Página 1 dos resultados de 556 itens digitais encontrados em 0.034 segundos

Estudo e otimização da degradação dos herbicidas hexazinona e diuron utilizando processos oxidativos avançados (POA): H2O2/UV e foto-Fenton; Study and optimization of the degradation of the herbicides diuron and hexazinone using advanced oxidation processes (AOP): H2O2/UV and photo-Fenton

Martins, Alysson Stefan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2013 PT
Relevância na Pesquisa
66.13%
Agrotóxicos são frequentemente relatados na literatura em contaminações de ambientes aquáticos, sendo provenientes do lixiviamento de solos, do descarte inadequado de embalagens agrícolas, dentre outros. Nesse contexto, os processos oxidativos avançados (POA) têm sido estudados como alternativa para o tratamento desses compostos em meio aquoso. Os POA consistem na oxidação de compostos orgânicos pela formação de radicais livres com alto poder oxidante. Diante desses aspectos, o presente trabalho teve como proposta o estudo da degradação dos herbicidas hexazinona e diuron, aliada ao planejamento experimental do tipo composto central, a fim de otimizar o processo de degradação. Para tanto, realizaram-se as degradações através dos processos H2O2/UV e foto-Fenton em concentrações iniciais próximas a 7 e 20 mg L-1 para a hexazinona e diuron, respectivamente. Os experimentos foram conduzidos em um reator fotoquímico (200 mL a 25 °C) com aplicação de irradiação UV, proveniente de uma lâmpada de Hg (degradação H2O2/UV) e de luz negra (degradação foto-Fenton). No processo via H2O2/UV foram avaliadas a concentração de H2O2 (0,65 a 13,34 mmol L-1) e pH (2,77 a 11,23), e para o processo foto-Feton avaliou-se a concentração de H2O2 (0...

Estudos da degradação fotoquimica e enzimatica de ligninas

Hector Daniel Mansilla Gonzalez
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/12/1986 PT
Relevância na Pesquisa
66.07%
Foram estudadas duas ligninas de diferentes fontes vegetais. Lignina de eucalipto extraída com ácido sulfúrico e lignina de casca de arroz extraída com dioxano. Sua composição em grupos hidroxila fenólicas e carbonilas foi estimada mediante espectrofotometría de UV. A distribuição porcentual aproximada dos diferentes tipos de prótons foi determinada por RHN-H. Neste estudo abordou-se a fotoquímica como método de pré-tratamento da lignina no intuito de modificar sua estrutura para permitir uma maior acessibilidade deste polímero a um posterior ataque químico ou enzimático. Foi investigado o mecanismo de quirniluminescência da degradação alcalina da lignina, utilizando-se material irradiado com luz UV e sem irradiar. A degradação enzimática da lignina irradiada e sem irradiar, foi realizada com a enzima peroxidase de rabanete (HRP). Foi proposto um mecanismo para a degradação da lignina por este sistema, utilizado como modelo da degradação fungal do polímero. A faixa de fluência encontrada (entre 2000 e 4000 KJ/m) na qual a lignina perde sua propriedade antioxidante, foi determinada nos dois sistemas descritos.; Two different lignins were studied. One extracted with sulfuric acid from eucalyptus wood and the other one from rice hulls with dioxane. Their relatitve composition In phenolic hidroxyl and carbonyl groups were estimated by UV spectrophotometry and t.he percentage of different protons presents in the polymer by H-NMR. In order to modify the structure of lignin and to improve the accessibility of chemicals and enzymes...

Estudo da cinetica de degradação do acido ascorbico na secagem de abacaxi em atmosfera modificada; Degradation kinetics of L-ascorbic acid during drying of pineapple under modified atmosphere

Paulo Henrique da Silva Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.24%
O processo convencional de secagem tem como principal objetivo a retirada de água do produto. Entretanto, na secagem de determinados alimentos como frutas, ocorre também a degradação de importantes nutrientes que devem obrigatoriamente estar presentes na alimentação humana. Dentre esses nutrientes está a vitamina C (ácido ascórbico) que além de evitar doenças como o escorbuto, desempenha no organismo a função de anti-oxidante biológico. Sendo assim, realizou-se um estudo da secagem de abacaxi com a modificação da atmosfera de secagem para se verificar a influência desta na cinética de degradação da referida vitamina. Esta matéria-prima (abacaxi) foi escolhida, por ser uma fruta tropical com significativa produção no Brasil e por possuir grande preferência do consumidor. Em uma etapa inicial, o estádio de maturação do abacaxi foi correlacionado com seu teor de sólidos solúveis, acidez titulável e conteúdo de vitamina C (ácido Lascórbico). Em seguida, os experimentos de secagem ocorreram em um secador com recirculação do gás de secagem, onde a composição deste foi modificada pela adição de etanol. A modificação da atmosfera de secagem promoveu uma evaporação mais intensa de água, o que reduziu o tempo de secagem...

Efeito do etanol na cinetica de degradação aerobica de benzeno e tolueno por Pseudomonas putida F1

Silva, Marcio Luis Busi da
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 82f.| il., grafs., tabs
POR
Relevância na Pesquisa
66.04%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico; A contaminação do solo e de águas subterrâneas pela gasolina vem ocorrendo em conseqüência dos vazamentos dos tanques de estocarem, disposição inadequada ou acidentes durante os processos de transportes. Os compostos benzeno, etil-benzeno, tolueno e xilenos (BTEX) encontrados na gasolina, apresentam relativa solubilidade nos sistemas de águas subterrâneas, potencial cancerígeno e depressivo do sistema nervoso central. Pouca atenção tem sido direcionada ao efeito do etanol presente em 22-24% na gasolina brasileira no comportamento microbiano de degradação dos compostos BTEX. A degradação aeróbica dos compostos etanol, tolueno e benzeno por Pseudomonas putida F1 foi avaliada. Os resultados foram obtidos por cromatografia gasosa e a produção de biomassa através de microscopia óptica de fluorescência. A equação de Monod foi utilizada para descrever a relação entre a taxa de degradação máxima de utilização do substrato µmáx e as constantes de meia-velocidades Ks dos compostos testados. Todos os compostos testados foram degradados simultanearnente a partir de uma concentração celular aproximada de 106 células/mL. A presença do substrato etanol demonstrou retardar o início da degradação dos compostos tolueno e benzeno...

Cinética de degradação de efluente têxtil por biofilme em leito fluidizado trifásico aeróbio

Sales, Rosana
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: ix, 53f.| il., grafs., tabs. +
POR
Relevância na Pesquisa
66.29%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico.; Os efluentes têxteis têm sido tratados por processos que utilizam biomassa floculada, os quais produzem lodo em excesso e exigem grandes áreas para implantação das instalações de tratamento. A utilização de processos com biomassa fixa apresenta-se como uma alternativa viável, na busca de etapas que permitem alta concentração celular e alta taxa volumétrica de remoção da poluição. Entre esses, destacam-se os reatores de leito fluidizado trifásico, que têm como vantagem adicional o fato de permitirem o desenvolvimento de biofilmes extremamente finos e densos. A cinética de degradação desses efluentes pelos microrganismos do biofilme é complexa, os modelos que a descrevem são contraditórios. Neste trabalho procurou-se avaliar a aplicabilidade dos modelos de MONOD e de HALDAN-E no crescimento bactecteriano para biofilmes desenvolvidos em reator de leito fluidizado trifásico aeróbio, visando uma simplificação no estudo da cinética de degradação de efluentes têxteis. Os resultados mostram a existência de Nitratos como um possível substrato inibidor do processo, de forma que o modelo de HALDANE é o que descreve melhor a cinética de degradação do efluente no reator estudado.

Modelização cinética da degradação anaeróbia de um efluente láctico

Silva, João Vasco Pais Oliveira e
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
66.27%
A degradação anaeróbia é uma das técnicas mais usadas no tratamento de efluentes industriais de elevada carga orgânica, tendo várias vantagens sobre outro tipo de processos. Embora assente em processos biológicos que reflectem a actividade de microorganismos e sejam, por isso, bastante complexos, o seu comportamento pode ser previsto recorrendo à modelização matemática. Neste trabalho, procedeu-se à modelização da cinética da degradação anaeróbia de efluentes de indústrias de lacticínios que contêm substâncias potencialmente inibidoras como as proteínas, principalmente a caseína, e os ácidos gordos de cadeia longa produzidos pela hidrólise dos lípidos. Para isso, recorreu-se a um programa informático, o Scientist, que permite o ajuste de vários modelos cinéticos a dados de entrada, nomeadamente a velocidade específica de degradação do substrato em função do tempo, podendo-se assim obter valores para as velocidades máximas de degradação e outros parâmetros cinéticos, para diferentes ensaios laboratoriais. Os dados usados foram obtidos através da degradação anaeróbia de um efluente sintético constituído por leite meio gordo que simulava um efluente láctico. O modelo com melhor qualidade de ajuste foi o modelo de Haldane...

Cinética da degradação da cor de solução hidrossolúvel comercial de urucum, submetida a tratamentos térmicos

FERREIRA,Vera Lúcia Pupo; TEIXEIRA NETO,Rodrigo Otávio; MOURA,Silvia Cristina Sobottka Rolim de; SILVA,Marcelo Souza
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 PT
Relevância na Pesquisa
76.13%
Soluções comerciais hidrossolúveis de urucum foram submetidas a diferentes tratamentos de tempo/temperatura, a fim de se investigar a estabilidade da cor nestas condições. A cor foi medida em um espectrofotômetro COMCOR 1500 Plus no sistema Lab Hunter e os resultados são discutidos neste artigo, assim como as alterações de concentração do sal de norbixina e os parâmetros de cor L, a e b Hunter. Os resultados foram analisados quanto à ordem da reação e a dependência da temperatura pôde ser descrita pelo modelo de Arrhenius, com valores de energia de ativação entre 11 e 25 kcal/mol. As alterações de cor observadas foram o aumento de luminosidade do amarelo e diminuição do vermelho. As reações de degradação do sal de nobixina foram de 2a ordem e de 1a ordem para os outros parâmetros de cor.

Determinação das constantes cinéticas de degradação do ácido ascórbico em purê de pêssego: efeito da temperatura e concentração

Toralles,Ricardo Peraça; Vendruscolo,João Luiz; Vendruscolo,Claire Tondo; Del Pino,Francisco Augusto Burkert; Antunes,Pedro Luiz
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 PT
Relevância na Pesquisa
66.32%
O ácido ascórbico, vitamina C, é usado extensivamente na indústria de alimentos, não só devido ao seu valor nutricional, mas devido a suas contribuições funcionais na qualidade do produto. Existem muitos estudos sobre a estabilidade cinética do ácido ascórbico em bebidas, mas nenhum estudo foi encontrado sobre as constantes cinéticas de degradação do ácido ascórbico adicionado em purê de pêssego. Neste trabalho, estudou-se a cinética de degradação do ácido ascórbico em purê de pêssego da cultivar Jade, em condições anaeróbicas e na faixa de 70 a 90 °C. As concentrações de purês testadas foram 12, 22 e 32 °Brix. A análise cinética dos dados sugere que a degradação foi significativamente representada pelos modelos cinéticos de zero e primeira ordem. A velocidade de degradação do ácido ascórbico foi dependente da temperatura. A energia de ativação média foi de 45 kJ.mol-1 e independente da concentração de sólidos solúveis.

Cinética da degradação de geleiada de morango

Miguel,Ana Carolina Almeida; Albertini,Silvana; Spoto,Marta Helena Fillet
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.19%
Geleiadas de morango foram armazenadas à temperatura de 20 ºC (controle), 30 ºC (ambiente) e 40 ºC (acelerada), a fim de se avaliar a vida-de-prateleira. A avaliação da vida-de-prateleira foi baseada em leituras objetivas de cor L, a e b Hunter (Minolta Chroma Meter CR-400b) e subjetivas de cor, odor, sabor e textura (Análise Descritiva Quantitativa). As análises objetivas e subjetivas foram realizadas a cada 30 dias, por seis meses, nas três condições de armazenamento. Os dados obtidos mostraram que a reação cinética de degradação da cor se ajusta ao modelo cinético de 1ª ordem. O modelo de Arrhenius foi aplicado às velocidades de reação (k), nas diferentes temperaturas, fornecendo uma energia de ativação (Ea) de 5,66 kcal.mol-1 e um valor de Q10 de 1,36. As geleiadas apresentaram qualidade adequada com relação ao teor de ácido ascórbico na ocasião do processamento, porém apresentaram baixa taxa de retenção de vitamina C, tendo, aos 60 dias, seu conteúdo reduzido em mais de 98%, independente da condição de armazenamento. As geleiadas mantidas a 40 ºC mostram-se mais sensíveis às alterações na cor, e esta temperatura afetou negativamente os atributos sensoriais, indicados pelo escurecimento e perdas de odor...

Cinética da degradação ruminal de dietas contendo farelo de casca de pequi

Geraseev,Luciana Castro; Ribeiro,Fabrício Leonardo Alves; Bonfá,Hugo Colombarolli; Rufino,Luana Marta de Almeida; Ribeiro Júnior,Carlos Stefenson; Duarte,Eduardo Robson
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.25%
A casca de pequi é um resíduo do processamento do fruto, encontrado em grande volume nas regiões do cerrado brasileiro, que pode constituir uma alternativa para a alimentação de ruminantes. Avaliou-se a cinética da degradação ruminal da matéria seca (MS), proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN) do farelo da casca de pequi (FCP) e de dietas contendo diferentes níveis do resíduo em substituição ao capim-elefante (CE). Foram utilizados quatro caprinos, machos, portando cânulas ruminais, dispostos em um delineamento experimental de blocos ao acaso com parcela subdividida. Avaliaram-se os parâmetros de degradabilidade do FCP, capim-elefante e de dietas contendo 0, 10, 20 e 30% de FCP em substituição ao CE. Os alimentos foram incubados no rúmen nos tempos de 4, 8, 12, 24, 48, 72 e 96 horas. Os resultados indicaram degradação potencial da MS, PB e FDN do resíduo superiores a 90, 80 e 80%, respectivamente. A adição do FCP em substituição ao CE resultou em maior degradabilidade da matéria seca e fibra em detergente neutro, reflexo da maior fração solúvel e potencialmente degradável da MS do FCP. Para a fração protéica, a adição de FCP correlacionou-se negativamente com a fração solúvel, degradação potencial e efetiva...

Taxas de passagem e cinética da degradação ruminal em bezerros holandeses alimentados com dietas contendo diferentes níveis de concentrado

Bürger,Peter Johann; Pereira,José Carlos; Coelho da Silva,José Fernando; Valadares Filho,Sebastião de Campos; Cecon,Paulo Roberto; Jordão,Cláudio Pereira; Braz,Sérgio Pereira
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2000 PT
Relevância na Pesquisa
86.2%
RESUMO - Este trabalho foi realizado para avaliar os efeitos de diferentes níveis de concentrado sobre as taxas de passagem de fluidos, usando Co-EDTA, e partículas, usando cloreto de Iterbio e Cr-mordante e, a cinética da degradação ruminal in situ da matéria seca (MS) e da proteína bruta (PB). Cinco bezerros holandeses, inteiros, fistulados no rúmen e abomaso, com idade de 5,8±0,7 meses e de e 107,4±11,0 kg PV médio inicial, foram distribuídos a um delineamento em quadrado latino 5x5 (tratamento x período). Os animais foram alojados em baias individuais e alimentados à vontade com dietas contendo 30,0; 45,0; 60,0; 75,0; e 90,0% de concentrado, com base na MS, em rações contendo como volumoso, o feno de capim coast-cross e no concentrado, o farelo de sojae , fubá de milho. A taxa de passagem de fluidos apresentou comportamento quadrático, estimando-se o valor máximo de 9,73%/h, com nível de 61,99% de concentrado na ração. A taxa de passagem de partículas do farelo de soja no retículo-rúmen- diminuiu linearmente, enquanto no ceco-cólon proximal não foi influenciada pelos níveis de concentrado na rações. As taxas de passagem do feno de capim coast-cross no rúmen-retículo e no ceco-cólon proximal não foram influenciadas pelo aumento no nível de concentrado nas rações. A degradação efetiva da MS do farelo de soja não foi influenciada...

Composição químico-bromatológica, fracionamento de carboidratos e cinética da degradação in vitro da fibra de três variedades de cana-de-açúcar (Saccharum spp.)

Azevêdo,José Augusto Gomes; Pereira,José Carlos; Queiroz,Augusto César de; Carneiro,Pedro Crescêncio Souza; Lana,Rogério de Paula; Barbosa,Márcio Henrique Pereira; Fernandes,Alberto Magno; Rennó,Francisco Palma
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.23%
Os objetivos do trabalho foram quantificar a composição químico-bromatológica; determinar as frações de carboidratos; e estimar as variáveis de cinética de degradação dos carboidratos fibrosos (CF) e não-fibrosos (CNF) de três variedades de cana-de-açúcar divergentes nutricionalmente. As variedades utilizadas foram SP80-1842, SP79-1011 e RB845257. As variedades de ciclo de produção intermediário apresentaram maiores valores de FDN e FDA comparadas à variedade de ciclo precoce. As relações FDN/Pol (polarização do caldo) encontradas foram, respectivamente, 2,7; 2,8; e 2,3 para as variedades SP80-1842, RB845257 e SP79-1011. A variedade SP79-1011 apresentou menor fração C e maior fração B2 dos carboidratos (27,8 e 33,3%). Houve diferenças, por meio da técnica gravimétrica, para o tempo de colonização e a degradabilidade efetiva da FDN, com superioridade para a variedade SP79-1011, que apresentou valores respectivos de 7,9 h e 10,3%. Houve efeito apenas para o volume máximo de gás dos CNF, com superioridade das variedades de ciclo intermediário SP79-1011 e RB845257. A variedade SP79-1011 foi a que apresentou melhores características produtivas, composição químico-bromatológica, além de melhores valores das variáveis de cinética de degradação dos carboidratos fibrosos (CF) e não-fibrosos (CNF). A técnica de produção de gás apresentou melhores resultados que aqueles apresentados pela técnica gravimétrica.

Fracionamento e cinética da degradação in vitro dos carboidratos constituintes da cana-de-açúcar com diferentes ciclos de produção em três idades de corte

Fernandes,Alberto Magno; Queiroz,Augusto César de; Pereira,José Carlos; Lana,Rogério de Paula; Barbosa,Marcio Henrique Pereira; Fonseca,Dilermando Miranda da; Detmann,Edenio; Cabral,Luciano da Silva; Pereira,Elzânia Sales; Vittori,Andréa
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 PT
Relevância na Pesquisa
66.08%
Este trabalho foi conduzido com o objetivo de determinar as frações e as taxas de degradação dos carboidratos em cultivares de cana-de-açúcar, com dois ciclos de produção: precoce e intermediário, em três idades de corte (426, 487 e 549 dias). No fracionamento, foram calculados os carboidratos totais (CT), carboidratos não-fibrosos (CNF) e as frações potencialmente degradável (B2) e não-degradável (C) da fibra em detergente neutro (FDN), corrigida para cinzas e proteína (FDNcp). Os parâmetros cinéticos dos CNF e fração B2 foram estimados a partir da técnica da produção de gás in vitro. Os teores de CT e fração B2 não diferiram entre os ciclos de produção, porém as precoces apresentaram maiores teores da fração C e menores dos CNF. Estabelecendo uma relação entre concentração de lignina obtida e fração C observada, por meio de ajuste de equação de regressão linear simples, sem intercepto, obteve-se o valor de 4,38, que diferiu de 2,4, sugerido pelo sistema Cornell. Portanto, para cana-de-açúcar, a fração C pode ser mais precisamente estimada a partir da lignina multiplicada por 4,38. O avanço da idade de corte causou aumento da fração C e redução da B2, sem interagir com a maturação; embora tenha sido linear...

Cinética da degradação ruminal dos carboidratos de quatro gramíneas tropicais em diferentes idades de corte e doses de adubação nitrogenada: técnica de produção de gases

Detmann,Edenio; Silva,José Fernando Coelho da; Vásquez,Hernán Maldonado; Henriques,Lara Toledo; Haddade,Ismail Ramalho
Fonte: Sociedade Brasileira de Zootecnia Publicador: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
76.31%
Objetivou-se neste experimento avaliar a cinética de degradação ruminal dos capins setária (Setaria anceps Stapf), hemarthria (Hemarthria altissima [Poir] Stapf. & Hubbard), angola (Brachiaria purpurascens [Raddi] Henr.) e acroceres (Acroceras macrum Stapf.) adubados com 0, 100, 200, 300 ou 400 kg de N/ha e colhidos aos 28, 42, 56 ou 70 dias de idade. Os resultados foram avaliados por intermédio de análise de fatores. Após redução e avaliação da variação conjunta total das variáveis, optou-se pela adoção de três fatores, que englobaram 86,4% da variação total: o primeiro fator (Fator 1) associou-se ao volume de gás oriundo das frações de lenta e de rápida degradação e à taxa de degradação da fração rapidamente degradável (Vf1, Vf2 e k2); o segundo fator (Fator 2) associou-se à taxa de degradação de lenta digestão e à latência (k1 e L); e o terceiro fator (Fator 3), por sua vez, associou-se à digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS). Os parâmetros da cinética de degradação foram influenciados pelas idades de corte. A digestibilidade in vitro da matéria seca reduziu com o avançar da idade das plantas. A adubação nitrogenada não promoveu respostas evidentes nos parâmetros avaliados. O capim-hemarthria se destacou dos demais em virtude de maior digestibilidade.

Impacto do co-monômero hidroxivalerato na cinética de degradação térmica dos poli(3-hidroxialcanoatos)

Souza,D.; Castillo,T.E.; Rodríguez,R.J.S.
Fonte: Rede Latino-Americana de Materiais Publicador: Rede Latino-Americana de Materiais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.33%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto que o conteúdo do co-monômero 3-hidroxivalerato exerce na cinética de degradação térmica de copolímeros P3(HB-x%HV). Filmes dos copolímeros, com diferentes conteúdos de co-monômero 3-hidroxivalerato, foram obtidos pela evaporação controlada de solvente, a partir de suas soluções em clorofórmio (1%m/m). Para o estudo termogramétrico (TGA), foram utilizados 10±0,3 mg de cada amostra, panelas de platina e atmosfera de He (100mL/min). O estudo cinético foi realizado em condições isotérmicas e não isotérmicas. Para as duas condições de análise, foi observado que os copoliésteres estudados apresentaram uma etapa de degradação definida em um curto intervalo de tempo. A análise da cinética do processo de degradação térmica, realizado segundo os métodos isoconversionais de Friedman e Ozawa-Wall-Flynn, indica que a energia de ativação envolvida no processo de degradação térmica é dependente da fração de conversão de massa. Tal dependência pode estar relacionada à ocorrência de clivagem de ligações covalentes com diferentes energias de ligação. Outro fator que pode contribuir para este comportamento é a diferença estrutural provocada pelos co-monômeros 3HB e 3HV. Os resultados obtidos indicam a necessidade de um controle na distribuição das unidades de 3HV...

Cinética da fermentação in vitro do capim-Marandu em diferentes idades de corte

Sá,Jacqueline Firmino de; Pedreira,Márcio dos Santos; Silva,Fabiano Ferreira da; Figueiredo,Mauro Pereira de; Rebouças,Gesiane Moura Neves; Souza,Danilo Ribeiro de
Fonte: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM Publicador: Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 PT
Relevância na Pesquisa
76.07%
O objetivo do trabalho foi avaliar os parâmetros da cinética de degradação ruminal da Brachiaria brizantha cv. Marandu, cortadas aos 28, 35 e 54 dias, pela técnica in vitro de produção de gases. Foram realizadas determinações dos teores de matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro corrigida para cinzas e proteína (FDN CP), fibra em detergente ácido (FDA), nitrogênio insolúvel em detergente neutro (NIDN), nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA), lignina (LIG), Carboidratos totais (CT), carboidratos não fibrosos (CNF), fração B2 e fração C, respectivamente. Os dados da produção de gases foram ajustados ao modelo logístico bicompartimental. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado. Os dados foram submetidos à análise de variância e regressão, ao nível de 5% de probabilidade. Houve efeito (p < 0,05) para as variáveis MS, FDN CP, FDA, NIDN, NIDA, CT, B2, com aumento linear à medida que avançou a idade de corte. Para a produção de gases a fração A foi semelhante entre as idades de 28 e 35 dias, com 95,75 e 116,8 mL 1g-1 de MS, respectivamente. A idade recomendada para obtenção do melhor valor nutricional do Brachiaria brizantha cv. Marandu foi aos 28 dias.

Cinética da digestão ruminal de grãos de milho e soja

SILVA, A. G. da; WANDERLEY, R. C.
Fonte: In: REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 29., 1992, Lavras. Anais...Lavras : SBZ, 1992. Publicador: In: REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 29., 1992, Lavras. Anais...Lavras : SBZ, 1992.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE) Formato: p.136
PT_BR
Relevância na Pesquisa
75.81%
A degradabilidade da digestão ruminal de grãos de milho e soja estudada, in situ, em vacas mestiças equipadas com fistulas de rumen recebendo silagem de milho.; 1992; Resumo

Cinética da degradação do ácido ascórbico em polpas de frutas congeladas in natura

Regina Silveira de Castro, Márcia; Pinheiro de Faro, Zelyta (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
66.3%
A polpa de fruta congelada é um produto em expansão no mercado de sucos de frutas tropicais. Frutos como acerola, goiaba e caju apresentam-se como ricos em diversas vitaminas, principalmente a vitamina C. Considerando este fato, julgou-se oportuno determinar a cinética de degradação do ácido ascórbico em polpa congelada in natura de acerola (Malpighia emarginata, D.C.), da goiaba (Psidium guajava, L.) e do caju (Anacardium occidentale, L), visando contribuir para a minimização dos efeitos físicoquímicos decorrentes da sua ação redutora, durante a sua vida útil. Além das polpas padrão, foram avaliadas quanto ao teor de vitamina C, polpas de frutas encontradas no comércio local. As polpas padrão estudadas foram produzidas no LEAAL (Laboratório de Experimentação e Análises de Alimentos), Departamento de Nutrição, UFPE; de acordo com as Boas Práticas de Fabricação e armazenadas em freezer à -18ºC. Foram realizados controles de qualidade, tanto microbiológicos quanto físico-químicos, recomendados pela Legislação vigente. A determinação do ácido ascórbico foi realizada utilizando o método padrão da AOAC, modificado por Benassi e Antunes. Em relação às condições higiênico-sanitárias...

Cinética de degradação de vitamina c em mangas 'palmer' minimamente processadas armazenadas em diferentes temperaturas

Alves,Juliana Alvarenga; Nassur,Rita de Cássia Mirela Resende; Pires,Caroline Roberta Freitas; Alcântara,Emanuelle Mara de; Giannoni,Juliana Audi; Lima,Luiz Carlos de Oliveira
Fonte: Editora da Universidade Federal de Lavras Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 PT
Relevância na Pesquisa
66.2%
Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de utilizar parâmetros cinéticos para avaliar a degradação de vitamina C sobre a vida útil de mangas (Mangifera indica L.) minimamente processadas e armazenadas em diferentes temperaturas. Mangas 'Palmer' foram lavadas em água corrente, sanificadas, descascadas, novamente sanificadas e fatiadas manualmente. O produto foi embalado em embalagem de polietileno com tampa e armazenado a 0ºC, 6ºC e 12ºC (85-90% UR). Para o acompanhamento da sua vida útil, a cada 2 dias foram feitas as seguintes análises: valores L* a* e b*, perda de massa, pH, firmeza, sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT) e teor de vitamina C. As mangas minimamente processadas armazenadas à 0ºC e 6ºC apresentaram vida útil de 10 dias contra 4 dias das mangas armazenadas à 12ºC. Os dados obtidos por meio de regressão linear com os valores do logaritmo neperiano do teor de ácido ascórbico pelo tempo de armazenagem (dias) mostram que a reação de degradação da vitamina C se ajusta ao modelo cinético de 1ª ordem. O Modelo de Arrhenius foi aplicado às velocidades de reação (k) nas diferentes temperaturas estabelecendo energia de ativação (Ea) de 34,32 kcal mol-1. A degradação de vitamina C foi mais lenta (t1/2 = 63...

Cinética da degradação ruminal da matéria seca da haste, da raiz, do feno da parte aérea e da silagem de raiz de mandioca (Manihot esculenta Crantz) tratada com uréia; Kinetic of dry matter ruminal degradation of stem, root, aerial part hay and ureatreated-cassava root silage (Manihot esculenta Crantz)

Figueiredo, Mauro Pereira de; Souza, Luciano Fernandes; Ferreira, Joel Queiroga
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 POR
Relevância na Pesquisa
76.09%
O experimento foi conduzido na UESB, com o objetivo de se determinar a cinética da degradação ruminal da matéria seca, de alimentos obtidos da mandioca. Foram utilizadas duas vacas fistuladas no rúmen, incubando-se as amostras em sacolas de náilon por 2, 4, 8, 16, 24, 48, 72 e 96 horas, por quatro rodadas seqüenciais, dentro de um delineamento em blocos inteiramente cazualizados. Os alimentos testados foram a raiz (T1), a silagem de raízes tratada com 3% de uréia (T2), o feno da parte aérea da mandioca obtido aos 5 meses (T3) ou 14 meses após o plantio (T4) e as hastes de plantas de mandioca, colhidas aos 14 meses, plantadas em espaçamento contínuo (T5) ou de 0,6 metros entre plantas (T6). Os resultados dos percentuais de degradabilidade no rúmen (P), foram ajustados ao modelo matemático "P = a + b (1 - e-ct)". Os valores médios percentuais dos resultados encontrados foram comparados pelo teste de Student-Newman-Keuls, ao nível de 5% de probabilidade, como se segue para os tratamentos de 1 a 6, respectivamente: fração solúvel (74,8b; 80,9ª; 26,3c; 23,6d; 22,4d; 22,3d), degradabilidade efetiva (90,7b; 92,0ª; 65,4c; 62,4d; 41,8e; 40,9e), degradabilidade potencial (99,1ª; 99,4ª; 74,4b; 73,4b; 49,2c; 46,8d) e tempo de colonização em horas (0...