Página 1 dos resultados de 966 itens digitais encontrados em 0.109 segundos

Intestinal histomorphology in Pseudoplatystoma fasciatum fed bovine colostrum as source of protein and bioactive peptides; Histomorfologia intestinal de Pseudoplatystoma fasciatum alimentado com colostro bovino como fonte de proteína e peptídeos bioativos

RODRIGUES, Ana Paula Oeda; PAULETTI, Patricia; KINDLEIN, Liris; DELGADO, Eduardo Francisquine; CYRINO, José Eurico Possebon; MACHADO-NETO, Raul
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
95.92%
Histological responses of the intestine are key for evaluating nutritional value of feed ingredients, since the organ is not only the chief site of feed digestion and nutrient absorption but also plays an important immunological function. Histomorphological alterations were evaluated in the intestine of juvenile striped catfish, Pseudoplatystoma fasciatum, fed diets containing 0 (control), 10 or 20% inclusion of lyophilized bovine colostrum (LBC), as source of protein or bioactive peptides, for either 30 or 60 days. Fish fed 20LBC presented at 60d a distinct pattern of macrophages and, some of them, higher number of vacuoles in rectum mucosa. The thickness of the muscle layer (TML) in fish fed diets with LBC was higher in the first portion of medium intestine than fish fed 0LBC. All fish presented significant increase of TML in the second portion of medium intestine along feeding period, but fish fed 20LBC had smaller values of TML than those of fish fed 0 and 10LBC which might be related to the higher intestinal coefficient found for this group. The TML of rectum was higher just for fish fed 10LBC. Dietary LBC altered morphometrical features of juvenile striped catfish intestine and possibly induced inflammatory reaction in the rectal mucosa...

Teores de proteína bruta e fontes nitrogenadas em dietas com cana-de-açúcar na alimentação de vacas leiteiras

Jesus, Elmeson Ferreira de; Conti, Luís Henrique Andreucci; Tomazi, Tiago; Miglino, Marina Elena Diniz Amaral; Barreiro, Juliana Regina; Naves, Julianne de Rezende; Rennó, Francisco Palma; Santos, Marcos Veiga dos
Fonte: 5D; Pirassununga Publicador: 5D; Pirassununga
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
86.01%
Objetivou-se nesta revisão de literatura apresentar informações recentes de pesquisas sobre teores de proteína bruta e fontes nitrogenadas na alimentação de vacas leiteiras. O Brasil é atualmente o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, e este volumoso tem grande destaque para a alimentação animal, pois apresenta vantagens como facilidade de cultivo, alta produtividade em condições de clima tropical, manutenção do seu valor nutritivo, possibilidade de colheita no período de escassez de forragens, e menor custo por unidade de matéria seca. A suplementação proteica de vacas leiteiras é um dos tópicos mais estudados na área de nutrição de ruminantes. Atualmente, busca-se maximizar o desempenho animal por meio de avaliações relacionadas a fontes proteicas, teores de proteína na dieta, degradabilidade ruminal da proteína e perfil de aminoácidos, o que pode possibilitar maior síntese de proteína microbiana no rúmen, adequada quantidade e qualidade da proteína metabolizável para o animal. Adequar a concentração e o tipo de fonte de proteína bruta (PB) dietética para vacas leiteiras pode ser uma alternativa para diminuir os custos de produção e as perdas de compostos nitrogenados para o ambiente. Neste sentido...

Estudo do cultivo de Spirulina platensis por processo contínuo com uréia como fonte de nitrogênio; Continuos process cultivation of Spirulina platensis using urea as a nitrogen source

Leon, Ivan Alejandro Avila
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
85.81%
Arthrospira (Spirulina) platensis vem sendo cultivada para a produção de biomassa pelos altos conteúdos de proteína, ácidos graxos poliinsaturados e vitaminas. O nitrogênio é um nutriente que exerce influência em seu metabolismo, e o uso de fontes nitrogenadas de baixo custo pode contribuir para a viabilização da produção de A. platensis. Foi verificado o crescimento do microrganismo empregando uréia como fonte de nitrogênio por meio de processo contínuo, visando evitar níveis inibitórios de amônia no meio. Verificou-se a influência da vazão específica de alimentação (D, 0,04 a 0,44 dia-1) utilizando duas concentrações de uréia (N0) de 0,5 e 5 mM no meio de alimentação. Para N0=0,5mM, a maior produtividade em células (PX) obtida foi 201,5 mg.L-1.dia-1com D=0,44d-1; nessas condições a concentração celular em regime permanente (XP) foi 458 mg.L-1, obtendo-se uma biomassa com um teor de proteínas de 27,2%. Para N0=5mM, o máximo valor de PX encontrado foi 148,2 mg.L-1.dia-1, com D=0,12d-1; nessa vazão de alimentação, o XP foi 1235 mg.L-1 e o teor protéico na biomassa (71,9%) o mais alto encontrado.; Arthrospira platensis is being cultivated for biomass production because of its high content of proteins...

Identificação de perfis de expressão de RNAs codificadores e não codificadores de proteína como preditores de recorrência de câncer de próstata; Identification of protein-coding and non-coding RNA expression profiles as prognostic marker of prostate cancer biochemical recurrence

Moreira, Yuri José de Camargo Barros
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
85.86%
O câncer de próstata é o quinto tipo mais comum de câncer no mundo e o mais comum em homens. Fatores clínicos e anatomopatológicos atualmente usados na clínica não são capazes de distinguir entre a doença indolente e a agressiva. Existe uma grande necessidade de novos marcadores de prognóstico, a fim de melhorar o gerenciamento clínico de pacientes de câncer de próstata. Além das anormalidades em genes codificadores de proteínas, alterações em RNAs não codificadores (ncRNAs) contribuem para a patogênese do câncer e, portanto, representam outra fonte potencial de biomarcadores de câncer de próstata. Entretanto, até o momento, poucos estudos de perfis de expressão de ncRNAs foram publicados. Este projeto teve como principal objetivo identificar perfis de expressão de genes codificadores e não codificadores de proteína correlacionados com recorrência de tumor de próstata, a fim de gerar um perfil prognóstico com potencial uso como biomarcadores e elucidar o possível papel de ncRNAs no desenvolvimento do câncer. Para isso, foram analisados os perfis de expressão de genes codificadores e não codificadores de proteína de um conjunto de 42 amostras de tecido tumoral de câncer de próstata de pacientes de amostras de pacientes submetidos à prostatectomia radical...

Farinha de resíduos da indústria de filetagem de tilápias como fonte de proteína e minerais para alevinos de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus)

Boscolo, Wilson Rogério; Hayashi, Carmino; Feiden, Aldi; Meurer, Fábio; Signor, Altevir
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1425-1432
POR
Relevância na Pesquisa
96.04%
Neste trabalho, objetivou-se avaliar a utilização da farinha de resíduos da indústria de filetagem de tilápias (FR) como fonte de proteína e de minerais em rações práticas na alimentação de alevinos de tilápia do Nilo. Foram utilizados 120 alevinos de tilápias do Nilo com peso e comprimento iniciais de 0,58 ± 0,05 g e 3,49 ± 0,09 cm, respectivamente, distribuídos em 24 aquários com capacidade para 30 L, em um delineamento inteiramente casualisado, com quatro tratamentos e seis repetições. Os peixes foram alimentados com rações contendo 30% de proteína digestível e 3.000 kcal de energia digestível/kg, de acordo com os seguintes tratamentos: CO - ração à base de milho e farelo de soja, sem suplementação de fósforo; FB - ração à base de milho e farelo de soja, com fosfato bicálcico; FB + FR - ração à base de milho e farelo de soja, suplementada com fosfato bicálcico (50%) e farinha de resíduos (50%); FT - ração à base de milho e farelo de soja, suplementada com farinha de resíduos. Ao final do experimento, os melhores resultados de desempenho foram observados nos animais que receberam suplementação de P. Quanto às características de carcaça, os animais que receberam a ração CO apresentaram maior teor de gordura corporal e menores teores de cinzas...

Cinética digestiva e eficiência de síntese de proteína microbiana em novilhos alimentados com farelo de girassol e diferentes fontes energéticas

Mendes, Rosália; Ezequiel, Jane Maria Bertocco; Galati, Rosemary Laís; Nascimento, Virgílio Franco do; Queiroz, Mário Adriano Ávila; Pereira, Expedita Maria de Oliveira
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 264-274
POR
Relevância na Pesquisa
85.98%
Objetivou-se avaliar o efeito da substituição parcial do milho pela casca de soja e pelo farelo de gérmen de milho sobre a produção e eficiência de síntese de proteína microbiana e sobre as taxas de diluição e passagem ruminal. Foram utilizados três novilhos de corte, mestiços, canulados no rúmen e no duodeno, distribuídos em dois delineamentos em quadrado latino 3 x 3. As dietas experimentais, à base de silagem de milho (60%), apresentavam como fonte de proteína farelo de girassol e, como fonte de energia, milho (MI) ou sua substituição parcial pela casca de soja (CS) ou pelo farelo de gérmen de milho (FGM). Para o isolamento da massa microbiana, foram coletadas amostras de conteúdo ruminal às 3, 6, 9 e 12 horas após a alimentação. Utilizaram-se RNA como marcador microbiano e dicromato de sódio e Co-EDTA como indicadores das taxas de passagem e de diluição, respectivamente. A composição dos microrganismos ruminais não foi influenciada pelas dietas experimentais ou pelos horários de coleta. Não houve diferenças significativas no fluxo de matéria orgânica, carboidratos totais, nitrogênio e nitrogênio microbiano para o duodeno e na eficiência de síntese de proteína microbiana. As taxas de diluição foram semelhantes entre as dietas...

Efeito do nível de fibra e da fonte de proteína sobre o comportamento alimentar de novilhas mestiças Holandês-Zebu

Queiroz,A.C.; Neves,J.S.; Miranda,L.F.; Pereira,J.C.; Pereira,E.S.; Dutra,A.R.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2001 PT
Relevância na Pesquisa
86.05%
Este trabalho foi realizado para avaliar a influência do nível de fibra, da fonte de proteína e do horário de fornecimento da ração sobre aspectos do comportamento alimentar de novilhas mestiças Holandês × Zebu. As dietas com baixa ou alta fibra, em base de cana-de-açúcar mais silagem de capim-elefante como volumoso, continham 38,7 ou 57,2% de fibra em detergente neutro (FDN), respectivamente. As fontes de proteína foram o farelo de soja com alta (65,0%) ou farinha de sangue mais farelo de glúten de milho com baixa (32,2%) degradação ruminal. Dezesseis novilhas mestiças, com idade média de 14 meses e 220kgPV foram distribuídas em um delineamento experimental inteiramente ao acaso em esquema fatorial 2×2×2 (nível de fibra, fonte de proteína, horário de fornecimento), com duas repetições. O comportamento alimentar das novilhas foi determinado pela observação visual, em intervalos de 5 minutos, durante 24 horas, uma vez por mês durante o período experimental para determinar o tempo despendido com ingestão, ruminação e descanso. Novilhas alimentadas com dietas com alto nível de FDN despenderam mais tempo com ingestão e ruminação. Em relação às fontes de proteína não foi observada diferença quanto ao tempo despendido com ingestão...

Efeito do nível de fibra e da fonte de proteína sobre o desempenho ponderal de novilhas mestiças Holandês-Zebu

Queiroz,A.C.; Neves,J.S.; Miranda,L.F.; Pereira,E.S.; Pereira,J.C.; Dutra,A.R.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2001 PT
Relevância na Pesquisa
86.07%
Este trabalho foi realizado para avaliar a influência do nível de fibra, da fonte de proteína e do horário de fornecimento da ração sobre o desempenho ponderal de novilhas mestiças Holandês × Zebu. As dietas com baixa ou alta fibra, à base de cana-de-açúcar mais silagem de capim-elefante como volumoso, continham 38,7 ou 57,2% de fibra em detergente neutro (FDN), respectivamente. As fontes de proteína foram o farelo de soja com alta (65,0%) ou farinha de sangue mais farelo de glúten de milho com baixa (32,2%) degradação ruminal. Dezesseis novilhas mestiças, com idade média de 14 meses e 220kgPV, foram distribuídas em um delineamento experimental inteiramente ao acaso em esquema fatorial 2×2×2 (nível de fibra, fonte de proteína, horário de fornecimento), com duas repetições. O ganho de peso diário (GPD), o consumo de matéria seca (MS), de proteína bruta (PB) e de nutrientes digestíveis totais (NDT) foram maiores para os animais que consumiram dietas com baixo teor de fibra, expresso em kg/dia, %PV e g/kg0,75. O consumo de FDN foi maior para as dietas com alto conteúdo de fibra (kg/dia, %PV e g/kg0,75). As fontes de proteína e o horário de fornecimento da ração não influenciaram o GPD e o consumo de MS...

Farinha de resíduos da indústria de filetagem de tilápias como fonte de proteína e minerais para alevinos de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus)

Boscolo,Wilson Rogério; Hayashi,Carmino; Feiden,Aldi; Meurer,Fábio; Signor,Altevir
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 PT
Relevância na Pesquisa
96.04%
Neste trabalho, objetivou-se avaliar a utilização da farinha de resíduos da indústria de filetagem de tilápias (FR) como fonte de proteína e de minerais em rações práticas na alimentação de alevinos de tilápia do Nilo. Foram utilizados 120 alevinos de tilápias do Nilo com peso e comprimento iniciais de 0,58 ± 0,05 g e 3,49 ± 0,09 cm, respectivamente, distribuídos em 24 aquários com capacidade para 30 L, em um delineamento inteiramente casualisado, com quatro tratamentos e seis repetições. Os peixes foram alimentados com rações contendo 30% de proteína digestível e 3.000 kcal de energia digestível/kg, de acordo com os seguintes tratamentos: CO - ração à base de milho e farelo de soja, sem suplementação de fósforo; FB - ração à base de milho e farelo de soja, com fosfato bicálcico; FB + FR - ração à base de milho e farelo de soja, suplementada com fosfato bicálcico (50%) e farinha de resíduos (50%); FT - ração à base de milho e farelo de soja, suplementada com farinha de resíduos. Ao final do experimento, os melhores resultados de desempenho foram observados nos animais que receberam suplementação de P. Quanto às características de carcaça, os animais que receberam a ração CO apresentaram maior teor de gordura corporal e menores teores de cinzas...

Cinética digestiva e eficiência de síntese de proteína microbiana em novilhos alimentados com farelo de girassol e diferentes fontes energéticas

Mendes,Rosália; Ezequiel,Jane Maria Bertocco; Galati,Rosemary Laís; Nascimento,Virgílio Franco do; Queiroz,Mário Adriano Ávila; Pereira,Expedita Maria de Oliveira
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 PT
Relevância na Pesquisa
85.98%
Objetivou-se avaliar o efeito da substituição parcial do milho pela casca de soja e pelo farelo de gérmen de milho sobre a produção e eficiência de síntese de proteína microbiana e sobre as taxas de diluição e passagem ruminal. Foram utilizados três novilhos de corte, mestiços, canulados no rúmen e no duodeno, distribuídos em dois delineamentos em quadrado latino 3 x 3. As dietas experimentais, à base de silagem de milho (60%), apresentavam como fonte de proteína farelo de girassol e, como fonte de energia, milho (MI) ou sua substituição parcial pela casca de soja (CS) ou pelo farelo de gérmen de milho (FGM). Para o isolamento da massa microbiana, foram coletadas amostras de conteúdo ruminal às 3, 6, 9 e 12 horas após a alimentação. Utilizaram-se RNA como marcador microbiano e dicromato de sódio e Co-EDTA como indicadores das taxas de passagem e de diluição, respectivamente. A composição dos microrganismos ruminais não foi influenciada pelas dietas experimentais ou pelos horários de coleta. Não houve diferenças significativas no fluxo de matéria orgânica, carboidratos totais, nitrogênio e nitrogênio microbiano para o duodeno e na eficiência de síntese de proteína microbiana. As taxas de diluição foram semelhantes entre as dietas...

Fontes suplementares de proteína para novilhos mestiços em recria em pastagens de capim-braquiária no período das águas: desempenho produtivo e econômico

Porto,Marlos Oliveira; Paulino,Mário Fonseca; Valadares Filho,Sebastião de Campos; Sales,Maykel Franklin Lima; Leão,Maria Ignez; Couto,Victor Rezende Moreira
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
85.9%
Avaliou-se o desempenho de novilhos mestiços Holandês-Zebu em fase de recria recebendo suplementação com fontes de proteína em uma área de pastagem de Brachiaria brizantha, cv. Marandu, durante o período das águas. A área foi dividida em piquetes de 1,5 ha, com disponibilidade média de matéria seca e matéria seca potencialmente digestível de 7,46 e 4,50 t/ha, respectivamente. Utilizaram-se 25 novilhos mestiços com peso e idade iniciais médios de 229 kg e 12 meses, distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com cinco fontes de proteína e cinco repetições. As fontes de proteína testadas foram mistura mineral - grupo controle (60 g/animal); farelo de soja + farelo de algodão + mistura mineral (510 g/animal); farelo de soja + mistura mineral (460 g/animal); grão de soja triturado e mistura mineral (560 g/animal); grão de soja inteiro e mistura mineral (560 g/animal). Embora sem significância estatística, os animais que receberam suplemento múltiplo apresentaram ganho médio diário de 211 g/animal (23,78%) a mais que aqueles que receberam somente mistura mineral. O uso do suplemento múltiplo à base de farelo de soja e farelo de algodão proporcionou aumento numérico de 247 g/animal em relação à mistura mineral. A suplementação com as fontes de proteína pode proporcionar ganhos adicionais durante o período das águas. A suplementação múltipla proporcionou retorno econômico...

Efeito da fonte de proteína de baixa degradabilidade ruminal sobre o perfil da caseína do leite de cabra.

PEREIRA, L. P. da S.; BOMFIM, M. A. D.; RODRIGUS, M. T.; EGITO, A. S. do; MAGALHÃES, A. C. M. de; GOMES, G. M. F.; OLIVEIRA, S. Z. R. de.
Fonte: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ, 8., 2007, Sobral. Anais dos resumos. Sobral: Universidade Estadual Vale do Acaraú, 2007. p. 33. Publicador: In: ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ, 8., 2007, Sobral. Anais dos resumos. Sobral: Universidade Estadual Vale do Acaraú, 2007. p. 33.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.65%
Avaliou-se o efeito de fontes de proetínas de baixa degradabilidade ruminal sobre o perfil de caseínas no leite de cabras. O experimento foi conduzido na Embrapa Caprinos, sobral, Ceará.; 2007

Comportamento de cultivares de mandioca no Agreste Pernambucano.

SILVA, A. D. A. da; CARVALHO, H. W. L. de; TABOSA, J. N.; RANGEL, M. A. S.; SANTOS, V. da S.; TAVARES FILHO, J. J.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.76%
Diversas áreas do Estado de Pernambuco, onde predominam sistemas de produção de pequenos e médios produtores rurais, apresentam aptidão para o desenvolvimento de lavouras de mandioca. A utilização de variedades de mandioca de melhor adaptação poderá proporcionar melhorias substanciais nesses sistemas de produção em virtude de serem tecnologias de fácil adoção. Essa cultura representa a base de alimentação para uma grande parte da população nordestina, sendo as raízes empregadas na alimentação (humana e animal) e na indústria, enquanto as hastes e as folhas servem, principalmente, como fonte de proteína na alimentação animal. No Nordeste brasileiro a produtividade da mandioca está em torno de 10 t/ha (IBGE, 2005). Em Pernambuco a concentração do cultivo da mandioca encontra-se em ambientes localizados nas mesorregiões do agreste e do sertão. A microrregião de Araripina e adjacências é uma das principais áreas produtoras localizada no sertão do Araripe. O município de Glória do Goitá representa a cultura como pólo de exploração na mesorregião do agreste.; 2011; Melhoramento genético. Resumo n. 211.

Avaliação do resíduo Amiorgan® como fonte de fertilizante nitrogenado alternativa para pastagens. Valor nutritivo da forragem.

OLIVEIRA, P. P. A.; PEZZOPANE, J. R. M.; BERNARDI, A. C. de C.; ESTEVES, S. N.; SOUZA, G. B. de; CAMPANA, M.
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.01%
O fornecimento de nitrogênio para pastagens está diretamente relacionado com maior produção de massa e teor total de proteína bruta. A indústria do glutamato monossódico gera alguns subprodutos que podem ser usados como fonte de N, um deles, o Amiorgan®. O objetivo desse trabalho foi avaliar o uso de Amiorgan®, como fonte de fertilizante nitrogenado alternativa em pastagens de capim- piatã. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repetições Os tratamentos avaliados foram combinações de três doses de N (200, 400 e 600 kg ha-1 ano-1 de N) e três fontes de fertilizantes (uréia, sulfato de amônio + uréia, Amiorgan® + uréia,) e um tratamento testemunha adicional que recebeu todos os nutrientes exceto N. Os teores de proteína bruta, nitrogênio e nitrogênio não proteico foram maiores nos tratamentos que receberam fertilização nitrogenada em relação à testemunha. Dentro da mesma dose de fertilizante nitrogenado não houve diferença entre as fontes de fertilizantes para teor de N e de proteína bruta. Não houve influência dos tratamentos sobre a digestiblidade ?in vitro? da matéria seca e para os teores de fibra detergente ácido. Os teores de fibra em detergente neutro foram menores para a forragem dos tratamentos Amiorgan® + uréia e sulfato de amônio + uréia na dose de 600 kg ha-1 do que para a forragem do tratamento testemunha. O fertilizante Amiorgan®...

Estudo físico-químico da farinha de mandioca por análise de componentes principais.

MIQUELONI, D. P.; ALVARES, V. de S.; SILVA, S. F. da; FELISBERTO, F. A. V.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA, 14.; FEIRA BRASILEIRA DA MANDIOCA, 1., 2011, Maceió. Mandioca: fonte de alimento e energia: anais. Maceió: ABAM: SBM, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 5 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
85.65%
O Território da cidadania do Vale do Juruá (TCVJ), no Acre, composto por cinco municípios: Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves (MDA, 2011), é extremamente conhecido no Estado por sua produção de farinha de mandioca. A farinha é um alimento de alto valor energético, rico em amido e fibras, além de minerais como potássio, cálcio, fósforo, sódio e ferro (DIAS; LEONEL, 2006), baixo teor de proteína e elevado teor de carboidratos (FERREIRA NETO et al., 2003). Dessa forma, a determinação da qualidade físico-química da farinha do estado é indispensável, principalmente devido ao seu amplo consumo e processamento tipicamente artesanal. A análise de componentes principais se mostra como uma boa ferramenta para tal, reduzindo as dimensões dos conjuntos de dados e mantendo a maior variação original possível das variáveis (HAIR, et al. 2005), oferecendo uma análise otimizada e eficiente. Assim, o objetivo deste estudo foi identificar quais características físico-químicas que mais influenciam na qualidade da farinha de mandioca produzida no Território da Cidadania do Vale do Juruá, Acre, por meio da análise de componentes principais.; 2011; Categoria Processamento e agroindústria: resumo 163

Farinha de pena e vísceras hidrolisadas como fonte de protéina para suínos em crescimento e terminação.

FIALHO, E. T.; GOMES, P. C.; FERREIRA, A. S.; PROTAS, J. F. da; FREITAS, A. R. de.
Fonte: Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v.10, n.2, p.381-399, 1981. Publicador: Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v.10, n.2, p.381-399, 1981.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
115.98%
O estudo das possibilidades de sua utilização como fonte alternativa de protéina em rações de nonogastricos, reveste de grande importância econômica, por tratar-se da utilização de um subproduto considerado dejeto dos abatedouros avícolas. Farinha de pena e viceras hidrolisadas.; 1981

Avaliação dos níveis de proteína C-reativa ultra-sensível em pacientes com periodontite crônica severa generalizada e sem periodontite

Bezerra, Candice de Freitas Rêgo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
85.85%
INTRODUCTION: The high sensitivity C-reactive protein (hsCRP) constitutes an inflammatory mediator used as predictor of cardiovascular risk that comes being researched as indicative relation factor between cardiovascular and periodontal diseases. PROPOSITION: To compare serumals levels of C-reactive protein between patients with and without generalized severe chronic periodontitis. METHODOLOGY: A seccional study was realized using a sample with 62 patients, being 31 participants carriers of periodontal diseases (Group I) and 31 without periodontal diseases (Group II), grouped to the pairs by age and sex. As inclusion criterio were selected patients with diagnosis of generalized severe chronic periodontitis, being preculeds, individuals which presented systemic disease, recent infection history, historical of CVA or stroke, smokers, pregnants and lactants. The research consisted of two stages, a clinc and other biochemist. The clinical stage is constituted of periodontal examination and the biochemist stage, of the peripheral blood collection for determination hsCRP levels and a hemogram to inquire any panel which could suggest infectious and/or inflammatory process. RESULTS: Periodontal disease group presented a average of 0,36mg/dL...

Hidrolisado de penas como fonte de proteína para ratos; Poultry feather hydrolysate as a protein source for growing rats

Grazziotin, Adriane; Pimentel, Fernanda Araújo; Jong, Erna Vogt De; Brandelli, Adriano
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
96.12%
A proteína da pena é uma boa fonte proteica para dietas de animais, sendo um material de grande disponibilidade como subproduto da produção avícola. Neste trabalho, um hidrolisado protéico de penas produzido pelo microrganismo queratinolítico Vibrio sp. kr2 foi avaliado como suplemento em rações. Ratos da linhagem Wistar foram alimentados com sete dietas experimentais (n = 6 ratos por dieta) contendo diferentes fontes de proteína: caseina (CAS), proteína de soja, hidrolisado de pena, farinha de pena, e proteína de soja suplementada com 10 ou 20% (w/w) hidrolisado de pena, ou 20% hidrolisado de pena suplementado com metionina. Os valores de ganho de peso, consumo, digestibilidade verdadeira, coeficiente de eficiência alimentar, coeficiente de eficiência proteica (PER) e eficiência líquida proteica (NPR) foram similares para as dietas contendo proteína de soja e proteína de soja suplementada com 20% hidrolisado de pena e metionina. Valores inferiores para todos parâmetros nutricionais foram observados para as dietas contendo 10 ou 20% hidrolisado de pena, hidrolisado de pena e fariha de pena. A fonte protéica influenciou no peso final do fígado, rins e coração, porém as diferenças não foram significativas para cérebros. Estes resultados indicam que o hidrolisado de penas pode ser usado como fonte de proteína suplementar na formulação de rações desde que suplementados com metionina; Feather protein has been considered as a protein complement for animal diets...

Nitrogen balance and milk composition of dairy cows fed urea and soybean meal and two protein levels using sugar cane based diets; Balanço de nitrogênio e composição do leite de vacas alimentadas com ureia e farelo de soja e dois teores de proteína em dietas com cana-de-açúcar

Conti, Luís Henrique Andreucci; Jesus, Elmeson Ferreira de; Pereira, Angélica Simone Cravo; Arcari, Marcos André; Junior, Kleber da Cunha Peixoto; Rennó, Francisco Palma; Santos, Marcos Veiga dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2014 ENG
Relevância na Pesquisa
85.98%
The aim of the study was to evaluate the effect of feeding two levels of crude protein (CP) (low: 142 g CP/kg DM; and high: 156 g CP/kg DM) and two nitrogen sources (soybean meal and urea) to dairy cows using sugar cane as forage on microbial protein synthesis, the composition of the milk nitrogen fraction, nitrogen (N) balance and blood parameters. Twelve Holstein cows with an average milk yield of 22.0 ± 2.3 kg/day, and with 235 ± 40 days in milk were included in this study. The animals were grouped into three balanced and contemporary 4x4 Latin squares for an experimental period of 21 days. On the 15th day of each period, milk and urine samples were collected for microbial protein synthesis determination. Total excretion of urine (L/day), milk urea nitrogen (MUN) and blood urea were higher for the diets with high CP, regardless of the nitrogen source. Nitrogen efficiency was higher for cows fed diets with low CP. Cows in the final third of lactation can be fed diets with reduced CP levels, regardless of the nitrogen source, soybean meal or urea, without influencing the synthesis of microbial protein or the composition of the nitrogen fraction of milk.; O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de dois teores de proteína bruta (PB) (baixa: 142 g de PB/kg de MS e alta: 156 g de PB/kg de MS) e de duas fontes nitrogenadas (farelo de soja e ureia) na dieta de vacas leiteiras...

Histomorfologia intestinal de Pseudoplatystoma fasciatum alimentado com colostro bovino como fonte de proteína e peptídeos bioativos; Intestinal histomorphology in Pseudoplatystoma fasciatum fed bovine colostrum as source of protein and bioactive peptides

Rodrigues, Ana Paula Oeda; Pauletti, Patricia; Kindlein, Liris; Delgado, Eduardo Francisquine; Cyrino, José Eurico Possebon; Machado-Neto, Raul
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
85.92%
Respostas histológicas do intestino são fundamentais para avaliar o valor nutritivo de ingredientes alimentares, uma vez que o órgão não é só o principal local de digestão e absorção dos nutrientes, mas também exerce uma importante função imunológica. Alterações histomorfológicas foram avaliadas no intestino de juvenis de cachara, Pseudoplatystoma fasciatum, alimentado com dietas contendo 0 (controle), 10 e 20% de inclusão de colostro bovino liofilizado (CBL) como fonte de proteína e peptídeos bioativos, aos 30 e 60 dias. Aos 60 dias, peixes alimentados com 20CBL apresentaram macrófagos de aspecto distinto e alguns, uma grande concentração de vacúolos na mucosa retal. A espessura da camada muscular (ECM) em peixes alimentados com CBL foi maior na primeira porção do intestino médio em relação àqueles alimentados com 0CBL. Ao longo do período experimental, todos os peixes mostraram aumento significativo na ECM na segunda porção do intestino médio, entretanto peixes do grupo 20CBL tiveram menores valores para a ECM do que os demais, o que pode estar relacionado com o maior coeficiente intestinal encontrado para este grupo. A ECM no reto foi maior apenas para os peixes alimentados com 10CBL. A inclusão de CBL na dieta do cachara alterou características morfométricas do intestino e...