Página 1 dos resultados de 61 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

A vereda dos tratos: fiscalidade e poder regional na capitania de São Paulo, 1723-1808; The lane of deals: fiscality and regional power in the captaincy of São Paulo, 1723-1808

Costa, Bruno Aidar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
16.22%
Este estudo busca compreender a importância da fiscalidade colonial enquanto lócus privilegiado para a análise da construção e o desenvolvimento do poder regional na América portuguesa no longo século XVIII. Escolheu-se a capitania periférica de São Paulo como objeto principal de investigação, uma região marcada por um menor desenvolvimento econômico e por pesados encargos militares. Neste estudo, o poder regional é entendido em sua dupla dimensão estatal, a construção de uma esfera de governo na capitania, e privada, a formação de uma elite colonial propriamente regional. Esta análise considerou aspectos informais (redes) e formais (instituições), bem como dimensões cognitivas expressas por distintas culturas fiscais. Foram privilegiados três eixos de investigação: os processos de negociação fiscal, as instituições de administração fazendária e a arrematação dos contratos. Adotando-se um ponto de vista complementar e intermediário das diferentes posições no debate contemporâneo sobre o governo político na América portuguesa, a preocupação principal voltou-se para os diferentes arranjos, com conflitos e negociações, entre a Coroa portuguesa e as elites mercantis do reino e dos domínios. Entre as principais conclusões observa-se que a formação do poder regional seria marcada por dificuldades e limitações na primeira metade do século XVIII...

O debate sobre o tratado de comércio Brasil-Estados Unidos (1935): classes, Estado e projetos para o Brasil; The debate about the commercial treaty between Brazil and the United States (1935): class, State and projects for Brazil

Lima, Danilo Barolo Martins de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2014 PT
Relevância na Pesquisa
16.57%
A presente dissertação objetiva analisar o debate acerca da ratificação do Tratado de Comércio entre Brasil e EUA, em 1935. Observamos, na historiografia acerca do episódio, que os grupos em disputa foram designados como os representantes da indústria (contrários ao tratado) versus os da agroexportação, (favoráveis ao tratado). Contudo, foi possível verificar, a partir da análise da documentação, que quase nenhuma das manifestações em defesa do tratado foi encaminhada por representantes diretos das frações de classe ligadas às atividades agroexportadoras, sejam os deputados classistas representantes da Lavoura, ou as associações de classe ligadas a ela. Assim, buscamos averiguar a conformação concreta de tais grupos. Propusemos, então, a hipótese de que os defensores do tratado fariam parte de uma elite formada e educada em um período de hegemonia do pensamento liberal, segundo o qual o caráter da economia brasileira seria essencialmente agrário e a indústria ocuparia papel secundário. Concluímos que a defesa do tratado foi feita por membros da burocracia estatal e da elite política, em nome de uma ideologia particular, afinada em vários aspectos com os interesses das elites agrárias, mas não diretamente motivada pela defesa destes...

A construção do Estado Brasileiro em Erico Verissimo e Raymundo Faoro

Sousa, Alexandre Ricardo Lobo de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.64%
A presente tese objetivou mostrar como Erico Verissimo e Raymundo Faoro, em suas obras O Tempo e o Vento e Os Donos do Poder, entenderam o processo de formação do Estado Moderno brasileiro. Enquanto a primeira tem como protagonista uma família, os Terra Cambarás, que representa parte da classe dominante, a segunda, uma elite política que constitui o estamento burocrático e não possui origens na sociedade. A obra literária narra a saga da família dos Terra durante quase três séculos, de sua origem, pela região das Missões, à ascensão econômica e política na cidade fictícia de Santa Fé. No início da narrativa, o núcleo familiar é regido por um poder de caráter patriarcal, e a relação do Estado, português, com esse núcleo, tem caráter de usurpação ao realizar recrutamento e cobranças de impostos, mas sem ter representatividade. Ao fim da narrativa, dilui-se esse “estranhamento” entre o grupo de poder local e o Estado, quando a personagem Rodrigo Terra Cambará passa a fazer parte do governo de Getúlio Vargas, dilui. A obra historiográfica, Os Donos do Poder, a partir de uma releitura dos conceitos desenvolvidos pelo sociólogo alemão, Max Weber, desenvolve uma leitura inovadora a respeito da História do Brasil. A originalidade consiste em deslocar o debate sobre a formação do Brasil da sociedade civil para o jogo político. E Raymundo Faoro não apenas adapta o conceito de estamento para a realidade brasileira...

A política de formação de quadros e o capital cultural dos altos funcionários públicos cabo-verdianos

Ramos, Maria
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 09/03/2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.22%
A estratégia de desenvolvimento de Cabo Verde tem passado por um acentuado investimento na formação dos seus recursos humanos, desde a expansão e democratização do ensino básico até à recente criação da Universidade estatal. A aposta numa política de formação de quadros teve de contar com a cooperação com outros países, dada a inexistência de ensino superior nas ilhas e à incapacidade financeira para a sua implementação. Nesta apresentação, pretende-se demonstrar que uma das consequências do investimento na educação foi a constituição de uma elite cujo traço comum é a sua formação académica adquirida fora das ilhas e a capacidade técnica desenvolvida na chefia dos serviços públicos. Desse capital cultural faz parte toda a experiência que conseguiram amealhar no estrangeiro durante o seu período de estudos universitários, debatendo-se com obstáculos linguísticos, culturais, financeiros e, até, identitários, os quais representam uma riqueza adicional ao seu perfil enquanto dirigentes da administração pública cabo-verdiana.

A emergência da profissão docente no espaço público estatal : do mestre-escola ao professor público primário em Pernambuco

Correa De Araujo Peres, Pedro; Maria Almoêdo de Assis, Virgínia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.02%
Esta pesquisa estuda a formação histórica da profissão docente no espaço da Escola Pública de Pernambuco, em finais do século XIX. Um processo histórico de escolarização da sociedade brasileira realizado a partir de modelos importados das nações civilizadas da Europa e dos Estados Unidos, com a participação direta dos Estados Nacionais e a forte presença de idéias liberais e democráticas; de correntes cientificistas, como os positivistas, deterministas, assim como outros; que inspiraram os modelos de execução das ações no campo educacional, naquele período. Como uma certa historiografia no Brasil, produziu uma concepção de história educacional que enxerga dois pólos fundamentais na história da educação, dos finais do século XIX e primeiras décadas do século XX: o confronto entre o moderno e o tradicional. O moderno, como progresso científico e industrial, que produzia a idéia de uma escola nacional, pública, gratuita, obrigatória e universal, como caminho necessário para o progresso social, realidade apenas dos países desenvolvidos E o tradicional, onde mentalidades e práticas arraigadas de valores discriminatórios e excludentes de uma educação popular pública, predominava no Brasil. Mesmo com a permanência de uma realidade de atraso do Brasil...

Uma estratégia nacional de desenvolvimento no Brasil do anos noventa

Nunes, Wellington
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
26.41%
Resumo: Este trabalho trata do predomínio de uma estratégia de desenvolvimento de cunho neoliberal no Brasil dos anos noventa com duplo objetivo. De um lado, procuramos demonstrar que a relação dos grupos empresariais organizados com implementação daquela estratégia pode ter sido menos consensual do que sugere uma parte da literatura pertinente e, de outro, sugerimos que para entender como e por que a mesma foi adotada, tardiamente, no Brasil seja preciso olhar também para o Estado. Para cumprir o primeiro objetivo, com base em um estudo de caso e em uma análise histórica, procuramos confirmar a hipótese segundo a qual havia, já no limiar dos anos noventa, ao menos por parte de um seguimento importante do empresariado, uma estratégia nacional de desenvolvimento, coadunando com uma consciência, em parte do meio acadêmico, sobre os limites daquela alternativa neoliberal, no que se refere à estabilidade e ao crescimento econômico sustentados. Quanto ao segundo, com base em um levantamento empírico e em uma análise bibliográfica, a hipótese a ser confirmada foi de que a presença de uma elite estatal subjetivamente orientada, e com ampla margem de manobra, pode ajudar a explicar o predomínio de uma estratégia de desenvolvimento amplamente amparada no "Consenso de Washington". Nossos resultados demonstram a existência...

Elites estatais e reforma do estado na nova rep??blica: o projeto Enap e a forma????o da carreira de gestor governamental no Brasil

Guedes, Andr?? Teles
Fonte: Associa????o Nacional dos Especialistas em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (ANESP) Publicador: Associa????o Nacional dos Especialistas em Pol??ticas P??blicas e Gest??o Governamental (ANESP)
Tipo: Tese/Disserta????o
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
26.02%
Os objetos desta pesquisa s??o: 1) a atua????o das elites burocr??ticas do Poder Executivo Federal no processo de transi????o pol??tica no Brasil, nos anos 1980; 2) as frentes de reforma na Nova Rep??blica, nas ??reas social, econ??mica e administrativa e 3) as tentativas de renova????o da gest??o p??blica representadas pela cria????o da Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) e da Carreira de Gestor Governamental (EPPGG). Esse era um contexto de reinstitucionaliza????o da fun????o diretiva do Estado e de deslocamento das fronteiras entre o burocr??tico e o pol??tico no setor p??blico brasileiro. A hip??tese central aqui defendida ?? de que a ENAP e a Carreira de Gestor Governamental eram duas op????es inovadoras frente ao dilema sobre quais seriam os pap??is cab??veis a pol??ticos e administradores na nova ordem democr??tica, mas tamb??m eram op????es sem enraizamento nos pactos e agendas de prioridades que viabilizaram a mudan??a de regime no pa??s. A Escola e a Carreira estavam em disson??ncia com as principais tend??ncias de recomposi????o das elites estatais na transi????o a partir do regime militar e sofreram bloqueios em raz??o disso, mas a pesquisa procurou desconstruir algumas narrativas sobre esses conflitos interburocr??ticos...

“O sindicato que a ditadura queria”: o Ministério do Trabalho no governo Castelo Branco (1964-1967)

Nagasava, Heliene Chaves
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
16.41%
Esse trabalho tenta analisar a atuação do Ministério do Trabalho através da articulação de seus ministros com outras áreas da burocracia estatal, durante o governo Castelo Branco, para, por um lado, reprimir e expurgar opiniões contrárias ao regime ditatorial e, por outro, promover uma nova política para os trabalhadores, o “novo trabalhismo”. O termo condensava a ideia da área econômica de ‘democratizar’ as oportunidades, ampliando as atribuições dos sindicatos, deslocando o seu foco das reivindicações salariais para o desenvolvimento, em associação com o governo, de projetos e programas de investimentos nos setores sociais de produtividade indireta. Para implementar a proposta, cada ministro teve que lidar com as pressões advindas do processo de alteração da política trabalhista e articular os seus interesses pessoais com as atribuições da pasta. Arnaldo Sussekind resistiu às demandas para o fim da estabilidade, alterou a Lei de Greve, permitiu o fracionamento do 13º salário e abriu espaço para a implantação da política salarial. Ao mesmo tempo promoveu uma massiva intervenção nos sindicatos, cujos processos permitem conhecer melhor o interior da burocracia estatal, perceber os argumentos utilizados para afastar as diretorias das entidades e questionar a tomada de decisões dentro do ministério sob o novo contexto social pós-golpe. Walter Peracchi Barcelos utilizou a pasta como trampolim político...

Antecedentes teóricos y de investigación sobre élite

Sáenz, José Darío
Fonte: Universidad Icesi; Facultad de Derecho y Ciencias Sociales Publicador: Universidad Icesi; Facultad de Derecho y Ciencias Sociales
Tipo: bookChapter; Capítulo de libro Formato: PDF; p. 27-43; Electrónico
SPA
Relevância na Pesquisa
26.22%
El presente estudio toma como referente primordial el ejercicio de lo político por parte de los actores y grupos de poder considerados. Se halla centrado en la perspectiva del poder político y no en el económico, sin olvidar lo significativo de este último para la construcción de redes de poder. Por tanto, el estudio de la élite política, que tiene como centro de actividad la “toma”, el ejercicio y la conservación del poder1 estatal, es el tema central de este trabajo.

Timoneiros dos rumos da nação: carreiras e trajetórias da elite estatal do planejamento do desenvolvimento econômico e industrial no Brasil (1934-1982)

Albernaz, Cássio Alan Abreu
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
46.67%
Este estudo tem como objeto um núcleo de agentes estatais que formulou e definiu as diretrizes do planejamento do desenvolvimento econômico brasileiro, entre 1934 e 1982, a partir dos diferentes conselhos técnicos (Conselho Federal do Comércio Exterior, Conselho Técnico de Economia e Finanças, Coordenação de Mobilização Econômica, Conselho Nacional de Política Industrial e Comercial, Comissão de Planejamento Econômico, Conselho Nacional de Economia, Assessoria Econômica da Presidência, Conselho de Desenvolvimento, Conselho do Planejamento Nacional, Conselho Monetário Nacional, Conselho de Desenvolvimento industrial, e Conselho do Desenvolvimento Econômico) num período de intensa redefinição dos arranjos institucionais de poder, em que se dá a institucionalização de um Estado desenvolvimentista no Brasil fundamentado num projeto de modernização e de desenvolvimento. A perspectiva adotada parte da ideia de que esses agentes configuraram uma elite estatal que, voltada para o planejamento do desenvolvimento econômico e industrial, engendrou um modelo de desenvolvimento e consolidou no seio do Estado um tipo de carreira voltado para as questões técnico-econômicas.A pesquisa consiste no mapeamento das trajetórias político-profissionais da elite estatal do planejamento...

Educación, palabra y ciudad : esbozos y antecedentes de la práctica institucional educativa en el Chile de la primera mitad del siglo XIX

Varas García, Ignacio Javier
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
16.32%
Tesina para optar al grado de Licenciado en Filosofía; ¿Qué tipo de educación se necesita para construir un determinado modo de sociedad? Esta interrogante será abordada de manera tal que podamos afirmar que en Chile, durante la primera mitad del siglo XIX, se ha educado con un objetivo más o menos claro: formar una elite capaz de administrar al Estado, tenga la forma que tenga. A este hecho, que sería afirmado por varios autores aquí visitados, (véase Ruiz, 2010; Serrano, 1994; Jocelyn-Holt, 1999; Salazar y Pinto, 2012; Jaksic, 2010, Serrano et al, 2012 entre otros) se le intentará agregar dos matices de análisis: Primero, que la cultura de elite, relacionada con la cultura estatal, debe tener una alta capacidad burocrática que se basará principalmente en el buen uso del lenguaje (Cf. Sánchez, 2013; Ossandón, 2013) y segundo, que esta misma elite se irá perfilando como una de carácter urbano en base a la concepción de la ciudad latinoamericana como una que encarna en un primer momento, un bastión del imperio de ultramar y en un segundo momento, el lugar de establecimiento de los poderes del Estado independiente, estando en ella reflejada la articulación del tejido social que se plantea en base a la idea de que esta ciudad es pensada antes de ser construida. (Cf. Rama...

A representação da temática polícia versus bandido: uma análise fílmica de tropa de elite

Melo, Percy Heliogábalo Souza de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.42%
Esta monografia teve como objetivo a análise de um contexto de representação dentro do filme Tropa de Elite. Porém, esse trabalho de observação foi apenas o fim da caminhada. Para que pudéssemos realizar o trabalho de análise fílmica foi necessária a construção de todo um arcabouço teórico que passa pelas Teorias do Cinema, caminha para a conceituação de narrador e narração no cinema, passa pela discussão sobre a definição de gênero e abarca uma breve retrospectiva do gênero policial no Brasil e por fim tece um debate sobre violência e poder do Estado, caracterizando assim este trabalho com um viés marcado pelo culturalismo. Dessa forma, por meio desse estudo teórico e das técnicas de análise, descobrimos uma representação do policial honesto (agente do Bope) como um indivíduo representante e detentor da força estatal, enquanto que aos criminosos (policiais corruptos e traficantes) é destinada à morte, à humilhação e à tortura.; This monograph had as objective the analysis of a representation context within the film Elite Squad. However, this observation work was just the end of the walk. So we could perform the film analysis was necessary to construct a whole theoretical framework that goes through Theories of Cinema...

Estado e elites locais no Egito do final do IIIº milênio a.C.; State and local elites in Egypt during the end of the third millenium B.C.

João, Maria Thereza David
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/08/2015 PT
Relevância na Pesquisa
16.57%
Poucos estudos têm se dedicado a explorar de forma mais sistemática o processo que levou ao fim do Reino Antigo (2686 a 2160 a.C.) e ao advento do Primeiro Período Intermediário (2160-2055 a.C.) no Antigo Egito. A relativa escassez de fontes sempre foi um dos argumentos usados para rotular esse momento da história egípcia como uma idade das trevas, na qual a civilização do Nilo teria mergulhado em profundo caos decorrente do enfraquecimento da monarquia unificada articulada em torno do faraó e da elite menfita. Nesse entendimento períodos como esse, de retração da capacidade centralizadora do Estado, permanecem alijados da histórica política egípcia e são encarados como meros hiatos dentro de um curso supostamente natural de centralização política. Pretendendo rever essas interpretações, este estudo se debruça sobre a organização da administração estatal egípcia no período que cobre especialmente da Vª dinastia ao Primeiro Período Intermediário. A análise da documentação, que engloba decretos régios e autobiografias inscritas nas tumbas de alguns dos mais destacados funcionários dessa época, demonstra que a corrente percepção acerca do fim do Reino Antigo, na qual as reformas administrativas empreendidas entre a Vª e VIª dinastias teriam provocado excesso de poder das elites locais...

La homogeneidad social de la elite política. Los parlamentarios de los PANE (1980-2005)

Coller, Xavier; Santana, Andrés
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2009 SPA
Relevância na Pesquisa
26.21%
Los parlamentarios y las parlamentarias de los PANE, tomados en su conjunto, son sensiblemente diferentes a los de los partidos de ámbito estatal. Suelen incorporar menos mujeres en sus listas electorales en puestos de elección, menos inmigrantes internos, diputados de más edad, personas con credenciales educativas similares a las de los diputados de los partidos de ámbito estatal, menos educadores y trabajadores y más empresarios y directivos, aunque tienen cantidades similares de profesionales del derecho. Dentro de los PANE, hay partidos que muestran comportamientos distintos, lo cual aporta matices cuya diferencia conviene explicar.; MPs from subnational parties (PANE) show a different social profile than those MPs from national parties elected for regional parliaments. They incorporate less women in parliaments, less internal migrants, older politicians, less workers and educators (but more owners and managers) and a similar proportion of lawyers. There are relevant differences among subnational parties the article analyzes thoroughly.

La estructura de poder político regional en el Ecuador. Un estudio a partir de la élite política de la Provincia de Loja

Ordóñez, William Chará; Universidad del Cauca-Colombia
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2013 SPA
Relevância na Pesquisa
26.32%
Este artículo, indaga por la configuración de podr político regional (1930-2013) a partir del estudio de la élite política y los sistemas de dominación como la Hacienda, la relación Iglesia Católica-Partido Conservador, y la posterior reconfiguración de la élite política tras el retorno a la democracia en 1979, que trajo consigo el proceso de modernización estatal, el fin de la hacienda mediente la Reforma Agraria y la ampliación de la participación electoral de nuevos actores políticos.

Cultura política e democracia: resultados empíricos sob a perspectiva local

Gimenes, Éder Rodrigo
Fonte: Caderno Eletrônico de Ciências Sociais Publicador: Caderno Eletrônico de Ciências Sociais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2014 POR
Relevância na Pesquisa
16.41%
O Brasil encontra-se atualmente no segundo período de transição democrática, após a experiência autoritária ocorrida no século passado. O novo regime tem dado sinais positivos de desenvolvimento, experimentando outras formas de participação para além do voto, como orçamentos participativos, audiências públicas, conselhos gestores e plebiscitos, por exemplo. A despeito disso, pesquisadores identificaram em suas pesquisas diferentes níveis de adesão ao regime democrático no Brasil, com distinção entre o apoio à democracia em termos abstratos e avaliativos. Em geral, esses pesquisadores têm verificado que a incorporação de valores abstratos pró-democracia tem se disseminado na sociedade nacional, ao mesmo tempo em que as avaliações sobre o seu funcionamento concreto têm se mostrado negativas. Se a existência dessa incongruência na população em geral pode ser interpretada como causa potencial de instabilidade política no médio e longo prazos, supomos que os seus efeitos sejam ainda mais relevantes quando se verifica entre aqueles que podemos chamar de elites políticas. Nesse sentido, este artigo tem por objetivo verificar a existência desse hiato entre o apoio difuso e o apoio específico à democracia entre indivíduos pertencentes a um segmento da elite não-estatal e aos eleitores do município de Maringá (PR)...

As condições estruturantes da siderurgia mineira: recursos naturais, Estado e elite instruída

Matos, Ralfo; Mello, Ediméia Maria Ribeiro de
Fonte: Revista Geografias Publicador: Revista Geografias
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.38%
O objeto deste artigo é a formação do espaço minero siderúrgico em Minas Gerais. Sabe-se que a presença do minério de ferro no Quadrilátero Ferrífero, isoladamente, é fator insuficiente para esta realização. Este recurso mineral é mobilizado pela elite instruída (em leis e técnica), atuante no Estado, para dinamizar a região deprimida em que se encontra. Vinculada regionalmente e dotada de mentalidade progressista, esta elite, por meio de seu expertize em planejamento, consegue superar os entraves ao desenvolvimento regional. Sua experiência e o modelo de planejamento e intervenção de Estado desenvolvido por ela são implantados em Minas e compartilhados com o governo central. De suas ações resultam a industrialização nacional e, em Minas Gerais, a implantação de Belo Horizonte, o complexo minero-siderúrgico e uma potente estrutura estatal de apoio à industrialização, com amplas realizações. Este artigo foca o período que transcorre entre o século XVIII e a década de 1960.

La educación virtual antidoping como estrategia para desarrollar la cultura del juego limpio en el deporte mexicano: un estudio de género

Gavotto Nogales,Omar Iván; Figueroa Alcolea,Rafael Ángel; Tapia López,Carmen Guadalupe; Pérez Andreu,Aurelio Rafael
Fonte: Educación Física y Ciencia Publicador: Educación Física y Ciencia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 ES
Relevância na Pesquisa
16.32%
El propósito del estudio fue analizar el nivel de conocimiento y dominio sobre el doping que tienen las deportistas élite en México, para emprender acciones que permitan educar a los deportistas y su equipo de entrenamiento en el juego limpio, a través de acciones psicopedagógicas que faciliten un aprendizaje significativo, evitando que las deportistas usen de manera voluntaria o involuntaria sustancias y métodos prohibidos. Las pregunta principal que orientó la investigación fue la siguiente: ¿Qué nivel de conocimiento y dominio sobre el doping tienen las deportistas élite en México?. Para la investigación de campo, se elaboró un cuestionario de 22 preguntas para explorar el nivel de conocimiento y dominio que tenían los deportistas considerados élite por pertenecer a la selección estatal o nacional de los deportes de gimnasia olímpica, tiro con arco y hockey sobre pasto. Las respuestas encontradas demuestran que en algunos aspectos existe desconocimiento en materia de dopaje, y se devela la necesidad de profundizar en el programa de educación antidoping. Se manifiesta que la ignorancia que existe en diferentes aspectos, pone en riesgo a los deportistas en el uso inconsciente de sustancias y métodos prohibidos en el deporte.

Proyectos modernizadores y elites regionales: La consolidación del estado santiagueño (1903-1916)

Tenti,María Mercedes
Fonte: Trabajo y sociedad Publicador: Trabajo y sociedad
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2010 ES
Relevância na Pesquisa
26.22%
El trabajo se encuadra en el marco de un trabajo mayor sobre la conformación del Estado santiagueño, a partir de la caída de los Taboada, en 1875, hasta la llegada del radicalismo al poder, en 1916. Esta etapa, a la que denomino de consolidación del Estado, corresponde al período final en la que el Estado provincial, delineado a fines del siglo XIX, comenzó a fortalecerse, como consecuencia de la llegada al poder de una nueva élite, compuesta por intelectuales, que centraban sus negocios en la propia organización estatal. Es posible identificar una mayor definición del Estado y el afianzamiento de proyectos institucionales a expensas del predominio de sectores de la burguesía intelectual, imbuidos de ideas positivistas en boga, ligados también a actividades agrícolas-comerciales. Nuevos problemas, como la mayor urbanización, las enfermedades sociales y otros que tienen que ver con la necesidad de ejercer más control sobre la sociedad, hicieron que la burguesía gobernante asumiera, desde el Estado, nuevos roles que condujeron a consolidar al propio Estado en formación. El Estado como órgano recaudador perfeccionó los mecanismos de previsión de gastos a través de los presupuestos y de la sanción de leyes impositivas con el propósito de paliar...

La extranjerización económica y su impacto en la organización de la elite empresaria transnacional de la Argentina (1989-2001)

Dulitzky,Alejandro
Fonte: Universidad Central de Venezuela, Centro de Estudios del Desarrollo. Publicador: Universidad Central de Venezuela, Centro de Estudios del Desarrollo.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 ES
Relevância na Pesquisa
36.38%
En el siguiente artículo abordaremos el estudio de un segmento específico de la elite empresaria, el grupo conformado por los dirigentes máximos de las empresas transnacionales de la Argentina, la elite empresaria transnacional (EET). Partiendo del estudio de las trayectorias recorridas por dichos individuos, analizaremos la relación que se establece entre las transformaciones económicas de los años 1990, y los cambios y continuidades que experimenta la organización de la EET. Específicamente, mostraremos que, si bien la extranjerización de la economía estimuló la emergencia de un nuevo perfil de dirigente con características más «globales», en algunos sectores (como es el caso de los servicios públicos privatizados) se mantiene la preferencia por directivos estrechamente vinculados al ámbito local y, en particular, al sector público-estatal.