Página 1 dos resultados de 14 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Adopção de políticas de segurança de sistemas de informação na administração pública local em Portugal

Lopes, Isabel Maria
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
16.26%
Nas últimas décadas, com a crescente dependência das organizações dos seus Sistemas de Informação (SI), o valor da informação assumiu uma importância vital para as organizações. A atenção das organizações, que era focada primordialmente nos seus activos tangíveis (físicos e financeiros), passou também a focar-se no activo informação. A Segurança de Sistemas de Informação (SSI) é um tema crítico a ter em conta nas organizações de todo o mundo. Face à importância das tecnologias de informação para o negócio e à utilização massiva da Internet e dos serviços que lhe estão associados, o número de ameaças que a informação está sujeita é cada vez mais elevado e consequentemente a necessidade de proteger os sistemas de informação torna-se mais premente. Tanto ou mais importante que atingir os níveis de segurança de informação adequados a cada organização, é conseguir mantê-los. Não basta ter software e hardware que contribua para a segurança da informação, mas também uma política de segurança e uma boa gestão da segurança, de forma a alicerçar devidamente os esforços de protecção dos activos do Sistema de Informação. No que diz respeito à Administração Pública Local...

Memorias/identidades em relação ao ensino e formação de professores de historia : dialogos com foruns academicos nacionais; Memories/identities related to teaching and formation of history teachers : dialogs with national academic forums

Ilka Miglio de Mesquita
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
16.18%
Esta tese tem como objeto de estudo o papel da Anpuh, enquanto entidade científica, e dos fóruns acadêmicos nacionais em relação ao ensino e formação de professores de História, no período de 1980 até 2006. Trata-se de uma narrativa histórica a partir do diálogo com a Anpuh, o Grupo de Trabalho ? GT Ensino de História e Educação, o Encontro Nacional Perspectivas do Ensino de História e o Encontro Nacional de Pesquisadores do Ensino de História. O objetivo é perceber e compreender como são produzidas as práticas de memórias/identidades, por meio das manifestações coletivas desenvolvidas nesses fóruns acadêmicos nacionais. O movimento de produção da narrativa histórica foi realizado pela metodologia da história oral temática, compreendida aqui pela metáfora de um tear manual, composto de ferramentas teórico-metodológicas, pelo conjunto de fios de Memória e Identidade associados à trama; pelo objeto e problema da pesquisa, além dos fios da urdidura que foram colocados previamente no sentido do comprimento do tear. A escolha da história oral temática é um movimento que se traduz na tessitura de nossa investigação, pelo diálogo que estabelecemos com autores e atores, fios que se entrelaçaram no tear pelo movimento do rolo urdidor...

A temática da humanização na saúde: alguns apontamentos para debate; La temática de la humanización en la salud: algunos apuntes para debate

Souza, Waldir da Silva; Moreira, Martha Cristina Nunes
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
PT_BR
Relevância na Pesquisa
26.4%
A humanização na saúde é tematizada segundo uma digressão sociohistórica sobre as bases do humanismo no Ocidente e sua atual diluição em diversos setores da vida social; diluição esta qualificada com um tom positivo, essencialista, que contribui para que o humanismo seja identificado como um bem sagrado ou uma grife. Buscando problematizar esta questão, foram considerados os documentos produzidos pela Política Nacional de Humanização, confrontando o princípio constitucional da integralidade com a orientação da humanização. Nos documentos, a perspectiva da produção da saúde engloba: a atenção ou prestação do cuidado (práticas profissionais), a gestão dos processos de trabalho e a participação dos usuários ou controle social no interior dos processos de trabalho na saúde. Conclui-se que discutir humanização significa: rever idealizações que desconsideram os limites do humano, admitir o conflito como motor de negociações, e colocar em análise a forma como os grupos se organizam em seus processos de trabalho.

Políticas da comunicação em Portugal : actores, decisões e não decisões

Sousa, Helena
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /05/2001 POR
Relevância na Pesquisa
16.02%
Comunicação apresentada na Sessão Temática «Políticas de Comunicação» do I Congresso Ibérico de Comunicação, Málaga, 7 – 9 de Maio de 2001.; Com este trabalho, pretendemos apresentar os aspectos mais relevantes da política de comunicação, em Portugal, nos últimos tempos. Começaremos por fazer uma breve abordagem às reformas estruturais introduzidas durante as legislaturas de Cavaco Silva e, de seguida, analisaremos criticamente a intervenção dos governos de António Guterres (no poder desde Outubro de 1995) na imprensa, rádio, televisão, telecomunicações e na chamada sociedade da informação. Numa fase de acelerada convergência tecnológica, a intervenção política e reguladora tem primado pela fragmentação e progressiva diluição de poderes. Para além da apresentação dos principais actores envolvidos nesta esfera, das mais relevantes linhas de acção política, este artigo abordará também a ausência de intervenção como forma de exercício de poder.

Adopção de políticas de segurança de sistemas de informação na Administração Pública Local em Portugal

Lopes, Isabel Maria
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 03/07/2012 POR
Relevância na Pesquisa
16.26%
Tese de doutoramento em Tecnologias e Sistemas de Informação; Nas últimas décadas, com a crescente dependência das organizações dos seus Sistemas de Informação (SI), o valor da informação assumiu uma importância vital para as organizações. A atenção das organizações, que era focada primordialmente nos seus activos tangíveis (físicos e financeiros), passou também a focar-se no activo informação. A Segurança de Sistemas de Informação (SSI) é um tema crítico a ter em conta nas organizações de todo o mundo. Face à importância das tecnologias de informação para o negócio e à utilização massiva da Internet e dos serviços que lhe estão associados, o número de ameaças que a informação está sujeita é cada vez mais elevado e consequentemente a necessidade de proteger os sistemas de informação torna-se mais premente. Tanto ou mais importante que atingir os níveis de segurança de informação adequados a cada organização, é conseguir mantê-los. Não basta ter software e hardware que contribua para a segurança da informação, mas também uma política de segurança e uma boa gestão da segurança, de forma a alicerçar devidamente os esforços de protecção dos activos do Sistema de Informação. No que diz respeito à Administração Pública Local...

Implicações dos Locative media nos comportamentos infocomunicacionais : proposta de modelo sistémico interacinal para análise e design

Reis, Paulo Jorge Dias Estima dos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
16.02%
A prática infocomunicacional dos indivíduos é, hoje, marcada pela simultaneidade das interações imediatas e mediadas. As nossas vidas desenlaçam-se nos domínios físico e digital e, não obstante conseguirmos habitualmente distingui-los, a tendência é integrá-los – na maioria das vezes, não estamos necessariamente cientes da natureza física, digital ou híbrida da informação com que lidamos. As mesmas noções aplicam-se particularmente ao sentido de espaço e lugar, enquanto construções sociais, provenientes da experiência. O objetivo da investigação aqui descrita é apresentar uma perspetiva sistémica, não-dicotómica e integrativa da interação, numa lógica espacial híbrida, onde o digital e o físico emergem como um só na experiência. Explorase neste trabalho bibliografia sobre a temática, desde as noções tecnologicamente determinísticas da diluição do espaço e do tempo nas sociedades marcadas pela mediação, até conceções mais recentes que apontam para a reconfiguração dos domínios físico e digital pela prática humana. A nossa perspetiva é ilustrada na proposta de um modelo sistémico interacional para contextos híbridos. Metodologicamente, foram utilizados dois métodos de cariz qualitativo: diários e focus group. A escolha da abordagem qualitativa justifica-se pela necessidade de captar o fenómeno infocomunicacional e interacional com a riqueza contextual associada – a utilização de diários permite o acesso a relatos de experiências autênticas (e não despoletadas pela investigação)...

Catástrofe externa com substâncias químicas perigosas da indústria de refinação de petróleo

Sabido, Maria João S. L.
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 02/07/2014 POR
Relevância na Pesquisa
16.02%
Relatório de Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica; Este relatório representa o trabalho desenvolvido no projeto de desenvolvimento académico sobre catástrofe externa com substâncias químicas perigosas da indústria de refinação de petróleo. Sustentados no modelo de conservação de Myra Levine na metodologia de trabalho de projeto com as etapas diagnóstico, planeamento, execução, avaliação e divulgação de resultados na forma de um dossiê temático e de um artigo intitulado “Catástrofe Externa com Substâncias Químicas Perigosas da Indústria de Refinação de Petróleo”. Esta é impulsionadora da prática baseada na evidência cujo propósito é uma prestação de cuidados harmonizados de qualidade. Identificámos um problema – deficit de conhecimentos sobre catástrofe externa com substâncias químicas perigosas da indústria de refinação de petróleo. Objetivámos adquirir conhecimentos teóricos sobre esta temática. Realizámos uma revisão sistemática da literatura com especial destaque para autores portugueses. Questões éticas em catástrofe constituíram um ponto importante. Catástrofes devem ser abordadas como acontecimentos ímpares. Numa catástrofe com substâncias químicas perigosas podemos esperar diferentes padrões dependentes das características e das circunstâncias...

Construir no construído. O objecto-cidade como desenho da superficie urbana.

Teiga, Filipa Camacho Sacramento
Fonte: Faculdade de Arquitectura de Lisboa Publicador: Faculdade de Arquitectura de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2012 POR
Relevância na Pesquisa
16.02%
Tese de Mestrado em Arquitectura; A temática do objecto-cidade é resumida num princípio organizacional de resolução de problemas concretos no meio urbano envolvente. A sua interacção base entre forma, programa e organização permite uma boa resposta a imperativos actuais bastante exigentes: eficiência na afectação do solo urbano, condições incertas de dimensão ou forma, flexibilidade espacial, complexidade programática e relacionamento com o contexto. O objecto-cidade vive da activação de múltiplos núcleos, da sua agregação parte-a-parte e dos espaços entre si, constituindo-se positivamente enquanto operador urbano. Confere na possibilidade de desenhar o espaço relacional, os limites da cidade e as zonas de dispersão urbana, acarretando uma directa conotação com a noção de fronteira. Expressa deste modo a aproximação da arquitectura à dimensão da cidade e da paisagem e a progressiva indistinção entre estrutura (edifício) e infraestrutura (contexto). O legado da arquitectura brutalista brasileira permite complementar esta questão por meio da visão que focaliza a diluição das barreiras entre edifício e desenho urbano, através da expressão de uma superfície densa urbana. No caso brutalista, esta visão está patente no desenho das suas superfícies...

A periferia ausente: dois casos de aglomerados habitacionais de custos controlados em Portugal Contemporâneo

Pinto, Paulo Tormenta
Fonte: FAU-USP Publicador: FAU-USP
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /09/2010 POR
Relevância na Pesquisa
16.02%
Com o termo "Periferia Ausente" pretende qualificar-se o fenómeno metropolitano, analisando-o no caso concreto de Portugal contemporâneo. O processo de diluição de limites entre centro e periferia em termos territoriais parece ser afinal paralelo ao da implementação do regime democrático logo após a revolução de 1974. O final de um estado centralizado corresponde à abertura de oportunidade para o sector privado em novas frentes concelhias de edificação, as quais têm permitido empreender um desmesurado manto de edificação que indistintamente se alastrou conorbando os centros urbanos, sobretudo na cintura mais litoral do território português. Este fenómeno, apesar de tardio em relação a outras realidades europeias, contem na sua dinâmica os pressupostos que nos permitem debater, no momento actual, quer o papel do arquitecto quer da arquitectura. Serão apresentados dois casos concretos, um de obra já edificada, outro ainda em projecto que possibilitam um entendimento concreto sobre a temática que se coloca. Um dos casos corresponde a uma intervenção, em Lisboa de 91 habitações de carácter social, construída em 2001, ao abrigo do Plano Especial de Realojamento (conjunto distinguido com o 1º Prémio do Instituto Nacional de Habitação de 2002)...

Administração pública nas revistas especializadas: Brasil, 1995-2002

Pacheco,Regina Silvia
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
46.4%
O artigo analisa a recente produção brasileira na área de pesquisa em administração pública, utilizando como base os artigos publicados entre 1995 e 2002 nas revistas especializadas RAP e RSP, além dos trabalhos apresentados durante os Enanpad. Retoma balanços anteriores realizados sobre a área, que tendiam a apontar como principal fragilidade o caráter propositivo da produção em administração pública. Considera tal caráter inerente à área, dada a natureza do objeto de estudo, essencialmente aplicado. Aponta outros fatores que merecem debate e reflexão para fazer avançar a pesquisa na área, dentre eles: a tendência de pesquisadores a se auto-referirem, a diluição temática e a adoção acrítica de teorias desenvolvidas em outras disciplinas. Discute, ainda, a pertinência da área, dadas as necessidades de conhecimento sobre governos e governança, bem como a formação de reformadores públicos.

A temática da humanização na saúde: alguns apontamentos para debate

Souza,Waldir da Silva; Moreira,Martha Cristina Nunes
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.24%
A humanização na saúde é tematizada segundo uma digressão sociohistórica sobre as bases do humanismo no Ocidente e sua atual diluição em diversos setores da vida social; diluição esta qualificada com um tom positivo, essencialista, que contribui para que o humanismo seja identificado como um "bem sagrado" ou uma grife. Buscando problematizar esta questão, foram considerados os documentos produzidos pela Política Nacional de Humanização, confrontando o princípio constitucional da integralidade com a orientação da humanização. Nos documentos, a perspectiva da "produção da saúde" engloba: a atenção ou prestação do cuidado (práticas profissionais), a gestão dos processos de trabalho e a participação dos usuários ou controle social no interior dos processos de trabalho na saúde. Conclui-se que discutir humanização significa: rever idealizações que desconsideram os limites do humano, admitir o conflito como motor de negociações, e colocar em análise a forma como os grupos se organizam em seus processos de trabalho.

Os argumentos transcendentais: kant e o problema de hume

Lima, Túlio Sales Souza
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Filosofia; Metafísica
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
16.18%
This work whose title is "The transcendental arguments: Kant Andy Hume's problem" has as its main objective to interpret Kant's answer to Hume's problem in the light of the conjunction of the causality and induction themes which is equivalent to skeptical- naturalist reading of the latter. In this sense, this initiative complements the previous treatment seen in our dissertation, where the same issue had been discussed from a merely skeptical reading that Kant got from Hume thought and was only examined causality. Among the specific objectives, we list the following: a) critical philosophy fulfills three basic functions, a founding, one negative and one would argue that the practical use of reason, here named as defensive b) the Kantian solution of Hume's problem in the first critisism would fulfill its founding and negative functions of critique of reason; c) the Kantian treatment of the theme of induction in other criticisms would will fulfill the defense function of critique of reason; d) that the evidence of Kant's answer to Hume's problem are more consistent when will be satisfied these three functions or moments of criticism. The basic structure of the work consists of three parts: the first the genesis of Hume's problem - our intention is to reconstruct Hume's problem...

A morte de Natalia : potencialidades de um documento literario brasileiro para uma educação politica dos sentidos na contemporaneidade; The Natalia's death : the potentiality of a brazilian literacy document for a political education of the senses in current days

Fernando Drezza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2008 PT
Relevância na Pesquisa
16.18%
Este trabalho de pesquisa detém-se sobre a temática da morte na contemporaneidade, enfocando diferentes imagens, sobretudo literárias, sob a ótica historiográfico-educacional. A escolha do tema justifica-se pela ainda reduzida atenção que a morte vem recebendo por parte dos trabalhos acadêmicos, nas áreas historiográfica e educacional, pelo avanço da modernidade capitalista, que contribui para a diluição do tema. O trabalho é constituído, principalmente, com base no diálogo com os referenciais teóricos de Walter Benjamin e Norbert Elias, tendo em conta que ambos têm produções concernentes à história cultural. Dentre as questões trabalhadas, destaca-se o significado da morte na contemporaneidade e seu ocultamento, ocasionando o sofrimento e isolamento dos moribundos. A retomada da narrativa das memórias com velhos, doentes e moribundos é apontada como elemento valioso nesse momento da vida, em que muitos sentem que não possuem mais significado para os outros. A escola também pode beneficiar-se da retomada da narrativa, e da consciência do limite que a morte nos impõe, instigando os atores desse espaço a se posicionarem e a agirem no momento presente. Foi tomado para análise o texto "A morte de Natália"...

A temática da humanização na saúde: alguns apontamentos para debate

Souza,Waldir da Silva; Moreira,Martha Cristina Nunes
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
26.24%
A humanização na saúde é tematizada segundo uma digressão sociohistórica sobre as bases do humanismo no Ocidente e sua atual diluição em diversos setores da vida social; diluição esta qualificada com um tom positivo, essencialista, que contribui para que o humanismo seja identificado como um "bem sagrado" ou uma grife. Buscando problematizar esta questão, foram considerados os documentos produzidos pela Política Nacional de Humanização, confrontando o princípio constitucional da integralidade com a orientação da humanização. Nos documentos, a perspectiva da "produção da saúde" engloba: a atenção ou prestação do cuidado (práticas profissionais), a gestão dos processos de trabalho e a participação dos usuários ou controle social no interior dos processos de trabalho na saúde. Conclui-se que discutir humanização significa: rever idealizações que desconsideram os limites do humano, admitir o conflito como motor de negociações, e colocar em análise a forma como os grupos se organizam em seus processos de trabalho.