Página 1 dos resultados de 22 itens digitais encontrados em 0.055 segundos

Prevalência de sintomas músculo-esqueléticos em estudantes de Medicina Dentária e médicos dentistas

Afonso, Tiago Alexandre Alves
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
126.14%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciado em Fisioterapia; O objectivo deste estudo é alertar para a problemática das lesões músculo-esqueléticas de origem ocupacional nos indivíduos que exercem a actividade de medicina dentária, identificando e caracterizando os sintomas músculo-esqueléticos decorrentes da profissão e quantificando a sua prevalência tendo em conta as características sociais e posturais dos indivíduos. Analisou-se uma amostra de 34 médicos dentistas e 34 estudantes de Medicina Dentária, por aplicação de um questionário. Verificou-se que nesta amostra a dor é mais prevalente na região lombar (77,9%), ombros (73,5%) e pescoço (61,8%), não se tendo detectado, em geral, e contrariamente ao que se poderia esperar, diferenças significativas entre a frequência de dor nos estudantes e nos médicos. Tendo-se verificado frequências tão elevadas de dor, é de realçar a importância de actuar na prevenção das lesões músculo-esqueléticas nos dentistas e futuros dentistas. The aim of this study is to warn for the problem of musculoskeletal disorders of occupational origin in individuals who practice dentistry...

Estudo das perspectivas da utilização de piercings e tatuagens por uma população de estudantes universitários na área da Medicina Dentária

César, Rui Manuel Ribeiro
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
76.2%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária.; Introdução: A arte corporal serve como expressão da personalidade, buscando aceitação do grupo e demonstração de atitude descomprometida, deixando uma impressão permanente, como é o caso das tatuagens e dos piecings e tem sido praticada há séculos por diversos grupos étnicos. A prevalência do uso de piercings pelos estudantes universitários é de 51% enquanto que o uso de tatuagens por estes é de 22%. Objectivo: O objectivo deste estudo, foi a determinação de conhecimentos e atitudes relativas à utilização de piercings ou tatuagens por um grupo de universitários na área da Medicina Dentária. Material e Métodos: Foi realizada uma pesquisa bibliográfica nos últimos 10 anos, no Pubmed, Scielo e B-on, cruzando as palavras chave e utilizando a língua Inglesa, Espanhola e Portuguesa. No ano 2009/ 2010 durante as jornadas de Medicina Dentária da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Fernando Pessoa, numa palestra sobre piercings e tatuagens foi realizado um inquérito, previamente a essa palestra, de cariz voluntário, anónimo e de auto preenchimento. Resultados: Dos 205 estudantes universitários 138 (67...

Estudo da prevalência de desordens temporomandibulares em músicos de sopro

Lacerda, Filipa Alexandra de Oliveira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
45.7%
Trabalho apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária; Os músicos de sopros estão expostos a factores de risco próprios do seu trabalho, que os tornam susceptíveis ao desenvolvimento de lesões na ATM. Tocar um instrumento musical de sopro pode ser considerado uma parafunção do sistema estomatognático. O objecto deste trabalho foi determinar-se a relação existente entre a prática de um instrumento musical de sopro e o desenvolvimento de DTMs. Foi feita uma revisão bibliográfica do tema e, posteriormente, um estudo científico para determinar a prevalência de DTMs articulares em estudantes de instrumentos de sopro da Escola Profissional de Artes da Beira Interior (Covilhã), aos quais foi aplicado um questionário e um exame clínico baseado nos Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD). Foram, ainda, especificados quais os factores de risco a elas associados, acrescentando a este um questionário geral baseado em artigos anteriores. Do estudo efectuado, verificou-se uma prevalência de 68% de indivíduos com patologia articular na ATM, existindo 32% sem diagnóstico atribuído. Dos alunos com diagnóstico articular...

Vírus do Papiloma Humano

Vieira, Mariana Cláudia da Silva
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.08%
Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária; O cancro de cabeça e pescoço é considerado um problema global de saúde pública, encontrando-se entre os cinco cancros com mais elevada taxa de mortalidade em todo o mundo. Atualmente, esta patologia é ainda tardiamente diagnosticada: anualmente morrem cerca de 300 portugueses devido a cancro da cavidade oral. A etiologia do cancro da cabeça e do pescoço é multifatorial, no entanto, sabe-se que entre os principais fatores de risco constam o álcool e o tabaco. Ainda assim, outros fatores poderão estar na origem desta patologia, nomeadamente fatores infeciosos como o vírus do Papiloma Humano (HPV); a particular semelhança entre lesões orais e genitais provocadas por este vírus conduziu os investigadores a crer numa relação entre a infeção pelo HPV e o processo de carcinogénese oral. Este vírus é altamente transmissível e a infeção oral pelo mesmo dá-se através de contato oro-genital ou salivar, pelo que se deve atribuir especial relevância à prevenção de comportamentos sexuais de risco. O HPV está relacionado com lesões orais benignas e malignas e os subtipos com maior potencial oncogénico são o 16 e o 18. O diagnóstico da patologia oncológica da cavidade oral é histológico e para detetar uma infeção oral por HPV é necessária a recolha de amostras salivares a serem posteriormente submetidas a métodos de deteção molecular. Deste modo...

Avaliação da influência da arquitetura gengival na percepção estética do sorriso pelos pacientes e estudantes de Medicina Dentária

Dória, Rita Melo Alves Figueiredo
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.01%
Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária; A estética do sorriso depende da harmonia de diversos fatores, entre os quais se, destacam: contorno facial, arquiteturas dentária e gengival. Este estudo analisou qualitativamente a perceção dos pacientes quanto aos parâmetros de micro-estética da arquitetura gengival do setor anterior da cavidade oral, bem como o aspeto do sorriso quanto a esses parâmetros; efetuou uma análise descritiva da avaliação clínica por alunos finalistas MD da FCS-UFP quanto aos parâmetros de micro e macro estética da arquitetura gengival, tendo como dados a análise de fotografias intra-orais, calibradas, das estruturas gengivais (oclusão em inter-cuspidação máxima) e do sorriso dos pacientes (fotografia extra-oral); e ainda, procedeu a uma análise comparativa entre a avaliação clínica da perceção dos finalistas de MD e a perceção dos pacientes quanto à arquitetura gengival e a sua influência no sorriso. Neste estudo observacional, transversal, foi utilizado um inquérito aplicado (Fevereiro a Maio 2014) a 35 pacientes (selecionados conforme critérios de inclusão) da Clínica de Medicina Dentária da FCSUFP e uma check-list de avaliação de parâmetros micro e macro estéticos da gengiva...

Conhecimentos ergonómicos dos alunos do 4º e 5º ano de Medicina Dentária

Santos, Maria Couto
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.2%
Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária; Introdução: Atualmente, é cada vez mais visível o papel que a Ergonomia tem na prevenção do bem-estar físico e psíquico do Médico Dentista. A permanência numa mesma posição corporal, associada ao trabalho sedentário e à utilização excessiva dos membros superiores, podem gerar alterações significativas no alinhamento corporal, que se manifestam por desconforto e/ou dor na musculatura mais utilizada. Para Szymanska (2002) e Maehler (2003) as lesões podem aparecer no início da prática clínica dos estudantes, pois estes adquirirem muitos hábitos e posturas de trabalho incorretos, pouco saudáveis que favorecem a fixação de vícios posturais que os acompanham para o resto da sua vida profissional. Objetivo: Neste trabalho pretendeu-se avaliar se os alunos do 4º e 5º anos do Curso de Mestrado Integrado em Medicina Dentária aplicavam os conhecimentos que tinham sobre Ergonomia na sua prática clínica da Medicina Dentária. Materiais e Métodos: Para isso utilizou-se um questionário, focando-se os seguintes aspetos: gerais; relacionados com a prática clínica; relacionados com a formação recebida sobre Ergonomia; e relacionados com a sua experiência pessoal. No tratamento de dados utilizou-se quer o Excel quer o programa de análise Statistical Package for the Social Sciences – SPSS® for Windows...

Necessidades de ortodontia na comunidade escolar

Albuquerque, Mário Alberto Alves
Fonte: Universidade do Porto. Reitoria Publicador: Universidade do Porto. Reitoria
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
45.85%
Num estudo observacional descritivo foram inquiridos 259 alunos e feitos exames clínicos em escolas públicas a dois grupos distintos e independentes, num total de 727 estudantes com idades próximas dos 12 anos, durante os anos de 1998 e de 1999. Salientou-se a importância da articulação e colaboração das várias instituições envolvidas na promoção de saúde da comunidade. Alertou-se para a possibilidade de utilização de protocolos de identificação e de selecção de anomalias dento-faciais, que facilitam a referência clínica. Efectuaram-se campanhas de motivação para a população escolar sobre Saúde Oral através das visitas às escolas de ensino básico. Obtiveram-se dados sobre má oclusão e anomalias dento-faciais utilizando critérios de observação da Organização Mundial da Saúde. Dos resultados salientam-se as seguintes conclusões: - existe um índice CPO com o valor de 3,15; - o número de dentes ausentes não varia de forma significativa com a idade; - a frequência da patologia dentária difere com a idade;- a maioria da população estudada tem um significativo conhecimento geral sobre Saúde Oral; - a faixa etária mais elevada da população estudada apresenta menores níveis de higiene...

Necessidade estética de tratamento ortodôntico - perceção entre estudantes de Medicina Dentária

Ana Teresa de Jesus Borges
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
55.69%

Avaliação dos distúrbios posturais em estudantes de Medicina Dentária durante a prática clínica visando a prevenção, educação postural e/ou intervenção terapêutica precoce

Nídia Alexandra Azevedo dos Santos
Fonte: Universidade do Porto Publicador: Universidade do Porto
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
45.67%

Adequação do discurso na consulta de medicina dentária

Monteiro, Joana Margarida de Almeida
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
95.99%
A Comunicação Verbal é uma constante na vida clínica de qualquer Médico Dentista. É através dela que podemos estabelecer uma relação médico-paciente duradoura e eficaz, cultivando a confiança que cada indivíduo deposita em nós, buscando não só cuidados médicos como também aconselhamento profissional. A presente dissertação pretendeu definir os componentes essenciais da Comunicação Verbal, bem como a sua importância na interacção comunicacional em contexto de consulta de Medicina Dentária. Para tal, abordou-se inicialmente o conceito de Comunicação sob uma perspectiva abrangente, antes de enveredar por este seu ramo específico; seguiu-se a apresentação dos resultados obtidos por meio da videogravação de dez consultas na Clínica Dentária Universitária, do Centro Regional das Beiras da Universidade Católica Portuguesa, bem como da aplicação de um pequeno questionário aos pacientes envolvidos. Por fim, discutiram-se esses mesmos resultados e retiraram-se as conclusões possíveis deste estudo em particular. Da análise dos resultados, verificou-se que não existem diferenças globais significativas entre o género e ano curricular frequentado pelos alunos, bem como no que diz respeito à área curricular. As gravações efectuadas permitiram concluir que os alunos recorrem a um registo linguístico correcto (linguagem comum)...

Diversidades (inter) culturais na prática clínica : estudo comparativo da relação médico paciente em Portugal e França na consulta privada de medicina dentária

Morais, Sandy Marques
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 02/09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
85.94%
Tal como muitos outros profissionais, os médicos dentistas têm demonstrado uma vontade crescente de procurar novas oportunidades, exercendo a sua profissão fora do país de origem. Esta mobilidade progressiva torna necessário o conhecimento por parte dos médicos dentistas das diferenças (inter)-culturais na relação médico-paciente. A problemática subjacente ao tema de tese proposto leva-nos a reflectir sobre a existência de uma unidade cultural europeia na prática clinica, que ultrapassa as diversidades nacionais. Portugal e França poderão, pois, constituir exemplos possíveis dentro desta unidade. Através da observação de 40 consultas (amostra de 4 médicos dentistas – 2 franceses e 2 portugueses – e 10 consultas para cada médico), pretendemos verificar se as diversidades culturais próprias a cada país permanecem visíveis ao longo da consulta e se influenciam os aspectos socio-comunicacionais da prática clínica. Através da observação da abordagem linguística e comportamentalista do médico dentista e do paciente, determinamos as diferenças e semelhanças culturais na relação médico paciente em Portugal e em França. Da análise dos resultados, verificou-se a existência de semelhança linguística no discurso estabelecido entre médico e paciente...

Perceção do impacto estético na avaliação de alterações na macro e microestética do sorriso por médicos dentistas, estudantes de medicina dentária e leigos

Ramos, Kátia Alexandra Rodrigues
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 12/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
86.17%
Introdução: Um sorriso agradável é muito importante na interação psicossocial dos indivíduos, sendo a estética do sorriso, cada vez mais, o principal motivo da procura de tratamento ortodôntico. Objetivo: Comparar a perceção da estética do sorriso entre médicos dentistas, estudantes de Medicina Dentária e leigos. Metodologia: Vinte e duas fotografias modificadas digitalmente com alterações da macro e microestética do sorriso (arco do sorriso, corredor bucal, desvio da linha média dentária, diastema interincisivo, microdontia do incisivo lateral, alteração das margens gengivais, sorriso gengival) foram apresentadas a 30 médicos dentistas, 30 estudantes de Medicina Dentária e 30 leigos. Os avaliadores classificaram cada fotografia numa Escala Visual Analógica que variou de 0 (nada estético) a 100 (muito estético). Resultados: Na avaliação do corredor bucal de 10% e no desvio da linha média de 2mm, os médicos dentistas foram mais críticos que os estudantes e os leigos (p<0,05). Na presença de desvio da linha média de 6mm e na redução de 1mm da margem gengival dos incisivos laterais, verificaram-se diferenças estatisticamente significativas entre os estudantes e os leigos (p<0,05). No sorriso gengival de 2mm e no arco do sorriso côncavo...

Comparação da perceção estética da proeminência mandibular e do perfil labial entre leigos, estudantes e profissionais de medicina dentária

Duarte, Andreia Filipa Alves
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.12%
Introdução: A estética facial é, cada vez mais, um objeto de estudo e de motivação que leva as pessoas a recorrerem ao tratamento ortodôntico. A estética é influenciada por uma multiplicidade de fatores, entre os quais a cultura, o que condiciona a perceção estética de beleza em indivíduos de diferentes culturas. Os estudos demonstram que pessoas mais atraentes são mais bem sucedidas e mais bem aceites na sociedade. Objectivo: O objetivo deste estudo é identificar valores esteticamente aceitáveis para o perfil labial e para a proeminência mandibular, em indivíduos caucasianos de nacionalidade portuguesa. Pretende-se saber qual o impacto destas características no perfil facial e determinar a partir de que valores as mesmas podem pôr em causa a estética facial. Metodologia: Utilizaram-se fotografias de indivíduos dos géneros masculino e feminino, caucasianos e de nacionalidade portuguesa, com um perfil facial considerado normal, de acordo com os padrões estéticos atuais. As fotografias foram manipuladas de modo a aumentar e a diminuir os valores do perfil labial e proeminência mandibular. Estas, organizadas aleatoriamente, num álbum, foram avaliadas por uma amostra composta por 90 leigos, 90 estudantes de Medicina Dentária e 90 médicos dentistas que as classificaram de acordo com uma escala visual analógica de 100 mm. Resultados: Os resultados demonstram que...

Contribuição para a utilização de um sistema informático de apoio à decisão clínica no diagnóstico de patologias de tecidos duros na cavidade oral : estudo piloto

Simões, Artur Filipe Coelho
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
45.94%
Introdução: Sistemas de apoio à decisão clínica (SADC) são programas de computador, desenvolvidos para dar apoio especializado a profissionais de saúde no processo de tomada de decisão clínica. Em Medicina Dentária, imagens radiográficas são um dos principais suportes auxiliares para um diagnóstico correto. O ORAD II é um SADC desenvolvido para avaliar as características clínicas e radiográficas de lesões intraósseas da cavidade oral, a fim de auxiliar no diagnóstico clínico. Objetivo: Avaliar a fiabilidade deste SADC, em pacientes submetidos a biópsia de lesões dos tecidos duros da cavidade oral. Material e Métodos: Imagens radiográficas de lesões intraósseas de 19 pacientes (correspondente a 20 lesões) de uma Clínica Universitária e de uma Clínica Privada foram analisadas por dois Professores e dois Estudantes. Os seus parâmetros foram introduzidos no programa informático ORAD II. Todas as patologias observadas tinham diagnósticos previamente obtidos por biópsia e confirmação histopatológica, não conhecidos pelos operadores. Procedeu-se à comparação dos diagnósticos obtidos através do SADC com o resultado histopatológico, em termos de taxas de sucesso (1ª, 2ª ou 3ª opção) e insucesso. Resultados: 40% das respostas do Professor 1 foram coincidentes com o resultado histopatológico. O Professor 2 obteve 25% e os Estudantes 1 e 2...

Atitudes, comportamentos e condições de saúde oral de estudantes universitários ao longo da sua vivência académica

Albuquerque, Teresa Maria Beatriz Ramos Esteves Gonçalves dos Santos, 1965-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
76.19%
Tese de doutoramento, Ciências e Tecnologias da Saúde (Higiene Oral), Universidade de Lisboa, Faculdade de Medicina Dentária, 2013; Com o presente trabalho pretendeu-se investigar a existência de diferenças nas atitudes e comportamentos entre os estudantes de diferentes cursos superiores relativamente à sua saúde oral, entre o 1º e o 3º ano da sua estadia na Faculdade, e compreender a relação entre as atitudes e comportamentos relativos à saúde oral e o estado real da mesma. Considerando os objectivos da investigação foram realizados três estudos. No primeiro estudo adaptou-se e validou-se a versão portuguesa do inventário Hiroshima University Dental Behavioural Inventory (HUDBI), a utilizar como um dos instrumentos de investigação no segundo estudo, ou estudo principal. No segundo estudo, identificou-se e analisou-se a evolução de atitudes, comportamentos e condições de saúde oral de estudantes universitários ao longo da sua vivência académica. A investigação desenvolvida consistiu num estudo longitudinal onde se confrontaram as diferenças e a evolução da saúde, dos comportamentos e das atitudes em saúde oral de estudantes universitários. Participaram 131 estudantes (voluntários) que se inscreveram pela primeira vez no ensino superior no ano lectivo 2008/2009. Os estudantes dos cursos de Medicina Dentária e Higiene Oral...

Desconforto subjectivo e regulação emocional nos estudantes de medicina dentária em Portugal

Esteves, Maria do Rosário Oliveira Mexia
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 13/04/2011 POR
Relevância na Pesquisa
136.24%
Mestrado em Psicologia das Emoções; Este trabalho incide sobre o estudo do desconforto subjectivo e da regulação emocional entre os estudantes de medicina dentária em Portugal. Numa revisão da literatura, define conceitos e aborda noções gerais sobre as principais entidades clínicas que integram o desconforto subjectivo, como a ansiedade, a depressão, o stress e o burnout; revê os principais dados publicados para a população de estudantes de medicina e aborda alguns conceitos sobre emoções e regulação emocional. O estudo teve como objectivo determinar os níveis de desconforto subjectivo e as principais dificuldades de regulação emocional sentidas entre os estudantes de medicina dentária em Portugal. Numa amostra de 296 alunos, utilizaram-se três instrumentos de avaliação: o Brief Symptom Inventory (BSI), o Questionário de Regulação Emocional (QRE) e a Escala de Dificuldades na Regulação Emocional (EDRE). A recolha de dados decorreu em três estabelecimentos de ensino de medicina dentária, abarcando zonas diferentes do País, o ensino público e privado. Os resultados revelaram que os níveis de desconforto subjectivo sentido pelos estudantes de medicina dentária em Portugal estão dentro dos valores adequados a uma população não clínica...

Risco de contagio pela HIV e as medidas de biossegurança: Significados atribuídos no kcontexto da formação do profisional de saúde

Bezerra, Valéria Peixoto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
56.08%
Estudo com abordagem qualititativa, teve como objetivo geral, analisar as representações sociais sobre o risco de contágio do HIV construídas por estudantes universitários portugueses da área de saúde, apontando-se aspectos psicossociais à adoção das medidas de biossegurança. A coleta de dados foi realizada no período de fevereiro a junho de 2007, com a participação total de 486 estudantes da área de saúde de instituições de ensino superior, em Lisboa (Portugal), distribuídos em 248 de Medicina, 168 de Enfermagem e 70 de Medicina Dentária. Os estudantes concordaram em participar da primeira etapa da coleta de dados, constituída por um Teste de Associação Livre de Palavras com seis temas indutores de respostas e um questionário. Na segunda etapa, caracterizada por uma entrevista semi-estruturada , participaram 60 estudantes, sendo 20 de Medicina, 24 de Enfermagem e 16 de Medicina Dentária. Os dados coletados foram processados pelos sofwares SPAD-T e ALCESTE e discutidos com suporte teórico da Teoria das Representações Sociais. Os resultados revelam representações sociais atribuídas ao HIV e aids através das palavras: vírus, incurável, medo, toxicodependencia, discriminação, sofrimento e morte. Ao pensar no cuidado para o paciente...

Avaliação das perspetivas dos estudantes de Medicina Dentária e dos pacientes quanto à arquitetura dentária e aspeto do sorriso

Martins, Mariana Monteiro Gomes
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
76.17%
Projeto de Pós-Graduação/Dissertação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Medicina Dentária; Na atualidade, as expectativas dos pacientes em relação à estética são cada vez mais elevadas sendo a beleza considerada por muitos, uma necessidade física com repercussões na saúde psicológica e social. O conhecimento dos parâmetros de micro- e macro-estética dentária podem auxiliar o médico dentista nesta tarefa, porém, a opinião e personalidade do paciente, são também essenciais para uma correta e adequada reabilitação estética. Este estudo observacional teve como propósito efetuar uma avaliação (qualitativa) da perceção dos pacientes quanto à sua arquitetura dentária e aspeto do sorriso, e a perceção dos finalistas de MD relativamente aos parâmetros de estética dentária anterior dos pacientes. Pretendeu-se também comparar a associação entre a percepção dos pacientes e dos finalistas de MD quanto aos parâmetros de arquitetura dentária. Foram utilizados: um inquérito de avaliação estética dentária aplicado a 35 pacientes da Clínica de Medicina Dentária da FCS-UFP, e uma checklist de registo dos parâmetros de micro e macro-estética dentária...

Estudo piloto : comparação da avaliação estética facial entre leigos, estudantes e profissionais de medicina dentária

Macedo, Sofia Félix
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 12/07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
76.07%
Introdução: A estética facial é um fator preponderante no diagnóstico ortodôntico. No entanto, é difícil definir o objetivo do tratamento com base apenas no perfil estético, visto que não existe apenas um perfil facial considerado por toda a população como esteticamente atrativo, pois cada indivíduo tem o seu próprio conceito de beleza, que se relaciona com diversos fatores. Este estudo tem como objetivo a obtenção de dados específicos e atualizados, referentes à atratividade facial de indivíduos caucasianos de nacionalidade portuguesa. Pretende-se avaliar o impacto da proeminência mandibular, da assimetria facial, do perfil labial e da altura facial inferior, determinar o limiar em que se tornam clinicamente significativos e esteticamente relevantes e o impacto destas características por género e histórico de tratamento ortodôntico. Metodologia: Procedeu-se à manipulação de fotografias de um indivíduo do género masculino e um do género feminino, considerados esteticamente normais segundo os padrões correntes, alterando as características em estudo, com o intuito de criar um álbum com as fotografias organizadas aleatoriamente, que foi distribuído a 30 médicos dentistas, 30 estudantes de Medicina Dentária da UCP e 30 leigos...

Atitudes e comportamentos de saúde oral em estudantes de medicina dentária em Portugal e na Holanda : um estudo comparativo

Dias, Ana Rita de Sousa Saraiva
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 01/06/2015 POR
Relevância na Pesquisa
136.2%
Introdução: Os estudantes de Medicina Dentária de hoje serão os futuros médicos dentistas, sendo responsáveis pela promoção e educação para a saúde oral (SO). As atitudes e os comportamentos dos profissionais de SO para com a sua própria saúde refletem o seu entendimento da importância dos procedimentos de prevenção dos problemas orais, podendo contribuir para o aperfeiçoamento da SO dos seus pacientes. Objectivos: Comparar as atitudes e os comportamentos de SO entre estudantes portugueses e holandeses. Materiais e Métodos: Realizámos um estudo transversal numa amostra de 281 (58,1%) estudantes de Medicina Dentária da Radboud University Nijmegen e 201 (41,9%) da Universidade Católica Portuguesa, Viseu. A recolha de dados foi efetuada através de um questionário auto-aplicado sobre as atitudes e os comportamentos de SO, que incluía o inventário Hiroshima University Dental Behavioural Inventory (HUDBI). Resultados: Verificámos que 69,5% dos estudantes portugueses e 63,3% dos holandeses adotaram atitudes e comportamentos de SO pouco adequados. A média de scores do HUDBI obtida pela amostra holandesa foi superior à portuguesa (8,0±1,2 vs. 7,8±1,5; p=0,045). Os estudantes holandeses do 1º e 2º anos...