciado simples cuja esperança matemática dos ganhos do jogador surpreendentemente é infinita, entretanto, dificilmente alguém estaria disposto a pagar qualquer taxa de entrada cobrada para jogá-lo. No presente trabalho buscou-se em primeiro lugar apresentar uma análise crítica do desenvolvimento histórico das "soluções" propostas para o paradoxo. Em seguida mostrou-se uma aplicação direta do paradoxo a um modelo matemático utilizado até hoje para avaliar o preço justo de ações. Por fim, revisaram-se alguns resultados obtidos pela moderna teoria da probabilidade através da convergência em probabilidade.; It has been almost three centuries since the first version of the so-called St. Petersburg Paradox has reached the academic environment through the work of Daniel Bernoulli. However, the relevance of this subject still reverberates in new scientific papers in many knowledge fields (especially...

A aprendizagem motora de idosos na perspectiva do efeito da interferência contextual; Motor learning for the elderly from the perspective of the contextual interference effect

Souza, Marina Gusman Thomazi Xavier de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.77%
É sabido que a população idosa vem aumentando em números relativamente altos, gerando preocupações em relação aos cuidados que necessitam. Uma forma de idosos se manterem ativos é através da aprendizagem de novas habilidades motoras. Neste sentido, foram encontrados poucos estudos envolvendo a população idosa e o efeito da interferência contextual, particularmente estudos que utilizassem habilidades esportivas como tarefa. O objetivo do estudo foi investigar se há o efeito da interferência contextual na aprendizagem de uma habilidade esportiva em idosos. Foram selecionados para participar do estudo quarenta idosos (65-80 anos), fisicamente ativos, que foram divididos aleatoriamente em dois grupos: prática variada aleatória; e prática variada em blocos. A tarefa praticada foi o arremesso a ponto do jogo de bocha e bola deveria atingir três alvos nas distâncias de 2, 4 e 6 metros. A prática constou de 120 tentativas divididas em duas sessões de prática. Foram realizados dois testes de Retenção (10min e 24h) e também dois testes de Transferência (24 horas), sendo um realizado com a mão preferencial e outro com a mão não preferencial do participante, com o alvo à 5 metros. As medidas de desempenho utilizadas foram o erro radial...

Uma proposta para aprendizagem dos números inteiros : regra da adição e subtração

Pasin, Silvia Dalla Corte
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.18%
Neste trabalho é demonstrado uma maneira diferente de introduzir as regras de soma e de subtração de números inteiros. Fiz o estudo teórico de como ocorre a construção do conhecimento em uma criança e a construção do conhecimento matemático. Foi baseado numa Engenharia Didática, ou seja, uma maneira inovadora que une pesquisa e prática no Ensino da Matemática, aplicado a dez alunos da 6ª série do ensino fundamental da Escola Estadual de Ensino Médio Professor Jacintho Silva, situada no município de Cotiporã – RS. Para dar início à engenharia didática foi utilizado um vídeo sensibilizador que mostra uma suposta movimentação bancária. Em continuidade, foi utilizado um jogo, para introduzir a soma de números inteiros com o intuito de que, através das jogadas, os alunos deduzissem as “regras” de adição. O mesmo jogo foi utilizado para introduzir a subtração com números inteiros, mas com normas diferentes de jogadas, a fim de deduzirem as “regras” de subtração. Ao término da prática da engenharia didática foram digitalizados os dados coletados durante as aulas, objetivando uma análise para verificar se os pressupostos e hipóteses formulados inicialmente foram atingidos. Penso que a engenharia didática...

Oficina de números positivos e negativos : possibilidades para aprender matemática

Costa, João Francisco Staffa da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.03%
Este trabalho tem por objetivo verificar a possibilidade e contribuição da utilização de materiais manipulativos para o ensino de números positivos e negativos em sextas e sétimas séries do Ensino Fundamental. Para tanto utilizamos uma seqüência didática composta por sete materiais manipulativos, a saber: Nível do mar, quadrado mágico, saldo de gols, elevador, cidade (plano cartesiano), jogo do zoológico e temperaturas. Foram realizadas duas oficinas com as turmas Amora II- B e turma 71 do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no segundo semestre de 2011, totalizando oito períodos de aula. A metodologia utilizada para a coleta de dados foi o método clínico de Jean Piaget e a base teórica encontra substrato na Teoria dos Campos Conceituais, de Gérard Vergnaud. O presente texto apresenta uma breve discussão das dificuldades apresentadas pelos alunos desta faixa etária ao trabalhar com o conjunto dos números relativos e suas operações bem como uma justificativa da utilização de materiais manipulativos para aprender matemática. Dando continuidade à pesquisa, apresentamos a sequência didática, que consiste na utilização de sete materiais manipulativos para trabalharmos com o conteúdo em questão...

Análise comparativa dos sistemas de jogo e das ações técnicas realizadas pela seleção brasileira de futebol

Paula, Stella Janifer de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 46 f.
POR
Relevância na Pesquisa
46.02%
Since its origin, soccer has been conquering followers all over the world. As a consequence of this cultural phenomenon, countless works are being done aiming to analyze the game systems and the fundamentals carried out by a team. The purpose of this paper is to analyze the Brazilian Soccer Team’s game systems and actions with ball possession in the 1958, 1962 and 2002 World Cup finals. Specifically, the paper analyzed the actions that occur during the match, such as control, dribble, pass, shot, foul and tackling. In order to achieve that, the Skout software (Barros et al., 2006) was utilized and, through it, all fundamentals carried out by the Brazilian team were identified and codified in a virtual field. The data from each match was transported into the Matlab® software, in which the zone of major action of each player was analyzed, represented by the main axis. The outcome showed that the game systems put into practice by the Brazilian team in the 1958 and 1962 World Cup finals didn’t present significant changes, nevertheless, regarding the 2002 final, there was a great difference. The Brazilian team got similar percentages in the technical actions carried out in the three World Cup finals analyzed, however, in absolute numbers...

Alea Iacta Est! O lugar do tratamento e análise de dados nos estudos em turismo

Costa, Rosalina
Fonte: Departamento de Sociologia / ECS / Universidade de Évora Publicador: Departamento de Sociologia / ECS / Universidade de Évora
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
55.89%
A imagem de um pequeno dado comummente utilizado em jogos de tabuleiro tradicionais – um cubo gravado com números de um a seis em cada uma das faces – serve de metáfora para trazer à discussão o lugar do tratamento e análise de dados nos estudos em turismo. Num jogo de tabuleiro a função do dado é gerar um resultado aleatório; já do ponto de vista da investigação científica, os dados são sempre o resultado de um processamento, manipulação e organização prévia. Contrariamente ao que a palavra aparentemente sugere, os dados são construídos e devem ser entendidos na sua multidimensionalidade mais que na linearidade aparente. Neste texto procurarei argumentar que tal como os dados constituem peças essenciais de um jogo, assim também o tratamento e a análise de dados ocupa um lugar central nos processos de investigação. Os estudos em turismo não constituem excepção.

Math4All : atreve-te na matemática

Barbas, Maria; Búzio, Ana; Durão, Conceição; Boryslav, João
Fonte: Barbas,M., Búzio, A., Durão, C., Boryslav, J. (2010).Math4All : atreve-te na matemática Publicador: Barbas,M., Búzio, A., Durão, C., Boryslav, J. (2010).Math4All : atreve-te na matemática
Tipo: Outros
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
45.96%
Aprender matemática é um direito básico de todas as pessoas, em especial de todas as crianças e jovens, e uma resposta a necessidades individuais e sociais. Segundo o Departamento de Educação Básica, a matemática “constitui um património cultural da humanidade e um modo de pensar, sendo a sua apropriação, um direito de todos”1. Todas as crianças e jovens devem desenvolver a sua capacidade de usar a matemática para analisar e resolver situações problemáticas, para raciocinar e comunicar, bem como a auto-confiança necessária para o fazer. O Math4All – Atreve-te na Matemática é um site desenvolvido com o principal objetivo de ajudar todas as pessoas, em especial crianças e jovens com idades compreendidas entre os 9 e os 13 anos, a aprender matemática de um modo significativo, através de actividades lúdicas e dinâmicas. A literacia matemática das/os alunas/os é determinada pelo modo como usam os conhecimentos, as capacidades e as atitudes na resolução de problemas. Assim, é necessário propor-lhes experiências diversificadas que permitam desenvolver as suas capacidades de resolução de problemas, de modo a poderem tirar partido da Matemática ao longo da vida. Este projeto aborda o tema Números e operações e respeita os objetivos gerais de aprendizagem...

A importância do jogo no ensino da matemática

Alves, Raquel; Brito, Rita
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
45.89%
A Matemática é uma ciência de grande consideração para o desenvolvimento social e cultural do indivíduo, sendo que a sua aprendizagem deve incentivar a curiosidade e desenvolver a capacidade da criança de formar e resolver problemas que contribuam para a compreensão, auxílio e intervenção no mundo que as rodeia. O educador tem um papel fundamental no desenvolvimento pelo gosto da mesma e na construção de noções matemáticas, devendo proporcionar múltiplas experiências, apoiando a reflexão das crianças e colocando questões que lhes possibilitem a construção dessas mesmas noções. Para construir essas noções matemáticas e incentivar o gosto pela Matemática a introdução de jogos é fundamental, pois estes permitem que as crianças aprendam a partir dos seus próprios erros e a partir dos erros dos outros, possibilita o respeito pela diversidade, a aprendizagem de novos conteúdos matemáticos sem medo de fracassarem e desenvolve os processos psicológicos básicos necessários à aprendizagem dos conceitos matemáticos como a atenção, concentração, perceção, memória, resolução de problemas, procura de estratégias.. Como tal foram realizados seis jogos a fim de desenvolver nas crianças conteúdos matemáticos...

Mega - mobile multimodal extended games

Carvalho, Jaime Miguel Santos Montalvão
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 ENG
Relevância na Pesquisa
46.12%
Tese de mestrado em Engenharia Informática, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2012; As aplicações de entretenimento móvel têm hoje em dia um papel importante e significativo no mercado de software, abrangendo um grupo variado de utilizadores. Tudo isto se deve ao repentino sucesso de dispositivos de interacção inovadora, como o Wiimote da Nintendo, o Move da Sony e o Kinect da Microsoft. Por sua vez estas técnicas de interacção multimodal têm sido exploradas para jogos móveis. A recente geração de dispositivos móveis vem equipada com uma grande variedade de sensores, para além dos óbvios como ecrã táctil e microfone. Existem ainda outros componentes interessantes como bússola digital, acelerómetros, sensores ópticos. Os dispositivos móveis são também utilizados como máquina fotográfica digital, agenda pessoal, assim como para ver videos e ouvir música, e claro, para jogar jogos. Olhar para os novos grupos de utilizadores e para as novas formas de jogar e incluir nos jogos formas de interacção novas, usando os atributos e potencialidades de novas plataformas e novas tecnologias é pois um assunto pungente e deveras desafiante. Com este trabalho pretende-se estudar e propor novas dimensões de jogo e interacção com plataformas móveis...

O baralho de cartas como objecto de comunicação da cultura popular

Nascimento, Natali da Assunção Gonçalves do
Fonte: Faculdade de Arquitectura Publicador: Faculdade de Arquitectura
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
45.89%
Tese de Mestrado em Design de Comunicação.; Hoje em dia os jogos de cartas e mais especificamente os baralhos de cartas, são vistos como objectos que fazem parte da vida quotidiana, das horas de lazer onde várias pessoas se juntam sem um propósito específico, apenas o de ocupar o tempo livre. Esta dissertação tem como objecto de estudo o baralho de cartas reinterpretando- o como potencial objecto de comunicação do conhecimento popular (tornando físico e de acesso fácil algum património imaterial). Consideramos que actualmente existe uma crescente perda e desvalorização da cultura popular, (este conhecimento não faz parte do quotidiano das pessoas) bem como uma separação das diferentes faixas etárias de população, não existindo troca de conhecimentos entre as diferentes gerações. A criação de um baralho de cartas com provérbios tradicionais portugueses vem tentar colmatar de uma forma mais lúdica esse afastamento de gerações e consequente desaparecimento da cultura popular. O objectivo será difundir os provérbios, gerar troca de conhecimento e propiciar a união das várias gerações Pretendemos com esta investigação criar um baralho que seja interessante para as gerações mais velhas não esquecendo as suas vivências e capacidades. Cativar as gerações mais novas através de um jogo ilustrado...

A contagem oral como pré-requisito para a aquisição do conceito de número com crianças pré-escolares

Monteiro,Giseli; Medeiros,José Gonçalves
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
55.76%
A contagem oral como pré-requisito para aquisição do conceito de número foi ensinada através do procedimento de escolha de acordo com o modelo com crianças pré-escolares. Aos dois grupos foram ensinadas as relações de equivalência entre número e quantidade, porém a contagem oral foi ensinada apenas para o Grupo Experimental. No treino foram utilizados estímulos impressos (números, palavras e figuras) e auditivos (ditado). Ambos os grupos foram, então, submetidos a diferentes condições de teste para verificar o efeito da contagem oral. Na generalização foi utilizado um jogo de dominó. O desempenho dos sujeitos que foram submetidos ao ensino da contagem oral foi superior ao dos sujeitos que não passaram por esse procedimento. É discutida a importância da contagem oral na aquisição do conceito de número, sendo apontada como facilitadora no estabelecimento de relações de equivalência de estímulos não diretamente ensinadas (generalização).

Procedimentos de contagem de pontos em um jogo com conteúdo matemático

Canal,Cláudia Patrocinio Pedroza; Queiroz,Sávio Silveira de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.08%
Os alunos apresentam grandes dificuldades na matemática, particularmente no conteúdo dos números inteiros. Diversos trabalhos demonstram como jogos auxiliam na construção de conhecimentos. Assim, esta pesquisa verificou, por meio de um jogo com números inteiros, procedimentos utilizados para realizar as operações de contagem de pontos. Participaram 34 alunos dos 7° e 9° anos do Ensino Fundamental, que jogaram duas rodadas de três partidas contra oponentes de mesma série que a sua. Classificaram-se os dados em a) procedimentos de contagem de pontos e b) contagem correta e incorreta. Os resultados mostraram associação entre os procedimentos mais simples e o 7° ano e os mais complexos com o 9° ano. Entretanto, os participantes contaram incorretamente os pontos na maioria das partidas. Assim, apesar da associação entre maior nível de escolarização e estratégias mais complexas, estas não determinaram a contagem correta no jogo, demonstrando dificuldade na realização e na compreensão das operações avaliadas.

Aspectos históricos e teóricos das loterias; Historical and theoretical aspects of lotteries

Freitas, Mateus Almeida de
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em PROFMAT (RG); Instituto de Matemática e Estatística - IME (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em PROFMAT (RG); Instituto de Matemática e Estatística - IME (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.9%
Historical Aspects of Theoretical and Lotteries begins with the historical context of gambling; shows examples of such games, such as launching a data or existing machines in casinos, brings Article 50 of Law 3688 of October 3, 1941 (which de nes what is considered gambling), shows curious facts involving games such as the construction of the GreatWall of China, starting around 221 BC, and was partly funded by lottery, said the beginning of the lotteries in Brasil, which occurs during the colonial period, more precisely in Minas Gerais. The paper also presents the evolution of the lotteries, 1784 until our present day and is two games o ered by lotteries Brazilian telling some stories. This work has a mathematical approach , with applications aimed at adds universe of lotteries, in particular two products o ered by the lotteries box: Mega-Sena and Quina. Two methods for generating random numbers present some applications to generate random sequences in simulation betting results.; Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES; Aspectos Históricos e Teóricos das Loterias inicia-se com o contexto histórico sobre jogos de azar; mostra exemplos de tais jogos, como o lançamento de um dado ou máquinas existentes em cassinos...

Uno em libras para alunos com deficiência auditiva do ensino fundamental, anos finais

Nakamura, Diany Akiko; Prado, Esther Pacheco de Almeida
Fonte: Sociedade Brasileira de Educação Matemática Regional São Paulo - SBEM-SP; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo campus Birigui - IFSP; Birigui Publicador: Sociedade Brasileira de Educação Matemática Regional São Paulo - SBEM-SP; Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo campus Birigui - IFSP; Birigui
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
POR
Relevância na Pesquisa
66.02%
O presente relato refere-se à elaboração de material didático lúdico construtivista de matemática em LIBRAS e do desenvolvimento de experiências metodológicas inovadoras, que buscam a superação dos problemas da aprendizagem matemática observados em alunos com deficiência auditiva, de escolas públicas no interior do Estado de São Paulo no ensino fundamental, anos finais. A partir da observação das dificuldades para desenvolver atividades matemáticas em uma sala de aula do ensino fundamental regular com alunos ouvintes e uma aluna com deficiência auditiva elaboramos a adaptação de um jogo adaptado para LIBRAS, o UNO matemático em LIBRAS adaptado do UNO Matemático. O jogo é composto por um baralho de 108 cartas, dentre elas 76 cartas numéricas (de 0 a 9) e 32 cartas de ação, que possibilitam a dinâmica no jogo, os números e as ações foram adaptadas de modo visual para Libras. O jogo tem como objetivo aprimorar o reconhecimento das quatro operações matemáticas básicas: adição, subtração, multiplicação e divisão, efetuar operações com estas. E para avaliar se essa adaptação seria adequada para alunos ouvintes e alunos com deficiência auditiva, desenvolvemos esse jogo, de modo inicial, fora da escola...

O ato do brincar na aprendizagem matemática das séries iniciais de uma escola particular em Taguatinga no Distrito Federal

Galvão, Dayane Chaves
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.19%
O presente artigo apresenta os resultados de um trabalho de conclusão de curso que teve como objetivo central analisar as possibilidades do jogo “Ganha cem primeiro” 3 na construção e reconhecimento dos números. O artigo se baseia nas ideias de Kamii (2000) que estuda o significado, formas e origens dos números, Kishimoto (2011) que estuda os jogos e brincadeira na educação e também em documentos importantes como o Referencial Curricular Para a Educação Infantil (BRASIL, 1998) que norteiam o currículo para essa etapa inicial da educação. A pesquisa de campo foi realizada por meio da observação e aplicação do jogo, em turmas do 1º e 2º ano do ensino fundamental em uma escola particular no DF. Os dados foram coletados por meio da observação participante durante a aplicação do jogo “Ganha cem primeiro”. A análise dos resultados levou em consideração como a criança desenvolve a aprendizagem na construção do conceito numérico e na composição (agrupamento) e decomposição (desagrupamento) de números. Os resultados mostram que o jogo “Ganha cem primeiro” revela-se como um importante instrumento de mediação que pode contribuir na construção do número pela criança, especialmente para a compreensão do agrupamento e desagrupamento de quantidades.; Pedagogia

As contribuições do jogo “Dez não Pode” no Ensino e Aprendizagem da Matemática do 3ºAno do Ensino Fundamental I

Guerra, Elisângela Francisca
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.15%
O presente artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que teve como objetivo verificar as possibilidades do jogo “Dez não pode” na construção do conceito de número. O trabalho se fundamenta nas ideias de Kamii (2000) que estuda o significado, sentido e princípios de número; nos Parâmetros Curriculares nacionais de Matemática com enfoque na História da Matemática no Brasil (BRASIL, 1998) e também nas ideias de Zunino (1995) sobre a serventia da matemática. A pesquisa de campo foi realizada por meio de um estudo de caso com uma criança de 8 anos que está cursando o 3º ano do Ensino Fundamental I em escola pública no DF. Os dados foram coletados por meio da observação participante durante a aplicação do jogo “Dez não Pode”. A análise dos resultados levou em consideração como a criança desenvolve sua aprendizagem na construção do conceito de número e na composição (agrupamento) e decomposição (desagrupamento) de números. Os resultados evidenciam que o jogo “Dez não Pode” é um ótimo recurso pedagógico que pode contribuir na construção do número pela criança e principalmente para o seu desenvolvimento em compor e decompor números.; Pedagogia

The game of the Almanaque; O jogo do Almanaque

Telles, Renata Praça de Souza; UFPR
Fonte: Núcleo de Estudos Literários & Culturais (NELIC-UFSC) Publicador: Núcleo de Estudos Literários & Culturais (NELIC-UFSC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/1997 POR
Relevância na Pesquisa
55.89%
A Editora Brasiliense, de São Paulo, publica Almanaque — cadernos de literatura e ensaio durante sete anos (1976-1982), num total de quatorze números. Sua periodicidade não é explicita, nem fixa: 1976 — n. 1 e n. 2; 1977 — n. 3, n. 4 e n. 5; 1978 — n. 6, n. 7 e n. 8; 1979 — n. 9 e n. 10; 1980 — n. 11; 1981 — n. 12 e n. 13; 1982 — n. 14. Este texto é um primeiro exercício de leitura de Almanaque, partindo de alguns dados quantitativos preliminares e da análise de um de seus artigos, "Glória precoce: Almanaque objeto de tese", e de outros textos da revista aos quais se refere diretamente.