Página 1 dos resultados de 4189 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Crenças de profissionais de centros de dor sobre dor crônica.; Beliefs of health professionals in pain clinics regarding chronic pain.

Garcia, Dayse Maioli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.09%
Os profissionais cuidam dos doentes de acordo com seus conceitos e crenças. Buscou-se analisar as crenças sobre dor crônica não oncológica dos profissionais de saúde que atendem doentes com dor crônica em Centros de Dor da cidade de São Paulo, por meio do Inventário de Atitudes frente à Dor-profissionais. Nove (81,8%) dos onze Centros de Dor identificados concordaram em participar. Os profissionais preencheram ficha de caracterização pessoal, profissional e o Inventário de Atitudes frente à Dor-profissionais, adaptado do Inventário de Atitudes frente à dor-versão breve (IAD-breve), utilizado para doentes. Foram entrevistados 75 profissionais (59,5%). A média de idade foi 42,8 anos (DP=10,5), a distribuição foi semelhante entre os sexos e o tempo médio de graduação foi 16 anos (DP=9,9). A maioria dos profissionais eram médicos 58,7%, seguidos pelos fisioterapeutas (42,7%) e dentistas (10,7%). A maioria (42,7%) possuía especialização e 26,7%, mestrado ou doutorado. Sessenta por cento dos profissionais auto-avaliaram sua experiência com doentes com dor crônica como mediana e 44,0% relataram atender mais que 20 doentes ao mês. O IAD-versão profissional foi validado com 20 itens, a análise fatorial confirmou 6 domínios (emoção...

Revisão de crenças em lógicas de descrição e em outras lógicas não clássicas; Belief revision in description logics and other non-classical logics

Ribeiro, Marcio Moretto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
A area de revisão de crenças estuda como agentes racionais mudam suas crencas ao receberem novas informações. O marco da area de revisão de crenças foi a publicacão do trabalho de Alchourron, Gardenfors e Makinson. Nesse trabalho conhecido como paradigma AGM foram denidos criterios de racionalidade para tipos de mudanca de crencas. Desde então, a área de revisão de crenças foi influenciada por diversas disciplinas como filosoa, computacão e direito. Paralelamente ao desenvolvimento da area de revisão de crenças, os últimos 20 anos foram marcados por um grande avanço no estudo das logicas de descrição. Tal avanço, impulsionado pelo desenvolvimento da web-semântica, levou a adoção de linguagens inspiradas em logicas de descrição (OWL) como padrão para se representar ontologias na web. Nessa tese tratamos do problema de aplicar a teoria da revisão de crenças a lógicas não clássicas e especialmente a logicas de descric~ao. Trabalhos recentes mostraram que o paradigma AGM e incompatvel com diversas logicas de descricão. Estendemos esses resultados mostrando outras lógicas que não são compatíveis com o paradigma AGM. Propomos formas de aplicar a teoria de revisão tanto em bases quanto em conjuntos de crencas a essas logicas. Alem disso...

As mudanças nas crenças de aprendizes a partir de um curso interativo de alemão; The changes in participants beliefs in an interactive German language course

Groninger, Nora Paula Marie
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
A partir dos pressupostos de que crenças exercem um papel importante na aquisição e aprendizagem de línguas e de que o ensino de línguas tem chegado a uma fase que pode ser caracterizada como pós-métodos, o presente trabalho investiga em que medida um curso interativo e intensivo de alemão atua sobre as crenças dos aprendizes. O curso é baseado nos conceitos da teoria de aquisição de línguas estrangeiras de Stephen Krashen que apresenta uma distinção entre aquisição e aprendizagem e também demonstra que fatores afetivos atuam como um filtro para o aprendizado. Ao mesmo tempo, esta teoria é ampliada com aspectos de outras teorias de aquisição e aprendizagem de línguas. Desta forma o curso oferecido é focalizado na oralidade, aquisição e interação. Dentro do âmbito deste curso são pesquisadas no presente trabalho especialmente as crenças dos participantes do curso a respeito de autonomia, nas aulas de língua alemã e de língua em geral. A investigação aconteceu mediante o critério temporal, verificando-se quais as crenças os participantes possuíam antes e depois do curso. Ao mesmo tempo, o trabalho propõe a identificação de relações entre motivação, expectativas específicas sobre o curso, decisões programáticas dentro do curso e sua percepção pelos participantes. Também foram observados fatores afetivos que influenciam mudanças nas crenças gerais sobre aulas de línguas. No trabalho...

O cinema como mediador na (re)construção de crenças de professores de espanhol-língua estrangeira em formação inicial; Cinema as a mediator in the (re)construction of beliefs of preservice teachers of Spanish as a foreign language

Souza, Fábio Marques de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.09%
A cultura de aprender e ensinar uma língua estrangeira baseia-se em teorias implícitas que são compostas por fatores como crenças, motivações, memórias, intuições e imagens, dentre outros. Dessa forma, as concepções dos agentes envolvidos na operação global do ensino de línguas exercem profunda influência em todo o processo, já que cada indivíduo, permeado por seu contexto sócio-histórico-discursivo tem suas crenças que embasam as atitudes que norteiam seu comportamento em face do complexo processo de ensino-aprendizagem de línguas. Diante do exposto, esta tese tem como escopo analisar as crenças de professores de espanhol-língua estrangeira (E-LE) em formação inicial, no que diz respeito ao processo de aquisição/aprendizagem da língua estrangeira e ao tratamento unidade e diversidade linguística experimentada pelo espanhol no contexto do ensino desta língua para brasileiros; todas essas reflexões mediadas pelo cinema. Guiamo-nos pela pergunta de pesquisa: se e como se transformam, com a mediação do cinema, as crenças de professores de espanhol em formação inicial acerca do processo de aquisição/aprendizagem da língua estrangeira e do tratamento da unidade e diversidade linguística no ensino de espanhol-língua estrangeira para brasileiros? Trata-se de uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico que se iniciou com a compreensão panorâmica do nosso contexto e...

Teoria, prática e crenças no ensino: essência e harmonia na formação de professores de espanhol como língua estrangeira; Theory, practice and beliefs in education: essence and harmony in the training of teachers of Spanish as a foreign language

Maciel, Alexandra Sin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.09%
Esta dissertação é o resultado da pesquisa que realizamos acerca das crenças subjacentes à teoria metodológica e suas relações com a prática, no âmbito do ensino e aprendizagem de língua estrangeira (LE). Partimos dos questionamentos elaborados por nós desde a Licenciatura, como estudante, até o labor atual como professora de espanhol como língua estrangeira (ELE). No que se refere aos objetivos de nossa pesquisa, procuramos: 1) investigar como a teoria relaciona-se à prática docente, 2) averiguar quais são as crenças mais comuns de professores sobre atuação, papel do docente, materiais didáticos e desenvolvimento da aula, 3) analisar como os procedimentos aplicados revelam as crenças a respeito da teoria e da prática. Justificamos a relevância de nosso estudo ao investigar as representações, crenças ou percepções que tanto os professores quanto os alunos criam sobre uma boa atuação pedagógica e os componentes a ela referidos. Consideramos alguns aspectos filosóficos apresentados por Dewey (1959) referentes à importância da reflexão sobre teoria e prática didática, acerca do fundamento teórico-metodológico relacionado à competência comunicativa, abordagens e métodos expostos por Almeida Filho (2005...

Crenças de uma professora e de seus alunos acerca do processo de ensino e aprendizagem de inglês em escola pública: contribuições para formação continuada

Maitino, Lídia Maria
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 200 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Pós-graduação em Estudos Linguísticos - IBILCE; A presente pesquisa, de natureza etnográfica, teve por objetivo mapear as crenças inferidas das ações e do discurso de uma professora de língua inglesa e de seus alunos no contexto de ensino médio de uma escola pública, e analisar como a interação dessas crenças influencia o processo de ensino e aprendizagem. Buscou-se, também, propiciar à professora momentos de reflexão sobre suas crenças e as de seus alunos, bem como contribuir para sua formação continuada por meio de leituras e discussões de textos. Em seguida, foram analisadas as possíveis contribuições dessas reflexões para seu discurso e sua prática pedagógica. Foi adotada uma abordagem contextual para o estudo das crenças (BARCELOS, 2001) e, para tal, o contexto histórico, político, ideológico, cultural e social foi retratado. Os instrumentos e procedimentos de coleta de dados utilizados no desenvolvimento desta pesquisa foram: questionários com perguntas abertas, autobiografia dos alunos, entrevistas semi-estruturadas gravadas em áudio, observação de aulas, sessão de visionamento, sessão de história de vida, diário da pesquisadora, gravação das aulas em áudio e vídeo, gravações das conversas com a professora sobre suas crenças e as de seus alunos. Os dados revelaram alguns encontros entre as crenças inferidas do discurso dos alunos e da professora. Contudo...

Crenças e literacia emocional na formação de um grupo de professores

Freire, Isabel; Bahia, Sara; Estrela, Maria Teresa; Amaral, Anabela
Fonte: ISPA Publicador: ISPA
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Embora sem unanimidade de resultados, a investigação evidencia, desde os finais dos anos 70, que as crenças educativas influenciam a conduta docente (Fullan, 1991) e que, por vezes, elas se tornam conflituais (Villar Angulo, 1987). Mais recentemente tem sido salientada a influência das crenças na vida emocional dos professores e sua relação com a conduta profissional (Cross e Hong, 2011). As emoções são igualmente fonte de influência na formação de novas crenças, modificando e alterando o impacto das crenças existentes. As experiências vividas na interação com os contextos em que ocorrem são fontes de emoções e podem ser oportunidades de mudança das crenças e também da ação. Para o bem estar emocional dos professores, as crenças iniciais sobre a profissão e sobre as emoções podem ser substituídas por crenças mais adequadas, se associadas à aquisição ou desenvolvimento da literacia emocional; na sua falta, crenças relacionadas com o perfeccionismo do professor (e.g., o bom professor é aquele que revela um controlo absoluto sobre todas as situações que ocorrem na sala de aula) poderão conduzir ao desgaste emocional. A formação, dando lugar à reflexão e ao autoconhecimento, tem um importante papel no processo de desvelar determinadas crenças. Nesta comunicação apresentaremos parte de um estudo de investigação-formação realizado com professores do ensino básico...

A competição e o(s) outro(s) : estudo exploratório da relação entre crenças face à competição e o sentido de comunidade, o apoio social e o desejo de contribuir

Ferreira, Rita Nunes de Sousa
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Cínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; Este trabalho foi desenvolvido tendo como foco principal o estudo da importância das crenças sobre o mundo competitivo em que vivemos, no sentimento de pertença a uma comunidade, na percepção da disponibilidade de suporte do outro, e na vontade de contribuir para a sociedade ou para o bem-estar dos que nos rodeiam. Estes conceitos foram medidos através da Escala da Necessidade de Competir para Evitar a Inferioridade (Gilbert et al., 2007; versão portuguesa de Ferreira, Pinto Gouveia & Duarte, 2011), da Escala Breve de Sentido de Comunidade (Peterson, Speer & McMillan, 2008; versão adaptada por Colaço & Lind, 2010) e da Escala de Provisões Sociais (Cutrona & Russel, 1987; versão adaptada por Moreira & Canaipa, 2007). A Escala do Desejo de Contribuir foi desenvolvida no âmbito da presente investigação, procurando medir um novo conceito, o Desejo de Contribuir. Não existindo estudos prévios que relacionem as variáveis mencionadas, esta investigação consiste num estudo exploratório, onde participaram 386 adultos de nacionalidade portuguesa. Estudaram-se as relações entre as Crenças face à Competição e o Sentido de Comunidade...

Literacia Familiar – Crenças de pais de crianças em idade pré-escolar e características das práticas de literacia na família

Pacheco, Patrícia; Mata, Maria de Lourdes Estorninho Neves
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Na realização deste trabalho tivemos presentes dois grandes objectivos: compreender e caracterizar as crenças dos pais sobre o processo de aprendizagem da linguagem escrita e sobre o seu papel nesse processo; analisar as relações entre os vários tipos de crenças dos pais e também entre estas e as práticas e ambientes de literacia familiar. Para isso trabalhámos com 198 pais de crianças a frequentar o último ano do pré-escolar. Para a recolha de dados utilizámos um questionário que contemplava a caracterização de quatro componentes diferentes: (1) práticas de literacia familiar; (2) crenças sobre a aprendizagem da literacia; (3) crenças sobre o papel dos pais nesta aprendizagem; (4) ambientes de literacia. Os resultados permitiram-nos a identificar diferentes frequências de ocorrência consoante os tipos de actividades: as práticas de Ensino e Treino foram as referidas como mais regulares, seguidas das práticas de Entretenimento e, por último, as do Dia-a-dia. No que se refere às crenças, constatámos que os pais valorizavam bastante o seu papel em várias vertentes (leitura de histórias, práticas contextualizadas e ensino). Uma análise de clusters permitiu a identificação de três grupos de pais...

Literacia Familiar – Crenças de pais de crianças em idade pré-escolar e características das práticas de literacia na família.

Pacheco, Patrícia; ESE Torres Novas UIPCDE; Mata, Lourdes; ISPA - Instituto Universitário UIPCDE
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Na realização deste trabalho tivemos presentes dois grandes objectivos: compreender e caracterizar as crenças dos pais sobre o processo de aprendizagem da linguagem escrita e sobre o seu papel nesse processo; analisar as relações entre os vários tipos de crenças dos pais e também entre estas e as práticas e ambientes de literacia familiar. Para isso trabalhámos com 198 pais de crianças a frequentar o último ano do pré-escolar. Para a recolha de dados utilizámos um questionário que contemplava a caracterização de quatro componentes diferentes: (1) práticas de literacia familiar; (2) crenças sobre a aprendizagem da literacia; (3) crenças sobre o papel dos pais nesta aprendizagem; (4) ambientes de literacia. Os resultados permitiram-nos a identificar diferentes frequências de ocorrência consoante os tipos de actividades: as práticas de Ensino e Treino foram as referidas como mais regulares, seguidas das práticas de Entretenimento e, por último, as do Dia-a-dia. No que se refere às crenças, constatámos que os pais valorizavam bastante o seu papel em várias vertentes (leitura de histórias, práticas contextualizadas e ensino). Uma análise de clusters permitiu a identificação de três grupos de pais, com características distintas quer nas práticas de literacia quer nas suas crenças. Pudemos concluir sobre a não existência de uma associação linear entre crenças e práticas pois...

O uso de instrumentos e procedimentos de pesquisa sobre crenças: promovendo formação reflexiva

Moreira,Valdicea; Monteiro,Dirce Charara
Fonte: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada Publicador: UNICAMP. Departamento de Linguística Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
Sabe-se que as crenças do professor influenciam suas percepções, decisões e ações antes, durante ou depois da aula. Dessa forma, é importante que ele as conheça e reflita sobre as mesmas, o que pode levá-lo a possíveis alterações em suas práticas, possibilitando seu desenvolvimento profissional. Para levantar essas crenças é necessária a utilização de instrumentos e procedimentos que sejam eficientes e promovam reflexão. Neste artigo apresentaremos um trabalho cujo objetivo foi pesquisar quais tipos de crenças podemos detectar com o uso de diferentes instrumentos e procedimentos, investigando se estes afetam a maneira como os professores refletem sobre suas crenças e quais combinações entre eles são eficazes para a promoção de reflexão. O referencial teórico foi constituído de estudos sobre o pensamento do professor, crenças de professores e metodologia na investigação de crenças. Foi realizada uma pesquisa qualitativo-interpretativista de natureza etnográfica, com cinco professoras de inglês de uma escola de línguas de uma cidade do interior de SP. Para a coleta de dados foram aplicados cinco instrumentos e procedimentos de pesquisa: questionário, grupo focal, auto-relato, observação de aulas e entrevistas (com a técnica stimulated recall). Os resultados mostraram que é possível levantar crenças sobre aprendizagem e ensino com os instrumentos e procedimentos selecionados e que os mesmos interferem na maneira como os professores refletem sobre suas crenças...

As crenças docentes sobre a criatividade a as práticas pedagógicas criativa: o caso do programa do ensino médio inovador no RN

Santos, Fábio Alexandre Araújo dos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Educação; Educação
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Estamos vivendo no século da criatividade em que os sujeitos precisam ser estimulados a criar e inovar nos processos de aprendizagem escolar. Nesse sentido, a criatividade precisa ser compreendida como um bem cultural, um direito de todos e uma condição histórica e cultural do sujeito, e não como uma capacidade inerente ao sujeito ou pertencente alguns poucos eleitos. Para que a criatividade do aluno seja estimulada, faz-se necessário, dentre outros elementos, que o conhecimento profissional do professor considere as crenças como componente de seu processo de profissionalização com o objetivo de reconhecer o seu papel e influências como formas de nortear as ações profissionais docentes. Para tanto, a presente tese tem o objetivo de estudar as crenças dos professores sobre a criatividade dos estudantes no Ensino Médio Inovador. O ensino, nessa perspectiva, mais especificamente, o ensino médio precisa inovar-se, e nesse processo, o Programa Ensino Médio Inovador PROEMI emerge como uma das iniciativas das políticas públicas educacionais vigentes. Para tanto, no intuito de fundamentar as nossas discussões dialogamos com autores que discutem a criatividade no contexto da educação, às crenças, o conhecimento profissional do professor e o ensino médio. Nessa pesquisa...

Avaliação de crenças sobre epilepsia em adultos e crianças em grupos de universitários

Vieira, Fernanda da Silva
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
A epilepsia é uma das desordens neurológicas mais comuns e afeta por volta de 50 milhões de indivíduos em todo o mundo. Talvez mais do que qualquer outro distúrbio, esta desordem é associada a profundas e deletérias conseqüências psicológicas e sociológicas que não estão diretamente relacionadas ao processo real da doença. Os preconceitos sobre epilepsia e os estereótipos negativos da população ainda persistem, e os portadores de epilepsia ainda continuam sofrendo com a falta de informação técnica, e com as crenças negativas das pessoas que os cercam. Desse modo, este trabalho teve o objetivo de levantar as crenças sobre adultos e crianças epilépticas numa amostra de 186 estudantes universitários divididos em 3 área/grupo de conhecimento- ciências biomédicas, exatas e humanas. Utilizou-se para coleta dos dados um instrumento adaptado a partir de Escala de Crença e Atitudes sobre Epilepsia Gajjar (2001), contendo itens referentes a crenças médicas e crenças não médicas. Os dados foram computados no SPSS versão 10, e as principais análises foram feitas a partir do teste Kruskal-Wallis. Os resultados indicaram que não há diferença significativa entre os grupos (ciências biomédicas, exatas e humanas) ...

Reconstrução de crenças sobre o processo de ensino e aprendizagem de língua inglesa em contexto de sala de aula

Souza, Angela Gonçalves de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.2%
Este estudo analisa e discute as crenças sobre o processo de ensino e aprendizagem de língua inglesa em contexto de sala de aula, bem como visa a perceber possíveis reconstruções das crenças dos participantes. A Epistemologia Qualitativa configura-se como a natureza da pesquisa. Participaram do estudo 13 aprendizes de língua inglesa de nível básico II, de um instituto de línguas ligado a uma universidade federal, e a professora-pesquisadora. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram: cartas e metáforas elaboradas pelos aprendizes, um diário reflexivo mantido pela professora-pesquisadora ao longo do semestre em que ministrou as aulas, e um completamento de frases feito pelos aprendizes ao final do curso. As crenças dos aprendizes foram discutidas a partir de três metáforas conceptuais que emergiram dos dados: APRENDIZAGEM É UM CAMINHO, APRENDER É UM JOGO, O USO DE “ENGLISH ONLY” É UMA ANGÚSTIA. Algumas de suas crenças eram positivas e foram reforçadas ao longo da pesquisa. Outras crenças poderiam ser obstáculos para o processo de aprendizagem e é possível vislumbrar o início de um processo de reconstrução dessas crenças por parte de alguns aprendizes. Em alguns casos, o caráter contraditório das crenças tornou difícil afirmar se alguns aprendizes estavam ou não reconstruindo suas crenças. Com relação às crenças da professora-pesquisadora...

Discursivizações sobre crenças no ensino e na aprendizagem de língua inglesa em artigos acadêmico-científicos

Oliveira, Pauliana Duarte
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
POR
Relevância na Pesquisa
37.17%
Esta tese possui como objeto de investigação os comentários de articulistas sobre crenças acerca do ensino e aprendizagem de língua inglesa em artigos científicos. Nossa investigação propõe a seguinte pergunta de pesquisa: qual é o funcionamento discursivo que sustenta os comentários de articulistas sobre crenças e quais os efeitos de sentido que decorrem desse funcionamento? A hipótese norteadora do trabalho é a de que embora os comentários dos articulistas se proponham a identificar e/ou analisar as crenças dos informantes, o que é indiciado é que os articulistas acabam por referendar as crenças, o que, consequentemente, poderia apontar para uma possível constituição desses articulistas pelas mesmas crenças. O objetivo geral da tese é problematizar aspectos discursivos que mostrem o funcionamento dos comentários sobre as crenças acerca do ensino e a aprendizagem de língua inglesa em artigos sobre o tema das crenças. Os conceitos teóricos que embasam nossa investigação são advindos da Análise de Discurso francesa, especialmente de sua segunda e terceira época, tais como, concepção de sujeito cindido, constituído heterogeneamente; de discurso como efeito de sentidos e da abordagem do discurso como acontecimento; de comentário; de representação; de interdiscurso; de pré-construído; de heterogeneidades enunciativas. O corpus da tese é constituído por comentários de articulistas sobre crenças e ensino e aprendizagem de língua inglesa em artigos acadêmico-científicos. Tais artigos foram publicados em periódicos nacionais da área Letras/Linguística e indexados com Qualis A ou B...

"Crenças dos estudantes do ensino secundário acerca da violência nas relações de intimidade"

Ventura, Maria Clara Amado Apóstolo; Ferreira, Maria Manuela Frederico
Fonte: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra Publicador: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em 13/06/2012 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
A violência é um fenómeno de grande complexidade, em que a noção de comportamentos aceitáveis e não aceitáveis, é influenciada pela cultura e sofre alterações á medida que os valores e as normas sociais evoluem. O conceito de violência doméstica abrange todos os atos de violência física, psicológica e sexual, cometidos por pessoas com quem a vitima mantenha ou tenha mantido uma relação. O fenómeno assenta muitas vezes em conceções estereotipadas, de âmbito social e cultural (IV PNCVD 2010). Objetivos: identificar crenças legitimadores de violência nas relações de intimidade. Avaliar as diferenças nas crenças legitimadoras da violência nas relações de intimidade de acordo com o sexo. Metodologia: trata-se de um estudo quantitativo descritivo. Foi aplicada a Escala de Crenças sobre Violência Conjugal (Machado, Matos e Gonçalves, 2006) a uma amostra de 688 estudantes de duas escolas secundárias, com média de idades de 17,44 anos, 61,30% do sexo masculino e 38,70% do sexo feminino. Esta Escala permite avaliar as crenças em relação à violência física e psicológica exercida no contexto de relações do tipo conjugal. É composta por 25 itens apresentados com uma escala de 1 a 5, representando os valores mais elevados uma maior legitimação da violência. Resultados: A percentagem das respostas dos estudantes relativamente a discordância/concordância...

Revelação e origens de crenças da competencia implicita de professores de lingua inglesa

Luciene Maria Garbuio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.14%
A Competência Implícita (Almeida Filho, 1993, 1997, 1999, 2000) é a mais básica e pessoal das competências, caracterizada pela ação do professor em sala de aula e revestida por suas intuições, crenças, experiências memoráveis, que o conduz na sua prática pedagógica. O objetivo deste estudo exploratório é o de fazer um levantamento das crenças que compõem a competência implícita do professor sobre o ensino de língua estrangeira (LE) e a gênese dessas crenças. Trata-se de um estudo de caso, onde dois professores de língua inglesa que trabalham em escolas de idiomas e com tempo de experiência variado foram contemplados: PJ de 18 anos e um ano e meio de experiência e PR de 41 anos e vinte e dois anos de experiência. Os dados foram coletados por meio de questionário, diários e entrevistas. Partimos do conceito competência, definimos o termo crenças e apresentamos algumas possíveis origens das crenças, conforme literatura na área. Para conduzir tal estudo, buscamos apoio teórico sobre as crenças dos professores em Woolfolk Hoy e Murphy (2001), Richardson (1996), Richards e Lockhart (1994) e Price (1969). Quanto às origens das crenças, nos apoiamos em Woolfolk Hoy e Murphy (2001), Vieira-Abrahão (2001) e Richardson (1996). A análise dos dados foi realizada sob a perspectiva da compreensão de competência como o desenvolvimento histórico do professor...

Crenças e aglomerados de crenças de alunos ingressantes em letras (Ingles); Beliefs and clustering of beliefs of teachers of english in education

Kleber Aparecido da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.23%
Conhecer as crenças e os aglomerados de crenças dos futuros professores de LE (Inglês) não somente possibilita ao professor formador e aos demais professores do curso de Letras ampliar a sua consciência sobre os conhecimentos implícitos que seus alunos trazem acerca do processo de ensino e aprendizagem, como também pode influenciá-los a alterar suas práticas e auxiliar os agentes co-adjuvantes no complexo processo de ensinar/aprender uma LE (Inglês). Para responder as perguntas: ?Que crenças e aglomerados de crenças são trazidos pelos potenciais professores de inglês ao programa de formação inicial desenvolvido numa universidade pública e quais são as possíveis origens dessas crenças ou desses aglomerados de crenças? Em que medida essas crenças e esses aglomerados de crenças trazidos pelo futuro professor de inglês influenciam a sua prática pedagógica pré-serviço??, conduziu-se uma pesquisa qualitativa-interpretativista (Brown, 1988; Nunan, 1992; Moita Lopes, 1994; Erickson et al., 1996), de natureza etnográfica (Erickson, 1986; Bogdan e Biklen, 1998), com alunos ingressantes num curso de Letras de uma Universidade Pública, localizado numa cidade de porte médio, do interior paulista. Os objetivos deste estudo são: (a) levantar as crenças e os aglomerados de crenças e as possíveis origens entre os sujeitos que constituíram o universo de nossa pesquisa; (b) evidenciar se as crenças e os aglomerados de crenças influenciam a prática pedagógica deste futuro professor; (c) observar se há coerência entre o dizer e o fazer dos sujeitos que participaram da pesquisa. O referencial teórico é constituído de estudos sobre essas questões realizados em Lingüística Aplicada que tiveram como foco em suas investigações os professores de LE (inglês) em formação...

Impacto das crenças de autoeficácia no desempenho dos alunos de música

Mikusova, Katerina
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 20/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Nesta dissertação é apresentado o quadro teórico referente aos conceitos das crenças de autoeficácia e do desempenho musical. Seguidamente são expostos dois estudos empíricos que têm como objetivo a análise das crenças de autoeficácia dos alunos de música do 2º ciclo do Ensino Básico. No estudo I pretendemos adaptar um instrumento de avaliação, para a língua portuguesa e para a faixa etária específica. 124 alunos de música completaram a escala, relatando as suas crenças de autoeficácia para o desempenho musical. As análises demonstraram que o instrumento revela um bom nível de alfa de Cronbach, = .79. A Análise Fatorial Exploratória mostrou que se extrai um único fator, a explicar 33.96% da variância. No estudo II foi avaliado o nível das crenças de autoeficácia, e o desempenho musical, de 288 alunos de música. Foi analisada a correlação entre as duas variáveis e foram examinadas as diferenças relativamente às diferentes variáveis moderadoras: género, experiência, instrumento musical e ano de escolaridade. Verificamos que, nesta amostra, os alunos evidenciam crenças de autoeficácia elevadas e que estas crenças tendem a estar associadas ao desempenho musical. Aparentemente, os alunos com crenças de autoeficácia mais elevadas tendem a apresentar melhores desempenhos musicais. As análises demonstraram diferenças estatisticamente significativas entre os diferentes sub-grupos de instrumentos musicais...

Literacia Familiar: Crenças de pais de crianças em idade pré-escolar e características das práticas de literacia na família

Pacheco,Patrícia; Mata,Lourdes
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
Na realização deste trabalho tivemos presentes dois grandes objectivos: compreender e caracterizar as crenças dos pais sobre o processo de aprendizagem da linguagem escrita e sobre o seu papel nesse processo; analisar as relações entre os vários tipos de crenças dos pais e também entre estas e as práticas e ambientes de literacia familiar. Para isso trabalhámos com 198 pais de crianças a frequentar o último ano do pré-escolar. Para a recolha de dados utilizámos um questionário que contemplava a caracterização de quatro componentes diferentes: (1) práticas de literacia familiar; (2) crenças sobre a aprendizagem da literacia; (3) crenças sobre o papel dos pais nesta aprendizagem; (4) ambientes de literacia. Os resultados permitiram-nos a identificar diferentes frequências de ocorrência consoante os tipos de actividades: as práticas de Ensino e Treino foram as referidas como mais regulares, seguidas das práticas de Entretenimento e, por último, as do Dia-a-dia. No que se refere às crenças, constatámos que os pais valorizavam bastante o seu papel em várias vertentes (leitura de histórias, práticas contextualizadas e ensino). Uma análise de clusters permitiu a identificação de três grupos de pais, com características distintas quer nas práticas de literacia quer nas suas crenças. Pudemos concluir sobre a não existência de uma associação linear entre crenças e práticas pois...