Página 1 dos resultados de 2045 itens digitais encontrados em 0.003 segundos
Resultados filtrados por Publicador: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 4.; FEIRA NACIONAL DO AGRONEGÓCIO DA CAPRINO-OVINOCULTURA DE CORTE, 3., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: EMEPA-PB, 2009. 5 f. 1 CD-ROM.

Estudo de propriedades produtoras de caprinos de corte nos Vales do Curu e Aracatiaçu, Ceará: uma análise econômica.

GUIMARÃES, V. P.; FARIAS, J. L. de S.
Fonte: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 4.; FEIRA NACIONAL DO AGRONEGÓCIO DA CAPRINO-OVINOCULTURA DE CORTE, 3., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: EMEPA-PB, 2009. 5 f. 1 CD-ROM. Publicador: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE CAPRINOS E OVINOS DE CORTE, 4.; FEIRA NACIONAL DO AGRONEGÓCIO DA CAPRINO-OVINOCULTURA DE CORTE, 3., 2009, João Pessoa. Anais... João Pessoa: EMEPA-PB, 2009. 5 f. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
47%
No Território dos Vales do Curu e Aracatiaçu foi realizado um diagnóstico socioeconômico, em 2004, indicou que este território apresentava condições favoráveis ao desenvolvimento da caprinocultura de corte. Dessa forma, este estudo procurou avaliar o fluxo de caixa de produtores de caprinos de corte nos Vales do Curu e Aracatiaçu, a partir da análise da medição de custos e receitas de unidades familiares que utilizam a caprinocultura de corte como alternativa de renda. As informações foram obtidas a partir de planilhas de acompanhamento do fluxo de caixa de unidades produtivas localizadas nas Comunidades de Boqueirão, Riacho das Pedras e Carrapato, respectivamente nos municípios de Tejuçuoca, Apuiarés e Pentecoste, durante dois anos consecutivos (2007 e 2008). No ano de 2007 a renda mensal média com a atividade foi de R$265,33 e no ano de 2008 a renda mensal média com a atividade foi de R$212,92. Em 2007 a receita liquida mensal foi 24% superior ao ano de 2008. Essa maior receita foi devido à maior venda de animais matrizes e fêmeas, sendo que em 2008 a maior parte da renda foi proveniente da venda de machos É importante perceber que em dois anos de acompanhamento dos gastos na propriedade, o maior custo que os produtores possuem está relacionado à compra de ração. O gasto com a alimentação ainda é o grande desafio para os produtores quando se pensa em redução dos custos de produção. Verificou-se também que a atividade quando exercida de forma isolada não gera renda suficiente para a convivência dos agricultores familiares com o semiárido cearense...