Página 1 dos resultados de 10775 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

A gestão nas organizações da economia social e sua importância local (o caso particular da obra social padre Miguel, em Bragança)

Podence, Maria Eduarda Braga
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
O objectivo fundamental do trabalho aqui presente visa a caracterização do sector terciário no concelho de Bragança e, em particular, o posicionamento relativo de uma das Instituições particulares de Solidariedade Social que aí actuam - a Obra Social Padre Miguel (OSPM) – em termos de respostas sociais oferecidas e capacidade empregadora, de acordo com as definições e objectivos traçados para estas instituições. Pretende-se concluir sobre o impacto do sector da economia social, num concelho do interior português e perceber a importância relativa da instituição, em estudo, no contexto da economia social onde se insere. Tendo como objecto a mesma instituição pretende-se ainda perceber qual a prática quotidiana de gestão numa Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), nomeadamente se o modelo de gestão deste tipo de organização coincide com o que é defendido, em termos académicos, para um processo de gestão social. Para suportar o estudo empírico são abordados conceitos e características essenciais relativos à economia social, gestão social e mudança de processos de gestão. Faz-se ainda referência à necessidade do uso de ferramentas de gestão e da mudança da dita gestão tradicional para uma gestão profissional...

Ouvidoria fazendária: gestão social na administração pública de Pernambuco: teoria X prática

Souza, Cirlene Botelho de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.14%
A pesquisa realizada abordou as relações entre Estado e sociedade, destacando a democracia como precursora de uma gestão participativa onde a sociedade interage com a gestão pública, onde a decisão compartilhada esteja voltada para o bem comum, a gestão social. Mostrou a evolução da administração pública, investigando mais precisamente a história das Ouvidorias como sendo um dos instrumentos dessa democracia crescente. O papel que as ouvidorias públicas, em especial a Ouvidoria Fazendária do Estado de Pernambuco desempenha na relação entre o cidadão e a gestão pública e a história da SEFAZ-PE – Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco foram alvo de sua reflexão. Os resultados dos seus estudos baseados na literatura sobre o tema e na experiência da Ouvidoria Fazendária demonstram até que ponto estes órgãos são representantes da sociedade, contribuindo para a conscientização da participação cidadã na administração pública e no processo de tomada de decisão do gestor público. Quanto à metodologia, a pesquisa foi descritiva, explicativa, bibliográfica, documental e de campo. O universo foi composto pelos cidadãos que efetuaram reclamação à Ouvidoria Fazendária do Estado de Pernambuco no ano de 2011 e os servidores do que trabalhavam no setor estudado. Os dados foram coletados através da realização de entrevistas aos funcionários do órgão e questionários enviados por email aos reclamantes...

Agenda social nos territórios pacificados: um estudo sobre o Programa Territórios da Paz à luz da construção teórica em gestão social

Oliveira, Roberto Souza Greenhalgh de
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.14%
O objetivo desta pesquisa foi analisar o Programa de Gestão Social em Territórios Pacificados – Territórios da Paz à luz da construção teórica da Gestão Social na academia. Com base na literatura sobre Gestão Social, buscou-se identificar as diferentes vertentes que orientam a sua discussão. Somado a isto, foram discutidos ao longo do referencial teórico questões que favorecem o entendimento do contexto no qual está inserido o Programa Territórios da Paz, tais como as favelas, política de segurança pública e o projeto de pacificação em curso na cidade do Rio de Janeiro. Tendo em vista o discurso adotado pelo Programa Territórios da Paz, optou-se por analisa-lo a partir de algumas categorias de avaliação de processos participativos deliberativos, quais sejam: Processos de Discussão, Inclusão, Pluralismo e Bem Comum. Os dados foram coletados, em um primeiro momento, por meio de pesquisa bibliográfica. Em seguida, foram realizadas entrevistas junto aos gestores sociais responsáveis pela condução do programa estudado nos diferentes territórios. Em suma, os resultados apontam para a existência de espaços para discussão, contudo sem capacidade deliberativa. Em alguns momentos, as características do que foi denominado um Programa de Gestão Social se aproximam das características da Gestão Estratégica...

Solidariedade e organização social : a luta do "Movimento de Ilhéus" pela gestão social do território no arquipélago em Porto Alegre

Bauer, Márcio André Leal
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.15%
A presente tese insere-se um campo de estudos conhecido como Gestão Social. Por definição, esta seria uma gestão pública exercida por diferentes sujeitos sociais em espaços públicos deliberativos. O objeto de estudo é a organização social, para além da perspectiva formal e funcional que caracteriza uma abordagem centrada na dominação. A partir de uma teoria baseada no referencial da dádiva Maussiana, busca-se responder a uma questão fundamental: quais os elementos que constituem a organização social? Ver-se-á que a solidariedade é um desses elementos que fazem com que a organização seja, de fato, “social”. O objetivo desta tese é compreender o processo de construção da organização social em um território a partir da análise das mediações que auxiliam ou impedem o estabelecimento da solidariedade. A investigação que dá suporte a ela foi realizada no bairro Arquipélago em Porto Alegre. Seguindo o caminho metodológico de orientação dialética, buscou-se compreender o exercício da gestão social a partir das ações no cotidiano da comunidade. Descobriu-se que ela não está restrita a mecanismos formais, como conselhos e instâncias de representação; muito menos é a simples articulação em rede de atores formalmente constituídos ou movimentos sociais institucionalizados. Ela vai além...

A Cooperação Internacional Descentralizada à luz da gestão social : estudo de caso do projeto Purefood no âmbito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS/PGDR

Cordeiro, Marcelo de Moraes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.14%
Este trabalho tem por objetivo analisar o processo de gestão, participação e compartilhamento de saberes no projeto de Cooperação Internacional Descentralizada (CID) Purefood (Urban, peri-urban and regional food dynamics: toward an integrated and territorial approach to food) a partir dos pressupostos da Gestão Social. O projeto em questão é financiado pela União Europeia, através do fundo Marie Curie, e desenvolvido por um consórcio de sete universidades, cinco europeias, uma de Uganda e uma brasileira, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por meio do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR), objeto central da análise. Como pilares teóricos e epistemológicos, o estudo toma como pressuposto: (a) a existência de sistema-mundo (WALLERSTEIN, 2001) na dinâmica das relações e da cooperação internacional; (b) o entendimento da diversidade de modelos de desenvolvimento (MILANDO, 2005); (c) a pluralidade, compartilhamento e articulação dos saberes (SANTOS, 2004, 2009) e (d) a compreensão de que a Gestão Social (CARRION, 2009, 2012) pode oferecer alternativas ao modelo de gestão de projetos de Cooperação Internacional Descentralizada. A pesquisa se caracteriza como exploratória e qualitativa...

Gestão social como referencial de avaliação do desenvolvimento local com cidadania

Felippe, Samuel
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 188 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2013; Esta é uma dissertação, que objetiva, com ênfase na metodologia crítica da Gestão Social, avaliar a contribuição do SEBRAE para o desenvolvimento local com cidadania do Território da Cidadania do Meio Oeste Contestado. Tal abordagem traça um paralelo entre as modificações sociais, políticas e econômicas ocorridas na região do Meio Oeste Contestado, zona de litígio entre os estados de Santa Catarina e Paraná durante os anos 1912 e 1916, e que desde 2008 integra os Territórios da Cidadania. Os dados foram tratados qualitativamente a partir de entrevistas e levantamento bibliográfico de obras referentes à Gestão Social, participação, novo serviço público, documentos institucionais e sobre a Guerra do Contestado, que nesse ano de 2012 torna-se cronologicamente centenária para o contexto das injustiças sociais no Brasil. Com o uso de metodologias críticas propostas pelos teóricos da Gestão Social, Tenório (2004; 2007), Castellà e Jorba (2005), Jorba, Martí e Parés (2007) e Parés e Castellà (2008), buscou-se caracterizar o recente programa governamental de integração de políticas públicas e suas intersecções...

Gestão social e participação nas decisões

Silva, Karin Vieira da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 203 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.16%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2013; A observação do cotidiano de organizações que emergiram da sociedade civil e se desenvolveram através da construção coletiva de diversos atores sociais evidencia que não são raras as iniciativas que reproduzem em suas ações administrativas a lógica mercadológica, marcada pelo utilitarismo e pela tecnoburocracia. Acredita-se, todavia, que a lógica estratégica de mercado diverge, fundamentalmente, da orientação pluralista e coletivista sobre as quais estas organizações estão fundadas. Surge, nesse âmbito, a atenção para alternativas de gestão que possam convergir com os propósitos das organizações de origem social, com orientação dialógica e participativa. Optou-se então, neste trabalho, pelo uso da gestão social como lente analítica para compreensão da participação dos atores organizacionais nos processos de tomada de decisão em duas cooperativas catarinenses de origem popular, principal objetivo desta pesquisa. O presente trabalho teve como lócus de análise a Cooperativa de Mulheres Maricultoras de Governador Celso Ramos (COLIMAR) e a Cooperativa Social de Pais...

Gestão Social sob a lente estruturacionista

Peres Júnior,Miguel Rivera; Pereira,José Roberto; Oliveira,Lucas Canestri de
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.14%
A Gestão Social - como campo de estudo e como prática social - tem buscado se consolidar como um tipo de gestão pública não estatal, em que a sociedade é a protagonista da ação. Grande parte dos estudos da área fundamenta-se na perspectiva crítica, em especial na teoria da ação comunicativa de Habermas. Pretende-se, aqui, indicar um novo caminho teórico para a análise da Gestão Social, fundamentado na Teoria da Estruturação, proposta pelo sociólogo inglês Anthony Giddens. Tendo entre seus principais pressupostos a dualidade da estrutura (a estrutura é, ao mesmo tempo, meio e resultado da ação) e o reconhecimento da ação humana como intencional, reflexiva e cognoscitiva, entende-se que a perspectiva estruturacionista fornece subsídios consistentes para a compreensão das práticas de Gestão Social, especialmente no que diz respeito ao processo de estruturação do sistema deliberativo e da formação da esfera pública, bases de sustentação teórica da Gestão Social. Para viabilizar essa nova abordagem, este artigo propõe um arcabouço teórico que incorpora o sistema deliberativo de Mansbridge (1999) ao modelo estruturacionista multidimensional de sistemas sociais de Whittington (1992). Neste arcabouço...

Gestão social e esfera pública: aproximações teórico-conceituais

Oliveira,Vânia Aparecida Rezende de; Cançado,Airton Cardoso; Pereira,José Roberto
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.18%
Pretende-se abordar neste ensaio as aproximações teórico-conceituais entre gestão social e esfera pública no âmbito da sociedade brasileira no intuito de propor uma discussão sobre o conceito de gestão social. Entendendo que a gestão social tem se apresentado como uma possibilidade promissora de campo de estudos e que há um avanço no sentido de sedimentar esse posicionamento partiu-se dos preceitos teóricos da esfera pública habermasiana para promover um esforço na teorização do conceito. Dentro do objetivo proposto podemos afirmar que os caminhos ainda são longos, tanto o da ampliação do conceito de gestão social, como da escolha de referenciais que apóiem esta construção. No entanto o visível crescimento da pesquisa e da prática da gestão social no país, mesmo sem sedimentação teórica do campo nos mostra que a sociedade está participando da resolução dos seus problemas, mesmo que de forma incipiente ou parcial. A sociedade brasileira tem (re)criado espaços públicos, onde a ação pública se torna possível. Ao sinalizar que os espaços públicos constituem uma das bases para se compreender e consolidar o conceito de gestão social, abre-se caminho para esta área do conhecimento cientifico. Como resultado este trabalho sinaliza que...

Gestão social: reflexões teóricas e conceituais

Cançado,Airton Cardoso; Tenório,Fernando Guilherme; Pereira,José Roberto
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.12%
O objetivo deste artigo é apresentar os avanços e discutir as críticas em relação à gestão social, além de apresentar contribuições para possível delimitação inicial desse campo de conhecimento, que se entende aqui, está em construção. Foi realizada uma revisão de literatura acerca dos aportes teóricos sobre o tema. São apresentadas e discutidas as principais críticas e elencadas as contribuições para a delimitação do campo. O artigo também aborda a importância do tema e a reconstrução da origem do termo gestão social. Na percepção dos autores deste texto, a gestão social é antitética à gestão estratégica uma vez que a sua preocupação é com o envolvimento de todos no processo de tomada de decisão coletiva; contrária, portanto, à gestão estratégica cujo arcabouço conceitual e instrumental está vinculado a mecanismos decisórios baseados na hierarquia. Em síntese, a gestão social é apresentada como a tomada de decisão coletiva, sem coerção, baseada na inteligibilidade da linguagem, na dialogicidade e no entendimento esclarecido como processo, na transparência como pressuposto e na emancipação enquanto fim último.

Abordagens teóricas da Gestão Social: uma análise de citações exploratória

Peres Jr,Miguel Rivera; Pereira,José Roberto
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.17%
O campo científico da Gestão Social conta com uma crescente produção acadêmica por meio da qual se discutem formas alternativas de gestão e que são caracterizadas por ações gerenciais dialógicas. Neste trabalho, objetiva-se identificar possíveis vertentes teóricas que emergem nesse campo. Para isso, é feita uma análise de citações dos trabalhos indexados na base Google Acadêmico, por meio da qual são delimitadas quatro abordagens teóricas que se explicam pelas fundamentações teóricas (abordagens crítica frankfurteana e da gestão do desenvolvimento social interorganizacional); pela origem de seus pesquisadores (abordagem puquiana) ou pelas singularidades (abordagem da administração pública societal, identificada com base nas especificidades de um modelo de gestão pública surgida no Brasil, que se contrapõe ao movimento gerencialista neoliberal dos anos 1980). Aponta-se, ainda, no trabalho, que entre as abordagens - pelo menos nos trabalhos de maior impacto - , temas comuns podem ser identificados, como a contraposição gestão social versus gestão estratégica; o terceiro setor como um espaço de ocorrência da gestão social; a proeminência de conceitos como participação, diálogo e busca do bem comum. A despeito dessas convergências...

Para além da dupla consciência: Gestão Social e as antessalas epistemológicas

Justen,Carlos Eduardo; Moretto Neto,Luís; Garrido,Paulo Otolini
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
66.17%
A partir da noção de dupla consciência, observada na obra The souls of black folk (1903), de W. E. B. Du Bois e utilizada como metarreferência discursiva, este artigo, como ensaio teórico, objetiva estabelecer uma reflexão epistemológica que contribua para que a Gestão Social não recaia na patologia da dupla consciência - uma gestão, na forma de ação social, que se credita normativamente emancipatória, mas que representa na materialidade da vida, de modo contraditório, a continuidade de uma realidade social opressora. Para tanto, após a identificação do sentido axiológico atribuído à Gestão Social e o apontamento das principais dificuldades, limitações e críticas mapeadas na literatura especializada, foram trazidas à baila duas temáticas pouco exploradas no âmbito da Gestão Social - relações de poder, consubstanciadas no conceito de colonialidade de poder, e a relação homem/natureza, delineada pelo aspecto da ecologia - a fim de demonstrar que tal gestão, uma gestão-problema, não uma gestão-resposta, deve desenvolver a capacidade de se autoproblematizar, de sentir-se como um problema e de refletir acerca de suas próprias questões não explicitadas. Ao final, após a exposição de um conjunto de caracteres epistemológicos...

Gestão social do desenvolvimento rural sustentável de um território: fatores determinantes para o fortalecimento e articulação horizontal e vertical de conselhos e fóruns participativo

da Silva Costa, Debora; Wanderley Lubambo, Cátia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.15%
O objetivo deste trabalho é analisar os fatores políticos institucionais que contribuem para o processo de interação e articulação de conselhos e fóruns participativos na perspectiva da gestão social do desenvolvimento rural sustentável em espaços territoriais. A construção de Arranjos institucionais a partir de instâncias colegiadas desde os municípios, passando pelo espaço territorial, estadual até o nível nacional tem se colocado nas políticas públicas na perspectiva de ampliar a participação e o controle social nos diversos níveis a partir do processo de descentralização. Diversos fatores de ordem políticoinstitucional interferem no processo de interação e de articulação dessas instâncias na perspectiva de construir processos de gestão social que promovam estratégias de desenvolvimento territorial rural sustentável, na construção de pactos socais que reflitam a diversidade, a pluralidade e a singularidade dos diversos territórios nas políticas de desenvolvimento rural. Os capítulos deste trabalho representam o resultado da reflexão de diversos autores, estudos e pesquisas sobre a gestão social do desenvolvimento rural Sustentável no enfoque territorial, as reflexões dos atores participantes dos fóruns e conselhos entrevistados e da observação participante da pesquisadora. Na primeira parte trata-se da questão da descentralização...

A representação social do papel de gestores em organizações não governamentais

Serafim, Lia Sales
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.18%
The discussions concerning the absence of a management model appropriate to the peculiarities of third sector organizations have not been impeditive to their emphasized expansion in the last decades. In the attempt of understanding this phenomenon from the perspective of those who manage social organizations, this work based on the theory of social representations to understand the notion that organization managers of the third sector - based in Fortaleza CE - have of the part that they play and how this notion influences the direction of their activities. Social representations of managers of four different categories of non-governmental organizations have been investigated, each category composed of two unities. The categories researched were: social integration through art and education, prevention and treatment of alcohol and drug abuse, children s health assistance and community action. By using Doise s Societal Approach, the role of social managers translated in intraindividual, interindividual and situational processes of their actions, has been analysed within the social representations, focusing on beliefs, values, symbols and stories that give meaning to the existence of non-governmental organizations. Analysis and discussion of data displayed the existence of diversity in the understanding of managers within their practice...

Mundo-da-vida e sistema: o locus da gestão social sob a abordagem habermasiana

Alcântara, Valderí de Castro
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Administração; UFLA; Brasil; Departamento de Administração e Economia Publicador: Programa de Pós-Graduação em Administração; UFLA; Brasil; Departamento de Administração e Economia
Tipo: Dissertação
Publicado em 05/08/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.23%
We aim to inform where the social management within the relationship between the lifeworld (lebenswelt) and system in the society’s conception proposed by Jürgen Habermas lays in. In the first article, “Caminhos e perspectivas de diálogos da gestão social com as obras de Jürgen Habermas”, we showed, that even Habermas has influenced on the conception of social management concept, his theoretical framework is still little approached by the area. Little of his work is explored by the social management area and a range of work makes reference to Habermas by the reading accomplished through other authors. Furthermore, we notice a great lack of reference to authors who talk critically to Habermas, and point out that the author has much more to contribute to the social management area development and consolidation. In the second article, “No mundo- da- vida (Lebenswelt) e no Sistema (System): Refletindo sobre o Locus da Gestão Social e suas Tensões”, we search for situating and questioning the social management locus within the relation between the lifeworld and system established by Habermas. We show that the social management possibilities (institutional locus) are found to be in a continuum between the lifeworld and system. However...

Gestão Social em Empreendimentos Econômicos Solidários: uma abordagem no Oeste Potiguar

Dias, Thiago Ferreira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.17%
The central research question was to search for data to ratify the theory and discourse of the so-called practitioners of economic solidarity, by defending the substantive rationality should guide the principles of economic solidary, designing the space economy incidental and not the primacy of relations in determining social as well, reflecting the predominance of dimensions of social management in administrative practices of ESS's. For both analyzed the theoretical dimensions of social management - sociopolitical, economic, organizational and environmental - manifested in organizational practices supportive of economic organization Potiguar West. For the success of the research realized the triangulation involving a combination of quantitative and qualitative methodological approaches. At first the research will use a quantitative approach, from the cluster analysis, to verify the behavior of the sample chosen for this study. In the second stage of the qualitative study was carried out focus group technique (FLICK, 2002) for further analysis of the dimensions of social management on organizational practices supportive of economic organization, related to the principles of Solidary Economy, established in a quantitative approach. In quantitative analysis...

Círculos ao invés de linhas: em busca de valores e princípios estruturantes da gestão social. Projeto juventude, participação e autonomia (Instituto Universidade Popular - UNIPOP)

Silva, Francisco Conceição da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Administração; Políticas e Gestão Públicas; Gestão Organizacional
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
76.15%
The organizations are characterized as dynamic spaces, they are being revisited and redefined, because they constitute structural human spaces and new vain outlines won expression. As it begins, of the non consensus in its conception, it is explicit the complexity degree that is identified in the plurality and diversity, brought by the people that compose them, characterizing it as accomplishment space, of happiness and also of conflict, of relationships of power and organizational limits and from birth and burial of faiths, values, norms, symbols, knowledge and rituals, therefore, deeply human. In that way, to know the administration of the organization is preponderant condition for the format of the human relationships to be delineated in its living. Like this the work makes an option in knowing the social administration, this work tries to know and analyze the values and beginnings of the social administration; revealling characteristics and specificities of the organizational performance of UNIPOP that contribute to the formation of the conception of Social Administration, it tends as source of the information the managers of the institution; to identify the formative values of UNIPOP that contribute to the youths' partner-political action in the community...

Ouvidorias públicas federais : análise dos elementos que contribuem para a promoção da gestão social; Texto para Discussão (TD) 2088 : Ouvidorias públicas federais : análise dos elementos que contribuem para a promoção da gestão social

Menezes, Ronald do Amaral
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.14%
A gestão social se apresenta como um contraponto à gestão estratégica na medida em que sua natureza dialógica privilegia a participação e o compartilhamento das decisões. Nesse contexto, no bojo do processo de redemocratização do Estado brasileiro, emergem instâncias e mecanismos de participação social, entre os quais as ouvidorias públicas que se destacam na promoção e defesa de direitos, na valorização da cidadania e no aperfeiçoamento da gestão pública. Este estudo tem por objetivo apresentar e discutir elementos que contribuem para que as ouvidorias públicas federais cumpram o seu papel no fortalecimento da gestão social no Brasil, por meio de uma ação autônoma, que induza a participação social e favoreça os processos de accountability societal.; 29 p. : il.

Relações pessoais na construção da gestão social em favelas: experiências no Rio de Janeiro

Teixeira, Marco Antonio dos Santos; Fernandes, Raquel Brum; Daemon, Flora
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES Publicador: Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
76.09%
O artigo tem como foco a política pública de gestão social em favelas, por meio de uma análise dos processos de construção das relações pessoais entre gestores, moradores e outros atores locais de três contextos cariocas: os Complexos do Andaraí/Grajaú, do Turano e os morros Babilônia e Chapéu Mangueira. Como ponto de partida, temos a implementação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e as estratégias de gestão social que surgiram como decorrência de tal política de segurança. Será com foco no Programa Territórios da Paz, da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, que serão analisados, a partir do olhar de três profissionais gestores, os significados dos laços pessoais e afetivos na constituição de relações interpessoais para a execução do trabalho de agentes públicos de gestão social.

Dialogismo e Reflexidade: uma análise da contribuição dos Centros e Programas de Estudos de Gestão Social no Brasil

Guerra, Júnia; Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais; Teodósio, Armindo dos Santos de Sousa; Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 07/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8077.2015v17nespp45Este artigo teve como objetivo central analisar as possibilidades dialógicas e reflexivas para o ensino e a pesquisa de Gestão Social no Brasil a partir da atuação de Centros e Programas de Estudo deste campo no país. Para tanto, foram discutidas temáticas que envolvem o construto teórico da Gestão Social e as suas implicações para o exercício do ensino e pesquisa acadêmicos por meio da perspectiva interdisciplinar. De cunho qualitativo, esta pesquisa investigou seis Centros e Programas de Estudo sobre Gestão Social no Brasil. Adotou a entrevista semiestruturada em profundidade com seus fundadores e coordenadores, bem como a pesquisa documental como instrumentos de coleta de dados. Os resultados demonstraram que os Centros e Programas de Estudo investigados reconhecem a Gestão Social como gestão da coletividade social de um dado território, no qual são assumidas relações intersetoriais que, por sua vez, refletem em práticas dialógicas e reflexivas.