Página 1 dos resultados de 1237 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Habilidades sociais no casamento: avaliação e contribuição para a satisfação conjugal; Social marital skills: evaluation and contribution for the marital satisfaction

Villa, Miriam Bratfisch
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
66.53%
A qualidade dos relacionamentos interpessoais tem grande influência nos diversos contextos da vida de qualquer indivíduo, aqui se incluindo o contexto conjugal, fonte potencial de prazer e realização ou frustração e transtornos psicológicos. Pesquisas têm mostrado a importância de habilidades sociais específicas para a maximização da qualidade do relacionamento conjugal, como sua estabilidade e duração, sugerindo seu impacto possível também sobre a satisfação conjugal, embora não se disponha, ainda, de estudos empíricos suficientes para sustentar esta última relação. Essa lacuna está, em parte, relacionada à falta de instrumentos para a avaliação das habilidades sociais conjugais e sua possível especificidade em relação às habilidades gerais dos cônjuges. Este estudo propôs-se verificar a relação entre a satisfação conjugal dos cônjuges e habilidades sociais gerais e conjugais e, concomitantemente, aperfeiçoar um instrumento de avaliação destas últimas. Participaram 406 respondentes de ambos os sexos (a maioria casais), com nível mínimo de escolaridade de segundo grau e idades entre 20 e 73 anos , que responderam ao Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del-Prette), Inventário de Habilidades Sociais Conjugais (IHSC) e à Escala de Satisfação Conjugal (ESC). Foram obtidos escores individuais para cada instrumento...

Transtorno de ansiedade social e habilidades sociais: estudo psicométrico e empírico; Social anxiety disorder and social skills: a psychometric and empirical study

Angelico, Antonio Paulo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.54%
O Transtorno de Ansiedade Social (TAS) tem sido considerado um grave problema de saúde mental pela sua alta prevalência em pessoas jovens e pelas incapacidades decorrentes no desempenho e interações sociais. É fundamental que se disponha de instrumentos validados e abrangentes que avaliem tanto os recursos e déficits comportamentais quanto os prejuízos sociais e funcionais destas pessoas. Objetivou-se, neste trabalho, verificar as associações entre as manifestações comportamentais e clínicas do TAS por meio de dois estudos, um psicométrico e outro empírico, visando: (a) aferir as propriedades psicométricas do Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del-Prette), enquanto medida do repertório comportamental de habilidades sociais, em relação à avaliação das manifestações clínicas próprias do TAS, medidas pelo Inventário da Fobia Social (SPIN); e (b) comparar e caracterizar o repertório de habilidades sociais apresentado por universitários brasileiros portadores de TAS e não portadores frente a uma situação experimental estruturada, o Teste de Simulação de Falar em Público (TSFP). Do estudo psicométrico, participaram 1006 universitários, na faixa etária entre 17 e 35 anos, de ambos os gêneros, provindos de duas instituições de ensino superior. Posteriormente...

Avaliação da aplicação do inventário de habilidades sociais em pacientes com esquizofrenia; Evaluation and application of the social skills inventory in patients with schizophrenia

Scemes, Silvia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.59%
OBJETIVO: Avaliar a aplicação do Inventário de Habilidades Sociais de Del Prette (IHS) na mensuração das Habilidades Sociais e suas correlações com variáveis psicopatológicas e neuropsicológicas em pacientes com esquizofrenia, em comparação com controles normais. MÉTODOS: Este estudo é parte de um ensaio clinico que avaliou a eficácia do Treino de Habilidades Sociais em pacientes com esquizofrenia e onde foram utilizados vários instrumentos e, entre eles, o IHS para avaliação de Habilidades Sociais, a Positive and Negative Syndrome Scale (PANSS) para avaliação da Psicopatologia e a Wechsler Abbrevited Scale of Intelligence (WASI) como medida geral de avaliação da inteligência. O estudo foi realizado no ambulatório de dois centros especializados (Projesq do Instituto de Psiquiatria do HC FMUSP e Proesq da Universidade Federal de São Paulo) nos quais 91 pacientes com diagnostico de esquizofrenia pelo DSM IV TR, com diferentes níveis de gravidade ( 62 refratários e 29 não refratários), foram comparados com controles 108 controles normais. Para comparação entre variáveis foram utilizados teste t de Student, Análise de Variância e Covariância e para o estudo das correlações um modelo de Regressão Linear. .Resultados: Pacientes com esquizofrenia apresentaram comprometimento significativamente maior de suas habilidades sociais...

Efeito da educação musical na promoção das habilidades sociais e escolares em crianças;

Martins, Paula do Nascimento
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.55%
A inclusão socioeducativa e cultural de crianças e adolescentes é um tema atual tendo em vista as diretrizes da OMS que preconizam o desenvolvimento das habilidades de vida como fator de proteção nestas etapas do ciclo vital. Neste contexto, a música como arte e ciência tem importante papel nesta prática inclusiva. A literatura tem mostrado o papel da música como estratégia eficaz para promoção das habilidades sociais, bem como sua interface com a fonoaudiologia e sua influência na prevenção de problemas de desenvolvimento incluindo as áreas social, psicomotora, cognitiva, linguagem e aprendizagem, o que pode justificar a sua aplicabilidade nos vários contextos vivenciados pelas crianças. Este estudo teve como objetivo geral investigar o efeito da educação musical sobre o repertório de habilidades sociais e escolares em crianças expostas e não expostas a educação musical e objetivos específicos: comparar o repertório de habilidades sociais e escolares das crianças do grupo experimental, antes e após a educação musical; comparar o repertório de habilidades sociais e escolares das crianças não expostas em dois momentos (primeiro e segundo testes) e comparar o repertório de habilidades sociais e escolares de crianças expostas e não expostas a educação musical. Foram avaliadas 80 crianças...

Avaliação de um programa de intervenção de habilidades sociais educativas parentais: um estudo-piloto

Bolsoni-Silva, Alessandra Turini; Salina-Brandão, Alessandra; Versuti-Stoque, Fabiana Maris; Rosin-Pinola, Andréa Regina
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 18-33
POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Estudos têm apontado relações entre déficits de habilidades sociais educativas de pais e problemas de comportamento de seus filhos. Nesse sentido, esta pesquisa visa a descrever os efeitos de um procedimento de intervenção com pais, o qual pretendeu promover suas habilidades sociais educativas. Participaram dois pais e sete mães, que elegeram o filho com o qual descreveram ter maiores dificuldades de relacionamento. Para a avaliação: 1) das dificuldades dos pais, foi utilizada uma entrevista estruturada, e 2) dos procedimentos de intervenção, foram utilizados: a) questionário de habilidades sociais educativas parentais (QHSE-P) e b) inventário de habilidades sociais (IHS-Del Prette). Os resultados das comparações pré e pós-intervenção do IHS-Del Prette mostraram aumento no escore dos grupos; as comparações do QHSE-P apontaram aquisições de diversas habilidades sociais educativas: expressar sentimentos positivos, agradecer elogios, dizer não e negociar limites. Discute-se a necessidade de procedimentos de promoção de habilidades sociais educativas para ampliar o repertório social parental.; Studies have pointed the relations between the deficit of social education skills of the parents and the behavior problem of their children. In relation to this subject...

Habilidades sociais e educação: programa de intervenção para professores de uma escola pública

Corrêa, Carmen Izaura Molina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 140 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
66.52%
Pós-graduação em Educação - FFC; O presente estudo analisa as mudanças na interação professor-aluno em sala de aula após aplicação de um programa de Treinamento em Habilidades Sociais em onze participantes do corpo docente e diretivo de uma escola pública de Ensino Fundamental - Ciclo II. Utiliza um delineamento experimental com dois grupos que recebem intervenção (Treinamento em Habilidades Sociais - THS) em momentos diferentes e são avaliados antes e depois da intervenção por meio do Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del-Prette); para a distribuição dos participantes nos dois grupos usa-se a randomização por emparelhamento, a partir dos resultados obtidos no Escore Total do pré-teste. O procedimento de coleta de dados abrange a identificação de necessidades de treinamento em habilidades sociais, a elaboração de um programa de treinamento decorrente das necessidades identificadas e a avaliação das mudanças após a intervenção. Para a identificação de situações interpessoais a serem abordadas no THS e para as avaliações pré e pósintervenção são incluídos, além do IHS-Del-Prette, os procedimentos de entrevista semi-estruturada com a diretora, observação pela pesquisadora e registro pelos professores...

Habilidades sociais e análise do comportamento: compatibilidades e dissensões conceitual-metodológicas

Bolsoni-Silva, Alessandra Turini; Carrara, Kester
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Instituto de Psicologia. Pró-Reitoria de Extensão Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Instituto de Psicologia. Pró-Reitoria de Extensão
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 330-350
POR
Relevância na Pesquisa
66.56%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Social skills can be conceptualized as a set of different kinds of behavior in the face of demands in an interpersonal situation, provided they maximize gains and reduce losses to social interactions. While there is a general description of social skills, specific populations have their own interpersonal needs. Their mapping and consequent focused interventions appear to be a productive way in what concerns the study of social skills. According to the Applied Behavior Analysis, the persons repertoire should be assessed as completely as possible, considering its phylogenetic, ontogenetic and cultural influences. It is believed that a significant proportion of behavioral problems is maintained by the production of positive and negative reinforcement, its understanding requiring the assessment of that repertoire. This paper discusses the possibility of describing social skills functionally, testing the argument of understanding them as adjectives that qualify a directory eventually incompatible with problematic behavior. For such, one must define social skills and functional analysis, so as to consider, subsequently, the relations between these concepts, based on empirical examples; Habilidades sociais podem ser conceituadas como conjunto de comportamentos emitidos diante das demandas de uma situação interpessoal...

As relações sociais entre os jovens no ensino médio : um olhar através das habilidades sociais; Social relations among teenagers in high school : a look through social skills

Rogério Gomes Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.52%
O presente estudo teve como objetivo aprofundar o conhecimento sobre as relações sociais no Ensino Médio por meio da identificação, descrição e análise das habilidades sociais dos jovens alunos. Participaram deste estudo 219 alunos do ensino médio de escolas públicas dos municípios de Campinas (SP) e Pedreira (SP). Os dados foram coletados presencialmente, nas escolas, com dois instrumentos: Questionário de Caracterização do Participante e Escala MESSY de Habilidades Sociais. Os dados foram estatisticamente analisados utilizando-se das técnicas descritiva e inferencial que têm como objetivo medir, explicar e prever o grau de relacionamento entre as variáveis. A escala MESSY, que passou por um pequeno processo de adaptação para este estudo, foi submetida a diversas análises estatísticas. Após análise fatorial, chegou-se a quatro fatores que se assemelham aos apontados pela literatura, que são Habilidades Sociais/Assertividade, Agressividade/ Comportamento Antissocial, Vaidade/Arrogância e Solidão/Ansiedade Social. Os resultados mostraram diferença significativa no fator Habilidades Sociais/Assertividade, com maior escore na faixa etária 16-17 anos e maior escore no gênero feminino. No fator Agressividade/Comportamento Antissocial...

Habilidades sociais das mães e envolvimento com os filhos: um estudo correlacional

Cia,Fabiana; Pereira,Camila de Sousa; Del Prette,Zilda Aparecida Pereira; Del Prette,Almir
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.52%
O objetivo deste estudo foi identificar e analisar o repertório de habilidades sociais de mães e o envolvimento com seus filhos. Participaram 22 mães de alunos da primeira série do ensino fundamental, que preencheram o questionário Qualidade da Interação Familiar na Visão das Mães e o Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del-Prette). Os respondentes relataram bom repertório de habilidades sociais, que foi positivamente correlacionado com as medidas de envolvimento entre as mães e seus filhos. Tais resultados sugerem a importância do repertório de habilidades sociais das mães no envolvimento com os filhos e, em caso de déficits nessa área, a necessidade de programas que visem melhorar as habilidades sociais maternas.

Interações e habilidades sociais entre universitários: um estudo correlacional

Couto,Gleiber; Vandenberghe,Luc; Tavares,Wanessa Marques; Silva,Renata Limongi França Coelho
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.53%
As interações interpessoais são a base de todos os processos sociais. O objetivo deste estudo foi verificar como essas interações se relacionam com habilidades sociais e, ao mesmo tempo, investigar evidências de validade para o Checklist de Relações Interpessoais-II. Participaram 542 estudantes de diversos cursos de ensino superior do sudeste goiano, com idade entre 18 e 55 anos (M=21, DP=5,48), respondendo ao Inventário de Habilidades Sociais, de Del Prette, e ao Checklist de Relações Interpessoais-II. Os participantes com altos escores em habilidades sociais apresentaram mais posições interpessoais do quadrante Amigável-Dominador, enquanto o grupo de baixas habilidades sociais apresentou posições de Hostilidade-Submissão. Além disso, as posições interpessoais do grupo com boas habilidades sociais mostram mais variedade de posições interpessoais. As habilidades sociais têm correlações positivas com posições amigáveis, e correlações negativas com posições hostis e submissas. Esses resultados apoiam a validade para o checklist de relações interpessoais-II.

O desenvolvimento das habilidades sociais em idosos e sua relação na satisfação com a vida

Carneiro,Rachel Shimba; Falcone,Eliane Mary de Oliveira
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.54%
Estudos atuais apontam a importância da qualidade nos relacionamentos sociais para o bem-estar físico, psicológico e social na terceira idade, mas não fornecem dados suficientes que indiquem como auxiliar os idosos a se tornarem socialmente competentes, ou seja, como desenvolver habilidades sociais na terceira idade. Um método bastante utilizado para ensinar habilidades sociais para diferentes populações tem sido o Treinamento de Habilidades Sociais. O presente estudo pretende avaliar a eficácia de um Programa de Habilidades Sociais para Idosos no aumento tanto do repertório de habilidades sociais como da satisfação com a vida de 40 pessoas na terceira idade. As habilidades sociais foram avaliadas antes e depois da intervenção, através de jogos de papéis em sete situações sociais e a satisfação com a vida através da Escala de Satisfação com a Vida. O presente estudo constatou mudanças positivas entre os participantes do grupo experimental como o desenvolvimento da habilidade assertiva.

Habilidades sociais e variáveis sociodemográficas em estudantes do ensino fundamental

Bandeira,Marina; Rocha,Sandra Silva; Freitas,Lucas Cordeiro; Del Prette,Zilda Aparecida Pereira; Del Prette,Almir
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.57%
As habilidades sociais são consideradas situacionais, mas há poucos estudos no Brasil relacionando-as a variáveis sociodemográficas, especialmente com crianças. Investigou-se a importância e freqüência das habilidades sociais em relação a variáveis sociodemográficas, com 257 estudantes, de 1ª a 4 ª série do ensino fundamental. Para avaliar habilidades sociais, utilizou-se o Sistema de Avaliação de Habilidades Sociais (SSRS) e, para o nível socioeconômico, o Critério Brasil. Participaram, como informantes, 185 pais e 12 professoras. Os resultados mostraram um efeito significativo do sexo, idade e indicadores socioeconômicos. Os melhores escores foram das meninas nas auto-avaliações e avaliação das professoras. A idade se correlacionou negativamente com auto-avaliação das habilidades sociais. Quanto maior a escolaridade dos pais e seu nível socioeconômico, maior o escore das habilidades sociais; quanto menor a importância atribuída pelos pais às habilidades sociais, menores os escores das crianças. O nível de habilidades sociais das crianças variou, portanto, em função de características sociodemográficas e sociais.

Habilidades sociais conjugais e filiação religiosa: um estudo descritivo

Villa,Miriam Bratfisch; Del Prette,Zilda Aparecida Pereira; Del Prette,Almir
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.52%
O desenvolvimento e a manutenção do repertório social são influenciados por múltiplos fatores, aí se incluindo crenças e normas. A influência religiosa sobre comportamentos sociais ocorre em diferentes contextos, inclusive o conjugal. Avaliou-se neste estudo a relação entre filiação religiosa e habilidades sociais de 74 casais, divididos em três grupos (católicos, presbiterianos e sem filiação) que responderam ao Inventário de Habilidades Sociais Conjugais, preencheram uma ficha de dados pessoais, um questionário sobre conhecimento doutrinário e um sobre a relação estabelecida entre ensinamentos da Igreja e habilidades conjugais. Os resultados mostraram que: 1) não houve diferença entre os grupos nos indicadores de habilidades, nem na influência de variáveis relacionadas às práticas religiosas; 2) muitas associações relacionavam habilidades sociais conjugais a conceitos cotidianos sobre relacionamento conjugal mais do que a ensinamentos doutrinários; 3) presbiterianos foram mais enfáticos ao associar habilidades a ensinamentos doutrinários. Concluiu-se que os ensinamentos religiosos não constituem fator determinante de habilidades sociais conjugais.

Funcionalidade da relação entre habilidades sociais e dificuldades de aprendizagem

Molina,Renata Cristina Moreno; Del Prette,Zilda Aparecida Pereira
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
66.54%
Estudos no campo das habilidades sociais têm demonstrado a existência de relações entre desempenho interpessoal e acadêmico, embora ainda haja contradições quanto à natureza e funcionalidade dessa relação. O presente estudo pretendeu examinar a relação empírica entre esses dois aspectos por meio de: a) promoção das habilidades sociais com avaliação dos efeitos sobre o repertório acadêmico e b) promoção do repertório acadêmico com avaliação dos efeitos sobre o repertório de habilidades sociais. Utilizou-se um delineamento quase experimental de grupo (um grupo controle e dois experimentais), avaliando-se o repertório acadêmico e social dos alunos antes e após a intervenção. Participaram 16 estudantes com dificuldades na aprendizagem de leitura e escrita, cujas idades variavam entre sete e treze anos. O Treinamento em Habilidades Sociais consistiu em atividades lúdico-pedagógicas com objetivos organizados em ordem crescente de complexidade. A intervenção acadêmica caracterizou-se pelo ensino de 51 palavras de duas e três sílabas simples. Do repertório acadêmico registrou-se leitura, nomeação e ditado. As habilidades sociais foram avaliadas pelo próprio participante e por seus professores e colegas. Os resultados mostraram que...

Habilidades sociais educativas de mães separadas e sua relação com o comportamento de pré-escolares

Boas,Ana Carolina Villares Barral Villas; Bolsoni-Silva,Alessandra Turini
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.52%
Este estudo teve por objetivo: (a) caracterizar uma amostra de mães e filhos, em famílias separadas, quanto às suas habilidades sociais; (b) investigar relações entre as habilidades sociais educativas das mães e o comportamento das crianças; e (c) comparar grupo clínico e não-clínico quanto ao repertório comportamental. Participaram da pesquisa 43 mães de crianças de ambos os sexos, com idade entre quatro e seis anos. As participantes responderam a um Questionário Sociodemográfico, Roteiro de Entrevista de Habilidades Sociais Educativas Parentais, Child Behavior Checklist - CBCL, Questionário de Respostas Socialmente Habilidosas e Escala Infantil A2 de Rutter. Para análise de dados, empregaram-se os testes Spearman e Mann-Whitney. Os resultados mostraram que habilidades sociais educativas das mães estiveram relacionadas a habilidades sociais das crianças, enquanto práticas negativas foram relacionadas a problemas de comportamento. Discutem-se como as habilidades sociais maternas podem influenciar o comportamento dos filhos em famílias separadas.

Avaliação de um programa de intervenção de habilidades sociais educativas parentais: um estudo-piloto

Bolsoni-Silva,Alessandra Turini; Salina-Brandão,Alessandra; Versuti-Stoque,Fabiana Maris; Rosin-Pinola,Andréa Regina
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.54%
Estudos têm apontado relações entre déficits de habilidades sociais educativas de pais e problemas de comportamento de seus filhos. Nesse sentido, esta pesquisa visa a descrever os efeitos de um procedimento de intervenção com pais, o qual pretendeu promover suas habilidades sociais educativas. Participaram dois pais e sete mães, que elegeram o filho com o qual descreveram ter maiores dificuldades de relacionamento. Para a avaliação: 1) das dificuldades dos pais, foi utilizada uma entrevista estruturada, e 2) dos procedimentos de intervenção, foram utilizados: a) questionário de habilidades sociais educativas parentais (QHSE-P) e b) inventário de habilidades sociais (IHS-Del Prette). Os resultados das comparações pré e pós-intervenção do IHS-Del Prette mostraram aumento no escore dos grupos; as comparações do QHSE-P apontaram aquisições de diversas habilidades sociais educativas: expressar sentimentos positivos, agradecer elogios, dizer não e negociar limites. Discute-se a necessidade de procedimentos de promoção de habilidades sociais educativas para ampliar o repertório social parental.

Habilidades sociais em portadores de anomalia da diferencia??o sexual

SARDINHA, Ana Paula de Andrade
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
O termo Habilidades Sociais (HS) ? usado para designar um conjunto de repert?rios comportamentais que envolvem intera??es sociais satisfat?rias. A maioria dos estudos publicados sobre essa tem?tica inclui a participa??o de crian?as e adolescentes, abordando situa??es em ambiente escolar. Poucos s?o os estudos voltados para a ?rea de sa?de, e, at? o momento, n?o foram localizadas pesquisas sobre HS realizadas com indiv?duos portadores de Anomalia da Diferencia??o Sexual (ADS). Esta anomalia se caracteriza pela malforma??o na genit?lia e/ou pela disfun??o das g?nadas, ocasionando caracter?sticas sexuais secund?rias n?o correspondentes ao sexo de cria??o. Estudos cl?nicos realizados com indiv?duos portadores de ADS t?m destacado a ocorr?ncia de d?ficits em habilidades sociais nesses indiv?duos, caracterizados pela fuga-esquiva de situa??es sociais aversivas. Neste trabalho, pretendeu-se caracterizar o repert?rio comportamental correspondente a HS em indiv?duos com ADS atendidos no ambulat?rio de um programa especializado de um hospital da rede p?blica de Bel?m, por meio de dois estudos complementares. No primeiro, foi realizado um estudo com delineamento transversal, com o objetivo de caracterizar comportamentos correspondentes a HS em indiv?duos com ADS. Participaram 9 adultos com mais de seis meses em tratamento. Foram utilizados: Roteiro de Entrevista...

Revisão Sistemática da Literatura: Treino de Habilidades Sociais em Doentes com Esquizofrenia [Póster]

Dias, Carlos Manuel de Melo; Silva, Carlos Fernandes da
Fonte: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) & Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) & Instituto Politécnico de Leiria (IPL) Publicador: Unidade de Investigação em Saúde (UIS) & Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) & Instituto Politécnico de Leiria (IPL)
Tipo: Outros
Publicado em 14/05/2012 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
Introdução A conversação (verbal e não verbal) é o instrumento crítico para a comunicação com o outro. O crescente uso do treino de habilidades sociais deve-se aos estudos que sugeriram que o nível pré-mórbido de competências sociais em doentes psiquiátricos é seu o melhor preditor do resultado da doença e do ajustamento e recuperação do doente no período pós-alta. O treino de habilidades de conversação é uma opção de intervenção que ajuda a pessoa com doença mental grave e persistente, no sentido da aquisição de competências, da manutenção das competências já adquiridas, e ainda, da adaptação construtiva destas competências ao lidar com o seu quotidiano e as suas inter-relações, considerando-se que o aumento destas competências podem fazer diminuir o risco de recaídas e hospitalizações. Objetivo O objetivo principal foi apurar as evidências sobre a importância e impacto terapêutico do treino de habilidades de conversação em doentes adultos com esquizofrenia. Métodos Procurando a resposta para questão: Qual o impacto do treino e aperfeiçoamento de habilidades de conversação nas pessoas adultas com esquizofrenia? Foi elaborado um plano de pesquisa e protocolo de revisão sistemática com a metodologia P.I.C.R.C.D....

Habilidades sociais conjugais em casais de diferentes filiações religiosas.; Marital social skills in couples from different religious affiliations.

Villa, Miriam Bratfisch
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2002 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
A literatura têm mostrado que as habilidades sociais constituem um importante ingrediente das relações conjugais satisfatórias e que a competência social é determinada por múltiplos fatores, incluindo-se aí as crenças e normas individual ou coletivamente assimiladas. A comunidade religiosa exerce grande influência sobre o comportamento de seus membros através de normas e preceitos com relação a comportamentos esperados em vários contextos, entre eles o conjugal. Nesse caso, a maioria das igrejas usualmente determina ou induz características associadas ao papel de esposa, de marido e à educação dos filhos. Este estudo teve como principal objetivo verificar a relação existente entre filiação religiosa e habilidades sociais emitidas pelos cônjuges no contexto de seu relacionamento cotidiano e outras variáveis da amostra associadas a esses aspectos. A amostra estudada foi de 74 casais divididos em três grupos: católicos, presbiterianos e sem filiação religiosa. Todos os casais responderam a um Inventário de Habilidades Sociais Conjugais (IHSC) e a uma ficha de dados pessoais. Os casais religiosos responderam também a um questionário doutrinário e um outro instrumento no qual foi solicitado que relacionassem uma lista de habilidades sociais aos ensinamentos da igreja...

Habilidades sociais conjugais de estudantes de Psicologia nas relações de namoro

Gutierrez, Jéssica Gomes
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.56%
A literatura aponta que as habilidades sociais possuem fundamental importância entre as relações interpessoais saudáveis e satisfatórias. Contudo, é preciso desenvolver habilidades sociais que favoreçam a construção de relacionamentos satisfatórios que promovam bem-estar, gerem boa comunicação interpessoal e, portanto, contribuam de forma mais ampla para a competência social. Este estudo teve como objetivo geral investigar as habilidades sociais conjugais de adultos jovens, graduandos em Psicologia, e sua influência no relacionamento amoroso mantido por adultos jovens, assim como investigar se a influência das variáveis sexo, tempo de namoro atual e o período matriculado em curso na graduação em psicologia, estão relacionadas ao repertório de habilidades sociais conjugais desses indivíduos. Verificou-se que há diferenças entre as habilidades sociais conjugais emitidas por homens e mulheres, entretanto, quanto à influência da graduação em Psicologia, sobre as habilidades sociais dos alunos, houve baixa correlação entre os repertórios de habilidades, quando comparados alunos de início e final de graduação; os dados indicaram pouca variação na emissão de comportamentos correspondentes às habilidades referidas.; Psicologia