Página 1 dos resultados de 517 itens digitais encontrados em 0.167 segundos

A infância confiscada: contributos para o estudo da educação das crianças em situação de risco de exclusão escolar e social no 1º Ciclo do Ensino Básico: elaboração de um modelo de factores de risco

Santos, Sandra Marisa da Costa
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 POR
Relevância na Pesquisa
126.05%
Dissertação de Mestrado em Administração e Gestão Educacional apresentada à Universidade Aberta; Resumo - Esta investigação resultou da necessidade de reflectir e estabelecer uma compreensão mais esclarecedora sobre a problemática das crianças em situação de risco escolar e social. Assim sendo, sentimos a necessidade de contribuir para a construção de um modelo de factores considerados como geradores das situações de risco de exclusão escolar e social vivenciadas pelas crianças no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Acreditamos que através da realização deste trabalho e com a consequente elaboração de um modelo de factores de risco, possamos ajudar todos os actores educativos no trabalho que diariamente desenvolvem com crianças consideradas em risco de exclusão escolar e social, contribuindo assim para a edificação de uma escola mais sensível e mais preparada para responder a um fenómeno social que está cada vez mais presente nas nossas instituições educativas: as vivências das crianças em situação de risco, vivências essas que exteriorizadas na escola se transformam num desafio constante para o cumprimento da escola na sua missão formativa, educativa e socializadora. As diversas transformações sofridas nas últimas décadas nas sociedades contemporâneas...

Partidos e políticas públicas: o atendimento à infância em situação de risco em Ribeirão Preto - SP (1993-2000); Political parties and public policies: dealing with children at riskful situations in Ribeirão Preto, São Paulo (1997-2000)

Figueiredo, Gislayne Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/06/2001 PT
Relevância na Pesquisa
145.93%
Desde o final da década de 70 vem se falando em crise e reforma do Estado. A contenção dos gastos e a reforma fiscal dirigem-se especialmente à redução das políticas sociais e à diminuição do setor de serviços, incluindo aí serviços governamentais destinados à infância e adolescência em situação de risco pessoal e social, que consiste em uma das populações mais fragilizadas da sociedade. Estudos recentes têm indicado que não há uma diminuição tão grande dos investimentos na área social, mas um realocamento desses recursos entre as diversas políticas públicas; bem como indicam a influência da ideologia político-partidária daqueles que estão no governo como sustentáculo do investimento público na área social. Objetivamos com esse trabalho, avaliar o impacto da mudança na administração municipal na cidade de Ribeirão Preto, em virtude da eleição de 1996, no atendimento a crianças e adolescentes em situação de risco, verificando como a ideologia político-partidária influenciou na atenção à infância e na definição das políticas sociais. Para isto, optamos por uma pesquisa de cunho qualitativo, utilizando como instrumento de coleta de dados a análise documental, e como método de análise...

Habilidades motoras fundamentais e especializadas, aplicação de habilidades no jogo e percepção de competência de crianças em situação de risco : a influência de um programa de iniciação ao tênis

Piffero, Constance Müller
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
125.93%
O objetivo desta pesquisa, de delineamento quase-experimental, foi verificar a influência de um Programa de Iniciação ao Tênis (PIT) com duas abordagens, Clássica (AC) e de Contexto Motivacional para a Maestria (AM), no desempenho de habilidades motoras fundamentais (HMF), especializadas do Tênis (HMET) especializadas do Tênis no jogo (HETJ) e na percepção de competência (PC) de crianças em situação de risco. A amostra desta pesquisa foi não probabilística, intencional, composta por 61 crianças (29 meninas e 32 meninos), com idades de 6 a 12 anos (M = 9,4), sendo 30 crianças da AC e 31 crianças da AM. Para as avaliações das crianças foram utilizados o Test of Gross Motor Development-2 (TGMD-2) (ULRICH, 2000); o Instrumento de Avaliação das Habilidades Motoras Especializadas do Tênis, o Instrumento de Avaliação de Habilidades Especializadas do Tênis no Jogo e a escala The Self-Perception Profile for Children (HARTER, 1985). O PIT foi desenvolvido em 26 semanas, implementando, para a AM os pressupostos da estrutura TARGET e do Sport Education Model e para a AC os modelos clássicos de aprendizagem do Tênis. General Linear Model com medidas repetidas no fator tempo foi conduzido para avaliar os efeitos do PIT no desempenho motor e nos níveis de PC...

O comportamento de cuidar em famílias em situação de risco psicossocial com crianças em cuidados alternativos

Abreu, Sandra Ribeiro de
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xv, 127 f.| il., tabs., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
115.87%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.; Esta pesquisa procura caracterizar o comportamento de cuidar em famílias em situação de risco psicossocial com crianças em cuidados alternativos, baseando-se nas teorias de Bowlby e Ainsworth para fundamentação do objeto de pesquisa, bem como para análise e discussão dos dados. Consideram-se para essa caracterização elementos como afetividade, relação conjugal, lida com a criança, disponibilidade em realizar os cuidados básicos e a disponibilidade/sensibilidade do cuidador. Para se proceder à pesquisa adotou-se o método do tipo descritivo ou de levantamento. A coleta de dados foi realizada em famílias que residem no município de Palhoça, cujos filhos são atendidos no Centro Educacional Dom Jaime de Barros Câmara em período integral. As famílias pesquisadas foram em número de 15 tendo os filhos a idade de 0 a 6 anos. Os resultados mostraram que o comportamento de cuidar evidencia-se pelo significado afetivo com que os pais avaliam seus filhos, preocupando-se com o fornecimento de cuidados básicos, essenciais para a sobrevivência da criança, embora encontrem dificuldades em lidar com os comportamentos disruptivos da mesma (choro intenso...

Uma brinquedoteca para crianças e adolescentes em situação de risco social

Ramalho, Márcia Terezinha de Borja
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 160 f.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
115.89%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Traz a fundamentação teórica ligada ao tema brinquedoteca, brincadeiras, jogo, brinquedoteca e livro infantil. Apresenta tipos de brinquedos e jogos conforme faixas etárias dos usuários. Inclui as etapas do projeto para implementação da Brinquedoteca da Cidade da Criança. Apresenta um breve histórico sobre brinquedoteca, fornecendo conceituações, de acordo com os especialistas da área em questão, destacando trabalhos realizados no Brasil e na França. Apresenta também, projeto conceitual para a implantação de uma brinquedoteca para crianças e adolescentes em situação de risco social. Conceitua e apresenta o perfil de comunidade em situação de risco social. Discorre sobre a estrutura e funcionamento da Brinquedoteca, especificando os seus cantinhos temáticos, os quais encontram-se fundamentados em dois importantes pesquisadores como Jean Piaget, Vygotsky e seus seguidores. No final apresenta os resultados obtidos através das avaliações realizadas durante e após a implantação do espaço lúdico Brinquedoteca da Cidade da Criança (Complexo Ilha Criança) em Florianópolis e apresenta sugestões

Projeto de contação de histórias: contribuindo para o letramento de crianças em situação de risco

Fernandes, Sônia; Salete, Maria
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Relevância na Pesquisa
125.86%
Trabalho apresentado no 31º SEURS - Seminário de Extensão Universitária da Região Sul, realizado em Florianópolis, SC, no período de 04 a 07 de agosto de 2013 - Universidade Federal de Santa Catarina.; Este artigo visa a socializar as finalidades e resultados do projeto de extensão Contarte: Contação de Histórias no Latarte realizado, de maio a dezembro de 2012, no Grupo Latarte, ONG que atende crianças em situação de risco situada no bairro Monte Alegre, na cidade de Camboriú- SC. Este projeto foi desenvolvido por meio da contação de histórias por duas monitoras acadêmicas do curso de pedagogia do Instituto Federal catarinense – Campus Camboriú. Teve-se como objetivo principal desenvolver o gosto e o interesse pela leitura, além de, incentivar a leitura de diversos gêneros literários e promover a interação social dessas crianças pelo hábito da leitura, e visando contribuir para melhores resultados em sua prática escolar. Justifica-se, trabalho desenvolvido pela necessidade de formar leitores desde a infância, para que se tornem cidadãos críticos na sociedade em que vivem, e conscientes de suas responsabilidades sobre a própria vida e a vida em comunidade. Como resultados desse primeiro ano têm-se o visível interesse das crianças participantes do projeto com as atividades...

Pesquisas participativas com crianças em situação de risco e vulnerabilidade : possibilidades e limites

Fernandes, Natália; Santana, Juliana Prates
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2011 POR
Relevância na Pesquisa
115.93%
O presente trabalho tem por objectivo discutir as possibilidades e limites das investigações participativas com crianças em situação de risco, a partir de pesquisas que utilizaram essa estratégia metodológica e que foram desenvolvidas em Salvador, no Brasil e em Braga, Portugal. A proposta de incentivar a participação das crianças no processo de investigação decorre do pressuposto de que as crianças são agentes sociais dotadas de competências de intervenção e participação, sendo por isso importante reconhecer os seus direitos legais, assim como incentivar o seu protagonismo. O direito de participação das crianças está referenciado na Convenção dos Direitos da Criança e por ter sido um dos aspectos menos efectivados em relação aos direitos da criança, tem-se tornado, progressivamente, um dos principais focos de interesse e atenção dos pesquisadores e pessoas que actuam em defesa dos direitos das crianças. Esta comunicação pretende colocar em discussão vantagens e limites que a utilização da investigação participativa coloca aos pesquisadores e também à caracterização e mesmo desocultação de quotidianos infantis e juvenis. No que diz respeito a este último aspecto, consideramos que as metodologias participativas utilizadas permitiram compreender com mais critério e densidade os significados que assumem vidas de risco e vulnerabilidade para crianças e jovens...

A Animação Sociocultural num Grupo de Crianças em Situação de Risco - estudo de caso do Instituto Maria da Paz Varzim

Santos, Ana Rosa Marques dos
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
125.98%
Dissertação de Mestrado em Ciências da Educação - Especialização em Animação Sociocultural; As sociedades atuais são cada vez mais complexas. O tempo em que vivemos carateriza-se por um ritmo vertiginoso de mudança. Mudanças sociais, institucionais, familiares, educativas, culturais e tecnológicas, exigindo uma nova cultura organizativa a nível socioeducativo. A Animação Sociocultural, enquanto praxis educativa, tem contribuído, em diferentes contextos, com projetos e programas de intervenção que potenciam a articulação entre as dimensões política, social, cultural e educativa Este trabalho tem por objeto de estudo conhecer o papel da Animação Sociocultural em grupos em situação de risco na Instituição Maria da Paz Varzim da Póvoa de Varzim. O objetivo principal é avaliar até que ponto a Animação Sociocultural, enquanto «método de intervenção», está presente de forma consciente e intencionada nas dinâmicas dos grupos em situações de risco, perspetivando a Animação Sociocultural como uma pedagogia de proximidade (criação de laços afetivos) com vista a uma comunidade mais justa e solidária. Pretendemos, ainda, compreender de que forma está organizada a integração de crianças em situação de risco na Instituição Maria da Paz Varzim...

Educadores de infância promotores de saúde e resiliência: Um estudo exploratório com crianças em situação de risco

Gil, Glicéria; Jardim de Infância N.º 4 de Portimão; Diniz, José Alves; Universidade Técnica de Lisboa
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
166%
Estima-se que em Portugal 11% das crianças com idades compreendidas entre os 0 e os 6 anos apresentam Necessidades Educativas Especiais (NEE) e 37% das crianças vítimas de maus-tratos e abandono, sujeitas a processo tutelar em 1996, tinham idade inferior a 6 anos. A presença de crianças consideradas em situação de risco e vulnerabilidade no que respeita à sua saúde psicosocial e à sua qualidade de vida implica, quer uma interrogação permanente sobre a natureza dos problemas que contribuem para definir essas situações, quer um notável desafio para aqueles que, nas escolas e jardins de infância, lidam com essas crianças e têm de desenvolver uma prática educativa que vá ao encontro das necessidades diagnosticadas. A Promoção da Saúde e Resiliência junto de crianças em risco tem demonstrado resultados positivos no que respeita à prevenção de comportamentos de risco na adolescência e idade adulta. No presente artigo assume-se a multidimensionalidade do conceito de promoção de saúde e resiliência e apresenta-se uma investigação empírica desenvolvida com o objectivo de identificar e especificar a importância dessas dimensões no desenvolvimento das práticas educativas dos educadores de infância. Trata-se de um estudo transversal e exploratório que abrangeu 274 sujeitos...

Avaliações em situações de risco e perigo para as crianças: Um roteiro organizador

Melo, Ana Teixeira de; Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra; Alarcão, Madalena; Bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbr
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
115.83%
A avaliação é uma componente central das actividades dos profissionais que intervêm junto de famílias com crianças em situação de risco e perigo, nomeadamente em casos de maltrato. Uma avaliação constitui uma actividade orientada para a produção de informação que possa dar resposta a um conjunto específico de questões pré-determinadas e que facilite um determinado processo de tomada de decisão. A partir da revisão da literatura, apresenta-se um roteiro organizador das avaliações em situações de perigo e de risco, diferenciando os diferentes níveis de avaliação e enunciando um conjunto de questões facilitadoras da recolha de informação.

Questões sobre o desenvolvimento de crianças em situação de rua

Hutz,Claudio Simon; Koller,Sílvia Helena
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1997 PT
Relevância na Pesquisa
145.89%
A Psicologia e a pesquisa científica não oferecem respostas satisfatórias para várias questões relativas ao desenvolvimento de crianças em situação de rua. Alguns estudos afirmam que o viver na rua é prejudicial, ou retarda o desenvolvimento psicológico, devido às experiências a que estas crianças estão expostas, como adições, violência e exploração. Outros estudos mostram que a rua possibilita vivências cumulativas que promovem o desenvolvimento. Estes achados incongruentes indicam a necessidade de se realizar mais estudos nesta área. O CEP-RUA/UFRGS vem desenvolvendo vários estudos sobre o desenvolvimento emocional, cognitivo e social destas crianças. Os resultados destes estudos têm revelado que crianças em situação de rua apresentam altos níveis de stress e de exposição a riscos pessoais e sociais. Porém, constatamos que elas desenvolvem habilidades para lidar com o stress e com os riscos, compensando suas dificuldades com estratégias que exigem competência e autonomia. Uma das estratégias utilizadas relaciona-se aos agrupamentos afetivos, econômicos e sociais, por meio dos quais garantem sua sobrevivência e segurança. As crianças testadas pelos pesquisadores do CEP-RUA não apresentam índices de depressão e de sofrimento psicológico mais elevados do que crianças de nível sócio-econômico baixo. Testadas quanto ao seu bem-estar subjetivo...

A construção de uma metodologia observacional para o estudo de crianças em situação de rua: criando um manual de codificação de atividades cotidianas

Alves,Paola Biasoli; Koller,Sílvia Helena; Silva,Aline S.; Reppold,Caroline T.; Santos,Clarisse L.; Bichinho,Gabriela S.; Prade,Luciano T.; Silva,Milena R.; Tudge,Jonathan
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 PT
Relevância na Pesquisa
135.86%
Este estudo teve por objetivo descrever uma metodologia criada para a observação de crianças em situação de rua em seu ambiente natural. Questões sobre o desenvolvimento dessas crianças, sobre a utilização e significado do espaço da rua e sobre os aspectos metodológicos foram relevantes para a realização deste tipo de estudo. Os resultados encontram-se condensados em um manual criado especialmente para a codificação das atividades cotidianas apresentadas pelas crianças em situação de rua. A discussão enfatiza a importância da realização de estudos observacionais exploratórios e descritivos para avaliar o processo de criação de metodologias específicas para entender e analisar o desenvolvimento humano em situações de risco. A aplicabilidade deste método é discutida como conhecimento produzido pela Psicologia do Desenvolvimento.

Avaliação da competência social em crianças em situação de risco

Cecconello,Alessandra Marques; Koller,Sílvia Helena
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
115.87%
Este artigo descreve a adaptação do Teste das Histórias Incompletas (THI) para avaliação da competência social com crianças brasileiras que vivem em situação de risco. O THI consiste em quinze histórias incompletas que avaliam competência social por meio de três subescalas, que são confiança, auto-eficácia e iniciativa. Participaram deste estudo 100 crianças escolares entre seis e nove anos. As análises mostraram diferença significativa entre os sexos e entre as idades, nas quais as meninas e as crianças mais velhas obtiveram melhores resultados do que as demais, sendo mais competentes socialmente. Este estudo permite considerar que características como confiança, auto-eficácia e iniciativa podem ser analisadas como atributos de competência social, as quais podem servir para embasar o planejamento de programas de intervenção que visem ao desenvolvimento da competência social. Neste sentido, o THI consiste em um importante instrumento que pode ser utilizado como recurso de avaliação para subsidiar tais programas.

O papel do psicólogo e das entidades junto a crianças e adolescentes em situação de risco

Alberto,Maria de Fátima Pereira; Almeida,Daniela Rodrigues de; Dória,Luciana Chacon; Guedes,Priscylla Cavalcanti; Sousa,Tâmara Ramalho de; França,Wilker Luiz Pessoa de
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
135.92%
Neste artigo, serão apresentados dados de uma pesquisa que objetivou identificar o tipo de trabalho desenvolvido por entidades e psicólogos responsáveis pelo atendimento de crianças e adolescentes em situação de risco. Foram realizadas 21 entrevistas semi-estruturadas com representantes e psicólogos dessas entidades. Na análise dos dados, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo temático, de Bardin. As instituições investigadas atendem, em sua maioria, sujeitos de classe baixa, de 7 a 18 anos. Entre os tipos de trabalho desenvolvidos, estão atendimento jurídico, psicoterápico, médico-hospitalar e informativoeducacional. Os resultados demonstraram que há superposição de papéis entre organizações governamentais (OGs), conselhos Tutelares e de Direitos e organizações não-governamentais (ONGs). Quanto ao trabalho desenvolvido pelos psicólogos nas instituições, sobressaiu a concepção fundamentada no modelo clínico e individual. Falta às instituições e aos psicólogos maior conhecimento do papel desse profissional junto às políticas públicas direcionadas a crianças e adolescentes em situação de risco.

Empatia, competência social : um estudo das relações entre resiliência, fatores de risco e proteção de crianças em situação de risco

Santana, Laila Barbosa de; Roazzi, Antonio (Orientador); Sampaio, Leonardo (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Dissertação
BR
Relevância na Pesquisa
125.88%
Diversos infantes se encontram em contextos de risco e stress, o que pode comprometer o seu desenvolvimento físico, cognitivo, afetivo. Contudo, estudos salientam também que algumas crianças expostas às adversidades não apresentam comprometimentos em seu desenvolvimento (Cecconello, 1999). Com isso, nota-se que muitos infantes conseguem vivenciar estas situações, e desenvolvem algumas capacidades como os processos de resiliência. Outro ponto relevante, é que pesquisas destacam a possibilidade da empatia e competência social (Cecconello & Koller, 2000) agirem como fatores protetivos e influenciadores do desenvolvimento da resiliência. Sendo assim, considerando a relevância de tal tema e partindo do pressuposto que a empatia e competência social podem ser consideradas como fatores protetivos e influenciadores no desenvolvimento da resiliência é que, a presente dissertação teve como objetivo principal investigar as relações existentes entre os fatores protetivos (a empatia, a competência social), os de riscos e stress como influenciadores do desenvolvimento do processo da resiliência em crianças que vivenciam situações de riscos/stress. Tendo como objetivos específicos, verificar se a relação dos fatores protetivos...

Representações linguístico-discursivas pertinentes a crianças e adolescentes em situação de risco : perspectivas para a inclusão educacional

Moreira, Kelly Cristina de Almeida
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
115.91%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2013.; Esta tese resulta de uma pesquisa de natureza qualitativa (descritiva e interpretativa) levada a cabo à luz da Análise de Discurso Crítica, com o objetivo de investigar representações linguístico-discursivas pertinentes a crianças e adolescentes em situação de risco, numa perspectiva para a inclusão educacional. Os dados documentais foram selecionados a partir de uma cadeia de gêneros discursivos da ordem de discurso legal, o que envolve os direitos de crianças e adolescentes, sobretudo, o direito de inclusão educacional, enquanto os dados empíricos de natureza etnográfica foram gerados junto a crianças e adolescentes. Para tanto, foram selecionadas duas leis brasileiras: a Lei 8.069/90, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e a Lei 9.394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Os métodos utilizados na geração de dados de natureza etnográfica foram a observação participante, as notas de campo, as entrevistas individuais e focalizadas...

Jovens em situação de rua : uma realidade na ilha verde

Rocha, Maria de Fátima Pereira da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 27/11/2009 POR
Relevância na Pesquisa
115.84%
Dissertação de mestrado em Estudos da Criança (área de especialização em Associativismo e Animação Sociocultural); O presente estudo pretendeu abordar as problemáticas das crianças em situação de rua num contexto insular e caracterizar o projecto de intervenção da valência de Animação de Rua do Instituto de Apoio à Criança – Açores. Dia após dia, as ruas da cidade de Ponta Delgada, S. Miguel – Açores, são frequentadas por jovens adolescentes, que abandonaram a escola ou se sentem desmotivados, sem interesse em frequentá-la e que ingressaram em quadros de delinquência, droga e prostituição. Todavia, estes não são os chamados "meninos em situação de rua", uma vez que a maioria deles vivem com as suas famílias biológicas. Procuram neste espaço, tudo o que a infância perdida lhes “roubou”: família, afecto, respeito, aventura… porque a rua é para eles um contexto onde mandam, desmandam e cujas regras são definidas por eles. Numa dissertação em que os jovens em situação de rua são os personagens principais, que motivam todo o trabalho dos técnicos, pretendeu-se entrar no seu mundo, seguir o trilho das suas mil andanças e das suas histórias de vida e recuperar as suas vozes, bem como as dos técnicos...

Formação do educador social para atuar com criança em situação de risco social

Freitas, Luana Paula de
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
PT_BR
Relevância na Pesquisa
115.84%
A formação do educador social tem um aspecto importante na vida das crianças em situação de risco, pois ele será o responsável por sua formação psicológica e social através do diálogo, compreensão e atenção, uma vez que essas crianças podem não ter recebido esses afetos em casa por estarem inseridas em ambientes desmotivadores, nos quais os familiares são usuários de drogas, bêbados, propensos à violência sexual, prostituição e preconceito racial e social. Tais problemas podem ser agravados na escola por meio de atitudes inadequadas por parte dos professores, como por exemplo, excluir o aluno da turma por não conseguir aprender o conteúdo ou agirem com preconceito pelo cheiro ou modo de falar da criança. Para o desenvolvimento da pesquisa aqui proposta foram realizadas entrevistas com seis educadores sociais sobre a importância da família, do curso de formação em educação social e as dificuldades ao trabalhar com essas crianças. Foram realizadas entrevistas também com oito crianças sobre a sua família, escola, ONG e seus sentimentos, com a intenção de comprovar o marco teórico, sendo as respostas inseridas no decorrer do trabalho. O objetivo desta pesquisa foi: analisar a importância da formação do educador social...

Avaliações em situações de risco e perigo para as crianças: Um roteiro organizador

Melo,Ana Teixeira de; Alarcão,Madalena
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 PT
Relevância na Pesquisa
125.83%
A avaliação é uma componente central das actividades dos profissionais que intervêm junto de famílias com crianças em situação de risco e perigo, nomeadamente em casos de maltrato. Uma avaliação constitui uma actividade orientada para a produção de informação que possa dar resposta a um conjunto específico de questões pré-determinadas e que facilite um determinado processo de tomada de decisão. A partir da revisão da literatura, apresenta-se um roteiro organizador das avaliações em situações de perigo e de risco, diferenciando os diferentes níveis de avaliação e enunciando um conjunto de questões facilitadoras da recolha de informação.

Educadores de infância promotores de saúde e resiliência: Um estudo exploratório com crianças em situação de risco

Gil,Glicéria; Diniz,José Alves
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 PT
Relevância na Pesquisa
166%
Estima-se que em Portugal 11% das crianças com idades compreendidas entre os 0 e os 6 anos apresentam Necessidades Educativas Especiais (NEE) e 37% das crianças vítimas de maus-tratos e abandono, sujeitas a processo tutelar em 1996, tinham idade inferior a 6 anos. A presença de crianças consideradas em situação de risco e vulnerabilidade no que respeita à sua saúde psicosocial e à sua qualidade de vida implica, quer uma interrogação permanente sobre a natureza dos problemas que contribuem para definir essas situações, quer um notável desafio para aqueles que, nas escolas e jardins de infância, lidam com essas crianças e têm de desenvolver uma prática educativa que vá ao encontro das necessidades diagnosticadas. A Promoção da Saúde e Resiliência junto de crianças em risco tem demonstrado resultados positivos no que respeita à prevenção de comportamentos de risco na adolescência e idade adulta. No presente artigo assume-se a multidimensionalidade do conceito de promoção de saúde e resiliência e apresenta-se uma investigação empírica desenvolvida com o objectivo de identificar e especificar a importância dessas dimensões no desenvolvimento das práticas educativas dos educadores de infância. Trata-se de um estudo transversal e exploratório que abrangeu 274 sujeitos...