Página 1 dos resultados de 833 itens digitais encontrados em 0.044 segundos

Estudos para uma história da psicologia educacional e escolar no Brasil; Studies for a history of educational and school psychology in Brazil

Barbosa, Deborah Rosaria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2011 PT
Relevância na Pesquisa
105.98%
Embora a história da Psicologia atualmente seja um fértil campo de produção, ainda são poucos os trabalhos com registros de personagens que viveram esta história e que podem, a partir de seus testemunhos, contribuir para a escrita da mesma. Neste sentido, esta investigação, conduzida com base nos pressupostos da Nova História, teve como objetivo contribuir para a reconstrução da história da constituição do campo de estudo e atuação em Psicologia Educacional e Escolar no Brasil, por meio de depoimentos orais e outras fontes historiográficas. Investigou-se como este campo de conhecimento e prática foi se construindo em nosso solo, especialmente a partir dos anos 1930. Como objetivos específicos, procurou-se identificar as transformações do papel do psicólogo no campo educativo e compreender como ocorreu a inserção desse profissional nos contextos educacionais. Para tanto, a pesquisa construiu um corpus documental composto por fontes historiográficas sobre o tema e depoimentos orais. Foram depoentes cinco personagens pioneiros ou protagonistas da área de Psicologia Educacional e Escolar no Brasil. Definiu-se como pioneiros os primeiros a contribuir para um determinado campo de atuação e como protagonistas, aqueles que colaboraram como personagens ativos num determinado momento histórico da área. Os depoentes também foram escolhidos por terem: a) realizado publicações expressivas na área; b) atuado na área; c) sido docentes e/ou c) participado de órgãos/instituições da área. Os depoentes foram: Samuel Pfromm Netto...

Históricos cursos de Psicologia Social no Brasil

Bomfim,Elizabeth de Melo
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
105.78%
O artigo ancora-se numa reflexão sobre quatro cursos de Psicologia Social ministrados no Brasil na primeira metade do século XX. O legado documental de seus proponentes traz à cena vestígios das práticas educativas, informando o teor temático e metodológico assim como as influências teóricas. Aberta às contribuições de vários campos de conhecimento, a Psicologia Social é revelada em seu momento de imprecisão, fragilidade e construção como campo científico.

Sílvia Lane e o projeto do "Compromisso Social da Psicologia"

Bock,Ana Mercês Bahia; Ferreira,Marcos Ribeiro; Gonçalves,Maria da Graça M.; Furtado,Odair
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 PT
Relevância na Pesquisa
135.95%
Este artigo apresenta os principais aspectos da trajetória da Profa. Sílvia Tatiana Maurer Lane, desde a construção de uma Psicologia Social crítica até a formulação de um projeto de compromisso social da Psicologia. A Profa. Sílvia Lane foi pioneira nas formulações teóricas que colocaram a Psicologia Social brasileira em questão, ressaltando a necessidade de se explicitar seu vínculo com interesses dominantes e de se redirecionar sua produção no sentido de contribuir para a transformação social. Nessa trajetória aliou teoria e prática, contribuindo para a revisão de conceitos e métodos e para a organização da área. Trabalhou incansavelmente e em várias frentes para produzir uma Psicologia Social que reconhecesse o caráter histórico dos fenômenos sociais e humanos e a pessoa como sujeito ativo e histórico. Inicialmente o artigo relata sua presença marcante, dentro dessa perspectiva, na história da Psicologia Social brasileira e latino-americana. A seguir, são apontadas as principais características de sua produção teórica na elaboração de uma Psicologia Social sócio-histórica. Por fim, discute-se seu importante papel na afirmação de uma psicologia comprometida com as realidades brasileira e latino-americana; conhecedora dessa realidade...

George Herbert Mead: contribuições para a história da psicologia social

Souza,Renato Ferreira de
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
125.93%
Com este artigo pretende-se contribuir para a compreensão histórica de um autor/personagem da Psicologia. Analisamos e acrescemos conhecimento sobre George Herbert Mead e os desdobramentos de sua teoria psicossocial. Para esse propósito, explicitaremos, no texto, uma das vertentes analíticas utilizadas em nossa dissertação, qual seja: por meio da abordagem social em história da psicologia, confrontamos a vida de Mead com momentos de constituição da psicologia, colocando em relevo aspectos centrais dessa interlocução nem sempre identificados. Correlacionamos a história de Mead com questões sociais, políticas, econômicas e científicas, assim como suas conexões com práticas e valores culturais específicos de sua época. Buscamos compreender sua limitada difusão na ciência psicológica, dando, assim, continuidade ao processo de (re)volta do autor.

Para uma arqueologia da psicologia social

Prado Filho,Kleber
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
105.82%
Este artigo busca, a partir de uma perspectiva metodológica de Michel Foucault, traçar uma história arqueológica da Psicologia Social no Brasil. Deslocando-se de uma análise epistemológica que se pergunta sobre a cientificidade e a validade ou verdade de pressupostos, conceitos e técnicas aplicados no campo, a reflexão aqui empreendida coloca em questão seus movimentos e tendências históricas, os enfrentamentos e rupturas observáveis entre as diversas abordagens ali circulantes, bem como a emergência desta multiplicidade de objetos que se formam e se sucedem neste domínio de conhecimentos e práticas ao longo do século XX e neste início de século XXI.

A produção do conhecimento na psicologia social brasileira: um estudo descritivo a partir da Revista Psicologia & Sociedade, 1986-1992

Cruz,Robson Nascimento da; Stralen,Cornelis Johannes van
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
125.96%
Com o intuito de auxiliar na compreensão da história recente da Psicologia Social brasileira, apresentamos a primeira parte de pesquisa que objetivou descrever alguns aspectos que perpassam sua organização científica e social, o que se deu a partir de um dos seus principais veículos de comunicação, o periódico Psicologia & Sociedade: Revista da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). Para isso, analisamos os trabalhos publicados entre os anos de 1986 e 1992. Assim, o total de 277 trabalhos, distribuídos em 10 revistas, constituiu nossa fonte de pesquisa. A origem institucional e geográfica dos autores, o padrão de autoria, o tipo e as temáticas dos trabalhos publicados, a metodologia e os locais de realização das investigações e intervenções, foram as informações examinadas. Por fim, a identificação tanto das transformações quanto de padrões de funcionamento da área, e alguns de seus possíveis determinantes, são apresentados.

Feminismos, teoria queer e psicologia social crítica: (re)contando histórias...

Borges,Lenise Santana
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
95.87%
As abordagens feministas e queer são reconhecidas como aportes teóricos e metodológicos fundamentais para uma ressignificação da psicologia social, especialmente da chamada psicologia social crítica. Apesar do reconhecimento dos limites teóricos compartilhados tanto pelo ideário feminista como pelos pontos de vista críticos, algumas narrativas recentes sobre as relações entre os feminismos, a teoria queer e a psicologia social crítica, sobretudo no que se refere ao debate das sexualidades, tendem a considerar a história dessas relações sem as devidas contextualizações e, primordialmente, sob a ótica das ideias pós-modernas. A partir de uma seleção de narrativas que se propõem a (re)contar a história dessas relações, procuro mostrar como algumas narrativas possibilitam uma articulação entre os pensamentos feministas e queer, enquanto outras apresentam uma versão que tenta contrapor uma teoria em relação à outra, apostando na substituição dos feminismos vistos (como homogêneos, e sem contradições) pela teoria queer, tratada como vanguardista.

Dante Moreira Leite: um pioneiro da psicologia social no Brasil

Paiva,Geraldo José de
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 PT
Relevância na Pesquisa
105.81%
Apresenta-se o trabalho pioneiro no Brasil, na área da Psicologia Social, de Dante Moreira Leite, consignado em três obras: O Caráter Nacional Brasileiro, Psicologia Diferencial e Psicologia e Literatura. Nessas obras examinam-se em particular os tópicos relações interpessoais, caráter nacional e vinculações entre Literatura e Psicologia. Apresentam-se também, brevemente, o Autor em suas atividades de professor, pesquisador, escritor, tradutor e administrador acadêmico.

A “escola de São Paulo” de psicologia social: apontamentos históricos

Carvalho,Bruno Peixoto; Souza,Terezinha Martins dos Santos
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
95.87%
Tendo surgido como resposta à chamada “crise da psicologia social”, a “Escola de São Paulo” de psicologia social colocou como leitmotiv de suas práticas a transformação social. Tal posição, hoje comum na psicologia social, nem sempre foi tão explícita e é produto e síntese de uma série de rupturas e superações. Esta revisão de literatura tem por objetivo reunir um conjunto de produções teórico-bibliográficas a respeito do surgimento e desenvolvimento da “Escola de São Paulo” de psicologia social. Para tanto, foram analisados três momentos de seu desenvolvimento: inicialmente, são caracterizadas as perspectivas norte-americana e europeia de psicologia social, que marcaram a produção da área no Brasil até o fim dos anos 70; em seguida, é apresentado o que se convencionou chamar “crise da psicologia social”; e, por fim, expõe-se a proposta de superação da “crise” que emergiu na América Latina e tem como seu representante no Brasil a chamada “Escola de São Paulo”.

História da Psicologia no Brasil: uma narrativa por meio de seu ensino

Vilela,Ana Maria Jacó
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
105.88%
O texto pretende apresentar uma história da Psicologia no Brasil relacionando-a às tramas de períodos históricos vividos pelo País, procurando mostrar, em cada um deles, como ocorreu o ensino e a difusão dos saberes psi. Nesse sentido, faz a opção por uma história local, ou história nativa, pois, como Certeau aponta, reconhece a particularidade do lugar de onde se fala, a partir de que posição - social ou geográfica - o pesquisador se pronuncia. O texto tem, pois, um caráter ensaístico, e é um subproduto de leituras e pesquisas sobre a história da Psicologia no Brasil. O texto parte do Brasil colônia e do ensino jesuítico, desenvolvido nos seminários e nos colégios e difundido principalmente através de pregações, explora as teses de Medicina no século XIX, ao mesmo tempo produto do ensino e difusão do conhecimento psicológico entre nós, detém-se nos manuais de Psicologia voltados para as Escolas Normais e ressalta a importância da Biblioteca de Educação no sentido de divulgar a Psicologia nos anos 30. Finalmente, discorre sobre as primeiras obras voltadas para o ensino de Psicologia nos recém-criados cursos nos anos 1950 a 1970 e sobre as formas de difusão do novo campo do saber em um momento já de institucionalização.

Para uma caracterização da Psicologia social brasileira

Almeida,Leonardo Pinto de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
105.92%
O presente artigo tem como objetivo construir um esboço panorâmico da história da psicologia social brasileira. Inicialmente, partimos da intuição de Farr sobre a diferença conceitual entre psicologias sociais sociológicas e psicológicas para com isso estabelecer pontos de comparações entre as diversas perspectivas em Psicologia social. Analisamos diversos grupos teóricos para tentar construir um modo de compreensão sobre as implicações políticas, metodológicas e práticas de suas respectivas posições. Em nosso horizonte de reflexão, tomamos as psicologias sociais associadas ao behaviorismo, à Psicologia comparativa e ao cognitivismo, em solo norte-americano. Traçamos as influências da Psicologia cognitivista em solo brasileiro, mostrando que estava ligada à busca de variáveis dotadas de estabilidade, ao postulado da neutralidade do investigador e às noções de adaptabilidade e produtividade. Após a crise dessa perspectiva, observamos a influência da teoria das representações sociais e da teoria crítica em relação à Psicologia socio- histórica. Esta fundamenta uma ideia de homem associada ao materialismo dialético, à historicidade e à transformação social. Além da perspectiva socio-histórica...

A Psicologia comunitária no Rio de Janeiro entre 1960 e 1990

Lima,Renato Sampaio
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
105.95%
Este artigo tem como principal objetivo apresentar as especificidades da Psicologia comunitária no Rio de Janeiro. Sustentamos a tese de que, diferentemente do que ocorreu em São Paulo e Minas Gerais, a Psicologia comunitária no Rio de Janeiro se assemelhou mais ao que denominamos trabalho comunitário. Além desse objetivo, buscamos expor as contribuições da área no Brasil para o movimento de crítica tanto da teoria quanto da prática em Psicologia social. Nossas discussões cobrem o período compreendido entre as décadas de 60 e 90. Optamos por começar pela década de 60 em função da crise no campo da Psicologia social, que ocorreu inicialmente na Europa e nos Estados Unidos, e que gerou um processo de reflexão crítica tanto da teoria quanto do método em Psicologia social. As referências utilizadas ao longo do artigo abrangem principalmente esses temas, a história da Psicologia social no Brasil e a Psicologia comunitária no Rio de Janeiro.

Subjetividades, globalização e urbanização: novos objetos da Psicologia Social Brasileira nos Simpósios da ANPEPP

Hüning,Simone Maria; Guareschi,Neuza Maria de Fátima; Reis,Carolina dos; Azambuja,Marcos Adegas de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
105.95%
Nosso objetivo é discutir a história da constituição de novos objetos no campo da Psicologia social brasileira, particularmente dos processos de urbanização, globalização, informatização da sociedade e suas interfaces com os processos de subjetivação. Tal discussão é resultado de uma pesquisa realizada nos resumos dos Anais dos Simpósios da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), abrangendo o período de 1988 a 2010. Nossa metodologia propõe uma genealogia da Psicologia social brasileira. Utilizamos a perspectiva foucaultiana sobre a história, o conhecimento e as subjetividades como ferramentas teóricas e analíticas. A partir dessa análise, afirmamos a possibilidade de uma história da Psicologia social brasileira que não se escreve a partir dos seus grandes representantes ou vertentes teóricas, mas da constituição de novos problemas, objetos e campos de intervenção. Nesse sentido, buscamos acompanhar a constituição de seus múltiplos objetos e perspectivas, assinalando a não linearidade de seu desenvolvimento, mas suas controvérsias e rupturas.

História da psicologia social no Rio de Janeiro: dois importantes personagens

Lima,Renato Sampaio
Fonte: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
105.91%
A psicologia social de meados da década de 1960 e início da década de 1970 conheceu, segundo alguns autores, o que se denominou "crise". Nas décadas seguintes, as discordâncias teóricas e metodológicas presentes neste campo evidenciaram não apenas posições antagônicas em relação a temas importantes no campo da psicologia social, como também deram visibilidade a alguns autores que representavam estas rivalidades. No Brasil e, mais especificamente no Rio de Janeiro, dois personagens importantes tiveram seus nomes e suas obras relacionados a estes antagonismos: Schneider e Rodrigues. Nosso objetivo será apresentar um relato da história destes importantes personagens da psicologia social no Rio de Janeiro.

A Psicologia Social Abrapsiana: apontamentos hist??ricos.

Molon, Susana In??s
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
95.91%
Este trabalho enfoca a perspectiva da Psicologia Social desenvolvida junto ?? Associa????o Brasileira de Psicologia Social - Abrapso, explicitando as tend??ncias predominantes, o confronto com outras perspectivas e algumas contribui????es de colaboradores significativos. Com isso, pretende-se abordar os principais acontecimentos no desenrolar da Psicologia Social Abraspsiana, verificando tando a apropria????o dos paradigmas e correntes europ??ias e americanas no Brasil, quanto a produ????o de enfoques te??ricometodol??gicos desenvolvidos por autores brasileiros. Nesse prop??sito, ap??ia-se principalmente nas edi????es da revista Psicologia & Sociedade e nos escritos de alguns autores e constru??ram a historia da Psicologia Social no nosso pa??s.Para tanto, sinaliza-se alguns aspectos importantes apartir da d??cada de 30 e s??o enfatizados os principais acontecimentos circunscreveram o contexto de cria????o da ABRAPSO na d??cada de 80 e seu crescimento nos anos 90 do s??culo XX.

História da psicologia em Goiás: saberes, fazeres e dizeres na educação; Psychology history in Goiás: the understandings, the doings, and the sayings within the education

RODRIGUES, Anderson de Brito
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Educação; Ciências Humanas
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
105.89%
Inserted in the research line of Teaching Formation and Professionalization and moved by the necessity of history of psychology systematization in Goiás (a Brazilian state) this work aimed to, from a historiographic perspective, reconstruct the psychological understandings, practices and discourses that contributed to the constitution of scientific psychology in Goiás. For reaching this objective we tried to comprehend the bases of psychology in Brazil during colonial and imperial ages, as well as the developing process of this science inside areas as Medicine and Education. These studies were oriented by a theoretic perspective that apprehends psychology under a critical view, adopting as a referential the works developed by MASSIMI and PATTO. This work consisted in a reconstruction of the historiographic production in the field of Brazilian psychology, as well as on the analysis of documental sources from 19th and 20th centuries that favored the apprehension of psychological knowledge and understandings in Goiás. This research evidenced that those understandings that constitute the point of origin of the psychological historiography within the State were present since the 19th century and considered the psychical aspects from innateness conceptions as well as environmentalist and interactionist ones. It also allowed comprehending that psychology...

As novas formas de discriminação sexista : uma perspectiva da psicologia social

Eliana Celia Ismael da Costa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2005 PT
Relevância na Pesquisa
105.85%
Os estudos, que têm a mulher como objeto central de discussão, cresceram muito a partir da publicação de "O Segundo Sexo", de Simone de Beauvoir, na década de 50. Este desenvolvimento trouxe fortes críticas tanto aos valores vigentes, como aos parâmetros dominantes nas ciências sociais, particularmente às explicações androcêntricas, que tratavam a mulher sob óticas naturalizante e a-histórica. Nas décadas de 80 e 90 o leque de estudos sobre a mulher se ampliou consideravelmente, com pesquisas nas áreas da história, antropologia, literatura, psicologia, educação e sociologia, sobre as diversas condições da mulher. Tanto a diversidade de interpretações possíveis, como a multiplicidade de perspectivas analíticas e de métodos de pesquisa permitiu a construção de diferentes olhares sobre as mulheres e as relações de gênero. estacando-se estudos sobre a construção da identidade de gênero, sobre o discurso social da subordinação, sobre estereótipos e preconceitos, e particularmente, sobre as formas sutis com as quais as mulheres são subjugadas e desvalorizadas. Acompanhando esta vertente de pesquisas, especificamente sob a perspectiva da psicologia social, recolocando o preconceito e o estereótipo nos processos de exclusão social...

A história da psicologia social contada da perspectiva do aluno que não fez a “tarefa de sempre”

Pedrão Paulino, Lucas Roberto; Witzler Antunes Ribeiro Palmieri, Marilicia
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
106.01%
Esse artigo relata a história da psicologia social contada da perspectiva de um aluno de Graduação em Psicologia da Universidade Estadual de Londrina-PR, a partir das significações produzidas nas aulas de Psicologia Social I. Um ensaio escrito produzido pelo primeiro autor é apresentado com originalidade, ao revelar intenção humorada e literária para tratar dos aspectos teóricos e históricos envolvidos na compreensão da psicologia social e sua história. O objetivo é apresentar o modo bastante original de relatar a história da psicologia social, mantendo o formato narrativo criativo do texto em coerência com a temática abordada. Sugere-se que a expressão humorada e literária do texto pode facilitar a compreensão dos conteúdos teóricos e históricos envolvidos no contexto do ensino de psicologia social, a fim de estimular os alunos a pensarem o universo psi na presença de sua diversidade teórica e metodológica, sempre incentivando a reflexão crítica, o diálogo e inquietação.; In this article, we narrate Social Psychology history from a student’s perspective, based in the meanings that were produced in Social Psychology lectures at the State University of Londrina (Brazil). Lucas Paolino, the first author of this text...

Dante Moreira Leite: A Pioneer of Social Psychology in Brazil.; Dante Moreira Leite: Um Pioneiro da Psicologia Social no Brasil

Paiva, Geraldo Jose de
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Psicologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2000 POR
Relevância na Pesquisa
105.83%
Apresenta-se o trabalho pioneiro no Brasil, na área da Psicologia Social, de Dante Moreira Leite, consignado em três obras: O Caráter Nacional Brasileiro, Psicologia Diferencial e Psicologia e Literatura. Nessas obras examinam-se em particular os tópicos relações interpessoais, caráter nacional e vinculações entre Literatura e Psicologia. Apresentam-se também, brevemente, o Autor em suas atividades de professor, pesquisador, escritor, tradutor e administrador acadêmico.; Dante Moreira Leite’s pioneer work in Brazilian Social Psychology is presented through the analysis of three of his main books: Brazilian National Character, Differential Psychology and Psychology and Literature. The subjects especially considered in these writings are interpersonal relations, national character and the links between Literature and Psychology. His activities as professor, researcher, writer, translator and academic manager are also introduced.

História da Psicologia Social no Rio de Janeiro: dois importantes personagens; The history of Social Psychology in Rio de Janeiro: two important characters

Lima, Renato Sampaio; Universidade Federal de Sergipe
Fonte: Eduff Publicador: Eduff
Tipo: Avaliador por Pares; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 16/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
95.93%
A psicologia social de meados da década de 1960 e início da década de 1970 conheceu, segundo alguns autores, o que se denominou "crise". Nas décadas seguintes, as discordâncias teóricas e metodológicas presentes neste campo evidenciaram não apenas posições antagônicas em relação a temas importantes no campo da psicologia social, como também deram visibilidade a alguns autores que representavam estas rivalidades. No Brasil e, mais especificamente no Rio de Janeiro, dois personagens importantes tiveram seus nomes e suas obras relacionados a estes antagonismos: Schneider e Rodrigues. Nosso objetivo será apresentar um relato da história destes importantes personagens da psicologia social no Rio de Janeiro.; Social psychology, from the mid 1960’s to the beginning of the 1970’s, went through, according to some authors, what is called "crisis". Throughout the following decades, theoretical and methodological disagreements present in this field have shown not only antagonistic positions in relation to important themes in the field of social psychology, but have also shed light on some authors who represented these rivalries. In Brazil, particularly in Rio de Janeiro, two important characters had their names and works connected to these antagonisms: Schneider & Rodrigues. Our aim is to present an account of history of these important characters of the social psychology in Rio de Janeiro.