Página 1 dos resultados de 633 itens digitais encontrados em 0.061 segundos

Seleção de fontes de informação para educação de surdos

Moraes, Karla Viviane Garcia
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.23%
Dissertação [mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Florianópolis, 2011; Esta pesquisa tem como objetivo geral compreender como ocorre a seleção de fontes de informação por professores do ensino médio bilíngue Língua Brasileira de Sinais/Português do Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São José. Seus objetivos específicos são: caracterizar os professores do ensino médio bilíngue segundo sua formação acadêmica, experiência e prática profissional; identificar as fontes de informação utilizadas pelos professores no processo ensinoaprendizagem; compreender os motivos que levam à escolha das fontes de informação; e identificar os critérios utilizados pelos professores para seleção de fontes de informação na educação bilíngue. Apresenta revisão de literatura sobre história da educação de surdos; educação de surdos no Brasil; modalidades de educação de surdos; língua de sinais; acesso, seleção e qualidade de fontes de informação. Utiliza, para a realização do estudo, uma metodologia com abordagem qualitativa, que consiste em um estudo de caso descritivo o qual tem como suporte a pesquisa bibliográfica para o alcance dos objetivos. O universo da pesquisa abrange os professores que lecionaram para o ensino médio bilíngue no segundo semestre de 2010. O instrumento de coleta de dados é o roteiro de entrevista. Para a análise dos dados...

Educação de surdos

Souza, Silvani de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 124 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
106.27%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2011; A dissertação "Educação de Surdos: construção da identidade e a apropriação cultural no ambiente da escola inclusiva (polo)" tem como principal objetivo analisar e descrever como aconteceu o processo de apropriação e identificação cultural dos educandos surdos incluídos no ensino regular. Um estudo que trata das questões linguísticas e culturais desse grupo com um relato sobre a educação de surdos nas últimas décadas em Santa Catarina e de como o processo de integração e inclusão foi, de certa forma, abrindo espaço para que a comunidade surda atingisse o objetivo de ter a língua de sinais na escola. O estudo proporciona o conhecimento do processo de implementação da Política de Educação de Surdos de Santa Catarina, como aconteceu a formação docente e de intérprete, como também apresenta quais adaptações e organizações a escola precisou fazer ou deixou de fazer. Assim como traz a narração dos educandos surdos sobre sua percepção nesse ambiente escolar. Nas considerações é mostrada a importância da identificação entre os pares surdos e sugiro caminhos para construção da escola bilíngue.

Políticas lingüísticas e educação de surdos em Santa Catarina: espaço de negociações

Quadros,Ronice Müller de
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
116.2%
A educação de surdos está sendo estruturada em vários estados brasileiros, buscando atender às diretrizes nacionais para a educação especial (resolução CNE/CEB n. 2, de 11 de setembro de 2001, a lei 10.098/94, de 23 de março de 1994, especialmente o capítulo VII, que legisla sobre a acessibilidade à língua de sinais, e a lei 10.436, 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais). Neste artigo, demonstra-se a estruturação da política pública para a educação de surdos do estado de Santa Catarina com suas proposições, as decisões e os rumos que a implementação dessa política está tomando. Além disso, apresenta-se uma análise crítica das relações que tal proposta tem com os desejos e lutas dos movimentos surdos. Num desdobramento, verifica-se que a movimentação no estado catarinense depende de vários fatores que extrapolam os aspectos legais, tais como: questões de ordem política e econômica e dependentes dos profissionais envolvidos que estão em formação.

O estado da arte de pesquisas sobre a educação de surdos no Brasil de 2007 a 2011

Pagnez,Karina Soledad; Sofiato,Cássia Geciauskas
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
106.15%
Este artigo apresenta os resultados de um estudo quantitativo-descritivo das pesquisas realizadas no Brasil no período de 2007 a 2011, com a busca realizada nos resumos de teses e dissertações disponíveis no Banco de Teses da Capes (www.capes.gov.br), tendo como palavras-chave: educação de surdos e Libras. A fim de analisar o corpus encontrado, foram definidas as seguintes categorias: (i) modalidade de produções, (ii) produções por ano, (iii) produções acadêmicas por universidades, (iv) áreas de concentração por ano, (v) temáticas escolhidas e quantidades por ano, (vi) tipos de pesquisa e quantidade por ano, (vii) referenciais teóricos relacionados à surdez e quantidades de citações por ano, (viii) órgãos de fomento à pesquisa. Destaca-se que, no período de cinco anos, foram defendidos 349 trabalhos, dentre os quais 281 dissertações de mestrado, 16 teses de doutorado e nove mestrados profissionais. A Universidade Federal de Santa Catarina foi o local em que foram realizadas 32 pesquisas no período, onde a área da Educação concentrou o maior número de trabalhos, totalizando 129, e a escolarização de surdos apresenta-se como temática recorrente com 30 trabalhos defendidos. O autor mais citado nos trabalhos é Vygotsky. De modo geral...

35 anos de educação bilíngue de surdos - e então?

Svartholm,Kristina
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 PT
Relevância na Pesquisa
96.21%
Neste artigo, apresenta-se um panorama dos últimos 35 anos de educação bilíngue para surdos, na Suécia. Faz-se uma breve apresentação dos conceitos de "primeira língua/língua materna" e "segunda língua/língua estrangeira", utilizados neste contexto específico, para debater alguns dos principais pressupostos subjacentes ao ensino de primeira e segunda língua para crianças surdas. Discutimos os principais resultados da abordagem bilíngue, demonstrando o alto nível de conquistas, quando consideradas em uma perspectiva internacional. Esses resultados são comparados com dados do primeiro período de educação de surdos na Suécia, após a fundação da escola de Manilla em 1809. A base comum para estes exemplos de sucesso na educação de surdos pode ser resumida como uma atitude positiva em relação à língua de sinais e seus usuários. Em seguida, discutem-se algumas diferenças entre as línguas de sinais naturais versus a utilização simultânea de sinais e fala, quando o interlocutor surdo normalmente recebe informações linguísticas inconsistentes, fazendo com que esta prática seja menos adequada para o aprendiz da língua. Segue-se uma discussão de ensino de língua para crianças surdas, incluindo o ensino de uma terceira língua...

Política para uma educação bilíngue e inclusiva a alunos surdos no município de São Paulo

Lacerda,Cristina Broglia Feitosa de; Albres,Neiva de Aquino; Drago,Silvana Lucena dos Santos
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 PT
Relevância na Pesquisa
96.32%
O objetivo deste artigo é analisar a atual política para educação de alunos com surdez no município de São Paulo, já que tal política tem impacto na indução de ações no sentido de criar ou não melhores condições para a aprendizagem desse alunado. A educação de surdos é tema polêmico e resultados satisfatórios nem sempre são alcançados. A língua de sinais é a língua de constituição de sujeitos surdos e, quando assumida nos espaços educacionais, favorece um melhor desempenho desses sujeitos. Propostas de escolas de surdos e de educação inclusiva emergem e debatem o direito linguístico da pessoa surda, a abordagem metodológica e a atuação de profissionais bilíngues, além de demandarem políticas governamentais para sua implementação. No Brasil, a Lei nº 10.436, de 2002, e o Decreto nº 5.626, de 2005, tratam da língua brasileira de sinais (Libras) e da educação de surdos, indicando a necessidade de formação de futuros profissionais (professor bilíngue, instrutor surdo e intérprete de Libras) cientes da condição linguística diferenciada dos alunos surdos. Nessa perspectiva, destaca-se o caso do município de São Paulo, que conta com surdos inseridos em dois contextos educacionais distintos: escolas municipais de educação bilíngue (para alunos surdos) e escolas regulares (que recebem alunos ouvintes e surdos) regulamentadas pelo Decreto nº 52.785...

A educação de surdos e a prática pedagógica : análise a partir da alteridade surda

Maria Luna Freire da Fonte, Zélia; Martins de Araújo, Clarissa (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.27%
Enfocamos com este estudo de natureza qualitativa a problemática da prática pedagógica na educação de surdos, a partir da alteridade surda. Direcionamos o estudo para 05 escolas públicas da cidade do Recife, PE. Focalizamos o estudo para um grupo de 53 estudantes com surdez, matriculados no Ensino Fundamental. O objetivo foi compreender os significados e sentidos atribuídos à educação de surdos e à prática pedagógica a partir das subjetividades surdas, do ser surdo. Desse modo, interessou-nos investigar: 1) que concepção de surdez têm os sujeitos surdos que participaram desse estudo; 2) como os sujeitos surdos percebem a educação de surdos; e 3) como os sujeitos surdos narram a prática pedagógica no contexto escolar onde estão inseridos. O reconhecimento das especificidades da Língua Brasileira de Sinais LIBRAS - levou-nos à busca por encaminhamentos próprios que melhor atendessem ao objetivo proposto. A escolha do modo de investigação estudo multicasos - deu-se por compreendermos que o estudo de mais de uma realidade - estudantes cursando o Ensino Fundamental I e II, e EJA (módulos I, II e III), atendidos em Classes Especiais e integrados/incluídos - permite uma maior abrangência do objeto de pesquisa...

A educação de surdos e a prática pedagógica dos professores ouvintes : análise a partir do Programa Nacional de Apoio à Educação de Surdos

Maria Luna Freire da Fonte, Zélia; Martins de Araújo, Clarissa (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.35%
Com este estudo de natureza qualitativa, enfocamos a problemática da educação dos surdos na prática pedagógica dos professores ouvintes, a partir de um programa governamental de grande porte, o Programa Nacional de Apoio à Educação de Surdos, apresentado pelo Ministério da Educação MEC, através da Secretaria de Educação Especial SEESP, às Secretarias Estaduais e Municipais de Educação dos vinte e sete estados brasileiros, no ano de 2001. Existe uma clareza sobre as dificuldades enfrentadas por esses profissionais com relação à formação recebida e seus reflexos na prática pedagógica para a educação de surdos. Entretanto, para compreender melhor os resultados do Programa, constatamos a necessidade de se ir mais a fundo nas diferentes concepções que permeiam a discussão sobre a educação de surdos, para que, a partir daí, sejam elaboradas propostas/programas que, de fato, levem o professor a uma prática crítico-reflexiva, que atenda às reais necessidades dos surdos. Vivemos, assim, um enorme desafio: como efetivar, na escola, os direitos assegurados a todos, para que possam se beneficiar da educação de qualidade? Dito de outra forma, como o sistema educacional, através de programas...

Caminhos e (des) caminhos na educação de surdos: da reabilitação à inclusão

Gobbi, Mirian
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
116.27%
Esta pesquisa analisa os discursos referentes à educação de surdos. Esses discursos, ao se constituírem, foram delineados por meio dos saberes médicos e educacionais e indicam toda uma forma de pensar, de conceber e de agir no tocante às pessoas com surdez. Tais discursos são pautados na necessidade de inserí-las na sociedade com o objetivo de implementar práticas que, inicialmente, se destinaram à reabilitação, à normalização e à disciplinarização dos surdos e, que, posteriormente, deslocaram-se influenciados por concepções fundamentadas em argumentos que buscam não somente a integração desses sujeitos à sociedade, mas a superação de dificuldades educacionais, expressas nas barreiras de comunicação, e em limites nas práticas pedagógicas. Este estudo analisa como o poder público local em Uberlândia direcionou as práticas educacionais para surdos, e como tais práticas se desenvolveram em Instituições que voltaram os seus trabalhos para o atendimento de crianças, jovens e adultos surdos. A partir daí, foram construídos discursos que possibilitaram perceber e visualizar esses sujeitos sociais e influenciaram diretamente nas práticas pedagógicas que se destinaram inicialmente a reabilitar e a normalizar os surdos e...

Ensinar: "então, é função de quem?" Atuação do professor interlocutor na educação de surdos da rede estadual paulista; Teaching: "then, whose function is this?" Interlocutor teacher performance in deaf education of São Paulo state public schools

Lopes, Mara Aparecida de Castilho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
96.22%
A contratação de professores interlocutores na rede estadual de ensino de São Paulo tem gerado dúvidas sobre sua função no processo educacional de estudantes surdos, pois os documentos estaduais não delimitam sua atuação de forma explícita. Políticas federais estabelecem que surdos inseridos no ensino regular sejam acompanhados por intérpretes de língua de sinais, o que induz à compreensão de que o professor interlocutor deve assumir tal função. A partir dos pressupostos teórico-metodológicos da Psicologia Histórico-Cultural, o presente trabalho tem o objetivo de identificar a função social do professor interlocutor. A tese é composta por dois estudos: no Estudo 1 analisa-se um material em vídeo, disponibilizado pela Secretaria de Educação para reflexão coletiva da função do professor interlocutor, a fim de identificar o significado social da atividade desse profissional. No Estudo 2 analisamos o processo de atribuição de sentido pessoal à atividade de professor interlocutor, em profissionais atuantes em um município do interior paulista. Foram entrevistados 21 professores interlocutores, individualmente, com apoio de roteiro semiestruturado; os participantes também foram submetidos a uma avaliação de fluência na Língua Brasileira de Sinais. Para a análise dos dados...

Variação linguística da libras no contexto da educação de surdos; Variação linguística da libras no contexto da educação de surdos; Linguistic variation in LIBRAS in the context of Deaf Education; Linguistic variation in LIBRAS in the context of Deaf Education

PEREIRA, Karina ávila
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educação; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educação; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.21%
This master's research aims to analyzethe spread of Brazilian sign language in school environments, and elementary school students have linguistic variations in their speeches. It isdivided in two parts, where the first oneinterviews were conducted with students at a school for the deaf inPelotascity, andstudents in a school withspecific classes of Rio Grande. In the second part, a translator / interpreterof Brazilian sign language-LIBRASof each school was interviewed. Methodologically the research is enrolled in a qualitative approach. Initially a pilot instrument was organized in order to examine whether the methodological tools would be suffi cient to collect data from the signers of LIBRAS,in this case students in upper grades of elementary school, bearing in mind the necessity of adaptation of the instruments commonly used in sociolinguistic research about linguistic variations in sign language and the goals and characteristics of this research. Following the survey, data collected from students in deaf schools and special classes were analyzed by the translators of LIBRASwith the intention of finding linguistic variations. Data from interviews with the translators of LIBRAShave been examined by me and checked with data from the first part. The intersectionwe can conclude that the deaf students make use of linguistic variants in their speech and that the translators of these variations perceiveitas a natural process that occurs in LIBRAS. In addition...

A educação de surdos em Cacoal, RO : um encontro com a realidade

Gavioli, Aparecida de Fátima
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
96.23%
O objetivo deste estudo foi configurar, na perspectiva da inclusão, a educação dos alunos surdos na Escola-Pólo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, em Cacoal, Rondônia, no período de 2006 a 2007, tendo como eixo articulador a caracterização do ensino nela ministrado, em linhas gerais, como “ensino integrado”, com foco na freqüência do aluno surdo na escola-pólo, ou na escolarização de surdos centrada nas possibilidades de inclusão do aluno surdo que freqüenta a escola-pólo. A investigação teve uma abordagem predominantemente qualitativa, fundamentada na pesquisa bibliográfica e eletrônica da base teórica, bem como na análise documental, assim como no contato direto e prolongado do pesquisador com o ambiente e a situação envolvidos no trabalho intensivo da pesquisa de campo, com aplicação de questionários e realização de entrevistas com alunos surdos, alunos ouvintes, professores das salas regulares e da Sala de Apoio Pedagógico, e com a Coordenadora do Ensino Especial da Secretaria de Educação de Rondônia. Os resultados da pesquisa indicam que a Escola-Pólo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira ainda não promove, de forma satisfatória, a inclusão configurada nos documentos oficiais relativos à Educação de Surdos. Até porque o aluno surdo...

Inclusão de surdos em uma escola municipal de Padre Bernardo – GO: relato de uma experiência

Pinheiro, Christiane Mesquita
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.21%
O presente trabalho teve como objetivo analisar a prática da educação inclusiva, no intuito de avaliar as técnicas de ensino numa perspectiva bilíngue utilizadas com uma criança surda, em idade pré-escolar, numa escola do interior do Estado de Goiás. A partir desse estudo, buscou-se identificar aspectos que sejam relevantes e que possam contribuir para uma proposta de ensino bilíngue para surdos que seja realmente eficaz, considerando a capacitação dos profissionais envolvidos nesse processo. As metodologias utilizadas foram leituras referentes à área da educação de surdos e pesquisa de campo, em que foi acompanhado de perto como esse processo de ensino está sendo realizado, não se limitando apenas à pesquisa, mas oferecendo suporte e apoio pedagógico para esta criança, em que ela pôde ter seu primeiro contato com a Língua de Sinais. Como um dos principais resultados desta pesquisa, é possível mencionar algumas falhas que prejudicam o ensino numa proposta bilíngue, como a falta de conhecimento, preparo e formação dos profissionais para lidar com esta modalidade de educação especial, a começar pelo desconhecimento da Língua de Sinais. Este trabalho tem uma importância significativa no sentido de se refletir sobre a prática da verdadeira inclusão...

Elaboração de material didático: uma necessidade da educação de surdos

Rocha, Andreia de Lima Campos
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.21%
O presente trabalho aborda a elaboração de material didático na educação de surdos e traz à discussão a necessidade de se construir materiais didáticos ao aluno surdo para os diferentes níveis educacionais. Para esta análise, tornou-se imprescindível estudar as características da pessoa surda, o processo histórico educacional do aprendiz, aspectos culturais e questões relevantes para seu aprendizado. No tocante à atividade de elaboração de material didático para a educação de surdos, não apenas relatou-se algumas experiências como também, a partir das análises realizadas, extraiu-se dessas algumas indicações que poderão servir de orientações pedagógicas à construção de recursos audiovisuais para o público pesquisado, ou seja, alunos surdos. Diante das pesquisas realizadas, tanto concernente aos referenciais teóricos quanto às realizadas por meio de observações em sala de aula em materiais produzidos pelos docentes, constatou-se que, de fato, há uma premente necessidade dos professores de surdos elaborar material didático das disciplinas as quais licenciam independente do nível educacional em que as ministram, haja vista a diferença linguística e percepção visual do aprendiz surdo. Doutra forma...

Educação de surdos: competências para o ensino

Gonçalves, Bárbara da Silva Ferreira
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
116.22%
O presente artigo discute a EDUCAÇÃO DE SURDOS: COMPETÊNCIAS PARA O ENSINO e visa apontar competências para a atuação docente com estudantes surdos das séries iniciais no contexto escolar contribuindo para a criação de uma identidade profissional ao mesmo tempo em que auxilia na compreensão dos processos de significação que envolve a aprendizagem do educando surdo. A metodologia de trabalho foi pautada nos métodos qualitativo e quantitativo e teve como instrumentos o questionário e a observação das situações pedagógicas envolvidas no ambiente escolar. A análise dos dados apontou que os conhecimentos gerais para o exercício da docência são considerados pelos professores como fundamentais à educação de surdos e que o domínio das ferramentas tecnológicas como recurso didático ainda é assunto a ser discutido. Concluiu-se que a definição de competências ao ensino, na educação de surdos, passa pela construção e reconstrução de paradigmas educacionais.; This article discusses the DEAF EDUCATION: SKILLS FOR TEACHING and aims to point skills for teaching performance with deaf students of primary school in the school context contributing to the creation of a professional identity while assists in understanding the processes of meaning involving the learning of the student deaf. The methodology was based on qualitative and quantitative methods and used as instruments a questionnaire and the observation of pedagogical situations involved in the school environment. The analysis of the data showed that general knowledge to the practice of teaching are considered by teachers as fundamental to deaf education and the domain of technological tools as teaching resource is still a subject to be discussed. It was concluded that the definition of the responsibilities of teaching...

Política para uma educação bilíngue e inclusiva a alunos surdos no município de São Paulo; A policy for bilingual education extensive to deaf pupils of the municipality of São Paulo

Lacerda, Cristina Broglia Feitosa de; Albres, Neiva de Aquino; Drago, Silvana Lucena dos Santos
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
96.32%
O objetivo deste artigo é analisar a atual política para educação de alunos com surdez no município de São Paulo, já que tal política tem impacto na indução de ações no sentido de criar ou não melhores condições para a aprendizagem desse alunado. A educação de surdos é tema polêmico e resultados satisfatórios nem sempre são alcançados. A língua de sinais é a língua de constituição de sujeitos surdos e, quando assumida nos espaços educacionais, favorece um melhor desempenho desses sujeitos. Propostas de escolas de surdos e de educação inclusiva emergem e debatem o direito linguístico da pessoa surda, a abordagem metodológica e a atuação de profissionais bilíngues, além de demandarem políticas governamentais para sua implementação. No Brasil, a Lei nº 10.436, de 2002, e o Decreto nº 5.626, de 2005, tratam da língua brasileira de sinais (Libras) e da educação de surdos, indicando a necessidade de formação de futuros profissionais (professor bilíngue, instrutor surdo e intérprete de Libras) cientes da condição linguística diferenciada dos alunos surdos. Nessa perspectiva, destaca-se o caso do município de São Paulo, que conta com surdos inseridos em dois contextos educacionais distintos: escolas municipais de educação bilíngue (para alunos surdos) e escolas regulares (que recebem alunos ouvintes e surdos) regulamentadas pelo Decreto nº 52.785...

O estado da arte de pesquisas sobre a educação de surdos no Brasil de 2007 a 2011

Pagnez, Karina Soledad; Universidade de São Paulo; Sofiato, Cássia Geciauskas; Universidade de São Paulo
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/03/2014 POR
Relevância na Pesquisa
116.17%
Este artigo apresenta os resultados de um estudo quantitativo-descritivo das pesquisas realizadas no Brasil no período de 2007 a 2011, com a busca realizada nos resumos de teses e dissertações disponíveis no Banco de Teses da Capes (www.capes.gov.br), tendo como palavras-chave: educação de surdos e Libras. A fim de analisar o corpus encontrado, foram definidas as seguintes categorias: (i) modalidade de produções, (ii) produções por ano, (iii) produções acadêmicas por universidades, (iv) áreas de concentração por ano, (v) temáticas escolhidas e quantidades por ano, (vi) tipos de pesquisa e quantidade por ano, (vii) referenciais teóricos relacionados à surdez e quantidades de citações por ano, (viii) órgãos de fomento à pesquisa. Destaca-se que, no período de cinco anos, foram defendidos 349 trabalhos, dentre os quais 281 dissertações de mestrado, 16 teses de doutorado e nove mestrados profissionais. A Universidade Federal de Santa Catarina foi o local em que foram realizadas 32 pesquisas no período, onde a área da Educação concentrou o maior número de trabalhos, totalizando 129, e a escolarização de surdos apresenta-se como temática recorrente com 30 trabalhos defendidos. O autor mais citado nos trabalhos é Vygotsky. De modo geral...

A educação de surdos e a robótica pedagógica livre

de Souza, Rafaela Santos; Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) - Salvador/BA; Cesar, Danilo Rodrigues; Universidade Federal de Uberlândia
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/12/2014 POR
Relevância na Pesquisa
116.22%
RESUMO:Neste artigo, defendemos a inserção dos fundamentos da Robótica Pedagógica Livre (RPL) em Espaços Multirreferenciais de Aprendizagem (EMA), inclusive – e especialmente – na educação de Surdos. Propomos uma ação educativa baseada em kits didáticos para robótica desenvolvidos com materiais de baixo custo e/ou sucatas tecnológicas-eletroeletrônicas. Através da interação com esses materiais, os Surdos são estimulados a buscar soluções para diferentes situações-problemas que podem ser propostas pelo educador, pela turma ou pela comunidade escolar. Essas atividades concretas e lúdicas estimulam a criatividade, o raciocínio lógico, a curiosidade, o senso de crítico e a abstração, levando esses sujeitos a pensar e agir coletivamente. Por esse motivo, entendemos que o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) podem potencializar o desenvolvimento das capacidades cognitivas dos Surdos a partir de ações contextualizadas e significativas. Buscando fundamentar este texto, apresentamos um projeto sobre o tema que foi implementado em uma escola pública de Belo Horizonte (MG) e em dois projetos implementados em espaços multirreferenciais nas cidades de Porto Alegre (RS) e de São Paulo (SP)...

Um pouco mais da história da educação dos surdos, segundo Ferdinand BerthierA little bit more about the deaf education, according to Ferdinand Berthier

Nascimento, Lilian Cristine Ribeiro
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.26%
Este artigo traz trechos da biografia do abade l'Epée, escrita por um professor surdo do Instituto para surdos de Paris, Ferdinand Berthier, em 1840. Apesar de enaltecer a figura do abade, criador da primeira escola para surdos na França, Berthier tece críticas ao método de l'Epée, uma vez que, segundo ele, em nome do ensino da escrita correta eram realizadas deformações na linguagem de sinais, modificações que acabavam por torná-la estranha aos próprios surdos. Apesar de escrito há dois séculos o texto de Berthier traz discussões que ainda hoje estão presentes entre os educadores, nas quais o tema central é a língua a que os surdos devem ser expostos no processo educacional. A polêmica língua de sinais versus língua oral apresentava-se, naquela época, como hoje, como o centro das discussões na educação dos surdos. Palavras-chave Educação de surdos; Língua de sinais; Ferdinand Berthier Abstract This article features extracts from the biography of the abbot L’Epée, written by a deaf professor from the Deaf Institute of Paris, Ferdinand Berthier, in 1840. Despite glorifying the abbot, who was the creator of the first deaf school in France, Berthier voiced criticism of the L’Epée method for generating deformities in the sign language for the sake of teaching correct writing; such changes made the language foreign to the deaf people themselves. Although written two centuries ago...

Língua escrita: letras (im) prováveis na educação de jovens e adultos surdosWritten language: letters (im)probable in deaf adults and youngsters education

Giordani, Liliane Ferrari
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 13/11/2008 POR
Relevância na Pesquisa
96.21%
Este artigo discute as representações culturais da escrita de jovens e adultos surdos a partir da concepção de letramento para além da escolarização. O texto apresenta as ferramentas analíticas que transitam pelo campo dos Estudos Culturais e da Teoria Crítica, entre elas as noções de letramento, representação e narrativa. Tais ferramentas possibilitaram uma análise sobre como os conteúdos produzidos pelas narrativas dos sujeitos surdos narram as estratégias de letramentos em suas histórias de vida, histórias de escrita da escola. Narrativas que constroem, neste texto, percursos dos lugares, falta de lugares e não lugares da escrita nas conversas pedagógicas reinventadas pelas conversas de vida. Esse trabalho revisita o espaço pedagógico onde estão inscritos os narradores da pesquisa, esta intencionalidade não centra sua preocupação no pedagógico e, sim, nas representações dos surdos jovens e adultos sobre seus usos e práticas sociais que envolvem a experiência da escrita. Palavras-chave Letramento; Narrativa; Representação; Educação de surdos Abstract This article discusses the cultural representations of writing by young and adult deaf people, from the concept of literacy beyond schooling. The paper presents the analytical tools approached by the fields of Cultural Studies and Critical Theory...