Página 1 dos resultados de 92 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Características estruturais do dossel forrageiro, valor nutritivo e produção de forragem em pastos de capim-mombaça submetidos a regimes de lotação intermitente.; Canopy structural characteristics, nutritive value and herbage production of mombaça grass pastures submmited to intermitent defoliation regimes.

Bueno, Adriana Amaral de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
36.84%
A produção e o valor nutritivo da forragem em pastagens são função de variações em composição botânica e morfológica do pasto que, por sua vez, são conseqüência do controle e monitoramento da condição e estrutura do dossel forrageiro. Dentro desse contexto, o objetivo deste experimento foi avaliar os efeitos de combinações entre intensidade e intervalo entre pastejos sobre a produção, composição botânica e morfológica e valor nutritivo da forragem ao longo de uma estação de crescimento inteira (janeiro/01 a fevereiro/02) em pastos de capim-Mombaça pastejados por bovinos. Adicionalmente, visou identificar estratégias de manejo do pastejo que permitissem obter alta produtividade e utilização de forragem, mantendo a estrutura do pasto dentro de limites aceitáveis de uso e garantindo, assim, alimento em quantidade e qualidade para os animais. O experimento foi realizado na Universidade Federal de São Carlos, Araras, SP, entre 8 de janeiro de 2001 e 23 de fevereiro de 2002. Os tratamentos corresponderam a combinações entre duas intensidades (30 e 50 cm de resíduo) e dois intervalos de pastejo (pastejo iniciado com 95 e 100 % de interceptação de luz do dossel forrageiro - IL) e foram alocados às unidades experimentais conforme delineamento de blocos completos casualizados...

Estrutura do dossel, interceptação luminosa e acúmulo de forragem em pastos de Capim-Marandu submetidos a alturas de pastejo por meio de lotação contínua. ; Sward structure, light interception and herbage acummulation of marandu grass swards submitted to grazing intensities by continuous stocking regimes.

Molan, Leonardo Kehdi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2004 PT
Relevância na Pesquisa
46.88%
Num ecossistema de pastagem a interceptação da luz incidente é o passo inicial de uma seqüência de eventos que resulta na produção de forragem. Vários são os fatores que interferem no processo de interceptação da luz e, dentre eles, os mais expressivos são aqueles relacionados com o índice de área foliar, com as características estruturais e com o arranjo espacial de componentes do dossel forrageiro. O presente experimento teve como objetivo estudar a estrutura do dossel, a interceptação luminosa e o acúmulo de forragem em pastos de Brachiaria brizantha cv. Marandu submetidos a lotação contínua por bovinos de corte. O experimento foi conduzido no Departamento de Zootecnia da USP/ESALQ. Os tratamentos corresponderam a quatro alturas de dossel (10, 20, 30 e 40 cm) mantidas constantes por meio de lotação contínua e taxa de lotação variável. O delineamento experimental foi o de blocos completos casualizados com quatro repetições. As variáveis estudadas foram: índice de área foliar (IAF), ângulo foliar, interceptação de luz, composição botânica/morfológica da forragem, distribuição vertical dos componentes do dossel forrageiro e acúmulo de forragem. A composição da massa de forragem dos pastos não apresentou grande variação entre tratamentos...

Modelagem do balanço de energia do dossel da cultura do pimentão em casa de vegetação.; Canopy energy balance modeling of sweet pepper cultivated in greenhouse.

Atarassi, Roberto Terumi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
46.65%
Dentre os elementos em um sistema de produção em casa de vegetação, o dossel da cultura é o que mais afeta o microclima interno, sendo de grande importância o entendimento dos seus processos de troca de energia. Dada à complexidade da interação entre os vários elementos, a modelagem mostra-se como uma importante ferramenta para a pesquisa em ambientes protegidos, porém muito pouco utilizado no Brasil. O objetivo do presente trabalho foi o desenvolvimento de um modelo de simulação para estimativa dos componentes do balanço de energia do dossel da cultura do pimentão em casa de vegetação e sua calibração e teste com dados de um experimento de campo. Foi desenvolvido um modelo em equilíbrio dinâmico composto de quatro submodelos: fluxo de calor latente (λE), fluxo de calor sensível (H), balanço de ondas curtas (BOC) e balanço de ondas longas (BOL). Os submodelos para λE e H foram baseados em teorias de transferência de massa e calor por convecção mista associada a uma equação de estimativa da resistência estomática a partir de medidas climáticas. Os submodelos de BOC e BOL levaram em consideração a disposição em linhas da cultura, a cobertura parcial do dossel e o Índice de Área Foliar (IAF). O modelo foi implementado em planilha eletrônica MICROSOFT EXCEL 2000 e resolvido numericamente através de uma rotina escrita em linguagem VBA (Visual Basic para Aplicativos). O modelo foi calibrado e testado com experimento em casa de vegetação em arco com 17...

Assimilação de carbono, acúmulo de forragem e eficiência de pastejo em pastagens de capim-marandu [Brachiaria brizantha (Hochst ex A. Rich.) Stapf.] em resposta à oferta de forragem.; Carbon uptake, forage net accumulation and grazing efficiency responses to herbage allowance in Marandu palisadegrass [Brachiaria brizantha (Hochst ex A. Rich.) Stapf.] pastures.

Braga, Gustavo José
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/01/2005 PT
Relevância na Pesquisa
36.71%
A oferta de forragem exerce forte influência sobre o consumo e o desempenho dos animais em pastejo com reflexos na estrutura do dossel e no acúmulo de forragem. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da oferta de forragem (OF) sobre a capacidade fotossintética foliar e do dossel, o acúmulo de forragem, a estrutura do dossel e a eficiência de pastejo em pastagens de capim-Marandu [Brachiaria brizantha (Hochst ex A. RICH.) STAPF.] sob lotação rotacionada. O experimento foi realizado na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo em Pirassununga SP de dezembro de 2002 a abril de 2004. O delineamento experimental foi o de blocos completos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos foram quatro níveis de OF, 5, 10, 15 e 20 kg massa de forragem 100 kg peso vivo-1 dia-1 (%) em lotação rotacionada com ciclos de pastejo de 35 dias, com 28 dias de descanso e sete de ocupação. As variáveis avaliadas durante a rebrotação foram o índice de área foliar (IAF), a interceptação de luz, a altura média do dossel, a massa de forragem e a fotossíntese foliar. A eficiência de pastejo foi estimada em função do acúmulo de forragem durante a rebrotação e da taxa de desaparecimento de forragem...

Estrutura do dossel, interceptação de luz e acúmulo de forragem em pastos de capim-marandu submetidos a estratégias de pastejo rotativo por bovinos de corte; Sward structure, light interception and herbage accumulation of marandu palisadegrass subjected to rotational grazing strategies by beef cattle

Souza Junior, Salim Jacaúna de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.65%
Variações em estrutura e condição do dossel forrageiro determinam e condicionam as respostas tanto de plantas como de animais no ecossistema pastagem. O objetivo deste trabalho foi analisar e descrever o efeito de combinações entre intensidades e freqüências de pastejo sobre a estrutura do dossel, interceptação de luz e acúmulo de forragem em pastos de Brachiaria brizantha cv. Marandu submetidos a pastejo rotativo por bovinos de corte. O experimento foi realizado no Departamento de Zootecnia da USP/ESALQ, de outubro de 2004 a dezembro de 2005. Os tratamentos experimentais compreenderam a combinação entre duas intensidades (altura póspastejo de 10 e 15 cm) e dois intervalos entre pastejos, ou seja, o período de tempo necessário para se atingir 95 e 100% de interceptação da luz incidente pelo dossel durante a rebrotação (IL), e foram alocados aos piquetes experimentais de 1.200 m2 segundo um delineamento de blocos completos casualizados, arranjo fatorial 2 x 2 e 4 repetições. Foram estudadas as variáveis: interceptação de luz, altura do dossel, índice de área e ângulo da folhagem, massa de forragem, distribuição vertical dos componentes morfológicos no perfil dos pastos, densidade volumétrica e acúmulo de forragem. A estrutura do dossel na condição de pré-pastejo apresentou consistentemente cerca de 50% de sua porção superior composta por lâminas foliares independentemente da época do ano e do tratamento. A distribuição dos componentes morfológicos no perfil vertical dos pastos variou com a época do ano e com a estratégia de pastejo aplicada. Pastos manejados com 95% de IL apresentaram maior presença de folhas...

Dinâmica do acúmulo de forragem em pastos de Brachiaria brizantha cv. Marandu submetidos à lotação contínua e ritmos de crescimento contrastantes; Dynamics of herbage accumulation of marandu palisadegrass swards subjected to continuous stocking and contrasting rhythms of growth

Mesquita, Priscila de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.65%
Recentemente o conceito de alvo de manejo tem sido utilizado para definição de estratégias de manejo do pastejo, com a altura do pasto, dentre outras características estruturais do dossel, assumindo um papel importante para implementação desse conceito em condições de campo. Práticas de manejo podem influenciar de forma diferente os processos de crescimento e senescência, afetando assim a estrutura e o acúmulo de forragem e, por essa razão, precisam ter seu efeito conhecido de forma a permitir o planejamento práticas de manejo do pastejo eficientes e sustentáveis. Dentro desse contexto, o objetivo deste experimento foi avaliar a estrutura do dossel forrageiro, seus padrões de variação ao longo do ano e a dinâmica do acúmulo de forragem em pastos de capim-marandu mantidos a 30 cm de altura por meio de lotação contínua e submetidos a ritmos de crescimento contrastantes de janeiro de 2007 a abril de 2008. Os tratamentos corresponderam à aplicação de três doses de nitrogênio (150, 300 e 450 kg/ha de N) mais o controle (sem adubação), e foram alocados às unidades experimentais (piquetes de 1200 m2) segundo um delineamento de blocos completos casualizados, com quatro repetições. Foram avaliadas as seguintes variáveis-resposta: massa de forragem...

Respostas morfogênicas e dinâmica de acúmulo de forragem do capim-xaraés [Brachiaria brizantha (A. Rich.) Stapf. cv. Xaraés] submetido a estratégias de pastejo rotativo; Morphogenic responses and accumulation forage dynamic in Xaraés palisadegrass [Brachiaria brizantha (A. Rich.) Stapf. cv. Xaraés] pasture in response of strategies for defoliation

Curcelli, Felipe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.53%
O estudo da morfogênese e da dinâmica de acúmulo de forragem possibilita melhor entendimento dos processos fisiológicos da planta em resposta a práticas de manejo empregadas. O presente estudo foi conduzido em uma área pertencente ao Departamento de Zootecnia da ESALQ/USP, estabelecida com o capim-xaraés [Brachiaria brizantha (Hochst ex A. RICH) STAPF. cv. Xaraés], durante o verão agrostológico de 2006/2007. O objetivo do estudo foi comparar as respostas morfogênicas e estruturais do capim-xaraés submetido a estratégias de pastejo rotativo em janelas temporais pré-estabelecidas, perfazendo um verão agrostológico, para estabelecer possíveis contrastes nas respostas dessa espécie a intervalos de rebrotação variáveis. O experimento envolveu três tratamentos baseados em intervalo de pastejo: a cada 28 dias ou sempre que a interceptação de luz (IL) pelo dossel forrageiro atingisse 95% ou 100% durante a rebrotação. O delineamento experimental utilizado foi o completamente casualizado, com três repetições. Os dados foram coletados em três momentos durante o verão agrostológico, correspondentes aos meses de Out/Nov, Dez/Jan e Fev/Mar. Foram avaliadas as seguintes variáveis-reposta: densidade populacional de perfilhos (DPP) aéreos e basais...

Respostas fotossintéticas à variação da temperatura foliar do dossel na Flona do Tapajós - PA; Photosynthetic responses to canopy leaf temperature at FLONA Tapajós, Para state, Brazil

Felsemburgh, Cristina Aledi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.45%
As florestas tropicais representam grande parte do carbono armazenado na forma de biomassa. São caracterizadas por uma alta taxa de produtividade primária, no entanto, não é muito claro o entendimento de como as florestas tropicais respondem ao balanço de carbono com o avanço das mudanças climáticas. Um dos efeitos relacionados ao aumento de concentração de dióxido de carbono na atmosfera e ao aumento da temperatura ambiental, que pode contribuir para ocorrência de distúrbios na função de assimilação ou emissão deste composto dentro das florestas tropicais, é a temperatura. A temperatura tem sido apontada, como influenciadora nas trocas gasosas das plantas, afetando a fotossíntese e a respiração. Neste sentido, estudos que visam melhorar o entendimento dos processos fisiológicos das plantas, principalmente os que estão envolvidos com a ciclagem do C, são importantes para gerar informações sobre os efeitos das mudanças globais nos padrões de respostas da assimilação de CO2 das plantas ou ecossistemas. O objetivo deste trabalho foi determinar as respostas dos processos de fotossíntese e respiração em função da temperatura foliar de um indivíduo e comunidade em estudo. O trabalho foi desenvolvido na Floresta Nacional (FLONA) dos Tapajós (2º 51 Sul (S)...

Intensidade de pastejo como condicionante da estrutura do dossel e da assimilação de carbono de pastos de capim Xaraés [Brachiaria brizantha (A. Rich) Stapf. cv. Xaraés] sob lotação contínua; Grazing intensity as a determinant of structure and carbon assimilation in swards of Xaraes palisadegrass [Brachiaria brizantha (A. Rich.) Stapf. cv. Xaraés] under continuous stocking

Pequeno, Diego Noleto Luz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.76%
A produção de forragem em pastagens é resultado de um processo complexo e dinâmico onde características estruturais como o arranjo e a distribuição de partes da planta e o padrão de distribuição de luz condicionam respostas fisiológicas e produtivas. A altura de dossel mantida constante pode ser relacionada com respostas produtivas, estruturais e fisiológicas do dossel, possibilitando recomendações de manejo do pastejo. O objetivo do trabalho foi quantificar o efeito da altura de dossel mantida constante em 15, 30 e 45 cm sobre características produtivas e morfo-fisiológicas do capim Xaraés [Brachiaria brizantha (A. Rich) Stapf. cv. Xaraés] submetido à lotação contínua. O estudo foi realizado na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, campus da USP, localizado em Piracicaba SP. Foram avaliados a produção e taxas de acúmulo de forragem, proporção de folhas, colmos e material morto, índice de área foliar (IAF), interceptação luminosa (IL), ângulo foliar e taxas de fotossíntese foliar e de dossel. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com três tratamentos e três repetições. As unidades experimentais (piquetes) tiveram 120 m2 cada e as alturas de dossel foram mantidas constante utilizando a técnica de mob grazing. O total de forragem produzida e a taxa de acúmulo não variaram com as alturas de dossel estudadas. A massa de forragem total mantida nos pastos esteve diretamente relacionada com a altura de dossel. A maior proporção de folhas nos dosséis mantidos a 15 cm foi acompanhada de menor proporção de colmos...

Intensidade e frequência de desfolhação como definidores da estrutura do dossel, da morfogênese e do valor nutritivo da Brachiaria decumbens Stapf. cv. Basilisk sob lotação intermitente; Defoliation intensity and frequency as determinants of sward structure, morphogenesis, and forage nutritive value of Brachiaria decumbens Stapf. cv. Basilisk under intermittent grazing

Portela, Jorge Nunes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.58%
O capim-braquiária (Brachiaria decumbens Stapf. cv. Basilisk) tem grande importância para sistemas de produção pecuários no Brasil, notadamente em regiões com baixa fertilidade natural do solo. O objetivo do presente trabalho foi estudar efeitos de duas intensidades (5 e 10 cm de altura pós-pastejo) e duas frequências de desfolhação (descanso até 95 e 100% de interceptação luminosa, IL, para início do pastejo) como definidores da estrutura do dossel, da morfogênese e do valor nutritivo da B.decumbens cv. Basilisk sob lotação intermitente. O estudo foi conduzido em Brotas - SP. O período experimental foi de Jan 2007 a Ago 2008, compreendendo sete épocas (Verão/2007, Outono/2007, Inverno/2007, Final de primavera/2007, Verão/2008, Outono/2008 e Inverno/2008) para as variáveis: produção de forragem, composição morfológica, índice de área foliar (IAF), altura de dossel, IL e valor nutritivo de folhas. Para características morfogênicas, densidade e demografia de perfilhos, o período foi de Ago 2007 a Ago 2008 e para valor nutritivo da forragem de Jan 2008 a Ago 2008. Os tratamentos foram quatro combinações possíveis entre as duas intensidades e frequências de desfolhação, em arranjo fatorial, com quatro repetições num delineamento inteiramente casualizado.O manejo com 100% IL resultou em produção total de 17...

Fitossociologia e distribuição de espécies arbóreas em uma floresta ribeirinha secundária no município de Rio Claro, SP, Brasil

Prata, Eduardo Magalhães Borges; Pinto, Sérgio dos Anjos Ferreira; Assis, Marco Antonio
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 159-168
POR
Relevância na Pesquisa
36.53%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); (Fitossociologia e distribuição de espécies arbóreas em uma floresta ribeirinha secundária no Município de Rio Claro, SP, Brasil). Foram realizados os levantamentos florístico e fitossociológico em 0,44 hectare de floresta ribeirinha secundária em uma área de micro-bacia do Ribeirão Claro (Rio Claro, SP), visando investigar a estrutura e distribuição das espécies em uma comunidade com elevada heterogeneidade observada para a cobertura de dossel e regime hídrico dos solos. Foram amostrados todos os indivíduos arbóreos com perímetro a altura do peito (PAP) ³ 10 cm em 44 parcelas de 10 × 10 m. O regime hídrico foi avaliado por um ano e a cobertura de dossel foi quantificada com densiômetro esférico. Foram gerados os descritores fitossociológicos para toda a área amostral e para cada grupo resultante das análises de ordenação (DCA) e de agrupamento (Cluster). Verificou-se baixa riqueza florística (22 espécies) e elevados valores de importância concentrados em poucas espécies. A área apresentou, em escala local, três micro-ambientes distintos em relação à composição e estrutura da comunidade arbórea. A distribuição das espécies mais abundantes esteve associada à variação espacial da luminosidade no interior da mata...

Dinâmica do dossel em mata semidecídua no perímetro urbano de Belo Horizonte, MG

PAULA,SANDER ANTÔNIO DE; LEMOS FILHO,JOSÉ PIRES DE
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
A análise da dinâmica do dossel tem grande importância para se avaliar o efeito da urbanização nos fragmentos florestais, uma vez que alterações nas copas resultam em modificações abióticas e bióticas abaixo destas. Para a analise da dinâmica do dossel, avaliou-se a produção de serapilheira e o índice de área foliar (IAF), obtido por três diferentes metodologias, durante dois anos, em um fragmento de mata semidecídua, do perímetro urbano de Belo Horizonte, MG. A produção de serapilheira média anual foi de aproximadamente 6,47 t. ha-1. ano-1, com grande variação sazonal. Os valores médios de IAF obtidos a partir de fotografias hemisféricas (IAF-foto) e utilizando o LAI-2000 (LI-COR) (IAF-LAI2000), no final da estação chuvosa, foram respectivamente, 2,3 e 4,9 e 0,78 e 1,3, na estação seca. Esses valores foram superiores aos valores de IAF obtidos a partir da área foliar específica das folhas da serapilheira (IAF-serapilheira). Os métodos utilizando imagens hemisféricas (IAF-foto e IAF-LAI2000) mostraram, apesar de valores distintos, a dinâmica do dossel de maneira similar. O IAF-serrapilheira mostra essa dinâmica de maneira inversa, com uma boa relação linear negativa entre os valores de IAF, obtidos através das imagens hemisféricas...

Fenologia de espécies do dossel e do sub-bosque de duas Florestas de Restinga na Ilha do Mel, sul do Brasil

Marques,Márcia C.M.; Oliveira,Paulo Eugênio A.M.
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
36.45%
Devido à ampla distribuição geográfica, a Floresta Atlântica e os ecossistemas associados estão sujeitos a condicionantes ambientais que variam de acordo com a latitude e que devem influenciar nos processos dinâmicos das comunidades. Para avaliar se a fenologia de florestas da região atlântica pode ser determinada por tais variações, plantas do dossel e do subbosque (total 55 espécies) de duas Florestas de Restinga (Floresta não inundável e Floresta inundável) foram acompanhadas por dois anos na Ilha do Mel, localizada em região meridional da distribuição da Floresta Atlântica e com pouca diferença climática entre o período superúmido (setembro a maio) e úmido (junho a agosto). Apesar das diferenças florísticas e estruturais, as duas florestas apresentaram padrões semelhantes, com pico de queda de folhas (outubro a dezembro), brotação (dezembro a janeiro), floração (dezembro a janeiro) e frutificação (março a abril) ocorrendo sucessivamente ao longo da estação superúmida, o que esteve correlacionado principalmente com as variações do comprimento do dia e da temperatura. Dossel e sub-bosque apresentaram padrões fenológicos distintos, sendo que no primeiro houve maior sincronia interespecífica. Os resultados mostraram que mesmo localizadas na situação marginal de distribuição do clima tropical...

Produção e espessura da serapilheira na borda e interior de fragmentos florestais de Mata Atlântica de diferentes tamanhos

Portela,Rita de Cássia Quitete; Santos,Flavio Antonio Maës dos
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
A fragmentação florestal é um dos principais impactos antrópicos a comunidades naturais da atualidade, podendo levar à extinção muitas espécies e também alterar muitos processos ecológicos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência do tamanho e da borda de fragmentos florestais na produção e espessura da serapilheira e na abertura do dossel de quatro fragmentos florestais de Mata Atlântica de diferentes tamanhos. A produção de serapilheira foi maior no maior fragmento (8,90 t ha-1 ano-1 no interior e na borda 8,76 t ha-1 ano-1), do que nos três fragmentos pequenos (7,26 t ha-1 ano-1 na interior e 7,27 t ha-1 ano-1 na borda), já a espessura da camada de serapilheira depositada sobre o solo e a abertura do dossel da floresta não apresentaram relação com o tamanho do fragmento. Não foi encontrada diferença entre a produção e espessura de serapilheira e a abertura do dossel entre áreas de borda e de interior. A estação seca teve influência direta no aumento da produção de serapilheira. Com relação à área do fragmento, podemos inferir que a diferença entre queda e espessura de serapilheira deve estar relacionada com diferenças de taxa de decomposição nesses fragmentos, sendo maior no fragmento grande devido à maior umidade. Não houve relação entre a produção de serapilheira e a abertura do dossel...

Fitossociologia e distribuição de espécies arbóreas em uma floresta ribeirinha secundária no mnicípio de Rio Claro, SP, Brasil

Prata,Eduardo Magalhães Borges; Pinto,Sérgio dos Anjos Ferreira; Assis,Marco Antonio
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.53%
(Fitossociologia e distribuição de espécies arbóreas em uma floresta ribeirinha secundária no Município de Rio Claro, SP, Brasil). Foram realizados os levantamentos florístico e fitossociológico em 0,44 hectare de floresta ribeirinha secundária em uma área de micro-bacia do Ribeirão Claro (Rio Claro, SP), visando investigar a estrutura e distribuição das espécies em uma comunidade com elevada heterogeneidade observada para a cobertura de dossel e regime hídrico dos solos. Foram amostrados todos os indivíduos arbóreos com perímetro a altura do peito (PAP) ³ 10 cm em 44 parcelas de 10 × 10 m. O regime hídrico foi avaliado por um ano e a cobertura de dossel foi quantificada com densiômetro esférico. Foram gerados os descritores fitossociológicos para toda a área amostral e para cada grupo resultante das análises de ordenação (DCA) e de agrupamento (Cluster). Verificou-se baixa riqueza florística (22 espécies) e elevados valores de importância concentrados em poucas espécies. A área apresentou, em escala local, três micro-ambientes distintos em relação à composição e estrutura da comunidade arbórea. A distribuição das espécies mais abundantes esteve associada à variação espacial da luminosidade no interior da mata...

Estrutura populacional e dendroecologia de Araucária angustifolia (Bertol.) Kuntze em diferentes condições de crescimento no Parque Nacional do Iguaçu/PR : interior e borda de floresta natural

Albiero Junior, Alci
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 95f. : il. algumas color., grafs., tabs., mapas.; application/pdf
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
36.59%
Orientadora : Drª Lívia Godinho Temponi; Co-orientador: Dr. Franklin Galvão; Co-orientador: Dr. Paulo Cesar Botosso; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Botânica. Defesa: Curitiba, 11/04/2014; Inclui referências; Resumo: Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntz pode ser considerada uma das espécies arbóreas de ocorrência mais antiga na América do Sul, além de sua relevância social, ecológica e econômica. Atualmente suas populações encontram-se drasticamente reduzidas, resguardadas em fragmentos de Floresta Ombrófila Mista e Campos. O Parque Nacional do Iguaçu no estado do Paraná representa o mais significativo remanescente de floresta subtropical do Sul do Brasil e importante refúgio na preservação da araucária. Entretanto, estudos descrevendo sua dinâmica frente a diferentes condições fitofisionômicas que ocorrem ao longo de seu habitat são inexistentes nesta unidade de conservação. Neste contexto, o presente trabalho objetivou analisar a estrutura populacional e a dendroecologia da araucária em diferentes condições de crescimento no interior florestal e na borda da floresta natural. Em cada condição de crescimento todas as araucárias a partir de 10 cm de altura foram selecionadas em 100 parcelas de 10 x 10 metros. Ao todo 479 indivíduos de araucária foram amostrados...

Acúmulo de forragem e valor nutritivo de híbrido interespecífico de Brachiaria sob pastejo intermitente

Echeverria, Joilson Roda
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Objetivou-se avaliar os efeitos de duas frequências de desfolhação associadas com duas intensidades de pastejo na produção de forragem e nas características estruturais do dossel de híbrido interespecífico de Brachiaria HBGC 331, sob lotação intermitente. O delineamento utilizando foi de blocos casualizados, com quatro tratamentos e quatro repetições, em um arranjo fatorial 2 x 2. Os tratamentos corresponderam à combinação entre duas frequências de desfolhação, 95 e 100% de interceptação de luz (IL) pelo dossel forrageiro, e duas intensidades de pastejo, 10 e 15 cm de altura de resíduo. As alturas médias do dossel para pastos cujo pastejo foi iniciado quando o dossel forrageiro interceptava 95% da radiação solar incidente foi de 27 cm. Já para pastos manejados com 100% de IL, a altura média do dossel foi de 38 cm. Pastos manejados na condição 95/10 apresentaram maior número de perfilhos basilares, quando comparados ás demais combinações de frequência e intensidade de pastejo. A massa de forragem (MF) no pré e pós-pastejo e a porcentagem de colmo foram superiores quando os pastos foram manejados com 100% de IL. No entanto, a relação folha:colmo foi maior em pastos manejados com IL de 95%. Durante a época das águas foram observados maiores números de perfilhos basilares...

Relações entre a estrutura da sinúsia herbácea terrícola e a cobertura do dossel em floresta estacional no Sul do Brasil

Inácio,Camila Dellanhese; Jarenkow,João André
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
36.53%
A sinúsia herbácea terrícola ainda é pouco estudada em florestas tropicais e subtropicais, principalmente no que se refere a sua relação a fatores ambientais. O objetivo deste trabalho foi descrever a estrutura desta sinúsia em floresta estacional, no Parque Estadual do Turvo em duas estações do ano e relacioná-la ao grau de abertura do dossel, medido pelo uso de fotografias hemisféricas. O levantamento de 30 unidades amostrais de 2 x 2 m resultou na amostragem de 29 espécies herbáceas, sendo 13 pteridófitas e 16 magnoliófitas. Lastreopsis effusa (Sw.) Tindale e Thelypteris scabra (C. Presl) Lellinger foram as espécies com maiores freqüências e coberturas. Didymochlena truncatula (Sw.) J. Sm. obteve elevado valor de cobertura e Olyra humilis Nees e Pharus lappulaceus Aubl. alta freqüência. A média das alturas foi de 37 cm (s ± 27). A diversidade (H') estimada no verão foi de 2,771 (nats) e a equabilidade (J') de 0,823, não diferindo significativamente do inverno (P = 0,509), assim como a composição e a cobertura herbácea não diferiram entre as duas estações (P = 0,728). Houve correlação entre a cobertura absoluta por parcela e o grau de abertura do dossel (P = 0,005). As maiores riqueza e diversidade e o porte e a cobertura elevados...

Relação entre heterogeneidade ambiental e distribuição de espécies em uma floresta paludosa no Município de Cristais Paulista, SP, Brasil

Teixeira,Aloysio de Pádua; Assis,Marco Antonio
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.58%
Neste estudo foi caracterizada a composição florística e fitossociológica de uma floresta paludosa no nordeste do Estado de São Paulo, onde variações no padrão de drenagem ocorrem principalmente no sentido perpendicular ao curso d'água, em função da topografia. Nosso objetivo foi investigar a distribuição das espécies em relação ao substrato e a entrada de luz na comunidade. Foram alocadas 60 parcelas de 10×10 m, distribuídas em seis grupos de 10 parcelas cada. Em cada parcela foram medidos e identificados os indivíduos com PAP > 10 cm, avaliadas as propriedades químicas e granulometria do solo, o desnível topográfico, a drenagem e a abertura do dossel. Foram registradas 88 espécies, das quais 61 foram observadas nas parcelas. Uma análise de correspondência canônica (CCA) indicou correlações entre a distribuição das 29 espécies mais abundantes e drenagem, desnível topográfico e Fe no eixo 1 e abertura do dossel no eixo 2. O coeficiente de Spearman indicou correlações significativas entre 66% das 29 espécies e profundidade do lençol freático ou abertura do dossel. Como exemplo, Calophyllum brasiliense e Xylopia emarginata prevaleceram em solos mal drenados; Siphoneugena densiflora e Virola sebifera em solos bem drenados; Myrcia laruotteana e Xylopia sericea em parcelas com maior abertura de dossel. A heterogeneidade ambiental foi um importante fator na determinação da distribuição e a coexistência de espécies...

A relação V/VE da radiação solar sob o dossel de uma área de Mata Atlântica

Zaia,José Eduardo; Takaki,Massanori
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1999 PT
Relevância na Pesquisa
36.53%
A distribuição espectral da radiação foi obtida nos meses de agosto de 1994, junho e agosto de 1995 numa área de Mata Atlântica situada no Parque Estadual Intervales, Base do Saibadela (24º14'S e 48º04'W). município de Sete Barras, SP. As leituras de varredura do espectro foram realizadas com espectroradiômetro LI-1800, em 22 pontos sob o dossel da floresta e três pontos numa área aberta, em condições de céu aberto (sol) e céu encoberto (nublado). Para a análise foram utilizadas as variáveis PPFD e a relação V/VE (655-665/725-735nm). A qualidade da luz fora do dossel não foi influenciada pela radiação difusa. Sob o dossel, foi observado aumento significativo (P<0.05) da relação V/VE (0,54 ± 0,08) em condição de céu nublado comparado com a condição de céu aberto (0,27 ± 0,07). Esta grande alteração na qualidade de luz, devido aos longos períodos de chuva e céu encoberto que ocorrem com muita freqüência na região, pode ser de grande relevância para os processos fotomorfogênicos das espécies vegetais que ocorrem neste ambiente.