Página 1 dos resultados de 811 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Caracterização das comunidades de aves e formigas ao longo de um gradiente de perturbação agricola

Sequeira, Fábio Jorge Maximino
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.51%
A perturbação antropogénica dos ecossistemas é uma das causas principais da perda de biodiversidade. Este factor pode afectar de forma negativa as comunidades de fauna e flora. Animais como as aves e as formigas servem de bioindicadores para perceber como varia a biodiversidade nos ecossistemas. O Montado é um exemplo de um ecossistema alterado pelo Homem, caracterizado por apresentar níveis elevados de biodiversidade de fauna e flora à medida que é explorado de forma sustentável. São zonas que apresentam gradientes com diferentes níveis de intensidade agrícola. O objectivo deste trabalho foi o de caracterizar as comunidade de aves e formigas que habitam no Montado. O trabalho foi realizado no sul de Portugal entre os meses de Maio e Setembro. O gradiente foi formado por 5 habitats que iam desde uma zona mais florestal até locais mais perturbados como campos de cereais. Para amostrar as aves foram realizados censos, utilizando o método dos pontos, em cada habitat e sessões de anilhagem, que também serviram para estimar a dieta de cada ave. A dieta das aves foi analisada por espécie em separado e agrupadas em frugívoras, insectívoras e granívoras. Em relação às formigas, apenas se teve em conta aquelas que transportavam sementes. Os resultados apontam para uma diminuição da biodiversidade de aves e formigas ao longo do gradiente de perturbação...

Estrutura de comunidades de formigas do cerrado.; Ant community structure in the brazilian tropical dry forest (Cerrado).

Silvestre, Rogerio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/06/2000 PT
Relevância na Pesquisa
37.55%
O presente trabalho investiga três aspectos da estrutura de comunidades de formigas do bioma Cerrado: interações interespecíficas, riqueza e diversidade de espécies e guildas. Primeiramente, investiguei a influência dos comportamentos agressivos observados em interações interespecíficas nos levantamentos faunísticos que empregam iscas, verificando a existência de hierarquias de dominância dentro das comunidades de formigas e tentando responder se essa eventual dominância comportamental da fonte alimentar poderia alterar os resultados de freqüência relativa das espécies obtidos em levantamentos. Utilizei como modelo iscas de sardinha que mimetizam fontes de proteína. Registrei os atos comportamentais de formigas visitando 60 iscas oferecidas por 90 minutos sobre o solo de duas localidades de Cerrado. Setenta e duas espécies foram registradas realizando 682 atos comportamentais interativos, dos quais 352 foram agressivos, resultando na morte de 29 indivíduos. A maioria das espécies observadas monitora constantemente o habitat à procura de alimentos, sobrepondo as áreas de forrageamento das colônias que estão próximas, resultando assim na competição freqüentemente observada. A maioria das iscas (85%) foi visitada nos primeiros cinco minutos de exposição e em média 4...

História natural e ecologia da interação entre Chamaecrista debilis (Vogel) Irwin & Barneby (Caesalpiniaceae), herbívoros e formigas visitantes de nectários extraflorais no cerrado.; Não informado

Nascimento, Elynton Alves do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
Neste estudo foi avaliado o grau de proteção conferido à Chamaecrista debilis a partir das formigas visitantes dos seus nectários extraflorais (NEFs), que são estruturas não envolvidas diretamente na polinização e que representam uma importante fonte alimentar para vários grupos de artrópodes. Foram utilizados dois experimentos, no primeiro foram escolhidas e marcadas 20 plantas, sendo 10 destinadas ao controle, permanecendo em seu estado natural, e outras 10 denominadas tratamento, onde as formigas presentes foram retiradas, sendo aplicada uma resina na base do caule, afim de impedir o acesso das formigas à planta. Em cada planta de ambos os grupos, foram marcadas 6 folhas, contando¬se seus folíolos para acompanhar a herbivoria. No segundo experimento, foram escolhidas 6 plantas, sendo marcados dois ramos em cada uma, um destinado ao controle e outro destinado ao tratamento, onde foi aplicada a resina em sua base e as formigas foram excluídas. Foram marcadas 3 folhas em cada ramo, sendo contado o número de folíolos para acompanhar a herbivoria. No primeiro experimento não objetivou¬se determinar a defesa diferencial, dependendo das espécies das formigas associadas aos NEFs, enquanto que no segundo experimento foi avaliada especificamente a defesa conferida por Camponotus cingulatus. A fenologia foi acompanhada quinzenalmente...

Microrganismos patogênicos veiculados por formigas "andarilhas" em unidades de alimentação ; Pathogens vectored by "tramp" ants in Food Distribution Units

Schuller, Lucia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37.58%
As formigas andarilhas têm adquirido uma notoriedade científica graças aos trabalhos realizados desde a década de 70 quando foi constatada a presença de patógenos nas amostras de formigas coletadas de ambientes hospitalares. Os trabalhos elaborados a partir de então relataram a presença dos gêneros Salmonella, Staphylococcus, Klebsiella e Enterobacter nesses ambientes além de outros microrganismos patogênicos de importância. No entanto, pouco conhecimento foi produzido a partir da sua presença em ambientes em que se manipulam e produzem alimentos para consumo humano. As formigas andarilhas têm sido observadas com freqüência em domicílios, áreas de manipulação e fabrico de alimentos asism como em Unidades de Alimentação e se constituem em uma das principais queixas de consumidores. O presente estudo procurou verificar quais os patógenos de importância para a indústria de alimentos encontrados em formigas coletadas em Unidades de Alimentação. As coletas foram feitas em meio de cultura Agar sangue e os isolamentos nos seguintes meios de cultura:Baird Parker para Staphylococcus, Sulfito de Bismuto para Salmonella e Agar MacConkey para enterobactérias. Os resultados demonstraram a presença de S. aureus e de enterobactérias provenientes de amostras de formigas coletadas em Unidades de Alimentação na região da Grande São Paulo...

Avaliação do potencial das formigas como vetores mecâncios de micobactérias em hospital especializado na assistência de pacientes de tuberculose no Estado de São Paulo; Evaluation of ants as potential mechanical vectors of mycobacteria in a hospital specializing in assistance to TB patients, the state of São Paulo

Couceiro, Ana Paula Macedo Ruggiero
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.51%
Introdução - A urbanização desencadeia inúmeros transtornos, como a disseminação de artrópodes e, conseqüentemente, de doenças veiculadas pelos mesmos. As formigas são muito adaptáveis e se beneficiam com a convivência humana. Nos hospitais, elas podem ser vetores mecânicos de inúmeras bactérias, e a diversidade de espécies encontradas nestes ambientes, causam preocupação pelo risco potencial à saúde pública. O aumento das infecções hospitalares envolvendo micobactérias ambientais, com surtos no Brasil entre 1998 a 2009 em 23 estados alarmou os órgãos e profissionais de saúde pública. Objetivos - Avaliar o potencial de formigas como vetores de micobactérias em um hospital especializado no atendimento de doentes com tuberculose. Métodos - Foram realizadas seis coletas de formigas em diferentes áreas do hospital no período de 2009 a 2010, que foram semeadas em meios de cultura de Löwenstein-Jensen e de Stonebrink para isolamento de micobactérias. As culturas sugestivas foram submetidas à coloração de Ziehl-Neelsen para bacilos álcool-ácido resistentes e identificação por métodos moleculares (PRA para o gene hsp65 com o par de primers TB11 e TB12 gênero-específico e sequenciamento genético do DNA). Resultados - Do total de 247 amostras de formigas coletadas e semeadas...

Aspectos temporais da organização coletiva do forrageamento em formigas saúvas (Atta sexdens rubropilosa); Temporal aspects of collective organization of foraging in leaf-cutting ants (Atta sexdens rubropilosa)

Toledo, Marcelo Arruda Fiuza de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.66%
Ao observarmos uma trilha de forrageamento de formigas saúvas parece bastante claro que ela consiste no tráfego de muitos indivíduos que buscam alimento numa mesma fonte e o trazem para a colônia. No entanto, a organização presente numa trilha vai muito além do fato de que formigas operárias transportam folhas para o ninho. Desde os mecanismos de formação e manutenção de trilhas baseados no recrutamento e em retroalimentação positiva da marcação feromonal, até a forma com que formigas de tamanhos diferentes se dividem entre as tarefas de corte, transporte e patrulhamento, as trilhas de forrageamento exibem uma organização muito sofisticada, que reflete a complexidade característica dos de organismos eussociais. Neste cenário, é particularmente desafiador identificar a relação entre os comportamentos individuais, característicos de formigas de um dado morfotipo, e os padrões globais coletivos observados na colônia, como por exemplo, o padrão temporal da atividade de forrageamento. No caso de formigas Atta sexdens, apesar de ser reconhecida a importância do polimorfismo na divisão de tarefas, não foi investigado o seu papel na determinação do padrão temporal com que as tarefas são realizadas. Esta questão é especialmente interessante no caso das trilhas...

Diversidade e evolução na simbiose entre bactérias e formigas Attini

Marchiori, Ana Carolina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 95 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.66%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Processo FAPESP: 09/09258-5; Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRC; Ants of the Attini tribe are known for the habit of cultivating mutualistic fungi (Basidiomycota) on a variety of harvested materials to form what is called the fungus garden. This habit originated approximately 50 million years ago in South America and gave rise to five agricultural systems, which differ in the type of fungus and collected material. Attine ants utilize the fungus garden as a source of nutrients and enzymes, which are not only produced by the mutualistic fungus, but also by other microbes present in the garden. Therefore, for ants and fungi have access to these nutrients associations with other microorganisms became necessary. Studies of microbial community associated with attine ants are mostly related to the fungus gardens and aim to explore the mechanisms of plant biomass degradation. Information on the microbiota associated with the body of ants and its function are still lacking. Attine ants rely on microbial symbionts for nutrition and protection against parasites. On the other hand, some microbes threatens these ants and others appear to be only commensals. In this work...

A percepção sobre as formigas (Hymenoptera: Formicidae) no contexto agroecológico: conhecimentos e práticas dos agricultores familiares do entorno do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, SC.

Sasaki, Lorena Lucas
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 88
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.58%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; O bioma Mata Atlântica é considerado uma área prioritária à conservação dos recursos naturais, sendo a agricultura orgânica exercida dentro dos princípios da Agroecologia, a prática mais adequada às necessidades dessa área. Utilizando-se de uma abordagem etnobiológica, esta pesquisa teve como enfoque, a relação entre os agricultores ecológicos da região do entorno do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro/SC, com as formigas. Através de entrevistas e coletas de campo foram levantados os problemas relacionados a esses insetos, as espécies conhecidas, os nomes locais atribuídos a elas e as técnicas utilizadas para o controle dessas formigas. Foi constatado que nas comunidades de agricultores estudadas, as formigas são ou já foram consideradas um problema. Foram registradas 14 espécies ou morfoespécies de formigas associadas à produção agrícola ou que estão presentes no universo empírico dos agricultores, sendo que as espécies mais citadas estão incluídas em três gêneros: Acromyrmex, Camponotus e Solenopsis. Foram citados 18 nomes locais para as diferentes espécies de formigas e foram listadas 16 técnicas utilizadas pelos agricultores no controle das formigas na região. Observou-se o resgate do uso tradicional de plantas no controle das formigas e que os agricultores entrevistados possuem conhecimento ecológico na maioria das vezes compatível com a literatura científica. No entanto...

A percepção sobre as formigas (Hymenoptera: Formicidae) no contexto agroecológico: conhecimentos e práticas dos agricultores familiares do entorno do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, SC.

Sasaki, Lorena Lucas
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 88
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.58%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; O bioma Mata Atlântica é considerado uma área prioritária à conservação dos recursos naturais, sendo a agricultura orgânica exercida dentro dos princípios da Agroecologia, a prática mais adequada às necessidades dessa área. Utilizando-se de uma abordagem etnobiológica, esta pesquisa teve como enfoque, a relação entre os agricultores ecológicos da região do entorno do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro/SC, com as formigas. Através de entrevistas e coletas de campo foram levantados os problemas relacionados a esses insetos, as espécies conhecidas, os nomes locais atribuídos a elas e as técnicas utilizadas para o controle dessas formigas. Foi constatado que nas comunidades de agricultores estudadas, as formigas são ou já foram consideradas um problema. Foram registradas 14 espécies ou morfoespécies de formigas associadas à produção agrícola ou que estão presentes no universo empírico dos agricultores, sendo que as espécies mais citadas estão incluídas em três gêneros: Acromyrmex, Camponotus e Solenopsis. Foram citados 18 nomes locais para as diferentes espécies de formigas e foram listadas 16 técnicas utilizadas pelos agricultores no controle das formigas na região. Observou-se o resgate do uso tradicional de plantas no controle das formigas e que os agricultores entrevistados possuem conhecimento ecológico na maioria das vezes compatível com a literatura científica. No entanto...

A percepção sobre as formigas (Hymenoptera: Formicidae) no contexto agroecológico: conhecimentos e práticas dos agricultores familiares do entorno do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, SC.

Sasaki, Lorena Lucas
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 88
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.58%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; O bioma Mata Atlântica é considerado uma área prioritária à conservação dos recursos naturais, sendo a agricultura orgânica exercida dentro dos princípios da Agroecologia, a prática mais adequada às necessidades dessa área. Utilizando-se de uma abordagem etnobiológica, esta pesquisa teve como enfoque, a relação entre os agricultores ecológicos da região do entorno do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro/SC, com as formigas. Através de entrevistas e coletas de campo foram levantados os problemas relacionados a esses insetos, as espécies conhecidas, os nomes locais atribuídos a elas e as técnicas utilizadas para o controle dessas formigas. Foi constatado que nas comunidades de agricultores estudadas, as formigas são ou já foram consideradas um problema. Foram registradas 14 espécies ou morfoespécies de formigas associadas à produção agrícola ou que estão presentes no universo empírico dos agricultores, sendo que as espécies mais citadas estão incluídas em três gêneros: Acromyrmex, Camponotus e Solenopsis. Foram citados 18 nomes locais para as diferentes espécies de formigas e foram listadas 16 técnicas utilizadas pelos agricultores no controle das formigas na região. Observou-se o resgate do uso tradicional de plantas no controle das formigas e que os agricultores entrevistados possuem conhecimento ecológico na maioria das vezes compatível com a literatura científica. No entanto...

Relação entre diferentes espécies de formigas e a mirmecófita Cordia nodosa Lamarck (Boraginaceae) em áreas de mata ripária na Amazônia mato-grossense

Izzo,Thiago Junqueira; Peneti-Benelli,Adarilda
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.55%
Os benefícios obtidos por um organismo em uma associação mutualística podem variar em função de fatores ambientais, bem como entre as diferentes espécies que podem estar associadas. Neste trabalho demonstramos que quatro espécies de formigas, Crematogaster brasiliensis, Allomerus octoarticulatus e duas não identificadas do gênero Azteca podem ser encontradas associadas à mirmecófita Cordia nodosa em florestas ripárias sul-amazônicas. Essa composição de espécies de formigas é mais similar a encontrada na Amazônia Andina do que aquela da Amazônia Central brasileira. A colonização por formigas parece ser determinante, pois diminuiu a herbivoria e, consequentemente, aumentou a probabilidade de C. nodosa produzir frutos. Adicionalmente, mesmo não havendo diferença na herbivoria entre plantas colonizadas pelas diferentes espécies de formigas, a probabilidade de uma planta colonizada por formigas do gênero Allomerus produzir frutos é menor do que quando colonizadas pelas outras espécies de formigas. Esse estudo demonstra a dependência de C. nodosa pela colonização de formigas para sua reprodução. Contudo, conforme outros estudos realizados em outras áreas da Amazônia demonstram, nossos resultados também sugerem que Allomerus pode estar castrando as plantas hospedeiras...

Inventário estruturado de formigas (Hymenoptera, Formicidae) em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia, RJ

Schütte,Michel de S.; Queiroz,Jarbas M.; Mayhé-Nunes,Antônio J.; Pereira,Marcos Paulo dos S.
Fonte: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul Publicador: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.51%
As formigas são componentes funcionais importantes em florestas tropicais devido aos papéis ecológicos que exercem, à grande biomassa e à riqueza de espécies. Embora a Mata Atlântica seja um dos ecossistemas mais bem estudados no Brasil, ainda faltam informações sobre a diversidade de formigas nos fragmentos florestais do Estado do Rio de Janeiro. A riqueza e composição da assembléia de formigas em floresta ombrófila de encosta na ilha da Marambaia (RJ) foi estudada através de um inventário estruturado em uma área de 0,6 ha. Armadilhas do tipo "pitfall" e coletas manuais foram empregadas na serapilheira e sobre a vegetação entre os meses de janeiro e julho de 2004. Um total de 29 gêneros e 82 espécies foi encontrado na amostragem. A abundância e a riqueza de espécies foram maiores nas amostras de março do que de julho. Já a eqüitatividade e diversidade de formigas nas amostras não foram influenciadas pela época da coleta. As amostras de formigas em galhos mortos adicionaram seis espécies à lista, acrescentando informações sobre a biologia das espécies. As amostras sobre plantas totalizaram 32 espécies de formigas, das quais 12 foram exclusivas, como as espécies de Pseudomyrmex e algumas de Crematogaster e Pachycondyla. Este estudo pretende contribuir para o desenvolvimento de prioridades conservacionistas em um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo.

A riqueza das formigas relacionada aos períodos sazonais em Caxiuanã durante os anos de 2006 e 2007

Santos,Sérgio Rodrigo Quadros dos; Vitorino,Maria Isabel; Harada,Ana Yoshi; Souza,Adriano Marlisom Leão de; Souza,Everaldo Barreiros de
Fonte: Sociedade Brasileira de Meteorologia Publicador: Sociedade Brasileira de Meteorologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.51%
A variabilidade temporal da fauna de formigas coletadas em Caxiuanã -PA, durante o protocolo de formigas de serrapilheira do Projeto TEAM/Caxiuanã , foram estudadas a partir das condições meteorológicas locais observadas nos meses de janeiro a abril (estação chuvosa), e julho a outubro (estação menos chuvosa), para os anos de 2006 e 2007. Para isso, foram utilizados dados meteorológicos da torre micrometeorológica de Caxiuanã . Durante a estação chuvosa, notou-se o predomínio de elevados valores de precipitação e umidade do solo, e baixas temperaturas do ar. Na estação menos chuvosa, observou-se comportamento oposto ao período chuvoso. Em geral, observou-se que a frequência de formigas é maior quando há redução da precipitação e da umidade do solo; e do aumento da temperatura do ar. Os gêneros das formigas Crematogaster, Hypoponera, Pheidole e Solenopsis apresentaram maior quantidade de indivíduos. Percebeu-se ainda, que as correlações estatísticas com função polinomial de segunda ordem, entre as variáveis atmosféricas e a frequência de formigas, mostram claramente que estas ocorrem de modo inverso com a precipitação e a umidade do solo, e direta com a temperatura do ar. Assim, os resultados deste estudo corroboram a alta variação da abundância dos quatro gêneros de formigas supracitados...

Interações ecológicas em florestas fragmentadas: qual a relação entre estresse hídrico em plantas e o relaxamento do controle base-topo das formigas cortadeiras (FORMICIDAE: ATTINI)?

Domingos Ribeiro Neto, José; Roberta Leal, Inara (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.51%
Fragmentação florestal provoca efeitos de borda, levando ao relaxamento dos controles base-topo e topo-base das formigas cortadeiras (Atta spp.), aumentando seu efetivo populacional. Como a suscetibilidade de plantas ao ataque por formigas pode ser influenciado por variáveis ambientais, testamos as hipóteses: (1) indivíduos de plantas mais próximos à borda do fragmento estão submetidos a condições mais estressantes que indivíduos mais distantes; (2) indivíduos localizados nas bordas voltadas para o equador estão submetidos a condições mais estressantes; e (3) formigas cortadeiras forrageiam preferencialmente sobre indivíduos cultivados em condições de estresse hídrico. Para isso, construímos transectos para medir o conteúdo de água foliar no gradiente borda-interior nas quatro orientações de borda em um fragmento de Mata Atlântica em Alagoas, Brasil, e conduzimos um experimento de oferecimento de plantas sadias e estressadas hidricamente, Miconia prasina DC (Melastomateceae), Ocotea glomerata (Nees) Mez. (Lauraceae), Tapirira guianensis Aubl. (Anacardiaceae), Tovomita brevistaminea Engl. (Clusiaceae), Lecythis lurida (Miers) S. A. Mori (Lecythidaceae) e Licania tomentosa Benth (Chrysobalanaceae). a colônias Atta sexdens L. e Atta cephalotes L.. Os resultados não se evidenciaram o gradiente conteúdo de água foliar com a distância...

Efeito de perturbações antrópicas sobre comunidades de plantas lenhosas e formigas na CAATINGA.

Ribeiro Neto, José Domingos; Leal, Inara Roberta (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
BR
Relevância na Pesquisa
37.61%
As perturbações antrópicas são, atualmente, as maiores responsáveis pela crise de extinção de espécies. A perda de habitat, poluição e as consequências decorrentes desses processos modificam as condições ambientais em nível global, ameaçando até mesmo os organismos em partes dos ecossistemas ainda não diretamente perturbadas. Os diferentes grupos de organismos respondem de maneira diferente a essas perturbações ambientais, o que propicia a identificação de espécies indicadoras de perturbação. Alguns grupos, como formigas e árvores, são, em conjunto, considerados como bons indicadores da diversidade de diversos outros grupos de organismos tanto em ecossistemas de Caatinga quanto em ecossistemas de Floresta Atlância. Entretanto, não se conhecem ainda detalhes da resposta desses dois grupos de organismos às perturbações antrópicas, especialmente em ambientes de Caatinga. Assim, o objetivo deste trabalho foi testar a hipótese de que ecossistemas de Caatinga sob níveis de perturbação mais alto retém menos diversidade de plantas e formigas. Nossas expectativas são que, conforme aumenta o nível de perturbação antrópica: (1) diminui a riqueza de espécies de plantas e formigas; (2) ocorrem modificações na composição de espécies de plantas e formigas; (3) ocorrem modificações na composição funcional de plantas e formigas; 2 (4) como as plantas são alvos diretos da perturbação...

Ecologia das interações entre formigas e a mirmecófita Tococa guianensis no Cerrado brasileiro

Moraes, Sinara Cristina de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.79%
Tococa guianensis (Melastomataceae) é uma das poucas espécies de plantas mirmecófitas que ocorrem no Cerrado Brasileiro e apesar de neste bioma esta espécie ser comumente encontrada em matas galerias e matas ciliares (e eventualmente em formações campestres), pouco se sabe sobre sua interação com formigas. Para isto, foram analisadas três populações de T. guianensis no sudeste e centro-oeste Brasileiro. Em Uberlândia, MG, foram amostrados dois fragmentos de mata de galeria, em Jataí, GO, uma área de campo e quatro matas de galeria não fragmentadas (porém com histórico de perturbação antrópica), e no Parque Nacional de Emas, GO, duas matas de galeria não perturbadas. Em cada uma destas áreas amostrais foi determinada a porcentagem de plantas colonizadas por formigas e as espécies de formigas associadas. Essas foram classificadas como espécies obrigatórias ou não obrigatórias, dependendo do fato de a formiga nidificar regularmente na planta hospedeira. O efeito das formigas obrigatórias sobre a herbivoria da planta hospedeira foi determinado através de comparações no nível de herbivoria entre plantas sem formigas ou com formigas não obrigatórias e plantas com formigas obrigatórias. Foram tomadas medidas da morfologia...

Conservação de invertebrados em áreas urbanas: um estudo de caso com formigas no cerrado brasileiro; Conservation of invertebrates in urban areas: a study of case with ants in the brazilian cerrado

Nascimento, Renata Pacheco do
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
Alguma das maiores ameaças à manutenção da diversidade biológica têm sido o crescimento e a expansão da população humana, aumentando a exploração dos recursos e modificando a forma de uso da terra em ecossistemas naturais. Uma estratégia de conservação em paisagens urbanizadas tem sido a criação e manutenção de praças e parques urbanos o que disponibiliza um ambiente menos perturbado. Porém, poucos estudos têm dado atenção sobre a ecologia das comunidades de formigas nessas áreas. Assim, foi avaliado o potencial de praças e parques urbanos para a conservação de formigas dentro de uma paisagem urbana. O trabalho foi realizado no município de Uberlândia (MG), em doze praças, dois parques e três áreas naturais. Foram medidas a área total, área de pavimentação, cobertura arbórea, taxa de visitação pública e distância até o centro urbano. Para a coleta de formigas foi utilizado o método de armadilhas de solo, usando sardinha em óleo vegetal como atrativo. As armadilhas permaneceram nos locais por 48 horas e, depois de recolhidas, as formigas foram montadas e identificadas. Praças, parques e reservas apresentaram diferenças em relação as variáveis medidas, havendo ainda uma forte e significativa correlação entre as variáveis ambientais. Foram obtidos 3.125 registros de formigas...

Ecologia da interação entre formigas, herbívoros e Ouratea spectabilis Engl. (Ochnaceae): condicionalidade nos resultados das associações dependente de variação geográfica e temporal – uma discussão à luz da teoria dos mosaicos geográficos da coevolução de Thompson

Byk, Jonas
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
A herbivoria é um importante fator de estruturação e diversidade das comunidades naturais, e varia em função de sazonalidade, variação espacial e pelas interações plantaherbívoros- predadores. Como resposta à herbivoria, as plantas apresentam diferentes estratégias de defesa, principalmente químicas, físicas, fenológicas ou bióticas. As associações com formigas, atraídas por nectários extraflorais (NEFs), são provavelmente as principais defesas bióticas dos vegetais. A presente tese como objetivo avaliar a variação ao longo do tempo dos benefícios conferidos pelas formigas visitantes de NEFs de Ouratea spectabilis (Ochnaceae) no ambiente Cerrado, contra a ação de herbívoros. A hipótese que todas as espécies de formigas protegem a planta ao receber néctar extrafloral. Para tal, avaliou-se o quanto as formigas ganham ao visitar nectários extraflorais. Montamos três experimentos, isoladamente: no primeiro, manipulamos em laboratório, formigueiros e plantas com e sem NEFS para mensuramos o ganho das formigas em receber o néctar extrafloral foi testada como alimento complementar; no segundo avaliamos em campo o desempenho de uma espécie de formiga (Cephalotes pusilus) para saber se todas as espécies realmente conferem proteção as plantas portadoras de NEFs e em um ultimo experimento...

Estrutura de comunidades de formigas no cerrado: diversidade, com-posição e atividade predatória em monoculturas e ecossistemas naturais; Ant community structure in the Cerrado: diversity, composition and predatory activity in crop fields and natural ecosystems

Nascimento, Renata Pacheco do
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.7%
Neste estudo foi avaliado o efeito da diversidade estrutural da vegetação do Cerrado na diversidade de formigas e o efeito da conversão das áreas naturais em agrossistemas para a diversidade e a função predatória das formigas. Além disso, também foi avaliada a importância das reservas naturais próximas aos agrossistemas para a diversidade de formigas e para a predação. Também foi testada uma metodologia para a coleta de formigas hipogéicas no Cerrado. As coletas foram realizadas em diferentes áreas de Cerrado e nas monoculturas adjacentes. Para avaliar o efeito da diversidade estrutural da vegetação do Cerrado na diversidade de espécies, as formigas foram coletadas com armadilhas pitfall e extratores de Winkler. Para coleta de formigas hipogéicas comparou-se, inicialmente, a eficiência de armadilhas subterrâneas em função da profundidade, tempo ou atrativos adicionais e em relação aos pitfalls de superfície. Para analisar o efeito da transformação das áreas naturais em monoculturas na diversidade de espécies e na taxa de predação, as formigas epigéicas foram coletadas com armadilhas pitfall e formigas hipogéicas com armadilhas subterrâneas, em transectos a várias distâncias das reservas. A predação no subsolo foi estimada usando larvas de Tenebrio molitor enterradas dentro de armadilhas. Na superfície do solo e na vegetação a predação foi estimada usando lagartas feitas com massa de modelar. O cerradão apresentou maior riqueza de espécies em comparação aos outros tipos de vegetação...

A influência da presença de nectários extraflorais na estrutura da comunidade de formigas arbóreas do cerrado; The influence of extrafloral nectaries in the structure of the cerrado arboreal ant community

Camarota, Flávio de Carvalho
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.61%
Os nectários extraflorais (NEF´s) têm uma grande importância nas interações entre formigas e plantas, estando presentes em um grande número de famílias vegetais, principalmente nos trópicos. Pouco se sabe, porém, sobre a influência deste recurso na estruturação das comunidades das formigas que dele se utilizam, exceto por alguns estudos em florestas tropicais úmidas. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar e testar a importância de recursos de néctar na estrutura da comunidade de formigas em um bioma único e ainda pouco estudado, o cerrado brasileiro. Para isso, foram realizados um experimento natural e uma manipulação experimental no campo, realizados na Estação Ecológica do Panga, em Uberlândia, Minas Gerais. O experimento natural buscou avaliar as diferenças na comunidade de formigas e a influência da temporalidade na oferta deste recurso em espécies de árvores com ou sem a presença de NEF´s e em dois períodos do ano, um quando a maioria dos NEF´s estavam inativos (entre junho e julho de 2010) e outro quando os NEF´s estavam no auge da atividade (entre outubro e novembro de 2010). Para isto, foram amostradas seis espécies diferentes de árvores comuns no cerrado, Caryocar brasiliense, Qualea grandiflora e Stryphnodendron polyphyllum que possuem NEF´s e Sclerolobium aureum...