Página 1 dos resultados de 1231 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Narrar a vida à margem: o exílio em 'La casa y el viento', de Héctor Tizón; 'En estado de memoria', de Tununa Mercado; e 'Rabo de foguete - os anos de exílio', de Ferreira Gullar; The narrative voice in the exile literature: 'La casa y el viento', de Héctor Tizón; 'En estado de memoria', de Tunina Mercado; e 'Rabo de foguete - os anos de exílio', de Ferreira Gullar

Munhoz, Solange Chagas do Nascimento
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
Este trabalho dedica-se à leitura comparada de três obras contemporâneas que versam sobre o tema do exílio: as argentinas La casa y el viento (1984), de Héctor Tizón, e En estado de memoria (1990), de Tununa Mercado; e a brasileira Rabo de foguete. Os anos de exílio (1998), de Ferreira Gullar. Nosso objetivo é delimitar a configuração de uma voz narrativa que conta uma experiência de exílio que, para tanto, move-se entre estratégias de autorepresentação vinculadas à autobiografia e, ainda, à ficção. Para levar a cabo nosso estudo, partimos de um breve panorama histórico das últimas ditaduras da Argentina e do Brasil que nos ajuda na aproximação ao tema do exílio explorado nas três obras, isto é, o exílio como uma experiência ligada aos processos políticos desses países que, na sua dimensão subjetiva, significa perdas, fissuras, identidades em crise. Logo, procuramos demonstrar que, nas três obras, a negatividade dessa experiência compromete a possibilidade de narrar os eventos de modo linear e estável, afetando, por um lado, a construção dos textos como relatos autobiográficos nos moldes canônicos, e, por outro, a construção fictícia dos acontecimentos, uma vez que a experiência está diretamente relacionada com a vida de Héctor Tizón...

O exílio: vicissitudes do luto, reflexões sobre o exílio político dos argentinos (1976-1983); Exile: vicissitudes of mourning. Thoughts about Argentinean's political exile (1976-1983)

Berta, Sandra Leticia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.46%
Esta pesquisa aborda o tema do exílio, com um recorte particular dessa experiência, a saber: as vicissitudes do luto. Tendo como base os fundamentos teóricos da psicanálise em intensão e em extensão, toma como exemplo histórico o exílio político dos argentinos durante a Ditadura Militar Argentina dos anos 1976-1983. O exílio é um acontecimento que pode ser pensado a partir de alguns conceitos da teoria freudiana e do ensino de Jacques Lacan, dentre eles: angústia, luto, ato e desejo. Os mesmos são analisados e correlacionados em nosso texto. Dois recortes demonstram as condições e as modalidades de elaboração do luto no exílio político. O primeiro procura recolher no testemunho singular de alguns exilados suas experiências nessa condição. As entrevistas aconteceram nas cidades de São Paulo e de Buenos Aires, tomando como exemplos exilados que ficaram no exílio e outros que retornaram à sua terra de origem. O segundo recorte diz respeito a um fenômeno social que, embora acontecendo na Argentina, teve ressonâncias no exílio: tratam-se das marchas realizadas pelas Madres e Abuelas de Plaza de Mayo, todas as quintas-feiras, na praça que deu o nome a essas duas organizações. Verificamos que no exílio o trabalho do luto singular e particular se enlaça a um trabalho no coletivo que aponta para o restabelecimento da legalidade jurídica e do desejo...

El exilio interior e La veu melodiosa: a impossibilidade de reconciliação entre o herói problemático e o mundo; El exilio interior and La veu melodious: the impossibility of reconciliation between the problematic hero and the world

Garcia, Gustavo Leme Cezario
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/07/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
Esta dissertação dedica-se ao estudo comparado de dois romances espanhóis contemporâneos da segunda metade do século XX: El exilio interior e La veu melodiosa, respectivamente de Miguel Salabert e Montserrat Roig. Procura examinar semelhanças e diferenças existentes a partir de alguns traços comuns às duas obras, pois ambas têm um perfil de romance de formação cujo enredo concentra-se na relação tensa entre o herói e a sociedade espanhola dos anos da guerra civil e da ditadura franquista.; This dissertation is devoted to the comparative study of two contemporary Spanish novels of the second half of the twentieth century: El exilio interior and La veu melodiosa, by Miguel Salabert and Montserrat Roig respectively. It attempts to examine the similarities and differences from a few features the two works have in common, since both have a profile of novel of formation whose plot centers on the strained relationship between the hero and the Spanish society of the years of civil war and Franco's dictatorship.

Exílio entre o Shtetl e o crepúsculo: Joseph Roth e o judaísmo no fin-de-siècle austríaco; Exile between Shtetl and the twilight: Joseph Roth and judaism in fin-de siècle in Austria.

Krausz, Luis Sergio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
37.35%
Este tese aborda a obra do escritor judeu austríaco Joseph Roth, buscando entender a crítica que ele faz à modernidade como resultante de um ponto de vista singular, determinado pelo encontro entre dois mundos: o mundo do tradicionalismo judaico no Leste europeu e o mundo da monarquia habsburga, em seus anos finais. Pretende-se demonstrar que é tomando como referência os parâmetros destes dois universos que Roth dirige um olhar cético para a modernidade e para o mundo pós-1ª. Guerra Mundial. Ao mesmo tempo, pretende-se demonstrar como o conceito de exílio está inextricavelmente ligado a uma obra crítica com relação a seu tempo, embasada na memória de dois mundos em extinção. Trata-se, porém, de um exílio que se configura mais como a expulsão de um tempo do que como uma simples expulsão geográfica - o que o torna, de certa maneira, mais trágico. O exílio é também uma das categorias centrais da reflexão mística e filosófica judaica, e neste sentido busco apontar para as coincidências entre o tema do exílio em Roth e nas doutrinas desta tradição. Ao conceito de exílio corresponde, como seu duplo e seu oposto, o conceito de Heimat (terra-mãe), que em Roth se torna uma categoria abstrata, pertencente ao universo da metafísica e da memória...

As noites da ditadura e os dias de utopia : o exílio, a educação e os percursos de Elza Freire nos anos de 1964 a 1979; The nights of the dictatorship and the days of utopia : the exile, education and Elza Freire journeys in the years 1964 to 1979

Nima Imaculada Spigolon
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/05/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
O trabalho objetiva analisar o exílio como consequência do golpe de 1964 que depôs o Governo João Goulart e instaurou a ditadura no Brasil. Sua caracterização se dá com a descrição, análise e interpretação dos percursos de Elza Freire entrelaçados ao de Paulo Freire seu esposo e Madalena, Cristina, Fátima, Joaquim e Lutgardes seus filhos. Justifica-se tanto pelo caráter histórico e memorialístico ao entremear processos históricos passados, quanto pela utopia que vincula presente/futuro na construção de sociedades mais igualitárias e menos autoritárias. O recorte temporal se encaixa nos anos 1964/1979, os cenários compõem-se do nacional e internacional, aonde foram inseridos brasileiros como parte do processo de exílio que acometeu homens e mulheres, adultos, jovens e crianças. As experiências de Elza Freire se configuram nessas realidades organizadas em três fases: Américas, Europa e África e, retorno ao Brasil. No âmbito geral, o foco se concentra no exílio ¿ entendido como ato de violência e abuso de poder imposto pelo Estado e como acontecimento social, coletivo e, ao mesmo tempo individual, que relaciona as dimensões histórica, sócio cultural, política e pedagógica. O exílio é ambíguo e simultâneo...

Vozes do exílio e suas manifestações nas narrativas de Júlio Cortázar e Marta Traba

Montañés, Amanda Pérez
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.53%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas.; Emblema da condição humana, o exílio é um problema de múltiplas nuanças. Fato real ou assunto literário, a experiência de exílio encontra-se presente na literatura de todos os tempos. A presente tese opera em três tempos relacionados entre si, em torno à experiência de exílio. Na primeira parte, o estudo do conceito de exílio e suas tensões e antinomias na modernidade é analisado do ponto de vista teórico a partir das reflexões de importantes autores como: Hannah Arendt, Theodor W. Adorno, Edward Said, Giorgio Agamben, Stuart Hall, Claudio Magris, entre outros. Na segunda e terceira parte, a manifestação dessas tensões é indagada do ponto de vista literário e político, nas vivências e narrativas de exílio de Julio Cortázar e Marta Traba, dois importantes intelectuais diaspóricos latino-americanos que vivenciaram o exílio como condição criativa e espaço de luta e confronto. While emblem of the human condition, the exile is a problem of multiple nuances. Real fact or literary subject, the exile experience is present in the literature of all times. The present thesis operates in three times related among themselves...

A Literatura em exílio: uma leitura de Lavoura Arcaica, Relato de um certo Oriente e Dois irmãos

Müller, Fernanda
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.35%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura, Florianópolis, 2011; Após a constatação do fracasso de algumas ilusões políticas, tal qual a que identificava como produtores de conflito e exílio apenas as grandes estruturas opressivas, observamos a progressiva redução dos espaços de convivência, atestada pelo fim das grandes cidades cosmopolitas mediterrâneas, pela violenta repressão à imigração e, mais recentemente, pela decretação do fracasso do multiculturalismo. Diante de tal cenário, a problemática do exílio passou a receber papel de destaque junto aos estudos humanísticos contemporâneos, em que despontam tentativas de compreendê-lo enquanto fenômeno moderno multifacetado. Espaço privilegiado, a literatura capta e leva a público esse jogo de tensões, de modo que refletir sobre a presença do exílio em formas de expressão artísticas como o romance, símbolo da #ausência de uma pátria transcendental#, pode nos levar também a uma crítica mais consciente de nossa própria época. Assim, compreendendo o #real# como algo que desafia a representação, investigamos os recursos empregados na tentativa de problematizar o exílio...

Percurso do exílio na condição feminina: morte e renascimento em as parceiras e exílio de Lya Luft

Fonsêca de Freitas, Selma; Gonçalves Licari, Luzilá (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.3%
Nosso trabalho objetiva estudar a condição de exílio da mulher no que concerne ao isolamento de si próprio, onde a repetição constante da mesma experiência aponta para o retorno à perda do objeto amor a mãe elemento fundamental na formação da subjetividade. Subsidiados pelas teorias freudianas, em especial, as noções de luto e melancolia, processos agudizados no exílio, situação experienciada por Anelise e a Doutora , narradoras-protagonistas dos romances As parceiras e Exílio de Lya Luft, enfocamos a constituição da vida psíquica dessas mulheres fortemente marcadas pelo sistema patriarcal, mediante análise da trajetória agônica de suas vidas. As narradoras, através da memória, revisitam a casa da infância, motivo propulsor de nossa recorrência à imagem simbólica que também sugere a questão da identidade. Partindo dessas abordagens, verificamos através da urdidura dos romances uma reconfiguração do sujeito feminino que, buscando novos caminhos questiona ou transgride o estabelecido e, de formas diferenciadas, ressignificam suas vidas

O exílio de si como metáfora de um mundo em fragmentação: um estudo sobre Elias Canetti

Souza, Maria Alice Timm de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.3%
O sentido de “exílio de si” que foi privilegiado neste trabalho se constitui em um tipo de exílio que não é escolhido e tampouco é imposto de fora, pois a sua ocorrência se relaciona com uma injunção estrutural, da ordem do psiquismo. Sendo assim, o “exílio psíquico” condena o sujeito a um sentimento de radical estranheza íntima onde o que prevalece é a ininteligibilidade do mundo e de si mesmo. Do ponto de vista da teoria psicanalítica, esta entidade é denominada de psicose; do ponto de vista do uso corrente da língua, é chamada de loucura. Através de um corte transversal que vai da biografia de Elias Canetti, da época em que o escritor viveu e de suas relações com a língua alemã e com a literatura, procuramos identificar no personagem Peter Kien e no romance Auto de Fé, os pontos que apoiam a nossa hipótese em relação ao “exílio de si”: que o uso que Canetti faz da linguagem propiciou-lhe fazer uma perfeita representação do esfacelamento psíquico que assola o protagonista do romance em suas relações com o mundo e com os outros personagens, assim como esta questão subjetiva cumpre o papel de metáfora de um mundo em fragmentação, não só daquele que lhe serviu de matéria-prima para a confecção da obra...

O exílio no romance primavera com una esquina rota de Mario Benedetti

Ramalho, Yane de Andrade
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem; Linguística Aplicada; Literatura Comparada
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.3%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; A presente dissertação analisa as vozes discursivas e as representações do exílio no romance Primavera con una esquina rota (1983) do escritor uruguaio Mario Benedetti (1920-2009). Pretendemos mostrar que a obra estudada traz uma reflexão histórica sobre a sociedade uruguaia da época da ditadura militar do início dos anos 70. Observamos que esse contexto histórico, presente no enredo, fortalece a sua verossimilhança, o que contribui para localizar o tempo e o espaço da obra, possibilitando-nos verificar a predominância da temática do exílio e seu impacto na vida das personagens. Buscando estabelecer um eixo condutor da obra de Mario Benedetti, tratamos inicialmente das considerações biográficas e observamos que o tema do exílio é reiterado em outras obras do autor. Por fim, analisamos a obra sob um aspecto histórico, no sentido de observar as relações entre literatura e sociedade junto às teses de Candido (2000), trabalhando a temática do exílio com ajuda de Said (2005a; 2005b), verificando as estruturas discursivas com Bakhtin (1988) e estabelecendo os vínculos com as conjunturas literárias que Benedetti viveu participando da geração de 45 da literatura uruguaia (MONEGAL...

Entre Edipo y Ulises: exilio y contra-exilio en la poes??a de Tom??s Segovia

Rodr??guez Guti??rrez, Milena
Fonte: Centro de Estudios y Cooperaci??n para Am??rica Latina (CECAL) Publicador: Centro de Estudios y Cooperaci??n para Am??rica Latina (CECAL)
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
37.3%
Publicado tambi??n en Thomas Bar??ge (ed.), Tom??s Segovia. Par del?? les frontieres, Presses Universitaires de Valenciennes, 2014 (ISBN: 9782364240209).; Este trabajo propone un acercamiento a la poes??a del hispano-mexicano Tom??s Segovia; el art??culo toma como centro el tema del exilio, muy presente en la poes??a de Segovia, analizando varios poemas del autor. Edipo (exilio) y Ulises (contra-exilio) ser??n, en esta interpretaci??n, los dos modelos que gu??an a Segovia en sus propuestas po??ticas.; This paper proposes an approach to the poetry of the Spanish-Mexican Tom??s Segovia. The paper taken as central theme of exile analyzing several poems by the author.

La producción periodística del exilio republicano (1939-1950); The journalistic production of the spanish republican exile (1939-1950)

Eiroa, Matilde
Fonte: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, CSIC Publicador: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, CSIC
Tipo: info:eu-repo/semantics/publishedVersion; info:eu-repo/semantics/article Formato: application/pdf
Publicado em //2013 SPA
Relevância na Pesquisa
37.35%
El artículo tiene como objetivo analizar la tipología y características de los medios de comunicación del exilio republicano durante su etapa más fructífera correspondiente al decenio 1939-1950. Se han utilizado los fondos del Archivo de la República Española en el Exilio, el Partido Comunista de España, la Fundación Pablo Iglesias y el Centro de Investigación para la República Española en el Exilio (CIERE) a los que se ha aplicado la metodología cualitativa y el enfoque deductivo como vías de acercamiento a la realidad socio-comunicativa objeto del estudio.; The aim of this article is to analyse the typology and characteristics of the Spanish Republican exile media during its most productive stage (1939-1950). The funds of the Spanish Republic Archive in Exile, the Communist Party of Spain, the Pablo Iglesias Foundation and the Research Centre for the Spanish Republic in Exile (CIERE) have been used in this research. We have used qualitative techniques and a deductive approach as ways of dealing with the object of study. Our starting point is the idea that the profile of the editors and journalists and their dispersal across Europe and America contributed to the fragmentation and fragility of its publications. The main centres of journalistic output in exile are set out...

De reeitados a esquecidos. O exilio interior dos mestres e mestras galegos depurados polo réxime franquista

Porto Ucha, Anxo Serafín
Fonte: Universidade da Coruña Publicador: Universidade da Coruña
Tipo: Artigo de Revista Científica
GLG
Relevância na Pesquisa
37.35%
[Resumo] O presente traballo aborda a problemática do exilio dos mestres e mestras gale- gos depurados polo réxime franquista a partir de 1936. Das dúas variantes que se amosan como potentes para tratar este tema, o exilio exterior e o exilio interior, o estudo céntrase na segunda acepción, a miúdo en relación coa primeira. A partir da conceptualización ter- minolóxica, analízase o exilio interior, as súas características, formas ou modalidades. As referencias ás características e variedades de exilio interior dos mestres e mestras galegos baséanse nunha investigación realizada polo autor, que deu lugar á publicación Historias de vida (2003).; [Abstract] This article deals with the problems faced by exiled primary school teachers purged by Franco’s regime after 1936. Of the two variations that may be focussed on to approach this issue -domestic exile and exile abroad- this analysis centres on the latter, oftentimes as it relates to the former. Starting from its terminological conceptualisation, domestic exile is analysed along with its characteristics, forms and manifestations. The refe- rences to the characteristics and kinds of domestic exile experienced by Galician school tea- chers are based on the research carried out by the author. This led to the publication of the book entitled Historias de vida (2003).

O exílio em manchete : o retrato dos exilados na imprensa argentina durante a redemocratização (1982-1984); El exilio en titulo : el retrato de los exiliados en la prensa argentina durante la democratización (1982-1984)

Ana Carolina Balbino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.3%
A última ditadura militar argentina (1976-1983) provocou o exílio de milhares de cidadãos, impactando sobremaneira a sociedade e criando enormes feridas que não se fecham facilmente. Porém, por maior que tenha sido a importância do desterro nos anos 1970, sua voz foi silenciada na memória dos anos ditatoriais. Essa dissertação visa compreender a colaboração da imprensa nesse silenciamento. No momento da redemocratização - quando a história e a memória do regime militar ainda engatinhavam - a mídia teve importante papel na construção do conhecimento a respeito do Processo de Reorganização Nacional. Dessa forma, analisamos as notícias veiculadas sobre o exílio pelos jornais Clarín e La Nación, percebendo como a imagem elaborada por eles ajudou a macular a figura dos desterrados perante a sociedade, relegando-os a uma espécie de limbo historiográfico e memorialístico. Observando o vocabulário utilizado pelos meios de comunicação para adjetivar os exilados, assim como os personagens identificados por eles como exemplos desse fenômeno, além da relação criada em suas páginas entre desterro, anistia e guerrilha, objetivamos entender um pouco mais sobre as motivações que levaram ao silenciamento do exílio argentino...

Corpos na trouxa. Histórias-artísticas-de-vida de mulheres palestinianas no exílio

Wadi, Shahed
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.49%
Neste trabalho, defendo que os corpos reconfigurados nas artes das mulheres palestinianas no exílio são o lugar central de uma resistência feminista, política e palestiniana. A minha problematização parte das seguintes perguntas: será que as artistas palestinianas contemporâneas constituem uma voz artística que resiste, simultaneamente, à ocupação israelita e à sua narrativa hegemónica, e à narrativa patriarcal palestiniana? Até que ponto é que a criação das artistas palestinianas contemporâneas no exílio assente nos seus corpos, não é senão uma voz de um movimento de resistência feminista palestiniana informal? Corpos-na-trouxa são as histórias-artísticas-de-vida de mulheres palestinianas no exílio. Recorro aqui à centralidade do objeto “trouxa” no exílio palestiniano e uso-o como metáfora para a criação artística que inclui as memórias herdadas da Palestina e as histórias de vida na fronteira das artistas. Abrir as trouxas é criar arte que conta a história do exílio e a Nakba; desatar as trouxas resulta da interrupção política (Ramalho, 2000) que acontece na vida palestiniana; abrir as trouxas é sobretudo um ato de resistência exercido através do corpo das palestinianas contra as diferentes opressões: a ocupação e o sexismo. Tomo por objeto do estudo produções artísticas de palestinianas que nasceram no exílio após a catástrofe de 1948...

El exilio en el arte español del siglo XX. De las problemáticas generales de la emigración a las específicas de la segunda generación de artistas del exilio republicano en México

Cabañas Bravo, Miguel
Fonte: Conselho Superior de Investigações Científicas Publicador: Conselho Superior de Investigações Científicas
Tipo: Capítulo de libro Formato: 3152047 bytes; application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
37.46%
El exilio o la emigración de los intelectuales y artistas españoles es un fenómeno corriente en la historia del arte contemporáneo de España, de manera que forma parte ineludible de su paisaje artístico-cultural, aunque la historiografía acostumbre a pasar de soslayo por este capítulo. En este trabajo se realiza una rápida mirada retrospectiva e introductora sobre este fenómeno artístico durante el siglo XX, centrándose luego, esencialmente, en el análisis y caracterización del fenómeno del exilio republicano de 1939 en México, hasta alcanzar a las mismas circunstancias y problemáticas planteadas a los artistas de la segunda generación, formados ya en el nuevo país. Así, se abordan las diferentes etapas socio-culturales por las que pasaron los creadores españoles exiliados a raíz de la guerra civil española, con insistencia en la irrupción de la segunda generación a partir de los años cincuenta. Esta década comenzó con significativos cambios político-culturales, a los que los artistas se enfrentaron inicialmente de forma cohesiva y combativa, aunque pronto les fue ganando la pasividad, mientras eran reemplazados por la incorporación y presencia artística de la joven generación. Por otro lado, el mismo curso de las posturas de los artistas ante certámenes como las Bienales Hispano-Americanas o las Bienales Inter-Americanas...

GABRIEL SOARES DE SOUSA, MIA COUTO E GUIMARÃES ROSA NAS REFLEXÕES DO EXÍLIO; GABRIEL SOARES DE SOUSA, MIA COUTO E GUIMARÃES ROSA NAS REFLEXÕES DO EXÍLIO

Chaves, Teresinha Gema Lins Brandão
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2007 POR
Relevância na Pesquisa
37.3%
A PARTIR DE RECORTES DAS OBRAS TRATADO DESCRIPTIVO DO BRASIL, DE GABRIEL SOARES DE SOUSA; TERRA SONÂMBULA, DE MIA COUTO E CARA-DE-BRONZE, DE GUIMARÃES ROSA, PÕE-SE EM PRÁTICA O MAPEAMENTO DE TERRITÓRIOS QUE SE SITUAM PARA ALÉM DAQUELES CARTOGRAFADOS PELA LITERATURA DO EXÍLIO, TAL COMO SUGERE EDWARD SAID EM SEU ENSAIO REFLEXÕES SOBRE O EXÍLIO.; TO COME FROM TRATADO DESCRIPTIVO DO BRASIL, BY GABRIEL SOARES DE SOUSA; TERRA SONÂMBULA, BY MIA COUTO E CARA-DE-BRONZE, BY GUIMARÃES ROSA THIS ARTICLE ANALYSIS THE EXPANSION OF THE EXPERIENCE’S TERRITORY THAT POSITION OVER THOSE DRAW FOR THE EXILE LITERATURE AS EDWARD SAID SUGGESTS IN HIS ESSAY REFLEXÕES SOBRE O EXÍLIO.

Written pages in the exile language; ; Escritos en el lenguaje del exilio

Marinone, Mónica
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2014 SPA
Relevância na Pesquisa
37.35%
; This essay explores Augusto Roa Bastos’s texts, an exemplary writer when we focus on exile as a complex experience that comes up in writing. If geographic exile is an exile from one's own language (Roa Bastos wrote his best narrative while living outside Paraguay), his cultural system is marked by a “diglossic” situation as constitutive exile (both linguistic and cultural). Thus, the concept “language of exile” becomes useful in the explanation of a poetic text and some narratives, images, and metaphors that we consider signs of Roa Bastos’s outstanding work in relation to Spanish, a distinctive writing style woven in the fabric of the conventional one.; El ensayo explora textos de Augusto Roa Bastos, un escritor modélico respecto de una experiencia de exilio compleja, siempre refigurada en su escritura. Si cualquier exilio geográfico implica un exilio de la lengua (Roa escribió su narrativa completa lejos del Paraguay), su propio sistema cultural se ve marcado, desde el dominio colonial hispánico, por una situación de “diglosia” como exilio (lingüístico/cultural) constitutivo. Por ello apelo al concepto “lenguaje del exilio” y reviso desde un texto poético a una serie de relatos, ciertas  imágenes y metáforas que se alzan como signos del  trabajo de Roa sobre el castellano...

CINE Y NOVELA. APUNTES SOBRE LA CONSTRUCCIÓN DEL EXILIO ARGENTINO EN LA NARRATIVA DE LA TRANSICIÓN DEMOCRÁTICA

Marino, Paula Rodríguez
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2004 POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
São diversos os formatos, as narrativas e os suportes midiáticos que constroem a figura do exilado e do processo de exílio, porém, o cinema e a novela apresentam formas de figuração específicas nos procedimentos narrativos e no tratamento das coordenadas espaço-temporais. Neste artigo,por meio de uma análise comparativa dos filmes Sentimientos: Mirta de Liniers a Estambul (1987), de Jorge Coscia e Guillermo Saura, e Tangos: el exilio de Gardel (1985), de Fernando Solanas, e das obras literárias La casa y el viento (1984), de Héctor Tizón, e Composición de lugar (1984), de Juan Martini, estabelecem-se as marcas das estratégias usadas na construção do exílio argentino. Resumen Diversos son los formatos, narrativas y soportes mediáticos a través de los cuales se hace posible la construcción de la figura del exiliado y del proceso de exilio, sin embargo, el cine y la novela presentan formas de figuración específicas en los procedimientos narrativos y en el tratamiento de las coordenadas espacio-temporales. Este artículo realiza un análisis comparativo de los filmes Sentimientos: Mirta de Liniers a Estambul (1987), de Jorge Coscia y Guillermo Saura, y Tangos: el exilio de Gardel (1985), de Fernando Solanas, y de las obras literarias La casa y el viento (1984)...

Contar el exilio: Relatos sobre fronteras en la frontera; Contar el exilio: Relatos sobre fronteras en la frontera

Ricaud, Nora; Universidad Nacional de la Patagonia Austral
Fonte: Núcleo de Estudos Literários & Culturais (NELIC-UFSC) Publicador: Núcleo de Estudos Literários & Culturais (NELIC-UFSC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; Formato: application/pdf
Publicado em 17/07/2009 POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
http://dx.doi.org/10.5007/1984-784X.2009nesp2p140Este escrito aborda el tema de los modos de la escritura autobiográfica y además habla sobre las formas del exilio. Más particularmente, se refiere a los modos en que ambos tópicos se concretan en dos textos de la escritora argentina Tununa Mercado: En estado de memoria y Yo nunca te prometí la eternidad. Ambos libros piden ser leídos no como textos cerrados, sino como un continuum, en tanto la escritura los presenta enlazados en un devenir de un texto en el otro, y del contenido en la forma. Cada una de estas historias es una estación del exilio. Una, subsumida en la otra; una, parida por la otra. El relato en primera persona cuenta tanto el exilio propio como el ajeno, transitando bordes en donde el juego de espejos oblitera la posibilidad de distinguir lo propio y lo ajeno, el sí mismo y el Otro. Es por ello que lo apropiado parece ser un abordaje que eluda la estabilización del sentido y que sea capaz de hacerse cargo del carácter insaturable de la escritura de Tununa Mercado.; Este escrito aborda el tema de los modos de la escritura autobiográfica y además habla sobre las formas del exilio. Más particularmente, se refiere a los modos en que ambos tópicos se concretan en dos textos de la escritora argentina Tununa Mercado: En estado de memoria y Yo nunca te prometí la eternidad.Ambos libros piden ser leídos no como textos cerrados...