Página 1 dos resultados de 5101 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Postos de atendimento ao cidadão: a eficácia na informação e prestação de serviços

Fontoura, Maria de Fátima Verdelho
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.97%
A Agência para a Modernização Administrativa, I.P. está integrada na Administração indirecta do Estado, tem como missão operacionalizar as iniciativas de modernização e impulsionar a participação e o envolvimento dos diferentes actores, quer no plano interno quer no seu relacionamento com o cidadão, visando a simplificação e inovação na concretização da mudança da Administração Pública. Os Postos de Atendimentos ao Cidadão (PAC) são postos multisserviços com atendimento personalizado, instalados nas Autarquias, como extensões das Lojas do Cidadão, que dotam as regiões de maior interioridade de uma rede multicanal garantindo uma maior proximidade com as exigências e diligências da Administração Pública. Neste contexto e tendo como pressuposto a mudança de paradigma na prestação de serviços públicos, o objectivo deste estudo assentou em mensurar a satisfação dos cidadãos quanto à prestação dos serviços fornecidos nos PAC. Para tal, o objecto de estudo incidiu sobre os utentes, uma amostra de 306 cidadãos representativa do universo, que se deslocam aos 54 PAC distribuídos por Portugal Continental. De acordo com os resultados obtidos pode dizer-se que os cidadãos se encontram muito satisfeitos com a eficácia dos Postos de Atendimento ao Cidadão...

Fluxo de caixa livre para o cidadão: uma aplicação da teoria residual dos dividendos para evidenciação da distribuição de renda gerada pelo estado; Free cash flow to citizen: an application of the residual theory of dividends to the disclosure of income generated distribution by the state

Bonacim, Carlos Alberto Grespan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2009 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
A crescente atuação da sociedade nos processos de discussão e de tomada de decisões relacionados com as políticas públicas incentiva a gestão pública no Brasil a buscar mecanismos para demonstrar eficiência e transparência na aplicação de recursos. Dentro da esfera pública, o gasto social destinado às ações compensatórias é destaque em termos de alocação de recursos, por isso apresenta acentuada necessidade de planejamento, avaliação e prestação de contas. Diante deste contexto, este trabalho adotou o modelo conceitual da Teoria Residual dos Dividendos, estabelecido por Modigliani e Miller (1958) e revisitado por de Jensen (1986) na Teoria Free Cash Flow, e teve como objetivo principal evidenciar o Fluxo de Caixa Livre para o Cidadão (FCLC) gerado e distribuído por uma entidade pública, segundo os preceitos do resultado econômico. Para consecução deste propósito, conduziu-se um levantamento bibliográfico crítico, constatando similaridade e aderência nas discussões conceituais e nos estudos aplicados acerca da relação/trade-off entre distribuição de excedentes de caixa e capacidade de reinvestimento nas esferas público e privada. Além disso, foi constatado que a Teoria Residual dos Dividendos e sua discussão sobre o Fluxo de Caixa Livre do Acionista podem ser consideradas aplicáveis à mudança do objeto de foco (acionista para cidadão)...

O militante e o pedagogo Antonio de Sampaio Doria: a formação do cidadão republicano; The militant and the pedagogue Antonio de Sampaio Doria: the making of the republican citizen

Mathieson, Louisa Campbell
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
36.93%
Antonio de Sampaio Doria (1883-1964) é lembrado na história da educação brasileira por ter efetuado a Reforma de 1920, a qual, visando à alfabetização de todos e levada a cabo com escassos recursos financeiros, foi alvo de muitas polêmicas por ter proposto a reestruturação do ensino primário mediante a redução de sua duração de quatro para dois anos e tornando-o obrigatório. A Reforma foi muito criticada à época porque alterava radicalmente as concepções que até então haviam balizado o ensino em São Paulo, o ensino enciclopédico. Devido aos embates e à incompreensão que a Reforma provocou, ela tornou-se um marco na história da educação brasileira. A partir desse quadro, optou-se na presente dissertação por deslocar a figura do Sampaio Doria reformador do ensino para a do Sampaio Doria militante da Liga Nacionalista e professor da Escola Normal, óptica esta abordada por poucos estudiosos, não obstante a riqueza de informações que pode ocultar. Com intuito de dar continuidade aos trabalhos iniciados por Heládio Antunha (1976) e ampliados por Marta Carvalho (2010), o objetivo geral desta dissertação é reconstruir a trajetória política e pedagógica de Sampaio Doria, pois se supõe que percorrendo os temas centrais ao seu pensamento poderão ser encontradas as bases que um dia lhe serviram para estruturar as 44 medidas que compuseram a Reforma. Os objetivos específicos encontram-se...

A construção do estatuto de cidadão para os índios Grão-Pará (1808-1822); The building of Indigenous citizenship in Grão-Pará (1808-1822)

Santos, Raquel Dani Sobral
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/02/2014 PT
Relevância na Pesquisa
36.97%
A pesquisa tem como objeto a construção da cidadania indígena no Grão-Pará face aos estatutos referentes à questão indígena definidos nos debates parlamentares ocorridos nas Cortes em Cádis (1810-1814) e em Lisboa (1820-1822). O recorte cronológico desta investigação vai de 1808 até 1822. Nesse cenário, um novo pacto se fundamentava na afirmação do cidadão como parte contratante da Nação e, assim, a elaboração sobre as novas condições dos direitos do cidadão constituiu um dos elos principais dessas experiências no espaço ibérico. A partir da reunião das Cortes em Cádis, no caso espanhol, e em Lisboa, no caso português, ser cidadão constitucional consistia uma ruptura com o passado. Essa nova cultura política consagrou o início de uma revolução legal e administrativa, marcou a implantação do constitucionalismo e do exercício dos direitos do cidadão. Assim, o principal objetivo deste estudo é mostrar que existiu uma expectativa de obtenção de definição do estatuto de cidadão pelos indígenas na Província do Grão-Pará, a partir da difusão das ideias liberais presentes nas revoluções constitucionais ibéricas. Nessa perspectiva, a investigação deste estudo verifica a disseminação da notícia dos indígenas como cidadãos...

A participação do cidadão na informação da TVI

Coelho, Ângela Catarina Ferreira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
37.06%
Relatório de estágio de mestrado em Ciências da Comunicação (área de especialização em Informação e Jornalismo); A evolução tecnológica permite que atualmente qualquer pessoa possa ser a primeira a registar um acontecimento com valor-notícia. Munido com um telemóvel, qualquer cidadão pode ser o primeiro a recolher a informação. Desta forma, o cidadão deixa de ser apenas o receptor da informação e passa a desempenhar outros papéis. Com o aparecimento de novas tecnologias, foi atribuída ao cidadão a possibilidade de recolher e publicar informação. A participação do cidadão na informação pode ser feita de variadas formas: desde um simples comentário a uma notícia num site de um qualquer órgão de comunicação, até ao envio de uma imagem ou vídeo, passando pela participação em programas do tipo fórum abertos às pessoas. O presente trabalho pretende perceber de que forma é que os media integram o cidadão nos seus conteúdos, particularmente a TVI e a TVI24. Os nossos objetivos são identificar as plataformas que permitem ao cidadão participar na informação do canal, as suas estratégias para integrar os telespectadores nos seus conteúdos informativos, e a forma como os jornalistas recebem e trabalham a informação que lhes chega através dos cidadãos. Concluímos que é uma preocupação da estação de Queluz de Baixo e dos seus profissionais envolver o cidadão...

Regeneração moral e formação do cidadão. O debate na imprensa pedagógica portuguesa do início do século XX

Pintassilgo, Joaquim
Fonte: Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
No início do século XX – em particular no contexto do republicanismo – as preocupações com a formação do cidadão adquirem uma enorme centralidade, a que corresponde o reforço da então chamada Educação Cívica nas dimensões formais e informais do currículo escolar. Para além de consciente dos direitos e deveres correspondentes, o cidadão a formar devia ser exemplar do ponto de vista da sua moralidade, o que implica desenvolver todo um projecto de regeneração individual e social e combater os chamados males e vícios sociais. As referências míticas – em particular as relativas à imaginação do “homem novo” – são óbvias. Com a presente comunicação – que toma como fontes alguns exemplares da imprensa pedagógica do início do século XX – pretende-se articular algumas reflexões sobre o perfil moral do cidadão então idealizado, sobre as concepções de cidadania que lhe estão subjacentes e, também, sobre os pressupostos pedagógicos de tal programa, designadamente no que se refere à concepção de educação integral. Procuraremos sublinhar, simultaneamente, as dimensões libertadora e integradora do referido projecto.

Matemática no quotidiano : do BI aos números de identificação do Cartão de Cidadão

Teixeira, Ricardo Emanuel Cunha
Fonte: Gráfica Açoreana, Lda. Publicador: Gráfica Açoreana, Lda.
Tipo: Anotação
Publicado em 02/03/2015 POR
Relevância na Pesquisa
36.86%
(...) O leitor que já possua Cartão de Cidadão poderá constatar que o algarismo suplementar do BI continua a marcar presença no novo documento: surge à frente do antigo número do BI, que se passou a designar por Número de Identificação Civil (NIC), imediatamente antes de duas letras. Mas qual é o papel deste algarismo? Na verdade, o algarismo suplementar não é assim tão misterioso. É simplesmente um algarismo de controlo ou dígito de verificação (check digit), que tem como objetivo detetar erros que possam ocorrer na escrita ou leitura do número do BI. Apresente-se como exemplo o número 6235008 0, em que 0 é o algarismo suplementar. (...) Ficam assim desvendados alguns dos mistérios do Cartão de Cidadão. Mas podemos não ficar por aqui: isto porque o Número de Identificação da Segurança Social (NISS), disponível no verso do Cartão de Cidadão, também é um número de identificação com algarismo de controlo! E o curioso é que se utilizam números primos para o cálculo da soma de teste (chama-se primo a todo o número natural superior a um que tenha apenas dois divisores naturais distintos, o número um e ele próprio). Concretamente, utilizam-se os primeiros dez números primos: 2, 3, 5, 7, 11, 13...

Jornalismo do cidadão: como os conteúdos gerados pelos utilizadores desafiam os media noticiosos

Rosário, Cláudia Sofia do
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 POR
Relevância na Pesquisa
36.93%
O surgimento da Internet tornou o acesso à informação um fenómeno global, sendo que cada um de nós passou a ser capaz de distribuir informações e opiniões a uma escala planetária, sem ter que depender de um intermediário. Como consequência, se até então o jornalista era visto como detentor do monopólio de difusão de informação na esfera pública, actualmente o seu papel de intermediário entre as fontes primárias de informação e os destinatários finais tem sido posto em causa à medida que emerge o conceito de jornalismo do cidadão. Realizada no âmbito do Mestrado em Ciências da Comunicação, área de especialização em Estudos dos Media e do Jornalismo, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, esta dissertação pretende desenvolver o tema “O Jornalismo do Cidadão: Como os Conteúdos Gerados pelos Utilizadores Desafiam os Media Noticiosos”, com o objectivo de avaliar e compreender de que modo o indivíduo enquanto ‘jornalista amador’ altera e complementa a esfera noticiosa e, em particular, de que forma a comunicação social se adapta a estas mudanças. Para isso foram analisadas as formas proporcionadas pelos media, em particular os media portugueses...

A supremacia dos princípios nas garantias processuais do cidadão

Delgado, José Augusto
Fonte: Forense Publicador: Forense
Tipo: Parte de Livro Formato: 150436 bytes; application/pdf
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.93%
O autor fala sobre os princípios como garantias processuais do cidadão. Ressalta que os princípios constituem matéria jurídica relevante. Comenta as garantias processuais do cidadão como direito fundamental. Discorre sobre os princípios constitucionais informadores das garantias processuais do cidadão com destaque para a garantia da via judiciária, do juiz natural, da isonomia processual, do devido processo legal ou do justo processo e da motivação das decisões. Observa que a Constituição de 1988 caracteriza-se, no âmbito das garantias processuais do cidadão, em assegurar direitos individuais e coletivos por meio de normas que dignificam o homem em toda a extensão dos seus anseios. Enfatiza que a função do processo brasileiro é a de servir como meio e fim operantes para garantir aos cidadãos residentes no País a aplicação do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, tudo concebido como valores supremos de uma sociedade que se quer fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social. Conclui que a missão do processo é tornar viável com a máxima celeridade e segurança a aplicação do direito objetivo quando refletido em situações subjetivas, utilizando-se...

Ativismo de bairro e participação popular na conquista do espaço do cidadão : uma experiência a partir do Coque Recife/PE

Virgínia Ferraz de Oliveira, Débora; Jorge Moura de Castilho, Claudio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.86%
A produção do espaço se realiza através da tensão entre os diferentes atores sociais, portanto, faz-se necessário que os movimentos sociais tornem-se instrumentos de transformação desse espaço, visando algo mais. É nesse sentido que caminha o presente trabalho. Acredita-se que as mudanças na apropriação do espaço dar-se-ão através da transformação dos ativismos em movimentos sociais a partir de um caráter mais amplo das ações, que agrupem lutas permanentes das populações pobres. O papel atual dos movimentos sociais no processo de construção de territórios e de lugares, como espaços da cidadania que lhes garantam a participação concreta na gestão da cidade, de forma alternativa, caracteriza um ponto central nesta discussão. É importante salientar que este é um trabalho que visa à (re)valorização do papel importante desempenhado pelos movimentos sociais, no caso, o ativismo de bairro, na organização do espaço urbano recifense, bem como, a análise do comportamento e da organização das populações pobres no processo permanente de conquistas do "espaço do cidadão , destacando o que já se tem feito no sentido da produção de um espaço urbano mais justo. Buscou-se a inspiração através da experiência do Coque...

Planeta dos Macacos: A negação do pertencer ao lugar e suas implicações na construção do espaço do cidadão

Jose Vitoriano Serrano, Maria; Jorge Moura de Castilho, Claudio (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.93%
A cidade do Recife sofreu, ao longo das últimas décadas do século 20, um processo de urbanização acelerado e concentrador que, aliado a um modelo socioeconômico, gerou grandes desigualdades sócio-espaciais, com a criação do espaço do não cidadão. As décadas de 1970 e 1980 foram caracterizadas por um acirramento das disputas pelo solo urbano, entre os agentes e atores sociais, o que ocasionou o fenômeno das invasões em terrenos disponíveis da cidade, ampliando ainda mais as favelas, ou o espaço do não cidadão, o qual se apresenta desprovido de acesso aos serviços e equipamentos urbanos. Por outro lado, essas décadas também se caracterizam por uma forte mobilização social, que passou a exercer pressão junto aos gestores da cidade. Esse fato culminou em algumas conquistas as quais levaram à construção do espaço do cidadão, ainda que isso não tenha se dado de forma plena. Em uma dessas áreas de favela, denominada Planeta dos Macacos, identificamos a negação da identidade sócio-espacial expressa no sentimento de não pertencer ao lugar. Descobrimos que, em relação a esse espaço, a discriminação e a visão estereotipada e estigmatizante que a sociedade tem pelos moradores constitui obstáculo para que eles não assumam a sua identidade sócio-espacial com o lugar. Contudo...

Participação do cidadão no processo administrativo: garantia fundamental do Estado Democrático de Direito

Oliveira, Ocimar Barros de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
POR
Relevância na Pesquisa
36.97%
A presente dissertação aborda a participação do cidadão no processo administrativo em geral, tendo como objetivos a análise do tema à luz da legislação e doutrina existentes sobre o processo administrativo, a delimitação dos conceitos atuais de participação e cidadania, além da busca e comparação de textos legais e doutrinários na literatura jurídica. No decorrer dos estudas buscou-se respostas para alguns questionamentos, tais como: Quando e como o cidadão pode intervir no processo administrativo? Quais os instrumentos de participação e de controle do processo administrativo que o cidadão pode lançar mãos? Quais os perigos e limites desta participação? Nota-se que realmente o cidadão pode e deve participar ativamente do processo de condução das decisões administrativas, seja como parte, como terceiro interessado, como integrante de grupos sociais organizados com poder de representatividade. Na participação o administrado deve, ainda, respeitar os limites impostos pela legislação, tanto constitucional quanto infraconstitucional. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This dissertation addresses citizen participation in general administrative proceedings. It aims to analyze the subject under the law and doctrinal texts on administrative process...

A qualidade do serviço público: o caso da loja do cidadão.

Carvalho, Cláudia Sofia Magalhães de
Fonte: Universidade Portucalense Publicador: Universidade Portucalense
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2008 POR
Relevância na Pesquisa
37.01%
Tese de doutoramento em Ciências Empresariais defendida na Faculdade de economia da Universidade do Porto.; Num contexto de constrangimento orçamental e crescentes exigências por parte da sociedade, um dos principais desafios que se coloca à Administração Pública prende-se com a criação de valor para os cidadãos e empresas. Neste quadro, a melhoria da qualidade dos serviços públicos surge como uma prioridade dos governos dos países mais desenvolvidos, situação a que Portugal não é alheio. Considerando que o serviço público envolve três partes – a própria entidade pública, o cidadão/cliente e a sociedade –, esta investigação pretende analisar a sua qualidade numa perspectiva integrada e relacional. Mais especificamente, procura compreender como se desenvolve o processo de interacção no serviço público, como se forma a percepção da qualidade pelo cidadão/cliente e qual o impacto da qualidade do serviço público no valor para a sociedade. Para isso, construiu-se um modelo de análise multidimensional, onde as expectativas e percepções do cidadão/cliente, as emoções e uma zona de tolerância são elementos centrais, considerando que a qualidade de um serviço público resulta não só da qualidade percebida pelo utente mas também do seu valor para a sociedade. Foi utilizada a metodologia do estudo de caso...

Aqui você faz notícia? uma análise de jornalismo cidadão nas páginas do Eu-Repórter

Nascimento, Adriana Silva do
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.86%
Apresentando um percurso histórico que mostra a configuração do jornalismo como atividade profissional e empresarial, o presente trabalho desenvolve uma reflexão sobre a produção jornalística aberta à participação do indivíduo sem formação de jornalista para se chegar a um modelo de jornalismo cidadão no qual as notícias são pautadas pelo interesse público e colaboram para o reforço da visibilidade pública e do acesso à informação que fomenta a deliberação. Através da análise do canal de jornalismo aberto Eu-Repórter, observa-se que o exercício do modelo proposto de jornalismo cidadão torna-se inviável em uma iniciativa ligada a um veículo de comunicação da mídia tradicional, porque a notícia passa por filtros construídos através de uma lógica de mercado que prevê interesses políticos e econômicos alheios a um papel da mídia como espaço de debate público ampliado.

Balcão multisserviços: um novo conceito de atendimento na Loja do Cidadão de Aveiro

Fonseca, Vera Lúcia da Silva
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
Ao longo dos últimos anos, palavras como Administração Pública, qualidade, satisfação, evolução e desenvolvimento foram conquistando um papel cada vez mais relevante na vida de uma sociedade cada vez mais complexa e em mutação. A Administração Pública enfrenta todos os dias desafios de grande complexidade, nomeadamente, uma estrutura social que necessita de ser renovada e melhorada. O surgimento dos Balcões Multisserviços possibilitou implementar um novo conceito de atendimento na prestação de serviços público, onde o cidadão tem ao seu dispor um atendimento multifuncional e generalista num balcão único. Com esta dissertação, pretende-se perceber a evolução dos Balcões Multisserviços, nomeadamente, o Balcão Multisserviços na Loja do Cidadão de Aveiro, desde, o surgimento das Lojas do Cidadão de Aveiro, dos Postos de Atendimento ao Cidadão (PAC’s) e dos Postos de Atendimento Múltiplo (PAM’s) até à conversão dos mesmos em Balcões Multisserviços (BMS) bem como as vantagens e/ ou dificuldades inerentes a este tipo de atendimento para o cidadão.; Over the past few years, words such as Public Administration, quality, satisfaction, evolution and development werw gaining an increasingly important role in the life of an increasingly complex and changing society. Public administration faces everyday challenges of great complication...

Da reclamação à participação, um caminho para a co-gestão: elaboração de uma proposta de Guia do Cidadão da Freguesia

Monteiro, Lucinda Felisbela do Espírito Santo
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.93%
O projecto de investigação desta dissertação tem como objecto as práticas de inter-relação entre cidadãos e eleitos, com origem na comunidade organizada em torno da paróquia à figura administrativa de freguesia, da necessidade de defender a população e da sua representatividade. No entanto, essa representatividade, apesar de legitimada pelo voto, tem sido colocada em causa pela falta de práticas de cidadania e participação no poder local, comprometendo-se a missão de freguesia em servir e defender a população local, sendo por isso oportuno pensar noutros processos que resultem num mais adequado serviço de proximidade. Um primeiro objectivo da dissertação é demonstrar a importância da co-gestão (gestão participada) como forma de fazer interagir a gestão do topo (Junta) com as bases (cidadãos), visando maior satisfação das necessidades locais e diminuição de custos (focalização maioritária nas solicitações). A co-gestão parte de uma freguesia inclusiva, aquela que garanta a participação de todas as faixas etárias e económicas, pessoas com limitações, diferentes raças, culturas e nacionalidades, no encontro de soluções comuns, sendo um possível caminho para o reforço da cidadania na administração autárquica. Através do pressuposto que é o desconhecimento e a insatisfação do cidadão pelas práticas de uma junta de freguesia que origina o afastamento e a reclamação...

Ticket-ID, arquitectura móvel para a integração de serviços de comércio electrónico, comunicação NFC e a segurança do cartão de cidadão

Nicolau, Vasco André Gonçalves
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 POR
Relevância na Pesquisa
37.04%
A presente dissertação resulta da investigação de diversas tecnologias, tendo como objectivo a criação dum projecto inovador tanto na vertente tecnológica como comercial que incentivasse o uso principalmente do Cartão de Cidadão e a tecnologia Near Field Comunication no contexto das comunicações moveis, a este projecto inovador deu-se o nome de Ticket-ID. O sistema resultante foi idealizado de modo a usufruir das melhores características de cada tecnologia de forma a ser possível englobar as mesmas num todo de forma segura, simples e inovadora. Assim, o projecto Ticket-ID, consiste numa plataforma informática inovadora que se integra no campo da bilhética, tendo em conta todas as fases do processo de reserva, aquisição e validação de bilhetes. Esta engloba diversas tecnologias, como o NFC, GSM, QR-Code, Biometria e a Computação Móvel com o objectivo de proporcionar um sistema comprovadamente seguro, flexível, inovador, simples e viável comercialmente. O principal objectivo da utilização do Cartão de Cidadão consiste em fortalecer o sistema de bilhética do ponto de vista da identificação e autenticação pessoal. Desta forma é possível elaborar um sistema resiliente, associado à identidade digital do cidadão ao longo do ciclo de vida dos bilhetes. Para atingir este objectivo foi necessário desenvolver um novo middleware para o cartão de cidadão. A solução proposta perspectiva-se que desperte o interesse e a interactividade dos cidadãos devido à originalidade proporcionada. Almeja-se que contribua significativamente para o aumentando da fiabilidade de soluções de bilhética móveis...

Confronto cidadão x estado

Nogueira, Alessandra
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Tipo: Imagem Formato: Imagem colorida em formato de charge.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.86%
A judicialização reflete uma luta entre o que o cidadão entende que lhe deve ser garantido e o Estado lhe garante de maneira insatisfatória ou aquilo que o cidadão gostaria que lhe fosse garantido, mas não encontra respaldo na lei. Por isso a defesa de ambos os lados – cidadão e Estado –, com o Juiz ao centro, de modo imparcial, a pender por um lado ou outro, conforme entender alguma proteção legal está sendo descumprida.; 1.0; Ministério da Saúde do Brasil; Organização Panamericana de Saúde - OPAS

O MARKETING COMO ESTRATÉGIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A SATISFAÇÃO DO CIDADÃO-CLIENTE DO GAME

Líbano, Joana
Fonte: Instituto Politécnico da Guarda Publicador: Instituto Politécnico da Guarda
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
36.97%
A satisfação dos clientes é um dos objetivos do Marketing considerando-se também como estratégia para as organizações irem de encontro à necessidade do cidadão. Neste sentido o presente trabalho surge da necessidade de avaliar a satisfação do cidadão-cliente do Gabinete de Atendimento ao Munícipe de Estarreja, sendo a satisfação dos clientes um dos objetivos do Marketing, considerando este como uma estratégia para as organizações irem ao encontro das necessidades do cidadão-cliente. A partir dos resultados da avaliação da satisfação é possível às organizações traçarem estratégias para a implementação da melhoria de qualidade. Partindo dos pressupostos inerentes à Administração Pública, pretende-se encontrar formas de explicar a divulgação e disseminação das estratégias de Marketing nas estruturas existentes, analisar as vantagens e benefícios conseguidos. Para compreender melhor estes princípios e considerando a importância do grau de satisfação nas organizações, procedeu-se à realização de um inquérito por questionário junto do cidadão-cliente do Gabinete de Atendimento ao Munícipe da Câmara Municipal de Estarreja (GAME), tendo por objetivo perceber se o cidadão-cliente se encontra satisfeito com os serviços prestados contribuindo para identificar as áreas em que o GAME poderá no futuro melhorar e investir na melhoria da qualidade do serviço. Este trabalho tem como objetivo contribuir para que Administração Pública aproveite mais o potencial e todos os benefícios que o Marketing lhe poderá trazer e conceder à organização em causa um estudo sobre o grau de satisfação feito no próprio serviço. O presente trabalho seguiu uma metodologia com uma abordagem quantitativa...

Governo Eletrônico: um estudo na Secretaria Estadual de Tributação do Rio Grande do Norte sobre as possibilidades de participação do cidadão

Araújo, Richard Medeiros de; Araújo, Maria Arlete Duarte; Alloufa, Jomária Mata Lima; Lopes, Alba Oliveira Barbosa
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2013 POR
Relevância na Pesquisa
36.97%
Este estudo objetiva compreender o governo eletrônico e as possibilidades de acesso do cidadão ao Estado virtual no universo do governo eletrônico na Secretaria Estadual de Tributação do Rio Grande do Norte. Para dar suporte ao estudo de caso adotaram-se os modelos teóricos dos autores Chadwick (2003) e Stanley e Weare (2004) para discutir a questão da participação em si e Gant e Gant (2002) para analisar o site do órgão. Através de uma pesquisa exploratória e descritiva, dentro de uma abordagem qualitativa, foi aplicada uma entrevista semiestruturada com o gerente de tecnologia da informação, responsável pela gestão da plataforma de e-government. Após a entrevista, surgiram duas categorias: ferramentas tecnológicas e participação digital do cidadão. Dentre os resultados encontrados destacam-se: a ausência de ferramentas que proporcionem a participação efetiva do cidadão; o foco não é o cidadão quando se trata da estrutura de governo na web, mas diminuir as dificuldades dos técnicos da burocracia; a não visualização da democracia eletrônica como um meio de gestão da máquina pública. Conclui-se que se faz necessário uma mudança na lógica tecnológica e administrativa da Secretaria no que concerne à relação entre a participação digital do cidadão e o exercício do controle social e uma melhoria na gestão das informações e dos próprios serviços eletrônicos de forma a alcançar a eficiência e eficácia com o uso da ferramenta eletrônica.