Página 1 dos resultados de 14724 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

"Um enjeitado e um sargento de milícias: formação do indivíduo e do romance" ; "A foundling and a militia sergeant: the rise of the individual and the novel"

Azeka, Gabriela Hatsue Yuasa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Este trabalho busca investigar o processo de formação do romance enquanto gênero literário na Inglaterra do século XVIII, a partir do paradigma estabelecido por Henry Fielding (1707-1754) em TOM JONES (1749), bem como suas reverberações no processo de formação do romance brasileiro em meados do século XIX, através do exame de MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS(1854), de Manuel Antônio de Almeida (1831-1861). Propomos que TOM JONES incorpora em sua composição uma tensão entre as chamadas esferas da essência e da aparência, ou entre o âmbito interior, privado e individual frente àquele do exterior, público e inerente ao mundo das convenções sociais, o que remete não apenas ao momento de formação do gênero em questão, mas também às condições históricas do meio onde o romance é produzido a partir da configuração da noção de indivíduo burguês. Tal embate não se articula nas MEMÓRIAS com a mesma complexidade e desenvoltura: novamente isso traz à discussão não somente o momento de formação do romance em solo nacional, mas também a peculiaridade das condições históricas brasileiras, pouco propícias à configuração da noção de indivíduo à época da publicação do livro. ; This thesis aims at investigating the formation of the novel as a literary genre in eighteenth-century England...

Da densa floresta onde menino entrei homem saí. Rito Iromb na formação do indivíduo wongo; From the dense forest where I got in as a boy, I got out as a man. Iromb rite in the wongo individual formation

Clavert, Manisa Salambote
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Nos contextos de pesquisa sobre patrimônio imaterial da humanidade e sobre instituições educacionais e formação do indivíduo, e desejoso de contribuir com subsídios para a implementação da Lei 10.639/03, defino como objetivo da presente investigação verificar e descrever peculiaridades educacionais do iromb, rito de iniciação e passagem da adolescência para a vida adulta, praticado pelo grupo étnico wongo, da República Democrática do Congo (RDC). Enfatizo seu significado sóciocultural e o quadro de valores e virtudes por ele privilegiado. Os dados de pesquisa advêm de fontes bibliográficas e de fontes orais de informação. Os informantes foram entrevistados em Bandundu e Kinshasa, estados da RDC, por três pesquisadores a quem supervisionei via telefone, Internet e correio. Do vasto universo teórico utilizado para a análise e interpretação dos dados destaco a contribuição de Ki-zerbo (2006), Kisimba (1997), Kumarer (1979), Mudiji (1989), Mungala (1999), Martinez (1989), Hampaté Bâ (1982) e Vansina (1982). Tendo privilegiado o tema relativo ao significado sóciocultural do iromb e o quadro de valores e virtudes por ele privilegiado, concluo que esse rito de iniciação e passagem cumpre relevante papel na formação de indivíduos solidários e conscientes de seus deveres e direitos na coletividade por eles integrada. Ao nível individual o iromb pode ser visto como um conjunto de recursos que têm por finalidade orientar para o reconhecimento dos direitos e deveres de cada indivíduo em seu grupo; explicitar o status e os papéis que competem a cada um e...

O indivíduo restrito: reflexos biográficos da estrutura social brasileira; The person restricted: biographical uflections of the Brazilian social structure

Neves, Fernando Lima das
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Efetuamos uma aproximação (nem tanto exaustiva, mas buscando certos fundamentos e dissensões em cada caso) entre a enorme produção da sociologia francesa sobre o tema juventude e o aumento mais recente dos debates e publicações nesse domínio de pesquisa no Brasil. Muitas questões adensaram-se diante de nós, o que contribuiu para delinearmos o passo seguinte da investigação: o fortalecimento de um paradigma individualista em segmentos da sociologia, significativamente atrelado às manifestações juvenis contemporâneas. A partir de dois estudos de caso realizados no estado de Goiás, com vinte jovens de classes populares, destacamos, contudo, que, em se tratanto de sociedades mais hierarquizadas, como a brasilera, cujos processos históricos mais específicos forjaram, nos meandros da lei, das instituições e das percepções sociais, uma modalidade específica de indivíduo, o indivíduo restrito, pautada em um conceito igualmente estreito de cidadania, é necessário ponderar os problemas e as dificuldades de se limitar a análise sociológica aos artefatos subjetivos, sob o risco de se perder de vista a interdependência imanente entre o todo e as partes. Para isso, concentramos a reflexão nas vicissitudes do mercado de trabalho...

O conceito de indivíduo e sua realidade na política em Espinosa; the concept of individual and its reality in the philosophy of Spinoza

Silva, Daniel Santos da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/07/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.6%
Cremos poder propor algumas articulações no campo político da filosofia espinosana a partir de uma análise aprofundada do conceito de indivíduo e de sua realidade nesta filosofia. Salientaremos o papel fulcral desse conceito na compreensão da natureza necessária da totalidade, enquanto produção pela substância de infinitas coisas que expressam de infinitos modos a sua potência infinita. Nessa articulação, enfrentaremos problemas referentes à real unidade do indivíduo, da perspectiva de sua natureza relacional, natureza esta que nos permite compreender melhor a formação do campo político em Espinosa e porque a realidade individual neste campo possibilita a ele superar algumas análises que afirmam, explicíta ou implicitamente, alguma ruptura intrínseca à formação social e a descontinuidade da causalidade eficiente individual, justamente por tais análises não levarem tão longe a realidade do indivíduo.; We believe we can propose some joints in the political philosophy Espinoza from a thorough analysis of the concept of the individual and their reality in this philosophy. Salientaremos the central role of this concept in understanding the nature of the required total, while production of the substance of infinite things in infinite ways to express their infinite power. In this connection...

Reflexões acerca da psicanálise e da literatura no estudo do indivíduo com base na teoria crítica; Reflections on the psychoanalysis and literature in the study of individual based on Critical Theory

Freitas, Nivaldo Alexandre de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.72%
Esta pesquisa tem como objetivo expor a dificuldade que o psicólogo encontra para realizar um estudo sobre o indivíduo se não recorrer a outras esferas do saber além da ciência, como a arte, e mais especificamente, a literatura. Procura-se evidenciar que a ciência psicológica não abarca a descrição de muitos aspectos presentes na formação do indivíduo, mesmo a psicanálise freudiana, teoria considerada neste trabalho. Já a literatura pode fornecer tanto uma perspectiva histórica da cultura, como elementos que a própria razão não é capaz de apresentar. Nesse sentido, a literatura pode ser também crítica da ciência, pois tem condições de mostrar por que o inconsciente, por exemplo, se torna objeto de estudo científico somente a partir de um momento do capitalismo, quando as inúmeras mediações do capital estreitam o sentido da vida humana. A literatura permite entender como era o homem em outras épocas e, assim, ela fornece a medida das mudanças ocorridas no indivíduo, como sua perda de autonomia e dificuldade de formação. O exame dessas questões se baseia nas reflexões dos teóricos que compõem a Teoria Crítica da Escola de Frankfurt, notadamente Theodor W. Adorno e Walter Benjamin, filósofos que se utilizaram largamente da psicanálise freudiana em seus ensaios. Alguns aspectos do romance de Franz Kafka...

Aplicação dos conceitos de indivíduo representativo e de grupo crítico para o controle ambiental de instalações nucleares no Brasil; The use of representative person and critical group concepts for environmental control of nuclear facilities in Brazil

Ferreira, Nelson Luiz Dias
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.65%
De acordo com a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), a avaliação de impacto radiológico ambiental resultante da liberação de radionuclídeos para o meio ambiente, devido à operação normal de instalações nucleares, para propósito de proteção do público, é feita considerando o conceito de grupo crítico. Contudo, em 2006, a International Commission on Radiological Protection (ICRP), para o mesmo propósito, propôs a adoção do conceito de indivíduo representativo. Uma vez que, em algum momento, o Brasil possa adotar esse novo conceito, no presente trabalho são avaliadas as alterações, em termos de procedimentos de cálculo e dos consequentes resultados, decorrentes da aplicação da metodologia de indivíduo representativo em comparação com a metodologia de grupo crítico atualmente utilizada para o controle regulatório das instalações nucleares brasileiras. Como referência, utilizou-se as potenciais liberações de radionuclídeos previstas para a operação normal da Unidade de Produção de Hexafluoreto de Urânio (USEXA), localizada no Centro Experimental Aramar (CEA). De forma específica, os objetivos são: efetuar a avaliação de impacto radiológico ambiental para o CEA, utilizando as duas metodologias recomendadas (determinística e probabilística) para o indivíduo representativo...

Eu?! Um estudo sobre a concepção de indivíduo na peça Fim de Partida de Samuel Beckett; I?! A study about the conception of individual in Endgame by Samuel Beckett

Oliveira, Yonara Dantas de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.65%
Esta tese trabalha uma concepção fundamental para a Psicologia: a de indivíduo, tal como compreendida na obra de Theodor W. Adorno. Neste estudo, essa concepção foi analisada à luz das considerações de Adorno à peça Fim de Partida, de Samuel Beckett. No ensaio Intento de entender Fin de Partida, Adorno avalia essa peça como denúncia realista das condições deterioradas de formação do indivíduo. Para Adorno, é por meio da forma de paródia do drama que a peça expõe a dilaceração das possibilidades de contato entre os homens e destes com a natureza e o mundo. Nesse contexto, outro conceito se fez importante: o de experiência, tal como o entende Walter Benjamin. Esse conceito também foi fundamental para Adorno desenvolver suas análises sobre as condições de constituição do indivíduo. Essas referências iluminam a obra beckettiana, que se desvela em seu aspecto formal como historiografia do sofrimento e explicita o caráter fragmentário e impotente com que a concepção de indivíduo se apresenta na modernidade; This thesis discusses a fundamental conception for Psychology: the individual, as it is conceived in the works of Theodor W. Adorno. In this study, this conception was analyzed in the light of Adorno considerations to the play Endgame...

Sete motivações teóricas para o uso da modelagem baseada no indivíduo em ecologia

Giacomini, Henrique C.
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 431-446
POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
A modelagem baseada no indivíduo tem sido crescentemente empregada para analisar processos ecológicos, desenvolver e avaliar teorias, bem como para fins de manejo da vida silvestre e conservação. Os modelos baseados no indivíduo (MBI) são bastante flexíveis, permitem o uso detalhado de parâmetros com maior significado biológico, sendo portanto mais realistas do que modelos populacionais clássicos, mais presos dentro de um rígido formalismo matemático. O presente artigo apresenta e discute sete razões para a adoção dos MBI em estudos de simulação na Ecologia: (1) a inerente complexidade de sistemas ecológicos, impassíveis de uma análise matemática formal; (2) processos populacionais são fenômenos emergentes, resultando das interações entre seus elementos constituintes (indivíduos) e destes com o meio; (3) poder de predição; (4) a adoção definitiva, por parte da Ecologia, de uma visão evolutiva; (5) indivíduos são entidades discretas; (6) interações são localizadas no espaço e (7) indivíduos diferem entre si.; Individual-based modeling has been increasingly used to analyze ecological processes, to develop and to evaluate theories, as well as to the management of wild life and conservation. The individual-based models (IBM) are quite flexible...

A concepção de indivíduo e suas repercussões na crise da escola

Pereira, Valmir
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 118 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.72%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; Em um contexto marcado pela reestruturação produtiva do modo de produção capitalista, a escola aparece como uma instância fundamental para a formação do trabalhador com um novo perfil para atender às exigências do capital. Dessa forma, alguns autores e os sistemas educacionais procuram por meio de reformas adequarem a escola a esses novos tempos. Por isso tornou-se comum a fala de que a escola está em crise e é através das mudanças curriculares que esta crise será resolvida, segundo seus proponentes. A reforma não tira a escola da crise, pois tanto o capitalismo quanto o seu modelo de indivíduo e de escola são irreformáveis. Analisando as interpretações que alguns teóricos têm sobre a crise da escola verificou-se que os mesmos apontam como saída a adaptação da escola ao modelo de capitalismo através da participação e da cidadania. A perspectiva desse estudo, ao contrário daqueles autores, situa a crise da escola como decorrência da crise da concepção burguesa de indivíduo. Para comprovar essa hipótese, analisou-se a concepção liberal de indivíduo através dos conceitos de autonomia e liberdade em dois autores clássicos...

Indivíduo e sexualidade : a construção social da experiência sexual

Policarpo, Verónica, 1973-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.52%
Tese de doutoramento, Ciências Sociais (Sociologia Geral), Universidade de Lisboa, Instituto de Ciências Sociais, 2011; Esta tese tem como objectivo conhecer as trajectórias sexuais dos portugueses e as formas plurais como são construídas. O conceito central que permitiu dar conta deste objectivo é o de experiência, de acordo com a teoria da experiência social de Dubet (1994, 2005), em conjugação com as teorias da acção social plural (Lahire, 2003) e a reflexão sobre a possibilidade de uma Sociologia do Indivíduo, apoiada em conceitos como o de prova (Martucelli, 2006). Tentou-se, pois, adaptar um modelo de acção social individual a um novo objecto de estudo (o comportamento sexual), em articulação com contribuições da sociologia da sexualidade, como os conceitos de scripts sexuais (Gagnon e Simon, 1973) e orientações íntimas (Bozon, 2001a). A tese central é a de que a experiência sexual do indivíduo pode ser explicada pelo sistema social em que este se insere, através das lógicas de acção que regem a sua conduta. A pesquisa empírica, desenvolvida em Portugal, inclui biografias sexuais de 15 homens e 20 mulheres, com idades compreendidas entre os 30 e os 50 anos, escolarizados, pertencentes às classes médias urbanas...

Sete motivações teóricas para o uso da modelagem baseada no indivíduo em ecologia

Giacomini,Henrique C.
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
A modelagem baseada no indivíduo tem sido crescentemente empregada para analisar processos ecológicos, desenvolver e avaliar teorias, bem como para fins de manejo da vida silvestre e conservação. Os modelos baseados no indivíduo (MBI) são bastante flexíveis, permitem o uso detalhado de parâmetros com maior significado biológico, sendo portanto mais realistas do que modelos populacionais clássicos, mais presos dentro de um rígido formalismo matemático. O presente artigo apresenta e discute sete razões para a adoção dos MBI em estudos de simulação na Ecologia: (1) a inerente complexidade de sistemas ecológicos, impassíveis de uma análise matemática formal; (2) processos populacionais são fenômenos emergentes, resultando das interações entre seus elementos constituintes (indivíduos) e destes com o meio; (3) poder de predição; (4) a adoção definitiva, por parte da Ecologia, de uma visão evolutiva; (5) indivíduos são entidades discretas; (6) interações são localizadas no espaço e (7) indivíduos diferem entre si.

Repensando os desafios de Ulisses a Fausto: a saúde, o indivíduo e a história

Melo-Filho,Djalma A. de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1995 PT
Relevância na Pesquisa
36.52%
Em torno de duas sinédoques históricas, Ulisses e Fausto, o texto retoma a etimologia do termo saúde (do latim salute), tratando-a como uma unidade entre as "necessidades existenciais" e as "necessidades propriamente humanas", que desemboca no desafio de satisfazer o "conservar a vida" e, ao mesmo tempo, o "passar por cima de, saltando". Ambos os significados encontram-se, respectivamente, presentes na atitude de Ulisses em não sucumbir ante o canto das sereias e no desejo de Fausto em elevar-se da vida cotidiana. Criticam-se alguns aspectos da concepção marxista da filosofia da história e do marxismo-estruturalista de Althusser. Analisa-se, ainda, à luz da teoria marxista-helleriana, a hipótese de que o alvo do Relatório Final da 8ª Conferência Nacional de Saúde teria sido o homem-particular e não o indivíduo, pois a saúde ali é tratada apenas como uma "necessidade existencial", não objetivando o humano-genérico. Como desafio teórico, o texto, visando ao devir do indivíduo, recomenda, finalmente, a construção de "suturas epistemológicas" entre natureza/sociedade, entre vida cotidiana/universalidade e entre o jovem e o velho Marx.

Não multiplicar o indivíduo inutilmente

Pinto,Louis
Fonte: CEDEC Publicador: CEDEC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.69%
O artigo tenta distinguir os problemas que dizem respeito à noção de indivíduo. Partindo da ideia de que não se podem dissociar, num plano lógico, indivíduo e predicado, o texto sublinha que a sociologia tem a ver com uma construção, o "indivíduo epistêmico" (P. Bourdieu), e recusa o argumento antiobjetivista que consiste em erigir indivíduos inclassificáveis que seriam portadores de paradoxos. Além disso, opor o indivíduo moderno aos determinismos de outrora é um impasse, no mínimo porque ele repousa sobre a ideia indefensável de que o social seria uma opção revogável da qual poderíamos nos liberar. Enfim, a filosofia dos teóricos pós-modernos do individualismo e das redes é uma forma de escatologia, contestável ao mesmo tempo por seus pressupostos nocionais e pelas suas implicações sociológicas. Na medida em que os benefícios teóricos e empíricos da noção de indivíduo são pequenos, ela merece ser colocada de lado até nova ordem.

Público, privado e o indivíduo no novo capitalismo

Bendassolli,Pedro Fernando
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2000 PT
Relevância na Pesquisa
36.65%
O presente texto procura discutir algumas das manifestações que caracterizam o indivíduo na sociedade brasileira contemporânea, tomando-se como ponto de partida as concepções de vida pública e vida privada. Partindo-se de duas fontes de referência principais, elabora-se a hipótese de que existem, atualmente, duas importantes representações do indivíduo, cujos reflexos se dão a conhecer pela maneira como estão se estruturando hoje o trabalho, as organizações empresariais, a política e a economia. De um lado, baseando-se nas análises de Alain Ehrenberg, há um indivíduo conquistador, tipificado pela busca da excelência, da competitividade e da concorrência, à semelhança do universo business. Por outro lado, de acordo com as proposições de Robert Castel, há um indivíduo desfiliado, representado pelo grande número de pessoas que estão privadas de um lugar de reconhecimento social e econômico.

O acesso do indivíduo às instâncias de proteção do sistema africano de proteção dos direitos do homem e dos povos = Individual access to the instances of african protection system for the protection of human rights and peoples

Nascimento, Marília Aguiar Ribeiro do
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
DOI: 10.5102/rdi.v9i1.1560; Analisa e reflete sobre o acesso do indivíduo a instâncias de proteção do Sistema Africano de Proteção dos Direitos do Homem e dos Povos. Apresenta breve referência ao indivíduo enquanto sujeito de direito internacional e, em seguida, explana acerca das instâncias de proteção do Sistema Africano de Proteção, analisando o acesso do indivíduo a estas instâncias e citando jurisprudências relativas.

Individualidade e família: considerações sobre a formação(bildung) do indivíduo na filosofia do direito de Hegel a partir da família

Alípio Barboza, Marlene; Vicente Vieira, Luiz (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.6%
Esta dissertação tem por objetivo compreender e refletir sobre a idéia da família na concepção hegeliana, procurando destacar que a família é uma unidade de base para a formação do indivíduo, e assim responder à seguinte pergunta: por que a família é a primeira raiz ética do Estado? Partimos do pressuposto hegeliano de que a família constitui um começo para o desenvolvimento da eticidade, pois ela é uma instituição de formação, o momento imediato da efetivação da liberdade, o primeiro momento da eticidade e, desse modo, o fundamento do Estado, que é unidade e liberdade. Procuramos tecer algumas considerações que apontam para as configurações que dão origem à formação do indivíduo. A subjetividade e a objetividade estão sempre presentes nessa temática, pois além de ser a família uma unidade é também uma instituição que forma e que tem, segundo Hegel, o amor como seu fundamento. Procuramos destacar que todo momento formativo do indivíduo tem início nessa organização originária. Hegel a coloca como um dos momentos da eticidade, contendo ela dois princípios: o natural e o ético. No primeiro tem origem no amor, no segundo, regula-se por instituições sociais

Cuestión Social e individuo: Aproximación a las tendencias contemporáneas de intervención sobre los problemas sociales

Mallardi, Manuel Waldemar
Fonte: Facultad de Trabajo Social de la Universidad Nacional de La Plata Publicador: Facultad de Trabajo Social de la Universidad Nacional de La Plata
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.6%
El presente trabajo analiza las implicancias socio-históricas de la cuestión social en la sociedad capitalista y las principales tendencias que atraviesan los fundamentos y las lógicas de las distintas estrategias que intervienen sobre sus diversas expresiones. Se identifican dos tendencias fundamentales que tienen como punto en común la abstracción de las situaciones problemáticas que interpelan el cotidiano del individuo de las principales dinámicas societales: En un primer momento, se analiza la estrategia individual-familiarista que supone la transferencia de responsabilidades al individuo y a su familia y, posteriormente, se hace referencia al abordaje de la cuestión laboral como una problemática cultural que también responsabiliza al individuo de su inserción o no en el mercado de trabajo.; This work analyzes the socio-historical implications of the “social question” in the capitalist society and the main tendencies that go through the foundations and logics of the different strategies that intervene in its varied expressions. Two essential tendencies are identified. Both have, as common characteristic, the abstraction of the problematic situations that question the everyday life of the individual from the main social dinamics: at first...

Indivíduo, razão e moral: uma análise comparativa de Habermas e Durkheim

Weiss, Raquel Andrade
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Originais" Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2005 POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Meu objetivo neste artigo é analisar de forma comparada a noção de indivíduo concebida por Émile Durkheim e Jürgen Habermas. Ambos entendem o indivíduo como um ser moral, contudo, conforme procurarei evidenciar, há diferenças substantivas no entendimento do que seja a moral enquanto um processo de formação social desse indivíduo. Tais diferenças serão exploradas especialmente em três aspectos, quais sejam: 1) a relação entre indivíduo e moral; 2) a ideia de razão; 3) a ideia de liberdade ou autonomia. 

Público, privado e o indivíduo no novo capitalismo

Bendassolli, Pedro Fernando
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2000 POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
O presente texto procura discutir algumas das manifestações que caracterizam o indivíduo na sociedade brasileira contemporânea, tomando-se como ponto de partida as concepções de vida pública e vida privada. Partindo-se de duas fontes de referência principais, elabora-se a hipótese de que existem, atualmente, duas importantes representações do indivíduo, cujos reflexos se dão a conhecer pela maneira como estão se estruturando hoje o trabalho, as organizações empresariais, a política e a economia. De um lado, baseando-se nas análises de Alain Ehrenberg, há um indivíduo conquistador, tipificado pela busca da excelência, da competitividade e da concorrência, à semelhança do universo business. Por outro lado, de acordo com as proposições de Robert Castel, há um indivíduo desfiliado, representado pelo grande número de pessoas que estão privadas de um lugar de reconhecimento social e econômico.; This paper discusses some of the expressions that characterize the individual in contemporary Brazilian society, based on the conceptions of public and private life. The hypothesis, founded on two main reference sources, is that there are two important representations of the individual, and these are made known by the way that work...

La naturaleza humana en Hobbes: antropología, epistemología e individuo

Cisneros Araujo,María Eugenia
Fonte: Colegio de Humanidades y Ciencias Sociales, Universidad Autónoma de la Ciudad de México Publicador: Colegio de Humanidades y Ciencias Sociales, Universidad Autónoma de la Ciudad de México
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 ES
Relevância na Pesquisa
36.6%
El presente ensayo tiene como fin mostrar la concepción de hombre como individuo desarrollada por Thomas Hobbes, la cual se estructura a partir del vínculo dinámico, en permanente movimiento entre el sujeto y el objeto, en donde el sujeto pone en ejercicio sus poderes y facultades para generar la objetividad. Se busca exponer que el interés del filósofo es la experiencia social individual, pues su antropología y epistemología desembocan en la praxis social del individuo cuyo producto es la creación del Estado. Hobbes sienta las bases de una praxis política que consiste en la puesta en movimiento de un modelo político plasmado en el accionar mismo de las facultades naturales del hombre como individuo.