Página 1 dos resultados de 17 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Uma an??lise do projeto espa??o integrado de desenvolvimento e estimula????o (EIDE) na rede municipal de ensino de Niter??i/Rj per??odo 2008-2009

Pintor, Nelma Alves Marques
Fonte: Instituto Fernandes Figueira Publicador: Instituto Fernandes Figueira
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.65%
Esta pesquisa se constituiu como a primeira experi??ncia de avalia????o oficial de um projeto de estimula????o pedag??gica, explorat??rio (EIDE ??? Espa??o Integrado de Desenvolvimento e Estimula????o), com o objetivo de estudar as condi????es e forma de educa????o e escolariza????o, em classes comuns das escolas municipais, para alunos que apresentam significativas defasagens em suas condi????es vitais, implicando, principalmente, em defici??ncia intelectual acentuada, desenvolvido concomitantemente por meio de a????o intersetorial entre os profissionais da sa??de e da educa????o. Para avaliar o desenvolvimento e aprendizado dos alunos, tomou como refer??ncia a teoria s??ciohist??rica, com base em quatro categorias estudadas por Vygotsky e seus colaboradores e para avaliar o projeto em sua dimens??o social, utilizou a proposta do Manual de Avalia????o de Projetos Sociais do Cepal (1997). De ??ndole qualitativa, a pesquisa utilizou, em seu estudo etnogr??fico, entrevistas semiestruturadas, anamnese, documentos, relat??rios de atividades e observa????o participante para colher informa????es com os sujeitos. Os resultados mostraram que a consci??ncia social do direito ?? educa????o e a cultura por parte dos profissionais da educa????o e dos profissionais da sa??de avan??ou...

Atividades motoras aquáticas na coordenação corporal de adolescentes com deficiência intelectual

Rodrigues,Marilia Naves; Lima,Solange Rodovalho
Fonte: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte Publicador: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
56.55%
Estudo de caso do tipo antes e depois analisou a contribuição de um programa de atividades motoras em meio aquático na coordenação corporal de adolescentes com deficiência intelectual, com idade entre doze e quinze anos, que durante quatro meses participaram de atividades em meio aquático. Antes, durante e após a intervenção, a coordenação corporal deles foi avaliada com o teste KTK. A análise estatística foi por meio do teste não paramétrico de Wilcoxon e software minitab 16. Houve melhora nas quatro tarefas do teste, mas sem evolução estatisticamente significativa na coordenação corporal geral, pois o quociente motor total de cada adolescente ficou muito abaixo do esperado para a idade cronológica, mesmo assim, a vivência contribuiu com a coordenação corporal dos participantes.

O USO DO DIÁRIO DE CAMPO NA INSERÇÃO ECOLÓGICA EM UMA FAMÍLIA DE UMA COMUNIDADE RIBEIRINHA AMAZÔNICA

Afonso,Tatiana; Silva,Simone Souza da Costa; Pontes,Fernando Augusto Ramos; Koller,Silvia Helena
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 PT
Relevância na Pesquisa
26.04%
O presente estudo visa demonstrar a utilização do diário de campo em pesquisas realizadas em contexto natural sob a perspectiva do modelo bioecológico de Bronfenbrenner. Para efeito de ilustração, são apresentados dados que fizeram parte da pesquisa de mestrado da primeira autora sobre as percepções de uma família com uma criança com deficiência intelectual no contexto ribeirinho amazônico. Após a coleta das informações, os dados foram organizados com base nos conceitos propostos por Bronfenbrenner. O diário de campo permitiu o aprofundamento das análises em que foram contemplados tanto os aspectos contextuais (cultura ribeirinha amazônica), como os pessoais (características biossociopsicológicas da criança/pais) e os processuais (relações, papéis familiares e atividades compartilhadas). Os dados são discutidos considerando a contribuição do diário de campo nas pesquisas que investigam famílias em seu contexto.

Categorias de necessidades educacionais especiais enquanto preditoras de déficits em habilidades sociais na infância

Freitas,Lucas Cordeiro; Prette,Zilda Aparecida Pereira Del
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.67%
Esta pesquisa verificou a força preditiva de 12 categorias de necessidades educacionais especiais sobre o repertório de habilidades sociais de crianças: Autismo, Deficiência Auditiva, Deficiência Intelectual Leve, Deficiência Intelectual Moderada, Deficiência Visual, Desvio Fonológico, Dificuldades de Aprendizagem, Dotação e Talento, Problemas de Comportamento Externalizantes, Problemas de Comportamento Internalizantes, Problemas de Comportamento Internalizantes e Externalizantes e TDAH. Cento e vinte estudantes de escolas regulares e especiais, com idades entre seis e 15 anos, foram avaliados por seus professores por meio do Sistema de Avaliação de Habilidades Sociais (SSRS-BR). As necessidades especiais mais fortemente preditoras para déficits de habilidades sociais foram: TDAH, Problemas de Comportamento Misto, Autismo, Problemas Externalizantes, Problemas Internalizantes e Dificuldades de Aprendizagem. Discutem-se as características específicas dessas categorias e as necessidades de aprimoramento de seu repertório de habilidades sociais.

APOIO INTERGERACIONAL EM FAMÍLIAS COM CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA

Yamashiro,Juliana Archiza; Matsukura,Thelma Simões
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.64%
As distintas formas de comportamento entre as gerações influenciam a qualidade das relações familiares, as quais permitem que o indivíduo se construa, desenvolva-se e se realize como um ser social. Neste artigo, objetivou-se identificar a experiência de avós e de mães de famílias de crianças com deficiência intelectual, acerca do cotidiano, das práticas de apoio e da intergeracionalidade. O estudo exploratório de abordagem qualitativa contou com a participação de seis mães e seis avós de crianças/adolescentes com deficiência intelectual. Para a coleta de dados, foram utilizados roteiros de entrevistas semiestruturadas. Os principais resultados apontaram que as práticas de apoio exercidas no contexto familiar integram o cotidiano das avós e representam importante fonte de apoio às mães e aos netos. Além disso, o estudo apontou a importância dos relacionamentos intergeracionais, tendo em vista os benefícios por eles produzidos para ambas as gerações envolvidas. Considerando-se a heterogeneidade das famílias brasileiras, aponta-se ainda para a necessidade de estudos intergeracionais que focalizem a opinião de diferentes gerações em localidades e contextos distintos.

Linguagem narrativa e fluência na síndrome de down: uma revisão

Seno,Marília Piazzi; Giacheti,Célia Maria; Moretti-Ferreira,Danilo
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.47%
A síndrome de Down é uma condição na qual os indivíduos apresentam comprometimento intelectual e alterações de linguagem oral. A disfluência de fala está presente tanto durante a conversa espontânea como em produções orais de narrativas direcionadas. Este estudo teve como principal objetivo revisar a literatura sobre a disfluência e a narrativa em indivíduos com a síndrome de Down, publicada entre 2002 e 2012, em bases de dados eletrônicos. Foram encontrados 17 artigos e selecionados oito, de acordo com os critérios de inclusão e exclusão. Destes, dois discorriam especificamente sobre a disfluência na síndrome de Down, e seis sobre a narrativa nesta população. A deficiência intelectual é parte do fenótipo dos indivíduos com SD e, em decorrência do comprometimento intelectual, prejuízos na aquisição e no desenvolvimento da linguagem. Estudos específicos, principalmente sobre a fluência/disfluência; e, sobre o desempenho na tarefa da narrativa, ainda são escassos e inconclusivos. A disfluência não aparece na maioria das descrições do fenótipo de linguagem dos indivíduos com esta condição...

Hipotireoidismo congênito: influência para as habilidades linguísticas e comportamentais: estudo de revisão

Anastácio-Pessan,Fernanda da Luz; CusinLamônica,Dionísia Aparecida
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 PT
Relevância na Pesquisa
26.04%
O hipotireoidismo congênito é um distúrbio do metabolismo sistêmico caracterizado pela produção deficiente dos hormônios tireoidianos. A literatura apresenta que estas crianças podem apresentar alterações cognitivas, linguísticas e problemas comportamentais, mesmo quando o diagnóstico e o tratamento iniciaram precocemente. O objetivo do presente trabalho foi descrever as alterações de linguagem, de cognição, de habilidades psicolinguísticas e/ou de comportamento em sujeitos com hipotireoidismo congênito, a partir de estudos já publicados pela comunidade científica, no período de 2004 a 2013. O levantamento bibliográfico foi realizado por meio de pesquisa em bases de dados nacionais e internacionais: LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), MEDLINE (MEDlarsonLINE-Literatura Internacional) e Scielo (Scientific Eletronic Library Online). A literatura evidencia que a gravidade das alterações no desenvolvimento das habilidades motoras, cognitivas e linguística, esteve relacionada à idade da criança ao receber o diagnóstico e ao iniciar o tratamento. Entretanto...

O ensino da L??ngua Espanhola na Educa????o Especial: forma????o docente e aprendizagem de pessoas com Defici??ncia Intelectual.; Spanish Laguage Teaching in Special Education: teacher formation and learning by mentally deficient persons.

PIRES, Fabiana Lasta Beck
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.85%
This investigation was aimed at planning, implementing and evaluating two embedded interventions. Intervention 1 was addressed to Spanish Language Students and had the purpose of forming a group of these future teachers for the teaching of this language in Special Education; and Intervention 2 was addressed to Persons with Special Educational Needs (PSEN) - Intellectual Deficiency area (ID), with the objective of promoting their learning and development through the teaching of this foreign language (FL). The interventions took place in a Special School in the city of Pelotas/RS and their participants were three groups of volunteer Spanish students (totaling six, during a period of three years) and 13 literate SEN students enrolled in a class of Adult and Young People Education (AYPE). The latter regularly attended the school s professional workshop, being restricted to performing manual tasks, such as cooking and woodwork, among others. The interventions have been based on Vigotski s historical-cultural theory. This researcher has dedicated part of his time to the investigation of learning disabled students, and claimed that the teaching of a foreign language could be an important tool for mental development. Vygotsky (1982c) criticized the way pedagogical action for intellectually deficient students was organized. He believed that schools ended up adapting to student s deficiencies by considering that...

EFEITO DE UMA INTERVEN????O COM V??DEO GAMES ATIVOS NOS FATORES DE RISCO PARA S??NDROME METAB??LICA E NOESTILO DE VIDA EM ADULTOS COM S??NDROME DE DOWN; Effect of an intervention with exergaming in Metabolic Syndrome risk factors and lifestyle in adults with Down Syndrome

KALINOSKI, Angelica Xavier
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o F??sica; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o F??sica; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Educa????o F??sica; Programa de P??s-Gradua????o em Educa????o F??sica; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.2%
The Down Syndrome (DS) is a genetic accident classified as intellectual deficit. Some people with DS have associated diseases, which together with a non-active lifestyle, leaves them susceptible to develop a number of chronic non-communicable diseases. Some of these diseases are risk factors for Metabolic Syndrome, such as glucose intolerance, insulin resistance or diabetes mellitus, including two or more factors such as hypertension, elevated plasma triglyceride, HDL and central obesity. It is necessary to increase physical activity for this population. The aim of this study was to investigate the effects of a physical activity program with exergaming (Xbox 360 ?? kinectTM), during 16 weeks, on the variables of the Metabolic Syndrome. Physical fitness related to performance tests were conducted and the sessions intensity was controlled usingGT3X accelerometers. It is an experimental study and the population consisted of people with Down syndrome, both sexes over 18 years, residents of the city of Pelotas - RS. We identified 44 individuals, 28 have accepted to participate in the study meeting the inclusion criteria. The sample consisted of 28 subjects, divided into two groups (G1 - intervention (N = 14) and G2 - control (N = 14)), randomly selected and matched by sex. The intervention lasted 16 weeks with 3 sessions per week for 50 minutes. Were applied before and after the intervention a life style questionnaire...

Um olhar para a defici??ncia mental

Ara??jo, Patricia Silva Guimar??es
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.75%
A defici??ncia mental constitui um dos tipos mais comuns dos problemas de aprendizagem. No processo de inclus??o de alunos com defici??ncia mental, h?? uma necessidade de avaliar o grau da defici??ncia mental para a verdadeira inclus??o, pois ?? uma patologia que apresenta diversas condi????es. Constitui em funcionamento intelectual significativamente abaixo da m??dia, manifestado desde a primeira inf??ncia e caracteristicamente apresenta a incapacidade de adaptar-se ??s demandas culturais da sociedade, como conseq??ente preju??zo na conduta adaptativa. A defici??ncia mental pode advir de v??rias causas. Patol??gicas e S??ndromes, como por exemplo, paralisia cerebral, s??ndrome de Down, s??ndrome do X fr??gil, erros inatos do metabolismo. Estas causas podem determinar os v??rios n??veis de defici??ncia mental. Este estudo tem por objetivo enriquecer o conhecimento sobre a defici??ncia em seus v??rios n??veis e formas, sobre a capacidade de aprendizagem desses indiv??duos e como o processo de inclus??o pode proporcionar adapta????es curriculares para este indiv??duo. Para isto foi realizada revis??o criteriosa da literatura pertinente, buscando assim embasar a forma????o de profissionais da educa????o. A revis??o te??rica aqui apresentada perpassa pelo hist??rico...

Apar??ncia, normalidade e preconceito: breve exame de impactos sociais do diagn??stico de defici??ncia

Morais, Carla Balduino
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
76.71%
A presente pesquisa teve como objetivo investigar como pessoas diagnosticadas com defici??ncia conseguem compensar impactos sociais em suas vidas. Para isso, buscou-se identificar estrat??gias utilizadas por elas para lidar com tr??s categorias de desafios: a sociedade da apar??ncia, a ideia de normalidade e o preconceito. Tais desafios, em ??ltima inst??ncia, podem ser traduzidos como efeitos ou impactos sociais do diagn??stico de defici??ncia. Foram realizadas entrevistas abertas com jovens diagnosticados com defici??ncia intelectual e tamb??m com jovem portador de S??ndrome de Down. Em seguida, foram analisados os trechos de suas falas que abordavam as tr??s categorias de interesse desta pesquisa, a fim de elucidar o objetivo proposto. Ao final da pesquisa, constatou-se o predom??nio da preocupa????o com a apar??ncia entre as mulheres. Quanto aos aspectos relacionados ?? normalidade observou-se a prefer??ncia pela n??o afirma????o da defici??ncia. Verificou-se que todos os jovens entrevistados s??o objeto de preconceito.

Perfil nutricional de individuos com Sindrome de Down

Gon??alves, Marcia Ribeiro
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.15%
A S??ndrome de Down ?? considerada uma anomalia cromoss??mica de origem gen??tica e ?? a principal causa de defici??ncia intelectual na popula????o. O objetivo deste trabalho foi verificar os fatores determinantes do estado nutricional de indiv??duos brasileiros com S??ndrome de Down por meio de uma revis??o da literatura. Observou-se no estudos analisados que essa popula????o apresenta tend??ncia ao sobrepeso e a obesidade, independente da faixa et??ria e sexo. Dentre as causas identificadas para o excesso de peso, pode-se citar h??bitos alimentares inadequados, a presen??a de hipotireoidismo, altos n??veis de leptina, sedentarismo, menor taxa metab??lica basal devido ?? s??ndrome e hipotonia muscular.

VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MULHERES PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS: PERFIL DA VÍTIMA E DO AGRESSOR

Souto, Rafaella Queiroga; Leite, Carla Carolina da Silva; França, Inácia Sátiro Xavier de; Cavalcanti, Alessandro Leite
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.2%
Estudo transversal e descritivo caracterizou 19 vítimas de violência sexual portadores de necessidades especiais e agressores entre 396 casos registrados no período de 2004 e 2009 em Campina Grande - Paraíba. Os dados foram coletados por pesquisadores treinados, registrados em instrumento estruturado elaborado para o estudo e testado previamente; organizados e analisados com auxílio do software Statistical Package for the Social Sciences 17.0 e estatística descritiva. Verificou-se que 4,8% dos casos registrados envolveram mulheres portadoras de necessidades especiais. As vítimas, na maioria com deficiência intelectual, eram solteiras, com idade entre 12 e 19 anos e baixa escolaridade. O agressor era em sua maioria único e conhecido da vítima; constatou-se o emprego de constrangimento em 21,1% dos casos, sendo a força física e a grave ameaça as mais frequentes. As equipes de saúde podem contribuir para a prevenção e detecção da violência sexual, com atenção a portadores de necessidades especiais.

Inclusão escolar pela via da colaboração entre educação especial e educação regular.

Mendes, Eniceia Gonçalves; Universidade Federal de São Carlos; Almeida, Maria Amélia; UFSCar; Toyoda, Cristina Yoshie; Universidade Estadual Paulista
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 16/11/2011 POR
Relevância na Pesquisa
26.04%
A preocupação sobre as práticas inclusivas nas escolas públicas no Brasil começou após a Declaração de Salamanca, com desafios e dúvidas. Ainda hoje, passados cerca de 15 anos, os professores do ensino regular se queixam dizendo que não têm conhecimento suficiente ou preparo formal para lidar com crianças com necessidades educacionais especiais, especialmente quando estas apresentam disfunções graves, como paralisia cerebral, deficiência intelectual e comportamentos desafiadores. A colaboração entre      profissionais  da  Educação  Especial  e  Regular  pode  ser  uma  alternativa para enfrentar tais desafios. O objetivo deste relato foi o de apresentar um breve histórico de um programa de pesquisa, ensino e extensão que busca aproximar a Universidade Federal de São Carlos dos professores do ensino comum que têm alunos com necessidades especiais em suas salas de aula. Iniciado em 2004, este programa está na atualidade em seu sétimo ano de execução e envolve professores da universidade...

Práticas educativas e estresse parental de pais de crianças pequenas com desenvolvimento típico e atípico

Minetto, Maria de Fátima; Universidade Federal do Paraná; Crepaldi, Maria Aparecida; Universidade Federal de Santa Catarina; Bigras, Marc; Universidade de Sherbrooke; Moreira, Laura Ceretta; Universidade Federal do Paraná
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 31/03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
26.64%
A educação dos filhos é sem dúvida um dos maiores desafios que os pais podem enfrentar. Educar é uma tarefa trabalhosa e pode se agravar com a chegada de um filho com deficiência intelectual. Nesse momento, é natural que todas as expectativas dos pais no que se refere à educação que almejavam dar ao filho sejam questionadas. O objetivo deste estudo é evidenciar o nível de estresse parental e as práticas educativas utilizadas por pais de crianças entre zero e seis anos de idade, tanto com desenvolvimento típico quanto com desenvolvimento atípico (deficiência intelectual e síndrome de Down). O método incluiu análises descritivas e inferenciais, com a participação de 61 pais, divididos em três grupos, cujos resultados permitem deduzir que há diferenças na escolha de práticas educativas entre os diferentes grupos de pais e que pais de filhos com deficiência intelectual são mais estressados que pais de crianças típicas e com síndrome de Down. A partir da pesquisa realizada, pode-se concluir que pais de filhos com desenvolvimento atípico precisam de redes de apoio eficientes que orientem suas práticas educativas. Sugere-se investir em novas pesquisas e na organização de programas estruturados para trabalhar com pais e filhos...

Inclusão no trabalho: A vivência de pessoas com deficiência intelectual; Inclusion in work: The experience of persons with intellectual disabilities

Pereira-Silva, Nara Liana; Universidade Federal de Juiz de Fora; Furtado, Adelaine Vianna; Universidade Federal de Juiz de Fora
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 11/01/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.89%
Work is an important context of development for young people/adults with disabilities. This report presents the experience of people with intellectual disabilities about their inclusion at work. Four interviews were conducted with apprentices with the diagnosis of intellectual disability that had occupational experience in the trade sector. The results show that the failure to include these young people/adults was caused either by lack of professional preparation, personal and socio-emotional issues, as well as the difficulty of companies to receive people with disabilities. Stronger links between vocational institutions and companies are critical to the success of inclusion, among other factors.   Keywords: inclusion in the work; intellectual disabilities; special education; professionalization.;   O trabalho constitui um dos principais contextos de desenvolvimento dos jovens/adultos com deficiência. O presente relato apresenta a experiência de pessoas com deficiência intelectual sobre sua inclusão no trabalho. Realizaram-se entrevistas com quatro aprendizes com diagnóstico de deficiência intelectual e experiência ocupacional no comércio. Os resultados apontam que o insucesso na inclusão destes jovens/adultos se deveu tanto pela falta de preparação profissional...

Deficiência intelectual e processo inclusivo: dificuldades enfrentadas

Alessandra Bertasi Nascimento; Priscila Maciel Carreta
Fonte: EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA - EDUFRO Publicador: EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA - EDUFRO
Tipo: Avaliado por Pares Formato: application/pdf
Publicado em 15/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
46.58%
  O processo de inclusão escolar continua a apresentar desafios para o atendimento a alunos com deficiência intelectual. Na busca de analisar a percepção de uma professora sobre o tema, aplicou-se uma entrevista estruturada sobre o conceito de educação inclusiva, a participação em ações de educação continuada, possíveis impedimentos para essa participação, dificuldades encontradas para a concretização do processo inclusivo e sugestões para viabilizá-lo. A pesquisa, de abordagem qualitativa, foi desenvolvida na única escola pública estadual, em uma cidade do interior da Zona da Mata do Estado de Rondônia. As principais dificuldades indicadas para a realização da inclusão foram: o diagnóstico do aluno, a falta de capacitação profissional e a ausência de trabalho colaborativo. Como sugestões, são apontadas: a necessidade de melhorar a infraestrutura da escola, oferecer cursos de capacitação e disponibilizar profissionais que possam dar suporte para a concretização do processo inclusivo. Conclui-se que há a necessidade de analisar como as propostas para a educação inclusiva chegam e são efetivadas nas escolas de municípios distantes dos grandes centros de produção científica...