Página 1 dos resultados de 13 itens digitais encontrados em 0.051 segundos

Estudo da perfusão pulmonar em crianças hospitalizadas com bronquite viral aguda por meio da cintilografia pulmonar perfusional quantitativa com 99mTC-MMA

Carvalho, Paulo Roberto Antonacci
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
26.18%
Introdução: O conhecimento da distribuição da perfusão pulmonar pela cintilografia na bronquiolite viral aguda, pode auxiliar no entendimento das alterações no equilíbrio da ventilação - perfusão, peculiares a essa doença do lactente jovem. Objetivo: Avaliar o padrão de distribuição da perfusão pulmonar em pacientes hospitalizados com bronquiolite viral aguda por meio de cintilografia pulmonar perfusional quantitativa com macroagregado de albumina com tecnécio (99mTc-MAA), estabelecendo associação com as avaliações clínica e radiológica, bem como determinando o seu padrão evolutivo até a condição de normalidade. Tipo de estudo: Dois estudos prospectivos com enfoque diagnóstico: um transversal, comparativo, e um longitudinal, evolutivo, controlado. Pacientes e métodos: A amostra da pesquisa foi constituída por pacientes hospitalizados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre com diagnóstico de bronquiolite viral aguda, no período de abril de 1998 a setembro de 2000, baseada em critérios clínicos de inclusão: idade entre 01 e 24 meses, com quadro respiratório obstrutivo de vias aéreas inferiores (primeiro episódio de sibilância expiratória de início súbito, com sinais de coriza, tosse irritativa...

Fatores de risco para asma e rinite alérgica em população de escolares na cidade de Passo Fundo, RS

Porto Neto, Arnaldo Carlos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
25.9%
Introdução: nas últimas décadas, tem havido aumento na prevalência das doenças alérgicas, como também na sensibilização a aeroalérgenos ou alimentos, fenômenos caracterizados como “epidemia das doenças alérgicas”. Objetivo: determinar os fatores de risco associados a sintomas de asma (sibilância) e rinoconjuntivite, descrevendo a prevalência desses sintomas em crianças escolares do município de Passo Fundo, RS. Método: estudo transversal realizado em alunos de oito a doze anos de idade matriculados em escolas públicas e particulares do ensino fundamental, moradores da zona urbana de Passo Fundo, RS. A amostra representativa dessa população foi escolhida aleatoriamente, e seus pais ou responsáveis responderam questionário escrito padrão do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC), acrescido de perguntas sobre fatores de risco pessoais, familiares e ambientais (ISAAC fase II). Dessa população inicial, separou-se, aleatoriamente, um subgrupo de crianças (n=878), para realizar testes cutâneos de hipersensibilidade imediata (TCHIs) com alérgenos ambientais e coletar amostras de fezes para exame protoparasitológico. As crianças também foram pesadas, tendo sua estatura aferida e seu índice de massa corporal (IMC) calculado. Resultados: a prevalência de asma ativa foi de 31...

Efetividade e segurança da budesonida nebulizada no controle da crise aguda de sibilância em crianças menores de três anos não responsivas ao fenoterol

Silva, Margarete Lopes da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 152 f. il. + 1 CD-ROM
POR
Relevância na Pesquisa
46.36%
Pós-graduação em Pediatria - FMB; Objetivos: Investigar a eficácia e segurança da budesonida comparada à prednisona na crise aguda de sibilância. Métodos: Estudo prospectivo, duplo-cego, randomizado comparou a budesonida nebulizada (2mg diários com redução gradual para 0,5mg, n=30, grupo A) com a prednisona (n= 30, grupo B) e placebo (n=15, grupo C) durante sete dias, envolvendo crianças de 40 dias a 36 meses em Santo André, SP, Brasil. Os critérios de inclusão foram: crianças nutridas, sem uso de corticosteróide, hospitalizadas por crise aguda grave de sibilância. Escore clínico foi mensurado nos períodos: 20, 40, 60 e 90 minutos, 2,4,6,12,24 horas e, após diariamente por uma semana. A função adrenal foi avaliada por dosagem de cortisol salivar nos dias de acompanhamento 3,5,7,10 e 15. Saliva foi coletada pela manhã e tarde. Cortisol foi dosado por radioimunoensaio com anticorpo anticortisol- 3-oxima albumina bovina. Resultados: Budesonida proporcionou melhora clínica mais rápida do que prednisona ou placebo nas primeiras 24h do tratamento (A 56 e B 282, p= 0,0000, Mann Whitney) (C 434 minutos). O percentil de interrupção por piora clínica foi: A: 3,3, B: 43, C: 40. Todos os grupos exibiram concentração de cortisol salivar mais alta de manhã do que tarde. Grupo A mostrou diminuição da dosagem vespertina no 10º dia de acompanhamento (p< 0...

Qual dispositivo utilizar no tratamento da crise de sibilância em crianças? Nebulizador ou inalador dosimetrado?

Rodrigues,Joaquim Carlos
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
45.87%

Inalador dosimetrado com espaçador artesanal versus nebulizador no tratamento da crise de sibilância na criança

Vilarinho,Liana Consuelo Santana; Mendes,Carlos Maurício Cardeal; Souza,Leda Solano de Freitas
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2003 PT
Relevância na Pesquisa
116.61%
OBJETIVO: Realizou-se um ensaio clínico objetivando comparar duas modalidades de administração de salbutamol na crise de sibilância em crianças - através de nebulizador de jato e através de inalador dosimetrado acoplado a um espaçador artesanal. MATERIAL E MÉTODOS: Foi estudada uma amostra de conveniência de crianças em crise moderada de sibilância, alocadas aleatoriamente em dois grupos de tratamento, de acordo com o dispositivo inalatório utilizado para a administração de salbutamol (nebulizador - grupo NEB, ou inalador dosimetrado com espaçador - grupo IDE). Os parâmetros utilizados para comparação entre os grupos foram agrupados em tabela de pontos e consistiram em sinais clínicos habitualmente usados na avaliação da gravidade da crise asmática (nível de consciência, coloração da pele, intensidade da dispnéia, intensidade da tiragem, tempo expiratório, entrada de ar e sibilância) e a saturação transcutânea de oxigênio, obtidos antes do tratamento e 15 minutos após cada administração do salbutamol. Como dados adicionais, mediram-se os tempos de preparo e de uso das medicações, computaram-se os custos envolvidos nas duas formas de tratamento, e interrogaram-se os acompanhantes sobre o grau de satisfação em relação aos tratamentos. Cada criança usou salbutamol em doses repetidas a cada 20 minutos...

Antileucotrienos no tratamento da asma e rinite alérgica

Ribeiro,Jose Dirceu; Toro,Adyléia A. D. C.; Baracat,Emilio C. E.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2006 PT
Relevância na Pesquisa
36.09%
OBJETIVO: Comparar os antagonistas de leucotrienos (ARLT) aos outros grupos de medicamentos utilizados para tratar a asma e a rinite alérgica. FONTES DOS DADOS: MEDLINE, LILACS e Biblioteca Cochrane. Palavras chaves: leucotrienos, antileucotrienos, tratamento da asma, tratamento da rinite alérgica, asma e rinite alérgica. Procurou-se agrupar os principais trabalhos e revisões sobre o assunto. SÍNTESE DOS DADOS: Os ARLT são mais eficazes do que placebo e potencializam os efeitos dos corticosteróides inalados. A associação de corticosteróides inalados com agentes beta2 agonistas de longa duração (LABA) é mais eficaz do que a associação de cortiscoteróides inalados + ARLT. Embora pareça racional o uso de ARLT na crise aguda de asma e rinite alérgica, mais estudos são necessários para comprovar esse benefício. Os ARLT promovem redução no tempo de hospitalização e no número de crises de sibilância em lactentes com bronquiolite viral aguda pelo vírus respiratório sincicial e na sibilância recorrente após bronquiolite viral aguda. Os ARLT são menos eficazes que os corticosteróides intranasais no manejo da rinite alérgica. Os ARLT são eficazes na asma induzida por exercício (AIE), embora não constituam a primeira linha de tratamento. CONCLUSÃO: Estudos controlados e randomizados mostram que os corticosteróides inalados são as drogas de escolha para o tratamento da asma persistente e rinite alérgica. :Não existem evidências suficientes para recomendar o uso de ARLT como medicamento de primeira linha (monoterapia) em crianças com asma (nível I). Nas crianças que não podem usar corticosteróides inalados...

Percepção da dispneia na crise asmática pediátrica pelos pacientes e responsáveis

Parente,Ana Alice Amaral Ibiapina; March,Maria de Fátima Pombo; Evangelista,Lucia de Araujo; Cunha,Antonio Ledo
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
56.1%
OBJETIVO: Avaliar a correlação entre a percepção da dispneia durante uma crise de asma leve a moderada, por meio da escala modificada de Borg, com a medida do pico de fluxo expiratório (PFE). MÉTODOS: Estudo transversal de crianças e adolescentes que procuraram a emergência pediátrica devido a crise asmática, com dados coletados de julho de 2005 a junho de 2006. Foram registrados dados demográficos. Pacientes e seus responsáveis foram solicitados a graduar, individualmente, a dispneia do paciente por meio da escala modificada de Borg e, posteriormente, foi avaliada a medida do PFE. RESULTADOS: Foram avaliados 181 pacientes asmáticos, com idade média de 7,2 (±2,4) anos (4-12). A mãe procurou atendimento médico em 83,4% (151/181). Os sintomas incluíram tosse, em 68,5% (124/181), dispneia, em 47,0% (85/181), e sibilância, em 12,7% (23/181). Trinta e seis por cento (65/181) apresentavam crise leve, e 64,1% (116/181), moderada. Correlação negativa significativa foi evidenciada entre a percepção dos responsáveis e dos pacientes com dispneia e a medida do PFE dos pacientes (percentual previsto; r s = -0,240 e r s = -0,385, respectivamente). CONCLUSÃO: Pacientes e responsáveis demonstraram percepção limitada da gravidade da dispneia do paciente...

Perfil de crianças e adolescentes internados por asma em duas unidades de saúde da Cidade do Recife

Reis e Silva de Queiroz, Gladys; Laura Campelo de Melo Dias, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
56.32%
Foi realizado estudo descritivo transversal, e de série de casos em duas Unidades de Saúde do Recife, Brasil, com o objetivo de determinar o perfil de crianças e adolescentes de 3 a menos de 16 anos de idade, internados por asma, num período de 4 meses. Do total de 2.303 internamentos, a prevalência de 42,4% foi devido à dispnéia com sibilância, que no prontuário inicialmente, foi colocada com a hipótese diagnóstica de asma, sendo que destes, 169 apresentaram dois ou mais episódios de sibilância e preencheram os critérios de inclusão para o estudo. Entre as características destes pacientes, verificou-se que quanto ao manejo da crise: 51,2% (86/168) haviam iniciado crise há mais de 24 horas antes do internamento, quanto à escala de gravidade em 52,2% (70/134) a exacerbação aguda foi considerada grave ou muito grave, 62,3% (101/162) dos pacientes iniciaram o tratamento em casa nas primeiras 6 horas; e que a primeira crise, na grande maioria dos casos (90.5%), ocorreu antes de 3 anos de idade; e que o encaminhamento para ambulatórios especializados destes pacientes foi de 53.3% (89/167) e a utilização prévia de drogas antiinflamatórias de13,0% (22/169). Os pacientes cujas mães eram alfabetizadas freqüentavam menos os serviços de urgência. As mães alfabetizadas e também aquelas famílias com renda mensal superior a R$ 180...

Associação entre coinfecção viral e o tempo de internação em lactentes com crise de sibilância

Coutinho, Sandra Eugenia
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
66.44%
Introdução : as principais causas de internações de lactentes são as crises de sibilância causadas por vírus sazonais. O impacto da infecção por dois ou mais vírus não está bem esclarecida na literatura, especialmente a relação entre a coinfecção e a gravidade clínica da doença.Métodos : no presente estudo, foram avaliadas a ocorrência de infecções e coinfecções por vírus respiratórios em lactentes com sibilância, bem como a associação entre coinfecção e desfechos relacionados à gravidade da doença. Este foi um estudo transversal, com lactentes de até 12 meses de idade, com crise de sibilância, que estavam internados em uma unidade pediátrica. O estudo foi realizado no período entre setembro de 2009 e setembro de 2011. Para identificação dos vírus respiratórios foi coletada secreção de nasofaringe e após o período de coleta as amostras foram analisadas através da técnica do imunofluorescência e PCR em tempo real para vírus respiratórios.Resultados : No presente estudo foram selecionados 127 pacientes, sendo que 122 completaram todos os critérios de inclusão. A média de idade foi de 2,9 meses, sendo 54,9% (67/122) dos pacientes do sexo masculino. Com relação às variáveis clínicas...

Efeitos da deficiência de vitamina A na função pulmonar de crianças após infecção respiratória viral

Amaral, Cleia Teixeira do
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; Ciências da Saúde
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
66.63%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; A deficiência marginal de vitamina A representa um estado onde a reserva hepática dessa vitamina está diminuída sem apresentar sinais clínicos. A inflamação das vias aéreas causada por infecção viral contribui para a hiper-reatividade brônquica, promovendo aumento da resistência das vias aéreas, posteriormente normalizada. Hipótese: A deficiência marginal de vitamina A pode influenciar a evolução da doença respiratória viral, alterando sua gravidade e duração. O objetivo deste trabalho é avaliar se há relação entre o estado da vitamina A e as alterações de função pulmonar em pré-escolares durante uma infecção de vias aéreas superiores (IVAS). Trata-se de um estudo transversal que avaliou 177 crianças entre 4 e 6 anos de idade, classificadas em 3 grupos: 1. controle (n = 51); 2. crianças com sintomas de infecção de vias aéreas superiores (IVAS) (n = 74): 3. grupo IVAS + crise de sibilância (n= 52). Determinou-se o retinol sérico e o teste dose-resposta relativa modificado (Modified relative dose response - MRDR) por cromatografia líquida de alta eficiência. Avaliou-se a resistência respiratória total pela Técnica das Oscilações Forçadas (TOF) por Oscilometria de Impulso (IOS). A identificação viral foi realizada pela Reação em Cadeia da Polimerase. Avaliou-se o estado nutricional através dos escores-z para Peso/Idade...

Avaliação do refluxo gastroesofagico na morbidade de lactentes chiadores atopicos e não-atopicos

Tania Maria Mendes Quintella
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/1997 PT
Relevância na Pesquisa
46.2%
Este estudo tem como objetivos caracterizar e avaliar o papel do refluxo gastroesofágico no quadro clínico de crianças, atópicas e nào-atópicas, portadoras da síndrome do ladente chiador. Adicionalmente, verificou-se a influência dos seguintes fatores de risco para doença respiratória: aleitamento materno, fumo passivo e permanência em creche. Estudou-se prospectivamente uma COOl'te de 80 crianças com síndrome do lactente chiador definida como a ocorrência de sibilância recorrente (três ou mais crises, ou uma crise com duração igualou maior de 30 dias), em crianças de até 2 anos de idade. As crianças forarn classificadas, quanto a atopia, utilizando-se o índice de AKASAKA modificado, que considera os seguintes parámetros: idade da 1a crise de sibiláncia, resposta a broncodilatador, nível sérico de IGE elevado, antecedente familiar de atopia., estigmas pessoais de atopia. Encontrou-se 60% ATÓPICAS (A), e 40% NÃO-ATÓPICAS (NA). Estas crianças apresentavam refluxo gastroesofágico diagnostica.do antes ou durante a investigaçào para SLC, comprovado por pelo menos dois exames positivos dentre os seguintes: seriografia esôfago-gastro-duodenal, cintilografia, esôfago-gástrica, ultrasonografia abdominal superior...

Prevalência e eficácia do uso dos espaçadores artesanal e industrial na administração do Salbutamol na emergência pediátrica do Hospital Regional da Asa Sul – HRAS

Santos, Anete Vieira dos; Queiroz, Gabriele Paulino de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
35.89%
A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas inferiores, responsável por uma limitação variável do fluxo de ar aos pulmões e pela hiperresponsividade de tais vias. O tratamento é baseado na administração de antiinflamatórios e broncodilatadores, sendo os mais utilizados corticóides e b2-agonistas, respectivamente. O objetivo foi avaliar a prevalência e a eficácia do uso do salbutamol com espaçadores artesanais em comparação com espaçadores industriais. Foi estudada uma amostra de conveniência de 60 crianças em crise asmática com faixa etária de 0 a 12 anos de idade atendidas na Emergência Pediátrica do Hospital Regional da Asa Sul no período de setembro e outubro de 2010, alocadas aleatoriamente em dois grupos de tratamento, de acordo com o dispositivo inalatório (espaçador artesanal ou industrial) utilizado para a administração de salbutamol. Os parâmetros utilizados para comparação entre os grupos foram intensidade da dispnéia, uso da musculatura acessória, sibilância e saturação transcutânea de oxigênio, obtidos 20 minutos após administração do salbutamol. Verificou-se que a idade mais prevalente dos pacientes foi de 0 a 6 anos e que os espaçadores artesanais são mais prevalentes no serviço estudado e apresentam eficácia semelhante aos industriais.; Asthma is a chronic inflammatory disease of the lower airways...

ASTHMA - MANAGEMENT OF ASTHMA EXACERBATIONS; ASMA – MANEJO DA CRISE

Oliveira, Fabíola Reis; Silva, Lucienir Maria da; Louzada Junior, Paulo; Sarti, Willy
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2003 POR
Relevância na Pesquisa
35.89%
A asma é uma doença inflamatória, crônica, das vias aéreas, que se tornam hiperresponsivas e obstruídas, causando tosse, sibilância, dispnéia e desconforto torácico, de modo recorrente. Pode ser classificada como leve, moderada ou grave. Crises asmáticas são caracterizadas por períodos de piora dos sintomas clínicos e da função pulmonar, de maneira reversível, resultando em prejuízo para as atividades usuais do doente e de sua qualidade de vida. A inflamação das vias aéreas, contudo, permanece cronicamente, mesmo nos períodos intercríticos. As agudizações também devem ser classificadas de acordo com sua gravidade, para que a melhor opção terapêutica e os cuidados com o paciente sejam instituídos.; Asthma is a chronic inflammatory obstructive disease of the airways that become hyperresponsive when exposed to various stimuli, and causes recurrent episodes of coughing, wheezing, chest tightness and shortness of the breath. Asthma can be mild, moderate or severe and requires long term management. Asthma attacks are characterized by periods of increased symptoms and reduced lung function, which may result in diminished ability to perform usual activities. The inflammation is always present, in despite of asthma severity. A large number of irritants and sensitizers may trigger exacerbations. It’s very important to estimate the severity of an asthma attack to make decisions that ensure an effective treatment.