Página 1 dos resultados de 175 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

A segmentação da língua de sinais brasileira (libras): um estudo lingüístico descritivo a partir da conversação espontânea entre surdos; The segmentation of brazilian Sign Language (Libras): a descriptive linguistic study based on spontaneous

Leite, Tarcisio de Arantes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2008 PT
Relevância na Pesquisa
46.43%
A presente tese consiste numa pesquisa de caráter lingüístico descritivo. O objetivo é o de oferecer critérios para a segmentação do discurso na língua de sinais brasileira (libras) em unidades gramaticais. Duas linhas teóricas contribuíram para este projeto de forma crucial: a análise da conversa de base etnometodológica e a gramática baseada no uso. A análise da conversa, ao observar o modo como os próprios participantes se orientam uns em relação aos outros na interação, revela uma visão dos recursos gramaticais como práticas sociais voltadas à realização e coordenação de ações sociais na conversação. A gramática baseada no uso, ao explorar as relações entre língua, cognição e interação, revela o importante papel da prosódia e da gestualidade para o estabelecimento da atenção conjunta na interação. Na constituição do corpus, díades formadas por surdos adultos fluentes em libras foram gravadas num estúdio, com iluminação e câmeras posicionadas de modo a captar o rosto e o espaço de sinalização dos falantes, além de ambos em perfil. Um trecho da gravação foi selecionado para ser transcrito e utilizado como ponto de referência principal da análise, que envolveu duas etapas distintas. Na primeira fase...

Processos de estabelecimento da atenção conjunta em um bebê vidente e em outro com deficiência visual severa; Establishment of joint attention in a seer baby and in a severe visual impairment baby

Colus, Katia Miguel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2012 PT
Relevância na Pesquisa
66.79%
A atenção conjunta é considerada, na literatura específica, como sendo uma habilidade fundamental do bebê para que este possa, a partir dela, estabelecer um conjunto de dimensões básicas no seu desenvolvimento cognitivo, social e afetivo. A atenção conjunta se refere a comportamentos como olhar na direção do olhar do outro, observar a face, a intenção e os interesses do outro, mostrar e compartilhar interativamente objetos com outros. Episódios de atenção conjunta, portanto, podem quase ser denominados de episódios de atenção visual conjunta. Esta capacidade, como dado eminentemente visual, tem sido considerada como crucialmente importante para o desenvolvimento da capacidade interativa do bebê, sendo indispensável para que este se socialize. Entretanto, ao se pensar estes processos em crianças cegas ou com deficiência visual severa, depara-se com a pouca quantidade de informação disponível em dados de pesquisas. Assim, a meta desta pesquisa foi investigar se ocorreu e como ocorreu a construção, o estabelecimento e a manutenção do processo de atenção conjunta em um bebê vidente e um bebê com deficiência visual severa, ambos em interação com os parceiros em seu entorno. Para tal, partiu-se da verificação de quais pistas sensoriais o bebê ou os parceiros circundantes se utilizam nas interações (se pistas visuais...

Avaliação da gestão da atenção psicossocial na estratégia saúde da família : com a palavra os coordenadores; Evaluation of psychosocial care management in family health strategy: with word coordinators; Evaluación de la gestión de la atención psicosocial en salud de la familia: con la palabra los coordinadores

Mielke, Fernanda Barreto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
36.51%
A reforma psiquiátrica brasileira propôs um modelo de cuidado em saúde mental denominado atenção psicossocial, que conta com serviços localizados no território de vida dos usuários com transtorno psíquico. A atenção psicossocial é, hoje, a estratégia orientadora do cuidado em saúde mental, propondo um cuidado ampliado a partir do cotidiano de vida das pessoas que dele necessitam. Com isso, a relação entre atenção psicossocial e atenção básica, especialmente a saúde da família, foi fortalecida, incluindo o cuidado em saúde mental no processo de trabalho das equipes de saúde da família. O objetivo deste estudo foi avaliar a gestão da atenção psicossocial na estratégia saúde da família, na Zona Leste do município de Porto Alegre/RS. Trata-se de um estudo avaliativo qualitativo do tipo estudo de caso, estruturado a partir dos pressupostos teóricos e metodológicos da Avaliação de Quarta Geração. O grupo de interesse foi composto pelos coordenadores das 12 unidades de saúde da família da Gerência Distrital Partenon/Lomba do Pinheiro. A coleta dos dados ocorreu por meio de observação participante, a qual totalizou 144 horas, e entrevistas individuais, a partir do círculo hermenêutico-dialético no período de setembro a novembro de 2011. A análise dos dados...

Canto dos contos: o percurso de uma oficina de narração de histórias para adultos, no contexto de um Centro de Atenção Psicossocial

Guimarães, Juliana Cristina Silveira Bueno
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 63 f.
POR
Relevância na Pesquisa
36.18%
O presente trabalho tem por objetivo analisar a experiência de uma oficina de narração de histórias, a oficina Canto dos Contos, realizada no contexto terapêutico de um Centro de Atenção Psicossocial (um CAPS), equipamento do Sistema Único de Saúde (o SUS), na cidade de São Paulo, em 2012. Considerando o CAPS como parte fundamental da reforma psiquiátrica brasileira, a oficina expressiva de narração de histórias foi buscando, ao longo de seu percurso, delinear seus limites e marcar suas diferenças em relação aos espaços terapêuticos já existentes no CAPS. Assim, a partir da escuta conjunta e apreciação de narrativas, acessamos lembranças resgatadas pelos participantes e pudemos criar, relembrar e renovar memórias antes confusas e esquecidas. Como resultado final, rodas de narrativas foram realizadas dentro e fora do espaço terapêutico do CAPS e um livro foi publicado. Essa presente contextualização e reflexão acerca de um trabalho realizado por uma arte/educadora em um Centro de Atenção Psicossocial faz-se oportuna, uma vez que os CAPS’s e a saúde mental como um todo são um campo que vem se abrindo, cada vez mais, para profissionais de áreas artísticas, tanto pela afinidade que as Artes sempre tiveram com pensamentos que rompem com paradigmas de realidade...

Atenção conjunta em crianças surdas: especificidades do desenvolvimento e implicações para as práticas

Silva, Francisco Vaz da
Fonte: CIED - Centro de Interdisciplinar de Estudos Educacionais - Escola Superior de Educação de Lisboa Publicador: CIED - Centro de Interdisciplinar de Estudos Educacionais - Escola Superior de Educação de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /03/2012 POR
Relevância na Pesquisa
46.53%
Pretendemos neste trabalho abordar o desenvolvimento da atenção conjunta no contexto de interacções entre a criança e seus cuidadores pela importância que lhe é atribuída para o desenvolvimento sóciocognitivo e, em particular, o desenvolvimento da linguagem. O interesse por este tema advém também do relativo atraso que a investigação reporta no caso de crianças surdas filhas de pais ouvintes que se associa ao designado fenómeno de atenção dividida (Gallaway, 1998; Lederberg, 1993; Wood, Wood Griffiths, & Howarth, 1986). Por causa deste fenómeno, as crianças surdas têm de aprender a coordenar a sua atenção em relação à pessoa com quem interagem, bem como em relação a objecto ou eventos no seu ambiente. Pelas potenciais implicações para as práticas, analisaremos as estratégias de interacção usadas por mães surdas que, com mais facilidade do que mães ouvintes, andaimam o desenvolvimento das capacidades de coordenação da atenção visual das crianças e facilitam a ocorrência de episódios de atenção conjunta e a influencia que os resultados destas investigações têm tido em programas de intervenção precoce direccionados para o apoio a crianças surdas e suas famílias.

Intencionalidade comunicativa e atenção conjunta: uma análise em contextos interativos mãe-bebê

Aquino,Fabiola de Sousa Braz; Salomão,Nádia Maria Ribeiro
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 PT
Relevância na Pesquisa
66.67%
O objetivo deste estudo foi analisar as manifestações de intencionalidade comunicativa em episódios interativos mãe-bebê, considerando-se as relações entre intencionalidade comunicativa, atenção conjunta e trocas intersubjetivas mãe-bebê. Participaram dessa pesquisa seis díades mãe-bebê aos seis, nove e doze meses do bebê, observadas em suas residências, numa situação de brincadeira livre, durante quarenta minutos em cada etapa. Através das análises das observações foram identificados marcos na trajetória evolutiva e diferentes configurações sociocomunicativas e de atenção conjunta nas díades. Verificou-se que as aquisições de comunicação intencional e os diferentes contextos de atenção conjunta redirecionaram o curso das interações, em cada idade. Este estudo contribui para a discussão relativa à cognição social infantil com ênfase nas relações entre atenção conjunta, comunicação intencional e aquisição da linguagem.

Cooperação e apoio técnico entre estado e municípios: a experiência do programa articuladores da atenção básica em São Paulo

Andrade,Marta Campagnoni; Castanheira,Elen Rose Lodeiro
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.29%
Com os processos de regionalização no final dos anos 1990, os estados iniciam um resgate de seu papel político para enfrentamento da fragmentação do sistema público de saúde. Nesse processo, as secretarias estaduais de saúde, representadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde, passam a redefinir as funções do Estado junto à Atenção Básica. Na histórica atuação da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) na atenção primária, uma das marcas refere-se à expertise profissional nesse campo, que com o processo de municipalização migrou para os municípios, especialmente os de maior porte, ou redefiniu suas áreas de atuação no interior da própria SES-SP, em áreas como a vigilância epidemiológica e sanitária, a de avaliação e controle, entre outras. Esse capital humano foi em parte resgatado a partir de 2009, com o Programa Articuladores de Atenção Básica. O Programa representa uma política de apoio da SES-SP para os municípios, priorizando aqueles com população inferior a 100 mil habitantes, com o objetivo de auxiliar os gestores municipais na qualificação dos serviços de Atenção Básica e fortalecer esse nível de atenção no sistema público de saúde. Toma como objeto de trabalho o reconhecimento de prioridades de saúde locais e dos obstáculos para a melhoria da atenção à saúde...

Contribuições da habilidade de atenção conjunta para a cognição social infantil

Aquino,Fabíola de Sousa Braz; Salomão,Nádia Maria Ribeiro
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 PT
Relevância na Pesquisa
66.61%
O objetivo desse artigo é demonstrar a importância da habilidade da atenção conjunta e suas repercussões na cognição social e na aquisição da linguagem. Defende-se especificamente a ideia de que, no primeiro ano de vida, os bebês desenvolvem, através de atividades compartilhadas e da inserção na cultura, uma forma de comunicação intencional, alicerçada nas primeiras trocas intersubjetivas estabelecidas com adultos. Os debates em torno dessa temática recaem em pontos de vista divergentes. Discute-se, nesse aspecto, qual seria o marco evolutivo a partir do qual a criança se tornaria capaz de estabelecer períodos de atenção conjunta, bem como o momento em que tal habilidade estaria consolidada. Ressalta-se a necessidade de estudos que investiguem a atenção conjunta no primeiro ano de vida da criança, objetivando uma maior compreensão dessa habilidade, dadas as suas implicações no desenvolvimento comunicativo e da linguagem.

O acompanhamento terapêutico como estratégia de cuidado na atenção psicossocial

Acioli Neto,Manoel de Lima; Amarante,Paulo Duarte de Carvalho
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 PT
Relevância na Pesquisa
36.25%
O acompanhamento terapêutico constitui um importante instrumento de integração de projetos assistenciais centrados na atenção psicossocial. Suas ações se inserem como práticas opostas aos modelos asilares de tratamento, alinhando-se às propostas da reforma psiquiátrica e sanitária. Diante disso, questionase sobre a forma como a atenção psicossocial vem sendo desenvolvida dentro dos Centros de Atenção Psicossocial e buscam-se alternativas para a superação dos impasses da rede de saúde mental. O objetivo deste trabalho é refletir sobre as possibilidades de contribuição do acompanhante terapêutico dentro da atenção psicossocial. Assim, pode-se considerar que a atenção psicossocial ainda está em processo de construção como base assistencial dos atuais equipamentos da reforma psiquiátrica. Com isso, um ator que poderia atuar circulando nesses diferentes setores, nesses diferentes espaços, é o acompanhante terapêutico, promovendo a facilitação, a inserção e a construção conjunta do usuário ao seu universo cotidiano e em novas redes culturais/interacionais.

Internações pediátricas por condições sensíveis à atenção primária em Montes Claros, Minas Gerais, Brasil

Caldeira,Antônio Prates; Fernandes,Viviane Braga Lima; Fonseca,Walysson Pereira; Faria,Anderson Antônio
Fonte: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Publicador: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
36.37%
OBJETIVOS: avaliar a prevalência e os fatores associados às internações pediátricas por condições sensíveis à atenção primária (CSAP). MÉTODOS: realizouse inquérito hospitalar ao longo de um ano, com amostra representativa ealeatória de crianças internadas em um município do norte de Minas Gerais. Enfermarias pediátricas foram visitadas uma vez por semana em dias diferentes. Foram investigadas variáveis demográficas, socioeconômicas e relacionadas às condições de saúde. Para a definição das afecções sensíveis a atenção primária utilizou-se a relação oficial publicada pelo Ministério da Saúde. A regressão de Poisson foi utilizada para avaliação conjunta das variáveis associadas às internações por CSAP. RESULTADOS: foram entrevistadas 365 famílias e a prevalência de internações por CSAP foi de 41,4%(n=151). O modelo final revelou que, em uma análise conjunta, as variáveis se mantiveram estatisticamente associadas com as internações por CSAP foram: residir em área da Estratégia de Saúde da Família (RP=1,19; IC95%=1,03-1,61) e idade menor que dois anos de idade (RP=1,42; IC95%=1,35-1,51). CONCLUSÕES: a prevalência observada é semelhante à encontrada em outros estudos e salienta a necessidade de melhoria dos cuidados ambulatoriais para a faixa etária estudada.

A estratégia saúde da família como opção política e modelo de atenção

Verdi, Marta Inez Machado; Ros, Marco Aurélio Da; Cutolo, Luiz Roberto Agea
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Publicado em // PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.23%
Tópico 1 – A Estratégia Saúde da família como APS Ampliada O tópico apresenta a opção teórica e política do MS pela Atenção Básica de Saúde como forma estruturante de organização do modelo, sendo a Estratégia Saúde da Família a opção operacional de sua implantação e consolidação, por ter base territorial e comunitária, colocando a família na sociedade, sendo sua operacionalização competência das Secretarias Municipais de Saúde, de forma descentralizada. Também, demonstra como, ao longo do tempo o Programa de Saúde da Família (PSF) conquistou autoridade de estratégia, expandindo seus limites, reorganizando a APS, tornando-se Política Nacional de Atenção Básica da Saúde, consolidando os princípios do SUS: estratégia de organização do modelo assistencial; universalidade; territorialidade e adscrição; integralidade como principal eixo; promoção da saúde como ação nuclear; resposta à determinação social; interdisciplinaridade na relação da equipe; intersetorialidade; e participação social. Tópico 2 – A Equipe de Saúde da Família e suas atribuições O tópico apresenta o histórico, as características de formação e as atribuições das Equipes de Saúde da Família, demonstrando que o MS orienta que a elas cabe: planejar ações que produzam impacto sobre as condições de saúde da população; conceber saúde como um processo de responsabilidade compartilhada entre vários setores institucionais e a participação social; pautar suas ações entendendo a família como espaço social e buscar estratégias que otimizem as abordagens médicas e terapêuticas tradicionais. São apresentadas...

A estratégia saúde da família como opção política e modelo de atenção

Verdi, Marta Inez Machado; Ros, Marco Aurélio Da; Cutolo, Luiz Roberto Agea
Fonte: Universidade Aberta do SUS Publicador: Universidade Aberta do SUS
Formato: Conteúdo Online do módulo de Saúde de Sociedade: A estratégia saúde da família como opção política e modelo de atenção.Unidade 5 do módulo 2 que compõe o Curso de Especialização Multiprofissional em Saúde da Família. Arquivo .zip contendo
PT_BR
Relevância na Pesquisa
36.25%
Tópico 1 – A Estratégia Saúde da família como APS Ampliada O tópico apresenta a opção teórica e política do MS pela Atenção Básica de Saúde como forma estruturante de organização do modelo, sendo a Estratégia Saúde da Família a opção operacional de sua implantação e consolidação, por ter base territorial e comunitária, colocando a família na sociedade, sendo sua operacionalização competência das Secretarias Municipais de Saúde, de forma descentralizada. Também, demonstra como, ao longo do tempo o Programa de Saúde da Família (PSF) conquistou autoridade de estratégia, expandindo seus limites, reorganizando a APS, tornando-se Política Nacional de Atenção Básica da Saúde, consolidando os princípios do SUS: estratégia de organização do modelo assistencial; universalidade; territorialidade e adscrição; integralidade como principal eixo; promoção da saúde como ação nuclear; resposta à determinação social; interdisciplinaridade na relação da equipe; intersetorialidade; e participação social. Tópico 2 – A Equipe de Saúde da Família e suas atribuições O tópico apresenta o histórico, as características de formação e as atribuições das Equipes de Saúde da Família, demonstrando que o MS orienta que a elas cabe: planejar ações que produzam impacto sobre as condições de saúde da população; conceber saúde como um processo de responsabilidade compartilhada entre vários setores institucionais e a participação social; pautar suas ações entendendo a família como espaço social e buscar estratégias que otimizem as abordagens médicas e terapêuticas tradicionais. São apresentadas...

Cooperação e apoio técnico entre estado e municípios: a experiência do programa articuladores da atenção básica em São Paulo; Cooperation and technical support between state and municipalities: the experience of the primary health care articulators program in São Paulo

Andrade, Marta Campagnoni; Castanheira, Elen Rose Lodeiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2011 POR
Relevância na Pesquisa
36.29%
Com os processos de regionalização no final dos anos 1990, os estados iniciam um resgate de seu papel político para enfrentamento da fragmentação do sistema público de saúde. Nesse processo, as secretarias estaduais de saúde, representadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde, passam a redefinir as funções do Estado junto à Atenção Básica. Na histórica atuação da Secretária de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) na atenção primária, uma das marcas refere-se à expertise profissional nesse campo, que com o processo de municipalização migrou para os municípios, especialmente os de maior porte, ou redefiniu suas áreas de atuação no interior da própria SES-SP, em áreas como a vigilância epidemiológica e sanitária, a de avaliação e controle, entre outras. Esse capital humano foi em parte resgatado a partir de 2009, com o Programa Articuladores de Atenção Básica. O Programa representa uma política de apoio da SES-SP para os municípios, priorizando aqueles com população inferior a 100 mil habitantes, com o objetivo de auxiliar os gestores municipais na qualificação dos serviços de Atenção Básica e fortalecer esse nível de atenção no sistema público de saúde. Toma como objeto de trabalho o reconhecimento de prioridades de saúde locais e dos obstáculos para a melhoria da atenção à saúde...

Behavioral interventions for teaching joint attention to children with autism: A literature review; Intervenções Comportamentais no Ensino de Atenção Conjunta para Crianças com Autismo: Uma revisão de literatura

Bacelar, Flávia Teresa Neves Silva; Universidade Federal do Pará; Alves de Souza, Carlos Barbosa; Universidade Federal do Pará
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2015 POR
Relevância na Pesquisa
66.61%
This paper reviewed studies based on Behavior Analysis methodologies and procedures that investigated the teaching of joint attention (JA) for children with autism, trying to describe and analyze the variables involved in teaching joint attention responses (JAR) and initiation of joint attention (IJA). The following aspects were evaluated: JA components and responses classes for JAR and IJA trained; procedures used; discriminative stimuli and reinforcers used; family participation, and; results for acquisition and generalization. The results of the review showed the success in establishing RJA and IJA through behavioral procedures and indicated some strategies that may favor the maintenance and generalization of these repertoires. Futures studies should be carried out to investigate the relationship between JA acquisition and basic verbal operants.; Este trabalho revisou estudos baseados na metodologia e procedimentos da Análise do Comportamento que investigaram o ensino da atenção conjunta (AC) para crianças com autismo, procurando descrever e analisar as variáveis envolvidas no ensino de resposta de atenção conjunta (RAC) e de iniciação de atenção conjunta (IAC). Foram avaliados: componentes da AC e classes de respostas de RAC e IAC treinados; procedimentos utilizados; estímulos discriminativos e reforçadores usados; participação de familiares; e resultados de aquisição e generalização. Os resultados da revisão mostraram o sucesso em estabelecer RAC e IAC através de procedimentos comportamentais e apontam quais estratégias podem favorecer a manutenção e generalização desses repertórios. Sugere-se a necessidade de estudos que avaliem a relação entre AC e operantes verbais básicos.

CRIANÇA E DESENHO ANIMADO: UM CONTEXTO PARA A ATENÇÃO CONJUNTA CHILD AND CARTOON: A SETTING FOR JOINT ATTENTION

Costa Filho, José Moacir Soares da
Fonte: PROLÍNGUA Publicador: PROLÍNGUA
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/06/2014 POR
Relevância na Pesquisa
46.43%
Com o advento de desenhos animados que favorecem a interação entre o telespectador e a animação, assistir televisão torna-se uma rotina na vida da criança. Assim, neste trabalho, temos por objetivo investigar como a atenção conjunta se constitui diante de um contexto em que mãe e criança, na faixa-etária de três a quatro anos, assistem ao desenho animado Pocoyo, cuja configuração impulsiona a interação entre criança e animação. Para tanto, observamos dados naturalísticos de duas díades mãe-criança. As análises apontam para a constituição de três formatos de atenção conjunta envolvendo tanto a instância real (díade) quanto a instância virtual (animação).

COMPREENDENDO A ATENÇÃO CONJUNTA E AQUISIÇÃO DE LINGUAGEM NAS ESPECIFICIDADES DA CEGUEIRA

da Fonte, Renata Fonseca Lima
Fonte: DLCV - Língua, Linguística & Literatura Publicador: DLCV - Língua, Linguística & Literatura
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa Empírica de Campo Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.67%
Este artigo tem como objetivo principal compreender a atenção conjunta e aquisição da linguagem em criança cega. Para isso, realizamos uma investigação longitudinal, cujo corpus foi composto por registros videografados, de situações cotidianas ocorridas com a díade mãe-criança cega no ambiente domiciliar por um período de aproximadamente um ano. Fundamentamos nosso estudo na perspectiva sociocognitiva, proposta por Tomasello (1995, 2003), considerando suas contribuições acerca da atenção conjunta. Nossos dados mostraram que situações de engajamento na interação de atenção conjunta com a mãe contribuíram para aquisições verbais da criança; que essas situações envolveram a integração de elementos multimodais maternos e os da criança; entre os quais o toque teve papel de destaque ao substituir o estatuto do olhar. Esperamos que essas constatações favoreçam reflexões para se pensar em caminhos alternativos para engajar a criança cega em cenas de atenção conjunta, contribuindo para a aquisição da linguagem.

ATENÇÃO CONJUNTA E DESENHO ANIMADO: DA INTERAÇÃO À REFERÊNCIA LINGUÍSTICA

Costa Filho, José Moacir Soares da
Fonte: DLCV - Língua, Linguística & Literatura Publicador: DLCV - Língua, Linguística & Literatura
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Análise linguística Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.71%
Este trabalho tem por objetivo analisar cenas de atenção conjunta de uma díade em um contexto em que mãe e criança, com idade entre três e quatro anos, assistem ao desenho animado espanhol Pocoyo, dirigido a criança em idade pré-escolar. Partimos, portanto, da consideração de que o formato da atenção conjunta permanece na rotina infantil após a inserção na linguagem e pode contribuir para consolidação da referência linguística. A discussão teórica sobre a atenção conjunta baseia-se principalmente em Tomasello (1995, 2003, 2005, 2011), já sobre referência linguística, partimos das considerações de Blühdorn (1999) e Diessel (2006). Em nossas análises, além de percebermos que a estrutura interativa do desenho animado favorece o estabelecimento da atenção conjunta, notamos que, embora a criança integrante da díade analisada já tenha adquirido linguagem, o formato da atenção conjunta apresenta-se como uma estratégia ainda presente em sua rotina e contribui para a consolidação da referência linguística.

A IMPORTÂNCIA DOS CONTEXTOS DE ATENÇÃO CONJUNTA PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIOCOGNITIVO INFANTIL

Medeiros, Carolina Silva
Fonte: DLCV - Língua, Linguística & Literatura Publicador: DLCV - Língua, Linguística & Literatura
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Revisão da literatura. Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.72%
O presente ensaio tem por objetivo refletir sobre aspectos relacionados ao desenvolvimento sociocognitivo infantil, com foco no desenvolvimento linguístico e na relação estabelecida com os contextos de atenção conjunta. Com base em uma perspectiva sociointeracionista, considera-se primordial as interações sociais entre o adulto-bebê, para que a linguagem seja adquirida. A atenção conjunta acontece quando, em uma relação diádica, o foco da atenção passa a ser dividido para um evento ou objeto exterior à relação. É por meio das cenas de atenção conjunta que as bases sociocognitivas necessárias para a comunicação simbólica se estabelecem. Estudos revelam que os contextos de atenção conjunta atuam como preditores no desenvolvimento linguístico. Logo, a presença da atenção conjunta no início do desenvolvimento infantil será um diferenciador para a aquisição linguística, posto que promove o estabelecimento de um foco conversacional, através de um contexto comum tanto à criança quanto à pessoa com a qual se relaciona.

O GESTO APONTAR COMO CATALIZADOR NAS CENAS DE ATENÇÃO CONJUNTA NAS INTERAÇÕES MÃE-BEBÊ

Rodrigues-Leite, Jan Edson; Lima, Kátia Araújo de; Aureliano, Thalita Maria Lucindo; Lima, Valdenice Pereira de
Fonte: DLCV - Língua, Linguística & Literatura Publicador: DLCV - Língua, Linguística & Literatura
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.43%
O presente ensaio tem por objetivo compreender a relação entre a emergência do apontar e das holófrases para o processo de aquisição da linguagem, bem como relacionar a tipologia de apontares que emergem na primeira infância com os fragmentos enunciativos do bebê. Tomamos como um dos aparatos teóricos Tomasello (2003), que afirma haver um período de desenvolvimento cognitivo intenso das crianças a partir dos nove meses, no qual podemos supor que o infante começa a se inserir em práticas intersubjetivas envolvendo o outro como interlocutor em cenas de atenção conjunta e dessa forma passando a participar de maneira interativa.

A EMERGÊNCIA DO ENVELOPE MULTIMODAL EM CONTEXTOS DE ATENÇÃO CONJUNTA DE DÍADES MÃE-BEBÊ

Ávila-Nóbrega, Paulo Vinícius; Cavalcante, Marianne Carvalho Bezerra
Fonte: DLCV - Língua, Linguística & Literatura Publicador: DLCV - Língua, Linguística & Literatura
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Pesquisa Empírica de Campo Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2013 POR
Relevância na Pesquisa
66.54%
O intuito de nossa pesquisa é apresentar o acompanhamento da emergência da língua enquanto instância multimodal em contextos de atenção conjunta de duas díades mãe-bebê, (B e C), dos 08 aos 14 meses de vida da criança. Adotamos a perspectiva de Envelope Multimodal, ou seja, a mescla de três componentes da interação – olhar, gestos e produção vocal – que emergem concomitantemente. Tomamos como premissa a noção de multimodalidade proposta por McNeill (1985) e teorias de Tomasello (2003) a respeito da atenção conjunta. Os resultados mostram que a díade faz uso do plano de composição multimodal para interagir em cenas dialógicas.