Página 1 dos resultados de 51 itens digitais encontrados em 0.111 segundos

Análise da atividade de algumas enzimas antioxidantes em plantas de soja (Glycine max L. Merr.) sob níveis de manganês, em função da micorriza arbuscular.; Activity analiysis of some antioxidant enzymes in soybean plants (Glycine max L. Merr.) under levels of manganese, in function of arbuscular mycorrhizae.

Magalhães, Giuliana Castro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
75.87%
Os solos brasileiros são predominantemente ácidos, ocorrência comum nas regiões tropicais. Esta condição, aliada a outros fatores abióticos e bióticos, pode resultar em toxicidade de manganês (Mn) às plantas, o que limita o seu desenvolvimento. A utilização de práticas agrícolas convencionais propicia o aumento da toxidez de Mn, à medida que reduz o teor de matéria orgânica. Para atenuar este problema, algumas práticas como a calagem e o melhoramento genético são amplamente utilizados. Entretanto, a utilização de alternativas de manejo da cultura através do uso da simbiose micorrízica, para induzir maior resistência das plantas a altos níveis de Mn, parece bastante promissora. Para investigar possíveis mecanismos de indução da resistência e interações de nutrientes no controle da toxicidade de Mn em soja, foram avaliados o crescimento, a absorção e a acumulação de Mn, Fe, P e Ca e a atividade de catalase, peroxidase, superóxido dismutase e oxidase de AIA, nas folhas e raízes das plantas micorrizadas e não micorrizadas, além do nível de colonização de raízes pelo fungo micorrízico arbuscular (FMA). A planta teste foi a soja (Glycine max L. Merr. CV. IAC 8-2). O experimento foi executado em casa de vegetação...

Vinhaça da cana-de-açúcar: fluxos de gases de efeito estufa e comunidades de archaea presente no sedimento do canal de distribuição  ; Sugarcane vinasse: greenhouse gases fluxes and archaeal community in the distributions channel sediment

Oliveira, Bruna Gonçalves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
65.94%
A preocupação mundial com as possíveis mudanças climáticas, decorrentes do aumento da concentração de gases do efeito estufa (GEE), resultam na busca por fontes de energia renovável. Dentre estas fontes, a produção do etanol vem se destacando globalmente. O Brasil é o maior produtor mundial de etanol, baseado na cana-de-açúcar como matéria-prima. A produção deste biocombustível atua na redução das emissões de GEE, como substituinte de derivados de petróleo e fornecimento de energia, através da queima do bagaço. No entanto, é necessário quantificar o off-set do etanol em relação ao petróleo em todas as fases de produção. Importante resíduo da indústria sucroenergética é a vinhaça, gerada em elevadas quantidades e usualmente aplicada no solo em fertirrigação. Muitos estudos relatam os benefícios que a vinhaça proporciona ao solo, porém, pouco se sabe sobre os possíveis impactos que causa no ambiente, sobretudo no que se refere às emissões de GEE. O objetivo desta pesquisa foi avaliar as emissões de GEE provenientes da vinhaça no canal de distribuição e após aplicação no solo e detectar as comunidades de archaeas presentes no sedimento do canal condutor, verificando a influência de fatores bióticos e abióticos nas emissões e comunidades microbianas. A pesquisa foi desenvolvida na Usina Iracema...

Studies for implementation of Neozygites floridana as control agent of two-spotted spider mite in strawberry; Estudos para implementação de Neozygites floridana como agente de controle do ácaro rajado em morangueiro

Duarte, Vanessa da Silveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2013 EN
Relevância na Pesquisa
65.85%
Neozygites floridana is an important natural enemy of Tetranychus urticae in many crops, including strawberry. In this crop there has been some changes in the production system from open field to low tunnel. This new system presents benefits to strawberry production, moreover this system increases problems with spider mites and some fungal plant pathogens; consequently increasing the use of pesticides. In order to integrate N. floridana in the management of spider mites in strawberry there are still many important aspects to be revealed on the biology, epizootiology of the fungus and the effect of crop systems on its prevalence in the field. For this, three studies were performed, being the first one about the effect of strawberry production systems (low tunnel and open field) and pesticide application on population dynamics of two-spotted spider mite T. urticae, its natural enemies (N. floridana and predatory mites), and plant diseases, the experiment was performed in Inconfidentes-MG. The population of T. urticae attained the highest level in treatments with chemical control of pest, independently of the crop system, low tunnel or open field. The fungus N. floridana was observed late in both crop seasons, in treatments with and without inoculative releases...

Unidades da paisagem e suas relações com características dos solos na área da mineração Volta Grande, Lavras do Sul, RS - uma visão em diferentes escalas

Sippel, Cibele
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.86%
A resposta da vegetação às condições ambientais pode ser observada nos diferentes padrões da paisagem. Estas respostas são o reflexo da atuação de fatores bióticos e abióticos que são responsáveis pela distribuição complexa observada nos mosaicos paisagísticos, em diferentes escalas – espaciais e temporais. Neste sentido, o presente trabalho teve como objetivo elucidar as possíveis relações entre a vegetação e as características edáficas, em uma área de mineralização de cobre, mina Volta Grande, Lavras do Sul, RS. Com bases na ecologia de paisagem, utilizamos diferentes ferramentas para analisar a vegetação - métodos dos pontos e determinação dos tipos funcionais de plantas – e o solo – determinação das características geomorfológicas, químicas e físicas do solo, e o processo pedogenético – tendo em vista o estabelecimento de unidades da paisagem - ecótopos. De acordo com os resultados obtidos, distinguiram-se 8 diferentes ecótopos vegetacionais, expressos nas três escalas de abordagem (meso, micro e macro escala). Os ecótopos com maior expressividade são os savanóides, estando estes provavelmente associados às ocorrências dos filões de cobre. Com relação às concentrações de cobre disponível no solo...

Inoculação de soja em solo submetido a diferentes sistemas de manejo

Bizarro, Mariel Josue
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.89%
A soja (Glycine max) destaca-se pela importância econômica e pela capacidade de associação simbiótica com bactérias (Bradyrhizobium spp e Sinorhizobium spp) fixadoras do dinitrogênio. O benefício da fixação biológica do nitrogênio (FBN) é potencializado pela inoculação. Entretanto, a resposta à inoculação depende de fatores bióticos e abióticos, que variam de acordo com o sistema de manejo do solo. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a resposta à inoculação e reinoculação da soja, além da sobrevivência e a competitividade das estirpes de B. elkanii (SEMIA 587 e SEMIA 5019) e de B. japonicum (SEMIA 5079 e SEMIA 5080) em diferentes sistemas de manejo do solo. O experimento, com diferentes sistemas de manejo do solo, foi iniciado em 2000, a partir de campo nativo, sendo avaliado nos anos agrícolas de 2000/2001 e 2002/2003. Os tratamentos consistiram de adubação orgânica, mineral e adubação mineral com irrigação, todos utilizando sistemas de preparo plantio direto, plantio reduzido e plantio convencional, com ou sem inoculação. Foram avaliados o teor de nitrogênio mineral do solo, o número e a massa de nódulos, a massa e o nitrogênio total do tecido da parte aérea e a produção dos grãos...

Diversidade e abundância de hemiepífitos em um gradiente altitudinal na Floresta Atlântica no Sul do Brasil

Orihuela, Rodrigo Leonel Lozano
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
75.83%
O objetivo principal deste trabalho foi identificar os principais fatores abióticos e bióticos correlacionados com a distribuição da abundância e riqueza de hemiepífitos primários, secundários e lianas rizo-escandentes, sinúsias que carecem de estudos, em um gradiente altitudinal na Floresta Atlântica sul-brasileira. Alocamos 15 unidades amostrais no total (de 400 m2 cada), distribuídas nas porções inferior (200 - 250 m a.n.m.), média (380 - 430 m) e superior (670 - 720 m) de um gradiente altitudinal no nordeste do Rio Grande do Sul. Amostramos em cada parcela a abundância de cada espécie, a porcentagem de árvores colonizadas por cada sinúsia e as seguintes variáveis explanatórias: abertura do dossel, composição do solo e densidade de árvores com DAP ≥ 5 e 20 cm; e para cada cota altitudinal, a temperatura e precipitação média anual. Utilizamos modelos lineares generalizados para analisar a influência das variáveis na abundância das sinúsias. Encontramos que as variáveis climáticas (precipitação e temperatura) foram as principais variáveis explanatórias relacionadas com variação na abundância e riqueza das três sinúsias analisadas. As distintas formas de vida apresentaram diferenças na intensidade da resposta às variáveis. Foi registrado um aumento de quatro vezes na abundância de hemiepífitos secundários e de praticamente duas vezes para lianas rizo-escandentes...

Avaliação dos fatores abióticos e bióticos de uma área petroquímica da região de Paulínia, SP, e fotodocumentação dos fungos transientes isolados

Cruz, Aline da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 134 f. : il., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
75.9%
Pós-graduação em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) - IBRC; A ocupação do solo e a demanda de água doce tem sido crescente, de maneira que pesquisas voltadas à avaliação da qualidade das águas em áreas estratégicas são consideradas fundamentais. Neste contexto, a área de estudos foi escolhida pela disponibilidade de água, distribuição demográfica e pela sua importância industrial. Com o propósito de melhor compreender o impacto causado pelo efluente do pólo petroquímico de Paulínia, SP, na qualidade das águas do rio Atibaia, os parâmetros potencial hidrogeniônico (pH), temperatura da água, sólidos totais, turbidez, oxigênio dissolvido (OD), demanda bioquímica de oxigênio (DBO), nitrogênio total (NT), íons fósforo (íons P), pluviosidade, estações seca e chuvosa, condutividade elétrica da água e concentração de cloretos foram analisados. Verificou-se, ainda, a influência dos parâmetros mencionados sobre a micobiota transiente de amostras coletadas no período entre agosto de 2007 a março de 2009. O método de plaqueamento para contagem dos fungos e as análises físicas e químicas seguiram Clesceri et al. (1998). Correlação de Pearson, análise de variância multivariada, correlação canônica para dados multivariados e análise dos componentes principais foram as análises estatísticas realizadas. Estas revelaram diferentes influências dos parâmetros independentes sobre as contagens fúngicas. A micobiota transiente detectada no período estudado foi sensível aos parâmetros cloretos...

Interação de fatores bióticos e abióticos na ocorrência de Damping-off em milho e feijoeiro

Gomes, Delineide Pereira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 95 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
66.05%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia - FCAV; The objective of the research was to determine the influence of biotic and abiotic factors on the occurrence of damping-off of pre and post - emergence, and others problems to the seeds and seedlings, when the sowing of corn and bean. They chose two plots of corn and bean, growing season 2007/2008, from the cultivars Carioca and D 766 respectively, according to his distinction in high and low vigour, low fungi incidence and absence of Rhizoctonia solani. Disinfested seeds were infected with the fungus in culture medium without BDA and water restriction (mannitol, -1.0 MPa). In control treatments was the same growing medium, but without the presence of the fungus. For each treatment the seeds were superimposed in culture media for 36 hours for the corn and bean for 20 hours. For the direct addition of the fungus in soil, we used the technique of sterile sorghum seeds. The experiment was conducted in two different seasons (hot and cold). For two growing seasons the plots were established in plastic pots (capacity 4.5 L) containing sterilized soil prepared according to the randomization of treatments in a greenhouse. The treatments were made from three water availability in the soil contained in vase (30 %...

Grupos funcionais em plantas do cerrado sensu stricto : a utilização dos recursos hídricos, o efeito filogenético e a variação em parametros funcionais

Rossatto, Davi Rodrigo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
55.86%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2011.; Este estudo teve por objetivo comparar os padrões de utilização dos recursos hídricos do solo, características estruturais, fisiológicas e nutricionais foliares de um conjunto representativo de espécies do cerrado sensu stricto pertencentes a diferentes famílias botânicas que foram agrupadas em grupos funcionais, de acordo com a forma de crescimento, aqui definidas como árvores, arbustos, subarbustos, ervas, gramíneas e palmeiras. O efeito filogenético nos atributos foliares selecionados também foi verificado Além disso, foi verificado se fatores abióticos e bióticos afetam a estrutura da vegetação lenhosa ao longo do gradiente topográfico. Os resultados demonstram uma grande diferença entre as formas de crescimento em termos de suas estratégias funcionais, incluindo diferenças nos padrões de captação de água, nas características estruturais e no balanço de carbono e nutricional de suas folhas. Árvores captam água das regiões mais profundas do solo, ervas das regiões intermediárias e gramíneas das regiões mais superficiais do solo. A profundidade do lençol freático afetou drasticamente os padrões de captação de água do solo em espécies lenhosas...

Contaminação fúngica do amendoim em função das doses de calcário e épocas de amostragem

Rossetto,Claudia Antonia Vieira; Viegas,Élson de Carvalho; Lima,Tatiana de Moraes
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 PT
Relevância na Pesquisa
65.88%
A população de fungos no solo varia de acordo com os fatores abióticos e bióticos, e, no caso do amendoim, podem contaminar as sementes, comprometendo sua qualidade. O objetivo do trabalho foi o de avaliar o efeito da calagem e da época de amostragem do solo e das vagens do amendoim na população de fungos, visando analisar a contaminação por Aspergillus spp., Rhizopus spp. e Penicillium spp. O experimento foi efetuado em Planassolo, no período das águas (outubro de 2001 a fevereiro de 2002), empregando o amendoim, cv. Botutatu. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso em parcela subdividida, com quatro repetições. As doses de calcário dolomítico (0,0 e 1,8 t.ha-1) foram aplicadas nas parcelas, em dezembro de 2000 e, as subparcelas, em quatro épocas de amostragem, com intervalos de 10 dias, a partir de 104.º dia após a semeadura (DAS). Nas amostras, foram realizadas a avaliação da população de fungos no solo e sua incidência nos pericarpos das vagens e nas sementes. Os resultados permitiram concluir que nas condições deste experimento, a época de amostragem e a aplicação de calcário não interferiram na população de Aspergillus spp. nas amostras de solo e sua incidência nos pericarpos das vagens. Nas amostras efetuadas aos 104 e 114 DAS...

Fatores envolvidos na supressividade a Rhizoctonia solani em alguns solos tropicais brasileiros

Rodrigues,F. A.; Corrêa,G. F.; Santos,M. A. dos; Borges Filho,E. L.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 PT
Relevância na Pesquisa
125.92%
O experimento foi realizado em condições de casa de vegetação, na Universidade Federal de Uberlândia, no período de março a agosto de 1995, visando determinar, em sete classes de solo, a supressividade ao fungo Rhizoctonia solani e estudar o possível relacionamento dessa característica com a mineralogia, propriedades físicas e químicas e populações de fungos do solo. Após proceder à inoculação dos solos com R. solani, multiplicada em grãos de sorgo autoclavados, observou-se que o índice de doença em plântulas de soja aumentou em todos eles. Tal índice foi sempre maior na camada de 0-20 cm, associando-se com o maior teor de matéria orgânica, com exceção do Solo Orgânico eutrófico (SOe), o qual apresentou um índice de doença similar nas duas profundidades (0-20 e 20-40 cm). O efeito supressivo a R. solani, observado no material do Plintossolo distrófico (PTd) e no Latossolo Vermelho-Escuro álico (LEa), relacionou-se com a textura muito argilosa, com a alta saturação por alumínio e com a vegetação (fase cerrado), mesmo com a ausência de Trichoderma spp. Os materiais do Solo Orgânico eutrófico (SOe), do Latossolo Roxo distrófico (LRd) e da Terra Roxa Estruturada eutrófica (TRe) apresentaram maior conducividade a R. solani ...

Nitrogênio, carbono e atividade da biomassa microbiana do solo em plantações de eucalipto

Gama-Rodrigues,Emmanuela Forestieri da; Barros,Nairam Félix de; Gama-Rodrigues,Antonio Carlos da; Santos,Gabriel de Araújo
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 PT
Relevância na Pesquisa
65.9%
Grande parte das plantações de eucalipto no Brasil situa-se em solos de baixa fertilidade, para os quais a técnica de fertilização e o processo de ciclagem de nutrientes são fundamentais para elevar e manter a produção florestal. Os ganhos de produtividade dessas plantações em resposta à aplicação de N têm sido relativamente baixos, o que indica que o solo tem sido capaz de suprir boa parte da demanda deste nutriente para as plantas. O N da biomassa microbiana é tido como uma fração facilmente disponível, mas pouco se sabe sobre como fatores bióticos e abióticos afetam a sua dinâmica em plantações de eucalipto no Brasil. Desse modo, o objetivo deste trabalho foi avaliar a variação do N (NBM) e C (CBM) da biomassa microbiana do solo e de outras características com elas relacionadas em plantações de eucalipto com sete anos de idade, cultivadas em várias condições edafoclimáticas do sudeste brasileiro. Amostragens do solo foram realizadas durante quatro épocas, de março a novembro de 1995. O teor de NBM variou de 9,17 a 103,71 µg g-1 solo, sendo significativamente influenciado pela época de amostragem. Essa variação foi explicada pela combinação da precipitação pluviométrica com o teor de C orgânico ou N total. O teor de argila dos solos estudados foi outra característica de grande importância nessa variação. Dentre outras características avaliadas...

Variabilidade espacial da fertilidade do solo em área cultivada e manejada homogeneamente

Montezano,Zaqueu Fernando; Corazza,Edemar Joaquim; Muraoka,Takashi
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
75.89%
O conhecimento da variabilidade da fertilidade do solo em áreas cultivadas pode trazer importantes subsídios para a racionalização de uso dos corretivos e fertilizantes do solo. O objetivo deste estudo foi determinar a variabilidade da fertilidade do solo por meio do fracionamento de um talhão comercial em pequenas células de manejo. O experimento foi realizado na Fazenda Alto Alegre em Planaltina - GO, numa área de 373 ha de um Latossolo cultivada com milho na safra 2003/04. Traçado um polígono da área, procedeu-se à divisão em 80 células de manejo de quatro hectares cada. A amostragem do solo seguiu uma diagonal com doze pontos para formar a amostra composta representativa dentro de cada célula. As coordenadas desses pontos foram obtidas e arquivadas. Realizou-se a análise da textura do solo e da fertilidade do solo. A produtividade de cada célula foi obtida por meio da colhedora equipada com Sistema de Posicionamento Geográfico (GPS) e monitor de rendimento de grãos. Na análise da variabilidade espacial dos dados, foram considerados parâmetros estatísticos descritivos. A medida de correlação linear de Pearson a 5 e 1 % dos atributos de fertilidade com a produtividade do milho e altitude foi realizada. A variabilidade foi considerada alta para o P disponível...

Efeitos da umidade do solo e da cobertura vegetal na distribuição e abundância de Drosera montana (Droseraceae)

Espírito-Santo,Mário M; Werneck,Márcio S
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
65.87%
Este trabalho teve como objetivo comparar o padrão de distribuição, abundância e tamanho de Drosera montana em microhabitats sob diferentes condições de umidade do solo e cobertura vegetal na Serra do Cipó, MG. Foi analisado um transecto de 15x3m, no qual foram mapeados e medidos todos os indivíduos encontrados, e calculados os índices de agregação de Clark & Evans e de Hopkins. O transecto foi dividido em 45 quadrados de lm², nos quais foram coletadas amostras de solo e medidas suas percentagens de umidade. A percentagem de cobertura vegetal foi estimada pelo método de Daumbemirre para cada quadrado. D. montana apresentou padrão de distribuição agregado. A maior abundância de indivíduos ocorreu em locais de umidade e cobertura vegetal intermediárias, em um contínuo de condições ambientais variando de locais de solo seco com pouca cobertura vegetal a locais de solo muito úmido com muita cobertura. Entretanto, o tamanho de D. montana não parece ser afetado pela umidade ou cobertura vegetal, sendo provavelmente determinado pelo sucesso de captura de presas. Estes resultados sugerem que o padrão agregado observado para esta espécie está relacionado à disponibilidade de água e luz, mas seu crescimento é possivelmente influenciado pela interação entre fatores bióticos e abióticos.

Estrutura vegetal, status nutricional do componente arbóreo e do solo dos manguezais do Sul do Brasil

Madi, Ana Paula Lang Martins
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.04%
Resumo: Os manguezais são ecossistemas costeiros de transição entre ambientes marinhos e terrestres. Sua vegetação apresenta adaptações específicas às quais permitem o desenvolvimento em um ambiente com alta salinidade, periodicamente inundado pela maré, baixa oxigenação e solo lodoso. Comparados a ambientes terrestres são simples em sua arquitetura arbórea. No entanto, apresentam alta complexidade em função da interação com vários fatores abióticos (edáficos como anoxia e salinidade variável), bióticos (organismos) e antrópicos (poluição e exploração) que atuam em diferentes escalas espaciais e temporais. Nesse contexto, pode-se esperar que a estrutura e desenvolvimento dos manguezais do Estado do Paraná apresentem parâmetros fitossociológicos e químicos distintos em função das condições edáficas. O objetivo geral do estudo foi avaliar comparativamente dois manguezais do litoral do Paraná, nos municípios de Antonina e Guaratuba. Fez parte dessa avaliação, o levantamento fitossociológico, a análise físico-química do solo e das plantas dos manguezais estudados. Tanto para o componente arbóreo como para a regeneração natural foram identificadas as seguintes espécies: Avicennia schaueriana Stapf & Leechm. ex Moldenke...

Colêmbolos (arthropoda: hexapoda: collembola) numa área de caatinga do nordeste brasileiro

Rocha, Isabel Medeiros dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Sistemática e Evolução; Ciências Biológicas Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Sistemática e Evolução; Ciências Biológicas
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
65.88%
Edaphic ecosystems are the basis for the production of terrestrial biological resources and their dynamics affect not only the natural environment but also society and their economic activities. In Caatinga biome, the semi-arid climate associated with an inadequate soil management has increased the degradation and loss of productive potential of the soil. In this context, the study of soil fauna, including springtails, becomes an important indicator of soil quality. This study aimed to evaluate the fauna of Collembola in an area of Caatinga of Rio Grande do Norte State and the influence of biotic and abiotic factors, such as soil, vegetation and climate characteristics, on the structure of the taxocenosis. The environmental variables which were used were the following ones: granulometry (represented by the proportion of sand), quantity of organic matter and soil pH, richness, density and aerial biomass of the vegetal structure, and necromass. We used pitfall traps intending to collect specimens of the epiedaphic fauna of Collembola in 30 points located on Cauaçu Farm, João Câmara, RN, in July (rainy season) and November (dry season) 2011. We collected 5513 individuals of 15 species distributed in 13 genera and 9 families of Collembola. Five of the recorded species are new to science...

Variação temporal do efluxo de CO2do solo em sistemas agroflorestais com palma de óleo na Amazônia Oriental

SILVA,Carolina Melo da; VASCONCELOS,Steel Silva; MOURÃO JÚNIOR,Moisés; BISPO,Carlos José Capela; KATO,Osvaldo Ryohei; SILVA JUNIOR,Alberto Cruz da; CASTELLANI,Débora Cristina
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2016 PT
Relevância na Pesquisa
66.07%
RESUMOA dinâmica do efluxo de dióxido de carbono (CO2) do solo e seus fatores controladores em sistemas agroflorestais da Amazônia são pouco compreendidas. O objetivo deste estudo foi avaliar a variação temporal do efluxo de CO2 do solo em sistemas agroflorestais onde a palma de óleo é a cultura principal e sua relação com fatores bióticos (carbono microbiano do solo, carbono total do solo, respiração microbiana do solo, raízes finas do solo, indivíduos componentes dos sistemas agroflorestais (SAFs) ) e abióticos (umidade e temperatura do solo). As medições foram realizadas nos períodos menos chuvoso (dezembro de 2010) e chuvoso (maio de 2011). O efluxo de CO2do solo foi mais alto no período chuvoso, provavelmente, devido à maior atividade microbiana nesse período influenciada por fatores climáticos aliados a fatores bióticos. O efluxo de CO2do solo se correlacionou positivamente com umidade do solo e carbono da biomassa microbiana e negativamente com temperatura do solo e quociente metabólico, porém as correlações foram fracas. O efluxo de CO2do solo foi sensível ao tipo de sistema agroflorestal e a sazonalidade da precipitação.

A MORTE PRECOCE DO PESSEGUEIRO ASSOCIADA À FERTILIDADE DO SOLO

MAYER,NEWTON ALEX; UENO,BERNARDO; SILVA,VALÉCIA ADRIANA LUCAS DA; VALGAS,RICARDO ALEXANDRE; SILVEIRA,CARLOS AUGUSTO POSSER
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
65.93%
RESUMO A morte precoce do pessegueiro é uma síndrome caracterizada por um colapso das plantas ao final do período de dormência, cujas causas envolvem diversos fatores bióticos e abióticos. Objetivou-se avaliar a associação da morte precoce do pessegueiro com à fertilidade do solo. Amostraram-se a rizosfera, para análise química, sob a copa de plantas sintomáticas e assintomáticas, com idade entre dois e oito anos, em nove pomares comerciais localizados nos municípios de Pelotas e Canguçu, no Rio Grande do Sul, totalizando 108 amostras. De acordo com os resultados, a obtenção de uma função discriminante para classificar as plantas em duas categorias, como sintomáticas ou assintomáticas, não proporcionou resultado satisfatório, pois a taxa de classificação errônea superou 40%. A análise de variância individual mostrou que, univariadamente, não existe diferença significativa na fertilidade do solo entre os dois grupos de plantas amostradas. Embora a fertilidade do solo, na maioria dos pomares amostrados, esteja aquém do recomendado para a cultura do pessegueiro, a ocorrência da morte precoce do pessegueiro não apresentou relação com os atributos químicos de fertilidade do solo. O resultado sugere que outros fatores...

Variação temporal do efluxo de CO2 do solo em sistemas agroflorestais com palma de óleo na Amazônia Oriental.

SILVA, C. M. da; VASCONCELOS, S. S.; MOURÃO JUNIOR, M.; BISPO, C. J. C.; KATO, O. R.; SILVA JUNIOR, A. C. da; CASTELLANI, D. C.
Fonte: Acta Amazonica, Manaus, v. 46, n. 1, p. 1-12, jan./mar. 2016. Publicador: Acta Amazonica, Manaus, v. 46, n. 1, p. 1-12, jan./mar. 2016.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
86.07%
A dinâmica do efluxo de dióxido de carbono (CO2) do solo e seus fatores controladores em sistemas agroflorestais da Amazônia são pouco compreendidas. O objetivo deste estudo foi avaliar a variação temporal do efluxo de CO2 do solo em sistemas agroflorestais onde a palma de óleo é a cultura principal e sua relação com fatores bióticos (carbono microbiano do solo, carbono total do solo, respiração microbiana do solo, raízes finas do solo, indivíduos componentes dos sistemas agroflorestais (SAFs) ) e abióticos (umidade e temperatura do solo). As medições foram realizadas nos períodos menos chuvoso (dezembro de 2010) e chuvoso (maio de 2011). O efluxo de CO2 do solo foi mais alto no período chuvoso, provavelmente, devido à maior atividade microbiana nesse período influenciada por fatores climáticos aliados a fatores bióticos. O efluxo de CO2do solo se correlacionou positivamente com umidade do solo e carbono da biomassa microbiana e negativamente com temperatura do solo e quociente metabólico, porém as correlações foram fracas. O efluxo de CO2do solo foi sensível ao tipo de sistema agroflorestal e a sazonalidade da precipitação.; 2015

Fatores bióticos e abióticos associados à supressividade de solos a Rhizoctonia solani; Biotic and abiotic factors associated with soil suppressiveness to Rhizoctonia solani

Ghini, Raquel; Morandi, Marcelo Augusto Boechat
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2006 ENG
Relevância na Pesquisa
55.87%
Crop management may modify soil characteristics, and as a consequence, alter incidence of diseases caused by soilborne pathogens. This study evaluated the suppressiveness to R. solani in 59 soil samples from a microbasin. Soil sampling areas included undisturbed forest, pasture and fallow ground areas, annual crops, perennial crops, and ploughed soil. The soil samples were characterized according to abiotic variables (pH; electrical conductivity; organic matter content; N total; P; K; Ca; Mg; Al; H; S; Na; Fe; Mn; Cu; Zn; B; cation exchange capacity; sum of bases and base saturation) and biotic variables (total microbial activity evaluated by the CO2 evolution and fluorescein diacetate hydrolysis; culturable bacterial, fungal, actinomycetes, protozoa, fluorescent Pseudomonas and Fusarium spp. communities). The contribution and relationships of these variables to suppression to R. solani were assessed by path analysis. When all samples were analyzed together, only abiotic variables correlated with suppression of R. solani, but the entire set of variables explained only 51% of the total variation. However, when samples were grouped and analyzed by vegetation cover, the set of evaluated variables in all cases accounted for more than 90% of the variation in suppression of the pathogen. In highly suppressive soils of forest and pasture/fallow ground areas...