Página 1 dos resultados de 314 itens digitais encontrados em 0.040 segundos

Reflex??es te??ricas sobre os processos sociais da contradi????o exclus??o/inclus??o

Bandeira, Alexandre Eslab??o
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
76.26%
Disserta????o(mestrado)-Universidade Federal do Rio Grande, Programa de P??s-Gradua????o em Geografia, Instituto de Ci??ncias Humanas e da Informa????o, 2010.; O trabalho analisou os movimentos inclusivos e exclusivos que, dentro desse estudo, s??o elencados diante da dial??tica social ao individual. As escalas de realidades foram postas e sobrepostas, convergindo diversos caminhos de m??todos, que contemplam os sistemas de objetos e de a????es (Santos, 1996) que ocasionaram e condicionam os espa??os nas suas a????es de ???uso??? e que ficam camufladas diante das ???met??foras das verdades??? (Nietzsche, 1983). O caminho foi regressivo- progressivo (Martins, 1996; Rique, 2004), visto que a realidade deriva da lei do desenvolvimento desigual, e os processos hist??ricos fazem parte de sua constitui????o e forma????o. O debate te??rico contemplou no primeiro cap??tulo poss??veis caminhos metodol??gicos para uma abordagem da dial??tica exclus??o/inclus??o, na sua complexidade social. O segundo cap??tulo procura especificidades que problematizam os processos da ???exclus??o social???. No terceiro cap??tulo, s??o estudadas as estruturas e a????es que condicionaram e serviram de base para o surgimento de um mercado mundial de produ????o e consumo. O quarto cap??tulo aborda o Brasil e sua forma????o social a partir da perspectiva econ??mica de depend??ncia. No quinto cap??tulo...

Um olhar para a inclus??o: as cotas raciais nas universidades brasileiras e o princ??pio da isonomia

Pasche, Cristiane; Sparemberger, Raquel Fabiana Lopes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
86.1%
Este texto trata do princ??pio constitucional da igualdade ou da isonomia, consagrado no artigo 5.?? da Constitui????o Federal de 1988, ante a suas acep????es formal e material, bem como as medidas estatais interventivas de car??ter afirmativo, garantidoras da efetiva????o deste princ??pio. Por fim, ser?? debatido o papel das universidades brasileiras no processo de inclus??o social e o projeto de Reforma Universit??ria, em uma an??lise sint??tica e cr??tica do tema.; This text deals with the constitutional principle of equality or isonomy, sanctioned in article 5 of the 1988 Federal Constitution, in relation to its formal and material meanings, as well as the affirmative measures of state intervention that guarantee the effectiveness of this principle. It also discusses the role of Brazilian universities in the process of social inclusion, and the University Reform project, in a summary and critical analysis of the theme.

O processo de constru??o de pol?ticas de inclus?o social no projeto Escola Cabana: consensos e tensionamentos entre os segmentos sociais e o poder p?blico municipal

OLIVEIRA, Izabel Cristina Borges Corr?a
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Relevância na Pesquisa
96.26%
Este estudo sobre o processo de constru??o de pol?ticas de inclus?o social no projeto Escola Cabana e os consensos e tensionamentos entre os segmentos sociais e o poder p?blico municipal procurou investigar e refletir se esse projeto possibilitou (ou n?o) a inclus?o e participa??o dos segmentos sociais (Movimento das Mulheres, Homossexuais, Negros e dos PNEEs), bem como da contempla??o de suas reivindica??es e interesses no processo de formula??o e elabora??o de pol?ticas p?blicas, a partir das an?lises de documentos oficiais e das falas de integrantes dos movimentos sociais e de dirigentes da educa??o municipal, no per?odo de 1997 a 2000 e 2001 a 2004. Ele abrange uma discuss?o sobre as perspectivas de compreens?o sobre exclus?o e inclus?o social, espa?os p?blicos democratizados, participa??o popular e processos identit?rios, tendo como pano de fundo a abordagem do per?odo de redemocratiza??o do Brasil. Este trabalho contemplou ainda a rela??o entre os documentos produzidos pelo governo municipal sobre o projeto da Escola Cabana e os depoimentos dos entrevistados, estabelecendo uma s?rie de vari?veis que discriminam as motiva??es dos sujeitos da sociedade para o envolvimento com os segmentos sociais, bem como dos gestores do poder p?blico com as entidades da sociedade civil...

Inclus?o no trabalho de pessoas com defici?ncia: um estudo da Apae de Barcarena-PA

BENJAMIN, Janete
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.21%
A Pesquisa Inclus?o no trabalho de pessoas com defici?ncia: Um estudo da APAE de Barcarena-PA, objetivo: Diagnosticar pol?ticas p?blicas de forma??o para inclus?o no trabalho das pessoas com defici?ncia, sujeitos: 2 gestores, 3 professores e 3 alunos=8. Pesquisa qualitativa, estudo de caso, coleta de dados: entrevistas, observat?rio e registros iconogr?ficos. Abordagem te?rica: materialismo hist?rico dial?tico, t?cnica de an?lise dos conte?dos: Bardin. Resultados: A institui??o em estudo possui 3 programas de forma??o profissional mantidos por doa??es da comunidade, funcion?rios e empresas; um programa de forma??o em servi?o da empresa ALUBAR, n?o detectamos nenhuma pol?tica p?blica governamental e a??es do poder p?blico para os programas de forma??o em estudo, al?m da Lei 8213/91, outras Leis, Decretos e Resolu??es determinam a exist?ncia de pol?ticas p?blicas de forma??o profissional para as pessoas com defici?ncia. Os programas atendem em parte a necessidade do trabalho formal do munic?pio, os alunos inclu?dos exercem atividades de servi?os gerais por possu?rem baixa escolaridade e nenhuma experi?ncia no trabalho formal, os programas de forma??o possibilitam Inclus?o Social das pessoas com defici?ncia por meio do trabalho informal e formal. Conclus?o: Os programas de forma??o profissional em estudo funcionam com precariedade devido a insufici?ncia de recursos para sua execu??o.; ABSTRACT: Research Inclusion in the work of people with disabilities: A study of APAE Barcarena-PA...

O mito da inclus?o produtiva: o discurso ideol?gico de cidadania, inclus?o social e crescimento econ?mico do estado brasileiro de FHC ? Dilma

ELOI, N?bia Machado
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
A presente disserta??o de mestrado tem por objetivo central analisar a concep??o de inclus?o produtiva, caracterizada por a??es de qualifica??o da for?a de trabalho vigoradas com maior frequ?ncia a partir da Presid?ncia de Lula da Silva, em 2003, e orientada pelo Minist?rio de Desenvolvimento Social e Combate ? Fome (MDS) como tentativa contradit?ria de promo??o do desenvolvimento econ?mico e enfrentamento ? pobreza no Brasil. Os objetivos espec?ficos visam identificar em que momento a inclus?o produtiva passou a ser disseminada pelo Governo Federal Brasileiro; investigar os documentos oficiais do Governo Brasileiro, bem como de organismos internacionais que se referem ? no??o de inclus?o produtiva; e analisar os documentos oficiais apreendendo as categorias que explicam a concep??o de inclus?o produtiva para o MDS. Para tanto, o percurso metodol?gico de an?lise do objeto de estudo, dar-se pela pesquisa qualitativa, norteada pelas pesquisas bibliogr?fica e documental. Assim, busca-se apreender a concep??o de inclus?o produtiva a partir da an?lise de 13 (treze) documentos e informa??es das paginas eletr?nicas das institui??es como o MTE, a CEPAL e o MDS. Os resultados da pesquisa permitem inferir que a inclus?o produtiva incorporada pelo governo petista (Lula da Silva e Dilma Rousseff) ? sustentada pelo discurso ideol?gico de cidadania...

O Conceito normativo de pessoa com defici?ncia para fins de reserva de vagas no mercado de trabalho

RESQUE, Jo?o Daniel Daibes
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
86.15%
Esta disserta??o analisa o conceito de pessoa com defici?ncia disposto na legisla??o nacional e internacional, perquirindo quem s?o os integrantes desse grupo vulner?vel que possuem o direito ?s vagas reservadas ao mercado de trabalho, previsto na Constitui??o Federal de 1988 e nas Leis n? 8.112/90 e 8.213/91. Trata-se de uma pesquisa com enfoque na aplica??o das a??es afirmativas, especificamente o sistema de cotas, destinado ? inclus?o social das pessoas com defici?ncia. Verifica-se a exist?ncia de uma pol?mica quest?o referente ? relativa indetermina??o de quem s?o os destinat?rios dessa medida. Assim, trazemos para o debate o conjunto normativo de leis, decretos e tratados internacionais que buscaram definir as pessoas com defici?ncia, entre os quais destacamos o Decreto n? 3.298/99 e a Conven??o sobre os Direitos das Pessoas com Defici?ncia da ONU. Mas tamb?m analisamos as principais refer?ncias te?ricas relacionadas ao universo da defici?ncia, ocasi?o na qual exploramos a evolu??o dos direitos humanos e fundamentais desse grupo, passando pelos principais paradigmas e reivindica??es dos movimentos sociais, conhecendo assim quais s?o os alicerces de tais direitos e de que forma exigem o tratamento igualit?rio. Procuramos esclarecer e desfazer o imbr?glio conceitual que se estabeleceu no sistema jur?dico brasileiro ao longo dos ?ltimos 25 anos...

A????es premiadas no 8?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal

Paiva, Andrea Barreto de (Organizadora); Ara??jo, Frederico Augusto G. (Organizador)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
86.09%
Projetos premiados no 8?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal. Representam contribui????es para a melhoria da gest??o p??blica nas seguintes ??reas: articula????o de parcerias, estabelecimento de padr??es de atendimento e servi??os, gerenciamento de informa????es, implementa????o de melhoria cont??nua, inclus??o social e simplifica????o e agiliza????o de procedimentos; N??mero de p??ginas: 197 p.; Inova????o; ISBN 85-256-0044-x

A????es premiadas no 11?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal 2006

Morais, Juliana Gir??o de (Organizadora)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Livro
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
96.19%
Nesta publica????o, referente ao 11?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal, o leitor encontrar?? iniciativas inovadoras nas seguintes ??reas: Arranjos institucionais para coordena????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas (intra e inter-governamental); atendimento ao usu??rio; avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas; cidadania e inclus??o social; controle de resultados; estabelecimento de padr??es e atendimento de servi??os; implementa????o de melhoria cont??nua; planejamento e gest??o estrat??gica; N??mero de p??ginas: 164 p.; Inova????o; ISBN 978-85-256-0057-8; Sum??rio: Apresenta????o 5 / Introdu????o 7 / Arranjos institucionais para coordena????o e implementa????o de pol??ticas p??blicas Projeto hospitais sentinela: uma estrat??gia de vigil??ncia para a p??s-comercializa????o de produtos de sa??de 15 / Gest??o dos escrit??rios brasileiros de turismo no exterior 29 / Atendimento ao usu??rio Implanta????o do pr??-atendimento na ag??ncia dos correios Adolfina de Pinheiros em S??o Paulo 45 / Avalia????o e monitoramento de pol??ticas p??blicas O sistema de avalia????o e monitoramento das pol??ticas e programas do MDS 55 / Controle de resultados Apura????o autom??tica do desempenho da distribui????o do servi??o SEDEX 69 / Estabelecimento de padr??es de atendimento de servi??os Como um protocolo de classifica????o de risco pode qualificar o encaminhamento dos pacientes na emerg??ncia 83 / Melhoria de gest??o com foco no trin??mio: pessoas...

Voluntariado e cidadania

Empresa Brasileira de Correios e Tel??grafos (ECT)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
76.2%
O Projeto Corporativo de voluntariado empresarial nos Correios catalisa todas as iniciativas de solidariedade originadas na empresa. Tem como foco de atua????o a inclus??o social e ?? operacionalizado por meio de comit??s constitu??dos por colaborares, familiares e aposentados da empresa, obedecendo a uma programa????o elaborada com institui????es filantr??picas ou comunidades. Atua nos segmentos de seguran??a alimentar, educa????o, inclus??o digital, sa??de, cultura, cidadania, gera????o de trabalho e renda, meio ambiente, esporte, habita????o, desenvolvimento rural e parcerias solid??rias. Em 2002, as a????es contemplaram 119 institui????es filantr??picas e comunidades, em 71 munic??pios de diferentes unidades da Federa????o. Mais de 7.500 pessoas, entre colaboradores, familiares e aposentados, beneficiaram diretamente cerca de 20 mil pessoas; N??mero de p??ginas: 4 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 8?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Victor Jos?? C??mara, Coordenador Executivo. A????es premiadas no 8?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2003. ??reas tem??ticas: inclus??o social; outros

Fortalecimento da gest??o de pol??ticas p??blicas da inclus??o social do governo federal brasileiro: projeto de coopera????o t??cnica Brasil-Espanha 2007-2010

Escola Nacional de Administra????o P??blica (Brasil)
Fonte: Escola Nacional de Administração Pública Publicador: Escola Nacional de Administração Pública
Tipo: Projeto
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
116.24%
O Projeto de Fortalecimento da Gest??o de Pol??ticas P??blicas de Inclus??o Social do Governo Federal Brasileiro, apresentado pela ENAP ?? AECI em 2006, visa promover processos de inclus??o social de grupos que vivem em situa????o de extrema vulnerabilidade. Nos 36 meses de dura????o do projeto a qualidade dos servi??os prestados pelas redes de atendimento p??blica e privada aos idosos, pessoas com defici??ncia e benefici??rios do sistema de previd??ncia social, dever?? ser incrementada. Para isso, pretende-se melhorar a regulamenta????o dos servi??os de aten????o a estes grupos sociais, melhorar a forma????o dos gestores e operadores p??blicos e privados destes servi??os, melhorar o acesso ??s informa????es, aumentar o compromisso dos estados e munic??pios e da rede de aten????o a estes grupos sociais, agilizar a resposta da administra????o perante as solicita????es dos cidad??os e melhorar a rede de atendimento; N??mero de p??ginas: 133 p.; Rela????es Intergovernamentais

Prevbarcos: estrat??gia de inclus??o pela Previd??ncia Social

Oliveira, Clarice; Varella, Paula
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Estudo de Caso
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
96.2%
Este estudo de caso faz an??lise do programa Prevbarco, Unidade M??vel Flutuante da Previd??ncia Social, no qual barcos navegam pelos rios da bacia amaz??nica, prestando servi??os previdenci??rios para as comunidades locais - ribeirinhas, quilombolas, extrativistas, ind??genas entre outras - que n??o t??m acesso adequado aos servi??os oferecidos pelas unidades fixas da Previd??ncia Social localizadas nas ??reas urbanas. Faz-se a descri????o do tipo de servi??o prestado pelos Prevbarcos, que desenvolve a inclus??o social e cidadania da popula????o assistida, assim como identifica dificuldades nessa presta????o que se caracteriza desde a contrata????o dos servidores que se voluntariam para os longos percursos de barco, passando pela falta de conhecimento da popula????o sobre cidadania e seus direitos previdenci??rios. A partir deste caso, espera-se reflex??o dos servidores sobre motiva????o para pr??ticas inovadoras e, pelo estudo em quest??o, releva-se a necessidade de pensar e formular pol??ticas p??blicas que atendam, de fato, ??s necessidades de benefici??rios e cidad??os; N??mero de p??ginas: 11 p.; Atendimento ao Cidad??o. Ouvidoria; Apresenta materiais complementares: Relato, Boletim e Blog

Exclusi??n social y pol??ticas de inclusi??n. Algunos elementos sobre la realidad europea y espa??ola; Social exclusion and inclusion policies. Some elements of the European and Spanish reality; Exclus??o social e pol??ticas de inclus??o. Alguns elementos sobre a realidade europ??ia e espanhola

Subirats, Joan; Gim??nez, Maria; Obradors, Anna
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::ESPANHOL:ESPA??OL:ES
Relevância na Pesquisa
86.23%
La globalizaci??n econ??mica ha impactado fuertemente en el mercado laboral europeo, abriendo puertas para el trabajo precario. Mientras el capital se torna global, el trabajo permanece local y m??s sumiso a los flujos econ??micos mundiales. Adem??s, los patrones de la sociedad de consumo se han consolidado, promoviendo nuevas desigualdades sociales y aumentando los riesgos de exclusi??n y vulnerabilidad social. La ca??da progresiva del industrialismo tambi??n afecta las principales bases de la estructura social como los roles de g??nero o las relaciones familiares. Diferentes redes aparecen como clave para la inclusi??n, especialmente en el actual contexto de crisis del Estado de Bienestar Social en que se encuentra Europa. Es decir, el an??lisis de la exclusi??n social debe tener en cuenta la evoluci??n de las pol??ticas sociales en toda Europa y la tendencia actual de descentralizaci??n y focalizaci??n de los ser vicios sociales. El objetivo de este art??culo es, por lo tanto, no s??lo describir el fen??meno de la exclusi??n social, sino tambi??n lanzar ideas para construir nuevos criterios de redefinici??n de las pol??ticas sociales.; A globaliza????o impactou fortemente o mercado de trabalho europeu, abrindo caminho para a precariza????o do trabalho. Enquanto o capital se internacionaliza...

O papel do governo eletr??nico no fortalecimento da governan??a do setor p??blico; El papel del gobierno electr??nico en el fortalecimiento de la gesti??n de los asuntos p??blicos; The role of e-government in strengthening public sector governance

Braga, Lamartine Vieira; Alves, Welington Souza; Figueiredo, Rejane Maria da Costa; Santos, Rildo Ribeiro dos
Fonte: Revista do Servi??o P??blico (RSP); Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Revista do Servi??o P??blico (RSP); Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
86.27%
As novas Tecnologias da Informa????o e Comunica????o (TIC), entre as quais se destacam a internet, as redes de computadores, a transmiss??o via sat??lite e a telefonia m??vel, criaram condi????es para o surgimento de Sociedades do Conhecimento. Nesse contexto, o Estado, por interm??dio do governo eletr??nico, ?? o principal instrumento de que os cidad??os disp??em atualmente para enfrentar os desafios impostos pela globaliza????o, por meio de intera????es in??ditas da sociedade, empresas e governos. O objetivo deste trabalho foi estabelecer rela????es entre a governan??a do setor p??blico e o governo eletr??nico, partindo-se de um marco referencial te??rico das duas ??reas de estudo. Para tanto, foram delineados seus escopos e limites de atua????o, instituindo-se v??nculos, de acordo com a????es do Governo Eletr??nico brasileiro: certifica????o digital; Portal da Transpar??ncia; vota????o eletr??nica; preg??es eletr??nicos e Portal da Previd??ncia Social. Conclui-se que, apesar dos avan??os recentes observados pela an??lise de v??rias dimens??es da governan??a, baseados em iniciativas de governo eletr??nico aqui inventariadas, ainda h?? muito que fazer em dire????o ?? inclus??o social no Brasil, assim como em outros pa??ses. As TIC podem vir a ser um poderoso agente de inclus??o digital...

Aprendizaje informal, alfabetizaci??n medi??tica e inclusi??n social. Descripci??n de una experiencia

Ribeiro Pessoa, Mar??a Teresa; Hern??ndez Serrano, Mar??a Jos??; Mu??oz Rodr??guez, Jos?? Manuel
Fonte: Universidad de Granada Publicador: Universidad de Granada
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
76.16%
Se presenta la experiencia de un proyecto de educaci??n informal, que utiliza las posibilidades de los medios sociales interactivos, Web 2.0, para crear una metodolog??a formativa ???reporteros comunitarios- que promueve la inclusi??n social a trav??s de la alfabetizaci??n medi??tica para la construcci??n de ciudadanos activos. La teor??a de la Flexibilidad Cognitiva sirve como sustento te??rico de la plataforma formativa del proyecto, donde las competencias digitales y sociales se adquieren a lo largo de un viaje virtual, que permite generar diversas trayectorias de aprendizaje informal e inspirar a otros formadores. Los impactos generados a partir de la innovaci??n que supone esta experiencia verifican la potencialidad de los medios sociales para generar espacios aprendizaje ubicuo, de interacci??n colaborativa y de construcci??n de comunidades. Se concluye expresando la necesidad de incluir en la agenda educativa las oportunidades del aprendizaje informal y la alfabetizaci??n medi??tica para la inclusi??n social.; The paper describes the experience of an informal education European project, which uses the possibilities of interactive social media, Web 2.0, to create a training methodology ???community reporting- that promotes social inclusion through media literacy aiming at building active citizens. The theory of Cognitive Flexibility serves as theoretical basis of the project learning platform...

A minha vida seria muito diferente se n?o fosse a matem?tica: o sentido e os significados do ensino de matem?tica em processos de exclus?o e de inclus?o escolar e social na educa??o de jovens e adultos

RODRIGUES, Ana Maria Sgrott
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
Relevância na Pesquisa
76.15%
A presente investiga??o se configura em termos qualitativos de pesquisa como um estudo de caso dos alunos de uma escola estadual integrante do programa especial de Educa??o de Jovens e Adultos EJA. Tais alunos estavam matriculados na 3 e na 4 etapas do programa, cujo formato curricular corresponde ?s quatro ?ltimas s?ries do Ensino Fundamental de 5 a 8 s?ries, cuja operacionaliza??o concentra conhecimento, espa?o e tempo uma vez que cada etapa ? desenvolvida em um ano letivo. A escola escolhida se localiza em ?rea geogr?fica de ocupa??o cuja comunidade vive na condi??o de exclus?o social, justamente no entorno de duas universidades p?blicas. Os jovens e adultos originados desse contexto, que estudam nessa escola, vivenciaram uma trajet?ria escolar marcada por impedimentos de estudar, reprova??es e interrup??es escolares que os impediram de concluir o Ensino Fundamental. Por essas raz?es, me propus investigar para conhecer, no ?mbito do ensino da Matem?tica, elementos que contribuem para a (re)inclus?o escolar com sucesso desses alunos, bem como elementos que acabam por incidir na sua (re)exclus?o escolar, um fen?meno que retroalimenta o processo inevit?vel de exclus?o social desses alunos. Para tanto, assumi a constru??o de uma trama narrativa relativa ao contexto dessa escola...

A import??ncia da alfabetiza????o do deficiente mental para a inclus??o social

Tomaz, L??lia da Cruz; Santos, Luz??nia Santana dos; Silva, M??rcia Maria Gomes da; Fernandes, Maria Aparecida de Salles; Oliveira, Maria Das Gra??as Soares de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.27%
Este estudo enfoca a inclus??o como o novo paradigma da educa????o, que vem n??o s?? para responder a um direito conquistado pela crian??a com necessidades educativas especiais, mas vem com o objetivo principal de transformar a educa????o e o ensino. Destaca que a inclus??o exigir?? muito mais da escola do que a simples inser????o do aluno na rede regular de ensino, mas requer transforma????es reais no seu curr??culo e na sua metodologia, valorizando n??o s?? o desempenho acad??mico, m??s deve considerar todo e qualquer n??vel de desenvolvimento. Esta pesquisa teve por objetivo destacar a import??ncia da alfabetiza????o do deficiente mental para a inclus??o social. Fundamenta legalmente e teoricamente a necessidade da escola inclusiva como o ???passo indutor??? de uma inclus??o muito maior, a inclus??o social. O estudo foi realizado por meio de pesquisa qualitativa, onde foi poss??vel destacar a vis??o do professor sobre o que ?? inclus??o, e sobre as reais potencialidades do aluno com defici??ncia mental na aprendizagem de conte??dos acad??micos. ?? preciso que o professor esteja preparado para trabalhar com a diversidade e tenha em mente que as adapta????es curriculares devem ser realizadas a favor do aluno, deficiente mental ou n??o. A busca pela inclus??o suscita uma exig??ncia social que n??o admite preconceitos...

O papel da alteridade frente ??s pol??ticas p??blicas de inclus??o social

Serique, La??s de Souza
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.15%
O presente trabalho visa analisar o papel que a responsabilidade pela alteridade pode desempenhar ante a elabora????o e a concretiza????o das pol??ticas p??blicas de inclus??o social no Brasil. Para tanto, ser?? feita uma an??lise baseada na alteridade, sobre a perspectiva do autor Emmanuel L??vinas, aplicada ?? participa????o do Estado, por meio dos Poderes Executivo, Legislativo e Judici??rio, na execu????o da tarefa de incluir os grupos socialmente exclu??dos. Do mesmo modo, ser??o analisadas as formas pelas quais a popula????o pode vir a colaborar e exigir seus direitos, tanto no processo de elabora????o das pol??ticas p??blicas e sua aplica????o, como quando h?? a aus??ncia ou a inefic??cia dessas pol??ticas. Ser?? enfatizada tamb??m a quest??o de que, para se ter uma pol??tica p??blica realmente eficaz, o Estado e a popula????o devem caminhar juntos em busca de tal resultado. O presente trabalho pretende apresentar um novo par??metro para determina????o do sentido ??tico do papel que o Estado e a sociedade devem assumir frente ?? cria????o de pol??ticas p??blicas de inclus??o social, com base na alteridade.

A inclus??o na educa????o superior: Uma quest??o de responsabilidade social.

Funghetto, Suzana Schwerz; Felix, Isa??as Le??o Machado; Carvalho, Renata Innecco Bittencourt de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Livro
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.14%
Os desafios e as perspectivas da inclus??o educacional de pessoas com defici??ncia, com transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdota????o na educa????o superior apresentam-se de diferentes formas em cada Institui????o de Educa????o Superior. Isto ocorre, porque existe, nessa tem??tica, legisla????o extensa tanto no ??mbito internacional quanto no nacional, para defender e garantir a sua efetiva????o, al??m das contribui????es de crescentes movimentos da pessoa com defici??ncia em dire????o ?? sua inclus??o educacional e social. Mesmo assim, a dist??ncia entre as propostas inclusivas e a realidade de desigualdade e discrimina????o existente na pr??tica ?? vis??vel e precisa ser tratada no ??mbito da gest??o acad??mica e administrava das institui????es.

Ecoturismo como forma de inclus??o social: Trilha interpretativa para deficientes visuais

Anjos, Sarah Porto Dos
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.23%
O presente trabalho tem como objetivo demonstrar como a adapta????o de locais de lazer podem ser instrumentos de inclus??o social. Nesse contexto, o tema delimitado ?? a inclus??o das pessoas portadoras de defici??ncia visual por meio de trilhas interpretativas. Esta pesquisa possui uma abordagem qualitativa e consiste em um estudo de caso, que tem como objeto a Trilha do Ip?? existente na Reserva Cachoeira das Pedras Bonitas, localizada em Colinas do Sul, estado de Goi??s. No que se refere ??? coleta dos dados, os principais m??todos utilizados s??: pesquisa de campo, entrevistas abertas e pesquisa bibliogr??fica. Esta ????ltima trata de temas como inclus??o social, turismo inclusivo, ecoturismo e trilhas interpretativas. A partir desses m??todos, constata-se que a Trilha do Ip??, anteriormente adaptada para deficientes visuais, encontra-se em m??s condi????es para atender ???s necessidades deste p??blico. Conclui-se, que a situa????o atual da trilha prov??m da falta de manuten????o adequada. Todavia, a precariedade das condi????es da trilha, n??o anula sua potencialidade de ser um instrumento de inclus??o social.

Juventude e inclus?o: representa??es sociais sobre a condi??o juvenil no campo

NEVES, Joana d'Arc de Vasconcelos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
76.28%
A presente pesquisa investigou o processo de constru??o das Representa??es Sociais dos jovens egressos do Programa Saberes da Terra e PROJOVEM Campo ? Saberes da Terra, do Munic?pio de Bragan?a-PA, sobre a sua condi??o juvenil do campo e suas rela??es com a proposta nacional de inclus?o social, implementada em n?vel local pelo referido Programa. O estudo teve como referencial te?rico metodol?gico as Representa??es Sociais, desenvolvidas pelo romeno Serge Moscovici (2009), Jodelet (2002), Markov? (2003), Nascimento (2014), entre outros, que nos possibilitaram articular a abordagem processual ao campo sociocultural. A partir desse referencial constru?mos a l?gica das dimens?es que comp?em a teia representacional deste estudo. Para tanto, seguimos os suportes indicativos de Jodelet (2001, 2009), sintetizados nas seguintes formula??es: Quem Sabe? O que sabe? e Quais efeitos? e acrescentamos o Para qu??. Estes suportes fomentaram as dimens?es e as estruturas de an?lise presentes neste estudo: 1) Ser Jovem do Campo no Campesinato Bragantino; 2) A Representa??o Social dos jovens egressos do Programa PROJOVEM Campo Saberes da Terra sobre a sua condi??o juvenil do campo; 3) Resignica??es da condi??o juvenil do campo: an?lise da proposta de inclus?o em n?vel local. Os sujeitos participantes da pesquisa foram 10 jovens...