Página 1 dos resultados de 806 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Uso de extratos vegetais como promotores do crescimento em frangos de corte; Use of plant extracts as growth promoters for broiler chickens

Barreto, Marina Sígolo Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.96%
Nas últimas décadas, a produção de carne de frango vem se intensificando por expressivos avanços tecnológicos. Nutricionalmente, os promotores de crescimento antimicrobianos (antibióticos e quimioterápicos) foram essenciais, beneficiando o desempenho e a eficiência alimentar, quando utilizados como aditivos nas dietas, em doses subterapêuticas. Apesar da comprovada contribuição no desempenho das aves, os antibióticos promotores de crescimento passaram a ser vistos como fatores de risco para a saúde humana, devido ao potencial desenvolvimento da resistência bacteriana cruzada em humanos. Recentemente, têm sido desenvolvidas diversas alternativas aos antibióticos promotores de crescimento, incluindo probióticos, prebióticos, ácidos orgânicos, enzimas e extratos vegetais. Seguindo essa tendência, este estudo teve o objetivo de avaliar a eficácia do uso de extratos vegetais como alternativas aos antimicrobianos promotores de crescimento em dietas de frangos de corte. Foram realizados dois experimentos com frangos de corte para avaliar os efeitos de diferentes extratos vegetais no desempenho, na energia metabolizável da dieta e na morfometria dos órgãos. O experimento de desempenho envolveu 1200 frangos de corte machos criados em galpão experimental no período de 1 a 42 dias de idade...

Repelência e deterrência na oviposição de Bemisia tabaci biótipo B pelo uso de extratos vegetais em Cucurbita pepo L

Silva, J.P.G.F.; Zaché, R.R.C.; Baldin, Edson Luiz Lopes; Oliveira, F.B.; Valtapeli, E.R
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 76-83
POR
Relevância na Pesquisa
66.79%
Bemisia tabaci biótipo B é um dos principais insetos-praga na cultura da abobrinha (Cucurbita pepo L.). O manejo dessa mosca-branca tornou-se grande desafio aos agricultores, uma vez que esta apresenta rápida capacidade de desenvolver resistência a diferentes classes de inseticidas. Como alternativa vem sendo investigado o uso de extratos vegetais com atividades inseticida e/ou insetistática, os quais têm revelado resultados promissores no combate a inseto. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os possíveis efeitos de sete extratos provenientes de cinco espécies vegetais, Ruta graveolens L. (folhas), Azadirachta indica A. Juss. (folhas + ramos), Trichilia pallida Swartz (ramos), T. pallida (folhas), A. indica (amêndoas), Chenopodium ambrosioides L. (inflorescências + ramos+ folhas) e Mentha pulegium L. (folhas), sobre Bemisia tabaci biótipo B em abobrinha, por meio de testes de repelência e deterrência para oviposição. em teste com chance de escolha, avaliou-se a atratividade e determinou-se o índice de repelência após 6, 24 e 48 horas da aplicação dos extratos. A oviposição foi verificada após a terceira contagem do número de adultos. O extrato à base de folhas de M. pulegium mostrou repelência e deterrência à oviposição de B. tabaci biótipo B...

Efeitos alelopáticos de extratos vegetais na germinação, colonização micorrízica e crescimento inicial de milho, soja e feijão

Faria, Tiago Mendes; Gomes Júnior, Francisco Guilhien; Sá, Marco Eustáquio de; Cassiolato, Ana Maria Rodrigues
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1625-1633
POR
Relevância na Pesquisa
56.9%
Restos vegetais e liteira podem interferir no desenvolvimento de plantas. Este trabalho objetivou avaliar os efeitos alelopáticos de extratos aquosos de Pinus sp., milheto (Pennisetum americanum (L.) Leeke) e mucuna (Stizolobium aterrimum Piper & Tracy) sobre a germinação, colonização micorrízica e crescimento inicial de milho (Zea mays L.), soja (Glycine max L.) e feijão (Phaseolus vulgaris L.). Os extratos foram elaborados utilizando folhas trituradas. O experimento in vitro empregou papel Germitest umedecido com extratos ou água destilada por sete dias. O experimento em casa de vegetação teve esquema fatorial 3 x 3 x 4, com quatro repetições: três espécies vegetais (soja, milho e feijão), três extratos aquosos (Pinus, milheto e mucuna) e quatro doses de extrato (0,0; 0,5; 1,0; e 2,0 kg L-1). O substrato foi Latossolo Vermelho coletado no município de Selvíria-MS, no bioma Cerrado. Após a semeadura, os vasos receberam, a cada cinco dias, por 45 dias, 50 mL dos extratos. Para a soja, extratos de mucuna e milheto diminuíram o comprimento do hipocótilo e da radícula e os de Pinus aumentaram esses comprimentos. em feijão, o extrato de Pinus diminuiu o comprimento do hipocótilo e da radícula, mas os extratos de mucuna e milheto aumentaram-no. O extrato do milheto reduziu a percentagem e a velocidade de germinação em feijão. Todos os extratos reduziram a colonização micorrízica e o número de esporos de fungos micorrízicos arbusculares em soja...

Atividade biológica de gel dentifrício e enxagüatório bucal contendo extratos vegetais

Cordeiro, Cynthia Helena Gontijo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 98 f. il. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
66.86%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas - FCFAR; A utilização de produtos naturais na medicina popular é milenar e persiste até os dias atuais. Sua abrangência é vasta e engloba fins variados, inclusive em relação à saúde bucal. O controle do biofilme bacteriano dentro das diversas especialidades odontológicas é de grande importância, pois aponta para a prevenção de várias afecções bucais. Quando a remoção mecânica do biofilme é deficiente, podem ocorrer lesões de tecido duro (cáries) e/ou mole (doenças periodontais). A eficácia de plantas medicinais, tanto em dentifrícios como em enxagüatórios bucais, tem sido investigada. Os resultados têm sugerido que os componentes de origem vegetal podem ser empregados como apoio à terapia das doenças periodontais e como profilaxia de rotina. Este trabalho teve como objetivos avaliar a ação biológica de formulações para higiene bucal, contendo, em associação, extratos hidroalcoólicos das espécies vegetais Nasturtium officinale (agrião), Rosmarinus officinalis (alecrim), Tabebuia impetiginosa (ipê roxo), Achillea millefolium (mil-folhas) e Plantago major (tanchagem). Trabalhos anteriores sugerem possível efeito antiinflamatório e alteração da qualidade do biofilme dento-bacteriano...

Avaliação do potencial mutagênico e antimutagênico de extratos e compostos vegetais obtidos a partir dos gêneros Byrsonima e Davilla

Lira, Walclécio Morais
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 136 f.
POR
Relevância na Pesquisa
56.95%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia - FCFAR; A investigação das plantas baseada na medicina popular tem sido intensificada com o objetivo de obter-se novas drogas capazes de promover a cura de algumas enfermidades, ou até mesmo prevenir a ação de componentes tóxicos presentes em medicamentos, alimentos e bebidas. Portanto, esta busca em sua grande maioria tem como base a biodiversidade dos diferentes tipos de vegetações existentes no mundo. Neste estudo foram avaliados extratos vegetais que têm sido utilizados na medicina popular. Para tanto, foram realizados ensaios in vitro (teste de Ames) e in vivo (micronúcleo), com a finalidade de avaliar o possível potencial antimutagênico de algumas espécies pertencentes aos gêneros Byrsonima e Davilla. Foi verificado os potenciais mutagênicos e antimutagênico dos extratos MeOH (metanólico) e CHCl3 (clorofórmico) de Byrsonima basiloba, CHCl3 de Byrsonima crassa e CHCl3 de Davilla ellyptica. A verificação do possível potencial antimutagênico através dos testes de Ames e micronúcleo destes extratos mostrou que todos foram capazes de reduzir a atividade mutagênica da Aflatoxina B1 (AFB1)...

Extratos vegetais : atividade biologica, composição e aplicação.; Plant extracts : biological activity, composition and application.

Rodrigo Scherer
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.99%
No presente trabalho foram avaliados alguns extratos vegetais com relação à atividade biológica (antioxidante e antimicrobiana) e sua composição. Do carrapicho (Xanthium strumarium) foram estudados 18 extratos diferentes obtidos com extração supercrítica, hidrodestilação, maceração, maceração dinâmica e soxhlet com solventes de diferentes polaridades, incluindo metanol, etanol, acetato de etila e clorofórmio/diclorometano (1/1), enquanto que das plantas cravo-da-índia (Caryophillus aromaticus L.), citronela (Cymbopogon winterianus) e palmarosa (Cymbopogon martinii) apenas o óleo essencial. Também foram avaliadas as frações isoladas eugenol e eucaliptol. Para determinação da atividade antioxidante foi desenvolvido um novo índice utilizando o radical DPPH (2,2-difenil-1-picril-hidrazila), chamado de Índice de Atividade Antioxidante (IAA), através do qual foi possível comparar a capacidade antioxidante dos diferentes extratos vegetais com compostos de referência. A determinação da atividade antimicrobiana foi realizada através da determinação da concentração inibitória mínima (CIM), através da qual a ação antimicrobiana dos extratos foi comparada com a ação de alguns antibióticos frente aos microrganismos Staphylococcus aureus...

Química verde: síntese de nanopartículas de prata utilizando extratos vegetais

Rocha, Rosiana Rocho
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 47 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.79%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Química.; O uso de extratos vegetais na obtenção de nanopartículas de prata foi estudado com base nos princípios de química verde utilizando processos de síntese sem o uso de reagentes e solventes tóxicos aos seres humanos. Foram usados neste trabalho extratos de semente de uva Isabel (Vitis labrusca L.) e Pitaya (Hylocereus polyrhizus), que atuam como redutores e estabilizantes das nanopartículas, destacando a significativa atividade antioxidante que compõe estes vegetais. Os resultados obtidos mostraram que as nanopartículas apresentaram características morfológicas distintas para cada um dos extratos. As caracterizações foram realizadas através de técnicas como Espectroscopia UV-Vísivel, Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET), ELS e Potencial Zeta. Constatou-se que as nanopartículas obtidas utilizando o extrato de semente de uva apresentaram forma esférica e menor tamanho, concordando com a banda de plasmom ressonante bem definida e com o histograma de distribuição de tamanho obtido por ELS e Potencial Zeta, que mostraram distribuição estreita de partículas. Entretanto as nanopartículas com extrato de Pitaya mostraram partículas maiores multi-geminadas e esféricas compondo pequenos grupos...

Avaliação da atividade antimicrobiana e antioxidante de extratos vegetais e óleos essenciais e aplicação do óleo essencial de louro (L. nobilis) como agente conservador natural em embutido cárneo frescal

Silveira, Sheila Mello da
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 215 p.| il., grafs., tabs.
POR
Relevância na Pesquisa
66.83%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos; Santa Catarina está entre os principais estados produtores de alimentos. A região Oeste do estado caracteriza-se por sua forte indústria agroalimentar, alicerçada historicamente em unidades familiares de produção. Estão instaladas no estado as maiores agroindústrias do país, além de centenas de micro e pequenas indústrias alimentícias. A conservação dos alimentos, bem como a garantia de sua inocuidade e segurança continua sendo um tema de importância na produção de alimentos, verificando-se atualmente uma tendência de inclusão de aditivos naturais capazes de preservá-los das alterações químicas e microbiológicas indesejáveis. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antimicrobiana e antioxidante de extratos vegetais e determinar a composição e a atividade antimicrobiana de óleos essenciais obtidos de plantas cultivadas na região Oeste de Santa Catarina, a fim de selecionar espécies promissoras para aplicação em alimentos, visando à extensão da vida de prateleira e à garantia da segurança e qualidade microbiológica. O teor de compostos fenólicos e flavonóides totais...

Otimização da separação eletroforética De flavonóides em extratos vegetais e cosméticos

BARCELLOS, Michelle
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 46 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.87%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Físicas e Matemáticas. Curso de Química.; O presente estudo consiste na elaboração de uma metodologia analítica utilizando eletroforese capilar para determinação de flavonóides em extratos de origem vegetal e produtos cosméticos. Estes biocompostos são metabólitos secundários, ou seja, são compostos utilizados nas funções vitais dos organismos vegetais, estando presentes, de forma combinada, em espécies do reino vegetal com o intuito de proteger o organismo das intempéries e da ação degradativa de outros seres vivos. Dentro do corpo humano os flavonóides atuam em uma série de processos biológicos ligados à produção de radicais livres, isto porque sua estrutura possibilita diminuir a formação destes radicais, o que lhe confere uma ação antioxidante. Para otimização do método de separação e identificação destes compostos, foram promovidos diversos testes para a escolha da composição do eletrólito de corrida. Após os testes preliminares, foram estabelecidas as faixas de Tetraborato de Sódio (TBS) e metanol para a composição do eletrólito, seguido de um planejamento sistemático e tratamentos matemáticos, que nos apresentaram a condição ótima de 25 mmolL-1 de TBS e 14% de metanol para a separação dos flavonóides. O método foi então aplicado a extratos vegetais de origem comercial de camomila (Matricaria chamomilla)...

Efeitos alelopáticos de extratos vegetais na germinação, colonização micorrízica e crescimento inicial de milho, soja e feijão

Faria,Tiago Mendes; Gomes Júnior,Francisco Guilhien; Sá,Marco Eustáquio de; Cassiolato,Ana Maria Rodrigues
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.9%
Restos vegetais e liteira podem interferir no desenvolvimento de plantas. Este trabalho objetivou avaliar os efeitos alelopáticos de extratos aquosos de Pinus sp., milheto (Pennisetum americanum (L.) Leeke) e mucuna (Stizolobium aterrimum Piper & Tracy) sobre a germinação, colonização micorrízica e crescimento inicial de milho (Zea mays L.), soja (Glycine max L.) e feijão (Phaseolus vulgaris L.). Os extratos foram elaborados utilizando folhas trituradas. O experimento in vitro empregou papel Germitest umedecido com extratos ou água destilada por sete dias. O experimento em casa de vegetação teve esquema fatorial 3 x 3 x 4, com quatro repetições: três espécies vegetais (soja, milho e feijão), três extratos aquosos (Pinus, milheto e mucuna) e quatro doses de extrato (0,0; 0,5; 1,0; e 2,0 kg L-1). O substrato foi Latossolo Vermelho coletado no município de Selvíria-MS, no bioma Cerrado. Após a semeadura, os vasos receberam, a cada cinco dias, por 45 dias, 50 mL dos extratos. Para a soja, extratos de mucuna e milheto diminuíram o comprimento do hipocótilo e da radícula e os de Pinus aumentaram esses comprimentos. Em feijão, o extrato de Pinus diminuiu o comprimento do hipocótilo e da radícula, mas os extratos de mucuna e milheto aumentaram-no. O extrato do milheto reduziu a percentagem e a velocidade de germinação em feijão. Todos os extratos reduziram a colonização micorrízica e o número de esporos de fungos micorrízicos arbusculares em soja...

Controle de Botryosphaeria ribis causador de seca de ponteiro em Corymbia citriodora, com extratos vegetais e fungicidas

Colturato,Adimara Bentivoglio; Furtado,Edson Luiz
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.87%
A seca de ponteiros é uma doença que vem acarretando danos severos em plantas de eucalipto, causando cancros ao longo do ramo principal. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de fungicidas e extratos vegetais no controle de Botryosphaeria ribis. O teste "in vitro" dos fungicidas foi inteiramente casualizado com oito tratamentos: carbendazim, clorotalonil, difenoconazole, picoxystrobin + ciproconazole, ciproconazole, azoxystrobin, picoxystrobin e testemunha, quatro doses: 1 µg/mL, 10 µg/mL, 100 µg/mL e 1000 µg/mL; com cinco repetições. Após homogeneização do meio foram vertidas para as placas, repicado um disco de meio de cultura contendo o patógeno para estas placas e mantidas em BOD a 25°C por cinco dias. A avaliação foi feita através de medição diária do crescimento radial do micélio em centímetros. O delineamento experimental do controle químico a campo foi em fatorial 5x3, com cinco fungicidas e três métodos de aplicação (poda, pincelado e pulverizado), com quatro repetições. Foram feitas quatro aplicações, com intervalo de quinze dias. Os tratamentos foram: 1. azoxystrobin, 2. carbendazim, 3. clorotalonil + tiofanato-metílico, 4. difenoconazole e 5. testemunha. Simultaneamente foram feitas avaliações seguindo uma escala de notas de 1 a 6. O delineamento experimental do teste "in vitro" dos extratos vegetais foi em fatorial 5x4...

Influência de extratos vegetais no desenvolvimento in vitro de plântulas de Rosa x hybrida

Alves,Dejane Santos; Oliveira,Denilson Ferreira de; Pasqual,Moacir; Carvalho,Douglas Antônio de; Rodrigues,Vantuil A.; Carvalho,Daniel Diego Costa
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
66.82%
Estudou-se a influência de extratos vegetais no crescimento, in vitro, de plântulas de Rosa x hybrida, objetivando o desenvolvimento de novos reguladores vegetais para a propagação dessa planta ornamental. Extratos metanólicos de Saintpaulia ionantha Wendl. (folhas), Hibiscus rosa-sinensis L. (folhas) e Bougainvillea spectabilis Wild. (folhas e flores) foram obtidos nas concentrações de 150 e 300 mg.L-1. Na ocasião de preparo do extrato todas as plantas se encontravam no período de floração. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado com dez tratamentos e quatro repetições. Dois desses tratamentos foram utilizados como controle: meio de cultura com e sem BAP (6-benzilaminopurina). As variáveis analisadas foram: número e comprimento de brotos, número e comprimento de raízes, e número de folhas por broto. Quanto à variável número de brotos, todos os extratos testados se comportaram como o controle sem o BAP. No que diz respeito ao número e comprimento de raízes, apenas o extrato das folhas de H. rosa-sinensis na concentração de 300 mg.L-1 se mostrou diferente do controle sem o BAP, com valores estatisticamente iguais ao do controle com BAP. Excetuando-se o extrato de H. rosa-sinensis...

Repelência e deterrência na oviposição de Bemisia tabaci biótipo B pelo uso de extratos vegetais em Cucurbita pepo L

Silva,J.P.G.F.; Zaché,R.R.C.; Baldin,E.L.L.; Oliveira,F.B.; Valtapeli,E.R
Fonte: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais Publicador: Sociedade Brasileira de Plantas Medicinais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.79%
Bemisia tabaci biótipo B é um dos principais insetos-praga na cultura da abobrinha (Cucurbita pepo L.). O manejo dessa mosca-branca tornou-se grande desafio aos agricultores, uma vez que esta apresenta rápida capacidade de desenvolver resistência a diferentes classes de inseticidas. Como alternativa vem sendo investigado o uso de extratos vegetais com atividades inseticida e/ou insetistática, os quais têm revelado resultados promissores no combate a inseto. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os possíveis efeitos de sete extratos provenientes de cinco espécies vegetais, Ruta graveolens L. (folhas), Azadirachta indica A. Juss. (folhas + ramos), Trichilia pallida Swartz (ramos), T. pallida (folhas), A. indica (amêndoas), Chenopodium ambrosioides L. (inflorescências + ramos+ folhas) e Mentha pulegium L. (folhas), sobre Bemisia tabaci biótipo B em abobrinha, por meio de testes de repelência e deterrência para oviposição. Em teste com chance de escolha, avaliou-se a atratividade e determinou-se o índice de repelência após 6, 24 e 48 horas da aplicação dos extratos. A oviposição foi verificada após a terceira contagem do número de adultos. O extrato à base de folhas de M. pulegium mostrou repelência e deterrência à oviposição de B. tabaci biótipo B...

Eficácia in vitro de extratos vegetais no controle do carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus.

BARROS, L. D. de; GIGLIOTI, R.; GEORGETTI, C.; CALURA, F.; CALA, A. C.; CHAGAS, A. C. de S.; OLIVEIRA, M. C. de S.
Fonte: In: JORNADA CIENTÍFICA-EMBRAPA SÃO CARLOS, 2009, São Carlos, SP. Anais... São Carlos: Embrapa Pecuária Sudeste: Embrapa Instrumentação Agropecuária, 2009. Editado por Luiz Francisco Zafalon, Simone Cristina Méo Niciura. Publicador: In: JORNADA CIENTÍFICA-EMBRAPA SÃO CARLOS, 2009, São Carlos, SP. Anais... São Carlos: Embrapa Pecuária Sudeste: Embrapa Instrumentação Agropecuária, 2009. Editado por Luiz Francisco Zafalon, Simone Cristina Méo Niciura.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.62%
O carrapato do boi, Rhipicephalus (Boophilus) microplus (Canestrini, 1887), principal ectoparasita dos bovinos nas regiões tropicais e subtropicas, é responsável por diversas perdas econômicas na bovinocultura, dentre as quais temos, perda de peso e depreciação do couro, transmissão de hemoparasitas, espoliação sanguínea e elevados custos ao seu controle. O uso indiscriminado de produtos químicos para o controle desse ectoparasita tem levado ao desenvolvimento de resistência aos princípios químicos, além dos danos ambientais. Diante dessas circunstâncias, os fitoterápicos têm sido avaliados como um método de controle alternativo, visto que, dependendo da espécie vegetal, podem promover desenvolvimento lento da resistência, têm baixo custo e são biodegradáveis, não causando danos ao meio ambiente. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia in vitro de seis extratos vegetais em diferentes concentrações sobre fêmeas ingurgitadas (teleóginas) de R. microplus.; 2009

Atividade de extratos vegetais in vitro sobre ovos de nematóides gastrintestinais de ovinos.

CARVALHO, C.; CHAGAS, A. C. de S.; OLIVEIRA, M. C. de S.; ESTEVES, S. N.; GIGIOTI, C.; GIGIOTI, R.; ISIDORO, M.; SILVA, M. F.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA, 15.; SEMINÁRIO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA DOS PAÍSES DO MERCUSUL, 2., 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBPV, 2008. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA, 15.; SEMINÁRIO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA DOS PAÍSES DO MERCUSUL, 2., 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBPV, 2008.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.85%
Atualmente o uso indiscriminado de antiparasitários na ovinocultura se tornou rotina na maioria das propriedades e existe uma preocupação com relação aos resíduos dessas drogas nos produtos de origem animal e no ambiente. Além disto, a necessidade de se encontrar novos princípios ativos faz com que pesquisas com fitoterápicos se tornem cada vez mais freqüentes e assumam um caráter científico mais rigoroso. Esse estudo teve por objetivo avaliar a ação ovicida de extratos vegetais brutos sobre nematóides gastrintestinais de ovinos. Realizou-se testes in vitro por meio de metodologia padronizada de inibição de eclodibilidade. Foram avaliadas as seguintes espécies vegetais: extrato hidrometanólico das cascas do fruto (20 mg) e da semente (22 mg) de Trichilia elegans e partição metanólica das folhas de Euxylophora paraensis (20 mg). Os extratos foram produzidos no Departamento de Química da Universidade Federal de São Carlos e os testes foram realizados de acordo com a disponibilidade dos parasitas no Laboratório de Sanidade Animal da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos, SP). Os ovos foram recuperados de fezes contaminadas por meio do uso seqüencial de peneiras e foram incubados (cerca de 100 ovos/poço) com os extratos em placas de 24 poços em B.O.D. a 25°C por 72 horas...

Atividade antimicobacteriana de extratos vegetais frente a mycobacterium fortuitum e mycobacterium malmoense

Fonseca, Tesi?? Leopoldo; Groll, Andrea Von; Leit??o, Gilda Guimar??es; Scaini, Carlos James; Ramos, Daniela Fernandes; Silva, Pedro Eduardo Almeida da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
66.69%
As micobact??rias n??o-tuberculosas s??o esp??cies ambientais com crescente relev??ncia cl??nica, por sua rela????o com diversos tipos de infec????es. Geralmente, apresentam maior resist??ncia intr??nseca aos antimicobacterianos convencionais, impulsionando assim a busca de novas alternativas farmacol??gicas, como as obtidas de fontes naturais. Este estudo avaliou a atividade de cl??ssicos antituberculosos, como estreptomicina (SMR), etambutol (EMB), isoniazida (INH) e rifampicina (RIF), bem como extratos vegetais oriundos da Mata Atl??ntica (Brasil) frente ao Mycobacterium fortuitum e Mycobacterium malmoense. Foram observadas as seguintes concentra????es m??nimas inibit??rias (CMI) para o M. fortuitum: EMB = 16??g/mL; SMR = 4??g/mL; INH e RIF 1??g/mL; extrato bruto Plathymenia foliolosa = 200??g/mL. J?? para o M. malmoense, as CMI encontradas foram: SMR = 4??g/mL; INH = 1??g/mL e RIF = 0,25??g/mL. O EMB n??o inibiu o crescimento bacteriano desta esp??cie. Os compostos naturais ativos contra o M. malmoense foram os extratos Siparuna arianeae, Cedrela fissilis e Peschiera affinis, que apresentaram CMI de 200??g/mL, enquanto a CMI de Ficus gomelleria foi de 100??g/mL.; Non-tuberculous mycobacteria are environmental species of increasing clinical importance in the last years and have been reported as etiologic agent in various types of infections. Generally...

Produção de inóculo, efeito de extratos vegetais e de fungicidas e reação de genótipos de soja à Sclerotinia sclerotiorum; Inoculum production, the effect of vegetable extracts and fungicides and soybean genotypes reaction to Sclerotinia sclerotiorum

Garcia, Riccely Ávila
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
57.02%
A podridão branca da haste causada por S. sclerotiorum vem aumentando em campos de cultivo de soja, devido ao cultivo de espécies altamente suscetíveis na safrinha e a utilização de sementes contaminadas por S. sclerotiorum. Estudos envolvendo produção de inóculo, controle alternativo e químico, metodologia de inoculação e resistência de genótipos de soja à Sclerotinia sclerotiorum constituíram os objetivos deste trabalho. Os experimentos foram conduzidos no Laboratório de Micologia e Proteção de Plantas – LAMIP da Universidade Federal de Uberlândia. Os isolados utilizados foram obtidos de plantas de soja provenientes de Jataí-GO e Indianópolis-MG. Quanto à produção de escleródios, os resultados demonstraram que meios de cultura combinados com fubá foram mais promissores, tanto no rendimento, quanto no número de escleródios. Os meios de cultura feijão e girassol foram os mais promissores. Quanto às doses de fubá de milho, trigo para “kibe” e farinha de mandioca, o rendimento e número de escleródios decresceram com o aumento das concentrações. A concentração de 20% proporcionou maior produção de escleródios para os três complementos. Em relação ao controle alternativo, os resultados demonstraram que a maior inibição do crescimento micelial está diretamente proporcional ao aumento das doses de Azadirachta indica. A interação A. indica e Pongamia glabra foi significativa...

Influência de extratos vegetais no desenvolvimento in vitro de plântulas de Rosa x hybrida

Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
PT
Relevância na Pesquisa
66.82%
Estudou-se a influência de extratos vegetais no crescimento, in vitro, de plântulas de Rosa x hybrida, objetivando o desenvolvimento de novos reguladores vegetais para a propagação dessa planta ornamental. Extratos metanólicos de Saintpaulia ionantha Wendl. (folhas), Hibiscus rosa-sinensis L. (folhas) e Bougainvillea spectabilis Wild. (folhas e flores) foram obtidos nas concentrações de 150 e 300 mg.L-1. Na ocasião de preparo do extrato todas as plantas se encontravam no período de floração. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado com dez tratamentos e quatro repetições. Dois desses tratamentos foram utilizados como controle: meio de cultura com e sem BAP (6-benzilaminopurina). As variáveis analisadas foram: número e comprimento de brotos, número e comprimento de raízes, e número de folhas por broto. Quanto à variável número de brotos, todos os extratos testados se comportaram como o controle sem o BAP. No que diz respeito ao número e comprimento de raízes, apenas o extrato das folhas de H. rosa-sinensis na concentração de 300 mg.L-1 se mostrou diferente do controle sem o BAP, com valores estatisticamente iguais ao do controle com BAP. Excetuando-se o extrato de H. rosa-sinensis...

Análise da atividade antimicobacteriana de 36 extratos vegetais da Mata Atlântica brasileira; Investigation of the antimycobacterial activity of 36 plant extracts from the brazilian Atlantic Forest

Ramos, Daniela Fernandes; Leitão, Gilda Guimarães; Costa, Fernanda das Neves; Abreu, Lisandra; Villarreal, Javier Vargas; Leitão, Suzana Guimarães; Said y Fernández, Salvador Luis; Silva, Pedro Eduardo Almeida da
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2008 ENG
Relevância na Pesquisa
66.73%
Thirty-six plant extracts from the brazilian Atlantic Forest were tested for their antimycobacterial activity against Mycobacterium tuberculosis H37Rv and M. kansasii, using the method REMA in seriate concentrations of 100 to 0.20 µg/mL. Among the thirty six extracts tested, five were active against M. tuberculosis, and three of these extracts also showed activity against M. kansasii. Cytotoxicity test with VERO cells was performed with the five extracts active against M. tuberculosis. Only the extract of Peschiera affinis was identified as non-toxic in the concentration of 100µg/mL.; Trinta e seis extratos vegetais originários da Mata Atlântica foram testados quanto à sua atividade antimicobacteriana frente ao M. tuberculosis H37Rv e M. kansasii, utilizando o método REMA em concentrações seriadas de 100 a 0,20 µg/mL. Dentre os trinta e seis extratos testados, cinco mostraram atividade frente ao M. tuberculosis, e destes apenas, três mostraram atividade ao M. kansasii, que apresentou susceptibilidade a outros dez. O teste de citotoxicidade com células VERO foi realizado com os cinco extratos ativos frente ao M. tuberculosis em que identificou-se a não toxicidade em apenas um extrato (Peschiera affinis) na concentração de 100 µg/mL.

Potencial antimicrobiano e antioxidante de extratos vegetais de alecrim, erva doce, estragão e orégano

Gandra,Eliezer A; Nogueira,Michelle B; Chim,Josiane F; Machado,Míriam R. G; Rodrigues,Rosane S; Zambiazi,Rui C; Voloski,Flávia L. S; Schneid,Isabela; Freitas,Priscila F
Fonte: Revista de Ciencia y Tecnología Publicador: Revista de Ciencia y Tecnología
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.69%
A indústria de alimentos tem passado por constantes pressões para que sejam removidos os conservantes químicos e que adotem alternativas naturais para a preservação do tempo de vida dos produtos alimentícios. Dentre estas alternativas destacam-se os Sistemas Antimicrobianos Naturais (SAN), resultantes de recursos renováveis. Alecrim (Rosmarinus officinalis, Linn.), erva doce (Foeniculum vulgare, Mill.), estragão (Arthemisia dracunculus, Linn.), e orégano (Origanum vulgare, Linn.) são utilizados como condimentos/aromatizantes na culinária e, em alguns estudos, foram sugeridos como inibidores de várias bactérias. Dentro deste contexto neste trabalho foi realizado um estudo preliminar a fim de avaliar a atividade antibacteriana e antioxidante de extratos vegetais de estragão, orégano, erva doce e alecrim. Os resultados obtidos no presente trabalho permitiram verificar que os extratos de alecrim, estragão e orégano apresentaram potencial antibacteriano e antioxidante, com exceção do extrato de erva doce.