Página 1 dos resultados de 76 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Modelos didáticos na museologia e ensino da botânica na Universidade de Coimbra

Amaral, Raquel Filipa de Almeida
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.56%
Com este trabalho pretendeu-se iniciar o estudo dos modelos da Universidade de Coimbra, particularmente os modelos botânicos. Uma primeira contribuição para a definição de tipologias é apresentada, com base na observação dos diversos modelos existentes na Universidade. É feita uma sinopse histórica interligando o ensino da Botânica com o desenvolvimento dos museus, especialmente Museus de História Natural, ao longo do tempo até aos dias de hoje, com enfoque na museologia universitária de Coimbra. Na terceira parte do estudo é apresentada a colecção de modelos botânicos enquanto caso de estudo, iniciando-se com a história destes objectos desde que foram adquiridos até aos dias de hoje. As particularidades deste acervo são expostas e segue-se a sua caracterização, bem como uma contribuição para um melhor conhecimento acerca dos fabricantes, com base em dados extraídos de cada um dos modelos analisados.; The aim of this work is to begin the study of the models of the University of Coimbra, particularly the botanical models. A contribution for a typology of models is presented based on observation of several models in the University collections. A historical overview links the teaching of Botany to the development of museums (especially Natural History Museums) over time until the present day. The focus is on the science collections of Coimbra University museums. The botanical models are presented as a case-study in the last chapter...

«Estudar história com os pés na terra»: uma perspectiva museológica aplicada ao currículo da história no 3º ciclo do Ensino Básico: o caso de Alcobaça

Carvalho, Maria Leonor Domingues Antunes Ferreira de
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
36.53%
RESUMO: Analisando o actual contexto do Ensino Básico na perspectiva da docência da História, o presente trabalho problematiza a contribuição da disciplina para a formação dos cidadãos. Estruturado a partir da análise das sintonias existentes entre a Educação, a História e a Museologia, relativamente a conceitos-chave como o Património Cultural e as suas formas de abordagem, a investigação propõe uma perspectiva museológica sobre o actual currículo da disciplina de História. Aplicando metodologias e conceitos desenvolvidos na Museologia, a proposta curricular estrutura-se a partir das componentes locais e regionais do currículo (na óptica da História) da região específica de Alcobaça. Centrado na aplicação da relação entre o Ensino da História por competências e o desenvolvimento da Consciência Histórica, num espaço concreto, este trabalho constrói uma proposta visando contribuir para os debates existentes e necessários no contexto da relação entre os saberes da escolaridade e as práticas de Cidadania, designadamente a contribuição activa dos indivíduos para o desenvolvimento da(s) comunidade(s). ABSTRACT: This research arises the problem of Compulsory Highschool from the perspective of teaching History...

Museu : centro de educação comunitária ou contribuição ao ensino formal?

Santos, Maria Célia Teixeira Moura
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
É com imensa satisfação que participo do I Simpósio sobre Museologia, na UFMG. Com a realização deste evento, pude constatar o entusiasmo e a garra dos profissionais que tiveram a iniciativa de instalar, nesta Universidade, O Museu de Ciências Morfológicas, que tem como objetivo, democratizar o ensino, abrir as fronteiras da Universidade, incentivar a realização de ações de ensino, pesquisa e extensão, de forma integrada, em diferentes níveis de ensino. Parabenizo, pois, a iniciativa, principalmente, por ter sido gestada por profissionais da área das ciências médicas, que muitas vezes nos fazem sentir como “pobres mortais”, diante da sapiência daqueles que dominam o nosso corpo e o analisam como um “ objeto à parte,” sem a devida contextualização, sobretudo, dos aspectos culturais. Com certeza, o Museu de Ciências Morfológicas da UFMG irá colaborar, efetivamente, com a necessária “humanização” da área médica, e para a indispensável integração entre a Universidade e a Comunidade.

Instrumentos de ensino de valor histórico e seu papel no ensino secundário no Brasil (1931-1961)

Barreto, Elton de Oliveira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 133 f. : il. color.
POR
Relevância na Pesquisa
36.25%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; A Escola Estadual Bento de Abreu - EEBA, renomada instituição da cidade, foi o primeiro ginásio estadual de Araraquara e um dos primeiros ginásios oficiais do estado de São Paulo, instalado em fevereiro de 1934. Neste trabalho, a partir de um conjunto de instrumentos de valor histórico, pertencentes ao laboratório de Física da EEBA, abordamos aspectos do ensino de Física proposto entre os anos 1931 e 1961. Para o estudo, de natureza qualitativa, foi realizada uma pesquisa documental, tomando-se a legislação de ensino em vigor no período que compreende os primeiros anos de funcionamento da EEBA como ginásio oficial e foram analisados livros didáticos editado/publicados entre os anos de 1931 e 1961. Também foram selecionados cinco instrumentos, de diferentes áreas temáticas, que foram examinados de acordo com procedimentos de museologia. Nossos resultados indicam que os instrumentos antigos encontrados na Escola Estadual Bento de Abreu de Araraquara atendiam ao que era proposto pela legislação da época e observamos que a descrição de um grande número deles aparece nos livros didáticos analisados. Consideramos que o papel que os objetos representaram no ensino de Ciências e de Física no Brasil justifica a organização de acervos e a preservação desses objetos. Acreditamos que por meio do estudo dos instrumentos possamos conhecer melhor o ensino de Ciências e de Física no passado e pensar propostas para o emprego desses instrumentos em outros contextos...

Avaliação qualitativa em processos não-formais do ensino de ciencias : O Museu Dinamico de Ciencias de Campinas-SP

Nelson Rui Ribas Bejarano
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/1994 PT
Relevância na Pesquisa
36.24%
O Museu Dinâmico de Ciências de Campinas desenvolve há cerca de dez anos, atividades ligadas ao ensino não-formal de Ciências, dirigidas a um público prioritariamente escolarizado. Dentre várias ações por ele desenvolvidas, destacamos, para esse estudo, as atividades de curta duração, em função de sua constância durante todos estes anos, e por envolver a maior parte dos esforços do corpo técnico e administrativo do Museu. Estas atividades envolvem, tanto sessões do Planetário, quantos temas diversos relacionados ao currículo das áreas de Ciências e Matemática, ou suas subdivisões curriculares, tais como: Biologia, Física, Geologia e Química. Nosso objetivo é avaliar, de uma perspectiva qualitativa, as influências trocadas nesta relação Museu/ensino-formal, bem como colocar esta experiência no âmbito dos paradigmas atuais do ensino não-formal e da museologia moderna. Para tanto, optamos por ouvir os depoimentos dos professores representantes do corpo técnico-pedagógico do Museu (protagonistas), e dos professores que utilizam os seus serviços (usuários), em aspectos. do ensino de Ciências, além, é claro, dos reflexos por eles sentidos dessa relação. Dentre os resultados, encontramos que os professores usuários...

DESAFIOS E NOVOS OLHARES SOBRE A MUSEOLOGIA NO SÉCULO XXI: EXPERIÊNCIA PORTUGUESA A PARTIR DA HISTÓRIA E FILOSOFIA DA CIÊNCIA

Nunes, Maria de Fátima; Costa, Luciana Ferreira; Silva, Alan Cursin Pedreira da; Duarte, Emeide Nóbrega
Fonte: Instituto Ciências Informação. Universidade Federal Bahia Publicador: Instituto Ciências Informação. Universidade Federal Bahia
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
36.3%
As origens e práticas de ensino e investigação do único programa português que faz emergir de um lastro científico e epistemológico consagrado - História e Filosofia da Ciência - uma especialidade de doutoramento: Museologia. Através de formato em entrevista, desvelam-se os desafios e as perspectivas deste programa doutoral em Portugal e de modo internacional frente ao século XXI.

O estágio. Curso de conservadores de Museu no Museu Nacional de Arte Antiga - O papel educativo do MNAA na museologia portuguesa

Rocha, Ema Ramalheira
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Museologia; O Estágio de Conservadores de Museu, criado em 1932 sob a alçada do primeiro Director do Museu de Arte Antiga, José de Figueiredo, formou, durante cerca de 40 anos, duas gerações de conservadores de museus e património em Portugal. Conferindo ao Museu o título de normal, o Estágio proporcionava aos seus alunos a prática e o quotidiano do funcionamento de um Museu. Seguindo de perto o modelo francês da École du Louvre, o estágio fundamentava-se em sessões teóricas de História da Arte e em tarefas práticas relacionadas com as colecções do museu, destinadas a cada um dos tirocinantes. As mudanças estruturais sofridas pelo estágio, mais tarde denominado curso, aconteceram especialmente às mãos do segundo Director, João Couto, figura fulcral da Educação Artística em Portugal. O Museu das Janelas Verdes evoluiu e tornou-se num verdadeiro Museu-escola. Com este Director foi criado o Arquivo Museológico, ferramenta essencial das aulas de Museologia. Este Arquivo, prova da abertura do MNAA à museologia internacional; integra-se hoje no Arquivo Fotográfico do Museu. O trabalho arquivístico deste fundo documental...

Cursos de graduação da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais: propostas de expansão e flexibilização

Cendón,Beatriz Valadares; Araújo,Carlos Alberto Ávila; Lourenço,Cíntia de Azevedo; Professora,Lidia Alvarenga; Dumont,Lígia Maria Moreira; Oliveira,Marlene de; Nassif,Mônica Erichsen; Souza,Renato Rocha
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.37%
Apresenta a nova proposta para os cursos de graduação em Biblioteconomia e Gestão da Informação, Arquivologia e Museologia da Escola de Ciência da Informação da UFMG. Propõe-se um tronco comum de atividades acadêmicas da área de ciência da informação para os três cursos, acrescidas pelas atividades obrigatórias, optativas e complementares livres. A intenção é que os alunos das três formações cursem o tronco comum em turmas mescladas e que as atividades específicas já se iniciem no segundo período, para que o aluno tenha clareza das especificidades do curso e da profissão por ele escolhidos. Os cursos prevêem articulação com outros cursos da Universidade Federal de Minas Gerais, garantindo assim a interdisciplinaridade e flexibilização curricular. O aluno torna-se co-autor na montagem da sua grade curricular e conseqüentemente da sua formação.

O curso de graduação em Museologia da ECI/UFMG: concepção e projeto pedagógico

Araújo,Carlos Alberto Ávila; Caldeira,Paulo da Terra; Nassif,Mônica Érichsen
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
36.43%
Apresenta-se breve histórico da construção do curso de graduação em Museologia da Escola de Ciência da Informação da UFMG. Destaca-se sua vinculação com o programa geral de reestruturação e ampliação dos cursos de graduação da escola, bem como os esforços para integração deste curso aos cursos de Biblioteconomia e Arquivologia. São apresentadas as referências epistemológicas no campo da Museologia e da Ciência da Informação, questões relativas aos museus como instituições e campos de atuação e o espaço da prática profissional em Museologia. Por fim, apresenta-se alguns elementos do projeto pedagógico do curso, que se inicia no ano de 2010.

A museologia na web: sistema de informação sobre patrimônio cultural na era digital

Mello,Janaina Cardoso de; Luz,Fabiano Conceiçao Lima; Montijano,Maria Márcia Crisanto Leão; Andrade,Ângela Maria Ferreira de
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.46%
O artigo busca compartilhar a experiência do programa "Sistemas de Informação, cyber cultura e digitalização do patrimônio sergipano: a museologia na web" a partir da elaboração e manutenção de uma web site com um arquivo digital com entrevistas orais e captação de imagens pelos moradores mantenedores da cultura imaterial em Laranjeiras - SE. Aliada a essa produção de equipamentos culturais digitais para a área de Ciências Sociais Aplicadas estão dois subprojetos centrados na utilização de softwares livres para a organização de um banco de dados com textos sobre museologia, memória e patrimônio disponibilizados online e a criação de um dicionário eletrônico de termos museológicos a ser utilizado como ferramenta de pesquisa, base conceitual e conteúdo facilitador da relação ensino-aprendizagem nos cursos de museologia. Para os cursos graduação em Museologia tais iniciativas enquadram-se como inovação tecnológica na área prioritária de Tecnologia da Informação.

Bibliotecários de instituições de ensino superior quebram barreiras

Martins, Andrea; Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia da Universidade de Aveiro; Martins, Ana Bela Jesus; Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia da Universidade de Aveiro
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.45%
Na atual sociedade de informação, potenciada por um conjunto diversificado e abrangente de ferramentas que facilitam o acesso à informação, torna-se indispensável que esta seja disponibilizada e partilhada em diferentes canais, permitindo um acesso e uso generalizado.Face à quantidade de informação hoje disponível na Web, aos olhos do utilizador comum os principais desafios centram-se ao nível dos processos de pesquisa, seleção e gestão da informação para fins académicos.No caso de utilizadores com necessidades especiais, nomeadamente utilizadores com deficiência visual (cegos, ou baixa-visão), o acesso à informação e ao conhecimento é facilitado através de tecnologias de apoio, uso de diretrizes de acessibilidade para a produção de conteúdos e desenvolvimento de plataformas acessíveis para pesquisa, descoberta e uso da informação.O novo modelo de ensino superior está focalizado no aluno e não no docente, o que exige da parte do estudante o desenvolvimento de capacidades de aprendizagem autónoma e de competências interpessoais, no ambiente académico e na sociedade.As bibliotecas de ensino superior têm, por isso, cada vez mais um papel ativo e dinâmico quer ao nível da criação de mecanismos alternativos que facilitam o acesso à informação aos utilizadores com necessidades especiais...

À procura do contexto: a descoberta da informação científica via Web e a intervenção das bibliotecas de ensino superior

Martins, Ana Bela Jesus; Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia da Universidade de Aveiro; Silva, Diana Soares; Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia da Universidade de Aveiro
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article Formato: application/pdf
Publicado em 18/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
O excesso de informação ou information overload tem sido abordado como um problema real nos dias de hoje, que se refelete nas mais variadas áreas de atuação e que diminui a produtividade e qualidade de vida dos cidadãos, principalmente ao nível da aprendizagem e construção do conhecimento. No ambiente académico, à diversificação de meios e formatos de acesso à informação via Web associam-se os atuais processos ligados à aprendizagem e investigação que se caraterizam por métodos de construção do conhecimento mais participativos e centrados nas competências que, em conjunto, potenciam a importância de estratégias eficazes e abrangentes por parte das bibliotecas de ensino superior ao nível da seleção de fontes, pesquisa e descoberta de informação, privilegiando a cada momento a avaliação e perceção do contexto em que a informação foi produzida. A compreensão crítica dos processos inerentes à comunicação da ciência e aos meios de publicação formais e informais afigura-se como uma das competências fundamentais para a aprendizagem em contexto académico e ao longo da vida. Perceber e compreender as características e especificidades das fontes de informação na Web e o contexto em que são produzidas de forma a desenvolver conteúdos e programas de formação adequados tem sido um dos pontos centrais de atuação no âmbito do apoio ao utilizador nas Bibliotecas da UA. Nesta comunicação temos como propósito explorar a diversificação de meios e formatos de acesso à informação científica via Web e desafios decorrentes...

A Informação nas tuas mãos: a relevância das competências de literacia de informação na comunidade académica

Martins, Ana Bela de Jesus; Universidade de Aveiro - Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia; Silva, Diana Maria Soares Gomes da; Universidade de Aveiro - Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia; Dias, Susana Cr
Fonte: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Publicador: Actas do Congresso Nacional de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; article Formato: application/pdf
Publicado em 16/07/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.41%
No sentido do desenvolvimento das competências ligadas ao acesso, avaliação e uso da informação, as bibliotecas de ensino superior assumem um papel essencial e que passa necessariamente por um processo efetivo de colaboração com a academia. As atividades de apoio ao utilizador das bibliotecas da Universidade de Aveiro têm resultado de uma contínua adaptação às alterações no ambiente de ensino-aprendizagem no ensino superior, da evolução das necessidades da comunidade académica e dos contextos e plataformas para descoberta, acesso e uso da informação. Numa perspetiva de atualização inicia-se em 2012 um projeto de literacia de informação que visa potenciar as várias vertentes do trabalho em desenvolvimento na área de literacia de informação e formação de utilizadores.

Decifrando Conceitos em Museologia: Entrevista com Mário Caneva Moutinho

Carvalho, Ana
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Mário Caneva Moutinho fez a sua formação em Paris, primeiro em Arquitectura e depois com um doutoramento em Antropologia Cultural (1983). Ao voltar a Portugal na década de 80 deu-se a descoberta pelo património local, pela procura de soluções na defesa e resgate desse património que o vai levar até ao mundo dos museus. A reflexão sobre os museus e o seu papel na sociedade levou-o a tomar partido de abordagens menos convencionais, conhecidas então como Nova Museologia. É no mundo académico que tem feito carreira, sendo um dos precursores da introdução da Museologia como curso universitário de pós-graduação em Portugal. É desde 2007 reitor da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa), cargo que ocupa com perseverança em tempo de crise(s). Foi no seu local de trabalho habitual que encontrámos Mário Caneva Moutinho para esta entrevista.

O ensino da arquivologia no Brasil: fases e influências; The teaching of archival science in Brazil: phases and influences

Tanus, Gabrielle Francinne S. C.; Universidade Federal de Minas Gerais; Araújo, Carlos Alberto Ávila; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Departamento de Ciência da Informação – UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação – UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; revisão de literatura; Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.24%
http://dx.doi.org/10.5007/1518-2924.2013v18n37p83 O campo científico da Arquivologia apresentou, nos últimos anos, um significativo crescimento de cursos em todo o país. Assim, esta revisão de literatura tem como objetivo resgatar a trajetória histórica do ensino da Arquivologia, com ênfase no delineamento das influências e das fases de seu ensino, desde a implantação do primeiro curso até os dias atuais. Esta nova fase em que se encontra o ensino da Arquivologia, denominada fase acadêmico-institucional, provém da diversidade de locais (departamentos/escolas/institutos) onde os cursos de Arquivologia estão abrigados e também pela proximidade com outros cursos de graduação, sobretudo de Biblioteconomia e Museologia, e de pós-graduação em Ciência da Informação. Acredita-se, portanto, que a construção da história do ensino desse campo possibilita discussões mais fecundas tanto para o seu campo epistemológico quanto para o campo curricular.; The scientific field of Archival Science presented a significant increase of the courses in the country in the last years. Thus, this literature review aims to rescue the historical trajectory of the Archival Science education, with an emphasis on design influences and on the phases of its teaching...

Decifrando Conceitos em Museologia: Entrevista com Mário Caneva Moutinho

Carvalho, Ana; Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (CIDEHUS) da Universidade de Évora
Fonte: Revista Museologia & Interdisciplinaridade Publicador: Revista Museologia & Interdisciplinaridade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2015 POR
Relevância na Pesquisa
56.51%
Mário Caneva Moutinho fez a sua formação em Paris, primeiro em Arquitectura e depois com um doutoramento em Antropologia Cultural (1983). Ao voltar a Portugal na década de 80 deu-se a descoberta pelo património local, pela procura de soluções na defesa e resgate desse património que o vai levar até ao mundo dos museus. A reflexão sobre os museus e o seu papel na sociedade levou-o a tomar partido de abordagens menos convencionais, conhecidas então como Nova Museologia. É no mundo académico que tem feito carreira, sendo um dos precursores da introdução da Museologia como curso universitário de pós-graduação em Portugal. É desde 2007 reitor da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa), cargo que ocupa com perseverança em tempo de crise(s). Foi no seu local de trabalho habitual que encontrámos Mário Caneva Moutinho para esta entrevista.

FORMAÇÃO EM MUSEOLOGIA NO BRASIL: ANÁLISE DA INFLUÊNCIA ACADÊMICO-INSTITUCIONAL

Tanus, Gabrielle Francinne de S.C; Universidade Federal de Minas Gerais; Araújo, Carlos Alberto Ávila; Universidade Federal de Minas Gerais; Julião, Letícia; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Revista Museologia & Interdisciplinaridade Publicador: Revista Museologia & Interdisciplinaridade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.65%
Apresenta-se parte dos resultados empíricos da pesquisa de mestrado, que teve como objetivo analisar a influência acadêmico-institucional nos cursos de Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia do Brasil. Dada a extensão da pesquisa, o foco, neste momento, concentra-se nos resultados quantitativos da análise de citação das referências dos cursos de Museologia advindas dos planos de ensino das disciplinas teóricas específicas e da primeira questão do questionário respondido pelos professores dessas disciplinas. Constatou-se que as citações dos cursos de Museologia concentram-se em obras específicas de interesse da Museologia. Dessa forma, a proximidade da Museologia com aqueles outros dois cursos de graduação e com a Ciência da Informação não parece influenciar na seleção das referências. Com relação ao perfil das referências, concluiu-se que elas concentram-se no formato de livros, datados da década de 2000, escritos e/ou editados em português, o que revela o uso de uma bibliografia atualizada e de fácil acesso à leitura.

A trajetória do ensino da Museologia no país

Tanus, Gabrielle Francinne de S.C; Universidade Federal de Minas Gerais
Fonte: Revista Museologia & Interdisciplinaridade Publicador: Revista Museologia & Interdisciplinaridade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.8%
Este artigo sistematiza por meio de uma revisão de literatura a trajetória do ensino da Museologia no país. Objetiva-se com esta revisão traçar o caminho da Museologia, desde o primeiro curso até os dias de hoje, visando demonstrar as influências e os acontecimentos ao longo da história. Considera-se momento oportuno para refletir sobre a história do ensino, haja vista o crescimento significativo dos cursos de Museologia, na última década, o que conduz seu ensino a uma nova fase intitulada “acadêmico-institucional”. Enfim, espera-se despertar nos interessados, sobretudo, nos futuros museólogos, o desejo por uma contínua reflexão do ensino e do campo científico da Museologia. 

PATRIMÓNIO INDUSTRIAL E MUSEOLOGIA EM PORTUGAL

Matos, Ana Cardoso de; Sampaio, Maria da Luz
Fonte: Revista Museologia & Interdisciplinaridade Publicador: Revista Museologia & Interdisciplinaridade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.3%
No presente artigo pretende-se dar uma panorâmica dos museus da técnica e da indústria existentes em Portugal. São considerados os casos mais relevantes no panorama nacional e realizada uma breve reflexão sobre o papel desses museus na preservação da memória industrial, na educação e na difusão da cultura técnico-industrial. Apresentaremos também uma breve abordagem sobre a forma como desde o século XIX se equacionou, em Portugal, a criação de museus industriais no âmbito das reformas do ensino técnico, do processo de industrialização e no seguimento das exposições universais e internacionais.

Sistemas de Informação, cyber cultura e digitalização do patrimônio sergipano: a museologia na web; Information systems, cyber culture and digitization of heritage in Sergipe: museology on the web.; Sistemas de información, la cultura de la cibernética y la digitalización del patrimonio en Sergipe: web de Museología

Mello, Janaina Cardoso; Montijano, Marcia Crisanto; Andrade, Ângela Ferreira; Luz, Fabiano Conceição
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.57%
O artigo tem como objetivo compartilhar a experiência do programa “Sistemas de Informação, cyber cultura e digitalização do patrimônio sergipano: a museologia na web” a partir da elaboração e manutenção de uma web site com um arquivo digital com entrevistas orais e captação de imagens pelos moradores mantenedores da cultura imaterial em Laranjeiras – SE. Aliada a essa produção de equipamentos culturais digitais para a área de Ciências Sociais Aplicadas estão dois subprojetos centrados na utilização de softwares livres para a organização de um banco de dados com textos sobre museologia, memória e patrimônio disponibilizados online e a criação de um dicionário eletrônico de termos museológicos a ser utilizado como ferramenta de pesquisa, base conceitual e conteúdo facilitador da relação ensino-aprendizagem nos cursos de museologia. Para os cursos graduação em Museologia tais iniciativas enquadram-se como inovação tecnológica na área prioritária de Tecnologia da Informação.; The article aims to share the experience of the program “Information systems, cyber culture and digitization of heritage in Sergipe: museology on the web” from the elaboration and maintenance of a web site with a digital file with oral interviews and capture images by locals immaterial culture maintainers in Laranjeiras – Allied to this is producing digital cultural facilities in the area of applied social sciences are two sub-projects focusing on the use of free software for the organization of a database with texts on museology...