Página 1 dos resultados de 1512 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Estudo epidemiológico de prevalência de demência em Ribeirão Preto; Epidemiological survey of prevalence of dementia in Ribeirão Preto

Lopes, Marcos Antonio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.47%
INTRODUÇÃO: O acentuado envelhecimento da população brasileira nos últimos 40 anos torna imprescindível o melhor conhecimento dos quadros de demência no Brasil. Estudos mundiais de prevalência observaram algumas diferenças na distribuição de demência entre os idosos, no que diz respeito à idade, sexo, escolaridade e procedência (urbana ou rural). Outros levantamentos epidemiológicos mundiais apontaram determinados fatores que se associaram a essa doença, tais como atividade física, uso de anti-inflamatórios, uso de álcool e hipertensão arterial. A despeito dos vários estudos de prevalência de demência em todo o mundo, há poucos estudos deste tipo no Brasil e na América Latina. OBJETIVO: estimar a prevalência de demência e de comprometimento cognitivo e funcional (CCF), em amostra idosa comunitária, em Ribeirão Preto, avaliando sua distribuição com relação a diversos fatores sócio-demográficos e clínicos. CASUÍSTICA E MÉTODOS: A população selecionada foi uma amostra representativa, de três áreas distintas com relação ao nível sócio-econômico, do município de Ribeirão Preto, com idade maior ou igual a 60 anos. O processo de amostragem foi por conglomerado. A coleta dos dados foi realizada em duas fases. Os instrumentos utilizados na primeira fase (detecção dos casos de comprometimento cognitivo e funcional) foram: Mini Mental State Examination (MMSE)...

Fibrilação atrial e demência: estudo de base populacional no distrito do Butantã, São Paulo; Atrial fibrillation and dementia: a population-based study in the Butantã district, São Paulo

Yoshihara, Liz Andrea Kawabata
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/10/2008 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
INTRODUÇÃO: O aumento da proporção de idosos implica estudar os determinantes dos principais agravos associados ao envelhecimento como a demência, principalmente a associada à doença cerebrovascular. Um fator de risco relevante para doença cerebrovascular é a freqüência de fibrilação atrial crônica. O São Paulo Health and Ageing Study com base populacional para estudo de distúrbio cognitivo e demência é uma oportunidade única para verificar a prevalência de fibrilação atrial e de sua associação com demência. MÉTODOS: Estudo transversal, por arrolamento de 1524 idosos com 65 anos ou mais estudo acima, no distrito do Butantã, cidade de São Paulo. O diagnóstico de fibrilação atrial foi feito com o eletrocardiograma de repouso de doze derivações e o de demência foi feito utilizando-se o protocolo do Research Group of Dementia 10/66. Estudaram-se variáveis sócio-econômicas e fatores de risco cardiovascular como hipertensão, diabetes, dislipidemia e obesidade. RESULTADOS: A amostra estudada tinha idade média de 72,2 anos, era predominantemente feminina, branca, casada, de baixa escolaridade e renda. A prevalência de fibrilação atrial associou-se ao aumento da idade e foi de 1,9% para o sexo feminino e 3...

Associação entre doença cardiovascular e demência: um estudo clinicopatológico; Association between cardiovascular disease and dementia: a clinicopathological study

Zoriki, Claudia Kimie Suemoto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.48%
INTRODUÇÃO: Recentemente, fatores de risco cardiovascular (FRCV) e doenças cardíacas têm sido associados à demência, doença de Alzheimer (DA) e demência vascular (DV). O objetivo deste trabalho é investigar a associação entre doença cardiovascular comprovada anatomicamente e demência, definida por critérios clínicos, neuropatológicos e clinicopatológicos. MÉTODOS: Trata-se de estudo transversal com material do Banco de Encéfalos Humanos do Grupo de Estudos em Envelhecimento Cerebral. Aterosclerose de artérias carótidas e do polígono de Willis (PW) e hipertrofia miocárdica foram avaliados em material de autópsia e relacionados à prevalência de demência. Dados demográficos e FRCV também foram comparados quanto à presença de demência. Esta foi definida por três critérios: (1) clínico de acordo com escalas cognitivas aplicadas ao informante do falecido; (2) neuropatológico de acordo com critérios aceitos para a classificação de DA e DV; (3) clinicopatológico de acordo com a avaliação cognitiva e com a presença de lesões cerebrais associadas à DA e DV. RESULTADOS: No estudo clínico, foram incluídos 603 indivíduos maiores de 50 anos de idade com avaliação cognitiva e cardiovascular. Demência esteve associada a obstruções críticas (75%) em artérias carótidas...

Use of psychotropic medications by caregivers of elderly patients with dementia : is this a sign of caregiver burden?; Uso de psicotrópicos por cuidadores de pacientes idosos com demência : isso é um sinal de sobrecarga do cuidador?

Camargos, Einstein Francisco de; Souza, Andrea Brígida; Nascimento, Aline Silva; Silva, Alessandra Cicari Morais e; Quintas, Juliana Lima; Louzada, Luciana Lilian; Souza, Patrícia Medeiros de
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.43%
This study evaluated the consumption of psychotropic medications by caregivers of elderly patients with or without dementia. This was a cross-sectional study conducted at all geriatric units in Brasília, Brazil, during a two-month period. Structured interviews were performed with 311 caregivers of people with or without dementia and they completed questionnaires. Among the caregivers, 196 (63%) were caregivers of patients with dementia and 115 (37%) were caregivers of patients without dementia. Forty-four caregivers (14.1%) were taking psychotropic drugs (benzodiazepines or antidepressants), and this usage was more frequent among caregivers of patients with dementia (p<0.01). Twenty-two caregivers of patients with dementia (11.4%) had used sleeping pills after beginning care, compared with only five (4.3%) caregivers of patients without dementia (p<0.01). In conclusion, this study found that caregivers of patients with dementia took psychotropic drugs (benzodiazepines and antidepressants) more frequently than the ones of patients without dementia. ______________________________________________________________________________________________________________ RESUMO; Este estudo avaliou o consumo de drogas psicotrópicas por cuidadores de idosos de pacientes com e sem demência. Este foi um estudo transversal conduzido em todas as unidades de atendimento geriátrico em Brasília...

Demência e intervenção familiar: visão sistémica e desenvolvimental

Guerra, Sara Raquel Costa
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.47%
A prestação de cuidados familiares, centrada nos desafios colocados ao cuidador principal, particularmente no âmbito das condições demenciais, tem vindo a assumir-se desde a década de 1980 como um tema fulcral no contexto das famílias envelhecidas e da pesquisa gerontológica. Neste contexto, um leque diversificado de intervenções têm sido desenvolvidas para apoiar os cuidadores familiares de pessoas com demência. Estas intervenções têm evidenciado algumas limitações, nomeadamente: a unidade de intervenção é a pessoa com demência ou o cuidador principal, não considerando a família como unidade; a fragmentação do apoio, em que serviços sociais, de saúde, educacionais e de suporte funcionam como estruturas paralelas e independentes; e as abordagens são geralmente centradas na doença, negligenciando os recursos e competências dos participantes (fatores salutogénicos). Neste estudo procedeu-se ao desenho, implementação e avaliação de um programa integrado, para pessoas com demência e suas famílias, baseado numa abordagem colaborativa e de capacitação: proFamílias-demência. Este programa tem três componentes: (a) sessões psicoeducativas para os familiares da pessoa com demência, num formato de grupo de discussão multifamílias; (b) sessões de ocupação significativa para as pessoas com demência; e (c) serviço de referência pós-intervenção para garantir a continuidade de apoio. O proFamílias-demência envolveu cinco famílias (seis participantes). A avaliação indica que os aspetos estruturais e funcionais são adequados. Em termos de impacto a médio prazo (três meses)...

Custos diretos da demência em lar de idosos

Caravau, Hilma Alexandra Almeida
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
A demência impõe enormes encargos económicos aos países. O custo económico total da demência é produzido pela soma de dois tipos de custos, os diretos e indiretos. Os custos diretos representam os recursos usados que tendem a aumentar com a progressão da doença, quando existe institucionalização do doente ou quando é necessário um cuidador formal. O presente estudo tem como objetivos analisar os custos diretos da demência em lar de idosos em Portugal no ano de 2012, comparar estes valores entre utentes com e sem demência e criar um modelo preditivo de custos. Consideraram-se 6 dimensões para a análise dos custos, nomeadamente (1) a utilização de serviços de urgência, consultas hospitalares, consultas no centro de saúde e privadas, (2) os episódios de internamento contabilizados em dias, (3) a medicação gasta pelo doente, (4) a utilização de serviços sociais, (5) a utilização de ajudas técnicas e (6) a utilização de serviços de reabilitação. A amostra foi constituída por 72 utentes (36 utentes com diagnóstico de demência e 36 utentes sem demência). A recolha de dados foi feita através do acesso a documentos institucionais, recibos mensais dos utentes e juntos de pessoal da instituição. Os custos anuais médios de um utente com demência foram de 15.287€...

Sintomatologia psiquiátrica do cuidador informal da pessoa com demência

Sanhudo, Ana Filipa
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
O presente estudo de investigação foi realizado no Serviço de Psicogeriatria de um hospital psiquiátrico da zona norte do país., em contexto comunitário – visitação domiciliária. O propósito do estudo consiste em compreender até que ponto a prestação de cuidados a pessoas com demência pode gerar sintomatologia psiquiátrica nos cuidadores informais e contribuir para o desenvolvimento de intervenções específicas de enfermagem orientadas para a promoção da saúde mental dos cuidadores informais de pessoas com demência. A investigação recentemente produzida reconhece o impacto causado na saúde pelo desempenho do papel de prestador de cuidados, quer no próprio quer na pessoa alvo dos cuidados, com repercussões ao nível da vida pessoal, familiar, laboral e social. Esta realidade constitui um desafio não só a nível político como também para os profissionais de saúde no que concerne à oferta de estratégias/intervenções facilitadoras do processo de adaptação a prestador de cuidados. Entendemos que os cuidadores informais de pessoas com demência devem ser considerados alvo especial da atenção, uma vez que despendem maior número de horas a prestar cuidados e experimentam maior esforço físico e mental comparativamente aos cuidadores de pessoas sem demência. De acordo com os pressupostos metodológicos e os objetivos da investigação definimos como questão de investigação: “Em que medida existe uma associação entre cuidar de doentes com demência e o desenvolvimento de sintomatologia psiquiátrica?”. Este estudo enquadra-se no paradigma quantitativo e consiste num estudo do tipo descritivo. A população alvo é constituída por 37 pares prestadores de cuidados informais e utentes com diagnóstico clínico de demência inscritos no programa de visitação domiciliária do Serviço de Psicogeriatria de um hospital psiquiátrico da zona norte do país. O grupo de participantes foi selecionado de acordo com uma técnica de amostragem não probabilística. Para a recolha de dados recorreu-se à utilização do questionário e outros três instrumentos...

Qualidade de vida na demência : estudo sobre a perceção de Qualidade de Vida em pessoas com demência, seus familiares e cuidadores profissionais em contexto de Internamento

Mendes, Ana Rute
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
RESUMO: Introdução: Ao fenómeno do envelhecimento está associado uma maior incidência de doenças crónicas e incapacitantes. Atualmente é consensual, a preocupação com a Qualidade de Vida (QdV) nesta faixa etária, acrescendo importância quando falamos em QdV em demência, dada a complexidade dos sintomas, morbilidades e co-morbilidades que se verificam nesta síndrome. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo principal avaliar a perceção da QdV em pessoas com demência, seus familiares e cuidadores profissionais, de forma a identificar dimensões que mereçam uma maior atenção na definição de programas de intervenção em situação de institucionalização. Metodologia: Este estudo é de caráter descritivo transversal com componente qualitativa e quantitativa. A população compreende as pessoas com demência do Centro Psicogeriátrico Nª Sª de Fátima (CPNSF). A amostra foi constituída pelas residentes do CPNSF com diagnóstico de demência e classificação total de Mini Mental State Examination (MMSE) ≥ 10. As variáveis em análise foram: QdV, avaliada pela escala QOL-AD versão portuguesa, perfil sociodemográfico das pessoas com demência, familiares e cuidadores profissionais, por inquérito por questionário; Grau de defeito cognitivo...

Importância da electroencefalografia no diagnóstico diferencial de demência

Cimbron, Miriam Borges
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Introdução: O aumento da esperança média de vida tem vindo a determinar um envelhecimento populacional e com este surgiu um aumento da incidência de doenças relacionadas com a velhice, como é exemplo a demência. As principais causas de disfunção cognitiva são a DA, a DVS e a demência mista. Vários estudos afirmam que a presença e a progressão das várias demências se relacionam com alterações características do registo EEG. Assim, o objectivo deste trabalho é verificar de que forma a EEG é importante no diagnóstico diferencial de demência e avaliar se existem alterações EEG específicas de cada tipo de demência e a sua relação com o grau de severidade das mesmas. Materiais e métodos: Analisou-se o registo EEG de 45 pacientes diagnosticados com disfunção cognitiva. Procedeu-se à correlação entre as conclusões EEG, o tipo de demência (n=33) e o resultado da CDR e compararam-se os resultados com uma população controle (n=13) sem disfunção cognitiva. Para o tratamento estatístico recorreu-se ao SPSS Statistics 17.0® para Microsoft Windows®. Resultados: Para a amostra de 33 pacientes (69,7% do sexo feminino), com uma idade média de 76.97 anos, na qual 13 pacientes apresentavam DA...

Demência com Corpos de Lewy : aplicabilidade dos critérios de diagnóstico

Couto, Maria João Capitão
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
Atualmente, a Demência com Corpos de Lewy corresponde à segunda demência degenerativa mais comum, depois da Demência de Alzheimer e, como tal, é considerada um importante problema de saúde pública. Trata-se de uma demência que se inicia de forma insidiosa, frequentemente depois dos 55-60 anos de idade, sendo a sua prevalência ligeiramente mais elevada no sexo masculino. Além da demência, característica fulcral, apresenta um variado leque de sinais e sintomas, entre eles: alucinações visuais, parkinsonismo, flutuações cognitivas, disfunção autónoma, distúrbios do sono e sensibilidade aos neurolépticos. Embora frequente, ainda é uma doença subdiagnosticada. Alguns dos motivos que poderão explicar as reduzidas taxas de diagnóstico prendem-se sobretudo com a heterogeneidade da doença, pelas semelhanças clínicas e/ou patológicas que compartilha com a Doença de Alzheimer e a Doença de Parkinson e também pelo baixo índice de suspeição por parte dos clínicos em relação a esta patologia. Com o propósito de reverter essa realidade, foram desenvolvidos, a nível internacional, critérios de diagnóstico para a Demência com Corpos de Lewy. Ao longo dos anos, estes têm sido alvo de várias revisões, tendo sido a última no ano 2005. Foi neste contexto que surgiu a presente monografia...

Estudo psicométrico da Escala de Avaliação de Demência e sua aplicabilidade em instituições de longa permanência no Brasil

Jacinto,Alessandro Ferrari; Aguiar,Ana Cristina Procópio de Oliveira; Franco,Fabio Gazelato de Melo; Ribeiro,Miriam Ikeda; Citero,Vanessa de Albuquerque
Fonte: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Publicador: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 PT
Relevância na Pesquisa
37.43%
OBJETIVO: Avaliar a sensibilidade e a especificidade diagnósticas, e a concordância da Escala de Avaliação de Demência, com diagnóstico clínico de comprometimento cognitivo, e compará-las com as do Miniexame do Estado Mental. MÉTODOS: Oitenta e seis idosos de uma instituição de longa permanência foram convidados a participar do estudo e, destes, 58 concordaram em fazê-lo. A avaliação continha Miniexame do Estado Mental e Escala de Avaliação de Demência. O diagnóstico clínico de comprometimento cognitivo foi realizado por especialistas que utilizaram os critérios do DSM-IV. Escores da Escala de Avaliação de Demência e do Miniexame do Estado Mental foram correlacionados e suas sensibilidade e especificidade, obtidas. RESULTADOS: Vinte e dois (37,9%) idosos tinham comprometimento cognitivo (8,6% apresentaram comprometimento cognitivo leve e 29,3% demência). O Miniexame do Estado Mental e a Escala de Avaliação de Demência classificaram 31% e 55,2% como apresentando comprometimento cognitivo. Os escores da Escala de Avaliação de Demência e do Miniexame do Estado Mental tiveram uma forte correlação. A Escala de Avaliação de Demência teve uma sensibilidade maior do que o Miniexame do Estado Mental (86,4% versus 61...

Epidemiologia da Demência e da Doença de Alzheimer em Portugal: Estimativas da Prevalência e dos Encargos Financeiros com a Medicação; The Epidemiology of Dementia and Alzheimer Disease in Portugal: Estimations of Prevalence and Treatment-Costs

Santana, Isabel; Centro de Neurociências e Biologia Celular. Universidade de Coimbra. Coimbra. Portugal. Departamento de Neurologia. Faculdade de Medicina. Universidade de Coimbra. Coimbra. Portugal. Consulta de Demência. Serviço de Neurologia. Centro
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 29/05/2015 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
47.41%
Introdução: A incidência e prevalência de demência e de Doença de Alzheimer aumentam com a idade, duplicando a cada cinco anos após a sexta década de vida. Portugal é um país envelhecido, previsivelmente com um número crescente de casos de demência. No entanto, os dados epidemiológicos são escassos e os estudos sobre os custos da doença praticamente inexistentes. Propomo-nos apresentar uma estimativa actualizada da prevalência de demência/ Doença de Alzheimer em Portugal e inferir, a partir da prescrição específica para demência, o número de diagnósticos efectivos e os encargos financeiros com esses medicamentos.Material e Métodos: À população residente em Portugal (2013), aplicámos os valores de prevalência de demência para a Europa Ocidental (estudo da Alzheimer’s Disease International). A estimativa dos diagnósticos efectivos de Doença de Alzheimer e dos encargos financeiros com medicação específica baseou-se nas informações do Intercontinental Marketing Services Health (IMSH) – 2013.Resultados: O número estimado de Portugueses com mais de 60 anos e com demência foi 160287, o que corresponde a 5,91% deste universo populacional. Sabendo que a Doença de Alzheimer representa 50-70% dos casos...

Apraxia da marcha em pacientes com demência: revalência, características motoras e fatores associados; Gait apraxia in patient with dementia: prevalence, motor features and associated factors

Resende, Lorena Dias
Fonte: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG) Publicador: Universidade Federal de Goiás; Brasil; UFG; Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (FM); Faculdade de Medicina - FM (RG)
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.45%
Introduction: Gait apraxia is characterized by a deficiency in the integration of the sensorial, motor and cerebellar functions necessary for gait. The patients with this compromise have difficulty initiating and there is a congelation of the gait, mainly when turning ove their own axle. It is frequently associated with an emotional instability, a urinary bladder dysfunction and behavioral abnormalities. It is generally observed in gait disturbances high level cortical functions, but its relationship to disease progression and cognitive function is unknown. Objectives: To evaluate the gait apraxia in patients with dementia, its prevalence and association with other types of apraxia as well as observing what phase of the disease in which it appears. Methods: Gait apraxia has been researched in a universe of patients with dementia consecutively assisted in the HC-UFG Neurodementia Ambulatory. The instruments used were the Mini-Mental State Examination and Clinical Dementia Rating Scale (CDR) to evaluate the cognitive functions, Pfeffer's Questionnaire for the functional evaluation of the activities of the daily life, the Scale of Berg's Functional Balance (BERG) and the Timed Up and Go Test (TUG) for the balance mensuration, besides the evaluation of the gait and the posture of the trunk (AWS). Results: A total of fifteen patients...

The demands of family caregivers of elderly individuals with dementia; Demanda do cuidados familiar com idoso demenciado; Demandas del cuidador familiar del anciano con demencia

GRATAO, Aline Cristina Martins; VALE, Francisco de Assis C. do; RORIZ-CRUZ, Matheus; HAAS, Vanderlei José; LANGE, Celmira; TALMELLI, Luana Flávia da Silva; RODRIGUES, Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
37.45%
The purpose of this cross-sectional observational study was to identify characteristics of caregivers of elderly people with dementia, types of care demands and to relate demands to the stage of dementia. The study was carried out in 2004 with 104 older adults and 90 caregivers in Ribeirão Preto, state of São Paulo. The OARS instrument was utilized and a questionnaire answered by caregivers. Among older adults, 66.3% were female, aged 75.5 years in average and 86.5% had caregivers. Eighty percent of the caregivers were women family members, aged 52.3 years in average. They spent 15.10 hours/day with care, without help. An important relationship was observed between caregiver's burden, physical and emotional effort and stage of dementia. Emotional overburden was higher at dementia early and late stages, this difference was statistically non-significant. Results reveal the urgent need to plan formal and informal support strategies to caregivers of Brazilian elderly people with dementia.; As finalidades deste estudo foram identificar as características dos cuidadores de idosos demenciados, os tipos de demandas de cuidados e relacionar a demanda com o estágio da demência. O estudo seccional e observacional foi conduzido em 2004, com 104 idosos e 90 cuidadores...

Escala de atitudes face à demência: contributos para a validação

Marques, Catarina dos Santos
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
Objetivos: A literatura preconiza a filosofia de cuidados centrados na pessoa com demência como sinónimo de qualidade na prestação de cuidados, na qual se destaca a importância das atitudes, nomeadamente, dos profissionais de saúde. Dos poucos instrumentos existentes, a Dementia Attitudes Scale (DAS) (O’Connor & McFadden, 2010) assume-se como um instrumento fidedigno e válido para medir atitudes em relação à demência. O objetivo deste trabalho foi contribuir para a adaptação e validação da DAS para a população portuguesa. Métodos: Este estudo de tipo transversal e descritivo consistiu em 3 fases: tradução e validação cultural e linguística da DAS; estudo exploratório da validade de constructo e fiabilidade da DAS com uma amostra de 100 estudantes; e o estudo das atitudes dos enfermeiros em relação à demência, através da aplicação da DAS a uma amostra de 135 profissionais. Resultados: A DAS, traduzida por EAD (Escala de Atitudes face à Demência) apresentou dois fatores, “conforto social” e “conhecimento”, com elevada consistência interna (alfa de Cronbach = 0,952 e 0,890) e excelente fiabilidade teste-reteste (CCI 2,1 = 90,8% e 80,2%). O estudo das atitudes dos enfermeiros em relação à demência revelou que estas variam em função do serviço onde trabalham...

Demência com Corpos de Lewy : aplicabilidade dos critérios de diagnóstico

Couto, Maria João Capitão
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /05/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
Atualmente, a Demência com Corpos de Lewy corresponde à segunda demência degenerativa mais comum, depois da Demência de Alzheimer e, como tal, é considerada um importante problema de saúde pública. Trata-se de uma demência que se inicia de forma insidiosa, frequentemente depois dos 55-60 anos de idade, sendo a sua prevalência ligeiramente mais elevada no sexo masculino. Além da demência, característica fulcral, apresenta um variado leque de sinais e sintomas, entre eles: alucinações visuais, parkinsonismo, flutuações cognitivas, disfunção autónoma, distúrbios do sono e sensibilidade aos neurolépticos. Embora frequente, ainda é uma doença subdiagnosticada. Alguns dos motivos que poderão explicar as reduzidas taxas de diagnóstico prendem-se sobretudo com a heterogeneidade da doença, pelas semelhanças clínicas e/ou patológicas que compartilha com a Doença de Alzheimer e a Doença de Parkinson e também pelo baixo índice de suspeição por parte dos clínicos em relação a esta patologia. Com o propósito de reverter essa realidade, foram desenvolvidos, a nível internacional, critérios de diagnóstico para a Demência com Corpos de Lewy. Ao longo dos anos, estes têm sido alvo de várias revisões, tendo sido a última no ano 2005. Foi neste contexto que surgiu a presente monografia...

Importância da electroencefalografia no diagnóstico diferencial de demência

Cimbron, Miriam Borges
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.48%
Introdução: O aumento da esperança média de vida tem vindo a determinar um envelhecimento populacional e com este surgiu um aumento da incidência de doenças relacionadas com a velhice, como é exemplo a demência. As principais causas de disfunção cognitiva são a DA, a DVS e a demência mista. Vários estudos afirmam que a presença e a progressão das várias demências se relacionam com alterações características do registo EEG. Assim, o objectivo deste trabalho é verificar de que forma a EEG é importante no diagnóstico diferencial de demência e avaliar se existem alterações EEG específicas de cada tipo de demência e a sua relação com o grau de severidade das mesmas. Materiais e métodos: Analisou-se o registo EEG de 45 pacientes diagnosticados com disfunção cognitiva. Procedeu-se à correlação entre as conclusões EEG, o tipo de demência (n=33) e o resultado da CDR e compararam-se os resultados com uma população controle (n=13) sem disfunção cognitiva. Para o tratamento estatístico recorreu-se ao SPSS Statistics 17.0® para Microsoft Windows®. Resultados: Para a amostra de 33 pacientes (69,7% do sexo feminino), com uma idade média de 76.97 anos, na qual 13 pacientes apresentavam DA...

Dependence and Abuse Affecting Elderly Persons with Dementia; Dependencia y maltrato en el anciano con demencia; Dependência e abuso de idosos com demência

Zúñiga-Santamaría, Tirso; Instituto Nacional de Neurología y Neurocirugía de Méxi; Sosa-Ortiz, Ana Luisa; Instituto Nacional de Neurología y Neurocirugía de Méxi; Alonso-Vilatela, María Elisa; Instituto Nacional de Neurología y Neurocirugía de
Fonte: Universidad de la Sabana Publicador: Universidad de la Sabana
Tipo: Artigo de Revista Científica
SPA
Relevância na Pesquisa
37.47%
The dependence and risk of abuse facing elderly people with dementia at the hand of their caregivers or relatives poses a public health problem the world over. Accordingly, analysis and refl ection on the problem in light of “ethical, legal, political implications and not only medical considerations” is essential and of particular interest in the fi eld of the bioethics. The authors conducted a survey to determine the extent of physical dependence and to detect abuse, as well as the association between abuse and respect for the preferences of elderly persons with dementia. Sixty-one elderly persons with mild to moderate dementia were evaluated: 73.8% were women and 26.2%, men. Abuse was reported among 29.2% of the women and 18.8% of the men. No statistically signifi cant association was found between abuse and physical dependence. However, risk of abuse was found among 47.30% of the elderly with dementia whose preferences were not being respected, compared to those whose preferences were. This is statistically signifi cant (IC 95%, 6.73-495.18).; La relevancia del problema de salud pública que representan en el mundo las demencias, su asociación con la dependencia y el riesgo de maltrato en los ancianos con demencia por parte de sus cuidadores primarios o sus familiares...

Demanda do cuidados familiar com idoso demenciado; Demandas del cuidador familiar del anciano con demencia; The demands of family caregivers of elderly individuals with dementia

Gratao, Aline Cristina Martins; Vale, Francisco de Assis C. do; Roriz-Cruz, Matheus; Haas, Vanderlei José; Lange, Celmira; Talmelli, Luana Flávia da Silva; Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
37.45%
La finalidad de este estudio fue identificar características de los cuidadores de ancianos con demencia, tipos de demanda de cuidados y relacionar la demanda con el estadio de la demencia. Este estudio seccional y observacional fue efectuado en 2004 con 104 ancianos y 90 cuidadores en Ribeirão Preto/SP/Brasil, a través del instrumento OARS y un cuestionario para el cuidador. De los 104 ancianos, 66,3% eran mujeres, la edad media fue de 75,5 años y 86,5% del total tenían cuidadores. Entre los cuidadores, 80% eran mujeres, miembros de la familia, con edad media de 52,3 años. Dedicaban 15,10 horas/día para la actividad de cuidar, sin ayuda ninguna. Se encontró una importante relación entre la sobrecarga del cuidador, el esfuerzo físico y emocional y el estadio de la demencia. La sobrecarga emocional resultó mayor en los estadios iniciales y tardíos de la demencia, esta diferencia no fue estadísticamente significativa. Los resultados actuales revelan la necesidad urgente de planear estrategias de soporte formal e informal para cuidadores de ancianos brasileños con demencia.; The purpose of this cross-sectional observational study was to identify characteristics of caregivers of elderly people with dementia, types of care demands and to relate demands to the stage of dementia. The study was carried out in 2004 with 104 older adults and 90 caregivers in Ribeirão Preto...

Utilidad del Minimental State de Folstein en el diagnóstico diferencial de la demencia de Alzheimer, demencia vascular y demencia asociada a la enfermedad de Parkinson

Gómez Viera,Nelson; Matos Oliva,Jorge Luis; Arias Sifontes,William; González Zaldívar,Arnaldo
Fonte: Revista Cubana de Medicina Publicador: Revista Cubana de Medicina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2004 ES
Relevância na Pesquisa
37.48%
Se efectuó un estudio descriptivo-prospectivo en el Hospital Clinicoquirúrgico "Hermanos Ameijeiras" de Ciudad de La Habana, Cuba, para determinar las diferencias en la puntuación del Minimental State de Folstein en la demencia de Alzheimer, demencia vascular y demencia asociada a la enfermedad de Parkinson, así como las funciones cognitivas que más se afectan en cada una de ellas. Se analizaron 45, 12 y 14 pacientes, respectivamente, diagnosticados desde el 1 de enero de 1997 al 31 de enero de 1999. Se calcularon los porcentajes y la desviación estándar. Se halló que el valor promedio del Minimental State fue menor en la demencia de Alzheimer (16,3), seguido por el de la demencia vascular (17,2) y el de la demencia asociada a la enfermedad de Parkinson (17,9). La enfermedad de Alzheimer, presentó mayor afectación de la memoria inmediata y la atención; en la demencia vascular se comprobó mayor deterioro de la orientación y en la demencia asociada a la enfermedad de Parkinson, la mayor afectación fue en la memoria mediata, escritura y copia. Se encontró diferencia en los valores promedio en los diferentes tipos de demencia estudiados así como en las funciones mentales que se afectan según la variante de demencia.