Página 1 dos resultados de 8111 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

La creación de un imaginario: la generación literaria del 45 en Uruguay; The creation of the Imaginary: the literary generation of 1945 in Uruguay

Blanco, Elvira Blanco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
O presente trabalho se centra em uma nova leitura da geração literária de 45, no Uruguai. São estudados, principalmente, dois aspectos: primeiro, a análise dos elementos constitutivos do novo imaginário que a geração de 45 imputou à sociedade e, segundo, a identificação dos mecanismos de poder que a geração utilizou para alcançar um lugar de destaque dentro da sociedade de sua época. A tese que se propõe, ao contrário do que tradicionalmente afirmam os críticos literários é a de que a geração de 45, ao invés de romper totalmente com o imaginário anterior da sociedade uruguaia, é portadora de elementos que se originam em imaginários anteriores, elementos presentes na cultura uruguaia desde os primórdios de sua constituição.Trabalha-se, principalmente, o espaço ficcional urbano que a geração descortina em diferentes textos, por considerá-lo privilegiado para a constituição do novo imaginário. A abordagem se centra tanto na ficção - especialmente de J.C. Onetti, C. Martínez Moreno e Mario Benedetti - quanto em ensaios - C. Real de Azúa, E. Rodríguez Monegal e A. Rama; This work centres on a new reading of Uruguay's literary Generation of 1945. Two aspects are given special attention: the analisis of elements constituting the new imaginary that this generation would impose on society 2) the identification of power- acquiring mechanisms wielded by this generation to gain a dominant position within society at the time.The thesis put forward - as opposed to what literary critics have traditionally asserted-- is that instead of completely moving away from Uruguayan society's prior imaginary...

A construção imaginária e simbólica do stress psicológico: a compreensão do stress numa abordagem lacaniana; The imaginary and symbolic construction of the psychological stress: understanding stress in a lacanian approach.

Modia, Esther Cabado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/05/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.8%
Somos uma construção social, a nossa produção de sentido, a compreensão que temos do mundo resulta das relações sociais e dos vínculos afetivos, subjetivados e resubjetivados desde a fase especular da infância. A linguagem, condição para a estruturação do inconsciente, inscreve e inaugura o sujeito no universo simbólico. A interação do sujeito com o entorno dá-se de acordo com as significações que faz sobre o mundo em que vive, e o objetivo da tese centra-se em compreender a construção dos significantes de stress. Os significantes de stress desenvolvidos e manifestados na atividade profissional resultam da produção de sentido do sujeito, foram construídos ao longo do tempo, permeados pelo contexto e por elaborações imaginário-simbólicas. Nesta tese, para dar conta do fenômeno estudado, mostrou-se a possibilidade de aproximação teórica entre a psicanálise lacaniana, no que se refere à dimensão imaginário-simbólica constitutiva do sujeito, com a teoria de stress psicológico de Lazarus para viabilizar aqui neste trabalho, a compreensão da origem do stress psicológico. Analisou-se a produção de sentido de stress em profissionais que exercem atividade gerencial, destacando os conteúdos ideativos das dimensões imaginário- simbólica...

A Guerra de Tróia no imaginário ateniense: sua representação nos vasos áticos dos séculos VI-V a.C.; The Trojan War in the Athenian imaginary: its representation in Attic vases in the 6th and 5th centuries B.C.

Grillo, Jose Geraldo Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
O autor pergunta, a partir da iconografia da Guerra de Tróia, pelo lugar da guerra no imaginário ateniense durante os séculos VI-V a.C.. O corpus da pesquisa é constituído por 248 vasos áticos referentes a nove cenas: 1) Armamento de Aquiles; 2) Partida de Aquiles; os duelos entre 3) Páris e Menelau, 4) Enéias e Diomedes, 5) Ájax e Heitor, 6) Aquiles e Heitor, 7) Aquiles e Mêmnon; os retornos de guerreiros mortos em batalha: 8) Sono e Morte carregando o corpo de Sarpédon e 9) Ájax carregando o corpo de Aquiles. Os recortes espacial, Atenas, e cronológico, séculos VI-V a.C., foram feitos devido à escolha deliberada dos vasos áticos e ao surgimento e desaparecimento do tema nesse período. Partindo dos pressupostos de que há uma relação entre imagens e sociedade e de que as imagens são construções do imaginário social, que permitem uma aproximação às representações coletivas, o autor propõe ser a Guerra de Tróia um elemento constitutivo do imaginário ateniense nos séculos VI-V a.C. e remeter sua iconografia às representações dos atenienses sobre a atividade guerreira em seu próprio tempo. As imagens pintadas da Guerra de Tróia, antes de serem ilustrações de um evento do passado, são manifestações da imagem que a cidade de Atenas faz de si mesma em relação à guerra. Presente na memória coletiva dos atenienses...

Processos de criação: teatro e imaginário; Creation process: theatre and imaginary

Cavinato, Andréa Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
A presente tese de doutorado relata processos de criação em Teatro e Imaginário, proposta de formação de professores em diálogo com autores e encenadores através de uma hermenêutica simbólica. A parte vivencial da pesquisa, o curso Teatro da Imaginação, gerou material de referência para os processos aqui descritos e analisados. A proposta tem antecedentes no trabalho desenvolvido junto ao grupo de teatro Ventoforte e foi articulada a partir de alguns elementos dos processos de teatro de pesquisa inspirados no Teatro Antropológico desenvolvido por Eugenio Barba como o conceito de energia e o pensamento em ação. A partir dos schèmes conceituados por G. Durand, a proposta desenvolve estímulos em uma mitopoiética, em uma educação da sensibilidade em que as criações foram estimuladas em improvisações com temas: os quatro elementos bachelardianos e a alquimia, no desenvolvimento da linguagem dos anjos ou da alma, para isso travou breve diálogo com os autores da pedagogia imaginal Paolo Mottana, que retoma a obra de Corbin, Hillman e Jung. Uma pedagogia do imaginário em Teatro foi elaborada gerando cenas, desenhos, poemas, improvisações que se configuraram em proposta a partir de uma perspectiva de uma pedagogia da aventura inspirada pelo pedagogo italiano Ricardo Massa que se coaduna com a ideia de jornada interpretativa. Desenvolve...

As tessituras entre O Apanhador no Campo de Centeio e as intima????es do imagin??rio para a (auto)forma????o humana; The Composition between The Catcher in the rye and imaginary for (self) human formation

COLPO, Eliana Rita Mariotto
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
The present piece of work was developed within the Research Group on Imaginary, Education and Memory (GEPIEM), a Master s degree Graduation Program in Education, in the field of Writing Culture: languages and learning. It has the analysis of the literary work "The Catcher in the Rye" by J. D. Sallinger as its methodological direction, with the aim of seeking convergence from this "novel of formation" (Bildungsroman) for reflections in education .In particular, to look for its contributions, in the sense of the composition between studies and the imaginary (self) human formation. The analyzed work is considered as a powerful symbolic and ideological device for being able to transit between a teenager and his conflicts, sufferings and individual drives in affective, social, and cultural contexts and the wider reach of the society of the time - mid-XX century. The narrative of the main character and his relationships with family, school peers and friends has a timeless dimension, ie, that can belong to any time, and this, therefore, makes the work so contemporary. From the reading of the work we extract some symbolic cores grouped into four "mythemes" able to show the wealth and power of the "novel of formation" for (self) human training. The first mytheme: a human can (self) be formed between conflict and madness in search of the treasure inside. The second mytheme: a (self) formation can take place on a trip between escape and confrontation. The third mytheme: a (self) human formation occurs by initiation and transmigration. In the last and fourth mytheme: the fall into the abyss as act of living and (self) forming. Such mythemes were analyzed in the light of studies of imaginary...

Escrituras do Corpo Biogr??fico e suas contribui????es para a Educa????o: um estudo a partir do Imagin??rio e da Mem??ria; Writings of the Biographical Body and their Contributions to Education: a study based on Imaginary and Memory

ZANELLA, Andrisa Kemel
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
This thesis, which belongs to the line of research named Written Culture, Languages and Learning, aimed at describing a study of memories that were inscribed in Pedagogy students‟ bodies during their education process. The focus was the interpretation of gestures as a translation of the imaginary in the writings of the Biographical Body. The research was supported by studies of the Imaginary, whose main theoreticians are Gilbert Durand and Gaston Bachelard, and of the Biographical Body, based on Danis Bois and Marie-Christine Josso. The thesis that has emerged from it says that the memory of the body is part of everybody‟s developmental process. i. e., every meaningful experience is recorded and can be written down. Based on studies of the Imaginary, such experiences comprise a subject‟s imaginary reservoir which was, in this case, visualized by the students‟ gestures. The following question was the starting point of the research: could the visualization of the memory inscribed in the body help to think about somebody‟s (self)development project? In order to answer this question, four Pedagogy students participated in six meetings whose focus was the exercise of body biographyzation through theatrical improvisation. These meetings were video-recorded and reported in the Diary of Experience (a notebook in which the repercussion of the body work was recorded). Therefore...

O imaginário de Fernando Pessoa: da educação cindida à educação sentida; The imaginary of Fernando Pessoa: from the divided education to the sensible education

Almeida, Rogério de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/11/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
A tese O Imaginário de Fernando Pessoa: da educação cindida à educação sentida investiga o universo simbólico da obra de Fernando Pessoa, analisando seus três principais heterônimos Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis , além dos poemas assinados por ele mesmo. Após proceder à mitocrítica da referida obra, discutiu-se sobre sua relação com a educação e seus desdobramentos éticos, à luz de uma abertura pós-moderna. A base referencial fundamentou-se na Antropologia do Imaginário, de Gilbert Durand, contando com significativas contribuições de Edgar Morin, Michel Maffesoli, Gaston Bachelard, Georges Gusdorf, Mircea Eliade e Joseph Campbell, entre outros, e buscou um reposicionamento epistemológico, com a noção de trajeto antropológico, coincidentia oppositorum e razão sensível, ancoradas na pluralidade de sentidos organizada pelo mito. O objetivo é compreender a mitopoiesis pessoana, seu descentramento em heterônimos e os substratos míticos de sua obra, mostrando como sua criação poética relaciona-se com uma educação do imaginário, que opera a reunião dos saberes cindidos pela modernidade.; The thesis The imaginary of Fernando Pessoa: from the divided education to the sensible education investigates the symbolic universe of the works of Fernando Pessoa...

Iniciação e imaginário educacional nas aventuras de Pinóquio; Initiation and imaginary in educational adventures of Pinocchio

Araújo, Alberto Filipe; Araújo, Joaquim Machado de
Fonte: Universidade Federal do Maranhão. Centro de Ciências Sociais. Programa de Pós-Graduação em Educação Publicador: Universidade Federal do Maranhão. Centro de Ciências Sociais. Programa de Pós-Graduação em Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este artigo faz parte de uma investigação realizada no âmbito do Projecto Educação e Imaginário inscrito no Centro de Investigação em Educação (CIEd) do Instituto de Educação da Universidade do Minho (Braga), retoma algumas das contribuições trabalhadas em comunicações anteriores apresentadas em eventos científicos. Inscreve-se no paradigma metodológico da hermenêutica reflexiva e debruça-se sobre o tema do ritual iniciático, um tema recorrente em muitos dos contos e lendas. Retoma a perspectiva de Mircea Eliade e ilustra o tema da iniciação n’As Aventuras de Pinóquio, obra que tem sido objeto de múltiplas interpretações e, obviamente, de interpretações complementares que só enriquecem o sentido instaurador do respectivo conto. Procede ainda à hermenêutica da passagem significativa do tubarão e evidencia como neste conto o ritual iniciático se concretiza e interpela o imaginário educacional. Por último, desenvolve o significado da iniciação no quadro do imaginário educacional, caracterizando-o como renovação espiritual, como eufemização e superação da morte e como reencontro do homem consigo mesmo.; This article is part of a research carried out under the Education and Imaginary Project enrolled in the Centre for Research in Education (CIEd) from the Institute of Education at University of Minho (Braga) takes up some of the contributions worked in earlier papers presented at scientific meetings. Is based on the hermeneutic methodological paradigm. It focuses on the theme of the initial ritual...

A imagem e a memoria nos processos de criação : o rural e a cultura caipira no imaginario da luta pela terra; The image and memory on the creation process : the rural and countryside culture in the imaginary of the land fight

Kellen Maria Junqueira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Neste trabalho de pesquisa tratei o imaginário rural, e em especial o imaginário da cultura caipira e as suas influências no desejo de permanecer e de retornar à terra. Abordei em imagens as características e as diferentes formas de expressão dos sujeitos influenciados por estes imaginários: seus gestos, hábitos, músicas, rituais e crenças, assim como o seu silêncio, o que guarda a sua força. Pretendi com esta pesquisa abordar o que seja esta relação com a terra, enquanto espaço de vida, de trabalho e de resistência, influenciados pelos mitos da terra e pelo mito do herói. Pesquisa desenvolvida a partir de uma experiência pessoal/ subjetiva, a da autora deste projeto. Imagens que repercutem e determinam o vínculo de muitos dos que se unem aos movimentos de luta pela terra. Imagens que ressoam e se concretizam nas instituições que organizam este movimento. Imagens compostas em sons e imagens nas pautas dos roteiros dos vídeos Trilogia, Trajetórias e O Afeto da terra e ainda no vídeo Conversas de Bois; In this research the rural imaginary will be discussed, in special the imaginary of the countryside culture and its influences on the desire to stay and return to the land. It will be accosted in images the characteristics and the citizens' different ways of expression influenced for this imaginary: their gestures...

O imaginario da sexualidade nas vozes de professoras; Imaginary sexuality from teacher's voices

Andrea Cristina Martelli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.75%
Esta pesquisa problematiza o imaginário da sexualidade de professoras das séries iniciais do Ensino Fundamental da rede pública do município de Cascavel (PR). Busca a compreensão dos diálogos/conflitos estabelecidos com as instituições sociais na construção desse imaginário. Em suas vivências, as professoras abrem novos caminhos ou apenas vivem de acordo com os princípios institucionais apreendidos no decorrer de suas vidas? Para o desenvolvimento deste estudo, optou-se pela metodologia da História Oral, associando os gêneros da História Oral de Vida e da História Oral Temática. As professoras narraram suas vidas, suas experiências, suas memórias, suas histórias, que, nas entrevistas, foram balizadas por um assunto específico e previamente estabelecido: a construção e a vivência de sua sexualidade. Após transcriação das narrativas e análise, concluiu-se que a religião e a família são marcas expressivas no imaginário da sexualidade dessas mulheres. No entanto, elas constroem, no decorrer de suas vidas, minúsculas criações, pequenos desvios, fugas imperceptíveis e formas astutas de driblar os princípios institucionais. A circularidade entre o "dever-ser" e o "quererviver" evidencia que, apesar das imposições sociais da igreja e da família...

Imaginary of the group and group formations centered on the knowledge; Imaginario grupal y formaciones grupales en torno al saber

Souto, Marta; Universidade de Buenos Aires (UBA)
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2009 POR
Relevância na Pesquisa
36.85%
The imaginary of the group will be the core concept of this article. In order to capture its senses, we will comment on the meanings given to the word in the dictionaries and the specialized literature, particularly in the psychoanalytical literature. In the pedagogical or teaching field, the Imaginary will be thought as a deployment of scenes of the group, of “other scenes” that, beyond the evident and visible aspects of a group encounter, fold and unfold in the life and evolution of a group. Thinking the group as a set of scenes allows going beyond the representative and symbolic sense of the image to venture into the sense of imagination and, from there, into the sphere of the imaginary as something that creates and reveals the senses. The imaginary of the group will be conceived as something that, from its group nature, can be staged, whether as script or as an expression of conscious or unconscious meanings related to fantasy, into something that beats, and folds and unfolds in the movement of the occurrences of the group, revealing itself in various ways. These scenes are what exposes the conscious or unconscious senses, on the one hand, and what creates new sense, on the other. In this article, we will establish the place of the imaginary in some group formations that have been conceptualized in the pedagogical field...

Consumption dreams : how night dreams reveal the colonization of subjectivity by the imaginary of consumerism

Xavier, Marlon
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
36.75%
In this article I offer an overview of my doctoral dissertation, which studied the social imaginary of consumerism, and the psychological subjectivity it produces, through the dream - as both a leitmotif or thematic lens, and the empirical object of research. For such I employed an interdisciplinary exploratory outlook, whose theoretical framework first discusses the symbolic imaginaries (G. Durand) and their relations with the unconscious psyche, dream, imagination, and subjectivity (C. G. Jung), and then explores their relationships with consumption (Baudrillard, Bauman) and its semiotic imaginaries and ideology, focusing on the concepts of consumption dreams and dream-worlds of consumption. The main research aim was to explore how night dreams represent the colonization of subjectivity by the imaginary of consumerism. The method consisted in a multiple-case study in which each night dream was taken as a case and interpreted through Jungian hermeneutics. Findings stress that night dreams can offer a deep sociocultural critique; in them the imaginary of consumption appeared as a totalizing mass ideology engendering colonization of both symbolic imaginaries and the subject and her unconscious psyche. Conclusions emphasize such colonization as an anthropological mutation - the progressive commodification and dehumanization of the subject.; En este articulo describo a grandes rasgos mi tesis doctoral...

The imaginary in discourse: moving senses about public library; O imaginário em (dis)curso: movências de sentidos sobre Biblioteca Pública

Camillo, Everton da Silva
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
This paper is part of a desire of exposing aspects that are concerned to the public libray role in a dynamic society that demands constant information in order to establish contrasts of the institucionalized imaginary from this public institution which is projected socially by the real and potencial users who are passable of its services and available resources, constrasting with the literature from its knwoledge areas to be brought into the development of this work – library and imaginary formations –, as well as a sampling of conceptual imaginary formations of students majoring in Information Science and Librarianship about this already mentioned institution that consolidate in the conclusion of this research.; O presente trabalho parte do desejo de colocar à mostra aspectos que cabem ao papel da biblioteca pública em uma sociedade dinâmica e requerente de constante informação, colocando em contraste o imaginário institucional da mesma projetado socialmente pelos usuários real e potencial tidos como passíveis dos seus serviços e recursos disponíveis na biblioteca, em contraste com a literatura das áreas a serem trabalhadas – biblioteca e formações imaginárias –, assim como uma amostra do imaginário em torno dos conceitos criados por estudantes de Ciências da Informação e da Documentação e Biblioteconomia sobre a instituição já referida...

Qual é o lugar do aluno com deficiência? O imaginário coletivo de professores sobre a inclusão escolar; ¿Cual es el lugar del estudiante con deficiencia? El imaginario colectivo de los profesores sobre inclusión escolar; Which is the place of the student with deficiency? The collective imaginary of teachers regarding school inclusion

Ávila, Camila Ferreira de; Tachibana, Miriam; Vaisberg, Tânia Maria José Aiello
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este trabalho objetivou a investigação psicanalítica do imaginário coletivo de professores de ensino superior sobre inclusão escolar. Foi realizada uma entrevista grupal para abordagem da pessoalidade coletiva, com 12 docentes dos cursos de Letras e de Pedagogia. Para tal, utilizou-se o Procedimento Desenhos-Estórias com Tema como recurso mediador-dialógico, cabendo a cada professor produzir, individualmente, desenhos e histórias sobre o tema "aluno de inclusão". A partir deste material, analisado à luz do método psicanalítico, foram captados quatro campos psicológicos não conscientes: "o menino de sua mãe", "(in)capacidades", "onde está Wally?" e "a dor e a delícia". Em seu conjunto, tais campos revelaram a angústia despertada pelo processo de inclusão escolar nos professores que, em seu imaginário, concebem que o aluno com deficiência deve ser cuidado por sua mãe. Desse modo, compreende-se que o processo de inclusão demanda, além de informações técnicas, um espaço de cuidado emocional a estes profissionais.; Este trabajo intentó la investigación psicoanalítica del imaginario colectivo de profesores de universidad sobre la inclusión escolar. Realizamos una entrevista grupal para abordaje de la personalidad colectiva...

Os deslocamentos entre o imaginário do trabalho e do lazer na poesia de Chico Buarque de Hollanda. O lado contrário da vida, o lado contrário da dor; Los desplazamientos entre el imaginario del trabajo y de la diversión en la poesía de Chico Buarque de Hollanda. El lado contrario de la vida, el lado contrario del dolor; The displacements between the imaginary of work and leisure in Chico Buarque of Hollanda’s poetry. The contrary side of life, the contrary side of pain

Oliveira, Eloiza da Silva Gomes de; Carino, Jonaedson
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Este artigo busca fazer um “recorte” do imaginário trabalho-lazer na nossa cultura. No mundo do trabalho, locus de profundas transformações nas últimas décadas, trabalho e lazer confluem e se opõem, mostrando ricos aspectos de deslocamento, no sentido psicanalítico do termo. Aplicamos a metodologia de análise discursiva categorial por redundância temática à música “Bom Tempo”, de Chico Buarque de Hollanda, detalhando suas relações com a dimensão simbólico- imaginária. Observamos que nesta poesia, como no restante da obra do autor, as categorias tempo, lugar e repetitividade são encontradas. O referencial teórico que dá suporte à pesquisa inclui, entre outros, Maffesoli, Durand, Castoriadis, Barbier, Vernant, Freud e Lacan. Ficaram evidentes a riqueza contida no imaginário mito-poético da música popular e a importância da abordagem do lazer sob esse ponto de vista e as interpretações da dinâmica tensional contidas no par “ócio/neg-ócio” (lazer) e a manipulação física do trabalhador, de seu tempo, de seu corpo. O poeta, ao enaltecer o lazer, ao acusar a busca do “Bom Tempo”, permitenos olhar por seus olhos a construção e a manipulação da dimensão simbólico-imaginária. Guardemos...

Imaginário e deslocamentos nas representações de brincadeiras; Imaginario y desplazamientos en las representaciones de juegos; Imaginary and displacements in the playing representations

Fernandes, Renata Sieiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este artigo visa apresentar resultados de uma pesquisa de Mestrado que relacionam os conceitos de infância, cultura, imaginário e lúdico em atividades de brincar em um espaço de educação não-formal, a partir de representações do cotidiano por parte de crianças, jovens, educadores e pesquisadora. O método de análise baseou-se nas interpretações de desenhos e fotografias construídas e depoimentos dados no momento da pesquisa a partir de temas propostos para representação gráfica. Os referenciais teóricos utilizados basearam-se em autores da área da Sociologia da Educação e da Psicologia Sócio-interacionista, que tratam do tema do imaginário em representações gráficas ou em situações de brincadeiras infantis. As conclusões principais são que os imaginários de adultos, jovens e crianças têm suas particularidades, mas não são estanques, sofrendo influências entre si a partir das relações estabelecidas no cotidiano, afetando-se e podendo produzir mudanças e deslocamentos nos modos de imaginar e trabalhar com seus repertórios imagéticos.; Este artículo procura presentar resultados de una pesquisa de maestría que relacionan los conceptos de infancia, cultura, imaginario y lúdico en actividades de juegos en espacio de educación no-formal...

Cultura festiva. Lo imaginario disloca lo cotidiano; Cultura festiva. Lo imaginario disloca lo cotidiano; Festive culture. The imaginary thing dislocates the daily thing

Pasín, Enrique Carretero
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2006 SPA
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este artículo aborda, desde una perspectiva antropológico- sociológica, la comprensión de la lógica profunda que preside ciertas manifestaciones rituales de la cultura contemporánea en donde se exterioriza un espíritu festivo. Primero, analiza cómo en Occidente se ha producido la implantación de un modelo excluyente y totalitario de racionalidad que ha proscrito el orden de lo imaginario. A continuación, examina la fiesta como el privilegiado espacio en donde se quebranta esta racionalidad y sale a relucir el imaginario bloqueado socialmente. Finalmente, muestra la ligazón fundamental existente entre el espíritu de la fiesta y la capacidad de lo imaginario para ir más allá de la realidad instituida.; This article approaches, from an anthropologicalsociological perspective, the understanding of the deep logic that presides over certain ritual manifestations of the contemporary culture in which a festive spirit expresses itself. First, it analyzes how in the West the implantation of an excluding and totalitarian model of rationality takes place that prohibits the order of the imaginary thing. Later, it examines the holiday as the privileged space where this rationality is broken and goes out to re-illuminate the imaginary one blocked socially. Finally...

Espelhos no autismo: alicerces para a criação de um estofo imaginário; Mirrors in autism: pillars of the construction of an imaginary padding; Espejos en el autismo: pilares de la constitución de un relleno imaginário

Bialer, Marina
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.75%
O presente texto aborda o papel dos espelhos como alicerces para a criação de um estofo imaginário no autismo. Por meio da literatura de Tito Mukhopadhyay, demonstra-se a função psíquica do espelho como alicerce para uma alienação imaginária a um outro não humano, evidenciando a viabilidade da invenção de um estofo imaginário no autismo que pode ser o apoio para a construção do ego e da imagem de si próprio.; This paper discusses the role of mirrors as foundations for the creation of an imaginary padding in autism. Through the literature written by Tito Mukhopadhyay, we show the psychic function of the mirror as a foundation of a transfer to another imaginary non-human, demonstrating the feasibility of the invention of an imaginary padding in autism that can be the support to build the ego and the self-image.; En este trabajo se aborda el papel de los espejos como bases para la creación de un relleno imaginario en el autismo. A través la literatura de Tito Mukhopadhyay se discute la función psíquica del espejo cómo base para una transferencia a otro imaginario no humano, mostrando la viabilidad de la invención de un relleno imaginario en autismo que puede ser el apoyo para construir el ego y la imagen de sí mismo.

Interdições Imaginárias; Imaginary prohibitions

Limberto, Andrea
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.8%
Pretendemos nos acercar da noção de imaginário como a esfera por excelência em que pode haver liberação do gozo, sendo o primeiro conceito-chave assumido. Defendemos que tal liberação refere-se a um circuito sobre o qual incide uma interdição, este sendo o segundo conceito central. A interdição possibilita ao mesmo tempo o momento da liberação e, em seguida, aquele de deslocamento. Este tema, acreditamos, é fundante da dinâmica comunicacional uma vez que ela é dada através do encontro possibilitado no imaginário e pelas dissonâncias geradas nesse campo também, que produzem conteúdos a comunicar, a interditar e deslocar. Exemplificamos com duas obras teatrais constantes do Arquivo Miroel Silveira que passaram por censura durante a década de 60, ambas de autoria de Molière, O doente imaginário (Le malade imaginaire) e Sganarelo ou o traído imaginário (Sganarelle ou le Cocu imaginaire). ; We intend to approach the notion of imaginary as being the proper realm for an irruption of jouissance (enjoyment), that being our first key theoretical concept. We state that such an outburst is related to a psychoanalytic circuit that an act of interdiction sets into action, that being our second central concept. So, we understand that an interdiction perpetrates at once a movement of release and a shift in direction. Our subject is hypothetically founding of the communicational dynamics since it is born from the interchange happening on the imaginary realm and nurtures from its leftover dissent thus producing content destined to communication...

About the internet imaginary and its evolution

Malbreil, Xavier; Université de Toulouse II
Fonte: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL) Publicador: Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.88%
In this article, «About the Internet Imaginary and its evolution», which short version was first published in December 2006 on the Contemporaneous Art International Center (CIAC) Electronic Magazine of Montréal, http://www.ciac.ca/magazine/sommaire.htm, I put the focus on the Internet Imaginary evolution, in a historical and philosophical way. Since more than 150 years, writers, poets, philosophers have imagined that some day, the networks will allow man to be near to anyone, near to the artworks, near to the books etc... So, after having clarify in what meaning I use the term «imaginary», I try to look at some art works, some social behaviours, that shows us something as an Internet Imaginary, and the evolution of this imaginary. First, I notice how the networks have been the scene of contact and travel, since Marcel Proust «Telephone Ladies» to the novel Neromancer. Secondly, I search how men have conquered Internet to make him a place to stay, and to accumulate immateriel goods – which will correspond to the web 2.0. And last, I show , how Internet has act as a substitute scene of religion, and how the evil has taken its place on it. My article has the aim to analyse the distorsions between the real social network that Internet is and how the imaginary as depict it – so that we can see it how it is realy.