Página 1 dos resultados de 3096 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

Parasitoses intestinais de indígenas da comunidade Mapuera (Oriximiná, Estado do Pará, Brasil): elevada prevalência de Blastocystis hominis e encontro de Cryptosporidium sp e Cyclospora cayetanensis; Intestinal parasitosis in Indians of the Mapuera community (Oriximiná, State of Pará, Brazil): high prevalence of Blastocystis hominis and finding of Cryptosporidium sp and Cyclospora cayetanensis

BORGES, Jaila Dias; ALARCÓN, Ruth Semira  Rodríguez; AMATO NETO, Vicente; GAKIYA, Erika
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
Foi avaliada a ocorrência de parasitoses intestinais em indígenas da aldeia Mapuera (Oriximiná, Estado do Pará, Brasil). No contexto de apreciações congêneres, expressa contribuição para adequado conhecimento do assunto, significativo sob o ponto de vista médico-sanitário. O exame parasitológico das fezes, de 83 pessoas, realizado por meio de quatro métodos, pode ser considerado como dotado de razoável amplitude para estabelecer diagnósticos. Ocorreu encontro de cistos de protozoários e de ovos de helmintos de múltiplos tipos, até mesmo em expressivas porcentagens, merecendo destaque a muito freqüente presença de Blastocystis hominis (57,8%), como também o encontro de Cryptosporidium sp (3,6%) e de Cyclospora cayetanensis (10,8%), comentado especificamente. O verificado demonstra que tais índios vivem em ambiente onde prevalecem más condições higiênicas, em especial, facilitador da disseminação de protozoários e helmintos pelo contato com o solo ou ingestão de água e alimentos contaminados.; Occurrences of intestinal parasitosis in Indians of the Mapuera community (Oriximiná, State of Pará, Brazil) were evaluated. Within the context of group assessment, this study makes a contribution towards adequate knowledge of this subject...

Diferenciais de cárie dentária entre os índios Xavante de Mato Grosso, Brasil; Between-group differences in dental caries in Xavante Indians from Central Brazil

ARANTES, Rui; SANTOS, Ricardo Ventura; FRAZÃO, Paulo
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR; ENG
Relevância na Pesquisa
37.06%
O objetivo do estudo foi avaliar níveis de experiência de cárie entre subgrupos Xavante que vivem em diferentes Terras Indígenas (T.I.) no Estado de Mato Grosso, Brasil, a fim de investigar a presença de desigualdades no interior de uma mesma etnia indígena. Os dados foram coletados através de um censo de saúde bucal realizados em 2004. Das sete T.I. Xavante existentes, foram investigadas quatro (Pimentel Barbosa, Sangradouro, Areões e Marechal Rondon), nas quais foram selecionadas a maior aldeia de cada. Foram adotados os critérios preconizados pela Organização Mundial da Saúde, e utilizado o índice CPOS. Para mensurar as diferenças entre as T.I. foi estimada a razão de prevalência (RP) por meio de análise de regressão de Poisson, efetuada na faixa etária entre 6 e 34 anos para cada sexo, incluindo a idade como covariável. Nesta faixa etária, as perdas variaram entre 26 a 30 por cento. Pimentel Barbosa foi considerada como referência para comparações por apresentar menor prevalência de cárie em todas as faixas etárias analisadas. A maior disparidade foi notada entre as T.I. Pimentel Barbosa e Sangradouro, tanto em homens (RP 2,68- IC95 por cento 2,41 a 2,97) como em mulheres (RP 2,03- IC95 por cento 1,85 a 2...

Pexe oxemoarai: brincadeiras infantis entre os índios Parakanã; Pexe oxemoarai: children’s play in the Parakanã Indians

Gosso, Yumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Este trabalho teve como objetivo investigar o lugar da brincadeira nas atividades das crianças indígenas Parakanã e descrevê-las no contexto do modo de vida desses índios. Os índios Parakanã ainda mantêm muitas de suas tradições culturais, tais como, a língua, o preparo da farinha, a pintura corporal, as reuniões diárias (tekatawa) para solução de problemas da aldeia, a caça e os festejos. A população é predominantemente jovem e o espaçamento de nascimentos é de aproximadamente dois anos e meio. Foram observadas 29 crianças indígenas Parakanã (16 F e 13 M), de quatro a 12 anos, da aldeia Paranowaona, sudeste do estado do Pará. O método de observação utilizado foi sujeito focal com sessões de cinco minutos. O número médio de sessões para cada criança foi 11. As crianças foram subdivididas nas classes etárias konomia (quatro a seis anos) e otyaro (sete a doze anos), conforme categoria de idade dos próprios índios. Os resultados indicaram que: a) as crianças passam a maior parte do seu tempo brincando; b) meninas trabalham mais que meninos; c) a brincadeira simbólica e a de construção ocorrem com maior freqüência entre as crianças mais jovens e posteriormente começam a surgir os jogos de regras; d) crianças brincam com companheiros do mesmo sexo e grupo etário; e) as brincadeiras simbólicas são representações muito próximas das atividades dos adultos. De uma maneira geral...

Ritmos biológicos em índios Guarani adultos; Biological rhythms in Guarani adult indians

Lapa, Daniela Wey Camilo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Comunidades que vivem em regiões sem energia elétrica apresentam suas atividades sincronizadas pelo ciclo dia/noite e por compromissos sociais podendo haver uma diferença sazonal no comportamento. No ambiente urbano a energia elétrica cria a possibilidade de nos organizarmos temporalmente de acordo com os nossos interesses. Este comportamento tem sido apontado como uma das causas para a ausência de sazonalidade nos ritmos biológicos humanos. Este estudo fenomenológico naturalístico em índios Guarani que viviam em casas sem energia elétrica nos permitiu refletir sobre a presença de sazonalidade nos ritmos biológicos. O ritmo de temperatura do punho em 21 índios e o ciclo de atividade/repouso em 16 índios foram comparados entre o inverno e verão. O perfil temporal da temperatura não se alterou nas duas épocas, mas houve diferença nos valores de amplitude e MESOR que pode ser explicada pela variação sazonal do padrão de dissipação de calor através da pele. Não houve diferença entre o inverno e verão para os valores de acrofase, e os índios mais novos apresentaram horários de acrofase da temperatura mais tardios que os índios mais velhos. Do inverno para o verão observamos um atraso nos horários de repouso sem alteração significativa na duração. Não verificamos diferença nos horários e na duração do repouso entre os dias de semana e fins de semana. O padrão de atividade/repouso não apresentou relação com a duração/alocação da noite no inverno e verão e houve uma correlação negativa com os valores de temperatura do punho. Os índios adultos da Aldeia Boa Vista apresentam ritmos biológicos com características típicas de uma comunidade de transição. As atividades na aldeia são sincronizadas pelas diferentes relações sociais que se estabelecem em cada época do ano.; Communities living in areas without electricity present biological rhythms synchronized by the day/night cycle and social schedules; it seems possible to detect seasonal differences in their behaviour. In urban areas electricity allow us to organize our activities according to our interests. This behaviour has been pointed as a cause for the absence of seasonality in human biological rhythms. The present naturalistic phenomenological study of Guarani indians that living in no electricity houses allowed us to think about the presence of seasonality in biological rhythms. Wrist temperature and activity/rest rhythms of 21 indians were compared between winter and summer. The temperature profile did not change...

Mawa'aiaká - escola de resgate cultural: a trajetória da escola entre os índios Kamaiurá, de 1976 a 2004.; Mawa'aiaká - school of cultural rescue: the trajectory of the school between Kamaiurá indians, from 1976 to 2004.

Carvalho, Jailton Nascimento
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.06%
Esta pesquisa é uma tentativa de iniciar a historiografia de uma experiência escolar que está apenas começando: "Mawa'aiaká. Escola de Resgate Cultural". Trata-se do projeto escolar dos índios Kamaiurá, que habitam o Parque Indígena do Xingu, no estado do Mato Grosso. O período abrangido, de 1976 a 2004, se estende desde o ano em que foi construída a primeira escola no Parque, num Posto Indígena da FUNAI, próxima à aldeia Kamaiurá, até o ano de 2004, no qual estes índios, que até então se recusavam a participar dos projetos oficiais ali realizados, desenvolveram seu próprio projeto e construíram uma escola dentro de sua aldeia. Após uma apresentação do contexto histórico antropológico próprio da região do Alto Xingu e da inserção ali do povo Kamaiurá, recolhe depoimentos de lideranças, professores indígenas da aldeia, ex-professoras, não índias, contratadas pela FUNAI durante este período, para constatar, baseado na história das disciplinas escolares e conforme a sociologia da mudança, de Georges Balandier, que este povo busca, através do controle direto da Escola e de seus currículos, um posicionamento político que fortaleça sua identidade no contato com a nossa sociedade.; The research now proposed is a trial to begin a historiography of a school experience which is only starting: "Mawa'aiaká. Escola de Resgate Cultural". It deals about the school project from Kamaiurá indians whose live in the Parque Indígena do Xingu in the Mato Grosso state. The embraced period (1976 - 2004) contains since the first built school in the Parque in a FUNAI Indian Station near to Kamaiurá Village till 2004 when the indians whose...

Human T-cell lymphotropic virus type II in Guaraní Indians, Southern Brazil; Vírus linfotrópico de células T-humanas do tipo II em Índios Guaraní, Sul do Brasil

Menna-Barreto, Marcio; Bender, Ana Ligia; Bonatto, Sandro Luis; Freitas, Loreta Brandao de; Salzano, Francisco Mauro; Tsuneto, Luiza T.; Petzl-Erler, Maria Luiza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
36.99%
O vírus linfotrópico de células T-humanas do tipo II (HTLV-II) é identificado em muitos grupos de ameríndios. No Brasil, tem sido encontrado em indivíduos da população urbana, bem como em índios oriundos da região Amazônica. Os Índios Guaraní, do Sul do país, foram investigados para infecção por HTLV-I/II. Três indivíduos, oriundos de uma amostra de 52 índios, demonstraram sororeatividade para HTLV-II (ensaio imunoenzimático e Western blot). Este estudo preliminar foi o primeiro a identificar a presença de infecção por HTLV-II em ameríndios do Sul do Brasil.; Human T-cell lymphotropic virus type II (HTLVII) is found in many New World Indian groups on the American continent. In Brazil, HTLV-II has been found among urban residents and Indians in the Amazon region, in the North. Guaraní Indians in the South of Brazil were studied for HTLV-I/II infection. Among 52 individuals, three (5.76%) showed positive anti-HTLV-II antibodies (enzyme-linked immunosorbent assay and Western blot). This preliminary report is the first seroepidemiological study showing HTLV-II infection among Indians in the South of Brazil.

Indios cristãos : a conversão dos gentios na Amazonia portuguesa (1653-1769); Christian indians: the convertion of gentiles in Portuguese Amazonian (1653-1769)

Almir Diniz de Carvalho Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.99%
Esta tese tem por objetivo demonstrar como os índios de diversas etnias, inseridos na nova ordem colonial que se instalou na Amazônia portuguesa, foram se incorporando àquele novo mundo como cristãos, entre meados do século XVII e a segunda metade do século XVIII, através do processo de sua evangelização. Busca também perceber como esses personagens reinventaram e rearticularam os padrões religiosos e morais do mundo cristão impostos pelos seus missionários, em particular os jesuítas, na tentativa de imprimir sentido ao seu processo de inserção. Procura ainda demonstrar, através dos fragmentos deixados por seus escritos e depoimentos, e os indícios lidos nas fontes do poder colonial, como estas populações indígenas das aldeias e vilas coloniais articularam um patamar cosmológico comum de forte base tupi, apreendido nas aldeias missionárias através da apropriação da simbologia cristã e dos rituais ancestrais tupinambá, para constituírem espaços culturais e sociais autônomos no interior daquele novo mundo.; This thesis seeks to demonstrate how Indians of diverse ethnic origins became incorporated as Christians within the new colonial order established in the Portuguese Amazon, covering the mid-seventeenth century to the second half of the eighteenth. The author shows how Christian Indians reinvented and rearticulated the religious and moral standards introduced by missionaries...

Xukuru : memorias e historia dos indios da Serra do Ororuba (Pesqueira/PE), 1950-1988; Xukuru : memories and history of the Serra do Ororuba Indians (Pesqueira/PE), 1950-1988

Edson Hely Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Este estudo procurou, a partir das memórias orais dos índios Xukuru e da pesquisa em registros escritos, discutir as conexões temporais entre as mobilizações indígenas pelas terras, nos anos 1980, e as ocorridas na década de 1950, quando os Xukuru conquistaram o reconhecimento oficial com a implantação de um Posto do Serviço de Proteção aos Índios (SPI) na Serra do Ororubá, em Pesqueira/PE. Em ambos os períodos, os índios afirmaram seus direitos baseados nas memórias de seus antepassados que receberam as terras como recompensa pela participação na Guerra do Paraguai, em um contexto de disputas pelas terras do oficialmente extinto Aldeamento de Cimbres/Ororubá em fins do século XIX. A pesquisa das memórias possibilitou perceber os elos de uma história coletiva, de um pertencimento em um conjunto de situações e experiências históricas que conferem uma identidade baseada em um espaço ancestral comum. Nos relatos das memórias orais dos Xukuru do Ororubá, é possível perceber outros acontecimentos que expressaram o cotidiano, os espaços e momentos de sociabilidades vivenciados na Serra do Ororubá, o significado de Cimbres como um espaço de referência da memória mítico-religiosa para a afirmação da identidade do grupo...

Intestinal parasites among Karitiana Indians from Rondônia State, Brazil

Ferrari,José O.; Ferreira,Marcelo U.; Aranha Camargo,Luís M.; Ferreira,Cláudio S.
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1992 EN
Relevância na Pesquisa
36.9%
Gravity sedimentation parasitological examinations were performed in stool samples from 111 Karitiana Indians from Rondônia State, Brazilian Amazon Basin. Intestinal parasites were found in 43 samples (38.7%). Ascaris lumbricoides was the most prevalent helminth species (18.9%). Egg counts in samples positive for Ascaris suggested an overdispersed distribution of worm burdens in the host population. Age-distribution pattern of intestinal parasites among Karitiana Indians was found to be rather unusual: the highest prevalence (60.0%) was detected in the 12-to 16-year-old age group

Intestinal protozoa and helminths among Terena Indians in the State of Mato Grosso do Sul: high prevalence of Blastocystis hominis

Aguiar,José Ivan Albuquerque; Gonçalves,Alessandra Queiroga; Sodré,Fernando Campos; Pereira,Severino dos Ramos; Bóia,Márcio Neves; Lemos,Elba Regina Sampaio de; Daher,Roberto Ruhman
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - SBMT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 EN
Relevância na Pesquisa
36.9%
A parasitological survey was carried out among Terena Indians living in the Tereré settlement in the municipality of Sidrolândia, State of Mato Grosso do Sul, Brazil. Single samples of feces from 313 Indians were processed by means of the spontaneous sedimentation method. In the population studied, 73.5% were infected with at least one intestinal parasite or commensal. Protozoa predominated. Blastocystis hominis (40.9%), Entamoeba coli (33.2%) and Entamoeba histolytica/Entamoeba dispar (31.6%) were the most common. Bivariate analysis showed that females were generally more infected and presented higher rates of infection by Entamoeba histolytica/Entamoeba dispar and Entamoeba coli. Males were more infected by hookworms and Strongyloides stercoralis than females. The precarious sanitary conditions of the Tereré settlement are probably a contributory factor towards the high prevalence of intestinal protozoa.

Decapod crustaceans used as food by the Yanomami Indians of the Balawa-ú village, State of Amazonas, Brazil

Magalhães,Célio; Barbosa,Ulysses C.; Py-Daniel,Victor
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 EN
Relevância na Pesquisa
36.9%
The Yanomami are a group of South American Indians that live in the rainforest along the borderlands of Brazil and Venezuela. They depend on hunting, gardening and wild food for survival; crustaceans are a highly prized food item in their diet. Taxonomical and ethnozoological aspects of the Yanomami Indians of the Balawa-ú village, state of Amazonas, Brazil, related to the crustaceans are described. Information and specimens were obtained from August to December, 2003. Interviews were conducted with residents of the village and focused on questions about species exploited, indigenous names, modes of capture and use of the species. One shrimp species of the family Palaemonidae (Macrobrachium brasiliense) and two crab species of Trichodactylidae (Sylviocarcinus pictus, Valdivia serrata) as well as two of Pseudothelphusidae (Fredius fittkaui, F. platyacanthus) were recorded. The indigenous names applied to these species are: shuhu, for shrimp, oko and peimatherimi for each of the two pseudothelphusid crabs, and hesiki tôtôrema for both trichodactylid crabs.

Human T-cell lymphotropic virus type II in Guaraní Indians, Southern Brazil

Menna-Barreto,Marcio; Bender,Ana Ligia; Bonatto,Sandro L.; Freitas,Loreta B.; Salzano,Francisco M.; Tsuneto,Luiza T.; Petzl-Erler,Maria Luiza
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 EN
Relevância na Pesquisa
36.99%
Human T-cell lymphotropic virus type II (HTLV-II) is found in many New World Indian groups on the American continent. In Brazil, HTLV-II has been found among urban residents and Indians in the Amazon region, in the North. Guaraní Indians in the South of Brazil were studied for HTLV-I/II infection. Among 52 individuals, three (5.76%) showed positive anti-HTLV-II antibodies (enzyme-linked immunosorbent assay and Western blot). This preliminary report is the first seroepidemiological study showing HTLV-II infection among Indians in the South of Brazil.

Etnoconhecimento sobre abelhas sem ferrão: saberes e práticas dos índios Guarani M'Byá na Mata-Atlântica.; Ethnoknowledge about stingless bees: know and practices of the indians Guarani-M'byá in the Atlantic Forest.

Rodrigues, Arnaldo dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.9%
Os insetos representam cerca de 53% dos táxons de todas as espécies vivas, constituindo 4/5 do reino animal e, atualmente, fazem parte da alimentação de aproximadamente 1500 etnias, em todo o mundo. Grande parte da polinização das florestas tropicais, como, no caso do Brasil, atribui-se à atividade polinizadora desses animais, sendo as abelhas sem ferrão (Hymenoptera, Apidae, Meliponinae), contribuintes com até 90% da polinização das árvores nativas brasileiras. Estudos relacionados às abelhas sem ferrão no Brasil revelaram que a maior parte dos nomes populares que recebem são de origem indígena e, em alguns casos, a denominação científica também sofreu essa influência. Desde 1542 são observados, na literatura sobre os Guarani, o uso de insetos, incluindo-se a alimentação entre outras práticas. Esta pesquisa discorre sobre o conhecimento etnobiológico que os índios Guarani-m’byá possuem sobre as abelhas sem ferrão. O estudo foi realizado na “Área Indígena Guarani da Barragem” aldeia Morro da Saudade, de apenas 26,3 hectares, localizada no distrito de Parelheiros, bairro Barragem, periferia da cidade de São Paulo, SP, Brasil (coordenadas latitude: S-23o52’16’’ e longitude: W-46o38’58’’). A população atual é de aproximadamente 120 famílias...

Cada qual tem um pouco de médico e louco : políticas de saúde e mediações culturais entre o SPI (Serviço de Proteção aos Índios) e os indígenas; Each one is a little doctor and crazy : health political and cultural mediation between SPI and indians

Priscila Enrique de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.2%
As doenças dos indígenas foram um entrave para que o SPI desenvolvesse seus projetos civilizadores e principalmente dificultaram a inserção dos índios no mundo do trabalho. Esta pesquisa visa mostrar as políticas de saúde, particularmente do SPI a que foram submetidos os índios, e como a partir da medicalização, sanitarismo e atendimento médico os indígenas estabeleceram relações com os funcionários e outros agentes do Serviço. A partir destas mediações o SPI foi obrigado a repensar suas ações constantemente e os índios foram forçados a transformar seu universo a partir das novas situações impostas pelo contexto da sedentarização. As mudanças engendradas pelo contato ocorreram em meio a lógicas, visões de mundo e experiências próprias dos índios e dos não índios que circunscreveram este processo de transformação e ainda determinaram as respostas dadas às situações. Para evidenciar este processo foram analisados os Postos Indígenas da IR7 e a experiência dos Kaingang. Em seguida, como uma lente de aumento, foram estudados os índios Xokleng de Santa Catarina em seu processo de contato a partir da experiência da doença e dos procedimentos de cura utilizados no interior do Posto.; The Brazilian indians diseases were an impediment to SPI to implement their civilizing projects and mainly hampered the indians to enter the labor world. This research aims to present health policies...

A ousadia dos índios : a ação política no aldeamento de Barueri (séc. XVIII); Aldacious indians : political action iin Barueri village during the eighteenth century

Daniel Moretto Martini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.11%
Esta dissertação de mestrado tem como objetivo principal a investigação da aldeia de Barueri ao longo do século XVIII. Baseando-se em pesquisas recentes, a intenção é entender como os índios dessa aldeia se inseriram dentro da sociedade colonial e como transformaram a identidade de índios aldeados em uma forma de lutar pelos direitos que essa condição supostamente lhes garantia. Para fazer isso esses índios tiveram que se inserir no jogo político da capitania de São Paulo e lidar com os problemas e conflitos entre as diversas autoridades que tinham interesses sobre o trabalho deles. Através dessa interação os índios conseguiram garantir formas particulares de ocupar as terras da aldeia e possibilidades de negar serviços que lhes eram ordenados. Essa situação começou a se transformar com o Diretório dos Índios que passou a exigir uma mudança territorial e, consequentemente, uma mudança de comportamento dos índios. Por fim, buscamos mostrar que existia uma população ativa e que formava famílias dentro da aldeia de Barueri, o que contradiz a bibliografia que vê esse lugar como decadente e despovoado ao longo do século XVIII.; This thesis focuses on the Indian settlement of Barueri, Captaincy of São Paulo...

Dental caries experience in Indians of the Upper Xingu, Brazil

RIGONATTO,Deborah Denise Leal; ANTUNES,José Leopoldo Ferreira; FRAZÃO,Paulo
Fonte: Instituto de Medicina Tropical Publicador: Instituto de Medicina Tropical
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2001 EN
Relevância na Pesquisa
37.11%
The present study describes the experience of dental caries in Indians communities of the Xingu, in order to supply parameters for further analysis of trends of the disease in Indians. We performed oral health examination in 288 Indians from four communities (Yawalapiti, Aweti, Mehinaku and Kamaiura) living in the southern part of the Xingu National Park, using international criteria defined by the World Health Organization. The outcome measures were the DMFT and dmft scores, and the care index. Indians of the Upper Xingu presented high levels of caries, in all age groups. The average DMFT for 11 to 13-year-old children - 5.93 - was lower than the index measured in 1993 for 12-year-old schoolchildren in nearby cities - 8.23 -, whose United Nations' human development index ranked medium. However, Indians presented a much lower care index, per age group, than these cities, and a high ratio of missing teeth for persons above 20 years old. These observations indicate low incorporation of dental care services. The irregularity of the services programmed for these communities, and the changing dietary and cultural patterns, mainly derived from their contact with the non-indigenous population of Brazil, reinforce the pressing need for health promotion initiatives aimed at these groups.

Representações sociais construídas sobre os índios em Sergipe: ausência e invisibilização; Las representaciones sociales construidas de los indígenas en Sergipe; Social representation about Indians in Sergipe: absence and invisibility

Lima, Marcus Eugênio Oliveira; Almeida, Alan Magno Matos de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.06%
O objetivo do estudo foi analisar as representações sociais construídas pelos sergipanos sobre os índios. Foram entrevistados 378 moradores de seis cidades (cinco em Sergipe e uma em Alagoas). Os resultados obtidos indicam o predomínio de uma representação social cujo núcleo central é formado por elementos que referem um tempo passado e remoto, ou que denotam a distância física e cultural (como "matas", "florestas", "nudez", "pintura"). Igualmente, quando perguntados sobre o que lembram dos índios na história do Brasil, os entrevistados raramente referem acontecimentos recentes e têm mesmo dificuldade para produzir qualquer enunciação. O fato de morar longe ou perto de uma tribo indígena teve menos impacto nas representações sociais do que esperávamos. As conclusões indicam que, para muitos dos pesquisados, os índios existem apenas como uma ausência ou ainda de um modo naturalizado, como reminiscências fenotípicas e culturais de uma história de 500 anos de violência e extermínio.; Con el objetivo de se comprender cuales son las representaciones sociales construidas sobre los indígenas, fueran entrevistados 378 habitantes de 6 ciudades (5 en Sergipe y 1 en Alagoas). Las entrevistas fueron hechas em las casas de los residentes. Los resultados indican el predominio de una representación social de los indígenas anclada en el pasado remoto y es demostrada em los signos "bosques"...

Liquid roads, solid trade: indians and regattas in the Amazon (nineteenth century); Estradas líquidas, comércio sólido: índios e regatões na Amazônia (século XIX)

Henrique, Márcio Couto; Morais, Laura Trindade de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, D. História
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.9%
The paper analyzes the relationship between Indians and itinerant traders that in Amazon nineteenth century were known as regatões. Based on contemporary documents, it appears that the Indians were not always naive and passive victims in front of regatões and what is required to emphasize the symbolic dimension of trade in order to recover the indigenous leadership in the relationships established with traders and the goods they sold.; O artigo analisa as relações entre os índios e os comerciantes ambulantes que, na Amazônia do século XIX, eram conhecidos como regatões. Com base em documentos da época, constata-se que nem sempre os índios foram vítimas ingênuas e passivas diante dos regatões e que é necessário enfatizar a dimensão simbólica das trocas, a fim de recuperar o protagonismo indígena nas relações estabelecidas com os comerciantes e com as mercadorias que eles vendiam.

Experiência de cárie dentária em índios do Alto Xingu, Brasil; Dental caries experience in Indians of the Upper Xingu, Brazil

RIGONATTO, Deborah Denise Leal; ANTUNES, José Leopoldo Ferreira; FRAZÃO, Paulo
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2001 ENG
Relevância na Pesquisa
37.11%
O presente estudo descreve a experiência de cárie dentária em índios do Xingu, visando prover parâmetros para a análise de tendências da doença em comunidades indígenas. Foi efetuado exame bucal em 288 índios de quatro comunidades (Yawalapiti, Aweti, Mehinaku e Kamaiura) situadas na porção sul do Parque Nacional do Xingu, segundo critérios internacionais definidos pela Organização Mundial da Saúde. As medidas utilizadas foram o CPO-D, ceo-d, e o índice de cuidado. Os índios do Alto Xingu apresentaram elevados níveis de cáries, em todos os grupos etários. O CPO-D médio para crianças de 11-13 anos de idade - 5,93 - foi inferior ao índice medido em 1993 para escolares de 12 anos em cidades vizinhas - 8,23 -, cujo índice de desenvolvimento humano medido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento foi classificado como médio. Os índios, no entanto, apresentaram índice de cuidado muito inferior, por grupo etário, que estas cidades, e uma elevada proporção de dentes perdidos para pessoas acima de 20 anos. Estas observações indicam baixa incorporação de serviços odontológicos. A irregularidade dos serviços programados para estas comunidades, assim como alterações em seus padrões alimentares e culturais...

Human T-cell lymphotropic virus type II in Guaraní Indians, Southern Brazil

Menna-Barreto,Marcio; Bender,Ana Ligia; Bonatto,Sandro L.; Freitas,Loreta B.; Salzano,Francisco M.; Tsuneto,Luiza T.; Petzl-Erler,Maria Luiza
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 EN
Relevância na Pesquisa
36.99%
Human T-cell lymphotropic virus type II (HTLV-II) is found in many New World Indian groups on the American continent. In Brazil, HTLV-II has been found among urban residents and Indians in the Amazon region, in the North. Guaraní Indians in the South of Brazil were studied for HTLV-I/II infection. Among 52 individuals, three (5.76%) showed positive anti-HTLV-II antibodies (enzyme-linked immunosorbent assay and Western blot). This preliminary report is the first seroepidemiological study showing HTLV-II infection among Indians in the South of Brazil.