Página 1 dos resultados de 577 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Outcrossing rate of Couratari multiflora (J.Smith) Eyma (Lecythidaceae), a low-density tropical tree species from a central Amazonian rainforest; Taxa de cruzamento de Couratari multiflora (J.Smith) Eyma (Lecythidaceae), uma espécie arbórea tropical de baixa densidade da Amazônia central

LEPSCH-CUNHA, Nadja; KAGEYAMA, Paulo Yoshio; VENCOVSKY, Roland; NASCIMENTO, Henrique E. M.
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
46.39%
A multilocus mixed-mating model was used to evaluate the mating system of a population of Couratari multiflora, an emergent tree species found in low densities (1 individual/10 ha) in lowland forests of central Amazonia. We surveyed and observed phenologically 41 trees in an area of 400 ha. From these, only four mother trees were analyzed here because few of them set fruits, which also suffered high predation. No difference was observed between the population multilocus outcrossing rate (t mp = 0.953 ± 0.040) and the average single locus rate (t sp = 0.968 ± 0.132). The four mother trees were highly outcrossed (t m ~ 1). Two out of five loci showed departures from the Hardy-Weinberg Equilibrium (HWE) expectations, and the same results occurred with the mixed-mating model. Besides the low number of trees analyzed, the proportion of loci in HWE suggests random mating in the population. However, the pollen pool was heterogeneous among families, probably due to both the small sample number and the flowering of trees at different times of the flowering season. Reproductive phenology of the population and the results presented here suggest, at least for part of the population, a long-distance pollen movement, around 1,000 m.; Foi utilizado um modelo de cruzamento misto multilocos para analisar o sistema de cruzamento de uma população de Couratari multiflora...

Efeitos da arbórea introduzida Hovenia dulcis Thunb.(Rhamnaceae)sobre o componente árbóreo-arbustivo regenerante da floresta Atlântica no Sul do Brasil

Silva, Juliana Gonçalves da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.39%
A invasão biológica pela espécie arbórea Hovenia dulcis Thunb., oriunda da Ásia, tem sido relatada na África e América do Sul. Este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos decorrentes do estabelecimento desta espécie exótica sobre a abundância, riqueza, composição de espécies, crescimento, proporção de categorias sucessionais e diversidade beta da regeneração natural na Floresta Atlântica no sul do Brasil. Para tanto, o componente regenerante arbóreo-arbustivo (15 cm ≤ h ≥ 100 cm) foi investigado em uma área de Floresta Atlântica submontana após o estabelecimento de H. dulcis. Dados de diversidade, abundância, e altura total foram coletados em 60 unidades amostrais circulares, de 2 m de raio, divididas entre dois tratamentos, cada qual com 30 unidades amostrais. Entre os métodos, utilizaram-se testes univariados e multivariados para detectar padrões e diferenças entre os tratamentos. Nossos resultados demonstraram que H. dulcis não afetou aspectos quantitativos da comunidade, como abundância e riqueza. Os efeitos de H. dulcis ocorrem sobre a composição de espécies, frequência dos grupos sucessionais e diversidade beta. A invasão estava sob controle da resistência biótica local na área estudada. O efeito diferencial de H. dulcis sobre o componente regenerante foi confirmado pelos resultados deste estudo. A resistência biótica à invasão por H. dulcis no âmbito regional da Floresta Atlântica foi associada ao bom estado de conservação das áreas florestais.; Biological invasions by Hovenia dulcis Thunb....

Aspectos morfológicos de frutos, sementes, germinação e plântulas de Hymenolobium petraeum

Oliveira, Luciene Zagalo de; Cesarino, Fabiano; Pantoja, Tammya de Figueiredo; Moro, Fabiola Vitti
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1732-1740
POR
Relevância na Pesquisa
46.39%
Hymenolobium petraeum Ducke é uma espécie arbórea pertencente à família Leguminosae conhecida popularmente por angelim-pedra. Apresenta alto valor comercial, com madeira muito utilizada na construção civil e marcenaria. Este trabalho teve por objetivo descrever morfologicamente o fruto, a semente e as plântulas, assim como, determinar as temperaturas cardeais para a germinação de sementes de angelim-pedra. Foram determinados o comprimento, a largura e a massa fresca de frutos e sementes. Para os testes de germinação foram utilizadas três repetições de 50 sementes, colocadas em placas de Petri e mantidas em germinadores nas temperaturas de 15, 20, 25, 30, 35 e 40°C e fotoperíodo de 12 horas. Os frutos são legumes-samaróides, indeiscentes, oblongos e unicarpelares. As sementes são de coloração castanho-escura, oblongas, estenospérmicas, exalbuminosas e com plúmula inconspícua. A raiz primária é branca e pubescente na região próxima ao colo; a parte aérea das plântulas possui pilosidade branca, protófilos compostos imparipinados e com inserção oposta, epicótilo verde, ereto, cilíndrico e piloso e os metáfilos imparipinados e com inserção alterna-espiralada. A germinação é semi-hipógea criptocotiledonar. Para de sementes de angelim-pedra as temperaturas máximas de germinação estão acima de 35°C e a mínima abaixo de 15°C...

Biologia da polinização da especie arborea Citharexylum myrianthum Cham. (Verbenaceae), polinizadores e utilização do recurso floral pelos visitantes

Marcia Alexandra Rocca-de-Andrade
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2001 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Citharexylum myrianthum é uma espécie arbórea, típica de mata pluvial atlântica e de galeria, pioneira e indispensável na recomposição de áreas cHiares degradadas, ocorrendo do sul da Bahia até o Rio Grande do Sul. Foi estudada a fenologia desta espécie, a biologia floral, os polinizadores e seus visitantes em Campinas e em Picinguaba, SP, e em Porto Alegre, RS. Citharexylum myrianthum floresce entre outubro e dezembro, produzindo grande quantidade de flores por dia por indivíduo. As flores tubulosas, brancas e com odor adocicado estão dispostas em densas inflorescências racemosas. Todas as plantas possuem flores com gineceu e androceu, entretanto são funcionalmente dióicas. As plantas masculinas iniciam sua florada ligeiramente antes das femininas. Em ambos os tipos de flores o gineceu está receptivo desde a fase de botão até a abscisão da flor. As flores abrem entre 16 e 1830h, podendo durar até o dia seguinte por volta das 1500h. A produção de néctar inicia no crepúsculo e termina no início da manhã seguinte. O volume acumulado de néctar em flores ensacadas até o inicio da manhã é de 10,5-15J.LI e sua concentração é de 15%. Foram realizadas 71 horas de observação noturna, além de censos a cada 10 minutos para quantificar os esfingídeos em visita às plantas durante o período de seis noites. Esfingídeos...

Biologia da reprodução e crescimento inicial de Qualea cordata Spreng.(Vochysiaceae), uma especie arborea do cerrado

Silvia Maria de Godoy Aveiro
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/1997 PT
Relevância na Pesquisa
46.61%
Este trabalho incluiu alguns aspectos da reprodução e do crescimento inicial da espécie arbórea do cerrado Qualea cordata (Vochysiaceae) . Para o estudo da reprodução foram feitos o acompanhamento da produção natural de frutos no campo e, também, tratamentos de polinização artificial que envolveram polinização cruzada e autopolinização. Também no campo, foram feitas observações sobre a fenologia da espécie. Em casa de vegetação foram conduzidos os experimentos para a análise do crescimento inicial das plântulas. A dispersão de sementes ocorreu em final do mês de julho e início do mês de agosto, por anemocoria, sendo acompanhada por abscisão foliar. Ainda durante o período de dispersão de sementes já surgiram os primeiros brotos foliares. A floração ocorreu no período de outubro a novembro e, concomitantemente, o início da formação dos frutos, os quais só chegaram à maturação em julho do ano seguinte. Não houve produção de frutos a partir do tratamento de autopolinização artificial, mesmo tendo sido observados a penetração de óvulos pelos tubos polínicos e o início do desenvolvimento do embrião. Isto caracterizou a espécie como auto incompatível e dotada de um sistema de auto incompatibilidade tardia. A análise do crescimento de plântulas a partir da adição de nutrientes ao substrato mostrou que a solução nutritiva sem fósforo (-P) promoveu o desenvolvimento da raiz...

Ecology and evolution of Croton floribundus Spreng : how are the genetic diversity and structure of a pioneer tree species affected by natural and human disturbances? = Ecologia e evolução de Croton floribundus Spreng: como a diversidade e estrutura genética de uma espécie arbórea pioneira são afetadas por distúrbios naturais e antrópicos?; Ecologia e evolução de Croton floribundus Spreng : como a diversidade e estrutura genética de uma espécie arbórea pioneira são afetadas por distúrbios naturais e antrópicos?

Milene Silvestrini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/07/2014 PT
Relevância na Pesquisa
46.84%
A estrutura genética espacial de populações de plantas pode variar ao longo dos estádios ontogenéticos, através das gerações e entre diferentes condições ambientais. Estas mudanças são direcionadas por fatores ecológicos e evolutivos. As espécies pioneiras apresentam histórias de vida e estruturas populacionais características que são afetadas principalmente pelas mudanças ambientais geradas por distúrbios naturais ou antrópicos. O objetivo deste trabalho foi investigar como as características do ciclo de vida, os processos ecológicos e fatores genéticos associados aos distúrbios afetam a diversidade e estrutura genética de populações de uma espécie arbórea pioneira. Nós estudamos Croton floribundus Spreng. (Euphorbiaceae), uma espécie arbórea pioneira abundante em clareiras e em áreas secundárias da Floresta Estacional Semidecidual, em duas áreas com níveis contrastantes de distúrbios antrópicos: uma floresta primária e uma floresta secundária em estádio inicial de sucessão. A fim de abordar a principal questão deste estudo, nós avaliamos o padrão de distribuição da espécie sob as diferentes condições ambientais geradas por distúrbios naturais e antrópicos (Capítulo I); testamos e caracterizamos iniciadores universais cloroplastidiais (cpSSR) para C. floribundus (Capítulo II); desenvolvemos e caracterizamos marcadores microssatélites nucleares (SSR) para C. floribundus bem como examinamos algumas características citogenéticas da espécie com o objetivo de testar a ocorrência de poliploidia e avaliar sua implicação para o uso dos marcadores SSR (Capítulo III); avaliamos a diversidade e estrutura genética de C. floribundus entre duas classes de tamanho e entre populações em uma floresta primária e uma floresta secundária em estádio inicial de sucessão (Capítulo IV). C. floribundus foi frequente e igualmente distribuído em clareiras de todos os tamanhos na floresta primária...

Relação entre diversidade arbórea e aspectos do ciclo biogeoquímico de uma floresta monodominante de Brosimum rubescens Taub. e uma floresta mista no Leste Mato-grossense

Marimon Júnior, Ben Hur
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
36.66%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2007.; As florestas tropicais monodominantes são vegetações raras, onde uma única espécie responde por mais de 50% da biomassa arbórea total. No leste mato-grossense ocorrem porções de floresta monodominante de Brosimum rubescens Taub. (Moraceae), uma espécie arbórea de grande porte que responde por mais de 80% da biomassa arbórea total na comunidade. Esta situação é adequada para testar a influência da alta dominância e baixa diversidade de espécies arbóreas em funções-chave do ecossistema, como ciclagem de nutrientes. Atualmente, um dos assuntos mais debatidos no meio científico é a participação da biodiversidade em aspectos funcionais do ecossistema, incluindo o ciclo biogeoquímico e as conseqüências de suas alterações. Para verificar se a alta dominância de Brosimum rubescens afeta o ciclo biogeoquímico, alguns aspectos da ciclagem de nutrientes de uma floresta monodominante (MB) (14º50’47’’ S e 52º08’37’’ W) foram investigados e comparados com uma floresta mista adjacente (MM) (14º49’32’’ S e 52º06’20’’ W), de baixa dominância de Brosimum rubescens e alta diversidade de espécies arbóreas. Hipotetizou-se que B. rubescens influencia as taxas de produção de serapilheira...

Comunidades epifítica e arbórea em matas de galeria no Distrito Federal, Brasil; Arboreal and epiphytic communities in gallery forests in the Federal District, Brazil

Oliveira, Rodolfo de Paula
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.58%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2013.; A comunidade epifítica vascular no bioma Cerrado carece de estudos, sendo que as Matas de Galeria possuem características que favorecem a ocorrência de epífitas, possibilitando este tipo de estudo. Buscando investigar características e eventuais diferenças dentre comunidades epifíticas, realizou-se a comparação dessas comunidades em dois ambientes em Matas de Galeria: um não-inundável e outro inundável. Os levantamentos foram realizados em duas áreas, sendo cada área investigada quanto a esses dois ambientes, totalizando quatro trechos. A primeira área investigada foi a Fazenda Sucupira/FS (15º 52’ a 15º 56’ S, 48º 00’ a 48º 02’) e a segunda, a Fazenda Água Limpa/FAL (15° 56’ a 15° 59’ S, 47° 55’ a 47° 58’ O), ambas localizadas na porção sudoeste do Distrito Federal. Para amostragem, em cada trecho foram alocados aleatoriamente cinco transectos de 100 x 5 m, subdivididos em cinco parcelas de 20 x 5m. A comunidade arbórea (DAP ≥ 5 cm) se apresentou de forma distinta nos dois ambientes, tanto em questões florísticas quanto estruturais (Capítulo 2). No total foram amostrados 1.923 indivíduos arbóreos...

Population analysis of Hyla arborea and Hyla meridionalis (Amphibia, Anura) in Portugal:a molecular genetic and bioacoustic approach

Moreira, Catarina Nascimento, 1978-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
37%
Tese de doutoramento, Biologia (Biodiversidade), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013; The focus of this work is on the species of Hylids (Amphibia, Anura) present in Portugal, Hyla meridionalis and Hyla arborea (=H. molleri), to examine the geographic patterns of genetic and mating calls diversity. The aim is to determine the patterns of variation of genetic and bioacoustic markers between populations, exploring how the current distribution patterns were influenced by the origins, colonization events of both species, and finally their evolutive history. For comparison and biogeographically integrative reasons, information from outside Portugal is used. The genetic and bioacoustic analyses revealed different diversity patterns among the studied populations of both species. Iberian H. arborea is highly divergent from European taxon, supporting the ressurection of H. molleri species. Within Iberia two distinct groups, ‘North’ and ‘South’, were identified, having the southern one higher haplotype diversity, a pattern seen in other Iberian amphibians. A different pattern was however seen at the bioacoustic level. Populations did not cluster into groups, and no significant differences were found between populations. In H. meridionalis COI analysis corroborated previous results...

Propagação vegetativa de Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steudel por estaquia radicular

Kielse,Paula; Bisognin,Dilson Antônio; Heberle,Michele; Fleig,Frederico Dimas; Xavier,Alencar; Rauber,Marcelo Artur
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.46%
Louro-pardo (Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steudel) é espécie arbórea que possui raízes gemíferas, nas quais, após a ocorrência de distúrbios de origem natural ou antrópica, ocorre a formação de brotos. Nessa espécie, ao considerar a habilidade natural de regeneração pelo sistema radicular, presume-se que esses propágulos constituem material com elevado potencial morfogenético. O objetivo deste trabalho foi avaliar a propagação vegetativa de louro-pardo por estaquia radicular. No primeiro experimento, raízes de mudas de louro-pardo foram seccionadas em estacas com 5,0 cm de comprimento, classificadas quanto ao diâmetro em grossas (1,6 - 2,5 cm) e finas (1,0 - 1,5 cm) e tratadas em solução de 0, 10, 20 e 30 mM de AIB, por 10 seg. No segundo experimento, os propágulos foram classificados quanto à posição de coleta na raiz das mudas em basais, medianas e apicais, seccionadas em estacas de 1,0; 3,0 e 5,0 cm de comprimento e tratadas em solução de 30 mM de AIB. O uso de AIB favoreceu o enraizamento das estacas radiculares, com maiores respostas nos tratamentos com a dose de 30 mM. Estacas radiculares com maior diâmetro mostraram-se mais aptas à brotação quando comparadas com as estacas radiculares menos espessas. As melhores respostas de brotação e enraizamento ocorreram em estacas radiculares basais e medianas com 3...

Comunidade arbórea de um continuum entre floresta paludosa e de encosta em Coqueiral, Minas Gerais, Brasil

Rocha,Cinthia Tamara V.; Carvalho,Douglas Antônio de; Fontes,Marco Aurélio L.; Oliveira Filho,Ary Teixeira de; Van Den Berg,Eduardo; Marques,João José G.S. Melo
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.51%
Neste trabalho objetivou-se descrever a comunidade arbórea de um continuum entre floresta paludosa e de encosta em Coqueiral, Minas Gerais, verificando correlações entre variações na estrutura da comunidade e ambiente. Distribuíram-se 25 parcelas de 20 X 20 m pelo fragmento florestal, onde se levantaram altura, circunferência (mínima de 15,5 cm) e identidade botânica de todos indivíduos e coletaram-se variáveis topográficas e edáficas. As correlações espécie-ambiente foram analisadas por análise de correspondência canônica (CCA) e teste de Spearman. Os hábitats paludoso e de encosta diferiram em estrutura e espécies. Encontrou-se perfil florístico comum às matas ciliares do Alto e Médio Rio Grande, enquanto a porção paludosa diferenciou-se do encontrado no sudeste. A distribuição das espécies correlacionou-se principalmente com a drenagem do solo e proximidade da lagoa. A grande diversidade edáfica e o forte gradiente de umidade sobre uma área pequena resultaram em diferentes hábitats e em uma comunidade arbórea diversa, combinando fitofisionomias de florestas semidecídua e paludosa, além de resquícios de cerrado.

Caracterização morfológica de frutos, sementes e plântulas de Sesbania virgata (Cav.) Pers

Araujo,Erneida C. de; Mendonça,Andrea Vita R.; Barroso,Deborah G.; Lamônica,Kelly R.; Silva,Roberto F. da
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
A Sesbania virgataé uma espécie arbórea, pioneira e de ocorrência natural no Brasil. Pertence à família Leguminosae-Faboideae sendo recomendada para recuperação de áreas degradadas devido a sua rusticidade e capacidade de estabelecer simbiose com rizóbio. Mas, apesar de sua ampla distribuição, até o momento não havia uma descrição morfológica das estruturas de propagação e da planta na fase inicial de desenvolvimento. O objetivo deste trabalho foi descrever os caracteres morfológicos dos frutos, sementes e plântulas, bem como caracterizar o processo de germinação de Sesbania virgata. Para o estudo do fruto, os seguintes aspectos foram observados: tipo; cor; dimensões; textura e consistência do pericarpo; deiscência; e número de sementes por fruto. Os aspectos observados para as sementes foram: cor; dimensões; peso de 1000 sementes; textura e consistência dos tegumentos; forma; bordo, posição do hilo e de outras estruturas presentes e características do embrião. As plântulas foram caracterizadas em dois estádios. O estádio de plântula foi considerado quando os protófilos já estavam totalmente formados e de planta jovem, a partir do surgimento do 2° protófilo. Os elementos vegetativos descritos e ilustrados foram radícula...

Aspectos morfológicos de frutos, sementes, germinação e plântulas de Hymenolobium petraeum

Oliveira,Luciene Zagalo de; Cesarino,Fabiano; Pantoja,Tammya de Figueiredo; Môro,Fabíola Vitti
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
Hymenolobium petraeum Ducke é uma espécie arbórea pertencente à família Leguminosae conhecida popularmente por angelim-pedra. Apresenta alto valor comercial, com madeira muito utilizada na construção civil e marcenaria. Este trabalho teve por objetivo descrever morfologicamente o fruto, a semente e as plântulas, assim como, determinar as temperaturas cardeais para a germinação de sementes de angelim-pedra. Foram determinados o comprimento, a largura e a massa fresca de frutos e sementes. Para os testes de germinação foram utilizadas três repetições de 50 sementes, colocadas em placas de Petri e mantidas em germinadores nas temperaturas de 15, 20, 25, 30, 35 e 40°C e fotoperíodo de 12 horas. Os frutos são legumes-samaróides, indeiscentes, oblongos e unicarpelares. As sementes são de coloração castanho-escura, oblongas, estenospérmicas, exalbuminosas e com plúmula inconspícua. A raiz primária é branca e pubescente na região próxima ao colo; a parte aérea das plântulas possui pilosidade branca, protófilos compostos imparipinados e com inserção oposta, epicótilo verde, ereto, cilíndrico e piloso e os metáfilos imparipinados e com inserção alterna-espiralada. A germinação é semi-hipógea criptocotiledonar. Para de sementes de angelim-pedra as temperaturas máximas de germinação estão acima de 35°C e a mínima abaixo de 15°C...

Características adaptativas da associação simbiótica e da fixação biológica do nitrogênio molecular em plantas jovens de Lonchocarpus muehlbergianus Hassl., uma leguminosa arbórea nativa do Cerrado

Moreira,Vitor; Justino,Gilberto Costa; Camargos,Liliane Santos; Aguiar,Leandro Ferreira
Fonte: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.39%
O nitrogênio mineral afeta negativamente a simbiose e a fixação biológica do nitrogênio em plantas cultivadas. Entretanto, este efeito não é verificado em algumas espécies arbóreas, pouco estudadas até o momento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade de Lonchocarpus muehlbergianus, espécie arbórea nativa do Cerrado, em utilizar o nitrogênio molecular, na presença do nitrogênio mineral (nitrato), característica desejável para plantas fixadoras crescendo em solos com nitrato como principal forma de nitrogênio disponível. Foram determinados o número e a massa seca dos nódulos, da parte aérea e das raízes, bem como o conteúdo de nitrato, aminoácidos e ureídeos, transportados pelo xilema e a atividade da redutase do nitrato. Foi observado que o número e a massa seca dos nódulos não foram negativamente afetados pelo nitrato. Ocorreu pequeno aumento na massa seca da parte aérea e do sistema radicular de plantas noduladas tratadas com nitrato, resultado verificado também para os teores de aminoácidos, ureídeos e atividade da redutase do nitrato. Os resultados obtidos sugerem que a espécie tem capacidade de utilizar tanto nitrogênio mineral quanto molecular, uma vez que o transporte de ureídeos...

Germinação de sementes em matrizes de tamboril (Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong.).

ABREU, J. L.; CRUZ, E. D.; PEREIRA, A. G.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.39%
Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong., conhecida como orelha-de-negro e tamboril, é uma espécie arbórea encontrada em muitas estados brasileiros. Pode ser utilizada na arborização urbana e na recuperação de áreas degradadas. Sua madeira pode ser utilizada na fabricação de barcos e canoas, brinquedos, compensados, armações de móveis e caixotaria em geral. A taxa de germinação em sementes pode variar entre espécies e entre matrizes do mesmo gênero. O objetivo desse trabalho foi de avaliação a taxa de germinação em seis matrizes de tamboril coletadas em Altamira, PA. Foi determinado o teor de água das sementes em 10 repetições de uma semente por matriz, em estufa a 105±3oC, durante 24 horas. As sementes foram escarificadas em esmeril elétrico. A semeadura ocorreu em substrato constituído de areia e serragem (1/1). Foram realizadas as seguintes avaliações: dias para iniciar a emergência de plântulas, emergência de plântulas, índice de velocidade de emergência de plântulas, germinação, sementes mortas e plântulas anormais. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey (P<0,05). A emergência de plântulas foi rápida iniciando a partir do terceiro dia após o semeio. Diferenças significativas entre tratamentos foram observadas somente para o índice de velocidade de emergência com destaque para a matriz 2 com maior valor. As porcentagens de germinação foram semelhantes entre as matrizes e superiores a 94%.; 2012

Caracterización molecular de clones de Gmelina arborea mediante el uso de marcadores moleculares AFLP (Amplified Fragment Length Polymorphism)

Solano Flórez, Gina Paola
Fonte: Facultad de Ciencias Publicador: Facultad de Ciencias
Tipo: masterThesis; Trabajo de Grado Maestría Formato: application/pdf
SPA
Relevância na Pesquisa
36.71%
Gmelina arborea es una especie nativa de la India, presente a la familia de las Verbenaceae, con gran valor económico en el sector forestal colombiano, debido a las características de fácil adaptación, rápido crecimiento y los diferentes usos que se le dan a la madera. Una primera etapa para el desarrollo de programas de mejoramiento asistido por marcadores moleculares, requiere del conocimiento de la diversidad genética de la especie. Las técnicas de biología molecular y en particular los marcadores moleculares permiten conocer, caracterizar y estimar la diversidad genética y las relaciones entre los grupos de interés. La existencia de variabilidad entre las especies y poblaciones de la misma especie, conlleva a un beneficio a la hora de implementar programas de mejoramiento y selección de especies con interés agrícola y ecológico. En este estudio se evaluaron 68 individuos de Gmelia arbórea pertenecientes al programa de mejoramiento genético de la empresa Pizano S.A. Estos individuos pertenecen a dos colecciones : Pizano S.A y Camcore. El DNA fue aislado utilizando el protocolo de Stefenon et al (2004). El nivel de diversidad genética fue estimado utilizando marcadores moleculares AFLP aplicando el índice de similitud de DICE y agrupando las muestras utilizando el algoritmo UPGMA. Los resultaos obtenidos en el análisis de similitud mostraron una amplia diversidad entre las dos colección y baja al interior de cada una de ellas...

Análisis y validación de microsatélites EST-SSRs como candidatos a marcadores moleculares de la tolerancia a estrés hídrico en una colección de clones de melina (Gmelina arborea Roxb.)

Quisobony Paredes, Diana Alejandra
Fonte: Pontifícia Universidade Javeriana Publicador: Pontifícia Universidade Javeriana
Tipo: bachelorThesis; Trabajo de Grado Formato: application/pdf
Relevância na Pesquisa
36.71%
La melina (Gmelina arborea Roxb) es una especie forestal originaria de países asiáticos cuya distribución se ha extendido a diferentes países tropicales, incluyendo Colombia, debido a sus características de rápido crecimiento, fácil adaptación a las condiciones adversas, además de la versatilidad de usos de su madera, atributos que le han permitido posicionarse entre las especies maderables tropicales de mayor potencial económico. Sin embargo, a pesar de su exitosa adaptación a las condiciones edafoclimáticas de la región Caribe colombiana y su conocida capacidad de tolerancia al estrés hídrico, las temporadas de sequía que se han presentado en las últimas décadas en esta región del país, limitan las posibilidades de expansión y los rendimientos de las siembras comerciales de esta especie. Los rasgos de tolerancia a estrés hídrico y la respuesta a sequía son de carácter multigénico y asimismo su expresión obedece a mecanismos regulatorios complejos. Por ello, el poder identificar genotípicamente individuos que presenten estas características es un reto para el mejoramiento genético de esta especie frente a esta problemática. Los marcadores moleculares se presentan como una herramienta básica para la selección asistida de individuos tolerantes a este tipo de estrés abiótico. En el presente estudio se analizaron 33 clones pertenecientes al programa de mejoramiento genético de la empresa Pizano S.A. utilizando 28 parejas de primers para microsatélites génicos tipo EST-SSRs (Expressed Sequence Tag - Single Sequence Repeats) obtenidas a partir de un estudio de perfiles transcriptómicos bajo estrés hídrico en Gmelina arborea [1]. Se estandarizaron las condiciones de amplificación por PCR para 14 parejas de primers seleccionados y se realizaron perfiles de electroforesis PAGE. El índice de polimorfismo para los respectivos marcadores microsatelitales se estimó por medio del programa GenAlEx. Los resultados obtenidos en forma preliminar demostraron un alto nivel de polimorfismo en tres de los microsatélites analizados: CL473C2...

Análise das variações florísticas e estruturais da comunidade arbórea de um fragmento de floresta semidecídua às margens do rio Capivari, Lavras-MG

Souza,Josival Santos; Espírito-Santo,Fernando Del Bon; Fontes,Marco Aurélio Leite; Oliveira-Filho,Ary Teixeira de; Botezelli,Luciana
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.43%
Realizou-se um estudo das variações florísticas e estruturais da comunidade arbórea em um fragmento de Floresta Estacional Semidecídua situado às margens do rio Capivari, em Lavras, Minas Gerais, com o objetivo de analisar as correlações entre variáveis ambientais (edáficas, topográficas e morfométricas do fragmento) e a distribuição das espécies arbóreas. Procurou-se, também, ampliar o conhecimento sobre a composição florística e a estrutura fitossociológica das comunidades arbóreas da região do alto rio Grande. As espécies arbóreas foram amostradas em coletas extensivas na área e intensivas dentro de 28 parcelas de 20 ´ 20 m, tendo sido considerados apenas os indivíduos com DAP > 5 cm. As parcelas foram distribuídas em cinco transeções, dispostas paralelamente à inclinação predominante do terreno. As variáveis ambientais foram obtidas por meio do levantamento topográfico do fragmento e de análises químicas e granulométricas de amostras dos solos. As correlações entre distribuição das abundâncias das espécies e as variáveis ambientais nas parcelas foram avaliadas por análise de correspondência canônica (CCA). A listagem florística registrou 166 espécies...

Levantamento preliminar de mortalidade de miniestacas e de mudas de Acacia mearnsii De Wild.

DUIN, I. M.; AUER, C. G.; HIGA, A. R.
Fonte: In: CONGRESSO FLORESTAL PARANAENSE, 5., 2015, Curitiba. Novas tecnologias florestais: anais. [Curitiba]: Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal, 2015. Publicador: In: CONGRESSO FLORESTAL PARANAENSE, 5., 2015, Curitiba. Novas tecnologias florestais: anais. [Curitiba]: Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal, 2015.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: Disponível online.; 6 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.39%
A acácia-negra (Acacia mearnsii) é uma leguminosa arbórea, originária da Austrália, cultivada em vários países. No Brasil, vem sendo plantada principalmente no estado do Rio Grande do Sul com a finalidade de produção de tanino e madeira para energia e celulose. As principais doenças em A. mearnsii ocorrem no campo, como é o caso da gomose e poucas tem sido relatadas em viveiros. Desse modo, este trabalho apresenta um levantamento inicial de doenças em um viveiro de acácia negra. O levantamento foi feito em maio/2015, em Triunfo/RS, onde coletou-se material doente: mudas com tombamento e canela-preta; miniestacas com podridão basal, podridão mediana e mortas. Para analisar estes problemas, foram utilizados os métodos de isolamento direto e isolamento indireto. Nas miniestacas mortas em gerbox e em BDA, isolou-se Cylindrocladium sp., Coniella sp. (1), Coniella sp. (2), Trichoderma sp. e Fusarium sp. Nas miniestacas com podridão mediana, em BDA, isolou-se Cylindrocladium sp., Coniella sp. (1) e Xylaria sp. Nas miniestacas com podridão basal, em BDA, isolou-se Cylindrocladium sp., Coniella sp. (1) e Trichoderma sp. Nas mudas com canela-preta, isolou-se Pestalotiopsis sp., Fusarium sp. e Coniella sp. (2). Nas mudas com tombamento...

Fruit and seed biometry, seeds germination and initial growth of barbatimão (Stryphnodendron adstringens); BIOMETRIA DE FRUTOS E SEMENTES, GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE BARBATIMÃO (Stryphnodendron adstringens)

Oliveira Freitas, Valéria Lúcia; Centro de Tecnologia Senai Cetec; Viegas, Fabrícia Pena; Bolsista FAPEMIG; Ferreira Lopes, Renata de Melo; Bolsista FAPEMIG
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.46%
AbstractStryphnodendron adstringens is a tree widely distributed in the Cerrado. Its bark has high tannin content and is heavily exploited due to its astringent action. This research aims to identify biometric characteristics of fruits and seeds, and also assess the effect of temperature, scarifications and storage on germination of its seeds as well as evaluate the initial seedling growth under different conditions of shading. Was also evaluated the seedling response submitted to two levels of shading (0 and 50%) in nursery conditions. Length, width and thickness ranged from 48.1 to 97.0 mm, from 10.1 to 16.9 mm and from 6.4 to 19.6 mm for fruits and from 3.7 to 10.0 mm, 3.1 to 5.7 mm, and 1.6 to 4.4 mm for seeds. The average number of seeds per fruit was 8.2±2.5, 39% damaged seeds. The weight of 1000 seeds was 68.4 g. Mechanical scarification was the most efficient in breaking dormancy, increasing the percentage and germination speed index. The optimum range of germination rate was 25 to 35 ºC and they remained viable after eight months of storage. The results revealed that the species is heliophytic, has slow growth, and is appropriate for planting in degraded areas.Keywords: Fabaceae; tree species; dormancy; viability.; Stryphnodendron adstringens é uma árvore de ampla distribuição no cerrado. Sua casca apresenta alto teor de tanino e é intensamente explorada...