Página 1 dos resultados de 1148 itens digitais encontrados em 0.132 segundos

HISTORIOGRAPHY OF PSYCHOLOGY IN BRAZIL: Pioneer Works, Recent Developments

CAMPOS, Regina Helena de Freitas; JACO-VILELA, Ana Maria; MASSIMI, Marina
Fonte: EDUCATIONAL PUBLISHING FOUNDATION Publicador: EDUCATIONAL PUBLISHING FOUNDATION
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
85.83%
The evolution of the historiography of psychology in Brazil is surveyed, to describe how the field has evolved from the seminal works of the pioneer, mostly self-taught, psychologists, to the now professional historians working from a variety of theoretical models and methods of inquiry. The first accounts of the history of psychology written by Brazilians and by foreigners are surveyed, as well as the recent works made by researchers linked to the Work Group on the History of Psychology of the Brazilian Association of Research and Graduate Education in Psychology and published in periodicals such as Memorandum and Mnemosine. The present historiography focuses mainly the relationship of psychological knowledge to specific social and cultural conditions, emphasizing themes such as women`s participation in the construction of the field, the development of psychology as a science and as a profession in education and health, and the development of psychology as an expression of Brazilian culture and of the experience of resistance of local communities to domination. To reveal this process of identity construction, a cultural historiography is an important tool, coupled with methodological pluralism.

Infância e crime na história da psicologia no Brasil : um estudo de categorias psicológicas na construção histórica da infância criminalizada na primeira república ; Childhood and crime in the history of psychology in Brazil : an analysis of psychological categories in the historical construction of criminalized childhood in the first republic

Zuquim, Judith
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2001 PT
Relevância na Pesquisa
75.63%
Esta pesquisa busca traçar as rotas pelas quais deu-se a incorporação de categorias psicológicas na construção histórica da infância criminalizada no caso brasileiro. Ao reconstruir este percurso, defende-se a tese de que a emergência de determinados saberes psicológicos no Brasil foi estruturante nessa construção no período analisado, que compreende a Primeira República. Sob essa premissa, é analisado o lugar de categorias psicológicas na constelação que demarcou o discurso sobre a infância criminalizada, pretendendo-se assim apontar marcas da sedimentação de tais categorias. Para tanto, foi necessário investigar como o controle social de numerosas crianças gerou uma norma própria ao grupo classificado como objeto de ciência. A pesquisa indicou que o objeto “infância criminalizada” não é unívoco ao ser delineado nas sentenças jurídicas, nas medidas policiais, no diagnóstico psiquiátrico ou nos projetos pedagógicos. Procurou-se descrever a dispersão desses objetos durante a Primeira República, apreender os interstícios que os distinguem e apontar o jogo múltiplo de categorias psicológicas nessa dispersão. Nesse rumo, procurou-se também enfatizar em que medida o discurso psicológico foi permeável a opções filosóficas ou morais...

Itinerários da psicologia na educação especial: uma leitura histórico-crítica em psicologia escolar; The itineraries of psychology in special education: a historical-critical interpretation in school psychology

Cotrin, Jane Teresinha Domingues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2010 PT
Relevância na Pesquisa
75.84%
Esta tese tem como objeto de estudo as relações iniciais entre Psicologia e Educação Especial, na área específica da deficiência mental. As primeiras escolas de Educação Especial na área de deficiência mental nasceram, no Brasil, no final do século XIX, anexas aos hospitais psiquiátricos, por iniciativa de médicos que atuavam nesses hospitais. No início do século XX, com as reformas educacionais vinculadas ao avanço da Psicologia como campo de conhecimento científico, as práticas em Educação e Educação Especial, no que tange à deficiência mental, passaram a ser embasadas nessa Psicologia nascente. Com uma abordagem funcionalista, as diferentes teorias psicológicas foram utilizadas para instrumentalizar os professores na prática pedagógica e esses conhecimentos assumiram a primazia do saber educacional especializado. Os testes psicológicos tornaram-se os instrumentos mais utilizados para o reconhecimento da deficiência. Impulsionada pelo movimento escolanovista e da higiene mental, a Psicologia desponta como área de conhecimento necessária à compreensão do educando e ao estabelecimento de critérios de normalidade-patologia-deficiência. O objetivo do presente trabalho é compreender como se deu a inserção da Psicologia como área de estudo e atuação profissional na educação da criança com deficiência mental no Brasil...

Estudos para uma história da psicologia educacional e escolar no Brasil; Studies for a history of educational and school psychology in Brazil

Barbosa, Deborah Rosaria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
85.89%
Embora a história da Psicologia atualmente seja um fértil campo de produção, ainda são poucos os trabalhos com registros de personagens que viveram esta história e que podem, a partir de seus testemunhos, contribuir para a escrita da mesma. Neste sentido, esta investigação, conduzida com base nos pressupostos da Nova História, teve como objetivo contribuir para a reconstrução da história da constituição do campo de estudo e atuação em Psicologia Educacional e Escolar no Brasil, por meio de depoimentos orais e outras fontes historiográficas. Investigou-se como este campo de conhecimento e prática foi se construindo em nosso solo, especialmente a partir dos anos 1930. Como objetivos específicos, procurou-se identificar as transformações do papel do psicólogo no campo educativo e compreender como ocorreu a inserção desse profissional nos contextos educacionais. Para tanto, a pesquisa construiu um corpus documental composto por fontes historiográficas sobre o tema e depoimentos orais. Foram depoentes cinco personagens pioneiros ou protagonistas da área de Psicologia Educacional e Escolar no Brasil. Definiu-se como pioneiros os primeiros a contribuir para um determinado campo de atuação e como protagonistas, aqueles que colaboraram como personagens ativos num determinado momento histórico da área. Os depoentes também foram escolhidos por terem: a) realizado publicações expressivas na área; b) atuado na área; c) sido docentes e/ou c) participado de órgãos/instituições da área. Os depoentes foram: Samuel Pfromm Netto...

Psicologia, marketing e experiência elementar: implicações para o desenvolvimento do conceito de consumidor; Psychology, Marketing and Elementary Experience: implications for the consumer concept.

Justo, Carmen Silvia Porto Brunialti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
65.79%
O objetivo principal dessa pesquisa é compreender como teorias da psicologia contribuíram para a formação do conceito de consumidor na atualidade, em especial a proposta da Experiência elementar que se fundamenta em uma concepção de pessoa humana. Trata-se de uma pesquisa de investigação histórica e está inserida no âmbito da história do Marketing, da Psicologia Científica e da Psicologia do Consumidor, no período que compreende o final do século XIX e o século XX. No início do século XX, o Marketing como ciência se estruturou e ganhou espaço no meio acadêmico como disciplina independente da economia, o que possibilitou o surgimento dessa área de estudos e atividade. As condições econômicas e sociais dos Estados Unidos na virada do século XX propiciaram a aproximação das áreas do Marketing e da Psicologia principalmente no ambiente acadêmico e nos laboratórios de pesquisa experimental, através de estudos sobre comportamento, memória, motivação e aprendizagem. A criação da Divisão 23 (Divisão de Psicologia do Consumidor) na APA American Psychology Association, na década de 1960, legitimou os estudos dessa área específica, que derivaram na área de Marketing e nos estudos sobre o Comportamento do Consumidor. O desenvolvimento do Marketing Contemporâneo...

O curso da reforma : ensino da psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1971-1979); The course of Reforms: psychology teaching in Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1971-1979)

Gauer, Gustavo; Gomes, William Barbosa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.81%
O ensino de Psicologia no Brasil foi fundamentalmente modificado pelo reconhecimento da profissão de Psicólogo, em 1962, e pela reforma universitária que organizou as universidades em departamentos, na mesma década. Este trabalho narra a história do ensino de Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da instalação do Departamento de Psicologia em 1971 ao reconhecimento do curso de graduação em 1979, com base em dados documentais e em depoimentos de personagens envolvidos nesses eventos. Embora o ensino de Psicologia na UFRGS remonte aos anos 1940, na antiga Faculdade de Filosofia, o curso de graduação foi criado 30 anos depois, em 1973. Entende-se que o histórico do ensino de Psicologia na UFRGS reflete as condições legais e burocráticas que pautaram o Departamento e seus órgãos. Nesse período, a introdução do modelo departamental que visava integrar ensino, pesquisa e extensão deu início a uma nova etapa no ciclo que tivera início na era das cátedras.; Psychology teaching in Brazil was substantially modified when the profession was officially regulated in 1962, and, in the same decade, when the reform of higher education reorganized universities in departments. Through the collection of both documented data and accounts from people who took part in the focused events...

Anotações históricas e conceituais sobre o programa de pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Historical and conceptual notes about the graduate program in psychology from the Federal University of Rio Grande do Sul

Gomes, William Barbosa; Hutz, Claudio Simon
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.76%
Instituições de Ensino Superior foram concebidas no Brasil no século XIX como centros de formação profissional, oferecendo cursos de graduação com pouca atenção à pesquisa. A formação em pesquisa começa a se desenvolver com a fundação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (CAPES) em 1951 e, especialmente, após sua reestruturação em 1964. Os programas de pós-graduação em psicologia implantados entre 1965 e 1980 enfrentaram dificuldades de inserção em suas instituições e de assumir um perfil coerente com a formação de pesquisadores e de docentes para o ensino superior. Mesmo assim contribuíram para na formação de doutores e para o desenvolvimento da pesquisa no Brasil. As características atuais foram se delineando na década de 1980, sendo incorporadas pelos novos programas, dentre eles, o Programa de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Este artigo reúne anotações sobre as condições fundadoras e os fundamentos que estão associadas à trajetória bem sucedida do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRGS, descrevendo a história de sua implantação, seus fundamentos, seus princípios básicos e sua forma de funcionamento.; Brazilian Institutions of Higher Education were conceived in Brazil in the 19th century as centers of professional training which offered undergraduate programs giving little attention to research. A systematic research training started in 1951 with the creation of CAPES...

Making Minds Modern: The Politics of Psychology in the British Empire, 1898-1970

Linstrum, Erik
Fonte: Harvard University Publicador: Harvard University
Tipo: Thesis or Dissertation
EN_US
Relevância na Pesquisa
65.76%
This dissertation describes how innovations in the science of mind -- laboratory measurements, psychoanalysis, and mental testing -- changed the ideas and institutions of British imperialism. Psychology did not function as a tool of empire in any straightforward way: in many cases, the knowledge it generated called racial stereotypes into question, uncovered the traumatic effects of British rule, and drew unflattering contrasts between the hierarchical values of imperialism and an idealized vision of meritocracy. Psychology did, however, strengthen the authority of Western experts to intervene in other cultures. While they kept their distance from the political culture of officials and settlers, psychologists embraced a modernizing mission, arguing that knowledge of abilities and emotions could make colonized societies fairer and more efficient. The development projects which defined the postwar and postcolonial periods -- usually seen as the golden age of abstract, impersonal, "high modernist" planning -- relied in significant ways on the measurement and management of minds.; History

Psychology at Indiana University: A Centennial Review and Compendium

Hearst, Eliot; Capshew, James H.
Fonte: Indiana University Department of Psychology Publicador: Indiana University Department of Psychology
Tipo: Livro Formato: 8943974 bytes; application/pdf
EN_US
Relevância na Pesquisa
75.65%
Preface -- The legacy of the Laboratory (1888-1988): a history of the Department of Psychology at Indiana University / by James H. Capshew --Appendices A: Psychology Faculty, 1885-1988 -- B. Department Chairs, 1885-1988 -- C. Psychological Clinic Directors, 1922-1988 -- D. Graduate Degrees, 1886-1987 -- E. Bibliography of William Lowe Bryan -- Index to Appendices A-C -- The faculty in 1988.

Da una storia delle crisi ad una storiografia della crisi: il caso della psicologia italiana; From an history of crises to and historiography of crisis: the italian psychology's case study

PROIETTO, MARIAGRAZIA
Fonte: La Sapienza Universidade de Roma Publicador: La Sapienza Universidade de Roma
Tipo: Tese de Doutorado
IT
Relevância na Pesquisa
75.88%
At the end of the nineteenth century, when psychology emerged as an autonomous science, some thinkers started to declare its crisis. Ever since then the topic of crisis has continuously been present in history and historiography of psychology. In fact, recently some historians have actualized the theme of crisis without, however, considering the Italian contribution. This study therefore focuses on the theme of crisis and considers Italy as a case study. Starting with the comparison between international and national secondary literature on the topic, I propose to consider crisis as a multidimensional category. Accordingly, I suggest three different levels, and related indicators, indispensable for the analysis of crisis. The first level is investigated through the primary literature on the theme which, subsequently, helps us to understand how 'historical actors' perceived the crisis at their time. Combining quantitative and qualitative approaches, the second level of my analysis focuses on the external history and looks at the transformation of academic positions in psychology. Scrutinizing changes in the number of academic positions helps us to find out whether or not there was a decline in the evolution of psychology; the denominations of positions help us to understand how psychology was co-shaped by larger course of socio-political events. The third level of my investigation explores the internal changes and shifts in the structure of psychology. Starting from four hermeneutical categories (general psychology...

Políticas da psicologia de São Paulo : as entidades de classe durante o período do regime militar à redemocratização do país; Politics of psychology of São Paulo : the class entities during the period of military government to the redemocratization of the country

Hur, Domenico Uhng
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
75.76%
Em 1962 a Psicologia foi regulamentada como profissão pela Lei 4119, porém só em 1971 deferiu-se a Lei 5766 que criou os Conselhos Regionais e Federal de Psicologia (sendo que os regionais só foram instalados em 1974). Em 20/08/1973 o Ministro do Trabalho deu a carta sindical à Associação Profissional dos Psicólogos de São Paulo para transformar-se em Sindicato dos Psicólogos. Portanto, compreendemos que há longa história subjacente à constituição da Psicologia como profissão regulamentada no país, porém na pesquisa bibliográfica realizada, encontramos pouco registro que se refere à construção da Psicologia a partir de suas entidades. Dessa forma, visamos fazer uma reflexão sobre as práticas das entidades de classe da Psicologia de São Paulo durante o período da ditadura militar à redemocratização do país (1969-1986) por meio de pesquisa documental e depoimentos de ex-participantes. Constatamos diferenças nas práticas das entidades no período da ditadura militar (anos 60/70) e o da abertura política (a partir de 1979), quando grupos da "esquerda" assumiram as entidades. Notamos que as práticas eram reflexos da conjuntura política do país mediada pela concepção da função social da Psicologia onde...

Historical perspective of the Psychology of motivation; Perspectiva histórica de la psicología de la motivación

Palmero, Francisco; Gómez, Consolación; Carpi, Amparo; Guerrero, Cristina
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 30/10/2009 SPA
Relevância na Pesquisa
65.8%
The psychology of motivation has a long tradition and history in psychology. In fact, we consider that, to a certain extent, understanding the history of the psychology of motivation is understanding great part of which has been psychology itself, since the main target of psychology was, and is, to try to explain behaviour, and the aim of psychology of motivation is to find out the causes of behaviour. In its long passage to the present time, there have been three perspectives that have monopolized most of the investigation: the biological, the behavioural and the cognitive. They are not excluding. Each one of them has been predominant in certain stages, although the same attention was paid to the other two. Nowadays, the biological and cognitive perspectives are those that receive greater attention from the investigators. The historical direction in the study of the psychology of motivation represents an important solution to know how the events that have given rise to the present consideration about the psychology of motivation were forged. To know the past helps us to understand the present, at the same time it allows us to hypothesise with great probability of success which will be the future in the study object.; La psicología de la motivación posee una larga tradición e historia en el seno de la Psicología. De hecho...

Hans Jürgen Eysenck. Life and work of one of the most infl uential scientist in the history of psychology; Hans Jürgen Eysenck. Vida y obra de uno de los más influyentes científicos de la historia de la psicología

de Costa Oliván, María Emilia; Firpo, Luzmila; Vion, Daiana; Casella, Lucas
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 30/10/2009 SPA
Relevância na Pesquisa
75.76%
On this article, the biography and work of one of the most influential scientists in psychology history is briefl y introduced. With his work, he laid the bases for the scientific study not only on personality, but also on human behaviour. Hence, the most important contributions done by this author are highlighted in a wide range of areas of our discipline, as well as the vision he had about how psychology should be as a science. A series of considerations related to the current situation of scientific psychology in Argentina, lead us to the conclusion that it is essential to rescue his work from forgetfulness, apart from going back over some of his lines of research and thoughts. ; En este artículo se presenta, de manera sucinta, la biografía y la obra de quien fuera uno de los más influyentes científicos de la historia de la Psicología. Con su obra, sentó las bases para el estudio científico no solo de la personalidad, sino también del comportamiento humano. Se destacan los aportes más importantes que ha realizado este autor en distintas áreas de nuestra disciplina, así como la visión que tenía de lo que debiera ser la Psicología como ciencia. Una serie de consideraciones respecto de la situación actual de la psicología científica en Argentina...

Lessons in psychology – Colombia Nineteenth Century; Lecciones de psicología - Colombia siglo XIX

Oviedo, Gilberto Leonardo
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2011 SPA
Relevância na Pesquisa
75.73%
Manuel Ancízar published in 1851 his Lectures on Psychology. The text has been a representative of the interests of Colombian intellectuals of the time for discipline. The treatise of the history of psychology Colombia have considered the nineteenth century as a period characterized by a poorly conceived attempt to import some emerging professional practices of psychiatric and educational type. However, the work of Ancízar showed large exhibition on the subject matter of psychology: human consciousness and the theories that support the formation of the new science. The core of the work is oriented towards the secular drama, against which Ancízar defended the supernatural origin and nature of the human soul. The author introduced an eclectic psychology in which, the secular orientation of modern ideas are integrated with the conception of the soul as a divine gift. The reading of the work has been outstanding and indispensable work for understanding ancient and autochthonous forms of access to psychological issues.; Manuel Ancízar publicó en 1851 sus Lecciones de psicología. El texto ha sido una muestra representativa del interés de los intelectuales colombianos de la época por esta disciplina. Los tratadistas de la historia de la psicología en Colombia han  considerado el siglo XIX como un periodo de pobreza conceptual...

60 years of the Interamerican Society of Psychology: origins and developments

Gallegos, Miguel
Fonte: International Union of Psychological Science Publicador: International Union of Psychological Science
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:ar-repo/semantics/artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
75.78%
This work presents a historical overview of the Inter American Society of Psychology, which was founded on December 17th, 1951, in Mexico City. In the first place the historical circumstances of the foundation period are presented, the people that made this organization possible and the state of psychology in the American continent at that time. Secondly, the most important activities that the Inter American Society of Psychology have developed during its sixty years of history are mentioned, such as the publication of books and scientific journals, the formation of several task forces and the Inter American Congresses of Psychology, among others. Basically, the purpose of this work is to review the history of the Inter American Society of Psychology through the recovery of various documentary sources.; Fil: Gallegos, Miguel. Universidad Nacional de Rosario. Facultad de Psicologia;

Faculdades da alma e suas implicações para a educação: saberes divulgados no século XIX; Faculties of the soul and their implications for education: knowledges circulated in the 19th century

Assis, Raquel Martins de; Martins, Juliana de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
75.59%
Este artigo descreve resultados de uma pesquisa que buscou investigar como o tema das faculdades da alma e de suas implicações no desenvolvimento humano e na educação da pessoa foi divulgado, ao final do século XIX, pela imprensa periódica. Esperando contribuir para a história da psicologia e da educação, o artigo apresenta a análise de escritos sobre educação moral e educação estética de uma Secção Scientífica ou Pedagógica assinada por José Miguel de Siqueira e publicada no jornal O Baependyano (1877-1889). Inicialmente, são feitas breves descrições do periódico e de sua posição na conjuntura da época, bem como do lugar em que foi publicado. Em seguida, tratamos da definição de pedagogia apresentada pelo jornal, levando em consideração as apropriações de autores estrangeiros comumente presentes no campo da educação. A pedagogia considerada moderna é definida em tais escritos como a expansão e o desenvolvimento das forças animais, racionais e morais do ser humano; sua finalidade seria a formação do homem social pronto para o trabalho e para o serviço da sociedade e do Estado. Partindo dessa discussão, abordamos as concepções de educação espontânea, educação regular e instrução contidas no periódico. A educação é entendida como a unidade entre cultura e instrução...

L’Indignation dialectique: passion et résistance chez Maria Helena Souza Patto; A indignação dialética: paixão e resistência em Maria Helena Souza Patto; La indignación dialéctica: pasión y resistencia en Maria Helena Souza Patto; Dialectical indignation: Passion and resistance in Maria Helena Souza Patto’s work

Ramos, Conrado
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.76%
This paper discusses the work of Maria Helena Souza Patto, not for the purpose of dating and reifying an author and her thought, but to revive her critical content on psychology in an era when the mediocritization of the courses meets the shallowest sense of the term ‘formation’. In this context, the purpose of this paper is to support the author’s work as the opposition of what is imposed, as resistance that is still possible. Nevertheless, it analyzes how the author’s thoughts contributed to bequeath us a totally different psychology from the one that she found herself. It addresses topics studied in depth by the author, such as the history of psychology, school failure, school psychology, psychology applied to children, critique of psychology, and the relationship between psychology and politics - topics always connected due to their denunciation of the hegemonic ideology and the indignation concerning new ideological movements that aim to keep conditions of domination intact. It is understood that the final result allows critical thinking and dialectical thinking according to the methods of reflection of the author herself.; Ce travail dialogue avec l’ouvrage de Maria Helena Souza Patto non pas dans le but de dater et réifier un auteur et sa pensée...

Sistemas explicativos do comportamento; Explanatory systems of behavior

Galvão, Olavo de Faria; de Carvalho Neto, Marcus Bentes
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2005 POR
Relevância na Pesquisa
75.72%
Sistemas explicativos do comportamento têm servido para o controle comportamental em todas as culturas. Na história da psicologia como uma disciplina da ciência moderna diretamente focalizada na questão do porquê das ações, modelos explicativos diferentes estão na base da heterogeneidade e divergência das “escolas”. Sistemas alternativos convivem, representando na ciência do comportamento diferentes sistemas filosóficos. Dualismos, monismos, mecanicismos, idealismos, humanismos, positivismos, materialismos, pragmatismos, geraram fenomenologias, associacionismos, psicodinâmicas, gestaltismos, comportamentismos, cognitivismos, naturalismos, culturalismos. Ortogonalmente, ou quase, aos modelos, os métodos, indutivos, hipotético-dedutivos, experimentais, fornecem os contextos de validação intermodelos, permitindo a utilização, por um sistema, de conhecimento gerado em outro sistema. Os resultados de aplicações derivadas de cada sistema dificilmente podem ser avaliados comparativamente. A inserção sociopolítico-cultural dos adeptos de cada modelo, método, assume papel de característica do modelo...

Modos de ensinar e conhecer Historia da Psicologia; Ways to teach and know History of Psychology

Matos, Rosângela Luz; Observatório da Vida Estudantil - UFBA
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: ; ; ; Avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
95.78%
Este artigo parte do relato de uma experiência profissional na docência para problematizar o ensino de História da Psicologia na formação de psicólogos. O percurso argumentativo descreve as circunstâncias e os questionamentos que contribuíram para o desenvolvimento de metodologias fundadas na perspectiva genealógica de ensinar e conhecer psicologia. A análise da experiência enfatiza a potência ético-política presente nas atividades de ensino de História da Psicologia, no conjunto das práticas disciplinares dos currículos de graduação para formação de psicólogos.; This article comes from the report of a teaching professional experience to examine the teaching of History of Psychology in the psychologist formation.  The argumentative course describes the circumstances and the questions that contributed to the development of methodologies grounded in the genealogical perspective of teaching and knowing psychology. The analysis of the experience emphasizes the ethical politics potential in the activities of teaching psychology history, in the group of disciplinary practices presents in the graduation curriculum of psychology formation.

Hendrik Verwoerd and the Leipzig School of Psychology in 1926

Marx,Christoph
Fonte: Historia Publicador: Historia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 EN
Relevância na Pesquisa
75.69%
This article looks into the stay of Hendrik Verwoerd in Leipzig, Germany, in 1926. Allegations of an ideological influence by German nationalism on Verwoerd have often been repeated in the historical literature, but were never substantiated by evidence from the archives. The Psychological Institute at the University of Leipzig, where Verwoerd studied, was politically the most conservative and nationalist among the three universities which the young scholar from Stellenbosch visited - the others were Hamburg and Berlin. Nevertheless, no ideological influence on Verwoerd could be found in the available evidence from archives in South Africa and Germany, but certainly the scientific influence of German psychology on Verwoerd the academic cannot be denied. Verwoerd's main objective in going to Germany was to become acquainted with the latest trends in international psychology. He studied with the Leipzig psychologists Felix Krueger, Hans Volkelt, an expert on child psychology, and Otto Klemm, a specialist in applied psychology. His interest focused mainly on developmental psychology, characterology and ethnic psychology (Völkerpsychologie), which can be traced to the lasting influence of Wilhelm Wundt, the founding father of modern psychology in Germany. Whereas Verwoerd's interest in different fields of psychology stemmed from his long lasting involvement with the "poor white problem" in South Africa...