Página 1 dos resultados de 2941 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Implicações dos mecanismos de recompensa e cognição implícita na formação de expectativas e manutenção do caráter funcional da música tonal

Muniz, Marcelo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
Estudos com a utilização de técnicas de imageamento realizados na última década revelaram modulação da atividade de estruturas mesolímbicas envolvidas em processamento de recompensa, durante a audição passiva de música tonal. O achado trouxe à tona antigas especulações envolvendo, principalmente, formação de expectativas e respostas emocionais à música, permitindo a revisita a importantes trabalhos publicados no campo da musicologia e psicologia da música sob a luz do conhecimento hodierno. O presente trabalho tem por objetivo investigar de forma mais ampla o papel dos mecanismo de recompensa em relação à música, bem como identificar processos cognitivos envolvidos na apreensão de elementos da música tonal e na formação de expectativas e, assim, identificar possíveis influências de tais mecanismos em aspectos específicos da escuta da música tonal, assim como na manutenção da utilização de música tonal em seu caráter funcional e de entretenimento. O vetor principal do trabalho foi estabelecido na interpretação de questões relativas ao campo da musicologia sob a ótica da neurociência. Foram estabelecidas três frentes de pesquisa documental sendo: (1) Musicologia, (2) Estudos de imageamento e neurofisiologia; (3) cognição musical e cognição implícita. O levantamento bibliográfico foi feito via Banco de dados bibliográficos e Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade de São Paulo além da utilização das bases de dados: PsycInfo...

O oficinar como possibilidade de exercício da cognição enativa

Lopes, Graziela Pereira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.07%
O uso de substâncias químicas tem sido relatado em diferentes culturas e períodos históricos; entretanto os tipos de substâncias utilizadas, o contexto social, as práticas de consumo e o que é considerado excesso, bem como as práticas de seu controle e os modos de intervenção, apresentam especificidades. Deparamo-nos hoje com o fato de que o uso considerado abusivo pode ser caracterizado como doença (dependência). Para os sujeitos nessa condição de existência, existe toda uma estrutura de poderes (Ministério da Saúde e Ministério Público) e saberes (médico, jurídico, psicológico, religioso, etc.) propondo instituições e modelos de tratamento. Através da inserção em uma dessas instituições de tratamento para dependentes químicos e da análise dos modos de subjetivação e das políticas cognitivas, propomos uma pesquisa-intervenção, com a finalidade de possibilitar o exercício da cognição enativa/inventiva. Adotar como perspectiva a cognição enativa/inventiva implica estabelecer outra relação de conhecimento, baseada na produção de si próprio (autopoiese) e daquilo que tomamos por realidade em distintas redes de conversação. Dessa forma, as oficinas de máscaras surgem como uma proposta de pesquisa-intervenção que tem como objetivo mapear e acompanhar os movimentos cognitivos emergentes nas mesmas...

A psicologia evolucionista e os domínios da cognição social; Evolutionary psychology and the social cognition domains

Vasconcellos, Silvio José Lemos; Jaeger, Antonio; Parente, Maria Alice de Mattos Pimenta; Hutz, Claudio Simon
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37%
O estudo da cognição social começou a ter destaque com o surgimento da Psicologia Cognitiva no final dos anos 60 e início dos anos 70. A expressão refere-se aos processos que orientam o comportamento diante de outros indivíduos. Este trabalho analisa uma nova abordagem da cognição social baseada na Psicologia Evolucionista. Os autores descrevem alguns aspectos relacionados à filogênese da cognição humana. A revisão bibliográfica desta pesquisa considerou livros e artigos sobre o tema publicados no período de 1975 a 2006. O artigo explica também os principais mecanismos que se apresentam como produtos da seleção natural e que surgiram para resolver problemas da vida social na história evolutiva humana. Na parte final, discute-se a importância desse novo enfoque.; The study of social cognition came to prominence with the rise of Cognitive Psychology in the late 1960s and early 1970s. The expression refers to the processes that subserve behavior in response to other individuals. This paper analyses a new approach of social cognition based on Evolutionary Psychology. The authors describe some aspects related to the phylogeny of human cognition. The bibliographical review of this research considered the 1975-2006 period and included articles and books about this subject. The present paper also explains the main mechanisms that are products of natural selection and that appeared to solve social life problems in human evolutionary history. In the last part...

Cognição e ação significativa: contribuições do realismo pragmaticista para a epistemologia contemporânea

Rodrigues, Luciane
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 102 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Filosofia - FFC; Neste trabalho, procuramos explicitar aspectos do conceito contemporâneo de cognição, fundamentando nossa análise no Realismo Pragmaticista. De acordo com esta perspectiva, a cognição segue o princípio da ação que se configura em duas dimensões: uma ontológico, que caracteriza a ação como hábito, e outro epistemológico, que caracteriza a ação como Semiose. No contexto geral das discussões sobre o conceito de cognição, a definição que mais se difundiu trata a cognição como representação simbólica. A abordagem Representacionista, como é tradicionalmente conhecida, considera que o sujeito abstrai o mundo, formando representações internas, ontologicamente distintas do objeto representado. Em contraste, a capacidade cognitiva do sujeito é vista na concepção pragmaticista como ação significativa, que está necessariamente ligada a sua Realidade Histórica. O conceito-chave desta perspectiva é o de Signo que delimita a forma com que o sujeito pensa seu mundo, através de sua interação com uma história pessoal, formada ao longo do tempo. Em nossa abordagem, símbolos são tipos específicos de processos de significação; sendo que sua caracterização depende do conceito de Signo...

Abordagens bio-inspiradas aplicadas ao estudo da cognição: um encontro entre biologia, psicologia e filosofia

Junqueira, Luís Henrique Féres
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 105 f.
POR
Relevância na Pesquisa
37%
Pós-graduação em Filosofia - FFC; É antiga a preocupação do ser humano com as questões relacionadas ao conhecimento, incluindo as discussões sobre a sua origem, seu aprendizado, sobre a nossa capacidade de utiliza-lo e sobre as características específicas da cognição humana. Essa preocupação remonta aos antigos filósofos gregos (2.500 A.C.), desenvolvendo-se posteriormente a partir da abordagem da Epistemologia, originária da Filosofia ocidental, e mais recentemente a partir do Funcionalismo, pertencente aos estudos em Filosofia da Mente e em Ciência Cognitiva. Essa última abordagem, em particular, contribuiu para o surgimento de programas de pesquisas que procuram entender o funcionamento da mente humana com a ajuda do computador. A Ciência Cognitiva possui fortes ligações com as pesquisas em Inteligência Artificial, e ambas vem se desenvolvendo desde a década de 1950. Mais recentemente, a partir da década de 1980, uma nova área de estudos surgiu, formada por pesquisas em Vida Artificial, que trabalha com a possibilidade de síntese de entidades vivas, por meios artificiais, e desde então vem chamando a atenção de pesquisadores interessados no estudo da cognição. Enquanto a Ciência Cognitiva tem ligações estreitas com a Filosofia e a Psicologia...

Treino musical como proposta para a estimulação da cognição numérica em crianças de idade escolar

Arias Rodriguez, Indira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 115 f. :
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem - FC; Deficits in numerical cognition can impair lastingly school performance, emotional functioning, and professional training of the individual; it is necessary to develop and intervention to stimule the systems of numerical cognition in children with low arithmetic performance. Evidence from different studies reveals positive associations between musical simulation and several cognitive abilities. The present study aims to investigate the effects of musical training in regards to numerical cognition, working memory, and consequently the arithmetic performance in elementary shool children. The study enrolled 42 children aged 8 to 10 years divided into two groups: with difficulties in arithmetic (CDA = 21) and without difficulties in arithmetic (SDA = 21). The children underwent two evaluations, one before musical training and another, four months later, after musical training, in which were applied cognitive tests and behavior scales, concerning to school performance, IQ, working memory, numerical cognition, anxiety and stress. The musical training was developed in eight group sessions and aimed to stimulate the systems of numerical cognition and integrate basic musical knowledge...

Reflexões sobre linguistica e cognição musical

Marcelo de Souza Franklin Mello
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.24%
O presente trabalho propõe uma investigação epistemológica acerca das bases conceituais do conjunto de pesquisas científicas atuais que podem ser abarcadas em um campo genérico conhecido como "cognição musical". É apresentada uma conceituação do termo, bem como um panorama mais amplo do campo sobre o qual se assentam as atuais ciências cognitivas - a partir das quais constitui-se muito do que pode ser considerado cognição musical hoje. Um ponto de partida inicial de conceituação é apresentado num problema especificamente lingüístico - a metáfora musical, ou a comparação disseminada e de duplo sentido entre música e linguagem, tal como definida por MORAES (1991) -, o que define uma busca por possíveis manifestações de uma metáfora musical (de uma comparação disseminada entre música e linguagem) nas formulações dos artigos científIcos sobre as relações entre a música e a cognição humana. É assim que a Lingüística, enquanto disciplina independente do conhecimento humano, é encontrada em primeiro lugar como modelo epistemológico disseminado para os paradigmas reinantes na cognição musical. Para cada campo de aplicação de princípios das ciências cognitivas em música seria possível apontar para uma metáfora musical...

A cognição situada na análise das atividades do professor do ensino superior

Iacono, Sociarai Peruzo
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 129 f.| il., grafs.
POR
Relevância na Pesquisa
37.19%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Este trabalho mostrou as contribuições do fenômeno da Cognição Situada para a Análise das Atividades, objetivando um melhor entendimento das características cognitivas de trabalho. Optou-se pelo trabalho de professores do Ensino Superior, por ser esta uma profissão que possui uma atividade predominantemente cognitiva. Os objetivos do trabalho foram descrever as atividades cognitivas do professor do ensino superior e verificar a importância do fenômeno da Cognição Situada para estas atividades; verificar aspectos do fenômeno da Cognição Situada que possam contribuir para a construção de um modelo de análise da atividade do professor e correlacionar os dados encontrados com o referencial teórico para verificar quais as contribuições da Cognição Situada. Sendo esta uma pesquisa qualitativa, a coleta dos dados será realizada por meio de observação aberta e observação sistemática, incluindo realização de entrevistas semi-estruturadas, filmagens, gravações, fotografias, registros da atividade, aplicação de questionários, autoconfrontação e análise documental. Para a realização do estudo foi construído um modelo de análise...

A natureza histórica da cognição : debates filosóficos na teoria dos sistemas dinâmicos na ciência cognitiva

Pinto, Susana Maria Caló Rodrigues
Fonte: Porto : [Edição de Autor] Publicador: Porto : [Edição de Autor]
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
37.16%
Tem-se verificado uma tendência progressiva nas teorias da cognição no âmbito das ciências cognitivas de conceptualizar a cognição natural emergente do jogo de interacção entre as dinâmicas internas do agente, corpo e mundo. O presente trabalho elabora uma apreciação crítica destas teorias e propõe explorar uma teoria da cognição baseada na sua natureza histórico-temporal através do corpo conceptual da teoria dos Sistemas Dinâmicos. Esta ideia é formada pela concepção de dois eixos de análise da cognição: transversal e longitudinal. Releva-se o entendimento da cognição como processo - produção continua que se rebate sobre si mesma - e como história de um acontecer.

"Intimacy is closeness". Cognição social situada: a influência da proximidade e da distância no julgamento de alvos sociais

Amaro, Clara Sofia Marques
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações / Classificação de categorias e códigos: 3000 Psicologia Social; 3040 Percepção e Cognição Social.; O presente trabalho enquadra-se na abordagem da cognição social situada que defende que a cognição é um processo social, situado no contexto, orientado para a acção, corporalizado, e distribuído no ambiente e pelos indivíduos através da comunicação. Adicionalmente, sugere-se que os conceitos abstractos apoiam-se em metáforas físicas que organizam o nosso sistema conceptual, e que, quando activadas poderão influenciar os processos cognitivos e o comportamento. A presente proposta pretende constituir um pequeno contributo para a abordagem da cognição situada, sugerindo que os conceitos de distância e proximidade são ancorados no ambiente através de metáforas que, sempre que relevantes, são utilizadas pelos indivíduos na cognição e comportamento. Especificamente, sugerimos que os julgamentos de alvos abstractos e sociais, são mais positivos quando se activa a proximidade que quando se activa a distância. Para testar esta ideia, realizámos um estudo experimental onde manipulámos a distância através dos conceitos (“aproximar” e “afastar”) e, posteriormente...

Efeito da anestesia geral na cognição e na memória do idoso

Aquino,Régis Borges; Souza,Antonio Carlos Araújo de; Argimon,Irani de Lima; Santos,Patrícia F. Ritter dos
Fonte: Sociedade Brasileira de Anestesiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Anestesiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2004 PT
Relevância na Pesquisa
37%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A anestesia geral e a função mental têm sido alvo de estudos e considerações, especialmente pelo sentimento de que ela, particularmente em idosos, poderia induzir alterações na cognição e na memória. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar o efeito da anestesia geral na cognição e na memória do idoso correlacionando-a ao sexo, à idade e ao tempo de anestesia. MÉTODO: Estudo de coorte controlado realizado em pacientes categorizados em dois grupos de observação: a- anestésico; b- clínicos (controle). As variáveis de desfecho consideradas foram os escores dos testes MiniMental, de Fluência Verbal e de Lembrança Numérica. Anestesia geral com halotano, isoflurano, sevoflurano, tiopental, propofol, etomidato, fentanil alfentanil, succinilcolina atracúrio, pancurônio. Intra-operatório com PaCO2 entre 30 e 45 mmHg e saturação de hemoglobina acima de 90% e tolerância de PA com diminuição até 20% do valor basal. Foram excluídos os pacientes que apresentaram algum evento adverso no intra e pós-operatório. Dados categóricos analisados pelo teste do Qui-quadrado. A comparação inicial entre os grupos no momento basal (pré-anestésico) foi realizada pelo t de Student para amostras independentes. Para avaliação do efeito do processo anestésico ao longo do tempo...

Avaliação da cognição, atividade física e aptidão física de idosos: uma revisão crítica

Diniz,Ariane Brito; Guerra,Elisa Renata Freitas de Menezes; Soares,Ricardo de Medeiros; Mariz,João Vitor Braz; Cattuzzo,Maria Teresa
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
Atividade física e aptidão física aparentemente têm efeito sobre a cognição de idosos, no entanto, os resultados dos estudos podem ser influenciados pelas particularidades dos métodos. O objetivo desta revisão foi identificar estudos sobre cognição, atividade física e aptidão física de idosos e analisar seus métodos. Na maioria dos 35 estudos selecionados, a cognição foi avaliada mediante memória de trabalho e semântica, atenção e função executiva; os instrumentos de medida da atividade física diferem em grau de precisão/validade; as avaliações da aptidão física diferem em razão do componente considerado, sendo o cardiorrespiratório e a força os mais avaliados. Os dados evidenciam que os níveis de atividade física no trabalho, no transporte e nas atividades domésticas não têm sido devidamente avaliados. Uma vez que medidas da cognição sofrem efeito da escolaridade e de fatores sócio-culturais, essas variáveis precisam ser controladas, inclusive na escolha de testes psicológicos que minimizem a sua influência.

Cognição e emoção na dinâmica da dobra afetiva

Rocha,Jerusa Machado; Kastrup,Virgínia
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
Tradicionalmente, a psicologia tem considerado emoção e cognição como dois domínios separados, seguindo a tradição ocidental, que pensa a cognição como abstrata e desencarnada e a emoção como um fator predominantemente extracognitivo com base evolutiva. Este trabalho tem como objetivo repensar essa suposta separação e contribuir para o entendimento da produção conjunta da emoção e da cognição. Utilizamos como fundamentação teórica as ideias de Francisco Varela e Natalie Depraz sobre a dinâmica da dobra afetiva. De acordo com tal perspectiva, o eixo afetivo e pré-reflexivo se dobra ao constituir-se um segundo eixo, o qual se desdobra nas emoções e nos conteúdos cognitivos propriamente ditos. A emoção e o conteúdo cognitivo que a acompanha são atravessados por forças afetivas e o plano afetivo que atravessa o plano cognitivo-emotivo conecta cognição e emoção num coengendramento imanente.

A cognição no mandado de segurança sob o prisma dialógico de Mikhail Bakhtin

Oliveira Silva, Beclaute; Stamford da Silva, Artur (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.16%
A teoria do enunciado dialógico desenvolvido por Mikhail Bakhtin se apresenta como modelo teórico apto a justificar a produção judicial do direito, já que esta se coloca em ambiente discursivo, em que o outro se apresenta como integrante do processo de comunicação, atuando de forma responsiva. No mandado de segurança, a decisão judicial é posta com base na cognição feita pelo magistrado. O modelo de cognição acolhido na doutrina pátria, apesar de explicar a mudança entre a liminar (cognição sumária) e a sentença (cognição exauriente), não explica a mudança quando esta ocorre entre a sentença (cognição exauriente) e o acórdão (cognição exauriente). Isso se dá porque o modelo clássico parte da premissa equivocada de utilizar no direito as categorias próprias das ciências naturais. Sob o prisma dialógico tal problema não ocorre, já que o ato decisório, seja ele qual for, por ser um enunciado dialógico, goza do atributo da conclusividade e da exauribilidade, que o torna completo, mas aberto a resposta na cadeia discursiva. Assim a decisão que julga a liminar é um enunciado completo, pleno de sentido, que se coloca para o outro, tal qual a sentença e o acórdão. O modelo de análise de Mikhail Bakhtin compreende a mudança não como um problema...

Publicidade e receptores: a relação entre o nível de cognição, os apelos persuasivos nos anúncios de telefonia móvel e o nível de envolvimento com a operadora

Benites, Rossana Fraga
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
PORTUGUêS
Relevância na Pesquisa
37.12%
Este estudo analisa como o nível de cognição dos jovens universitários se relaciona com a comunicação persuasiva utilizada em anúncios de telefonia móvel publicados na revista Veja, nos últimos três anos, e o envolvimento destes com a operadora de telefonia celular em uso atualmente. O tema é a publicidade e os receptores. A pesquisa foi realizada com um grupo de 271 estudantes universitários de diferentes cursos da ESPM-RS e da PUCRS, nos meses de novembro e dezembro de 2009. Para atingir os objetivos, utilizou-se um método de pesquisa dividido em duas etapas: a etapa exploratória, e após, uma etapa descritiva. Na etapa exploratória foram elaborados e validados os instrumentos de coleta de dados para envolvimento com a operadora e para a mensagem persuasiva dos anúncios. Com o uso de análise estatística, na etapa descritiva, foram comparados os níveis de cognição utilizando o instrumento Need for cognition - NfC e os principais componentes de cada um dos constructos: envolvimento e anúncio persuasivo. De maneira geral, pela análise descritiva entre os níveis de cognição (alto, médio e baixo) e envolvimento, com cinco fatores, forma apontados que somente dois fatores: Recursos e design dos aparelhos e Portabilidade e cobertura nas ligações...

Cognição organizacional: revisão, conceitualização e contexto estratégico

Nobre,Farley; Tobias,Andrew; Walker,David
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia de Produção Publicador: Associação Brasileira de Engenharia de Produção
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.12%
ResumoPesquisas sobre cognição nas organizações têm sido fundamentadas em áreas e estudos multidisciplinares que se desenvolveram principalmente nos últimos cinquenta anos. Cognição organizacional tem recebido contribuições de abordagens computacionais e interpretativas e pode ser compreendida como uma área de teoria das organizações. Todavia, apesar de apoiar esses desenvolvimentos, este artigo aponta para a necessidade de se avançar e propor definições mais concisas e precisas sobre cognição organizacional, na direção de conceitualizações que possam esclarecer a sua distinção e suas fronteiras com os conceitos de inteligência, autonomia, aprendizagem e gestão do conhecimento organizacional. Adicionalmente, este artigo destaca a necessidade de concentração de maiores esforços para a redução da distância entre teoria e prática no campo da cognição organizacional. Para atender a essas necessidades, este trabalho contribui para o campo da cognição organizacional através de revisão de literatura, conceitualizações e a sua introdução no contexto da administração estratégica de recursos.

Avaliação neuropsicológica da cognição social na esquizofrenia; Neuropsychological Evaluation of Social Cognition in Schizophrenia; Evaluación neuropsicológica de la cognición social en la esquizofrenia

Gutiérrez Ruiz, Karol; Fundación Universitaria Tecnológico Comfenalco Instituto de Rehabilitación Integral de Cartagena Rehabilita IPS
Fonte: Pontificia Universidad Javeriana Cali Publicador: Pontificia Universidad Javeriana Cali
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; "Artículo revisado por pares"; Artículo; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
SPA; ENG; POR
Relevância na Pesquisa
37.07%
Escopo. A cognição social tem se convertido num constructo valioso para o estudo e compreensão da natureza da esquizofrenia, particularmente, para dar conta das dificuldades no funcionamento social característica do transtorno. Os termos utilizados para se referir a cognição social assim como sua definição e subdomínios associados variam amplamente de u m trabalho a outro, isto tem feito da avaliação do constructo uma empresa difícil, tem limitado a comunicação no campo científico de sua área assim como a comparação direta de descobrimentos entre estudos. Levando isto a conta, foi realizada uma revisão sistemática da literatura sobre cognição social na esquizofrenia com o fim de definir o constructo, identificar os principais domínios e subdomínios associados, seus níveis de complexidade e instrumentos mais utilizados na avaliação. Metodologia. Para isto, foram revisadas as bases de dados eletrônicas ISI Web of Knowledge, Medline, CSIC, PsycINFO e Academic Search Complete, procurando os términos Social cognition, schizophrenia, psychosis, cognición social, esquizofrenia e psicosis, separadamente, sem restrição de campo, sem limite temporal e limitada nas línguas inglesa e espanhola. Resultados. Uma vez identificados seus domínios...

Semântica e Cognição em Bases de Conhecimento: do vocabulário controlado à ontologia; Semantics and cognition in knowledge bases: from controlled vocabulary to ontology

Biolchini, Jorge Calmon de Almeida
Fonte: IASI Publicador: IASI
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.07%
A relação dos fenômenos da informação e da cognição é analisada, em referência às fundações paradigmáticas e às bases de conhecimento da área médica. O desafio imposto pela explosão informacional frente à necessidade de singularização contextual, na reconstrução do conhecimento especializado pelo profissional, determina requisitos de qualidade e relevância da informação e o desenvolvimento de modelos e sistemas de suporte à inteligência médica. A construção de redes semânticas e ontologias, a partir de bases de conhecimento e vocabulários controlados, é apontada como uma linha de desenvolvimento capaz de fornecer os instrumentos necessários para aumentar a recuperação de informação relevante diante da diversidade do uso profissional da informação, permitindo vincular os processos de cognição e de decisão às relações de significação e aos modelos de representação da informação.; [en] A relação dos fenômenos da informação e da cognição é analisada, em referência às fundações paradigmáticas e às bases de conhecimento da área médica. O desafio imposto pela explosão informacional frente à necessidade de singularização contextual, na reconstrução do conhecimento especializado pelo profissional...

Pesquisas em Cognição e Música no Brasil: algumas possibilidades discursivas

Cardoso de Araújo, Rosane; Universidade Federal do Paraná
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão de Literatura Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.12%
As pesquisas sobre cognição e música têm recebido, no Brasil, um impulso notável nos últimos anos, no entanto ainda existe um desconhecimento, por parte de muitos estudantes e professores, sobre as múltiplas possibilidades discursivas que tais estudos podem abarcar. O objetivo deste artigo, portanto, é evidenciar, por meio de um estudo bibliográfico de análise de conteúdo, algumas das possibilidades de objetos de estudo e de processos discursivos para pesquisas sobre cognição e música. Inicialmente são enfatizadas algumas contribuições de John Sloboda (1983) na obra que é referência para os estudos cognitivo-musicais "The musical mind: the cognitive psychology of music". Na sequência são abordadas outras possibilidades de propostas de pesquisa na área da cognição, por meio do levantamento de pesquisas realizadas recentemente no Brasil, no polo de Curitiba (Programa de Pós-Graduação em Música da UFPR). Todas as propostas apresentadas neste artigo, bem como os respectivos resultados, favorecem a verificação dos múltiplos objetos que podem orientar o desenvolvimento de trabalhos sob o enfoque da cognição – ou psicologia cognitiva da música.

Cognição social: Fundamentos, formulações actuais e perspectivas futuras

Garrido,Margarida Vaz; Azevedo,Catarina; Palma,Tomás
Fonte: Associação Portuguesa de Psicologia (APP); Edições Colibri Publicador: Associação Portuguesa de Psicologia (APP); Edições Colibri
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 PT
Relevância na Pesquisa
37.07%
A Cognição Social emergiu em meados dos anos 70 como uma abordagem conceptual genérica com o objectivo de compreender e explicar como é que as pessoas se percebem a si próprias e aos outros, e como é que essas percepções permitem explicar, prever e orientar o comportamento social. Esta nova abordagem constituiu-se com base na vasta tradição teórica e de investigação da Psicologia Social, e integra ideias e metodologias da Psicologia Cognitiva na exploração dos fundamentos cognitivos dos fenómenos sociais. Inicialmente, apoiada no paradigma do processamento da informação, a abordagem sócio-cognitiva procurou explorar as estruturas e os processos cognitivos subjacentes à percepção e comportamento social. Mais recentemente, a disciplina tem vindo a integrar novos contributos, que enfatizam os constrangimentos emocionais, motivacionais, corporais e os efeitos situacionais na cognição e comportamento humanos, e a beneficiar dos desenvolvimentos teóricos e tecnológicos das neurociências sócio-cognitivas. Da revisão de literatura realizada constata-se ainda um interessante paradoxo que resulta da oposição entre o esforço de integração da cognição social situada e a natureza simplificadora das abordagens das neurociências.