Página 1 dos resultados de 4293 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Modelação hierárquica ou multinível. Uma metodologia estatística e um instrumento útil de pensamento na investigação em ciências do desporto

Maia, José A.R.; Lopes, Vítor P.; Silva, R.G.; Seabra, André; Ferreira, J.C.V.; Cardoso, V.
Fonte: Universidade do Porto. Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física Publicador: Universidade do Porto. Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
46.82%
O propósito deste trabalho é apresentar aspectos fundamentais da modelação hierárquica ou multinível aos investigadores das Ciências do Desporto dos países de língua oficial portuguesa. Acima de tudo, salienta a necessidade, cada vez maior, de considerar a natureza hierárquica da informação contida num número elevado de pesquisas. Mostra, também, que a não consideração desta estrutura enviesa fortemente as conclusões dos estudos. É efectuada uma apresentação fortemente didáctica do tipo tutorial, que percorre as ideias de base da metodologia, apresenta um exemplo ilustrativo de alguns aspectos da análise e sugere algumas pistas fundamentais para se realizar pesquisa neste domínio.

Desporto escolar enquanto atividade física : relação da sua prática com os níveis de aptidão física

Alves, Nuno do Carmo Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Relatório de estágio de mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário; O presente estudo tem como objetivo principal conhecer, avaliar e comparar os resultados dos alunos com idades compreendidas entre os 10 e os 14 anos de idade, da Escola E.B. 2, 3 de Gualtar, praticantes de desporto escolar e não praticantes do desporto escolar, quanto aos níveis de aptidão aeróbia na disciplina de Educação Física. Os resultados foram ainda comparados com os valores de referência estabelecidos pelo Fitnessgram. A população deste estudo foi constituída por 56 indivíduos de ambos os géneros, 16 indivíduos praticantes de Desporto Escolar e 40 indivíduos não praticantes de Desporto Escolar, sendo que 31 são raparigas e 25 são rapazes, que frequentam o 6º e o 7º ano. Para uma amostra mais equilibrada, do grupo de 16 alunos praticantes do Desporto Escolar foram selecionadas 9 raparigas e 7 rapazes. Dos restantes 40 indivíduos que não praticam Desporto Escolar, foram recolhidos aleatoriamente 9 raparigas e 7 rapazes de forma a constituir um grupo de 16 alunos não praticantes de desporto escolar. Ambos os grupos realizaram a bateria de teste do Fitnessgram, para avaliar a sua Aptidão Aeróbia (Vaivém). Quanto ao tratamento estatístico e análise dos dados...

Cartas de Desporto de Natureza. Contributo para um Modelo de Gestão e Monitorização.

Alves, Ana Isabel
Fonte: Escola Superior de Desporto de Rio Maior Publicador: Escola Superior de Desporto de Rio Maior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2012 POR
Relevância na Pesquisa
47.13%
Dissertação de Mestrado para a obtenção do grau de Mestre em Desporto, Especialização em Desporto de Natureza, por Ana Isabel Mourisco de Oliveira Alves. Orientadora: Professora Doutora Maria Luísa Estêvão Rodrigues;Co-orientador: Professor Doutor Luís Alberto Dias Carvalhinho.; RESUMO - Este estudo tem como referencial o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC), um dos treze Parques Naturais que integram a actual Rede Nacional de Áreas Protegidas (RNAP) e procura contribuir para a definição de um modelo conceptual, ao nível dos Planos de Gestão e Monitorização das Cartas de Desporto de Natureza (CDN). Os Planos de Gestão e Monitorização das CDN decorrem da Portaria nº 53/2008, de 18 de Janeiro e deverão ser elaborados pelo Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), ouvidas as entidades competentes em razão de matéria, dois anos após a publicação das respectivas CDN. São duas as CDN existentes à data, publicadas em 2004 e 2008, respectivamente a CDN do PNSAC e a CDN do PNSC encontrando-se em fase de revisão, sem que até agora tenham sido elaborados os referidos planos. O modelo proposto tem por base o estudo de caso da ―Carta de Desporto de Natureza do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros‖ (CDN do PNSAC) e procura dar resposta à necessidade de criar uma plataforma de articulação entre todos os stakeholders directamente envolvidos na gestão e na monitorização das actividades de turismo de natureza dentro da Área Protegida (AP)...

Desenvolvimento de Competências Pessoais e Sociais através do desporto - Estudo caso Turma B, C e D no contexto escolar

Costa, Mónia
Fonte: Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Relatório de Estágio apresentado com vista à obtenção do grau de Mestre em Psicologia do Desporto e do Exercício. Orientador: Doutora Carla Borrego. Co-Orientador: Dr.ª Anabela Vitorino; Sendo a Psicologia do Desporto e do Exercício “o estudo científico das pessoas e dos seus comportamentos nas actividades do desporto e do exercício” (Weinberg e Gould, 1999, p.4) e o Desporto, de acordo com o Art. 2º/1992 Carta Europeia do Desporto, “todas as formas de actividade física, formais ou informais, que visam a melhoria das capacidades físicas e mentais, fomentam as relações sociais, ou visam obter resultados na competição a todos os níveis”, interessa aos Psicólogos do Desporto e do Exercício contribuir para um desenvolvimento pessoal e social através da prática do desporto e do exercício, quer de competição quer de recreação e lazer, empenhando-se em melhorar o desempenho dos atletas e em promover a saúde dos indivíduos, nos diferentes contextos de vida. Para Calmeiro e Matos (2004) a promoção e adopção de estilos de vida activos e saudáveis nos jovens depende da noção de competência pessoal e social assim como de hábitos de vida activos e saudáveis. Biddle (1994...

Participação dos alunos federados e não federados no desporto escolar: Interacção do Desporto Escolar com os Clubes

Macedo, Fernando Miguel Mineiro
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física dos Ensino Básico e Secundário; O desporto na escola, seja qual for o seu modelo organizacional, não pode ignorar o movimento federado sob pena de desenvolver um desporto sem sentido (Teixeira, 2007). Deve o Desporto Escolar ser o espaço potenciador e contributivo para o aluno demonstrar capacidades e “talento” para, a nível do clube ou federação, entrar na elite desportiva. Podendo coabitar num espaço comum (a prática de actividade física regular e orientada), o Desporto Escolar e o desporto federado têm, na sua essência, preocupações distintas. Tendo em conta as necessidades que elencamos, definimos o nosso tema como a “Participação dos alunos federados e não federados no Desporto Escolar. Interacção do Desporto Escolar com os clubes”. Consideramos pertinente apostar na identificação das razões que levam as crianças e jovens a frequentar o desporto escolar e o desporto federado, comparar resultados em diferentes escolas acerca da participação no desporto escolar e federado, por parte dos alunos e identificar a relação que existe entre escola e clube, tendo em conta o aluno, enquanto objectivos que nos nortearam. Para concretizar o presente estudo...

Motivos para a prática de golfe : estudo comparativo em praticantes do desporto escolar e desporto federado

Sá, António José Gonçalves de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.15%
O presente estudo objetiva investigar os motivos que levam jovens do desporto escolar e do desporto federado com idades compreendidas entre os nove e 18 anos à prática do golfe. A amostra foi constituída por 44 inquiridos do desporto escolar e 48 do desporto federado num total de 92 inquiridos de várias escolas da região centro. Dentro dos grupos foi estudado os motivos entre género e idade. Os resultados obtidos mostram no grupo do desporto escolar 13,6% de praticantes do género feminino e de 25% no grupo federado. Para a recolha dos dados foi aplicado o “Questionário de Motivação para as atividades Desportivas” (QMAD), versão traduzida e adaptada por Serpa e Frias (1991), constituído na sua totalidade por 30 motivos. Para análise dos dados recorremos à estatística descritiva e indutiva. Pela análise descritiva verificou-se que no grupo federado os motivos com médias mais valoradas para a prática de golfe foi aprender novas técnicas, atingir um nível desportivo mais elevado, divertimento, estar em boa condição física e melhorar capacidades técnicas. No grupo do desporto escolar verificou-se uma variabilidade nos motivos considerados muito importantes. Mas, de uma forma geral os motivos, aprender novas técnicas...

Desporto escolar no Distrito de Castelo Branco : uma análise à sua implementação nos períodos 2007-2009 e 2009-2013

Riscado, Armando Luís Barata
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
O Desporto Escolar é a atividade de complemento curricular, voluntária, que permite aos alunos a prática de atividades desportivas, em ambiente educativo, com a orientação de professores, podendo-se configurar para muitos jovens como a principal possibilidade para poderem participar em quadros competitivos de forma regular. (Ministério da Educação – DGDIC: “Jogar pelo Futuro – Medidas e Metas para a década, 2003, p.4) Numa altura em que se torna fundamental a qualidade do desenvolvimento do Programa do Desporto Escolar no sistema educativo e a ausência de estudos no distrito de Castelo Branco neste âmbito, o objetivo do nosso trabalho, procura levar a cabo uma análise do desenvolvimento deste projeto no distrito de Castelo Branco, nos períodos de 2007/2009 e 2009/2013, tendo em conta os respetivos programas do Desporto Escolar. Deste modo, por um lado, procuramos conhecer com objetividade os dados da implementação destes dois programas no contexto do sistema educativo ao nível da atividade externa, e por outro, pela análise e interpretação desses mesmos dados, contribuir no futuro para uma melhor implementação e adequação dos objetivos do Desporto Escolar no distrito de Castelo Branco. A amostra deste estudo é constituída por todos os alunos praticantes (inscritos nos grupos/equipa)...

Relatório de Estágio Curricular – Gabinete de Formação, Cultura e desporto - IPG (Guarda)

Antunes, Rita
Fonte: Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto Publicador: Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
47.02%
Este relatório foi realizado no âmbito da unidade curricular Estágio, referente ao terceiro ano da licenciatura de Desporto, lecionada na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda. O estágio teve a duração de 10 meses realizados no Gabinete de Formação, Cultura e Desporto – IPG e nas piscinas do IPG. Ao longo do estágio curricular, foi possível adquirir novas competências e desenvolver capacidades no âmbito do desporto através de diversas atividades desenvolvidas. Essas atividades foram as aulas de natação e hidroginástica e o apoio na organização de eventos (congresso, festival, férias desportivas, torneio) entre outras tarefas do gabinete.

Relatório de Estágio Curricular – Geresmont – Desporto Aventura (Gerês)

Ferreira, Jorge
Fonte: Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto Publicador: Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
POR
Relevância na Pesquisa
46.97%
O presente relatório surge no âmbito da unidade curricular de Estágio do 3ºano do curso de desporto, da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda. Neste documento irá ser retratado tudo o que foi feito por mim na empresa Geresmont – Desporto Aventura que se localiza na Vila do Gerês. Durante o meu estágio tive as funções de monitorizar atividades de arvorismo, passeios de bicicleta-todo-terreno (BTT), canoagem, kart cross e moto4, paint ball, passeios a cavalo, passeios de jipe e passeios pedestres. Dentro da empresa tive também a função de atendimento ao público, onde prestava informações das atividades a clientes interessados, e ainda fiz manutenção do material utilizado nas diversas atividades.

Enfermagem no desporto : Que formação? Que competências? Uma perspectiva

Magalhães, Maria Manuela Almendra
Fonte: Formasau Publicador: Formasau
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
A enfermagem no desporto: que formação? Que competências? A enfermagem no desporto é um contexto da nossa prática nem sempre pensado, apesar de todos conhecermos enfermeiros que aí trabalham e alguns de vós aí exercer atividade como enfermeiros. A literatura é escassa e os planos curriculares da formação em enfermagem também não pensam neste contexto de trabalho, no entanto o estudo feito em 2001 pela OE sobre reconhecimento da individualização das especialidades em enfermagem os três cenários apresentados falavam da enfermagem do desporto. Por isso, este simpósio é um desafio, implicando reflexão, especulação, transferência de saberes e o escutar com atenção os colegas que trabalham nestes contextos. As questões formuladas como ponto de partida da nossa reflexão foram as seguintes: Quem são os enfermeiros do desporto? Que atividades desenvolvem? A formação em enfermagem dá-lhes competências para exercerem este papel? Que formação específica possuem? Como se desenvolveram, e desenvolvem as competências próprias do enfermeiro do desporto? O trabalho de exploração para dar resposta a estas questões desenvolveu-se através do aprofundar conceitos, saberes, conversar com os colegas que estão no desporto e escutar com atenção os testemunhos dos enfermeiros preletores da mesa redonda deste simpósio "Ser enfermeiro no desporto': Assim...

Atitudes face à prática de actividade física e desporto: estudo da influência do género, idade, frequência da prática, tipo de actividade praticada e fase de adesão à prática

Luís, Cid
Fonte: Escola Superior de Desporto de Rio Maior.Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Desporto de Rio Maior.Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 24/06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
47.09%
Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau de Mestre em Psicologia do Desporto e do Exercício.Orientação: Professor Doutor José Alves Co-Orientação: Professor Doutor Carlos Silva; Resumo Estudo Um O objectivo principal deste primeiro estudo é a tradução e validação da versão Portuguesa da Escala de Actitudes hacia la Actividad Física y el Deporte (EAFD: Dosil, 2002). Para tal, foram utilizados 3 grupos independentes de participantes (AFE N=187; 1ª AFC N=370; 2ª AFC N=603), de ambos os géneros, com idades compreendidas entre os 15 e os 63 anos e com diferentes níveis de adesão à prática. A EAFD é constituída por 12 itens, agrupados em dois factores, aos quais se responde numa escala Likert com 7 alternativas de resposta, que representam a atitude global do sujeito face à actividade física e desporto. A estrutura da versão Portuguesa (EAFDp) foi examinada preliminarmente com recurso à análise factorial exploratória (AFE) e posteriormente confirmada com recurso à análise factorial confirmatória (AFC), através dos programas SPSS 17.0 e EQS 6.1, respectivamente. Na fase de confirmação do modelo, a sua adequação aos dados foi examinada pelo método Maximum Likeliood (ML), com a correcção de Satorra-Bentler (SBχ ²)...

Desporto escolar no Distrito de Castelo Branco : uma análise à sua implementação nos períodos 2007-2009 e 2009-2013

Riscado, Armando Luís Barata
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
O Desporto Escolar é a atividade de complemento curricular, voluntária, que permite aos alunos a prática de atividades desportivas, em ambiente educativo, com a orientação de professores, podendo-se configurar para muitos jovens como a principal possibilidade para poderem participar em quadros competitivos de forma regular. (Ministério da Educação – DGDIC: “Jogar pelo Futuro – Medidas e Metas para a década, 2003, p.4) Numa altura em que se torna fundamental a qualidade do desenvolvimento do Programa do Desporto Escolar no sistema educativo e a ausência de estudos no distrito de Castelo Branco neste âmbito, o objetivo do nosso trabalho, procura levar a cabo uma análise do desenvolvimento deste projeto no distrito de Castelo Branco, nos períodos de 2007/2009 e 2009/2013, tendo em conta os respetivos programas do Desporto Escolar. Deste modo, por um lado, procuramos conhecer com objetividade os dados da implementação destes dois programas no contexto do sistema educativo ao nível da atividade externa, e por outro, pela análise e interpretação desses mesmos dados, contribuir no futuro para uma melhor implementação e adequação dos objetivos do Desporto Escolar no distrito de Castelo Branco. A amostra deste estudo é constituída por todos os alunos praticantes (inscritos nos grupos/equipa)...

Termos e características associadas à competência. Estudo comparativo de profissionais do desporto que exercem a sua actividade profissional em diferentes contextos de prática desportiva.

Batista,Paula M.; Graça,Amândio; Matos,Zélia
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.97%
Actualmente novos contextos de exercício profissional ganham espaço e significado para o profissional do desporto. A profissão complexifica-se requerendo profissionais competentes capazes de responder às novas exigências. A falta de consenso em torno do conceito de competência adquire maior visibilidade, impelindo a procura de elementos que contribuam para a (re)construção de um conceito de competência aplicável ao renovado campo de intervenção do profissional do desporto. Este estudo tem como principal propósito contribuir para a identificação do campo nocional que rodeia o conceito de competência em quatro áreas de intervenção do profissional do desporto - Educação Física, Treino Desportivo, Fitness e Actividade Física Adaptada. Foram entrevistados 120 profissionais (30 de cada área ocupacional) sobre os termos e características que associam à competência. Na análise dos dados recorreu-se aos procedimentos de análise de conteúdo. Os resultados indicam a existência de uma grande diversidade de termos e características associadas à noção de competência, sendo que a dimensão ética ocupa um lugar proeminente e o conhecimento se assume como elemento nuclear em todas as áreas ocupacionais.

O desporto e histórias de vida: Proposta de um novo itinerário a partir de uma visão personalista

Garcia,Rui Proença; Portugal,Paula
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.91%
As histórias de vida são cada vez mais frequentes nas ciências do desporto. Normalmente abordam a vida passada de ídolos do desporto, sendo uma tentativa de compreender o presente através da vida passada. Porém, uma vida não é apenas formada pelo tempo passado e presente, mas também pelo futuro, pelo que os autores propoêm um novo para o estabelecimento das histórias de vida. Baseados numa perspectiva personalista, os autores fundamentam um percurso de vida onde o futuro surge com um poder explicativo sobre o tempo presente, adicionando esta perspectiva às já descritivas visões diacrónica e sincrónica existentes. Concluem ainda que mais do que uma história de vida há histórias de vidas, sendo cada história uma narrativa de vários sujeitos, naquilo que denominam de intersubjectividade.

Educação estética, dança e desporto na escola

Lacerda,Teresa; Gonçalves,Elsa
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.91%
No presente trabalho realiza-se uma revisão da literatura (fundamentalmente de língua Portuguesa) acerca da relevância da educação estética e da sua relação com a dança, evidenciando-se que o desporto não representa um papel de intruso na educação estética. O currículo escolar inscreve a dança na educação física, pelo que a estética pode resultar como a ponte que facilita o trânsito entre estas duas formas de actividade, que encontram no corpo e no movimento a sua matriz comum. Embora grande parte dos autores reforce a importância da arte na educação estética, sublinha-se o protagonismo que objectos que não pertencem ao domínio da arte, como o desporto, podem desempenhar neste domínio.

Estratégias do desporto universitário: um estudo de caso sobre o desporto em universidades portuguesas

Colaço,Carlos P.; Fleck,Leandro A.
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.97%
Este estudo teve como foco principal, aprofundar os conhecimentos sobre o desporto universitário em Universidades Portuguesas, bem como verificar e compreender as estratégias utilizadas, o planeamento das estratégias, os objectivos e estrutura organizacional dos serviços desportivos. Para tal pesquisa foi utilizado o paradigma qualitativo em estudo de caso, sendo uma metodologia interpretativa, descritiva e fenomenológica. Para a colecta de dados foi utilizado como instrumentos de pesquisa, uma entrevista com questionário semi-estruturado, observação de campo e análise de documentos. O estudo foi realizado nos departamentos desportivos de quatro universidades portuguesas. Através dos resultados obtidos, verificamos que as universidades tem como principal estratégia divulgar o nome da instituição e como principal objectivo, proporcionar o desporto para toda a comunidade académica.

Percepções dos professores do desporto escolar sobre a relação entre o sector escolar e o sector federado da Região Autónoma da Madeira

Soares,Jorge
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 PT
Relevância na Pesquisa
47.09%
A Lei Quadro do Sistema Desportivo da Região Autónoma da Madeira5 defende que o desporto escolar deve ser desenvolvido numa relação de articulação com o desporto federado. O estudo seguiu dois objectivos: detectar se os professores envolvidos em cargos no desporto escolar na Madeira também estavam envolvidos no sector federado e conhecer as percepções dos mesmos sobre a relação que deve existir entre ambos os sectores. A amostra contabilizou um total de 255 participantes, representando 98% do universo dos professores do desporto escolar. Para a recolha dos dados foi utilizado um questionário, construídos a partir do estudo de Correia & Rosado4 e adaptado à Madeira a partir do seu programa de actividades7. O tratamento dos dados fez-se através do SPSS e da técnica não paramétrica de independência do Qui-quadrado (p.=0,05). Os resultados identificaram um total de 117 professores (45,9%) envolvidos em cargos no sector federado, sendo o cargo de treinador e a modalidade de futebol, aqueles que maiores percentagens colheram, 73,5% e 30,7%, respectivamente. A maioria dos inquiridos (51,8%) acha que deve existir uma relação mais próxima, de articulação e de cooperação entre o sector escolar e o federado, contra 24...

Percurso profissional dos licenciados em educação física e desporto, com opção de futebol, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, entre 1992 e 2006

Maçãs,Victor; Valadar,Carlos; Serôdio,António; Leitão,José Carlos; Sampaio,Jaime; Leite,Nuno
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.82%
O presente estudo teve como objectivo avaliar a inserção profissional dos licenciados em educação física e desporto com opção de futebol, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. A amostra foi constituída por licenciados (n=59) que frequentaram a especialização em futebol, entre os anos de 1992 a 2006. Na recolha dos dados utilizámos um questionário, adaptado do Observatório do Percurso Profissional da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. A análise estatística, essencialmente descritiva, foi realizada através do SPSS. Com base nas respostas dos licenciados ao questionário (34% do universo), verificámos que os licenciados ingressaram na licenciatura por gosto pessoal e devido às boas expectativas de saídas profissionais. A escolha do futebol esteve relacionada com a possibilidade de trabalhar no “mundo do futebol”. Os licenciados estão empregados em 96.6% dos casos, sendo a grande maioria enquanto professores de educação física. No domínio do futebol, 93.2% dos casos já trabalharam nesta área, mas apenas 3.3% dos casos o fazem exclusivamente neste sector de actividade. Destacamos as funções de treinadores, coordenadores técnicos e Scout’s. O vínculo contratual mais usual é o contrato a prazo...

Compreendendo o overtraining no desporto: da definição ao tratamento

Silva,Adelino S. R.; Santhiago,Vanessa; Gobatto,Cláudio A.
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2006 PT
Relevância na Pesquisa
46.91%
No desporto de alto nível o desenvolvimento de um programa de treinamento físico tem como principal objetivo a maximização da performance. Contudo, caso não ocorra uma periodização do treinamento adequada, os atletas podem desenvolver o fenômeno denominado overtraining ou sobretreino. O overtraining pode ser definido como um distúrbio neuroendócrino, que ocorre no eixo hipotálamo-hipófise, resultado do desequilíbrio entre a demanda do exercício e a capacidade de resposta do organismo. O objetivo do presente estudo de revisão é apresentar fatores inerentes ao overtraining, para que a comunidade científica aprofunde o conhecimento sobre este problema do treinamento e auxilie os profissionais do desporto e atletas a evitá-lo.

Das pessoas às instituições: o Janus no ideário em educação física e ciências do desporto dos países lusófonos

Tani,Go
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.91%
Existe um reconhecimento de que o chamado Movimento Lusófono da Educação Física e Desporto foi muito bem sucedido, ao longo dos seus 21 anos de existência, na realização de sua meta que é encurtar distâncias, aproximar pessoas e instituições que têm como objetivo comum o estudo da Educação Física e do Desporto, e que esse sucesso baseou-se fundamentalmente em ações de pessoas e muito pouco de instituições. O presente ensaio teve como objetivo colocar em discussão as metas desse Movimento visando ao seu desenvolvimento sustentável no futuro e propõe que para tanto é preciso, sem abrir mão do envolvimento e dedicação pessoais, absolutamente fundamentais, passar a ações mais concretas de natureza institucional, e discute algumas preocupações nessa mudança de estratégia tendo como pano de fundo a ideia de hólon proposta por Koestler (1967).