Página 1 dos resultados de 17 itens digitais encontrados em 0.043 segundos

Juventude, drogas e biopolítica

Vergara, Alcides Jose Sanches; Justo, José Sterza
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 87-119
POR
Relevância na Pesquisa
25.91%
In this article, we tackle the issue of youth and drugs as something linked to biopower and biopolitics, both concepts developed by Michael Foucault. Youth and drugs are taken and analyzed in situations involving the management of crime linked to the risks and deviations from the law, abuse and dependence. The youth; irreverent, courageous, healthy, idealistic, and that wanted to change the world for the better as we have seen in the past, is now strongly related to violence, dangerous activities, moral and social risks, drug addiction, criminality, and others negative images. To deal with these young people, tolerance and small punishments of yore are not enough anymore. The young people emerge as a segment of the population subject to various actions and programs. The drugs now are seen as matters of security and public health. There is a shifting and repositioning in the discourse about the young - from minor, drugged, and criminal to lawbreaker, user and drug addict. The change is subtle, but represents a modulation in the devices of social control. Beyond the consent of the young to get rid of drugs, there is a search for the creation of a wide area of monitoring of their behavior through the activation of community protection networks. The belief that the young are more impressionable and vulnerable...

Educação popular : uma experiencia no cenario dos anos 90

Dulcineia de Fatima Ferreira Pereira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/1999 PT
Relevância na Pesquisa
25.85%
Neste trabalho buscou-se compreender uma experiência em Educação Popular, no cenário dos anos 90. Falar em Educação Popular, hoje, é falar de uma perspectiva de Educação, cujo ponto de partida é a realidade social, tendo como objetivo o resgate à participação, rumo à construção de um projeto político de sociedade. Foi devido a crença de que a História não chegou ao fim, que grupos de Educação Popular continuam sobrevivendo, nos anos 90, contra a política neoliberal, a qual vem tentando se firmar como um quadro apocalíptico de final dos tempos; procurando construir-se como alternativa, a Educação Popular busca reconstruir um espaço para a educação de adultos. É importante lembrar àqueles que se comprometeram, ou se comprometerão com esta causa, que é preciso endereçar a esperança, nutrí-Ia com a troca, com a fundamentação teórica e a reelaboração de planos de ação, só assim, educador e educando, protagonistas da Educação Popular, no cenário dos anos 90, poderão continuar contribuindo para a construção de um mundo mais justo; In this assinment we aimed the comprehension of an experience in popular education within the scene of the 1990s. Talking about popular education nowadays is the same as to deal with a perspective of education in which the starting-point is the social reality...

“Com o mal dos outros posso eu bem!”: o impacto da crença no mundo justo, da inocência da vítima e da categorização social da vítima na vitimização secundária e na schadenfreude

Pereira, Ana Sofia Rebelo da Cunha
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
126.5%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; O presente estudo tem como um dos objectivos replicar alguns trabalhos no âmbito do estudo das vítimas, utilizando os pressupostos da Crença no Mundo Justo (Lerner, 1980) e variavéis como a inocência da vítima e categorização social da mesma, numa situação de sofrimento persistente. Sabe-se que em certas circunstâncias ocorre uma revitimização da vítima, a chamada vitimização secundária. A vitimização secundária ocorre face a vítimas inocentes com um sofrimento persistente e é maior em observadores com uma alta crença no mundo justo do que naqueles que apresentam uma baixa crença no mundo justo (e.g. Correia e Vala, 2003). Também a categorização social da vítima parece ter influência na vitimização secundária (e.g. Correia, Vala e Aguiar, 2007). É propósito principal deste estudo perceber até que ponto a emoção denominada por schadenfreude ou prazer malicioso pode assumir uma forma de vitimização secundária, mostrando um comportamento semelhante entre ambas as variáveis. Além disto, este estudo tem como objectivo secundário perceber até que ponto a schadenfreude corresponde ao alívio dos participantes face à vítima, por não terem sido alvo da situação de vitimização referida. Os resultados mostraram correlações positivas entre a schadenfreude e algumas formas de vitimização secundária...

The normality of expressing the belief in a just world

Alves, Hélder António Vinagreiro Gomes
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2008 ENG
Relevância na Pesquisa
86.12%
PhD in Social and Organizational Psychology; Although much research involving the belief in a just world (BJW) has been done in the past decades, most of it has focused on the intra- and inter-individual consequences of holding or threatening such a belief. This work aimed at studying the very expression of the BJW, both personal and general, at the ideological level, specifically whether such an expression is regarded as normative or counternormative. The eight studies included in this thesis provide evidence that the BJW is normative, specifically that individuals use higher degrees of BJW when asked to convey a series of positive images and use lower degrees when asked to convey negative ones. When a target expresses moderate or high BJW for both positive and negative events, he/she is evaluated higher on measures of dimensions of value (social utility and social desirability) than a target expressing low BJW. Furthermore, targets expressing high BJW for either positive (successes) or negative (failures) events are more positively evaluated on at least one dimension of value, than targets expressing low BJW. In fact, the expression of the same positive idea (e.g., self- or other-promotion) is more positively evaluated when it is conveyed through high than through low BJW. Also...

Crença no Mundo Justo, Coping e Bem-estar em vítimas de Bullying

Vicente, Inês
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 17/08/2011 POR
Relevância na Pesquisa
126.28%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; Perante o aumento drástico de episódios de bullying, torna-se essencial compreender a forma como as vítimas de bullying lidam com este fenómeno. Neste seguimento, o presente estudo definiu como principal objectivo compreender a relação entre a crença no mundo justo (CMJ) e o bem-estar das vítimas de bullying, testando a mediação desta relação através das estratégias de coping a que as vítimas recorrem. Para testar esta hipótese procedeu-se à operacionalização das variáveis CMJ, Coping e Bem-estar através de um questionário, aplicado a uma amostra de vítimas de bullying (N=189) entre os 11 aos 19 anos. Os resultados indicam que a CMJ influencia positivamente o bem-estar das vítimas de bullying, e que esta relação é mediada pela estratégia de coping “assimilação da injustiça”. Conclui-se que as estratégias de coping, nomeadamente a “assimilação da injustiça”, detêm uma importância fundamental para as vítimas de bullying, permitindo a manutenção do seu bem-estar.; With the increase of bullying phenomenon it is essential to understand the way that victims deal with these episodes. The main purpose of this study was to understand the relationship between the Belief in a Just World (BJW) and the well-being of the bullying victims...

Crença no mundo justo e estratégias de coping num contexto de bullying

Freire, Mariana Belo
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 POR
Relevância na Pesquisa
126.29%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; O presente estudo teve como objectivo principal perceber se a Crença no Mundo Justo (CMJ) se encontrava associada às estratégias de coping utilizadas. Esperava-se que pessoas com elevada CMJ recorressem a estratégias de coping mais adaptativas. Foram conduzidos dois estudos com adolescentes, adoptando, enquanto situação de vitimização, um episódio de bullying (Estudo 1 – Bullying de Exclusão Social; Estudo 2 – Bullying Físico). Os resultados de ambos os estudos confirmaram a hipótese apresentada. A CMJ revelou estar positivamente associada a estratégias de coping activo e de procura de apoio social. Verificou-se ainda que, no bullying, as raparigas tendem a apresentar mais comportamentos pró-sociais, relativamente aos rapazes. Para além disso, quanto maior é CMJ, menor a incidência de vitimização e maior o número de comportamentos pró-sociais. As principais conclusões deste trabalho apontam no sentido de uma possível mediação das estratégias de coping na relação entre CMJ e Bem-Estar Psicológico.; The main purpose of this study was to understand if the Belief in a Just World (BJW) was associated with adaptative coping strategies. We expected that people with high belief in a just world would resort to more adaptive coping strategies. Two studies were conducted...

Justice seems not to be for all: the role played by justice perceptions in discrimination against immigrants

Nunes, Aline Vieira de Lima
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 ENG
Relevância na Pesquisa
45.92%
Doctor in Psychology; This thesis aimed to examine how justice perceptions are related with the perpetuation of discrimination, exploring the role played by the scope of justice and belief in a just world (BJW) in the legitimation of discrimination against immigrants. Based on the assumptions of the Justified Discrimination Model (JDM), individuals need to search for justification in order to legitimize the discriminatory behaviour, preserving their self-image as a fair individual. The scope of justice is presented as a justice-based argument that facilitates the legitimation process, since the restricted scope of justice helps to the exclusion of the outgroup from positive treatment. This hypothesis is verified correlational and experimentally, indicating the mediation role played by the restricted scope of justice in the relationship between prejudice and discrimination against Brazilian immigrants in Portugal. In order to verify in which conditions this mediation happens, the BJW is applied to the model, testing the prediction that the legitimising role played by the scope of justice is guided by a justice motivation. Results show that the mediation by the restricted scope of justice is moderated by BJW, only when participants expressed a high level of BJW. Experimental studies reinforce the moderation role of BJW where a greater degree of discrimination against immigrants was influenced by a restricted scope of justice priming but only when the BJW was made salient. This evidence introduces an innovation into the literature on the legitimation of social inequalities by demonstrating the relevant role played by justice perceptions in discrimination against immigrants.; A presente tese tem como objetivo analisar como perceções de justiça estão relacionadas com a perpetuação da discriminação...

Crença no mundo justo e vitimização secundária : O papel do comportamento desviante na adolescência

Mendonça, Rita Duarte
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
126.44%
Dissertação de Mestrado em Psicocriminologia apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; A investigação em Crença no Mundo Justo tem encontrado evidências de que um indivíduo se sente ameaçado quando observa uma vítima objectivamente inocente a sofrer, recorrendo frequentemente a estratégias de vitimização secundária para neutralizar a injustiça observada (Lerner, 1980). A literatura tem sistematicamente negligenciado o poder explicativo do comportamento desviante na adolescência nos processos de vitimização secundária. O presente estudo experimental pretende aferir o impacto do comportamento desviante adolescente, da crença no mundo justo e da percepção de inocência da vítima na vitimização secundária, nomeadamente percepção de justiça, merecimento da vítima, responsabilização da vítima versus agressor e minimização do sofrimento da vítima. Este estudo analisou ainda a relação entre comportamento desviante juvenil e identificação à vítima e à situação de vitimização, e a atribuição de responsabilidade à vítima e agressor. Contámos com uma amostra de 284 estudantes de escolas e de um Centro Educativo da área da Grande Lisboa com idades compreendidas entre os 13 e 20 anos de idade. Os resultados demonstram que jovens com mais comportamentos desviantes identificam-se menos com a vítima e consideram-se mais distantes da sua situação...

Crença no mundo justo e vitimização secundária: O papel moderador da inocência da vítima e da persistência do sofrimento

Correia, Isabel; ISCTE; Vala, Jorge; ISCTE
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 16/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
126.29%
Os estudos apresentados neste artigo têm como objectivo testar a predição básica da teoria da crença no mundo justo (CMJ) de que os observadores com maior CMJ vitimizarão mais uma vítima inocente cujo sofrimentopersiste do que os observadores com menor CMJ. De facto, de acordo com esta teoria, a reacção de um observador a uma vítima é influencia da por três factores: o grau de CMJ do observador, a inocência da vítima, e a persistência do sofrimento da vítima. No entanto, até ao momento nenhum estudo tentou determinaro impacto destes três factores em conjunto. Os estudos que apresentamos neste artigo analisam o impacto conjunto dessas três variáveis na vitimização secundária. Os resultados mostraram que os participantes com maior necessidade de restabelecer a CMJ, quer porque é elevada (Estudo 1 e 2) quer porque foi ameaçada (Estudo 3), vitimizam mais a vítima: consideram-na mais merecedora da situação em que se encontra (Estudo 1), numa situação mais justa do que os observadores com menor CMJ (Estudo 2) e desvalorizam-na mais (Estudo 3).

Reacções à injustiça no trabalho: Impacto da crença no mundo justo, da justiça procedimental e da justiça distributiva

Gago, Ana Rita; CIS – Centro de Investigação e Intervenção Social / ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa; Correia, Isabel; CIS – Centro de Investigação e Intervenção Social / ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 POR
Relevância na Pesquisa
116.39%
As pesquisas anteriores apontam a crença pessoal no mundo justo (CMJ) como um recurso que ajuda as pessoas a assimilarem as injustiças da sua vida e portanto, a reagirem menos negativamente face a estas. O presente estudo examinou o impacto da crença pessoal no mundo justo na relação entre a (in) justiça procedimental e distributiva e as reacções a acontecimentos problemáticos no contexto de trabalho. Concretamente, pretendeu-se avaliar se a CMJ moderava essa relação. Foi aplicado um questionário a 84 professores de vários níveis de ensino, com idades entre os 24 e os 56 anos em que se lhes pedia que se imaginassem numa situação de (in)justiça procedimental e distributiva. No geral, os resultados mostraram que perante a injustiça procedimental os participantes que têm alta CMJ reagem mais positivamente (com mais paciência) comparativamente com os que têm baixa CMJ. Contudo, os participantes com CMJ alta reagiram à injustiça procedimental mais negativamente (negligência e voz agressiva) comparativamente com aqueles que tinham baixa CMJ. As implicações teóricas e práticas desta pesquisa são discutidas.

A AIDS de nossos dias: quem é o responsável?

Regato,Vilma Cardoso; Assmar,Eveline Maria Leal
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 PT
Relevância na Pesquisa
86.38%
Investiga-se a problemática da AIDS, com apoio na teoria das perspectivas divergentes (Jones & Nisbett, 1972) e na crença no mundo justo (Lerner, 1975). Pretende-se demonstrar que a interpretação desse evento vitimador pode variar ao se considerar a pessoa infectada (o ator, que adota causas externas) ou o médico (o observador, que usa causas internas ao ator); que atores e observadores diferem quanto à crença no mundo justo; e que as respostas de combate à doença dependem da atribuição feita pelos pacientes. Participaram da pesquisa 191 portadores de HIV/AIDS e 200 médicos, que responderam ao questionário de atribuição de causalidade e à escala de crença no mundo justo. Os resultados evidenciaram diferenças nas atribuições de atores e observadores nas direções preconizadas e o importante papel mediador da atividade atributiva no enfrentamento do infortúnio. Discute-se a utilidade dos achados para a prática dos profissionais de saúde que lidam com os soropositivos.

Discurso para a turma de Direito na qual era paraninfo

Teixeira, Sálvio de Figueiredo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Discurso Formato: 29843 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
15.83%
Sálvio de Figueiredo Teixeira, CEUB, 1995.; Fala que apesar de não ter sido professor da turma de direito na qual é paraninfo, um ideal comum, dos formandos e do então Ministro, os uniu em um dia de comemoração, esse ideal é uma crença em um mundo melhor, mais justo, humano e solidário, no qual o Direito é a arte de conduzir os homens. Conclui que o nobre gesto que o convocou a participar do momento de despedida, saudades e afirmação, foi o apoio do segmento universitário às profundas modificações que estão sendo processadas na legislação processual brasileira, hoje, no plano internacional, reconhecidamente na vanguarda e sem similar até mesmo entre os países mais desenvolvidos.

Caríssimos formandos

Teixeira, Sálvio de Figueiredo
Fonte: Superior Tribunal de Justiça do Brasil Publicador: Superior Tribunal de Justiça do Brasil
Tipo: Discurso
PT_BR
Relevância na Pesquisa
15.81%
Saúda os recém formandos da turma de Direito de 1995, no Centro Universitário de Brasília - CEUB. Salienta a crença pelo ideal de um mundo melhor, mais justo, humano e solidário, em instituições jurídicas mais sólidas, em uma justiça melhor, que um dia possa responder aos justos reclamos da sociedade.

Confirmatory factorial validity and reliability of the Global Belief in a Just World Scale – GJWS; Validade fatorial confirmatória e consistência interna da Escala Global de Crenças no Mundo Justo – GJWS

Gouveia, Valdiney V.; Universidade Federal da Paraíba; Pimentel, Carlos Eduardo; Universidade de Brasília; Coelho, Jorge Artur Peçanha de Miranda; Universidade Federal de Alagoas; Maynart, Viviane Andrade Prado; Universidade Tiradentes; Mendonça, Tama
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; avaliado por pares; Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2010 POR
Relevância na Pesquisa
106.25%
The belief in a just world is an essential construct for justice from a psychosocial perspective. However, only a few researchers in Brazilian psychology have being interested on this theme. In order to contribute to this subject, this study aimed at knowing the validity and reliability of the Global Belief in a Just World Scale (GJWS), and to verify the importance of gender, age, course, grade level, religiosity degree, marital status and income to account for its scores. This measure presented originally good psychometric properties, besides being of simple and rapid administration. Participants were 254 undergraduate students of a private university from Aracaju (Sergipe), with mean age of 21.8 years (sd = 6.34), most of them female, single, middle-class, attending the courses of Law and Psychology. They filled the GJWS – a unifactor brief measure, composed by seven items that assess the beliefs in a just world, rated on a 6-point Likert scale, ranging from 1 = Strongl disagree to 6 = Strongly agree. The main results showed that the GJWS is a valid and reliable instrument, and can be used in studies on this theme. The demographic variables didn’t show the expected importance though. Finally, the limitations of the current research and directions for future studies are discussed.   Keywords: validity; reliability; belief in a just world; justice.; A crença no mundo justo é um construto fundamental para a justiça desde uma perspectiva psicossocial. No entanto...

Juventude, drogas e biopolíticadoi:10.5007/1807-1384.2011v8n1p87; Youth, drugs, and biopolitics; Juventud, drogas y biopolítica

Vergara, Alcides Jose Sanches; Universidade Estadual de Londrina; Justo, José Sterza; UNESP-ASSIS
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 11/07/2011 POR
Relevância na Pesquisa
25.91%
No presente artigo, trataremos o tema da juventude e das drogas como uma questão vinculada à biopolítica e ao biopoder, conceitos elaborados por Michael Foucault. A juventude e as drogas são tomadas e analisadas nas situações que envolvem a gestão da criminalidade A juventude, irreverente, corajosa, saudável, idealista, e que queria mudar o mundo para melhor, tal como foi retratada em outras épocas, hoje, está sendo fortemente associada à violência, perigos, riscos pessoais e sociais, à dependência de drogas, à criminalidade e a outras imagens negativas. Para lidar com esses jovens já não bastam à tolerância e os pequenos castigos de outrora. Os jovens emergem como um segmento da população objeto de ações e programas diversos. As drogas passam a ser vistas como questões de segurança e de saúde pública. Observa-se um deslocamento e reposicionamento no discurso acerca dos jovens - de menor, drogado e criminoso para infrator, usuário e dependente químico. A mudança é sutil, mas representa uma modulação nos dispositivos de controle social. Busca-se, além da anuência do jovem para que se livre das drogas, a criação de um amplo espaço de monitoramento de sua conduta, mediante a ativação de redes comunitárias de proteção. Concorre para o crescente controle dos jovens na atualidade a crença de que são mais influenciáveis e vulneráveis e que a ação na origem do problema ou a diminuição dos riscos é a forma mais eficiente de gestão...

Reacções à injustiça no trabalho: Impacto da crença no mundo justo, dajustiça procedimental e da justiça distributiva

Gago,Ana Rita; Correia,Isabel
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 PT
Relevância na Pesquisa
116.39%
As pesquisas anteriores apontam a crença pessoal no mundo justo (CMJ) como um recurso que ajuda as pessoas a assimilarem as injustiças da sua vida e portanto, a reagirem menos negativamente face a estas. O presente estudo examinou o impacto da crença pessoal no mundo justo na relação entre a (in) justiça procedimental e distributiva e as reacções a acontecimentos problemáticos no contexto de trabalho. Concretamente, pretendeu-se avaliar se a CMJ moderava essa relação. Foi aplicado um questionário a 84 professores de vários níveis de ensino, com idades entre os 24 e os 56 anos em que se lhes pedia que se imaginassem numa situação de (in)justiça procedimental e distributiva. No geral, os resultados mostraram que perante a injustiça procedimental os participantes que têm alta CMJ reagem mais positivamente (com mais paciência) comparativamente com os que têm baixa CMJ. Contudo, os participantes com CMJ alta reagiram à injustiça procedimental mais negativamente (negligência e voz agressiva) comparativamente com aqueles que tinham baixa CMJ. As implicações teóricas e práticas desta pesquisa são discutidas.

Crença no mundo justo e vitimização secundária: o papel moderador da inocência da vítima e da persistência do sofrimento

Correia,Isabel; Vala,Jorge
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2003 PT
Relevância na Pesquisa
126.29%
Os estudos apresentados neste artigo têm como objectivo testar a predição básica da teoria da crença no mundo justo (CMJ) de que os observadores com maior CMJ vitimizarão mais uma vítima inocente cujo sofrimento persiste do que os observadores com menor CMJ. De facto, de acordo com esta teoria, a reacção de um observador a uma vítima é influenciada por três factores: o grau de CMJ do observador, a inocência da vítima, e a persistência do sofrimento da vítima. No entanto, até ao momento nenhum estudo tentou determinar o impacto destes três factores em conjunto. Os estudos que apresentamos neste artigo analisam o impacto conjunto dessas três variáveis na vitimização secundária. Os resultados mostraram que os participantes com maior necessidade de restabelecer a CMJ, quer porque é elevada (Estudo 1 e 2) quer porque foi ameaçada (Estudo 3), vitimizam mais a vítima: consideram-na mais merecedora da situação em que se encontra (Estudo 1), numa situação mais justa do que os observadores com menor CMJ (Estudo 2) e desvalorizam-na mais (Estudo 3).