Página 1 dos resultados de 262 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Globalização e hegemonia nas relações internacionais: o caso da Via Campesina por uma perspectiva gramsciana; Globalization and hegemony in International Relations: the case of La Vía Campesina by a gramscian perspective

Camargo, Adriane de Sousa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.35%
Diferentemente das abordagens estadocêntricas clássicas que valorizam processos decisórios top-down, os recentes estudos sobre a atuação da sociedade civil internacional têm desempenhado importante papel nos enfoques que valorizam as dinâmicas de cooperação bottom-up. Dentre elas, a abordagem gramsciana parte da perspectiva de que a sociedade civil internacional é portadora de projetos hegemônicos alternativos, sendo o lócus onde se concentrariam as forças potencialmente transformadoras da ordem estabelecida. Assim, ao partir da perspectiva gramsciana, o analista depara-se com o potencial que a sociedade civil possui de transformação da realidade. Nela encontram-se os movimentos sociais que, através de sua atuação nas arenas internacionais de negociação, buscam resistir à hegemonia da globalização neoliberal. Dessa maneira, por meio de sua atuação em escala global, os movimentos sociais de resistência procuram expandir sua esfera de consenso em relação a seus projetos alternativos de desenvolvimento. Nesse sentido, este trabalho objetiva demonstrar como se dá a abordagem dos movimentos sociais de resistência nas Relações Internacionais a partir de sua introdução na categoria analítica de "contra-hegemonia"...

30 anos do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte : educação física e a construção de uma hegemonia; 30 years of Brazilian College of Sport Sciences : physical education and the construction of a hegemony

Luciano Galvão Damasceno
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/02/2011 PT
Relevância na Pesquisa
46.72%
Este estudo visou compreender os 30 anos do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte. Para cumprir tal intento estabeleceu dois objetivos: o primeiro, de compreender a sua história em compasso com a constituição acadêmica da Educação Física; e o segundo, de compreender como determinada perspectiva da Educação Física chega à direção do CBCE, num processo de construção de hegemonia, se torna predominante somente na entidade, o que a coloca numa posição contra-hegemônica em seu campo em geral. Como os termos indicam, partimos de alguns indicativos teórico-metodológicos desenvolvidos por Antônio Gramsci, a saber, a formação de uma teoria ampliada do Estado em que a luta por hegemonia através dos aparelhos privados situados na sociedade civil ganha central vitalidade. Desse modo, entendemos que o CBCE se constituiu em sua história num aparelho privado de hegemonia, mas que não manteve sempre a defesa da mesma hegemonia. Ou seja, na medida em que passa a se constituir com o avanço da qualificação da Educação Física, especialmente, em seu segmento acadêmico, ganha novos contornos distintos dos da sua fundação que expressavam determinada hegemonia não colidente com a sociedade estabelecida. Assim, o CBCE passa a defender e agir como um aparelho privado de hegemonia de forma contra-hegemônica...

Hegemonia e contra-hegemonia nas ordens discursivas sobre a questão indígena no Brasil : silenciamento e ativismo

Figueiredo, Verônica de Sousa
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
POR
Relevância na Pesquisa
46.57%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2014.; O objetivo da tese de doutorado é investigar a manifestação e as inter-relações de duas ordens discursivas: uma ordem hegemônica de “silenciamento” da voz indígena na pauta da questão indígena identificada na mídia tradicional, por um lado; e, por outro lado, uma ordem contra-hegemônica de “afirmação” da voz indígena por meio das mídias participativas (facebook) produzidas por organizações indígenas. Desta forma, podemos sintetizar que a pesquisa de doutoramento pretende observar e entender como se manifesta a irrupção dessa ordem discursiva (ordem contra-hegemônica) nas mídias participativas produzidas por organizações indígenas. Como ocorre a instauração de um discurso contra-hegemônico nos perfis do facebook das organizações indígenas a partir do agendamento da mídia? E de que forma os perfis no facebook das organizações indígenas se apropriam do que é veiculado pela grande mídia, incluindo postagens, compartilhamentos e comentários? Estas são inquietações que conformam o problema de pesquisa. A partir dos dados levantados pela pesquisa, a tese conclui que a ordem hegemônica do silenciamento é fundamentada em uma formação discursiva (FD) que remete à formação do Brasil...

Hegemonia e contra-hegemonia no processo de implantação da Casa de Parto no Rio de Janeiro

Pereira,Adriana Lenho de Figueiredo; Moura,Maria Aparecida Vasconcelos
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
46.57%
Estudou-se o processo de implantação da primeira Casa de Parto no Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade do Rio de Janeiro. Por meio de pesquisa qualitativa objetivou-se identificar os determinantes do processo de implantação da Casa de Parto e analisar a influência dos grupos hegemônicos e contra-hegemônicos neste processo de implantação. O referencial teórico foi o conceito de hegemonia. O método dialético orientou a análise dos dados por meio das categorias metodológicas: contradição, totalidade e historicidade. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas no período de janeiro a julho de 2007. Os entrevistados foram quatro gestores da saúde municipal e onze profissionais técnico-administrativos designados para implantar a Casa de Parto. A síntese deste estudo revelou que a implantação da Casa de Parto foi determinada pela contra-hegemonia estabelecida na assistência à gestação e parto fisiológicos.

A diversidade lingüística da internet como reação contra-hegemônica das tendências de centralização do império

Guesser,Adalto
Fonte: IBICT Publicador: IBICT
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2007 PT
Relevância na Pesquisa
46.38%
A Internet nasceu nos EUA como variação de um projeto militar muito específico. No início, quase a totalidade da comunicação em rede era em língua inglesa, pois a maioria das pessoas envolvidas nos projetos provinha dos EUA, ou de comunidades científicas nas quais o inglês era língua franca. Com o aumento da utilização da Internet em diferentes países, a hegemonia do inglês passou a ser revista. Em 1998, o inglês já havia sofrido queda de 15% do seu total, devido principalmente à proliferação da rede e à produção de conteúdos locais nas línguas nacionais. O presente trabalho busca perceber quais são as causas do crescente aumento de línguas locais na produção da Internet e identificar as formas de reação contra-hegemônica empreendida pelo uso desta ferramenta como campo fértil para a produção e difusão de idéias, informações, conteúdos, conhecimentos e saberes.

A organização escolar e a construção da contra-hegemonia burguesa

Dias,Gracialino
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1997 PT
Relevância na Pesquisa
46.49%
Num contexto de internacionalização das economias nacionais, em que o mercado parece exercer o papel de árbitro de todas as relações humanas, e em que o mundo parece estar sendo reduzido a um grande shopping center, parece ser anacrônico se falar em contra-hegemonia burguesa. Afinal, o Apocalipse do "Fim da História", do "Fim das Ideologias", que vem sendo apregoado pelos "moderneiros", aponta para o desaparecimento da hegemonia, da contradição e das classes sociais, colocando, por sua vez, a relação entre capital e trabalho como uma coisa do passado. Mas é exatamente para andar na contramão desses "profetas" da eternalização do presente, para combater o seu conservadorismo, e para alertá-los quanto à historicidade do presente, (a história não se repete), que resolvemos, neste trabalho, retomar a discussão em torno da hegemonia, da contradição e da luta de classes que se desenvolvem no interior da estrutura escolar, parte orgânica da totalidade histórica da sociedade capitalista.

A Escola Estadual Professor José Inácio de Sousa nas décadas de 1960 a 1980: um projeto político e pedagógico contra-hegemônico?

Antônio Barbosa Firmino, Carlos; Fernandes de Souza, Edilson (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.28%
Esta tese de doutoramento está inserida no campo da História das Instituições Escolares. Tem por objetivo escrever a história da Escola Estadual Professor José Inácio de Sousa (EEPJIS), da cidade de Uberlândia, Estado de Minas Gerais, Brasil, num período que se estende entre as décadas de 1960 a 1980. O recorte temporal privilegia a compreensão da implantação e consolidação do Golpe Militar de 1964, contexto sócio-político onde a referida escola foi criada e onde seu projeto político e pedagógico lhe propiciou a formação de uma identidade de escola democrática, inovadora e progressista. Foi essa identidade, formada no período mais duro do regime ditatorial que moveu nossas principais questões de pesquisa: Por que foi exatamente no período de plena vigência do golpe militar de 1964, de ideologia liberal, que suprimiu os direitos políticos e a liberdade de expressão, que a Escola Estadual Professor José Inácio de Sousa conseguiu sua projeção? Em que consistia o caráter inovador do seu projeto político e pedagógico? Qual era a perspectiva de formação defendida pela escola: reprodutivista ou contestadora da ordem social vigente? Visava a uma formação integral? Nesse sentido, tratou-se de um projeto contra-hegemônico? E se foi contra-hegemônico...

A comunicação do MST: uma ação política contra-hegemônica; MST\'s communication: a counter-hegemonic political action

Barbosa, Alexandre
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.16%
Esta tese sustenta que a comunicação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) é uma ação política, fruto tanto da organização do movimento como da formação crítica de seus militantes ao longo da trajetória histórica do movimento. Essa ação concretiza-se nos meios utilizados para esses propósitos como respostas do MST ao poder hegemônico em cada contexto político. A problematização da pesquisa originou-se da interface entre comunicação e política, no sentido de demonstrar como a prática jornalística contribuiu para a organização do movimento e também entender a comunicação e educação como fatores que levam à consciência crítica dos seus militantes. Por isso, a principal contribuição desta tese está na forma de entender a comunicação social como representação do movimento e de elemento catalisador de sua ação formativa contra-hegemônica. Por essa razão, o principal objetivo da tese consiste em demonstrar a importância da comunicação na convergência dos interesses políticos e de formação dos militantes do MST. Os procedimentos metodológicos utilizados partem de levantamento bibliográfico orientado para entender como os meios de comunicação podem organizar as classes dentro da sociedade. Também foram utilizadas entrevistas com líderes e militantes...

Hegemonia e contra-hegemonia na construção de políticas de esporte e lazer : a experiência do Consórcio Brasília = Hegemony and counter-hegemony in the process of sport and leisure policy-making : the experience of the Consortium Brasilia; Hegemony and counter-hegemony in the process of sport and leisure policy-making : the experience of the Consortium Brasilia

Roberto Liao Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
46.57%
A Tese apresenta a análise do contraditório processo de construção política do Programa Esporte e Lazer da Cidade no Distrito Federal e região do Entorno no estado de Goiás. O Programa foi elaborado pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento do Esporte e do Lazer do Ministério do Esporte, inserido no primeiro Governo Lula, em seu Plano Plurianual "Brasil um País de Todos". O Consórcio Brasília materializou o preceito de uma das dimensões do Esporte, o Esporte Recreativo ("Participação" na legislação vigente), aquele voltado para a ocupação do tempo e espaço de lazer dos cidadãos, compreendido como instância de apropriação crítica das manifestações culturais. Organizado em janeiro de 2004, se viabilizou por meio do convênio firmado pelo ME com a Associação de Garantia ao Atleta Profissional do DF, que pela sua organização administrativa e compromisso político com um conjunto de entidades populares que desenvolviam práticas de esporte e lazer no DF e Entorno, criou as condições materiais para tal experiência. Este estudo teve como objetivo compreender em que medida o Consórcio Brasília protagonizou o processo de socialização, democratização da política e controle social, nas tensões e contradições entre o Estado e a Sociedade Civil...

Venezuela e ALBA: regionalismo contra-hegemônico e ensino superior para todos

Muhr,Thomas
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 PT
Relevância na Pesquisa
56.43%
Partindo de um quadro teórico neo-gramsciano crítico à globalização, este artigo aplica a nova teoria do regionalismo (NTR) e a teoria do regionalismo regulatório (TRR) à sua análise e teorização dos tratados de comércio da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA-TCP) como regionalismo contra-hegemônico na América Latina e Caribe (ALC). A ALBA está centrada na ideia de um Socialismo do Século XXI, que, como (inicialmente) também a Revolução Bolivariana da Venezuela, substitui a 'vantagem competitiva' pela 'vantagem cooperativa'. Em seu caráter de conjunto de processos multidimensionais e transnacionais a ALBA-TCP opera dentro de/transversalmente a um número de setores e escalas, ao mesmo passo que as transformações estruturais são movidas pela interação de agentes do Estado e agentes não estatais. A política de Educação Superior para Todos (ESPT) do governo venezuelano rejeita a agenda neoliberal globalizada de mercadorização, privatização e elitismo e reinvindica educação pública gratuita em todos os níveis como um direito humano fundamental. A ESPT está sendo regionalizado em um espaço educacional emergente da ALBA e assume um papel-chave nos processos de democracia direta e participatória...

Irán - Tercermundismo y contra-hegemonía. Elementos para entender el acercamiento iraní hacia Venezuela

Alvarez Cabello, Pablo Andrés
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
ES
Relevância na Pesquisa
46.42%
Tesis de grado para obtener el título de Magíster en Estudios Internacionales; Para comenzar con nuestra investigación debemos definir ciertos conceptos clave para comprender, desde nuestra óptica, el comportamiento internacional de Irán. En el primer capítulo, por lo tanto, nos encargamos de tratar conceptos como hegemonía y contra-hegemonía, globalización y Tercer Mundo. Como ya señalamos este es nuestro marco conceptual, desde estos conceptos comenzaremos a analizar ciertos rasgos fundamentales de Irán en el sistema internacional. En el segundo capítulo, describimos los rasgos históricos más relevantes del comportamiento político exterior de Irán. En él veremos que Irán desde hace milenios es un actor internacional con cierta coherencia, con rasgos definibles, con prioridades relativamente bien estructuradas. Elementos como su búsqueda constante por la independencia internacional son parte de este asunto. En el tercer capítulo analizamos el período histórico post-revolucionario. Veremos que en este período los cambios políticos fueron importantes, sin embargo, algunos otros permanecieron, pero debido a que el período inmediatamente anterior a la Revolución fue una época en la que los intereses internacionales tuvieron una gran ingerencia en la política y sociedad iraní...

Venezuela e ALBA: regionalismo contra-hegemônico e ensino superior para todos; Venezuela and the ALBA: counter-hegemonic regionalism and higher education for all

Muhr, Thomas
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2010 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
56.43%
Partindo de um quadro teórico neo-gramsciano crítico à globalização, este artigo aplica a nova teoria do regionalismo (NTR) e a teoria do regionalismo regulatório (TRR) à sua análise e teorização dos tratados de comércio da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA-TCP) como regionalismo contra-hegemônico na América Latina e Caribe (ALC). A ALBA está centrada na ideia de um Socialismo do Século XXI, que, como (inicialmente) também a Revolução Bolivariana da Venezuela, substitui a 'vantagem competitiva' pela 'vantagem cooperativa'. Em seu caráter de conjunto de processos multidimensionais e transnacionais a ALBA-TCP opera dentro de/transversalmente a um número de setores e escalas, ao mesmo passo que as transformações estruturais são movidas pela interação de agentes do Estado e agentes não estatais. A política de Educação Superior para Todos (ESPT) do governo venezuelano rejeita a agenda neoliberal globalizada de mercadorização, privatização e elitismo e reinvindica educação pública gratuita em todos os níveis como um direito humano fundamental. A ESPT está sendo regionalizado em um espaço educacional emergente da ALBA e assume um papel-chave nos processos de democracia direta e participatória...

Culture Jamming: ativismo e contra-hegemonia;

Diniz, Juana Ribeiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2008 POR
Relevância na Pesquisa
56.5%
A entrada da mídia no contexto contemporâneo requer uma série de revisões de conceitos no âmbito social, político e cultural. As várias formas de ativismo que se estabelecem neste cenário suscitam novos olhares, ou seja, novas análises sobre questões diversas no que se refere, principalmente, ao papel social e político dessas forças na sociedade. Este artigo faz um breve estudo sobre a Culture Jamming como uma forma de ativismo que utiliza recursos e métodos contemporâneos em uma busca “contra-hegemônica” em relação à dominação das grandes marcas no espaço midiatizado. Para isso, alguns pontos da visão gramsciana sobre hegemonia serão comparados com os processos que, de fato, ocorrem na prática jammer; The introduction of the media in the contemporary context requests a serie of reviews of concepts in the social, political and cultural sphere. The several forms of activism, which get established in this scenery, raise new analyses about different questions specially about the social and political role of these power in the society. This article does a brief study about Culture Jamming as a kind of activism that uses contemporary resources and methods in a counter hegemonic battle against the major brands domination of Media’s spaces. For this...

Imprensa Alterantiva: discutindo o conceito

Santos, Pedro Lucas Oliveira dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
46.31%
Este artigo visa discutir as diferentes concepções para a ideia de alternativo nas comunicações e propor um conceito à luz das reflexões de alguns teóricos. Tomando como pressuposto que a expressão “imprensa alternativa” pode ser usada para identificar experiências de diversas épocas e contextos históricos, propõe-se um conceito geral moldável às contingências conjunturais específicas. Entre um variado leque de denominações possíveis para definir o objeto de estudo, optou-se por “imprensa alternativa” pois é a que mais facilmente pode identificar o fenômeno de que trataremos. Por fim, faz-se uma consideração sobre as características da imprensa alternativa do século XXI.Palavras-chave: Imprensa alternativa; Jornalismo; Contra-hegemonia; Monopólio da Mídia

A Convergência e os Impressos: possibilidades contra-hegemônicas

Pacheco, Gabriela de Resende Nóra
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa descritiva Formato: application/octet-stream
Publicado em 09/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.16%
O jornal impresso no “cenário mundial da convergência”. Um período de grandes  transformações  tecnológicas,  de reorganização do cenário midiático, de aprofundamento da  segmentação  (de conteúdos e de público) e da exclusão (social e digital), mas também de possibilidades únicas de mudança, de  maior  participação  e mobilização  social, assim como de oportunidades concretas de apropriação dos dispositivos tecnológicos para fins contra-hegemônicos. 

O jornalismo internacional e a estrutura radiofônica na contra-hegemonia

Fernandes, Vivian de Oliveira Neves
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa acadêmica Formato: application/pdf
Publicado em 09/09/2012 POR
Relevância na Pesquisa
56.38%
Este  artigo  tem  o  objetivo  de  debater  as  intersecções  possíveis entre  a  estrutura  radiofônica  e  o  jornalismo  internacional  –  apoiados  em  conceitos democráticos – e tendo como apontamento para esta discussão o papel das agências de notícias  contra-hegemônicas  (ou  alternativas)  como auxiliares  para  a  abordagem  de pautas internacionais no rádio. 

Uma apresentação crítica dos conceitos de globalização hegemônica e contra-hegemônica à luz das novas manifestações populares internacionais

Miranda, Isabella Gonçalves; Merladet, Fábio André Diniz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares Formato: application/pdf
Publicado em 16/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.38%
O presente artigo tem como objetivo dialogar com as teorias contemporâneas da democracia na era da globalização, propondo uma reflexão apurada sobre a emergência de novos fenômenos, atores e arranjos pós-nacionais. Na primeira parte é contextualizada a situação de crise da democracia na era da globalização e o problema do déficit democrático nas esferas transnacionais; em seguida, são apresentados dois projetos políticos, o hegemônico e o contra hegemônico, que buscam redefinir os valores e procedimentos dessa prática política. Por fim, o texto debruça-se sobre as possibilidades de desenvolvimento de uma sociedade civil global capaz de democratizar as instâncias pós-nacionais, em diálogo com a renovação da teoria deliberativa.

Hegemony and counter-hegemony in the process of implementing the Casa de Parto Birth Center in Rio de Janeiro; Hegemonía y contra hegemonía en el proceso de implantación de la Casa de Parto en Rio de Janeiro; Hegemonia e contra-hegemonia no processo de implantação da Casa de Parto no Rio de Janeiro

Pereira, Adriana Lenho de Figueiredo; Moura, Maria Aparecida Vasconcelos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/12/2009 POR; ENG
Relevância na Pesquisa
46.79%
This study addressed the process of implementing the first Casa de Parto Birth Center in the Unified Health System in the city of Rio de Janeiro. The purpose of this qualitative study was to identify the determinants of the process of implementing the Birth Center and analyze the influence that hegemonic and counter-hegemonic groups have on that process. The theoretical framework used was the concept of hegemony. Data analysis was guided by the dialectic method of contradiction, totality and historicity. Semi-structured interviews were performed, from January to July 2007, with four municipal health administrators and 11 technical-administrative professionals assigned to implement the Birth Center. This study showed that the implementation of the Birth Center was determined by the counter-hegemony established in providing care during pregnancy and physiological deliveries.; Se estudió el proceso de implantación de la primera Casa de Parto en el Sistema Único de Salud (SUS) en la ciudad del Rio de Janeiro. Por medio de una investigación cualitativa se objetivó identificar los determinantes del proceso de implantación de la Casa de Parto y analizar la influencia de los grupos hegemónicos y contra hegemónicos en ese proceso de implantación. El marco teórico fue el concepto de hegemonía. El método dialéctico orientó el análisis de los datos por medio de las categorías metodológicas: contradicción...

A organização escolar e a construção da contra-hegemonia burguesa

Dias, Graciliano
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/04/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.49%
Num contexto de internacionalização das economias nacionais, em que o mercado parece exercer o papel e árbitro de todas as relações humanas, e em que o mundo parece estar sendo reduzido a um grande shopping center, parece ser anacrônico se falar em contra-hegemonia burguesa. Afinal, o Apocalipse do “Fim da História”, do “Fim das Ideologias”, que vem sendo apregoado pelos “moderneiros”, aponta para o desaparecimento da hegemonia, da contradição e das classes sociais, colocando, por sua vez, a relação entre capital e trabalho como uma coisa do passado. Mas é exatamente para andar na contramão desses “profetas” da eternalização do presente, para combater o seu conservadorismo, e para alertá-los quanto à historicidade do presente, (a história não se repete), que resolvemos, neste trabalho, retomar a discussão em torno da hegemonia, da contradição e da luta de classes que se desenvolvem no interior da estrutura escolar, parte orgânica da totalidade histórica da sociedade capitalista.

Construção de políticas de informação: aspectos epistemológicos e metodológicos | Constructing information policies: epistemological and methodological aspects

Ferreira Higino, Anderson Fabian; Ferreira de Araújo, Ronaldo; de Souza Paes Scott, Carolina
Fonte: Ibict Publicador: Ibict
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2008 POR
Relevância na Pesquisa
46.31%
Resumo Discute-se a construção de políticas de informação, do ponto de vista da reflexão epistemológica e da proposição metodológica. Com base em trabalhos de Bruno Latour e Bernd Frohmann, aponta-se uma abordagem capaz de favorecer o enfrentamento dos desafios identificados no campo em questão. Para dar a essa abordagem uma materialidade que contemple a dinâmica de múltiplos níveis locais e globais presente no processo da construção política, indica-se a articulação de modelos analíticos propostos por Boaventura de Sousa Santos e Janete Maria Lins de Azevedo. A discussão visa propiciar a identificação de possibilidades e o apoio ao desenvolvimento de estratégias ligadas à conquista de uma relação menos desequilibrada entre pressões globais e potencialidades locais. Toma-se como horizonte uma forma de atendimento a demandas locais de acesso a informação desenvolvida em paralelo com a construção de condições locais adequadas a uma participação na “sociedade da informação” que garanta espaço para a manifestação da identidade cultural, com menor risco de submissão a uma lógica de subalternidade.Palavras-chave política de informação, regime de informação, epistemologia política, multiculturalismo...