Página 1 dos resultados de 705 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Epidemiologia de begomoviroses em tomateiro sob condições de campo e de cultivo protegido; Epidemiology of begomovirus disease in tomato plants under field and protected-crop conditions

Barbosa, Júlio César
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.9%
O presente estudo teve por objetivo estudar o progresso temporal e espacial de epidemias de begomoviroses em cultivos de tomate sob condições de campo e de cultivo protegido na região de Sumaré e Elias Fausto, respectivamente, no Estado de São Paulo. As avaliações foram feitas semanalmente com base nos sintomas característicos induzidos por begomovírus. As populações de adultos de mosca-branca também foram monitoradas e caracterizadas biologicamente. A identificação das espécies de begomovírus predominantes nos cultivos de tomate foi realizada por meio da análise da seqüência de nucleotídeos de parte do DNA-A viral, que incluiu a região 5'-terminal do gene da CP. O progresso temporal foi avaliado por meio do ajuste dos modelos exponencial, monomolecular, Gompertz e logístico. Para o estudo do progresso espacial foram utilizadas três técnicas: o índice de dispersão (D), a lei de Taylor modificada e áreas isópatas. Nos cultivos de tomate sob condições de cultivo protegido foram identificados o ToSRV e o ToYVSV. Sob condições de campo somente o ToSRV foi identificado. Em todos os ensaios realizados nos dois sistemas de cultivo, as curvas de progresso da doença apresentaram um crescimento do tipo sigmóide...

Poda apical, densidade de plantas e cobertura plástica do solo na produtividade do tomateiro em cultivo protegido

Bogiani, Júlio César; Anton, Cibele da Silva; Seleguini, Alexsander; Faria Júnior, Max José de Araujo; Seno, Shizuo
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 145-151
POR
Relevância na Pesquisa
56.6%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Processo FAPESP: 01/14228-6; O objetivo deste trabalho foi o de avaliar o efeito de duas combinações entre densidade de plantas e altura de poda apical, associados à utilização de cobertura plástica do solo, sobre o desenvolvimento e a produção de frutos do tomateiro, híbrido Duradoro (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)), em ambiente protegido. Foram estabelecidos dois sistemas de cultivo com haste única: SC1 - poda apical após a 5ª inflorescência, com 20.000 plantas ha-1 e SC2 - poda apical após a 2ª inflorescência com 50.000 plantas ha-1; e três condições de cobertura do solo: solo nu; filme de polietileno branco e filme de polietileno preto, adotando-se o delineamento em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas. O experimento foi desenvolvido de junho a novembro de 2003, na UNESP, Câmpus de Ilha Solteira. A adoção do tratamento SC2 determinou maior altura de plantas aos 45 dias após o transplante, maior número de frutos por área e maior produtividade, além da concentração do período de colheita em sete semanas. As coberturas plásticas do solo não influenciaram as variáveis que compõem a produtividade do tomateiro.; The aim of this work was to evaluate the effect of two combinations between plant density and tip pruning height...

Poda apical, densidade de plantas e cobertura plástica do solo na produtividade do tomateiro em cultivo protegido

Bogiani,Júlio César; Anton,Cibele da Silva; Seleguini,Alexsander; Faria Júnior,Max José de Araújo; Seno,Shizuo
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.6%
O objetivo deste trabalho foi o de avaliar o efeito de duas combinações entre densidade de plantas e altura de poda apical, associados à utilização de cobertura plástica do solo, sobre o desenvolvimento e a produção de frutos do tomateiro, híbrido Duradoro (EMBRAPA), em ambiente protegido. Foram estabelecidos dois sistemas de cultivo com haste única: SC1 - poda apical após a 5ª inflorescência, com 20.000 plantas ha-1 e SC2 - poda apical após a 2ª inflorescência com 50.000 plantas ha-1; e três condições de cobertura do solo: solo nu; filme de polietileno branco e filme de polietileno preto, adotando-se o delineamento em blocos ao acaso, em esquema de parcelas subdivididas. O experimento foi desenvolvido de junho a novembro de 2003, na UNESP, Câmpus de Ilha Solteira. A adoção do tratamento SC2 determinou maior altura de plantas aos 45 dias após o transplante, maior número de frutos por área e maior produtividade, além da concentração do período de colheita em sete semanas. As coberturas plásticas do solo não influenciaram as variáveis que compõem a produtividade do tomateiro.

Desempenho de três cultivares de almeirão sob cultivo protegido

Novo,Maria do Carmo S.S.; Trani,Paulo E.; Minami,Keigo
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.6%
O almeirão (Cichorium intybus L.) é uma Asteraceae muito semelhante à chicória da qual se diferencia por possuir folhas mais alongadas, mais estreitas, recobertas por pelos e com sabor amargo mais pronunciado. Avaliou-se o desempenho das cultivares Folha Larga, Pão-de-Açúcar e Catalonha, em estufa com cobertura plástica, em experimento, de julho a setembro/2001, no Núcleo Experimental de Campinas do IAC. O experimento foi disposto em blocos ao acaso, com parcelas subdivididas para época de avaliação, tendo três repetições. Aos 50; 57; 64 e 71 dias após a semeadura foram avaliadas dez plantas de cada subparcela quanto à altura, número médio de folhas, biomassas de matéria fresca e seca e área foliar. Nessas oportunidades foram também avaliadas as produções de folhas em um metro linear de canteiro. Não houve diferença entre as cultivares quanto ao número médio de folhas por planta porém houve interação entre cultivares e época de avaliação para área foliar, biomassas fresca e seca e produção de folhas. A cultivar Catalonha foi a que apresentou maior altura e maior produtividade, embora as biomassas de matéria fresca e seca tenham sido superiores na Pão-de-Açúcar que também apresentou maior área foliar. Recomenda-se...

Avaliação de híbridos de pepino tipo japonês sob ambiente protegido em duas épocas de cultivo

Cardoso,Antonio Ismael I.; Silva,Norberto da
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.74%
Foram avaliados 12 híbridos de pepino do tipo japonês em cultivo de verão (duas repetições, 7 plantas/parcela) e 14 em cultivo de outono-inverno (quatro repetições, 5 plantas/parcela), em um delineamento em blocos ao acaso, com o objetivo de avaliar o comportamento dos mesmos sob cultivo protegido nas condições de São Manuel (SP). Somente o híbrido Rensei caracterizou-se por ser ginóico, e os demais (AF-1327, AF-1328, AF-1329, BU-92, Hokuho, Hokushin, Hyuma, KH-705, Natsusuzumi, Nikkey, Summer Green, Top Green, Tsuyataro e Yoshinari) foram monóicos, embora todos partenocárpicos. Os híbridos mais produtivos no cultivo de verão foram o Tsuyataro (25,4 frutos/planta) e o Rensei (25,3 frutos/planta). No cultivo de outono-inverno foram o Nikkey (26,8 frutos comerciais/planta) e Top Green (23,4 frutos comerciais/planta) e os menos produtivos foram o Rensei (16,1 frutos comerciais/planta) e o AF-1328 (17,6 frutos comerciais/planta). Em média, obteve-se maior produção no cultivo de outono-inverno.

O cultivo protegido de hortaliças em Uberlândia-MG

Grande,Leonardo; Luz,José Magno Q.; Melo,Berildo de; Lana,Regina Maria Q.; Carvalho,José Orestes M. de
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
56.8%
Descreveu-se no presente trabalho a situação do cultivo protegido em Uberlândia-MG, e discutiu-se os motivos que levaram diversos produtores ao insucesso neste sistema. Foi aplicado um questionário aos produtores de hortaliças que produziram ou estão produzindo sob ambiente protegido, observando-se as principais informações relacionadas com a produção, desde a instalação até a comercialização dos produtos cultivados. Verificou-se que o cultivo protegido iniciou nos anos 90/91. Dois anos depois, aproximadamente 84% dos produtores haviam abandonado esta atividade. A falta de cultivares e híbridos adaptados à região; as escassas informações sobre manejo e adubação do solo; a falta de assistência técnica; o início da atividade sem prévia pesquisa de mercado; a falta de manejo adequado em ambiente protegido; alto custo de instalação; a falta de diferenciação para os preços dos produtos cultivados sob ambiente protegido; a ausência de incentivo governamental; falta de experiência profissional dos iniciantes no negócio; a falta de projeto e planejamento econômico da produção, foram os principais fatores que motivaram a desistência desses produtores. Esta pesquisa destaca, também, a necessidade de atualização de informações sobre conhecimentos do manejo do ambiente protegido na região de Uberlândia.

Caracterização do modelo de cultivo protegido em Manaus com ênfase na produção de pimentão

Gama,Aildo da S; Lima,Hedinaldo Narciso; Lopes,Maria Teresa G; Teixeira,Wenceslau G
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
56.85%
O cultivo protegido de oleráceas é uma atividade em expansão no Amazonas. Várias são as vantagens em comparação ao cultivo sob condições de campo: colheita durante o ano todo, precocidade, aumento de produtividade e melhoria da qualidade dos produtos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o modelo de cultivo protegido utilizado em Iranduba, região de Manaus, com ênfase na produção de pimentão. Com base nas respostas obtidas em um questionário aplicado a nove produtores da região, verificou-se que 67% dos produtores entrevistados nunca tinham produzido hortaliças anteriormente e que a maioria utiliza casa-de-vegetação do tipo capela convectiva, com tamanho variando entre 160 e 495 m², a um custo de R$ 7,30 a 10,0 por m². A área média cultivada foi de 0,68 ha por produtor. O pimentão é a hortaliça predominante nas casas-de-vegetação. Para o seu cultivo, apenas 22% dos entrevistados realizaram análise de solo e calagem. Ainda assim, as quantidades de calcário e adubos utilizadas não são baseadas na análise. O solo é preparado mecanicamente por 89% dos entrevistados e todos utilizam gotejamento e fertirrigação. A água é proveniente de poços artesianos, mas não é feita análise da sua adequação à atividade. Pragas e doenças são controladas utilizando os agrotóxicos disponíveis no mercado...

Crescimento e produtividade de plantas de tomateiro em cultivo protegido sob alta densidade e desfolhamento

Andriolo,Jerônimo Luiz; Espindola,Maria Carolina Grigoletto; Godoi,Rodrigo; Bortolotto,Orcial Ceolin; Luz,Gean Lopes da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2004 PT
Relevância na Pesquisa
56.59%
O objetivo do trabalho foi determinar o efeito do aumento da densidade de plantas combinada com desfolhamento sobre o crescimento e a produtividade do tomateiro cultivado no solo em ambiente protegido. Os tratamentos consistiram de 3,3 (T1), 6,7 (T2) e 10,0 (T3) plantas m-2. Em T1, três folhas por simpódio foram mantidas em todas as plantas. Em T2, em cada duas plantas consecutivas dentro da fileira, na primeira planta uma folha foi mantida no primeiro simpódio, enquanto na segunda planta duas folhas foram mantidas no simpódio de mesma ordem. No segundo simpódio, duas e uma folha foram mantidas, inversamente em relação ao simpódio anterior, e assim sucessivamente durante o crescimento da cultura, até o final dos experimentos. Em T3, somente uma folha por simpódio foi mantida em cada planta. O número de folhas e de frutos foi contado e a massa fresca e seca dos frutos maduros foi determinada. O número de folhas e de frutos foi similar entre os tratamentos no outono. Na primavera, o número de frutos foi mais elevado nas plantas de T2. A produtividade de frutos foi mais elevada em T2, nos cultivos de outono e de primavera. Na produção comercial dessa cultura conduzida no solo em ambiente protegido, a densidade de plantas com o desfolhamento testado em T2 pode ser empregada para maximizar a produtividade de frutos.

Design e agricultura familiar: proposta de estrutura para cultivo protegido

Nejeliski,Danieli Maehler; Mello,Carolina Iuva de
Fonte: Universidade Católica Dom Bosco Publicador: Universidade Católica Dom Bosco
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.72%
Analisando-se as estruturas para cultivo protegido de hortaliças utilizadas na cidade de Santa Maria e região, constatou-se que a maioria dos produtores utilizam estruturas artesanais, muitas vezes inadequadas às suas necessidades, por falta de instalações industriais adequadas. A partir dessas informações, foi projetada uma nova estrutura para cultivo protegido, demonstrando o promissor papel do design como facilitador do desenvolvimento local.

Avaliação da incidência de Murcha Bacteriana em tomateiro sob cultivo protegido no Município de Iranduba-AM.

DIOGENES, H. C.; SILVA, M. do S. M.; RODRIGUES, M. do R. L.; GONCALVES, J. R. P.; CHAVES, F. C. M.; CHIA, G. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 51., 2011, Viçosa, MG. Hortaliças: da origem aos desafios da saúde e sustentabilidade: anais... Viçosa, MG: ABH, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 51., 2011, Viçosa, MG. Hortaliças: da origem aos desafios da saúde e sustentabilidade: anais... Viçosa, MG: ABH, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.65%
RESUMO: A murcha bacteriana, causada pela bactéria Ralstonia solanacearum, constitui-se como uma das doenças mais importante para a cultura do tomateiro, especialmente nas regiões do trópico úmido, onde as condições de clima, permanentemente quente e úmido, favorecendo a sobrevivência desta bactéria e é o principal motivo que desestimula a produção da cultura nesta região. Este trabalho objetiva avaliar a incidência de murcha bacteriana em tomateiro plantado sucessivamente, em sistema de cultivo protegido, na região de Iranduba ? AM.. As cultivares utilizadas, C-38 e Santa Bárbara, ambas desenvolvidas pela Embrapa Amazônia Oriental, Belém/PA com histórico de tolerância à murcha bacteriana, foram plantadas em área ocupada anteriormente por capoeira. As taxas de mortalidade registradas no experimento, consideradas elevadas, que variou entre 30 % para o C-38 e 43 % para a cultivar Santa Bárbara, indicam a importância da indicação de sistemas de manejo para a cultura de tomate que visem a redução na incidência de murcha bacteriana a fim de permitir o cultivo desta espécie na região amazônica.; 2011

Avaliação de híbridos de pimentão em cobertura viva de solo com amendoim forrageiro de solo em cultivo orgânico protegido.

SILVA, G. P. de P.; RESENDE, F. V.; PEREIRA, T. dos S.; SOUZA, R. B. de; ALBUQUERQUE, J. O.; VIDAL, M. C.; SOUSA, J. M. M. de
Fonte: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. S5497-S5502, jul. 2012. Publicador: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. S5497-S5502, jul. 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: Suplemento. Trabalho aprensentado no 52. Congresso Brasileiro de Olericultura, Salvador, 2012.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.65%
O trabalho foi conduzido na area de pesquisa da Embrapa Hortaliças, objetivando avaliar o desempenho agronômico de híbridos de pimentão sobre cobertura viva de amendoim forrageiro em sistema orgânico de produção sob cultivo protegido.; 2012

Desempenho agronômico de hibridos de tomate italiano sob cultivo protegido em solo com cobertura viva de amendoim forrageiro no sistema orgânico de produção.

SILVA, G. P. de P.; RESENDE, F. V.; PEREIRA, T. dos S.; SOUZA, R. B. de; ALBUQUERQUE, J. O.; VIDAL, M. C.; SOUSA, J. M. M. de
Fonte: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. S8389-S8394, jul. 2012. Publicador: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. S8389-S8394, jul. 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.6%
O trabalho foi conduzido na área de pesquisa e produção orgânica da Embrapa Hortalliças, objetivando avaliar o desempenho agronômico de cultivares de tomate protegido.; 2012; Suplemento. Trabalho apresentado no 52. Congresso Brasileiro de Olericultura, Salvador, 2012.

Avaliação de cultivares de alface crespa sob cultivo protegido no município de Iranduba/AM.

KANO, C.; CHAVES, F. C. M.; BERNI, R. F.; GONÇALVES, N. R.; SUINAGA, F. A.
Fonte: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. S390-S394, jul. 2012. Publicador: Horticultura Brasileira, Brasília, DF, v. 30, n. 2, p. S390-S394, jul. 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.6%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de cultivares de alface crespa sob cultivo protegido no município de Iranduba/AM.; 2012; Suplemento. Trabalho apresentado no 52. Congresso Brasileiro de Olericultura, Salvador, 2012.

Produção de mudas de cebola (Allium cepa L.) sob cultivo protegido no verão.; Onion (allium cepa l.) seedlings's production under controlled environment as summer-planted onions.

De Vincenzo, Maria Cristina Veiga
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2001 PT
Relevância na Pesquisa
66.78%
A cebola (Allium cepa L.) é uma das culturas hortícolas de maior importância no Brasil, com cerca de 70.000 ha e produção de 912.000 t. O mercado apresenta entressafra de fevereiro a julho; sendo o cultivo de verão, uma forma de aumentar os lucros. Uma das dificuldades deste cultivo é a produção de mudas para o transplante. Com o objetivo de verificar o comportamento na fase de muda do híbrido de dias curtos Mercedes, sob cultivo protegido como cultura de verão, o experimento foi instalado em estufa, no Campo Experimental do Departamento de Produção Vegetal, da Escola Superior de Agricultura 'Luiz de Queiroz'. O experimento constou da produção de mudas em ambiente protegido, utilizando bandejas de isopor de 288 células. Os fatores testados foram quatro tipos de substratos (Plantmax HT e três formulações experimentais: Plantmax HT com PG Mix, Teste CM e Teste CM com PG Mix) e dois números de mudas por células (3 e 4 mudas). A subparcela testada foi a suplementação mineral com nitrogênio (1,5 g/l de água de nitrato de cálcio + 1,0 g/l de água de nitrato de potássio; 2 e 3 vezes por semana). Cada bandeja foi considerada uma parcela, sendo dividida em duas subparcelas em função da suplementação mineral com nitrogênio. Em cada subparcela foram semeadas 70 células...

Avaliação de híbridos de pepino tipo japonês sob ambiente protegido em duas épocas de cultivo

Cardoso, Antonio Ismael Inácio; Silva, Norberto da
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 171-176
POR
Relevância na Pesquisa
56.74%
Foram avaliados 12 híbridos de pepino do tipo japonês em cultivo de verão (duas repetições, 7 plantas/parcela) e 14 em cultivo de outono-inverno (quatro repetições, 5 plantas/parcela), em um delineamento em blocos ao acaso, com o objetivo de avaliar o comportamento dos mesmos sob cultivo protegido nas condições de São Manuel (SP). Somente o híbrido Rensei caracterizou-se por ser ginóico, e os demais (AF-1327, AF-1328, AF-1329, BU-92, Hokuho, Hokushin, Hyuma, KH-705, Natsusuzumi, Nikkey, Summer Green, Top Green, Tsuyataro e Yoshinari) foram monóicos, embora todos partenocárpicos. Os híbridos mais produtivos no cultivo de verão foram o Tsuyataro (25,4 frutos/planta) e o Rensei (25,3 frutos/planta). No cultivo de outono-inverno foram o Nikkey (26,8 frutos comerciais/planta) e Top Green (23,4 frutos comerciais/planta) e os menos produtivos foram o Rensei (16,1 frutos comerciais/planta) e o AF-1328 (17,6 frutos comerciais/planta). em média, obteve-se maior produção no cultivo de outono-inverno.; Twelve cucumber hybrids were evaluated in summer (two replications of seven plants) and fourteen in autumn-winter (four replications of five plants), in a randomized block design to evaluate their performance under protected cultivation at Sao Manuel...

Expressão da esterilidade feminina e da carpeloidia em mamoeiro sob diferentes ambientes de cultivo protegido

Martelleto,Luiz Aurélio Peres; Ribeiro,Raul de Lucena Duarte; Sudo-Martelleto,Mariluci; Vasconcellos,Marco Antônio da Silva; Pereira,Maurício Ballesteiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.57%
O presente estudo teve por objetivo avaliar a ocorrência de esterilidade feminina e de carpeloidia em mamoeiros hermafroditas 'Baixinho-de-Santa Amália' cultivados sob manejo orgânico, em diferentes tipos de ambiente de proteção,e conduzido com ou sem bifurcação do tronco no transcorrer das quatro estações do ano. Foram construídos três tipos de estruturas de proteção contíguas: (i) estufa (cobertura de plástico); (ii) estufa sombreada (cobertura adicional de tela 'sombrite' - 30% sobre o plástico), e (iii) telado (cobertura exclusiva de tela 'sombrite' - 30%), ao lado de uma área de ambiente natural, a pleno sol. Nestes locais, foram cultivados, dentro das normas técnicas da agricultura orgânica, mamoeiros da cv. Baixinho-de-Santa-Amália. Em metade das plantas, abrangendo todos os ambientes de cultivo, a gema apical foi incisada, logo após a sexagem, visando à bifurcação do tronco. Para efeito de análise de variância, foram considerados quatro blocos por ambiente de cultivo, tendo cada bloco três repetições relativas ao modo de condução das plantas (com e sem bifurcação do tronco). Para análise estatística, procedeu-se à "análise conjunta de experimentos", no caso, os ambientes de cultivo. Nos mamoeiros com tronco bifurcado...

Evolução da maturação da uva 'BRS Clara' sob cultivo protegido durante a safra fora de época

Yamamoto,Lilian Yukari; Assis,Adriane Marinho de; Morais,Heverly; Souza,Fábio Suano de; Miotto,Lidiane Carla Vilanova; Sato,Alessandro Jefferson; Souza,Reginaldo Teodoro de; Roberto,Sérgio Ruffo
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.8%
A produção de uvas para mesa vem passando por alguns desafios que demandam alterações nas tecnologias de produção, devido, principalmente, à intensa necessidade de controle de doenças fúngicas. O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento da evolução da maturação da uva 'BRS Clara' enxertada sobre o porta-enxerto IAC 766 'Campinas', sob cultivo protegido produzida em safra fora de época. Os experimentos foram realizados em Uraí e Marialva (PR). Foram avaliadas semanalmente as características químicas das bagas, como teor de sólidos solúveis, acidez titulável, índice de maturação e pH, a partir do início da maturação até a colheita, em dois sistemas de cultivo protegido: cobertura plástica e sombrite. O delineamento experimental adotado em ambas as áreas foi o inteiramente casualizado com sete repetições. A evolução da maturação nos dois sistemas de cultivo protegido foi comparada por meio da análise de regressão. Em ambas as áreas experimentais, a cobertura plástica possibilitou a antecipação da colheita das uvas em seis dias em relação ao sombrite, considerando o teor de sólidos solúveis. Não houve influência da cobertura plástica sobre o índice de maturação das uvas.

Evolução da maturação da uva 'BRS Clara' sob cultivo protegido durante a safra fora de época.

YAMAMOTO, L. Y.; ASSIS, A. M. de; MORAIS, H.; SOUZA, F. S. de; MIOTTO, L. C. V.; SATO, A. J.; SOUZA, R. T. de; ROBERTO, S. R.
Fonte: Bragantia, Campinas, v. 70, n. 4, p. 825-831, 2011. Publicador: Bragantia, Campinas, v. 70, n. 4, p. 825-831, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.8%
A produção de uvas para mesa vem passando por alguns desafios que demandam alterações nas tecnologias de produção, devido, principalmente, à intensa necessidade de controle de doenças fúngicas. O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento da evolução da maturação da uva 'BRS Clara' enxertada sobre o porta-enxerto IAC 766 'Campinas', sob cultivo protegido produzida em safra fora de época. Os experimentos foram realizados em Uraí e Marialva (PR). Foram avaliadas semanalmente as características químicas das bagas, como teor de sólidos solúveis, acidez titulável, índice de maturação e pH, a partir do início da maturação até a colheita, em dois sistemas de cultivo protegido: cobertura plástica e sombrite. O delineamento experimental adotado em ambas as áreas foi o inteiramente casualizado com sete repetições. A evolução da maturação nos dois sistemas de cultivo protegido foi comparada por meio da análise de regressão. Em ambas as áreas experimentais, a cobertura plástica possibilitou a antecipação da colheita das uvas em seis dias em relação ao sombrite, considerando o teor de sólidos solúveis. Não houve influência da cobertura plástica sobre o índice de maturação das uvas.; 2011

Rentabilidade da produção orgânica de cultivares de alface com diferentes preparos do solo e ambiente de cultivo

Araújo Neto,Sebastião Elviro de; Ferreira,Regina Lúcia Félix; Pontes,Frederico Silva Thé
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.86%
Avaliou-se a rentabilidade econômica de três cultivares de alface cultivadas em casa-de-vegetação e campo, com diferentes técnicas de preparo do solo, em Rio Branco, Acre. Foram instalados experimentos em janeiro, junho e novembro de 2006. Adotou-se o delineamento em blocos casualizados, com parcelas subdivididas em faixas com quatro repetições. As faixas corresponderam ao cultivo protegido e em campo aberto. Em cada faixa, três cultivares de alface ('Simpson', 'Marisa' e 'Vera'), constituindo as subparcelas, foram sorteadas nas parcelas, representadas por quatro preparos de solo ("encanteiramento" com cobertura de palha de arroz, polietileno prateado e solo descoberto e plantio direto). O custo total médio (CTMe), no cultivo protegido, foi de R$0,50 maço-1, 26% menor que no campo. Obteve-se receita líquida de R$24.270,67ha-1 ciclo-1, em cultivo protegido, e R$14.124.92ha-1 ciclo-1, em campo. O plantio direto para alface promoveu o menor CTMe e a maior receita líquida em cultivo protegido (R$30.724,64ha-1 ciclo-1) e em campo (R$22.892,71ha-1 ciclo-1) e o maior índice de rentabilidade. Portanto, o plantio direto orgânico de alface no Acre, em ambiente protegido, preferencialmente, e, em campo aberto, proporciona melhor desempenho econômico que os demais tipos de preparo e cobertura do solo.

Seleção de genótipos de alface para cultivo protegido: divergência genética e importância de caracteres

Azevedo,Alcinei M; Andrade Júnior,Valter C de; Oliveira,Celso M de; Fernandes,José Sebastião C; Pedrosa,Carlos E; Dornas,Marcus Flávius S; Castro,Bárbara M de C e
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
56.72%
Os objetivos deste trabalho foram selecionar genótipos de alface com potencial para cultivo em ambiente protegido; selecionar genótipos divergentes geneticamente para integrar programas de melhoramento; comparar técnicas multivariadas a fim de se ter uma interpretação mais precisa dos resultados; verificar a relevância dos caracteres avaliados para a divergência genética; e determinar os caracteres mais importantes na avaliação de genótipos de alface. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados, com 15 genótipos, quatro repetições e 15 plantas por parcela. O experimento foi conduzido em ambiente protegido e avaliou-se a altura das plantas, diâmetro da cabeça, circunferência da cabeça, matéria fresca da parte aérea, matéria fresca comercial da parte aérea, matéria fresca da raiz, matéria seca comercial da parte aérea, matéria seca da raiz e número de folhas comerciais. Os genótipos foram classificados em quatro grupos pelo método Tocher. Foram indicados para uso em cultivo protegido e em programas de melhoramento para obtenção de cultivares adaptadas a essas condições, as cultivares 'Regina 500'e 'Vitória de S. Antão' (grupo I), 'Black Seed Simpson' e 'Lívia' (grupo II), 'Branca Boston' (grupo III) e 'Romana Balão' (grupo IV). Embora a contribuição relativa da circunferência para a divergência seja apenas 0...