Página 1 dos resultados de 943 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Governos municipais : desempenho institucional e capital social

Vasconcellos, Carla Portal
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
46.33%
O presente trabalho trata do desempenho institucional através da comparação das prioridades apontadas pelos administradores públicos e sua adequação às expectativas da população. Avalia ainda a história das localidades e o “associativismo”, aspecto do “capital social” que evidencia a existência de regras de reciprocidade e de sistemas de participação, verificando então as possíveis correlações entre desempenho institucional e grau de associativismo. Em um recorte de doze anos, a partir de 1988, o estudo analisa três municípios do Litoral Norte do Rio Grande do Sul, representativos de realidades intraregionais distintas. Representantes dos executivos e dos legislativos, além das lideranças populares responderam a questões referentes a polarização esquerda-direita e a cultura política, desvendando pensamento e práticas políticas. A análise do desempenho institucional se faz através da comparação entre entrevistas realizadas com estes mesmos representantes, avaliando o quanto às expectativas dos líderes comunitários corresponde à visão das lideranças políticas. O trabalho permite um esboço da realidade sócio-política, do imaginário e da relação que cada comunidade estabelece com as administrações municipais...

Avaliação de desempenho da Agência Nacional de Vigilância Sanitária no modelo de contrato de gestão

Moreira,Elka Maltez de Miranda; Costa,Ediná Alves
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.24%
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é acompanhada pelo Ministério da Saúde mediante contrato de gestão, instrumento de avaliação de desempenho. Realizou-se estudo de caso mediante entrevistas semiestruturadas com atores selecionados e análise documental, objetivando descrever e analisar o modelo de avaliação de desempenho da Anvisa, com vistas à finalidade da instituição, de acordo com as seguintes categorias analíticas: formalização do contrato de gestão, instrumentos de avaliação, sujeito avaliador e desempenho institucional. As entrevistas semiestruturadas e a análise documental indicam que a Anvisa celebrou um contrato de gestão, em 1999, atualizado por quatro termos aditivos. O avaliador interno é representado pela Diretoria Colegiada e Núcleo de Assessoramento à Gestão Estratégica; o avaliador externo, por uma Comissão de Avaliação constituída pelo Ministério da Saúde. Identificaram-se três fases do modelo avaliativo: estruturação do novo modelo de gestão (1999-2000), legitimação ante o segmento produtivo (2001-2004) e ampliação da legitimação (2005). O melhor desempenho ocorreu em 2000 (86,05%), e o pior em 2004 (40,00%). Verificou-se que o modelo de avaliação pouco avançou em direção à finalidade institucional e aferição da efetividade das ações realizadas.

Produção, eficiência técnica e desempenho institucional da Embrapa no período 1996-2005.

SOUZA, G. da S. e; GOMES, E. G.; AVILA, A. F. D.; GAZZOLA, R.
Fonte: Revista Brasileira de Economia de Empresas, v. 9, p. 31-44, 2009. Publicador: Revista Brasileira de Economia de Empresas, v. 9, p. 31-44, 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.23%
Neste artigo apresenta-se e analisa-se a evolução do modelo de produção da Embrapa no período de 1996-2005 e sua influência no desempenho institucional. Identificam-se, via a técnica de método de momentos generalizados aplicados a modelos de painel dinâmico, as variáveis contextuais com associação significante, com a eficiência técnica de produção e com a intensidade da captação de recursos externos ao Tesouro Nacional. Inclui-se nesse estudo o efeito da mudança administrativa na instituição.; 2009

Sistema Nacional de Gest??o do Conhecimento em Seguran??a P??blica

Brasil. Minist??rio da Justi??a (MJ). Secretaria Nacional de Seguran??a P??blica (SENASP)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.36%
Visando subsidiar o processo de gest??o do Sistema ??nico de Seguran??a P??blica, a Secretaria Nacional de Seguran??a P??blica (Senasp) investe esfor??os, desde 2003, na cria????o de sistemas nacionais de coleta de dados, na moderniza????o da infraestrutura de TI e na qualifica????o dos profissionais para a produ????o desses dados e o desenvolvimento de insumos, a fim de auxiliar na distribui????o de recursos do Fundo Nacional de Seguran??a P??blica. Todas essas iniciativas comp??em o Sistema Nacional de Gest??o do Conhecimento em Seguran??a P??blica. Em parceria com profissionais e pesquisadores da ??rea e gestores de outros ??rg??os p??blicos, foi estruturada uma nova forma de fazer seguran??a p??blica. As a????es come??aram a ser baseadas em diagn??sticos; a distribui????o de recursos passou a obedecer um sistema de incentivos calcado em indicadores estat??sticos, fundamentais na constru????o do conhecimento necess??rio para aprimorar a efici??ncia, a efic??cia e a efetividade das pol??ticas de seguran??a. Paralelamente, procurou-se difundir a cultura da transpar??ncia e divulga????o de estat??sticas criminais; N??mero de p??ginas: 12 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 14?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Marcelo Ottoni Durante...

Sistema Integrado de Planejamento, Or??amento e Finan??as do Minist??rio da Educa????o (Simec)

Brasil. Minist??rio da Educa????o (MEC). Secretaria Executiva
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
O desenvolvimento do Simec (Sistema Integrado de Planejamento, Or??amento e Finan??as do Minist??rio da Educa????o) permitiu melhoria significativa da efici??ncia, efic??cia e efetividade das iniciativas do MEC por meio de sua metodologia, marco institucional e plataforma tecnol??gica, com a integra????o dos processos de planejamento e gest??o das pol??ticas e programas educacionais do governo federal. Desenvolvido em software livre, mediante parceria com diversos ??rg??os de governo, utilizando modernas t??cnicas de mapeamento de processos e ampla participa????o das equipes de trabalho de diferentes secretarias e ??rg??os do MEC, o Simec implicou profundas mudan??as culturais e organizacionais das pr??ticas de governan??a do Minist??rio, bem como de sua forma de relacionamento com parceiros governamentais (estados, munic??pios e outros ??rg??os do governo federal) e da sociedade brasileira. Hoje, 12 ??rg??os, entre minist??rios e governos estaduais, celebraram ou negociam esta formaliza????o de termos de cess??o do sistema com o MEC; N??mero de p??ginas: 08 p.; Planejamento Governamental; Inova????o; Iniciativa premiada no 13?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Paulo Eduardo Nunes de Moura Rocha. A????es premiadas no 13?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2008; ??reas tem??ticas: Planejamento...

Apura????o autom??tica do desempenho da distribui????o do servi??o SEDEX

Brasil. Minist??rio das Comunica????es (MC). Empresa Brasileira de Correios e Tel??grafos (ECT)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
56.35%
Faz parte da miss??o do Departamento Operacional de Encomendas (DENCO) acompanhar e gerir os processos, as opera????es e os recursos envolvidos nas atividades de tratamento e entrega dos servi??os de encomendas. At?? mar??o de 2005, v??rias informa????es essenciais sobre o desempenho da distribui????o do principal servi??o de encomendas da ECT, o SEDEX, tais como: apura????es de prazo das entregas e quantidade de objetos distribu??dos por unidades operacionais, eram obtidas por meio de levantamentos manuais de t??cnicos das diretorias regionais, DR. Em virtude da dificuldade e morosidade em se obter informa????es precisas, os gestores operacionais tinham dificuldades em identificar os problemas envolvidos nas falhas de cumprimento dos prazos, bem como mensurar a quantidade de encomendas distribu??das pelas unidades. A apura????o autom??tica do desempenho da distribui????o do SEDEX, atualmente disponibilizada a todos os gestores operacionais das 27 DR da ECT, ?? utilizada por 150 pessoas, com uma m??dia di??ria de 690 acessos, oferecendo informa????es essenciais para a gest??o e os processos de tomada de decis??o; N??mero de p??ginas: 6 p.; Inova????o; Iniciativa premiada no 11?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Marcus Vinicius Gon??alves de Souza. A????es premiadas no 11?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2006. ??reas tem??ticas: controle de resultados; planejamento...

Eco universidade: plano ambiental para uma universidade socioambientalmente correta

Minas Gerais. Universidade Federal de Lavras. Pr??-Reitoria de Planejamento e Gest??o
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.33%
Com a transforma????o da Escola Superior de Agricultura de Lavras na Universidade Federal de Lavras (Ufla), a estrutura existente n??o estava preparada para suportar o crescimento. O saneamento era feito por meio de sumidouros, os res??duos de laborat??rios (qu??micos e biol??gicos) eram descartados de forma inadequada prejudicando o meio ambiente, havia ocorr??ncia de inc??ndios na ??rea do campus. A Administra????o da Ufla estruturou uma s??rie de a????es para solucionar esses problemas. Assim surgiu o Plano Ambiental da Ufla, que aborda conceitos de sustentabilidade e compreendeu a????es que envolvem praticamente todas as quest??es ambientais (implanta????o de Programa de Gerenciamento de Res??duos Qu??micos, tratamento dos res??duos s??lidos, saneamento b??sico, esta????o de tratamento de esgoto, constru????es ecologicamente corretas, prote????o de nascentes e matas ciliares, preven????o e controle de inc??ndios, preven????o de endemias e gest??o de energia). Hoje a Ufla ?? uma universidade sustent??vel; N??mero de p??ginas: 13 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 17?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Zuy Maria Magriotis...

Sistema PIER e Gest??o por Resultados: painel de indicadores estrat??gicos)

Brasil. Minist??rio da Fazenda (MF). Servi??o Federal de Processamento de Dados (SERPRO)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.39%
O trabalho aborda uma pr??tica de gest??o empresarial que tem como principal apoio um tipo de instrumento pouco utilizado nessa atividade: o PIER (Painel de Indicadores Estrat??gicos de Resultados) ??? um sistema desenvolvido para dar apoio ?? gest??o empresarial no acompanhamento do desempenho dos indicadores estrat??gicos da organiza????o, viabilizando a an??lise cr??tica do desempenho e a tomada de decis??o para o sucesso da administra????o empresarial, pela sua estrat??gia de atua????o predefinida. As principais caracter??sticas do sistema s??o a simplicidade, a facilidade de implementa????o, a manuten????o e a adapta????o e o custo baixo, por ser baseado em software livre. A aplica????o da pr??tica apoiada pelo sistema garantiu melhorias significativas em diversos resultados da organiza????o, em especial nos resultados de atendimento do ambientes de TI; N??mero de p??ginas: 5 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 10?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Adinilson Martins da Silva, T??cnico de Inform??tica. A????es premiadas no 10?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 2005. ??reas tem??ticas: Planejamento...

Alinhamento estrat??gico do Censipam: parceria, efici??ncia e efic??cia na gest??o p??blica

Brasil. Casa Civil da Presid??ncia da Rep??blica. Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote????o da Amaz??nia (CENSIPAM)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.33%
O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote????o da Amaz??nia (Censipam) desenvolveu, com o apoio t??cnico do Departamento de Programas de Gest??o da Secretaria de Gest??o do Minist??rio do Planejamento Or??amento e Gest??o, o seu alinhamento estrat??gico. Essa atividade abrangeu desde a auto-avalia????o da gest??o e a an??lise dos ambientes interno e externo at?? a defini????o e an??lise de consist??ncia dos componentes estrat??gicos e finalizou-se com a defini????o, a implementa????o e o monitoramento do Plano de Melhoria da Gest??o, denominado de Plano de A????o do Censipam ??? PAS 2005/2006. Para a implementa????o e monitoramento do plano, a equipe do Censipam desenvolveu planilhas eletr??nicas, em software comercial largamente utilizado, que permitem o cadastro, o envio das informa????es e a gera????o autom??tica de relat??rios sobre o desenvolvimento das a????es e do plano. Esta experi??ncia mostra que podem ser desenvolvidas e implementadas solu????es simples, com o apoio t??cnico especializado de ??rg??os do pr??prio governo, utilizando-se tecnologias e recursos dispon??veis, para melhorar a efic??cia e efici??ncia da gest??o dos ??rg??os p??blicos, bastando, para tanto, decis??o e apoio institucionais; N??mero de p??ginas: 6 p.; Inova????o; Iniciativa premiada no 10?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Miguel Cris??stomo Brito Leite...

Supervis??o t??cnico-administrativa ??s unidades da Funda????o Nacional de Sa??de

Brasil. Minist??rio da Sa??de (MS). Funda????o Nacional de Sa??de (FUNASA)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.5%
A Supervis??o T??cnico-Administrativa (STA) foi constru??da a fim de contribuir para a avalia????o de desempenho institucional e avaliar a capacidade das equipes das unidades para o desempenho das suas atribui????es e contribuir com o seu aprimoramento. O foco da STA estava centrado no desempenho gerencial e pretendia detectar os gargalos impeditivos do bom desenvolvimento institucional, promover a????es de enfrentamento dos problemas identificados e estimular a cultura avaliativa nas unidades; N??mero de p??ginas: 5 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 7?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Auristela Maciel Lins; A????es premiadas no 7?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal - Pr??mio H??lio Beltr??o - 2002; ??reas tem??ticas: Planejamento, gest??o e desempenho institucional; avalia????o de desempenho institucional; avalia????o de desempenho institucional e controle dos resultados; avalia????o e controle interno; controle de resultados; gerenciamento de custos; gerenciamento de projetos; gest??o financeira e or??ament??ria; efici??ncia nos gastos com despesas de custeio; or??amento e finan??as; planejamento e desenvolvimento organizacional; planejamento e gest??o estrat??gica

A iniciativa da Delegacia Federal de Agricultura do Mato Grosso do Sul na padroniza????o de procedimentos e no controle de "n??o conformidades" no processo de fiscaliza????o, do Minist??rio da Agricultura e do Abastecimento

Brasil. Minist??rio da Agricultura e do Abastecimento. Delegacia Federal de Agricultura do Mato Grosso do Sul (DFA/MS)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.22%
A Delegacia Federal de Agricultura/MS- DFA/MS elaborou um manual de procedimento padr??o no processo de fiscaliza????o e criou um in??dito sistema de controle e registro de "n??o conformidades" nos processos de fiscaliza????o, que al??m de n??o trazer nenhum custo extra ?? reparti????o, motiva o trabalho em equipe e ?? melhoria cont??nua nos processos de trabalho. Esta a????o inova, tamb??m, por constituir-se numa ferramenta de trabalho que permite a avalia????o do desempenho institucional e do desempenho individual do servidor, e induz por, conseq????ncia, ao aumento da efici??ncia organizacional; N??mero de p??ginas: 6 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 6?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Yoshio Fugita; A????es premiadas no 6?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal - Pr??mio H??lio Beltr??o - 2001; ??reas tem??ticas: simplifica????o e agiliza????o de procedimentos; melhoria dos processos de trabalho; Denomina????o atual do minist??rio respons??vel: Minist??rio da Agricultura, Pecu??ria e Abastecimento (Mapa)

Contrato de autonomia de gest??o

Brasil. Minist??rio da Defesa (MD). Marinha do Brasil. Secretaria Geral da Marinha
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.36%
O Contrato de Autonomia de Gest??o, institu??do na Marinha, ?? um marco hist??rico nas regras de gest??o de uma Organiza????o Militar. Em seu arcabou??o se insere um pensar diferente dentro de uma estrutura que n??o pode sofrer qualquer abalo no seu alicerce, representado pela hierarquia e disciplina. A criatividade, as parcerias, a motiva????o, a busca de contribui????es para a sociedade e o compromisso com a efici??ncia e efic??cia, s??o a argamassa de uma obra que pode contribuir para a supera????o de entraves que se interp??em ?? implementa????o do modelo de gest??o previsto no Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. A experi??ncia in??dita demonstrou, em curt??ssimo espa??o de tempo, que se faz necess??rio desenvolver modelos "h??bridos" para atender as peculiaridades de uma institui????o como a Marinha. Os resultados alcan??ados, em especial quanto ao incremento de produtividade, redu????o de custos, motiva????o e satisfa????o dos clientes, demonstram que o caminho a ser seguido, no ambiente de uma For??a Armada, requer a mobiliza????o de diversos segmentos, de modo a se alcan??ar o equil??brio entre o que se deseja e o que pode mudar. O Contrato de Autonomia de Gest??o tornou-se um instrumento justo para as necessidades do momento e perfeito para a perspectiva de um melhor uso dos recursos que a Marinha disp??e; N??mero de p??ginas: 5 p.; Classifica????o::Administra????o P??blica. Teoria Geral da Administra????o::Desenvolvimento Gerencial::Inova????o; Iniciativa premiada no 5?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade do Almirante-de-Esquadra Marcos Augusto Leal de Azevedo; A????es premiadas no 5?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal - Pr??mio H??lio Beltr??o ??? 2000; ??rea tem??tica: planejamento...

Texto para discuss??o 36: relat??rio de avalia????o do curso Elabora????o de indicadores de desempenho institucional

Escola Nacional de Administra????o P??blica (Brasil)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Texto para Discuss??o
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
O objetivo do presente relat??rio de pesquisa ?? apresentar os resultados finais obtidos por meio da Avalia????o de Efic??cia do curso Elabora????o de Indicadores de Desempenho Institucional, realizado pela ENAP em turma fechada junto ?? Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), entre os dias 10 e 21/05/1999. Os objetivos espec??ficos desta pesquisa ser??o analisados para investigar se o treinamento foi considerado satisfat??rio pela institui????o que contratou o curso; se os objetivos pedag??gicos do curso foram atingidos; se os conhecimentos e habilidades foram transferidos para o ambiente de trabalho; e se o treinamento modificou pr??ticas cotidianas, aumentando o desempenho da empresa e de suas unidades, demonstrando, de forma geral, se os benef??cios alcan??ados compensaram os custos envolvidos nos treinamentos; N??mero de p??ginas: 36 p.; Capacita????o Profissional; Escola de Governo; A equipe da Pesquisa ENAP ?? composta por: Marianne Nassuno, gerente; Ch??len Fischer de Lemos; Gustavo Amorim Coutinho e S??lvio Alves Lima, assessores de pesquisa; J??lio Coelho de Matos, apoio e Karenina Vieira Andrade, estagi??ria; Este trabalho ?? a vers??o editada e revista pela equipe de pesquisa da ENAP do ???Relat??rio Final de Pesquisa ??? Avalia????o de Efic??cia??? elaborado de outubro a dezembro de 1999 pela pesquisadora Danielly Silva Ramos. A pesquisa teve o apoio do Conv??nio FAT/ENAP 005/98 ??? Programa Amplo de Educa????o Continuada de Servidores P??blicos. A ENAP agradece ??s Sras. Maria de Lourdes Marino e Joracy Mendes Lima dos Reis...

Elabora????o de indicadores de desempenho institucional

Uch??a, Carlos Eduardo
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Apostila/Material Textual
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
66.43%
O Material do Aluno ?? o instrumento did??tico complementar ??s aulas presenciais do curso que, juntamente ??s orienta????es do professor e ??s pr??ticas realizadas na sala de aula, possibilita o aprendizado dos temas apresentados. Este documento apresenta seguinte estrutura: Cap??tulo 1 ??? Introdu????o: apresenta o contexto do curso de Elabora????o de Indicadores de Desempenho Institucional. Cap??tulo 2 ??? Conceitos Gerais: apresenta os conceitos que envolvem a melhor forma de defini????o e sele????o de indicadores. Cap??tulo 3 ??? S??o apresentados os principais atributos dos indicadores. Cap??tulo 4 ??? Classifica????o de indicadores de desempenho Institucional. Cap??tulo 5 ??? Estabelecimento de indicadores que ir??o compor um sistema de medi????o do desempenho institucional. Cap??tulo 6 ??? Apresenta????o dos elementos complementares: descri????o de indicadores, interpreta????o de seus resultados, estabelecimento de metas, a informatiza????o, a comunica????o de seus resultados e o desdobramento do sistema de medi????o do foco estrat??gico para o gerencial e o operacional. Cap??tulo 7 ??? Bibliografia. Este material tamb??m tem por finalidade servir de instrumento de consulta r??pida para esclarecer eventuais d??vidas do aluno na aplica????o dos conhecimentos adquiridos no exerc??cio de seu trabalho; N??mero de p??ginas: 36 p.; Gest??o Estrat??gica

Sistema gestor de desempenho pessoal

Brasil. Minist??rio da Educa????o e do Desporto (MEC). Funda????o Joaquim Nabuco (Fundaj)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
56.42%
Este projeto refere-se ?? implementa????o de um programa de avalia????o de desempenho dirigido ao quadro efetivo e de chefia da Funda????o Joaquim Nabuco. Tem como finalidade fortalecer a pol??tica de recursos humanos, aperfei??oando o processo de desenvolvimento e valoriza????o do servidor, contribuindo para o aprimoramento do desempenho institucional e a consecu????o dos fins aos quais a Funda????o se prop??e. O projeto estimula a pr??tica de uma gest??o participativa, co-respons??vel, reflexiva e transparente com ??nfase na eleva????o dos padr??es de desempenho individual, gerencial e institucional; N??mero de p??ginas: 1 p.; Gest??o de Pessoas; Iniciativa premiada no 2?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal sob responsabilidade de Carla de Albuquerque Medeiros Lima. A????es premiadas no 2?? Concurso Inova????o na Gest??o P??blica Federal ??? 1997. ??reas tem??ticas: avalia????o de desempenho; planejamento, gest??o e desempenho institucional

Avalia????o de desempenho dos servidores t??cnico-administrativos; Sistema de avalia????o de desempenho dos servidores t??cnico-administrativos

Brasil. Minist??rio da Educa????o e do Desporto (MEC). Universidade Federal de Uberl??ndia (UFU). Pr??-Reitoria de Recursos Humanos (PROREH)
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP)
Tipo: Relato de Experi??ncia
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.27%
Visando ?? melhoria dos servi??os prestados ?? comunidade e ?? promo????o do desenvolvimento institucional atrav??s do aperfei??oamento da pol??tica de recursos humanos, a Pr??-Reitoria de Recursos Humanos (PROREH) da Universidade Federal de Uberl??ndia estabeleceu o Sistema de Avalia????o de Desempenho dos Servidores t??cnico-administrativos. O Sistema de Avalia????o de Desempenho vem cumprindo a fun????o de orientar a pol??tica de recursos humanos, sob a perspectiva de planejamento, racionaliza????o dos custos com projetos de capacita????o, e maior adequa????o dos processos de progress??o funcional. Tem propiciado, ainda, a percep????o acurada dos obst??culos e empecilhos ?? consecu????o dos resultados desejados, seja do ponto de vista do ambiente f??sico, dos instrumentos de trabalho, da capacita????o dos servidores, do relacionamento interpessoal e das condi????es de sa??de do servidor. O avan??o fundamental, entretanto, refere-se ?? forma????o de uma cultura do planejamento, entendido n??o como a????o do n??cleo central, mas como atividade que afeta toda a universidade. O exerc??cio de pr??ticas estanques dissociadas de um projeto mais amplo vem sendo substitu??do pela pr??tica do trabalho articulado ??s finalidades institucionais...

Ocupa????o no setor p??blico: tend??ncias recentes e quest??es em aberto

Cardoso J??nior, Jos?? Celso; Nogueira, Roberto Passos
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
46.28%
Com base neste trabalho, poder-se-ia hoje afirmar com maior seguran??a que: i) o movimento de recomposi????o de pessoal no setor p??blico brasileiro, observado durante toda a primeira d??cada de 2000, mostrou-se apenas suficiente para repor praticamente o mesmo estoque de servidores ativos existentes em meados da d??cada de 1990; ii) tampouco se deduz dos dados analisados que os gastos com pessoal tenham sa??do do controle do governo federal, pois, em termos percentuais, essa rubrica permaneceu praticamente constante ao longo da primeira d??cada de 2000, em um contexto de retomada relativa do crescimento econ??mico e tamb??m da arrecada????o tribut??ria; e iii) do ponto de vista qualitativo, evid??ncias da pesquisa indicam que esse movimento atual deve trazer melhorias gradativas ao desempenho institucional, pois vem sendo promovido a partir de crit??rios meritocr??ticos de sele????o (concursos p??blicos), e diante disso as atividades-fim, que exigem n??vel superior de escolariza????o, s??o mais contempladas do que as atividades-meio, indicando a possibilidade de maiores impactos sobre a produtividade agregada do setor p??blico; e tem assumido a forma de vincula????o estatut??ria, em detrimento do padr??o celetista ou de v??rias formas de contrata????o prec??rias...

Determinantes do desempenho institucional: um esbo??o te??rico; Determinantes del Desempeno Institucional: un esbozo te??rico; Determinants of Institutional Development: a theoretical sketch

Santos, Everton; Bitarello, Jucelaine; Pedde, Valdir
Fonte: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP) Publicador: Escola Nacional de Administra????o P??blica (ENAP); Revista do Servi??o P??blico (RSP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
IDIOMA::PORTUGU??S:PORTUGU??S:PT
Relevância na Pesquisa
56.33%
Este artigo tem como objetivo principal construir um ensaio te??rico que possibilite compreender as raz??es que determinam o desempenho satisfat??rio das institui????es do Estado, particularmente no Rio Grande do Sul. Ou seja, compreender os mecanismos que permitem aos governos locais realizar seus prop??sitos, como construir estradas, educar crian??as e promover o desenvolvimento de maneira satisfat??ria. Para tanto, a partir da revis??o da bibliografia especializada, constru??mos uma episteme que possibilite compreender o desempenho do Estado em suas implica????es institucionais formais (neo-institucionalismo) de North (2001), bem como suas implica????es com padr??es valorativos (capital social) de Putnam (2000). Assim, conclu??mos que institui????es e capital social sinergeticamente aliados podem contribuir para o desempenho satisfat??rio das institui????es do Estado.; Este art??culo tiene por objetivo principal construir uma referencia te??rica que permita comprender las razones que determinan el desempeno satisfactorio de las instituciones estatales, especialmente en Rio Grande do Sul. O sea, comprender los mecanismos que permiten a los gobiernos locales realizar sus prop??sitos, como construir carreteras, educar a los ninos y promocionar el desarrollo de manera satisfactoria. Para ello...

O Projeto de Avaliação de Desempenho Institucional Individual; The Project of Institutional Individual Performance Assessment; Narrativas Gerenciais do RCIpea: O Projeto de Avaliação de Desempenho Institucional Individual

Pires Neto, Leônidas
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Tipo: Narrativas Gerenciais do RCIpea - vídeo
PT-BR
Relevância na Pesquisa
66.39%
Registra narrativa do Coordenador-Geral de Gestão de Pessoas, Leônidas Pires Neto. A narrativa é dividida em dois pequenos blocos temáticos nos quais é apresentado o projeto de avaliação de desempenho institucional individual do Ipea, que consiste em macroprocesso regulamentado por um conjunto de regulamentos dentre leis, orientações normativas e portarias de âmbito federal. O depoimento inicia-se com uma apresentação do projeto, o qual visa a qualidade e a efetividade no trabalho dos servidores públicos do Ipea. São narradas as seis fases do processo de pesquisa, envolvendo seus fundamentos, diretrizes e operacionalização, como também os resultados esperados e alcançados.; 1 vídeo em 2 partes (ca. entre 4 a 5 min cada)

Avaliação de desempenho da Agência Nacional de Vigilância Sanitária no modelo de contrato de gestão

Moreira,Elka Maltez de Miranda; Costa,Ediná Alves
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2010 PT
Relevância na Pesquisa
46.24%
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é acompanhada pelo Ministério da Saúde mediante contrato de gestão, instrumento de avaliação de desempenho. Realizou-se estudo de caso mediante entrevistas semiestruturadas com atores selecionados e análise documental, objetivando descrever e analisar o modelo de avaliação de desempenho da Anvisa, com vistas à finalidade da instituição, de acordo com as seguintes categorias analíticas: formalização do contrato de gestão, instrumentos de avaliação, sujeito avaliador e desempenho institucional. As entrevistas semiestruturadas e a análise documental indicam que a Anvisa celebrou um contrato de gestão, em 1999, atualizado por quatro termos aditivos. O avaliador interno é representado pela Diretoria Colegiada e Núcleo de Assessoramento à Gestão Estratégica; o avaliador externo, por uma Comissão de Avaliação constituída pelo Ministério da Saúde. Identificaram-se três fases do modelo avaliativo: estruturação do novo modelo de gestão (1999-2000), legitimação ante o segmento produtivo (2001-2004) e ampliação da legitimação (2005). O melhor desempenho ocorreu em 2000 (86,05%), e o pior em 2004 (40,00%). Verificou-se que o modelo de avaliação pouco avançou em direção à finalidade institucional e aferição da efetividade das ações realizadas.