Página 1 dos resultados de 19 itens digitais encontrados em 0.051 segundos

A atividade artesanal com fibra de bananeira em Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira (SP).; Activities in handcraft from banana plant fibre in Quilombola communities in The Ribeira Valley (São Paulo State).

Santos, Katia Maria Pacheco dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/2005 PT
Relevância na Pesquisa
116.48%
O presente estudo trata da descrição e análise da atividade artesanal com fibra de bananeira praticada pelas comunidades quilombolas de Ivaporunduva, André Lopes e Sapatu, município de Eldorado, região do Vale do Ribeira, tendo como referencial teórico o conceito de ecodesenvolvimento proposto por Sachs (1980). A atividade artesanal com fibra de bananeira foi iniciada no ano de 1997, através de um projeto de pesquisa executado pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ) - Universidade São Paulo (USP): "Projeto de Aproveitamento de Resíduos da Agroindústria da Banana no Vale do Ribeira, SP" cujo objetivo consistia em realizar estudos que resultassem em alternativas economicamente viáveis para o aproveitamento dos resíduos da bananicultura na região. Desde de então, a atividade artesanal com fibra de bananeira vêm sendo praticada por integrantes das comunidades referidas. Para coletas de dados foram utilizadas técnicas comumente trabalhadas pelas nas ciências sociais como: observação participante, entrevistas informais não-estruturadas e semi-estruturadas com os artesãos envolvidos e com representantes de Instituições governamentais e não governamentais atuantes no processo. Verificou-se neste trabalho a contribuição da atividade artesanal na valorização da mulher...

Fibras lignocelulósicas como agente de reforço de compósitos de matriz fenólica e lignofenólica; Lignocellulosic fibers as reinforcing agents in lignophenolic and phenolic matrix composites

Razera, Ilce Aiko Tanaka
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
56.11%
Neste trabalho, fibras lignocelulósicas de diferentes fontes (bananeira e coco) foram utilizadas como agentes de reforço na preparação de compósitos de matriz fenólica e lignofenólica. O fenol, utilizado na formulação da matriz, foi substituído parcial e totalmente por lignina, extraída do bagaço de cana de açúcar por processo Organosolve, na preparação dos termorrígidos lignofenólicos. Os polímeros foram moldados sob compressão e aquecimento controlados. Para caracterização das fibras lignocelulósicas, além da análise da composição, foram utilizadas as seguintes técnicas: difração de raios-X, cromatografia gasosa inversa (IGC), espectroscopia na região de infravermelho (IV), calorimetria exploratória diferencial (DSC), termogravimetria (TG), microscopia eletrônica de varredura (MEV), resistência à tração. Os pré-polímeros (fenólicos e lignofenólicos) foram caracterizados via cromatografia de exclusão por tamanho (SEC), IV, DSC, TG. Os compósitos obtidos foram caracterizados através de ensaios de impacto Izod, análise dinâmico-mecânica (DMA), absorção de água, DSC, TG. Os resultados revelaram que: a substituição total do fenol por lignina é viável; das duas fibras utilizadas como reforço...

Xilanases de Penicillium chrysogenum: produção, purificação, caracterização e aplicação no pré-branqueamento de polpa celulósica de pseudocaule de bananeira frutífera; Xylanases from Penicillium chrysogenum: production, purification, characterization, and their application to pre-bleaching cellulosic pulp of banana tree

Medeiros, Lígia Aíra de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
75.85%
O objetivo desse trabalho foi estudar o potencial de xilanases presentes no filtrado de cultura e de xilanases purificadas de Penicillium chrysogenum no processo de branqueamento de polpa celulósica de pseudocaule de bananeiras frutíferas. Inicialmente, estabeleceu-se o meio e o tempo de cultivo ótimos para a produção de xilanase pelas linhagens IFO-4626 e M-85 de Penicillium chrysogenum. Ambas as linhagens apresentam, além da alta atividade de xilanase, alta atividade de pectinases e baixa atividade de celulases, características que contribuem para seu emprego no processamento de polpa e(ou) fibras celulósicas. Para a linhagem IFO-4626, a melhor produção de xilanase foi obtida no meio Ferreira após 60h de cultivo, usando como indutor xilana de oat spelt. O desempenho da linhagem M-85 só se iguala ao da IFO-4626 no tempo 72h, no meio Haas. Como fontes de carbono, palha de cana-de-açúcar e fibra de coco podem substituir a xilana de oat spelt na produção de xilanase pela linhagem IFO-4626. Xilose pode induzir a síntese de xilanase quando nenhuma fonte de xilana é adicionada ao meio. A inibição da atividade de xilanase foi observada nos meios com xilana e glicose (1%) ou galactose (1%). Nos experimentos de purificação da xilanase foi usado o filtrado de cultura obtido após 72h de cultivo da linhagem IFO-4626 no meio Ferreira. Dois picos com atividade de xilanase foram obtidos após a eluição em uma coluna de troca aniônica DEAE-Sephacel. A xilanase I...

Estudo das propriedades mecânicas de um composto de PVC modificado com fibras de bananeira

Balzer,Palova S.; Vicente,Lawrence L.; Briesemeister,Ricardo; Becker,Daniela; Soldi,Valdir; Rodolfo Jr.,Antonio; Feltran,Murilo B.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
86.3%
Neste trabalho foram avaliadas as propriedades de compósitos de poli (cloreto de vinila) - PVC rígido com adição de fibras de bananeira. As fibras foram extraídas do pseudocaule da bananeira e incorporadas nas proporções de 5, 10 e 20% em volume em um composto de PVC rígido pelo processo de extrusão. Para a obtenção dos corpos de prova utilizados na caracterização das formulações foi utilizado o processo de injeção. A utilização de fibras extraídas do pseudocaule da bananeira, tratadas manualmente em um processo simples desenvolvido na SOCIESC, mostra-se como alternativa viável na forma de fibra de reforço para a produção de compósitos de PVC rígido, tendo mostrado aumento da resistência à tração, discreta redução no alongamento na ruptura e aumento da resistência ao impacto, bem como redução, mesmo que discreta, no peso específico do compósito resultante, potencializando a obtenção de componentes com melhor desempenho mecânico e menor peso.

Influência da sequência de mistura do PP-MA nas propriedades dos compósitos de PP e fibra de bananeira

Becker,Daniela; Kleinschmidt,Ana C.; Balzer,Palova S.; Soldi,Valdir
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
86.09%
Neste trabalho foi analisada a influência da sequência de mistura do compósito de polipropileno (PP) com 10% em volume de fibras de bananeira (FB) utilizando polipropileno enxertado com anidrido maleico (PP-MA) como agente de acoplamento. As propriedades térmicas, mecânicas, absorção de água e morfologia dos compósitos foram caracterizadas. Foram utilizadas 3 sequências de mistura: o processamento de todos os componentes juntos (PP + PP-MA + FB); a extrusão do PP/PP-MA e após moagem, esta mistura foi processada com a FB ((PP + PP-MA) + FB); e a mistura do PP-MA com a FB seguida da extrusão deste compósito com o PP (PP + (PP-MA + FB)). Os compósitos apresentaram maior estabilidade térmica e menor grau de cristalinidade que o PP puro, independentemente da sequência de mistura. Constatou-se que a mistura de PP + PP-MA + FB processada uma única vez apresentou maior resistência ao impacto. Os compósitos modificados com PP-MA, independentemente da sequência de mistura, apresentaram módulo de elasticidade maior e menor absorção de água que o compósito sem agente de acoplamento. Para a resistência à tração máxima e módulo de elasticidade não ocorreram alterações significativas em relação aos métodos de mistura. Na microscopia eletrônica de varredura foi possível observar que as FB apresentaram maior adesão nos compósitos com PP-MA...

Caracterização de fibras de bananeira e de coco por ressonância magnética nuclear de alta resolução no estado sólido

Albinante,Sandra R.; Pacheco,Elen B. A. V.; Visconte,Leila L. Y.; Tavares,Maria I. B.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
56.01%
A análise de ressonância magnética nuclear, RMN, de alta resolução no estado sólido permitiu um estudo detalhado da dinâmica molecular de fibras naturais, entre elas duas obtidas a partir do tronco de bananeira e outra, da fruta do coco. Utilizou-se a técnica de relaxação nuclear para avaliar os domínios relacionados às diferentes mobilidades dos componentes dessas fibras, tais como celulose, hemicelulose e lignina. Também foram realizados testes para a quantificação do teor de lignina por método químico. A partir dos tempos de relaxação e da curva de domínios, foi possível verificar que as fibras com alto teor de lignina possuem tempos maiores de relaxação, pois esse componente da fibra apresenta uma estrutura, mais rígida, de anéis aromáticos.

Substituição da fibra de vidro por fibra de bananeira em compósitos de polietileno de alta densidade: parte 1. Avaliação mecânica e térmica

Gomes,Thiago S.; Visconte,Leila L. Y.; Pacheco,Elen B. A. V.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
106.52%
A utilização de resíduo de fibra natural em substituição à fibra de vidro foi avaliada. Foram estudados compósitos de polietileno de alta densidade, HDPE, e fibra de bananeira com 10, 20, 30 e 40% (m/m) de fibra. Compósitos com fibra de vidro, mesma matriz polimérica e nas mesmas proporções, foram preparados para comparação. Os compósitos foram obtidos em extrusora dupla-rosca co-rotacional interpenetrante e os corpos de prova foram preparados por injeção. As propriedades mecânicas sob tração, flexão e impacto foram avaliadas. As propriedades térmicas foram analisadas por calorimetria diferencial de varredura (DSC) e análise termogravimétrica (TG). A incorporação de fibra de bananeira no HDPE resultou no aumento de cristalinidade do polímero. Houve, também, considerável aumento no grau de reforço mecânico nos compósitos pela incorporação da fibra natural. Foi possível comprovar a substituição da fibra de vidro pela fibra de bananeira em determinados percentuais, quando misturados ao HDPE, sem prejuízo às propriedades. A análise termogravimétrica dos compósitos mostrou que o início de degradação se deu numa faixa de temperatura intermediária entre a da fibra e a da matriz polimérica.

Influência do tratamento químico da fibra de bananeira em compósitos de poli(etileno-co-acetato de vinila) com e sem agente de expansão

Zimmermann,Matheus V. G.; Turella,Taís C.; Zattera,Ademir J.; Santana,Ruth M. C.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
106.32%
Neste trabalho foi avaliada a influência do tratamento alcalino na fibra de bananeira (FB) e seu uso como agente de reforço em compósitos expandidos de poli(etileno-co-acetato de vinila) - EVA. O processo de mistura dos compósitos ocorreu em um misturador de rolos aberto e após conformados e expandidos em uma prensa aquecida com moldes de volumes variáveis. Os compósitos foram avaliados por suas propriedades mecânicas, térmicas e morfológicas. Os resultados indicam que o tratamento alcalino promove a extração de componentes menos estáveis na FB, tais como a lignina, hemicelulose, ceras e óleos de baixo peso molecular. O uso da FB nos compósitos proporciona um decréscimo das propriedades mecânicas de resistência à tração e rasgo em relação ao EVA puro devido a moderadas propriedades de interface polímero-fibra. Nos compósitos expandidos, as propriedades mecânicas decrescem com a diminuição da densidade em função da maior presença de espaços vazios no interior dos compósitos, porém as propriedades mecânicas específicas de resistência ao rasgo apresentaram melhores resultados com 10 pcr de FB em todos os moldes utilizados.

Compósitos de PVC rígido e fibras de bananeira: Efeito do tratamento da fibra

Becker,D.; Kleinschmidt,A. C.; Balzer,P. S.
Fonte: Rede Latino-Americana de Materiais Publicador: Rede Latino-Americana de Materiais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
76.14%
O interesse de compósitos de fibras naturais com polímeros termoplásticos vem crescendo a cada ano. As fibras naturais apresentam vantagens como baixa massa específica, baixa abrasividade, baixo custo, são biodegradáveis e autossustentáveis, pois são de origem natural e de fonte renovável. Dentre as resinas termoplásticas viáveis para o emprego de fibras de bananeira destaca-se a resina de poli (cloreto de vinila)-PVC por sua versatilidade em relação a sua formulação, pois há a necessidade da incorporação de aditivos durante o seu processamento, tornando-a adaptável a múltiplas aplicações. O objetivo do presente trabalho foi estudar a influência do tipo de tratamento das fibras de bananeira (FB) nas propriedades do PVC rígido (PVCr). Propriedades mecânicas, estabilidade térmica e absorção de água dos compósitos PVC/FB foram avaliados em relação ao efeito dos tratamentos alcalino, com anidrido maleico e acetilação das fibras de bananeiras. Os compósitos foram obtidos em misturador aberto de dois rolos seguido de injeção dos corpos de provas. Os resultados indicam que o tratamento com anidrido maleico e a acetilação apresentam melhor resistência ao impacto e menor absorção de água do que o tratamento alcalino. As propriedades térmicas não apresentaram alterações significativas com a adição de fibras de bananeiras tratadas e não tratadas.

Produção do complexo celulolítico a partir doengaço da bananeira (Musa spp.)

da Silva Lima, Marilene; Lúcia Montenegro Stamford, Tânia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.09%
No intuito de minimizar o impacto ambiental, torna-se necessário o aproveitamento de resíduos, como o engaço da bananeira, buscando obter produtos com maior valor agregado. Este trabalho teve por objetivo verificar a viabilidade do engaço como substrato, para crescimento de fungos em processo fermentativo sólido e submerso, para a produção de enzimas celulolíticas. As determinações físico-químicas no engaço com lignina e sem lignina foram: pH, sólidos solúveis totais, acidez total titulável, umidade, cinzas, proteínas e lipídeos. No material seco foram realizadas as análises de celulose, lignina, fibra em detergente ácido. Utilizou-se a técnica de difusão em meio sólido para a seleção dos fungos. A atividade do complexo celulolítico foi determinada pela técnica do papel de filtro (FPA). Os extratos fermentados com Trichoderma viride foram filtrados, centrifugados e os sobrenadantes avaliados quanto à atividade do complexo celulolítico. O extrato foi fracionado com (NH4)2SO4, as proteínas precipitadas foram cromatografadas em CM-celulose e as frações submetidas a atividade celulolítica. A atividade da celobiase foi avaliada a pH 4,0, 4,8 e 6,0 e em temperaturas de 40, 50 e 60°C. Os resultados da pesquisa mostraram que o engaço apresentou baixo teor protéico (0...

Preparação e caracterização de compósitos de amido plastificado com glicerol e reforçados com fibras naturais vegetais

Guimaraes, José Luis
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
56.27%
Resumo: Reconhecendo a importância das preocupações ambientais e a grande disponibilidade de materiais de origem vegetal no Brasil, este estudo enfocou o emprego de resíduos agro-industriais (torta de mamona, glicerol recuperado e fibras lignocelulósicas), seguindo metodologias da “química verde”, na preparação de compósitos biodegradáveis, usando quantidades diferentes de dois tipos de amido; o de milho e o da torta de mamona (resíduo sólido do processamento de óleo), com dois tipos de gliceróis; um puro (PA) e outro recuperado (resíduo da transesterificação de óleos vegetais - glicerina) como plastificante e fibras de plantas brasileiras. As fibras usadas incluem a fibra de bananeira e a de bagaço de cana-deaçúcar. Os compósitos foram preparados por termo-moldagem e compressão utilizando quantidades variáveis de fibras, dos dois tipos de amido com quantidades fixas dos gliceróis (puro e glicerina). Observou-se que a quantidade máxima de fibra de bananeira ou de cana-de-açúcar que poderia ser incorporada em qualquer uma das duas matrizes foi de 35 %. Baseado nestes estudos preliminares, estudos posteriores foram realizados utilizando temperatura controlada para entender as propriedades de tração. Os resultados indicaram que: (i) foi possível preparar compósitos tanto de amido de milho PA quanto de torta de mamona com ambos os tipos de plastificantes...

Análise de viabilidade técnica de utilização da Fibra de bananeira com resina sintética em Compósitos

Mota, Rui Carlos de Sousa
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica; Tecnologia de Materiais; Projetos Mecânicos; Termociências Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica; Tecnologia de Materiais; Projetos Mecânicos; Termociências
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
126.49%
This paper aims to present the feasibility of using a composite using discarded material from the cultivation of banana tree (pseudostem), which is fibrillated together with synthetic resin replacing glass fiber to be used in structural elements that do not demand large mechanical stress such as reservoirs, troughs, domes, sewage pipes etc.. For this, there were studies about the mechanical properties of a composite made with polyester resin and fiber of banana tree (Musa sp, musac), in which the splints were removed from the pseudostem, being made fibrillation by hand, with the aid of a brush steel, followed by natural drying. After treatment for cleaning and removal of wax, the fiber was cut into pieces of approximately 60 mm to 100 mm, for, together with synthetic resin, make cards of a features fiber composite with random orientation relative to the weight of the resin. We used three different percentages of fiber (3%, 6% and 9%), in order to make a comparative study between them and what would be the one with the best performance. Were manufactured specimens of each material and then subjected to uniaxial tensile tests, three point bending, moisture absorption and thermal characteristics. The results show that, in general, the use of banana tree fiber is feasible simply by an improvement in the production process (machining of the procedure) and greater care in the manufacture of parts; Este trabalho tem como objetivo apresentar a viabilidade de um compósito utilizando material descartado da lavoura da bananeira (pseudocaule)...

Produção de papel artesanal de fibra de bananeira : uma proposta de ensino de química por projeto; The production of handmade paper from banana fiber : a proposal for teaching chemistry for projects

Lacerda, Nília Oliveira Santos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
96.13%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação, Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Física, Instituto de Química, 2009.; O projeto de produção de papel artesanal a partir da fibra de bananeira surgiu no Colégio Estadual Jardim América, em Goiânia – GO, a partir de uma experiência vivenciada por alunos do Ensino Médio, durante uma visita na Cooperativa de Reciclagem Cooprec, em função de um trabalho que estava sendo realizado sobre o tema gerador LIXO. A partir desse projeto sentimos a necessidade de um estudo mais aprofundado do tema, o que foi feito por meio de um material paradidático sobre a produção de papel e suas relações com conceitos científicos. Para fundamentação do material proposto utilizamos com referenciais norteadores: o ensino por projetos numa perspectiva freireana, o enfoque CTSA, a educação ambiental, a experimentação investigativa, a necessidade de contextualização e de interdisciplinaridade. A metodologia utilizada para aprofundamento do tema foi: pesquisas sobre história e química do papel, entrevistas semi-estruturadas com os sócios da cooperativa (Cooprec), com a Assessora do Núcleo Artesanal de Reciclagem. Também foi proposto aos alunos participantes do projeto que formulassem questões que gostariam de aprender em relação ao processo e que pudesse ser explicado por meio de conceitos científicos de maneira interdisciplinar. As questões apresentadas foram analisadas e relacionadas aos conteúdos de química e áreas afins (biologia...

Artesanato com Fibra de Bananeira: Uma Experiência no Vale do Ribeira, SP;

Garavello, Maria Elisa de Paula Eduardo; Molina, Silvia Maria Guerra; da Silva, Márcia Regina; Costa, Eneida Elisa Mello
Fonte: Universidade de São Paulo. Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária Publicador: Universidade de São Paulo. Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/05/2010 POR
Relevância na Pesquisa
65.84%
O presente trabalho relata a experiência obtida com o desenvolvimento do Projeto de Aproveitamento de Resíduos da Bananicultura, no Vale do Ribeira, SP, na área artesanal, e discute a importância da interdisciplinaridade na integração ensino, pesquisa e extensão. Tal Projeto proporcionou a vivência de questões fundamentais que se colocam para academia quando se trata da geração de conhecimento científico visando a sua disponibilização para a inclusão social e a cidadania. Permitiu discutir a necessidade da construção de uma Universidade, que aproxime a sociedade dos limites da academia, e contribuir, portanto, para a formação de conhecimentos que considerem as experiências sociais e a integração de diferentes áreas do saber.; The present work reports the experience in the Project of Exploitation of Residues of the Growth of Banana, in the Ribeira River Valley, SP; in the craftsmanship area and accosts the importance of interdisciplinarity when it comes to integrate education, research and extension. This Project provided the discussion of basic questions, that present themselves to the academy, concerning the generation of scientific knowledge with educative ends, aiming at the social inclusion and the citizenship. It was allowed the discussion about the necessity of the construction of a university which would bring the society closer to the academic limits...

Digestibilidade dos carboidratos fibrosos de resíduos da bananicultura em ovinos

Seles, Geziana Moreira; Carmo, Tânia Dayana do; Barbosa, Paula Miranda; Costa, Diego Santana; Vitor, André da Cunha Peixoto; Geraseev, Luciana Castro
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS. Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.2%
Objetivou-se avaliar a digestibilidade dos carboidratos fi­brosos de resíduos da bananicultura contidos em dieta completa em ovinos. Utilizaram-se 30 ovinos distribuídos em cinco tratamentos e seis repetições. Os tratamentos consistiram na inclusão de 20 ou 40% de feno folha (FFB) ou pseudocaule (FPB) de bananeira em substituição ao feno Cynodon spp em dietas balanceadas com 60% de concentrado 40% de volumoso. As variáveis analisadas foram: digestibilidade da fibra em detergente neutro (FDN) e fibra em detergente ácido (FDA). A inclusão de FFB reduziu a digestibilidade do FDN, entretanto, não afetou a digestibilidade do FDA. A adição do FPB não afetou a digestibilidade do FDN e FDA. Portanto, a inclusão de feno de pseudocaule de bananeira em dietas completas para ovinos, não afeta a digesti­bilidade dos compostos fibrosos, entretanto, a adição de feno de folha reduz a digestibilidade do FDN.

Digestibilidade in vitro de resíduos da bananicultura

Santos, Sarah Silva; Vitor, André da Cunha Peixoto; Carmo, Tânia Dayana do; Duarte, Sérgio Murilo; Freitas, Sarah Souza de; Geraseev, Luciana Castro
Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS. Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS- CAMPUS MONTES CLAROS.
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
Objetivou-se avaliar a digestibilidade in vitro da matéria seca (MS) e fibra em detergente neutro (FDN) do feno de resíduos da bananicultura. Os trata­mentos consistiram em: feno Cynodon spp., feno da folha e pseudocaule de bananeira distribuídos em delineamento inteiramente casualizado com cinco repetições em triplicada para cada repetição. Os resíduos utilizados foram coletados nas dependências do Instituto de Ciências Agrárias e encaminha­dos ao laboratório de bromatologia dessa instituição para análise química bromatológica. Para determinação da digestibilidade in vitro foi utilizada a técnica de dois estágios com uso da incubadora in vitro da Tecnal® (TE-150). No primeiro estágio adicionou-se inoculo ruminal a solução tampão McDougall, com posterior incubação por 48 horas. No segundo estágio adicionou-se 8 gramas de pepsina e 40 ml de HCL 6N a cada jarro por mais 24 horas. O feno do pseudocaule de bananeira apresentou maior digestibilidade da MS (79,8%) ao passo que, para feno da folha apresentou menor digestibilida­de da MS (57,8%). A menor DMS observada para FFB pode estar relacionada à composição bromatológica desse material que apresentou maior teor de lignina e menor fração de CNF. Já que para FPB observou-se menor teor de lignina e maior fração CNF em relação aos demais volumosos estudados. Quanto a digestibilidade da fração fibrosa...

GERANDO RENDA E INCLUSÃO SOCIAL ATRAVÉS DO ARTESANATO DA FIBRA DA BANANEIRA

Melo, Hanah Maria Torres de; Centro Universitário Cesmac
Fonte: ParticipAção; ParticipAção Publicador: ParticipAção; ParticipAção
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2015 POR
Relevância na Pesquisa
55.97%
O projeto de extensão aqui relatado visa subsidiar uma comunidade localizada no povoado Chã de Jaqueira, município de Atalaia, Alagoas, com ações que viabilizem a produção de artesanato confeccionados a partir dos resíduos descartados da produção de bananas, cultura encontrada em abundância na região. Estas ações se concentraram na capacitação técnica, empresarial e logística da comunidade, além de dotar a mesma de infraestrutura para o desempenho das suas atividades, criando oportunidade de geração de renda para as mulheres da localidade. O projeto teve início em 2012 quando foi contemplado com o Prêmio Santander Universidade Solidária e ao final de 2014 conseguiu atingir todas as metas propostas, seja de forma parcial ou total, como: capacitação técnica da equipe produtora; orientações quanto à organização, autonomia da associação e comercialização de seus produtos; estruturação do espaço físico com a aquisição de equipamentos, materiais e a construção da sede; estabelecimento de um processo de produção; inovação dos produtos com design próprio  e a consolidação da associação como pessoa jurídica. Sustentabilidade é uma característica das peças produzidas, pois o material utilizado é dispensado naturalmente pela planta retirando do campo os resíduos que podem contribuir na proliferação de fungos e animais peçonhentos nas plantações.

Uma experiência de pesquisa e de extensão universitárias: artesanato com fibra de bananeira

Garavello, Maria Elisa de Paula Eduardo; Universidade de São Paulo; Molina, Silvia Maria Guerra; Universidade de São Paulo; Silva, Márcia Regina Farias da; Universidade do Estado do Rio Grande do Norte; Costa, Eneida Elisa Mello; Universidade de São P
Fonte: ParticipAção; ParticipAção Publicador: ParticipAção; ParticipAção
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2011 POR
Relevância na Pesquisa
65.84%
O presente trabalho relata a experiência obtida com o desenvolvimento do Projeto de Aproveitamento de Resíduos da Bananicultura, no Vale do Ribeira, SP, na área artesanal, e discute a importância da interdisciplinaridade na integração ensino, pesquisa e extensão. Este Projeto proporcionou a vivência de questões fundamentais que se colocam para a academia, quando se trata da produção do conhecimento científico, visando a sua disponibilização para a inclusão social e a cidadania; permitiu discutir a necessidade da construção de uma universidade, a qual aproxime a sociedade dos limites acadêmicos, e contribuir, portanto, para a formação de conhecimentos que considerem as experiências sociais e a integração de diferentes áreas do saber.

CRESCIMENTO, PRODUÇÃO E CARACTERÍSTICAS TECNOLÓGICAS DA FIBRA DE ALGODÃO COLORIDO EM DIFERENTES COBERTURAS NO SOLO

Cavalcante, Alian Cássio Pereira; Diniz, Belísia Lúcia Moreira Toscano; Silva, Adailza Guilherme da; Diniz Neto, Manoel Alexandre; Oliveira, Daivyd Silva de; Cavalcante, Aliane Pereira
Fonte: Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal da Paraíba Publicador: Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.13%
O algodoeiro herbáceo é uma oleaginosa de grande importância socioeconômica pelo destaque na produção de fibra têxtil, adaptada principalmente às regiões de climas tropicais. O objetivo do trabalho foi avaliar o crescimento, produção e características tecnológicas da fibra de duas cultivares de algodão colorido, em diferentes coberturas vegetais no solo. O experimento foi realizado no período de janeiro a junho de 2012. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com quatro repetições, em esquema fatorial 2 x 3, sendo duas cultivares de algodão colorido (BRS 187 8H e BRS Topázio), com três manejos do solo: cobertura com biomassa de folhas de mamona, folhas de bananeiras e sem cobertura. Foi avaliada altura de plantas, diâmetro caulinar, produtividade em grãos, produtividade de pluma, rendimento de óleo e as características tecnológicas da fibra. As variáveis de crescimento e qualidade da fibra não foram significativas ao teste de “F” a ao nível de 5% de probabilidade, porém os tratamentos com cobertura proporcionaram melhores resultados de produtividade de grãos, pluma e rendimento de óleo do algodoeiro. A utilização de cobertura com folhas de mamoneira e folhas de bananeira não influencia no crescimento e nas características tecnológicas da fibra do algodoeiro herbáceo colorido (BRS 187 8H e BRS Topázio)...