Página 1 dos resultados de 455 itens digitais encontrados em 0.058 segundos

Identificação de genes de resistência à brusone (Magnaporthe grisea) em cultivares de arroz (Oryza sativa) utilizando marcadores moleculares

Disconzi, Mariluci Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.13%
A brusone, causada por Magnaporthe grisea, é a doença mais importante do arroz. Uma vez que, o uso de cultivares resistentes é o método mais efetivo para o controle da doença, a pesquisa visa a identificação de novos genes que confiram resistência mais durável. O objetivo deste trabalho foi a identificação de cultivares que contenham os genes de resistência Pi-1, Pi-2 e Pi-11 utilizando marcadores moleculares. RG64, um marcador RFLP baseado em PCR, foi utilizado para verificar a presença do gene Pi-2 em 250 cultivares de arroz. Trinta e três cultivares apresentaram o mesmo perfil eletroforético da linha-quaseisogênica (NIL) C101A51, que contém o gene Pi-2. Verificou-se que 28 cultivares foram resistentes aos isolados inoculados, indicando que RG64 possui alta eficiência para a seleção de cultivares que contêm o gene Pi-2. Três marcadores microssatélites (RM) foram utilizados para verificar a presença do gene Pi-1 em 104 cultivares de arroz. Trinta cultivares, analisadas com RM254, apresentaram o mesmo perfil da NIL C104LAC, que contém o gene Pi-1. Verificou-se que 19 cultivares foram resistentes aos isolados inoculados. Três marcadores microssatélites foram utilizados para verificar a presença do gene Pi-11 em 104 cultivares de arroz. Oito cultivares...

Desenvolvimento e produtividade de cultivares de arroz de terras altas em função do manejo do solo

Nascente, Adriano Stephan; Kluthcouski, João; Rabelo, Raimundo Ricardo; Oliveira, Priscila de; Cobucci, Tarcísio; Crusciol, Carlos Alexandre Costa
Fonte: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG Publicador: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 186-192
POR
Relevância na Pesquisa
85.92%
A identificação de cultivares, para cada tipo de manejo do solo, pode favorecer o aumento da produtividade da cultura do arroz de terras altas. Neste contexto, objetivou-se, com este trabalho, estudar o desempenho de genótipos de arroz de terras altas, em dois sistemas de manejo do solo: preparo convencional (PC) e sistema plantio direto (SPD). O estudo foi desenvolvido no município de Ipameri, GO, em 2008/2009. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, no esquema fatorial 2x8, com dezesseis tratamentos e quatro repetições. O primeiro fator foi o sistema de manejo do solo (PC e SPD) e o segundo cultivares (BRS Curinga, BRS Primavera, BRS Monarca, BRS Pepita, BRS Sertaneja, Carajás, Caiapó e Bonança). As plantas apresentaram-se mais altas no PC do que no SPD. Quanto ao número de perfilhos por planta, verificou-se, também, variabilidade nas cultivares, quanto ao tipo de manejo de solo. Constatou-se que o preparo convencional propiciou maiores produtividades (média de 4.349 kg ha-1 que o sistema plantio direto (média de 3.521 kg ha-1, sendo o número de panículas por mI;e número de grãos por panícula os componentes de produção que mais contribuíram para esta diferença. Todas as cultivares apresentaram diferenças estatísticas entre os dois sistemas de manejo do solo...

Estabilidade de produção de cultivares de feijão de diferentes grupos comerciais no Estado do Rio Grande do Sul

Ribeiro,Nerinéia Dalfollo; Souza,Juarez Fernandes de; Antunes,Irajá Ferreira; Poersch,Nerison Luis
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.92%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptação e a estabilidade de produção de cultivares de feijão para o cultivo no Estado do Rio Grande do Sul. Assim, 16 cultivares de diferentes grupos comerciais foram avaliadas em 20 ambientes, no Estado, durante os anos agrícolas de 2004/2005 a 2006/2007. As estimativas de adaptabilidade e de estabilidade foram obtidas pelos métodos de Eberhart e Russel e de Lin e Binns, modificado por Carneiro. Interação cultivares com ambientes significativa foi observada para a produtividade de grãos, indicando resposta diferenciada das cultivares aos locais e anos avaliados. Os resultados evidenciaram que as metodologias foram concordantes na identificação de cultivares estáveis para produtividade de grãos (Guapo Brilhante) e com adaptação a ambientes favoráveis (BRS Expedito e TPS Bonito). A cultivar Guapo Brilhante é de alta produtividade média de grãos, com adaptação e estabilidade de produção para o cultivo no Estado do Rio Grande do Sul.

Padrões eletroforéticos de hordeínas e isoenzimas para identificação de cultivares de cevada

Binneck,Eliseu; Nedel,Jorge Luiz; Dellagostin,Odir A; Barros,A.C.S.A; Peske,Silmar Teichert
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
106.14%
O objetivo deste trabalho foi determinar os padrões de eletroforese em gel de poliacrilamida das hordeínas e isoenzimas de cinco cultivares brasileiras de cevada (Hordeum vulgare L.): Embrapa 43, Embrapa 127, Embrapa 128, Embrapa 129 e BR 2, visando a identificação das cultivares. A uniformidade (homogeneidade) desses padrões também foi determinada por meio da análise individual de 90 amostras de sementes de cada cultivar. A maioria das cultivares foi prontamente discriminada pelos eletroforegramas de hordeínas. Três cultivares apresentaram padrões únicos de hordeínas, enquanto as outras duas (Embrapa 128 e BR 2) apresentaram padrões diferentes de esterases (EC 3.1.1.1). As medidas de similaridade calculadas a partir dos dados de hordeínas e esterases conjugados, utilizando o coeficiente de Jaccard, possibilitaram discriminar todas as cultivares e biótipos encontrados. A cultivar Embrapa 43 apresentou dois biótipos bem definidos de hordeínas e esterases. A variação do perfil de hordeínas nessa cultivar foi diretamente relacionada com a variação nos zimogramas de esterase. Essa relação não foi observada em todas as cultivares que apresentaram biótipos. Pode-se constatar que a análise de dados de eletroforese de hordeínas e esterases em conjunto é um método útil para a identificação de cultivares de cevada.

Análise numérica dos eletroforegramas de gliadinas de cultivares de triticale

Binneck,Eliseu; Nedel,Jorge Luiz; Dellagostin,Odir A; Peske,Silmar T; Barros,A.C.S.A
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 PT
Relevância na Pesquisa
96.05%
Buscando automatizar o processo de identificação de cultivares pelo método de eletroforese de proteínas, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a viabilidade da utilização de valores de intensidade das bandas como dados adicionais de polimorfismos na discriminação de cultivares e comparar o comportamento de vários coeficientes de similaridade na análise dos eletroforegramas de gliadinas. Os eletroforegramas de gliadinas de quatro cultivares de triticale estreitamente relacionadas foram comparados pela análise computacional utilizando seis coeficientes de similaridade binários (presença/ausência) (Jaccard, Sorensen-Dice, Nei & Li, Simple Matching, Yule e Baroni-Urbani) e cinco quantitativos (Pearson product moment correlation, Spearman, Percent Similarity, Modified Morisita e Gower). As análises quantitativas dos eletroforegramas levaram em conta a intensidade das bandas, disposta em diferentes números de classes, possibilitando avaliar o efeito da variabilidade desse parâmetro. Foram utilizadas cerca de 60 amostras individuais de sementes de cada cultivar. Apesar do baixo polimorfismo intervarietal, os coeficientes médios de similaridade dentro das cultivares sempre foram maiores do que entre cultivares...

Caracterização de cultivares de soja por descritores morfológicos e marcadores bioquímicos de proteínas e isoenzimas

Vieira,Elisa Serra Negra; Pinho,Édila Vilela de Resende Von; Carvalho,Maria das Graças Guimarães; Silva,Priscila Alves da
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.97%
A utilização de descritores morfológicos e marcadores bioquímicos de proteínas e enzimas têm sido recomendados para fins de caracterização de cultivares de soja. O objetivo do presente trabalho foi empregar tais descritores e marcadores na identificação de dez cultivares de soja. Os marcadores morfológicos avaliados nos estádios de plântula, planta e semente foram os recomendados pela Lei de Proteção de Cultivares e UPOV, mostrando-se eficientes na separação das dez cultivares. Marcadores específicos para sete das dez cultivares foram obtidos. A utilização de proteínas de armazenamento possibilitou a separação das cultivares em três grupos: 1) Conquista, BR/IAC 21 e Garantia; 2) Liderança, Confiança e Monarca; 3) Splendor, UFV 16, FT 2000 e Vencedora. Os sistemas enzimáticos superóxido dismutase, diaforase, fosfoglucomutase, esterase, álcool desidrogenase, isocitrado desidrogenase e peroxidase separaram as cultivares em seis grupos: 1) Conquista e Confiança; 2) Splendor e FT 2000; 3) UFV 16 e Garantia; 4) BRIAC 21; 5) Liderança e Monarca; 6) Vencedora. O emprego de marcadores bioquímicos de proteínas e caracterização de cultivares de soja.

CARACTERIZAÇÃO DE VAGENS E SEMENTES EM GENÓTIPOS DE FEIJÃO

Menezes,Nilson Lemos de; Manara,Wilson; Pasinatto,Paulo Roberto
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1994 PT
Relevância na Pesquisa
95.92%
RESUMO Com o objetivo de facilitar a identificação de cultivares, realizou-se a caracterização das vagens e sementes de 24 genótipos incluídos no Ensaio Estadual (RS) de Produtividade de Feijão (Phaseolus vulgaris L.), o qual foi instalado na área experimental do Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Santa Maria, na safra 1992/93. Nas vagens foram avaliados o comprimento médio, cor e as formas do perfil, da extremidade e do dente apical, mais o número médio de sementes por vagem. Para as sementes determinou-se a cor e o brilho do tegumento, as cores das estrias, do hilo e halo, tamanho, forma e peso. As características analisadas variaram em função dos genótipos e das condições ambientais, assim as diferenças detectadas, dentro de cada grupo comercial, não eliminam a dificuldade de identificação visual das vagens e sementes.

Identificação de cultivares de trigo pelo teste de fenol

Menezes,Nilson Lemos de; Bellé,Rogério Antonio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1995 PT
Relevância na Pesquisa
85.98%
O teste de fenol é recomendado para a identificação de cultivares de trigo em laboratório e se baseia na reação de compostos presentes no pericarpo das sementes. Devido à reação constante para cada cultivar, o teste serve para caracterização rápida e fácil de materiais com reações diferentes. No presente trabalho, com o objetivo de facilitar a identificação varietal em trigo, determinou-se a reação ao fenol de 42 cultivares, que estiveram ou estão em recomendação no Brasil.

Identificação de cultivares de milho eficientes na absorção de nitrogênio e na associação com bactérias diazotróficas

Roesch,Luiz Fernando; Camargo,Flávio; Selbach,Pedro; Sá,Enilson Saccol de; Passaglia,Luciane
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 PT
Relevância na Pesquisa
85.9%
Cultivares adaptados a ambientes pobres em nitrogênio e capazes de se associar com bactérias diazotróficas podem representar uma alternativa para a produção do milho em sistemas agrícolas com baixa utilização de insumos. Visando identificar cultivares de milho eficientes na absorção de nitrogênio e na associação com bactérias diazotróficas foi conduzido um experimento em vasos avaliando-se 32 cultivares de milho em diferentes doses de N aplicado ao solo. A ocorrência de elevada população de bactérias diazotróficas e a baixa resposta à adubação nitrogenada juntamente com o maior acúmulo de N quando não foi aplicado nitrogênio no solo, indicaram que o cultivar Santa Helena 8447 pode ser promissor para futuros estudos de seleção de cultivares eficientes para cultivo em solos de baixa fertilidade.

Desenvolvimento e produtividade de cultivares de arroz de terras altas em função do manejo do solo

Nascente,Adriano Stephan; Kluthcouski,João; Rabelo,Raimundo Ricardo; Oliveira,Priscila de; Cobucci,Tarcísio; Crusciol,Carlos Alexandre Costa
Fonte: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG Publicador: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
85.92%
A identificação de cultivares, para cada tipo de manejo do solo, pode favorecer o aumento da produtividade da cultura do arroz de terras altas. Neste contexto, objetivou-se, com este trabalho, estudar o desempenho de genótipos de arroz de terras altas, em dois sistemas de manejo do solo: preparo convencional (PC) e sistema plantio direto (SPD). O estudo foi desenvolvido no município de Ipameri, GO, em 2008/2009. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, no esquema fatorial 2x8, com dezesseis tratamentos e quatro repetições. O primeiro fator foi o sistema de manejo do solo (PC e SPD) e o segundo cultivares (BRS Curinga, BRS Primavera, BRS Monarca, BRS Pepita, BRS Sertaneja, Carajás, Caiapó e Bonança). As plantas apresentaram-se mais altas no PC do que no SPD. Quanto ao número de perfilhos por planta, verificou-se, também, variabilidade nas cultivares, quanto ao tipo de manejo de solo. Constatou-se que o preparo convencional propiciou maiores produtividades (média de 4.349 kg ha-1 que o sistema plantio direto (média de 3.521 kg ha-1, sendo o número de panículas por mI;e número de grãos por panícula os componentes de produção que mais contribuíram para esta diferença. Todas as cultivares apresentaram diferenças estatísticas entre os dois sistemas de manejo do solo...

Desenvolvimento e produtividade de cultivares de arroz de terras altas em função do manejo do solo.

NASCENTE, A. S.; KLUTHCOUSKI, J.; RABELO, R. R.; OLIVEIRA, P. de; COBUCCI, T.; CRUSCIOL, C. A. C.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 41, n. 2, p. 186-192, abr./jun. 2011. Publicador: Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 41, n. 2, p. 186-192, abr./jun. 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.92%
A identificação de cultivares, para cada tipo de manejo do solo, pode favorecer o aumento da produtividade da cultura do arroz de terras altas. Neste contexto, objetivou-se, com este trabalho, estudar o desempenho de genótipos de arroz de terras altas, em dois sistemas de manejo do solo: preparo convencional (PC) e sistema plantio direto (SPD). O estudo foi desenvolvido no município de Ipameri, GO, em 2008/2009. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, no esquema fatorial 2x8, com dezesseis tratamentos e quatro repetições. O primeiro fator foi o sistema de manejo do solo (PC e SPD) e o segundo cultivares (BRS Curinga, BRS Primavera, BRS Monarca, BRS Pepita, BRS Sertaneja, Carajás, Caiapó e Bonança). As plantas apresentaram-se mais altas no PC do que no SPD. Quanto ao número de perfilhos por planta, verificou-se, também, variabilidade nas cultivares, quanto ao tipo de manejo de solo. Constatou-se que o preparo convencional propiciou maiores produtividades (média de 4.349 kg ha-1) que o sistema plantio direto (média de 3.521 kg ha-1), sendo o número de panículas por m2 e número de grãos por panícula os componentes de produção que mais contribuíram para esta diferença. Todas as cultivares apresentaram diferenças estatísticas entre os dois sistemas de manejo do solo...

Metodo da peroxidase para identificacao de cultivares de soja.

COSTA, N.P. da; PEREIRA, L.A.G.; FRANCA NETO, J. de B.
Fonte: Revista Brasileira de Sementes, Brasilia, v.1, n.1, p.89-93, 1979. Publicador: Revista Brasileira de Sementes, Brasilia, v.1, n.1, p.89-93, 1979.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.02%
Com a finalidade de apresentar uma tecnica alternativa de identificacao varietal, a acao da enzima peroxidase no tegumento da semente de soja foi determinada em 47 cultivares plantadas atualmente no Brasil. As cultivares foram separadas em dois grupos: com alta atividade, designada como reacao positiva, e baixa atividade, caracterizada como reacao negativa. Das 47 cultivares observadas, 33 apresentaram reacoes positivas, e 13, negativas. Uma delas apresentou reacoes tanto positivas quanto negativas, sendo isso devido, provavelmente, a mistura varietal.; 1979

Identificação de análogos de locus Ty-3 em acessos em Solanum peruvianum e eficiência contra Tomato severe rugose vírus e Tomato Yellow vein streak virus.

VIEIRA, B. G.; FARIAS, P. C.; NOGUEIRA, L.; PEREIRA-CARVALHO, R. C.; RIBEIRO, S. G.; BOITEUX, M. E. de N. F.; LACORTE, C.; RESENDE, R. O.; BOITEUX, L. S.
Fonte: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, p. 1410, 2011. 1 CD-ROM. Suplemento. Edição dos resumos do 44º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2011, Bento Gonçalves. Publicador: Tropical Plant Pathology, Brasília, DF, v. 36, p. 1410, 2011. 1 CD-ROM. Suplemento. Edição dos resumos do 44º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 2011, Bento Gonçalves.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.65%
As begomovirosesdestacam-se como as principais responsáveis por perdas na produção de tomateiro (Solanum lycopersicum L.) em todo o mundo e as espécies de Begomovirus descritas no Brasil apresentam genoma bipartido, sendo transmitidas por Bemisia tabaci. A melhor opção de controle das begomovirosees tem sido o suso de cultivares resistentes.; 2011; Resumo 1533.

Estabelecimento de padrão genético molecular para sete cultivares de pimenteira-do-reino Piper nigrum L. (Piperaceae) utilizando microssatélite.

MENEZES, I. C. de; LEMOS, O. F. de; FERREIRA, R. L. da C.; POLTRONIERI, M. C.; CIDADE, F. W.; RODRIGUES, S. M.; SAMPAIO, I. da C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.06%
O Brasil, juntamente com países Asiáticos, compõe o grupo dos maiores exportadores de pimenta-do-reino, Piper nigrum L., especiaria mais consumida mundialmente. No Pará, estado com maior produção do país, cultiva-se em torno de quatro cultivares nas áreas de produção. Atualmente a identificação das cultivares plantadas é feita utilizando caracteres morfo-agronômicos. Contudo, há dificuldade de identificação das cultivares utilizadas comercialmente pelos produtores que recebem nomes diversos em áreas de produção. O objetivo desse trabalho foi estabelecer o padrão genético de cultivares de Piper nigrum L. utilizando marcadores moleculares microssatélites. A metodologia utilizada foi extração de DNA de plantas de sete cultivares conservadas no banco de germoplasma da Embrapa Amazônia Oriental, amplificação de fragmentos utilizando nove loci microssatelites polimorficos e a genotipagem em gel desnaturante de poliacrilamida corado com prata, Os resultados mostraram diferenças entre as cultivares analisadas com nítidos agrupamentos distintos, sendo o método eficiente para estabelecer padrão genético molecular das cultivares de pimenteira-do-reino.; 2012

Interação de genótipos com ambientes em ensaios de feijoeiro-comum do grupo preto:implicações na recomendação de cultivares; Genotypes x envionments interaction in common black bean trials:implications on cultivar recommendation

TORGA, Paula Pereira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.93%
Genotypes x environments interaction (GxE) have many implications in a plant breeding program. Its importance becomes most obvious and pronounced in the final evaluation phase of lines for recommendation of new cultivars. At this stage, final tests on networking called value of cultivation and use (VCU) trials are carried out, in different locations, seasons and years, which allows a detailed study of GxE. The interaction can be controlled with a detailed study, and it does not negatively affect in the recommendation, providing a most secure selection and recommendation. There are some ways to mitigate the effect of GxE interaction, among them can be cited: i) the identification of cultivars with greater adaptability and phenotypic stability; ii) environmental stratification; and iii) the decomposition of the interaction to verify which factors (locations, season or years) is more expressive. The aim of this work was to study the GxE interaction in details, using VCU trials of common black bean, analyzing adaptability and phenotypic stability, environmental stratification and decomposition of GxE interaction. It makes possible to have most secure decision in the conduction of tests as the selection and recommendation of cultivars with the purpose to guide the common bean breeding program at Embrapa Rice and Beans. Data for grain yield (kg.ha-1) from the VCU trials of black beans...

Crowdsourcing information system for camellia cultivar identification; Sistema colaborativo para a identificação de cultivares de camélia

Ventura, André Fidalgo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
ENG
Relevância na Pesquisa
86.16%
Camellia cultivar identification is difficult due to the lack of complete, systematic information about the more than 20,000 registered cultivars, and cannot be achieved through disjointed individual efforts. This dissertation describes a collaborative platform for camellia cultivar identification harnessing the capabilities of modern information and communication technologies. The strategy proposed is based on the crowdsourcing concept. The entries on this system originate in cultivar identification requests submitted online. The system is equipped with a register of cultivar names. Through cultivar identification quizzes presented online, it gradually collects responses to the requests. Simultaneously, based on the performance of quiz respondents, the system applies metrics to establish their reputation and weigh their answers accordingly to calculate the probability of a specimen belonging to a given cultivar. User requests can be answered with a quantifiable degree of certainty according to the number of answers, their agreement and the reputation of each respondent.; A identificação de cultivares de camélia é difícil devido à falta de informação completa e sistemática sobre os mais de 20 000 cultivares registados, e não pode ser alcançada através de esforços individuais desconexos. Esta dissertação descreve uma plataforma colaborativa para a identificação de cultivares de camélia...

Caracterização e identificação de cultivares e seleções de pereiras através de marcadores RAPD

SAWAZAKI,HAIKO ENOK; BARBOSA,WILSON; COLOMBO,CARLOS AUGUSTO
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
85.98%
Trinta e seis acessos de pereira representando diversas espécies, híbridos e seleções do banco de germoplasma do Instituto Agronômico (IAC) foram geneticamente caracterizados através de marcadores RAPD. Cada primer originou de 10 a 19 bandas, sendo que 26 deles forneceram 250 bandas polimórficas, de um total de 353. Os primers OPC02, OPC08, OPD02, OPD19, OPD20 e OPE06 revelaram bandas específicas para as peras orientais e OPA01, OPA11, OPC08, OPD04, OPD09 e OPD15 para as ocidentais. O dendograma obtido foi confirmado pela análise de coordenada principal, originando três principais agrupamentos: 1) Todas as pereiras lançadas pelo IAC, como 'Seleta', 'Triunfo', 'Primorosa', 'Tenra', IAC 16-41, 'Centenária', além de 'William's', 'Packham's Triumph', 'D'água', 'Hood', 'M. Sieboldt', 'Kieffer','Branca Francesa' e 'Schimidt'. 2) As pereiras asiáticas, como 'Okusankichi', 'Shinseiki', 'Atago', 'Hakko', 'Hosui', 'Nijiseiki', 'Kosui' e 'Ya-li', além de 'Nodji', 'Limeira' e todas as seleções IAC das séries 193; 293 e 393. 3) Todas as pereiras porta-enxertos da série Taiwan (P. calleryana D.), além de 'Manshu Mamenashi' (P. betulaefolia B.). Evidenciou-se que os cultivares IAC possuem maior proximidade genética com as peras ocidentais (Pyrus communis L.)...

Identificação de cultivares de milho, feijão, algodão e soja por meio de enzimas e proteínas resistentes ao calor

Menezes,Mariney de; Pinho,Édila Vilela de Resende Von; Pereira,Antônio Marcos de Andrade Rezende; Oliveira,João Almir de
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
86.02%
Nesta pesquisa foram avaliados o polimorfismo e a estabilidade de isoenzimas e de proteínas resistentes ao calor em sementes de cultivares de milho, feijão, algodão e soja, com diferentes níveis de qualidade fisiológica. As isoenzimas ,álcool desidrogenase, catalase, esterase e superóxido dismutase analisadas conjuntamente, foram eficientes na separação de oito cultivares de milho. Para as cultivares de feijão, pela enzima peroxidase foi possível diferenciar a cultivar Carioca, no entanto, este padrão mostrou-se variável em sementes com baixa germinação. Não foi possível diferenciar as cultivares de algodão pelas enzimas esterase, superóxido dismutase, diaforase e malato desidrogenase. A cultivar Conquista, de soja, foi diferenciada pelos sistemas enzimáticos esterase e superóxido dismutase e a 'BRS-154' pela esterase. Proteínas resistentes ao calor são polimórficas e estáveis para a identificação de cultivares de milho.

Caracterização da diversidade genética de linhagens comerciais de Coffea arabica através de marcadores moleculares do tipo RAPD, AFLP e SSR; Genetic diversity of cultivated Coffea arabica inbred lines assessed by RAPD, AFLP and SSR marker systems

Maluf, Mirian Perez; Silvestrini, Milene; Ruggiero, Luciana Machado de Campos; Guerreiro Filho, Oliveiro; Colombo, Carlos Augusto
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 ENG
Relevância na Pesquisa
86.12%
One of the greatest problems in Coffea arabica breeding is identifying precisely any inbred line, based only on botanical and agronomical descriptors, because of the reduced genetic variability of the species, close pedigree origin, which results in small phenotypic variation. Recently, molecular markers have been used for plant germplasm characterization and identification in several commercial species. This work evaluates the reliability of three marker systems: RAPD, AFLP and SSR, to characterize the genetic variability of commercially-used Coffea inbred lines developed by the Instituto Agronômico (IAC), and their potential for cultivar identification. All methods identified polymorphisms among the cultivars. The genetic diversity recognized by the methods is very similar, although is very narrow. RAPD and SSR marker systems grouped more efficiently the evaluated cultivars according to parental origin. None of the methods allowed inbred line identification. Therefore for varietal protection, it would be necessary using a combination of botanical, agronomical and molecular markers descriptors for precise cultivar identification.; A identificação de linhagens de Coffea arabica a partir de descritores botânicos e agronômicos é um problema para o desenvolvimento de cultivares. Basicamente...

Interações de cultivares e linhagens de feijoeiro com ambientes; Common bean cultivars and lines interactions with environments

Carbonell, Sérgio Augusto Morais; Azevedo Filho, Joaquim Adelino de; Dias, Luiz Antônio dos Santos; Garcia, Antonio Augusto Franco; Morais, Lizz Kezzy de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2004 ENG
Relevância na Pesquisa
76.05%
A variabilidade de ambientes pode afetar o desempenho de linhagens de feijoeiro geradas nos programas de melhoramento e também dos cultivares em uso. Assim, foram avaliadas a adaptabilidade e a estabilidade de produção de grãos de 18 cultivares e linhagens de feijoeiro em 23 ambientes (combinações de épocas, anos e locais), no Estado de São Paulo. 'IAC-Carioca' e 'IAC-Carioca Eté' foram os cultivares usados como padrões de grãos tipo carioca, enquanto 'FT-Nobre' e 'IAC-Una' foram padrões para grãos pretos. Os ensaios foram instalados em blocos completos casualizados, com quatro repetições e parcela útil de duas linhas centrais de cinco metros. Os parâmetros de estabilidade foram estimados pelos métodos dos Desvios da Produtividade Máxima (MYD) e da Análise da Interação Multiplicativa e dos Efeitos Principais Aditivos (AMMI). Ambos produziram resultados congruentes em termos de identificação dos cultivares mais estáveis, porém a maior estabilidade esteve sempre associada à maior produtividade no MYD. 'MA-733327' e 'LP 9637' foram os cultivares mais indicados para o conjunto das épocas, águas e inverno, enquanto LP 9637 e FT-Nobre foram os mais estáveis na seca. MYD reuniu simplicidade de procedimento, facilidade de interpretação de resultados...