Página 1 dos resultados de 35 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

O mediador cultural: considerações sobre a formação e profissionalização de educadores de museus e exposições de arte

Alencar, Valéria Peixoto de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 97 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
26.91%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Artes - IA; A pesquisa cerne dessa dissertação foi desenvolvida a partir de inquietações advindas de minha experiência profissional como mediadora cultural de exposições de Artes. Com formação inicial em História, Bacharelado e Licenciatura, surgiu meu interesse pela educação não-formal, especialmente a mediação cultural. Com base na própria experiência procuro verificar a importância da formação inicial e contínua para este trabalho, a partir da prática, orientada pelas questões: quem é o mediador cultural? Qual sua formação? Como este campo de trabalho é percebido? Para responder as questões foi elaborado um questionário como instrumento de coleta de dados entre os educadores que estavam atuando em exposições de Artes Visuais, temporárias ou de longa duração, na cidade de São Paulo, entre setembro de 2006 e fevereiro de 2007. Com cem questionários respondidos, representando um terço do total de profissionais atuantes no período, o trabalho apresenta uma análise dos dados que permite tecer considerações sobre o perfil do mediador cultural no tocante à idade, gênero, formação inicial e atuação profissional. À luz de bibliografia existente sobre formação e profissionalização docente...

«Memória das exposições temporárias do Museu Industrial e Comercial do Porto» in Museologia.pt

Leandro, Sandra
Fonte: IMC - Instituto dos Museus e da Conservação Publicador: IMC - Instituto dos Museus e da Conservação
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
57.13%
Joaquim de Vasconcelos (1849-1936) foi Conservador e mais tarde Director do Museu Industrial e Comercial do Porto instituição a que se devotou apaixonadamente. Expressão dessa entrega foi a organização das Exposições escolares, das Exposições especiais de industrias e artes industriais e da Exposição de desenhos e obras de arte dos professores das Escolas Industriais da circunscrição do Norte, mostras temporárias que realizou por iniciativa própria sem o auxílio de apoios institucionais. / Joaquim de Vasconcelos (1849-1936) was the Curator and then Director of the Industrial and Commercial Museum of Oporto institution to which he devoted himself passionately. Expression of that was the organization of school exhibitions, the exhibition of special industries and industrial arts and the exhibition of drawings and works of art of teachers from the industrial schools division of the North, temporary exhibitions which held his own initiative without the help of an institutional support.

O sagrado no museu: musealizacão de objectos do culto católico em contexto português

Roque, Maria Isabel
Fonte: Universidade Católica Editora Publicador: Universidade Católica Editora
Tipo: Livro
POR
Relevância na Pesquisa
26.53%
Este trabalho analisa a forma como o museu refere o sagrado: como exprime o pensamento imaterial e os sentimentos religiosos e como são referenciados os objectos litúrgicos e devocionais numa apresentação museológica. Para isso, circunscrevemos a abordagem à realidade que nos é mais próxima, focalizando a musealização de objectos do culto católico em contexto português. A metodologia de investigação pressupõe a pesquisa histórica e o estudo de caso, baseados nos métodos de análise da história e da sociologia da arte, numa abordagem interdisciplinar que analise o tema sob os vários aspectos da arte, história, museologia e estudos religiosos. Na museologia da arte religiosa, distingue-se a seguinte tipologia: museus e tesouros de iniciativa e tutela eclesiástica; museus de arte com colecções de objectos religiosos; museus de religião sem tutela eclesiástica. Em Portugal, o processo evolutivo das instituições museológicas com objectos religiosos teve início após a amortização dos conventos e respectivos espólios, em 1834: primeiro, os museus nacionais, em que destacamos o Museu de Belas Artes (actualmente Museu Nacional de Arte Antiga), que se organizou e desenvolveu entre os finais do século XIX e inícios do século XX; quase em simultâneo...

No temp(l)o da arte: Um estudo sobre práticas culturais

Melo, Benedita Portugal e
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1998 POR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Neste artigo procura-se analisar a composição social e os processos de recepção dos públicos habituais da Casa das Artes, instituição pública da cidade do Porto que consagra produtos da “cultura cultivada”, divulgando, no mesmo espaço, exposições temporárias, teatro experimental e cinema de autor. Trata-se, assim, de estudar as estratégias de ascensão social produzidas por esses públicos, ao nível das suas práticas culturais. Deste modo, na primeira aprte do texto, e com base na perpectiva de Pierre Bourdieu, (re)conceptualizam-se os princípios teóricos que nos permitem compreender por que razão as práticas culturais pertencentes à esfera dos consumos “nobres” não se tornaram ainda extensivas a todas as classes sociais. Na segunda parte do texto, através de um breve registo etnográfico e de alguns dados estatísticos, caracterizam-se os públicos do pólo de oferta cultural em causa, chamando-se a atenção para as variáveis que poderão explicar o que os leva a consumir de um modo “distinto” e “distintivo” os produtos conotados com a cultura erudita.

A importância do trabalho de campo no ensino/aprendizagem da geologia: o papel dos museus/centros de ciência

Martins, Sílvia Alves
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.79%
Dissertação de Mestrado em Biologia e Geologia; A degradação acelerada de um vasto leque de valores patrimoniais e recursos naturais do planeta, muitos deles não renováveis, que actualmente assistimos, desencadeou na sociedade actual, o despertar de uma consciência colectiva que se opõe a essa degradação manifestando-se de várias formas entre elas algumas acções que visam divulgar e proteger os recursos naturais. Sendo a componente geológica uma parcela importante do Património Natural, muitas vezes negligenciada e esquecida pela generalidade dos cidadãos, é urgente proporcionar uma adequada formação dos alunos/cidadãos, pois só assim se conseguirá incutir um conjunto de valores/atitudes que visem a sua valorização e preservação. Deste modo, e tendo em conta a enorme lacuna existente em termos de informação geológica e o desconhecimento e pouco entusiasmo, por parte da maioria dos cidadãos por esta vertente do Património Natural, afigurou-se oportuno caracterizar a atitude dos professores do grupo 520 (Biologia e Geologia) do CAE de Vila Real, face ao ensino /aprendizagem da Geologia, realçando a importância do Trabalho de Campo e das visitas a Museus/Centros de Ciência, como ambientes de aprendizagem...

No temp(l)o da arte: um estudo sobre práticas culturais

Melo, Maria Benedita Portugal e
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /12/1998 POR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Neste artigo procura-se analisar a composição social e os processos de recepção de os públicos habituais da Casa das Artes, instituição pública da cidade do Porto que consagra produtos da "cultura cultivada", divulgando, no mesmo espaço, exposições temporárias, teatro experimental e cinema de autor. Trata-se, assim, de estudar as estratégias de ascensão social produzidas por esses públicos, ao nível das suas práticas culturais. Deste modo, na primeira parte do texto, e com base na perspectiva de Pierre Bourdieu, (re)conceptualizam-se os princípios teóricos que nos permitem compreender por que razão as práticas culturais pertencentes à esfera dos consumos "nobres" não se tornaram ainda extensivas a todas as classes sociais. Na segunda parte do texto, através de um breve registo etnográfico e de alguns dados estatísticos, caracterizam-se os públicos do pólo de oferta cultural em causa, chamando--se a atenção para as variáveis que poderão explicar o que os leva a consumir de um modo "distinto" e "distintivo" os produtos e os espaços conotados com a cultura erudita.; This article analyses the social composition and reception process of the regular public of the Casa das Artes, a public institution in the city of Porto dedicated to the products of "cultivated culture"...

A arte fora da história. Exposições da colecção do museu do Chiado 1994-2009

Guerreiro, Marta Branco
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2010 POR
Relevância na Pesquisa
47.04%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Museologia; Os museus de arte contemporânea apresentam-se actualmente como instituições centrais, não só no pensamento e legitimação da arte dos nossos dias, mas também na reflexão sobre o modo de ver a arte e a forma como a história da arte parece necessitar de novos instrumentos para alargar as leituras e cruzamentos entre as produções artísticas de diversas épocas. Perante novos modos de expor, que passaram a deixar de lado a unilinearidade, a cronologia, ou mesmo a divisão estilística, o museu posicionou-se na linha da frente juntamente com teóricos da história da arte que pretendem revolucionar a mesma, como é o caso de Didi-Huberman, Hans Belting ou Norman Bryson. Partindo destas problemáticas, analisaremos neste trabalho o Museu do Chiado – Museu Nacional de Arte Contemporânea, incidindo principalmente nos últimos 15 anos, em que esteve sob a direcção de Pedro Lapa. Perante a falta de espaço do museu, que dificulta a existência de várias mostras em simultâneo, o equilíbrio entre a exposição permanente da colecção e as exposições temporárias foi-se quebrando, levando a que a primeira deixasse mesmo de estar patente ao público...

Curadoria de Exposições Temporárias de Arte Contemporânea em Contexto Museológico no Século XXI – O Museu da Fundação de Serralves

Pereira, Raquel Alexandra Martins
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
57.05%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Museologia; O universo expositivo, reflectindo as mudanças que foram revolucionando o contexto artístico, foi-se igualmente alterando, quer em termos conceptuais quer em termos da sua materialização e instalação das peças na galeria, hoje, espaço artístico por direito próprio, que integra estas novas formas num mundo que parece não parar de surpreender. A exposição, núcleo irradiador da mais directa forma de comunicação do museu com os seus públicos, tornou-se algo tão complexo como a própria arte que integra, um acto multidisciplinar que engloba uma pluralidade de diferentes níveis e linguagens expositivas, que hoje integram em si um universo muito mais amplo, e responsabilizável, onde cada escolha repercute um conjunto de múltiplos encadeamentos conceptuais e de ordem prática que influenciaram o modo como o público vai percepcionar o que se encontra em mostra. As mostras temporárias de Arte Contemporânea tornaram-se um grampo impulsionador dos museus especializados e, nesta Dissertação pretende-se, numa primeira parte, traçar sumariamente a sua evolução histórica até aos nossos dias, e numa segunda parte apresentar três casos de estudo especificados em três exposições temporárias realizadas no Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves...

Centro de artes na Covilhã

Malheiros, Christopher Guillaume Borges
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
26.3%
A arte é o acto de expressão do homem enquanto ser individual e emotivo. A importância da arte está cada vez mais presente no dia-a-dia do homem sem ele mesmo se aperceber. Cada objecto criado por ele, por mais funcional que seja, terá sempre o “toque sensível” dos indivíduos que o criaram. A necessidade de criar espaços onde esta seja criada e mostrada é cada vez mais importante. Afinal a arquitectura também é uma forma de arte... O projecto destina-se a um edifício cujo propósito é criar e exibir arte em todas as suas formas de expressão, por parte de artistas e população. A cidade da Covilhã tem vindo a crescer de forma exponencial e a desenvolver-se graças, em parte, à universidade. A criação deste núcleo artístico e cultural onde os vários tipos de arte poderão ser desenvolvidos e exibidos por artistas, estudantes e população abre uma porta para o conhecimento e a filosofia da arte que se pratica hoje em dia. Proporciona também a exibição de exposições temporárias de artistas de renome nacionais ou internacionais. Espaços de apresentação/exibição de vídeos ou filmes, espectáculos, peças de teatros ou conferências; espaços de criação de arte (ateliers); espaços de ensino e aprendizagem; salas multi-funcionais; espaços de lazer...

Parecer n. 412 de 2 de setembro de 2011

Brasil. Superior Tribunal de Justiça (STJ). Assessoria Jurídica; Roman, Flávio José
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Trata-se de parecer da Assessoria Jurídica do STJ.; Processo STJ n. 6.533/2011.; Processo seletivo simplificado de exposições temporárias n. 01/2011. Possibilidade. Questão já apreciada no Parecer AJU/ST n. 273, de 24.6.2011. Lei n. 9.636, de 15.5.1998. Decreto n. 3.725, de 10.1.2011. Ato n. 60, de 8.6.2001. Ordem de Serviço n. 2, de 20.62011. Minuta de edital aprovada.

Portaria GDG n. 85 de 7 de fevereiro de 2013

Brasil. Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Fonte: Superior Tribunal de Justiça Publicador: Superior Tribunal de Justiça
Tipo: Legislação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Institui comissão para seleção das propostas apresentadas ao Tribunal em decorrência do Edital de Processo Seletivo de Exposições Temporárias n. 1/12.

Portaria GDG n. 61 de 6 de fevereiro de 2014

Brasil. Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Legislação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Institui comissão para seleção das propostas apresentadas ao Tribunal em decorrência do Edital de Processo Seletivo de Exposições Temporárias n. 1/2013.

Portaria SED n. 1 de 29 de janeiro de 2015

Brasil. Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Legislação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Institui comissão para seleção das propostas apresentadas ao Tribunal em decorrência do Edital de Processo Seletivo de Exposições Temporárias n. 1/2014.

O Museu Oscar Niemeyer e seu público

Vaz, Adriana
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.3%
Resumo: Este trabalho analisa do ponto de vista sociológico o Museu Oscar Niemeyer e seu público, entre 2002 e 2011. Objetiva entender as causas que fizeram desse museu um ícone cultural para Curitiba, capital do Estado do Paraná, e as posições híbridas que se configuram nesse espaço social, uma vez que o objeto de estudo aborda a tensão que a oferta de bens simbólicos articula na atualidade, entre o culto, o massivo e o popular, parâmetros de análise que não seguem modelos rígidos. Tais parâmetros rompem com delimitações usuais de classes sociais e de estratos culturais, em função da distribuição e da comunicação desses bens não estarem unicamente atrelados à família e à escola. Toma como principal orientação teórica as noções de hibridação (Canclini), e de poder público e grande público (Habermas). A discussão permeia as instituições museológicas no Paraná, que envolve a criação e a regulamentação da Secretária de Estado da Cultura do Paraná (SEEC/PR) e da Coordenação Estadual de Museus (COSEM), órgão responsável pela área museológica no Estado. Específico ao MON trata da modalidade jurídica e de gestão do museu, do acervo e das exposições temporárias, da arquitetura, da localização e do público. O desenrolar da pesquisa...

Trabalhando sobre um arquivo. Uma abordagem integrada ao fundo ”Teófilo Rego – foto comercial”

AZEVEDO, Inês; MATEUS, Joana
Fonte: CEAA - CESAP/ESAP Publicador: CEAA - CESAP/ESAP
Tipo: Parte de Livro
Publicado em /07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Este texto reflete sobre a constituição de um arquivo, tendo como fundo o trabalho pessoal e comercial do fotógrafo portuense Teófilo Rego, entre os anos 40 e 90 do século XX. A Fundação Manuel Leão, através do Museu Casa da Imagem (MCI), propõe desenvolver o seu estudo e dinamizar a sua divulgação em função de um conjunto de objetivos fundamentais: dá-lo a conhecer ao público em geral, promover o seu estudo e a sua investigação em diversas áreas do conhecimento científico e da criação artística, e permitir à comunidade escolar e público alargado a construção de aprendizagens significativas sobre o campo da produção das imagens. Os objetivos do MCI vão sendo concretizados simultâneamente através das áreas de atividade estratégicas, orientadas para a interpretação científica, artística e educativa a partir do arquivo e que, simultaneamente, lhe vão dando forma. Nesse sentido, têm sido concretizadas diversas linhas de ação interligadas: 1. a constituição de uma exposição permanente, central na atividade do Museu e sobre a qual, neste texto, se irá refletir com maior incidência; 2. as exposições temporárias que promovem o alargamento de discursos e práticas a partir dos objetos do arquivo; 3. o estudo do arquivo e a experimentação prática a partir dele; 4. a investigação...

As editoras e o seu património: preservar, disponibilizar e divulgar como medidas urgentes

Melo, Daniel; Centro de História da Cultura, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa; Fonseca, João Corregedor da; Revista Seara Nova; Ribeiro, José Antunes; livraria Livrarte e editora Ulmeiro; Pereira, José Pacheco; Dep
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; conferenceObject Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.53%
O presente painel reúne representantes do mundo da edição e da cultura em Portugal para se pensar como preservar e divulgar a memória e o património (arquivístico, documental, artístico, etc.) das editoras. São eles Daniel Melo (coordenador, CHC-UNL), João Corregedor da Fonseca (editora e revista Seara Nova), José Antunes Ribeiro (editor-livreiro, Livrarte e Ulmeiro) e José Pacheco Pereira (coleccionador, bibliófilo e divulgador de documentação sobre a contemporaneidade; ISCTE/IUL).Propomos dois desafios aos oradores deste painel:1) entre os meios que consideram mais eficientes para a salvaguarda, tratamento e disponibilização dos arquivos, quais abraçaram ou estão dispostos a abraçar (por ex., tratamento arquivístico, a título particular ou em cooperação; produção de exposições temporárias; criação dum Museu da Edição, para preservação de espólios e produção de mostras e catálogos; divulgação de documentos ou textos evocativos da acção editorial na internet, em espaços próprios ou cooperantes; concessão de entrevistas a estudiosos);2) debater modalidades de cooperação institucional entre editores, Estado central, autarquias, associações profissionais, universidades, fundações, mecenas privados e outros...

Museologia da Arte Sacra em Portugal (1820-2010). Espaços, Momentos, Museografia

Costa, António Manuel Ribeiro Pereira da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
26.91%
A arte sacra cristã constitui uma categoria muito própria da produção artística, enquanto evidência material do Homem e da sua relação com o Sagrado, caracterizada quer pela temática e simbologia, quer pela peculiar aplicação ritual. Atendendo à importância do legado histórico e artístico eclesiástico no património cultural português, o presente estudo analisa as práticas museológicas em torno dos bens da Igreja Católica afectos ao culto e à devoção, nomeadamente a sua inclusão na esfera dos museus e a utilização em exposições, desde o início do período liberal, momento de afirmação do museu como instituição de utilidade pública, até à actualidade, marcada por uma crescente dinâmica neste domínio. Em termos estruturais, radica em dois objectivos distintos que se complementam num avanço convergente do histórico para o teórico e do geral para o particular, procurando compreender o fenómeno da museologia da arte sacra em Portugal através das suas dimensões permanente e temporária. Num âmbito histórico, traça-se a evolução da museologia da arte sacra, a partir do inventário e estudo dos museus e das exposições temporárias, determinando os momentos-chave e a sua relação com a História do País...

Os museus de cidade em Portugal. O Museu da Cidade de Lisboa - estudo de caso

Inácio, Cláudia Alexandre de Santos
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
26.3%
A presente dissertação de Mestrado em Museologia tem como tema Os Museus de Cidade em Portugal, particularizando-se a sua análise com o estudo de caso do Museu da Cidade de Lisboa. Tomando como modelo de referência aquela instituição museológica tutelada pelo município, procurámos averiguar se existiam em Portugal outros projectos de museus cuja missão é retratar a evolução urbana das cidades em que estão inseridos. Foram localizadas três situações, no Porto, em Coimbra e Almada, a par de outras iniciativas pontuais, como as exposições temporárias organizadas pelos museus municipais de Vila Real, Chaves ou Penafiel. Interpretando aqueles projectos de museu á luz das teorias sobre a cidade e dos novos conceitos de museologia da cidade divulgados em três simpósios internacionais, a apresentação de novas estratégias de musealização da história urbana foi por nós assumido como um objectivo a alcançar no fim deste trabalho. / *** Abstract - The title of the following essay on Museology's Mastership is The City Museums in Portugal, although the major part of it relies on the Lisbon City Museum, the only portuguese experience in that particular field so far. The enquiry made with the purpose of locating other situations among municipal museums...

SYMBIOSIS: guarda-roupa para eventos culturais e turísticos

Oliveira, Celeste Marina Martins de
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
26.3%
Projeto, Mestrado em Gestão Cultural; O Projeto Symbiosis pretende afirmar-se como uma micro-empresa de guarda-roupa que deseja atender às necessidades de confeção ou aluguer de indumentária para organizações culturais e desportivas, tais como companhias de teatro, ópera, dança, circo, produtoras cinematográficas/televisivas, empresas de publicidade, clubes desportivos com as modalidades de ginástica artística/rítmica, patinagem artística e natação sincronizada, mas também clientes particulares. Ao apostar em indumentária a acessórios de caráter histórico-etnográfico a Symbiosis responde ao gosto de inúmeros clientes, ao trabalhar materiais têxteis inovadores e novas linhas estéticas responde a gostos irreverentes. Juntam-se neste Projeto os conceitos estilísticos da arte retro com as mais recentes tendências e tecnologias do vestuário por via a agradar ao maior target de clientes possível. Para além dos artigos de vestuário temático, a Symbiosis venderá na sua loja livros de arte e moda, cd’s/discos de música do mundo, objetos de artesanato urbano de autores portugueses e apresentará exposições temporárias de arte. Prevê-se abordar o mercado internacional e dar início a experiências lúdico-turísticas a partir do terceiro ano de atividade caso o resultado financeiro dos dois primeiros anos seja positivo e permita esse investimento.; The Symbiosis Project intends to establish itself as a startup wardrobe company that wishes to answer the needs of manufacture or costume rental for cultural and sporting organizations such as theater...

A aplicação de procedimentos de conservação preventiva em exposições temporárias produzidas pelo Museu de Arte da Pampulha/ MG.

Bonadio, Luciana; Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais Museu de Arte da Pampulha
Fonte: Revista Museologia & Interdisciplinaridade Publicador: Revista Museologia & Interdisciplinaridade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2015 POR
Relevância na Pesquisa
67.21%
A Conservação Preventiva realizada em exposições temporárias é uma das ações do setor de Conservação e Restauração do Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte/ MG, para a preservação do acervo artístico institucional e do acervo de terceiros. Colocadas em prática a partir dos anos 1990 essas ações foram ampliadas em 2008, tendo como referência a publicação Conservación preventiva y procedimientos en exposiciones temporales (2008), além de passarem por várias revisões até os dias atuais. Desse modo, objetivamos: abordar as etapas realizadas pela área de Conservação e Restauração em exposições temporárias; relatar sobre o uso desses procedimentos pelo setor de Conservação e Restauração do Museu de Arte da Pampulha; apresentar a aplicação da metodologia publicada pelo Grupo Espanhol do IIC em uma exposição realizada pelo MAP; e, por fim, mostrar o trabalho do conservador-restaurador no percurso de construção de uma exposição, da pré até a pós-produção, passando pelo período expositivo.