Página 1 dos resultados de 6742 itens digitais encontrados em 0.011 segundos

Ciências e mundos aquecidos: narrativas mistas de mudanças climáticas em São Paulo; Sciences and heated worlds: mixed narratives of climatic changes in São Paulo

Bailão, André Sicchieri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/10/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
Esta dissertação teve como objetivo descrever, à luz da obra de Bruno Latour, as construções de natureza e sociedade pelas redes de humanos e não-humanos da ciência das mudanças climáticas em São Paulo. As mudanças climáticas estão no olho do furacão de um dos debates científicos e sociopolíticos mais importantes da atualidade pelo risco que representam às antigas classificações das ciências modernas, que distinguem totalmente os domínios do humano e do natural. Este estudo buscou contribuir para o avanço teórico e etnográfico nas áreas de mudanças climáticas, da antropologia da ciência e da tecnologia, dos estudos sociais de ciência e tecnologia (science studies). O projeto teve início com o mapeamento da rede paulista de pesquisadores de mudanças climáticas dedicados à produção, ao desenvolvimento e ao uso da modelagem climática computacional, assim como o levantamento bibliográfico de antropologia e história das ciências e das ciências das mudanças climáticas. A partir da seleção de entrevistas com alguns informantes mapeados e da leitura do material bibliográfico levantado, o trabalho realizou uma discussão, seguindo a teoria do ator-rede, da história das classificações de humano e natural em risco na ciência de mudanças climáticas e uma discussão dos diferentes elementos e relações sociotécnicas produzidos e que a compõem.; This study concerns a description of nature and society production...

A formação da nova geografia política das mudanças climáticas: o papel de Estados Unidos e China; Formation of the new political geography of climate change: the role of the United States and China

Moreira, Helena Margarido
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2015 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
As mudanças climáticas são uma das fronteiras planetárias que garantem o funcionamento seguro do sistema terrestre. O atual modelo de desenvolvimento, baseado principalmente no alto padrão de consumo, é incompatível com a manutenção das fronteiras planetárias. Uma dessas fronteiras, a das mudanças climáticas, já foi ultrapassada e é uma das dimensões da crise civilizacional que vivemos nos tempos atuais, crise esta que caracteriza a transição para uma zona de risco de colapso ambiental sistêmico. Ao mesmo tempo em que o conhecimento científico deste complexo problema evolui rapidamente e as consequências se agravam, essas ameaças não são percebidas como reais e imediatas pela população em geral, o que inibe a ação necessária, a de uma revisão das bases do nosso modo de vida. Em última instância, são os Estados que adotam medidas para regular a ação humana e proteger o sistema terrestre. Tais ações vêm sendo negociadas no nível internacional há mais de vinte anos, em um processo multilateral sob os auspícios das Nações Unidas. O problema é que este processo está caracterizado por um impasse que tem como protagonistas os maiores emissores de gases de efeito estufa e as maiores economias mundiais...

Governando as mudanças climáticas no nível local : riscos e respostas políticas; Governing climate change at local level : risks and policy responses

Fabiana Barbi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
37.05%
O objetivo dessa tese é analisar como os tomadores de decisão têm se apropriado dos riscos das mudanças climáticas em suas políticas locais e na integração com as políticas existentes, em diferentes níveis de governança. Para analisar o processo de internalização dos riscos das mudanças climáticas em termos de respostas políticas ao problema pelos governos locais e metropolitano, construiu-se uma matriz analítica baseada em quatro pontos: riscos das mudanças climáticas na região; estruturas político-institucionais para a questão climática; respostas políticas relacionadas às mudanças climáticas e percepções dos atores governamentais acerca do tema. Essa matriz analítica foi concebida a partir dos capítulos teóricos e utilizada no estudo em profundidade na cidade de Santos, na Região Metropolitana da Baixada Santista. Os resultados mostraram que essa região é bastante vulnerável aos riscos das mudanças climáticas e mostraram a existência de algumas ações governamentais relacionadas a essa questão em diferentes setores de atuação no nível local e metropolitano. Entretanto, nenhuma dessas ações está diretamente voltada a lidar com os riscos das mudanças climáticas, abordando essa questão de maneira tangencial. Os riscos das mudanças climáticas não estão sendo internalizados pelos governos em termos de respostas políticas...

Atitudes organizacionais relacionadas às mudanças climáticas: uma análise do comprometimento da alta administração

Morais Neto, Siqueira de
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
36.93%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.; Este trabalho acadêmico tem como tema as atitudes organizacionais relacionadas às mudanças climáticas (Corporate Climate Change). Seu objetivo geral é identificar se há comprometimento da Alta Administração nas atitudes corporativas com respeito às mudanças climáticas, comparando os resultados dos grupos #Brazil# e #S&P 500 M-Z# contidos no banco de dados da ONG Carbon Disclosure Project, utilizado na pesquisa. Seus objetivos específicos são: averiguar o comprometimento da Alta Administração no que diz respeito às ações organizacionais relacionadas às mudanças climáticas; verificar se existem ações específicas de redução de emissões de poluentes; observar a adaptação organizacional; apontar o desenvolvimento de produtos; e indicar a existência de interação, parcerias e comunicação sobre sustentabilidade. A metodologia descreveu como todo trabalho foi realizado, considerando esta ser uma pesquisa descritiva baseada em análise de dados secundários. A coleta dos dados foi feita através de revisão bibliográfica, análise documental e informações conseguidas através de questionário formulado pela Carbon Disclosure Project. Na análise dos dados coletados...

Atitudes organizacionais relacionadas as mudanças climáticas: uma análise do comprometimento da alta administração

Morais Neto, Siqueira de
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Relevância na Pesquisa
36.93%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração; Este trabalho acadêmico tem como tema as atitudes organizacionais relacionadas As mudanças climáticas (Corporate Climate Change). Seu objetivo geral é identificar se há comprometimento da Alta Administração nas atitudes corporativas com respeito As mudanças climáticas, comparando os resultados dos grupos "Brazil" e "S&P 500 M-Z" contidos no banco de dados da ONG Carbon Disclosure Project, utilizado na pesquisa. Seus objetivos específicos são: averiguar o comprometimento da Alta Administração no que diz respeito As ações organizacionais relacionadas As mudanças climáticas; verificar se existem ações especificas de redução de emissões de poluentes; observar a adaptação organizacional; apontar o desenvolvimento de produtos; e indicar a existência de interação, parcerias e comunicação sobre sustentabilidade. A metodologia descreveu como todo trabalho foi realizado, considerando esta ser uma pesquisa descritiva baseada em análise de dados secundários. A coleta dos dados foi feita através de revisão bibliográfica, análise documental e informações conseguidas através de questionário formulado pela Carbon Disclosure Project. Na análise dos dados coletados...

Variações climáticas que afetam os parâmetros reprodutivos de Neothraupis fasciata (thraupidae) e previsões para o contexto das mudanças climáticas

Domingues, Luiza Angelini Leal
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.93%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2012.; A maioria da literatura ornitológica sobre variações e/ou mudanças climáticas foi realizada com aves de regiões temperadas, de modo que o entendimento sobre os impactos provocados pelas mudanças climáticas em aves tropicais é pequeno e baseado em padrões de respostas das aves das regiões temperadas. De acordo com as tendências gerais, tem sido hipotetizado que muitas espécies de aves antecipam sua data de postura em resposta ao aumento da temperatura no período anterior a sua reprodução. Este trabalhou buscou verificar se este padrão ocorre para uma espécie de ave da região tropical. Pela revisão de literatura este é o primeiro trabalho, de longo prazo, que associa variações climáticas com fenologia e outros parâmetros reprodutivos de uma ave residente neotropical. Este trabalho objetivou determinar os fatores climáticos locais que apresentam relações diretas e indiretas com os parâmetros reprodutivos do Neothraupis fasciata e prever como estas variações afetam a aptidão individual da espécie...

Adaptação das zonas costeiras às alterações climáticas em Portugal

Soukiazes, André Manuel Caramujo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
As zonas costeiras são caracterizadas por uma elevada densidade populacional, têm associadas actividades socioeconómicas significativas, são suporte para diversos ecossistemas que mantém os habitats e são fonte de alimento. Desta forma as zonas costeiras são consideradas zonas sensíveis. As alterações climáticas surgem como uma pressão adicional a estas zonas devido à subida do nível do mar, a alterações da frequência e/ou da intensidade das tempestades e furacões associados às consequentes cheias. Tal circunstância constitui um risco acrescido para os ecossistemas, áreas urbanas, turismo e outras actividades económicas e saúde humana. Estes factos evidenciam a necessidade da sociedade se adaptar precocemente às alterações climáticas em zonas costeiras. O presente trabalho propõe analisar a existência de medidas de adaptação às alterações climáticas para as zonas costeiras portuguesas. Deste modo, foram realizadas uma pesquisa e levantamento bibliográfico sobre as alterações climáticas, zonas costeiras e adaptação; e elaborada uma análise e identificação de medidas de adaptação às alterações climáticas em planos estratégicos e instrumentos de gestão territorial portugueses. A preocupação crescente da comunidade científica na temática da adaptação às alterações climáticas...

Vulnerabilidade da comunidade de Zongoene às alterações climáticas

Matavel, Alberto Júnior
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
A África Subsaariana, de que faz parte o Moçambique, é tida como a região onde existem pessoas mais vulneráveis aos impactos das alterações climáticas. O continente já é propenso às chuvas irregulares, secas, inundações e ciclones, e as alterações climáticas apenas irão exacerbar estes desafios contínuos. Em Moçambique os assentamentos humanos e as sociedades mais vulneráveis são, em geral, os localizados em planícies de inundação costeiras e de rios e aqueles cujas economias estão intimamente relacionadas com recursos sensíveis ao clima. As comunidades rurais moçambicanas são normalmente as mais vulneráveis, especialmente as concentradas em áreas de alto risco. Estas comunidades geralmente têm capacidade de adaptação mais limitada e são mais dependentes dos recursos sensíveis ao clima, onde se destaca a agricultura de sequeiro, a exploração dos recursos florestais e atividade piscatória. Esta pesquisa pretende avaliar a vulnerabilidade e capacidade de adaptação às alterações climáticas da comunidade de Zongoene, localizada no sul de Moçambique, e avaliar as estratégias de adaptação atualmente implementadas pela comunidade face as alterações climáticas. A pesquisa baseou-se na recolha de dados na área de estudo com base em inquéritos por questionário às populações locais e entrevistas às instituições que implementam atividades importantes para adaptação aos efeitos das alterações climáticas na região. Os resultados da pesquisa mostram que a comunidade de Zongoene depende diretamente dos serviços que os diversos ecossistemas fornecem. Estes ecossistemas têm sido adversamente afetados pelos impactos da seca...

IMPACTE ECONÓMICO DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NO REGADIO E DEFINIÇÃO DE MEDIDAS DE ADAPTAÇÃO

Fragoso, Rui; Noéme, Carlos
Fonte: ISA Press Publicador: ISA Press
Tipo: Parte de Livro
POR
Relevância na Pesquisa
36.99%
As alterações na produtividade agrícola, como consequência das mudanças climáticas, têm um efeito sobre toda a economia. Assim, se houver uma redução na produtividade implicará também uma redução dos outputs produzidos e por conseguinte um aumento do custo de produção. Da mesma forma, as mudanças na agricultura e nos preços afetarão as decisões das famílias sobre o consumo (Iglesias et al., 2011b). Do ponto de vista económico as alterações climáticas irão levar ao aumento da escassez de água nas zonas mediterrâneas, à redução dos rendimentos agrícolas e ao reforço do novo paradigma do uso da água baseado na racionalidade da sua utilização. Deste modo, pretende-se avaliar o impacto económico das alterações climáticas no regadio do Alentejo. O objetivo é determinar como é que as alterações climáticas poderão alterar o valor económico da água e por conseguinte a afetação dos recursos de base (terra, água, trabalho e capital) e o rendimento dos produtores agrícolas. Este objetivo geral encerra os seguintes objetivos específicos: i) Avaliar o valor da água no regadio através da determinação da disposição a pagar, com base no cálculo do preço sombra da água; ii) Determinar as alterações no uso dos recursos de base (água...

Alterações climáticas e biodiversidade: avaliação da vulnerabilidade e medidas de adaptação para a herpetofauna portuguesa

Costa, Tiago da Cunha Barros Alves da, 1986-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 POR
Relevância na Pesquisa
36.96%
Tese de mestrado. Biologia (Ecologia e Gestão Ambiental). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013; As alterações climáticas constituem uma ameaça, cada vez mais reconhecida, para a biodi-versidade. Os répteis e, especialmente, os anfíbios encontram-se entre os grupos de fauna mais vulneráveis pois apresentam uma relação estreita com as variáveis climáticas, estando muitos deles dependentes de corpos de água, e apresentarem uma capacidade de dispersão limitada. No presente estudo pretendeu-se avaliar a vulnerabilidade das espécies dos dois grupos referi-dos em Portugal, seleccionar espécies-alvo de medidas especificas de adaptação para reduzir a vulnerabilidade às alterações climáticas, e identificar medidas de adaptação para esse efeito. Este estudo contribui para a implementação da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas para o sector da biodiversidade, da responsabilidade do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. De uma forma geral, prevê-se maior vulnerabilidade para espécies que se encontram já con-finadas ao Norte do território, ou que se encontram já com efectivos populacionais reduzidos e muito fragmentadas. No caso das espécies aquáticas espera-se um grande aumento da sua vul-nerabilidade às alterações climáticas devido aos impactos esperados neste tipo de habitats. O grupo dos anfíbios apresenta um maior número de espécies-alvo para conservação face às alte-rações climáticas comparativamente com os répteis. Este resultado era esperado...

Impacto de cenários de alterações climáticas nos recursos energéticos renováveis: sistema elétrico português até 2070

Alves, Marta Alexandra Perdigão
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil Gestão e Sistemas Ambientais; As alterações climáticas já evidentes, e expectáveis para o século XXI, terão um impacto significativo nos sistemas energéticos no sul da Europa e em particular em Portugal. Os impactos das alterações climáticas, tanto na disponibilidade dos recursos energéticos renováveis, como no funcionamento das tecnologias energéticas constitui informação que sustenta decisões de investimentos a realizar no futuro. A análise de projeções de tendências climáticas e os seus impactos na procura e fornecimento de serviços de energia é uma ferramenta importante para avaliar a reação dos sistemas energéticos. Como tal, o objetivo do estudo é a análise do impacto de cenários de alterações climáticas no aproveitamento do recurso hídrico, eólico e solar no sistema energético português. Através da literatura analisada, constata-se uma expectativa de diminuição da disponibilidade do recurso hídrico e eólico em Portugal, implicando uma redução de 22% e de 5% no potencial de produção elétrica, respetivamente. Pelo contrário, a disponibilidade do recurso solar aumenta traduzindo-se num incremento de 5% e 8% no potencial de produção de eletricidade fotovoltaica e solar concentrada...

Alterações Climáticas: plano de comunicação para o Museu Nacional de História Natural e da Ciência

Oliveira, Gisela Alexandra Gaio de
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.05%
Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Comunicação de Ciência; As alterações climáticas de origem antropogénica são um dos maiores problemas que a humanidade enfrenta atualmente. No entanto, existe muita polémica e contrainformação associadas a este tema, o que torna difícil a sua compreensão e consequentemente a sensibilização para a gravidade do fenómeno. Só com a participação de todos será possível travar as alterações climáticas; é necessário promover os comportamentos que aumentem a sustentabilidade ambiental, mas para isso é, antes de mais, necessário sensibilizar as pessoas para a gravidade das alterações climáticas. E a sensibilização só vem a partir do conhecimento. A comunicação das alterações climáticas, nas suas diversas vertentes, deverá ser feita de uma forma cientificamente correta, isenta, objetiva e que tenha uma linguagem acessível a todas as pessoas, independentemente da sua origem, idade, estatuto socioeconómico ou experiência de vida. Este projeto de mestrado pretende contribuir para a comunicação das alterações climáticas em Portugal, através do desenvolvimento de um plano de comunicação dirigido a um público vasto e diversificado...

Modelo conceitual para avaliação de práticas e estratégias climáticas: resultados de sua aplicação nos setores automotivo e de papel e celulose no Brasil

Fuchs,Paulo G.; Macedo-Soares,T. Diana L. van Aduard de; Russo,Giuseppe
Fonte: Fundação Getulio Vargas Publicador: Fundação Getulio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.96%
A alta concentração de gases de efeito estufa está provocando mudanças climáticas com forte impacto, inclusive no ambiente competitivo das empresas. Assim, algumas empresas já estão adotando práticas e estratégias climáticas em função não somente das legislações restritivas ao carbono, mas também para assegurarem sua vantagem competitiva. Contudo, há uma escassez de ferramentas gerenciais para avaliar o quanto tais práticas e estratégias são adequadas a esse novo contexto. Este artigo apresenta um modelo conceitual desenvolvido com base em benchmarks (melhores práticas) internacionais, para auxiliar as empresas na avaliação das suas práticas e estratégias climáticas, e mostra como o modelo foi aplicado no Brasil em dois setores representativos de sua economia: o automotivo e o de papel e celulose. Identifica as práticas e estratégias climáticas que precisam ser melhoradas nesses setores, quando comparadas com as internacionais. Na aplicação do modelo, foram testadas cinco hipóteses referentes às principais variáveis do modelo proposto. Para tanto, realizaram-se testes estatísticos: teste t-student, para comparação com as práticas internacionais, e teste não paramétrico Kruskal-Wallis, para verificar diferenças entre as médias dos dois setores investigados. Com base nos resultados...

Impactos das mudanças climáticas sobre doenças de importantes culturas no Brasil.

GHINI, R.; HAMADA, E.; BETTIOL, W.
Fonte: Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2011. Publicador: Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2011.
Tipo: Livros científicos (ALICE) Formato: il; 356 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Capítulo 1 - Impacto das mudanças climáticas sobre as doenças de plantas; Capítulo 2 - Projeções de mudanças climáticas para o Brasil no final do século XXI; Capítulo 3 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre epidemias de doenças de plantas; Capítulo 4 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças bacterianas no Brasil; Capítulo 5 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do abacaxi no Brasil; Capítulo 6 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre a gomose da acácia-negra no Brasil; Capítulo 7 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da alface no Brasil; Capítulo 8 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças das brássicas no Brasil; Capítulo 9 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do cajueiro no Brasil; Capítulo 10 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da cebola no Brasil; Capítulo 11 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do coqueiro no Brasil; Capítulo 12 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre doenças na eucaliptocultura no Brasil; Capítulo 13 - Impacto das mudanças climáticas sobre as doenças de fruteiras de caroço no Brasil; Capítulo 14 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do mamoeiro no Brasil; Capítulo 15 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da mandioca no Brasil; Capítulo 16 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da mangueira no Brasil; Capítulo 17 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do morangueiro no Brasil; Capítulo 18 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do pínus no Brasil; Capítulo 19 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do sorgo no Brasil; Capítulo 20 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da videira no Brasil; 2011

Mudanças climáticas e doenças da videira.

ANGELOTTI, F.
Fonte: In: GALVINCIO, J. D. (Org.). Mudanças climáticas e modelos ambientais: caracterização e aplicação. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2011. Publicador: In: GALVINCIO, J. D. (Org.). Mudanças climáticas e modelos ambientais: caracterização e aplicação. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2011.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: p. 154-177.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.79%
A Vitivinicultura no Brasil; Cenários de Mudanças Climáticas; Influência do clima na ocorrência de doenças; Mudanças climáticas e doenças da videira; Míldio da Videira; Oídio da Videira; Ferrugem da videira.; 2011

Cenários de mudanças climáticas para a produtividade econômica da água de irrigação em culturas agrícolas no Vale do Submédio São Francisco.

SILVA, T. G. F. da; MOURA, M. S. B. de; SOUSA, L. S. B. de
Fonte: In: GALVINCIO, J. D. (Org.). Mudanças climáticas e modelos ambientais: caracterização e aplicação. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2011 Publicador: In: GALVINCIO, J. D. (Org.). Mudanças climáticas e modelos ambientais: caracterização e aplicação. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2011
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE) Formato: p. 96-117.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.79%
Estimativa dos efeitos das mudanças climáticas na evapotranspiração; Efeitos das mudanças climáticas na produtividade econômica da água de irrigação.; 2011

Distribuição espacial da favorabilidade ao oídio da videira no Brasil sob efeito das mudanças climáticas.

HAMADA, E.; ANGELOTTI, F.; GARRIDO, L. da R.; PEDRO JÚNIOR, M. J.; GHINI, R.; NOGUEIRA, S. M. C.
Fonte: In: WORKSHOP SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROBLEMAS FITOSSANITÁRIOS, 2012, Jaguariúna. Anais... Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2012. Publicador: In: WORKSHOP SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROBLEMAS FITOSSANITÁRIOS, 2012, Jaguariúna. Anais... Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 6 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.71%
O presente estudo teve por objetivo avaliar o impacto potencial das mudanças climáticas sobre a favorabilidade ao oídio (Uncinula necator) para o Brasil. Médias mensais de temperatura média do ar e de duração do período de molhamento foliar do período de referência (1961-1990) e do período futuro (2071-2100) foram obtidas das projeções dos modelos climáticos globais do Quarto Relatório do IPCC para o cenário A2 de emissões de gases de efeito estufa. Mapas de distribuição geográfica da favorabilidade à doença foram elaborados no SIG Idrisi 32, demonstrando que, no futuro, haverá um aumento da área favorável à sua incidência no Brasil.; 2012

Impactos potenciais das mudanças climáticas sobre a distribuição geográfica do número de gerações do bicho-mineiro-do-cafeeiro (Leucoptera coffeella) no Brasil.

MARÇAL, G. G.; HAMADA, E.; GHINI, R.
Fonte: In: WORKSHOP SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROBLEMAS FITOSSANITÁRIOS, 2012, Jaguariúna. Anais... Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2012. 1 CD ROM. Publicador: In: WORKSHOP SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROBLEMAS FITOSSANITÁRIOS, 2012, Jaguariúna. Anais... Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2012. 1 CD ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
46.79%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar o impacto potencial das mudanças climáticas na distribuição geográfica do número de gerações do bicho-mineiro-do-cafeeiro (Leucoptera coffella) para o Brasil, baseando-se nas condições climáticas futuras projetadas por dois cenários de emissões do Quarto Relatório do IPCC. Os mapas das projeções mensais do número de gerações da praga para os períodos de 2071-2100, cenários A2 e B1, e de 1961-1990 foram obtidos empregando-se o modelo matemático de desenvolvimento de Parra (1985), em função da temperatura média mensal. Os resultados obtidos prevêem tendência de aumento do número de gerações para ambos os cenários de emissão, com um número maior de número de gerações previsto para o cenário A2.; 2012

Impactos das mudanças climáticas sobre doenças de importantes culturas no Brasil.

GHINI, R.; HAMADA, E.; BETTIOL, W. (Ed.).
Fonte: Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2011. Publicador: Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2011.
Tipo: Livros científicos (ALICE) Formato: il; 356 p.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.11%
Capítulo 1 - Impacto das mudanças climáticas sobre as doenças de plantas; Capítulo 2 - Projeções de mudanças climáticas para o Brasil no final do século XXI; Capítulo 3 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre epidemias de doenças de plantas; Capítulo 4 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças bacterianas no Brasil; Capítulo 5 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do abacaxi no Brasil; Capítulo 6 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre a gomose da acácia-negra no Brasil; Capítulo 7 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da alface no Brasil; Capítulo 8 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças das brássicas no Brasil; Capítulo 9 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do cajueiro no Brasil; Capítulo 10 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da cebola no Brasil; Capítulo 11 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do coqueiro no Brasil; Capítulo 12 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre doenças na eucaliptocultura no Brasil; Capítulo 13 - Impacto das mudanças climáticas sobre as doenças de fruteiras de caroço no Brasil; Capítulo 14 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do mamoeiro no Brasil; Capítulo 15 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da mandioca no Brasil; Capítulo 16 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da mangueira no Brasil; Capítulo 17 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do morangueiro no Brasil; Capítulo 18 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do pínus no Brasil; Capítulo 19 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do sorgo no Brasil; Capítulo 20 - Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças da videira no Brasil; 2011

Influência das mudanças climáticas devido ao efeito estufa na drenagem urbana de uma grande cidade

Maria Ramos, Alessandra; Roberto Gonçalves de Azevedo, José (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.96%
As Equações de Chuvas Intensas são ferramentas extremamente importantes para o dimensionamento de obras de engenharia, como vertedores de barragens de pequeno porte e sistemas de drenagem de águas pluviais. Alguns pesquisadores têm mostrado a necessidade de que essas equações sejam atualizadas e revistas periodicamente, pois eles apontam que fatores como a urbanização e o aquecimento global vêm provocando mudanças nos regimes de chuva. Estudos evidenciam uma intensificação do ciclo hidrológico, como decorrência deste aquecimento global. Como alterações climáticas, são aguardados períodos de secas castigantes e outros de chuvas mais intensas. Havendo um maior risco de cheias nas regiões para onde Modelos de Circulação Global (MCGs) projetam um aumento das intensidades de precipitação, são esperados problemas com os sistemas de drenagem dessas regiões. A vulnerabilidade da cidade do Recife-PE, freqüentemente acometida por inundações, e a possibilidade de isto vir a ser mais acentuado diante de alterações climáticas no local, motivaram o presente estudo, que se propôs a avaliar os efeitos de alterações climáticas projetadas por MCGs sobre a região no sistema de drenagem de uma microbacia urbana. Para tal...