Página 1 dos resultados de 1192 itens digitais encontrados em 0.060 segundos

Conservação de sementes de Magnolia ovata St. Hil; Magnolia ovata St. Hil. seed conservation

PUPIM, Túlio Lourenço; NOVEMBRE, Ana Dionisia da Luz Coelho; BRANCALION, Pedro Henrique Santin; MORAES, Maria Heloisa Duarte de; MONDO, Vitor Henrique Vaz; LABONIA, Victor Domiciano de Silos
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
116.2%
A pesquisa foi regularizada com o objetivo de estudar a influência do teor de água da semente e da temperatura de armazenamento sobre a conservação das sementes de Magnolia ovata (Magnoliaceae), uma árvore nativa brasileira. Para tanto, sementes recém colhidas com 23,5% de água foram submetidas à secagem para a obtenção de sementes com os teores de água de 17,4%, 10,9% e 7,1%. Em seguida, as sementes foram acondicionadas em sacos de polietileno e armazenadas a 15ºC e a 20ºC. As sementes foram armazenadas por 180 dias e avaliadas mensalmente quanto ao teor de água, à emergência, ao índice e à velocidade de emergência da plântula e ao comprimento e à massa da matéria seca da plântula. A conservação das sementes de Magnolia ovata é favorecida pela secagem das sementes; as condições favoráveis para a conservação são sementes com 10,9% de água e 15ºC ou 20ºC de temperatura do ambiente de armazenamento.; The research aimed to study the influence of the seed moisture content and storage temperature on Magnolia ovata (Magnoliaceae) seed conservation, a native Brazilian tree. Thus, recently harvested seeds with moisture content of 23.5% were dried to obtain seed lots with moisture content of 17.4 %, 10.9% and 7.1%. Then...

Germinação e armazenamento de sementes de COCA (Erythroxylum ligustrinum DC. - Erythroxylaceae)

Silva, Breno Marques da Silva e; Cesarino, Fabiano; Sader, Rubens; Lima, Juliana Domingues
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES) Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 25-29
POR
Relevância na Pesquisa
106.22%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da temperatura sobre a germinação e o armazenamento de sementes de Erythroxylum ligustrinum DC. As sementes foram colocadas germinar caixas de plásticas sobre duas folhas de papel, umedecidas com Nistatina 0, 2%, mantidas em germinadores nas temperaturas constantes de 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40 e 45ºC e com fotoperíodo de 12 horas. Para o armazenamento, as sementes foram colocadas em sacos de papel, mantidos à temperatura ambiente e em geladeira. em seguida, mensalmente, foi avaliada a germinação das sementes. A temperatura mínima, a faixa de temperatura ideal e a temperatura máxima para germinação de sementes de coca estão entre 10 e 15ºC, 25 e 30ºC e 40 e 45ºC, respectivamente. O armazenamento de sementes coca por longo período é inviável em embalagens de papel na geladeira (10ºC ± 2) e em temperatura ambiente (27ºC ± 5).; The objective this work was to evaluate the effect of the temperature on seeds storage and germination of the Erythroxylum ligustrinum DC. To develop this research, seeds ware placed in plastic boxes contained wetted paper with nistatina (0.2%) and kept at 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40 and 45ºC, during the photoperiod of 12 hours. In the storage...

Armazenamento de sementes de carolina em diferentes temperaturas e embalagens

Oliveira, Camila de; Silva, Breno Marques da Silva e; Sader, Rubens; Moro, Fabiola Vitti
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 68-74
POR
Relevância na Pesquisa
106.18%
O objetivo do presente trabalho foi determinar a embalagem e a temperatura adequadas para o armazenamento de sementes de carolina. As sementes foram armazenadas em sacos de papel e de plástico, mantidas em 0±2; 10±2; 20±2°C e 60 5% de umidade relativa do ar (UR) e em temperatura ambiente (23,4±3,3°C) e 68,7±9%UR. O teor de água, a germinação e o vigor foram determinados trimestralmente. Durante o armazenamento, o teor de água das sementes foi de aproximadamente 8,9%. A embalagem saco de plástico e a temperatura de 0°C são adequadas para o armazenamento das sementes de carolina.; The objective of the present research was to determine the more adequated packing and temperature for storage of carolina seeds. The seeds were stored in paper and plastic packings and kept in 0±2; 10±2; 20±2°C and 60 5% air relative humidity (ARH) and in ambient temperature (23,4±3,3°C) and 68,7±9% ARH. Quarterly, the water seed content, germinative test and seed vigour were avaluated. During storage, the seed water content was approximately 8.9%. The plastic packing (plastic bag) and tempertature of 0oC are adequated for storage of carolina seeds.

Colheita e armazenamento de sementes de gabiroba (Campomanesia adamantium Camb. - Myrtaceae) e implicações na germinação

Melchior,Saulo José; Custódio,Ceci Castilho; Marques,Tadeu Alcides; Machado Neto,Nelson Barbosa
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 PT
Relevância na Pesquisa
96.27%
O objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento de sementes de gabiroba em relação ao ponto de colheita, armazenamento e implicações na germinação. Para caracterização e ponto de colheita foram avaliados frutos de sete plantas, determinando-se o diâmetro, massa fresca de casca, polpa e sementes, número de sementes por fruto, graus Brix da polpacorrigidos para 20(0)C e germinação das sementes recém colhidas, sem retirada da mucilagem. O estudo do armazenamento compreendeu o experimento um, onde foram comparados os seguintes tratamentos: sementes frescas postas para germinar imediatamente após a retirada da mucilagem e outras armazenadas em frasco de vidro fechado a 25(0)C e a 8(0)C e em saco de papel a 25ºC e 60%UR, por 30 dias. O experimento dois (resistência à dessecação) consistiu na instalação diária da germinação (por cinco dias) e na verificação do grau de umidade das sementes mantidas em ambiente de laboratório (25(0)C e 60%UR), considerando-se como testemunha as sementes frescas (primeiro dia), logo após a retirada da mucilagem. No experimento três, os frutos foram armazenados por 20 dias: a temperatura média de 25(0)C, dentro de uma vasilha de louça coberta com uma peneira; em saco de polietileno a 8(0)C e a -18(0)C. As sementes frescas...

Efeito da irrigação, épocas de corte da forragem e doses de nitrogênio sobre a qualidade de sementes de milheto (Pennisetum americanum (L.) Leeke)

Jornada,João Batista Jornada da; Medeiros,Renato Borges de; Pedroso,Carlos Eduardo da Silva; Saibro,João Carlos de; Silva,Marcelo Abreu da
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
105.99%
O trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da irrigação, da épocas de remoção da forragem e de quatro doses de nitrogênio (N) (0, 50, 100 e 150 kg/ha) sobre a qualidade de sementes de milheto (Pennisetum americanum (L.) Leeke). Os cortes foram realizados a uma altura de 20 cm, aos 41 dias apos semeadura, na E1 e aos 51 na E2 . Foram determinados o peso de mil sementes (PMS), o teor de nitrogênio, a germinação e o vigor pelos testes de: condutividade elétrica, envelhecimento acelerado a 48 e 72 horas, primeira contagem de germinação e teste de emergência a campo. A remoção precoce da forragem (E1) afeta positivamente a qualidade das sementes de milheto. Aplicações de nitrogênio podem contribuir para a melhoria da qualidade fisiológica da semente de milheto e associadas à irrigação proporcionam sementes com maior capacidade de emergência.O conteúdo de nitrogênio das sementes não e afetado em função da aplicação de nitrogênio em cobertura.

Germinação e armazenamento de sementes de COCA (Erythroxylum ligustrinum DC. - Erythroxylaceae)

Silva,Breno Marques da Silva e; Cesarino,Fabiano; Sader,Rubens; Lima,Juliana Domingues
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 PT
Relevância na Pesquisa
106.22%
O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da temperatura sobre a germinação e o armazenamento de sementes de Erythroxylum ligustrinum DC. As sementes foram colocadas germinar caixas de plásticas sobre duas folhas de papel, umedecidas com Nistatina 0, 2%, mantidas em germinadores nas temperaturas constantes de 5, 10, 15, 20, 25, 30, 35, 40 e 45ºC e com fotoperíodo de 12 horas. Para o armazenamento, as sementes foram colocadas em sacos de papel, mantidos à temperatura ambiente e em geladeira. Em seguida, mensalmente, foi avaliada a germinação das sementes. A temperatura mínima, a faixa de temperatura ideal e a temperatura máxima para germinação de sementes de coca estão entre 10 e 15ºC, 25 e 30ºC e 40 e 45ºC, respectivamente. O armazenamento de sementes coca por longo período é inviável em embalagens de papel na geladeira (10ºC ± 2) e em temperatura ambiente (27ºC ± 5).

Armazenamento de sementes de ipê-branco e ipê-roxo em diferentes embalagens e ambientes

Borba Filho,Aluisio Brigido; Perez,Sonia Cristina Juliano Gualtieri de Andrade
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
116.23%
O armazenamento em condições ideais é de fundamental importância para a conservação da qualidade fisiológica de um lote de sementes. Nesse trabalho procurou-se identificar a condição adequada para o armazenamento de sementes de ipê-branco (Tabebuia roseo-alba (Ridl.) Sand.) e de ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa (Mart.) Standl.), bem como avaliar métodos para estimar alterações na viabilidade e no vigor dessas sementes. Diferentes grupos de sementes foram acondicionados em saco de polietileno, saco de papel Kraft e lata e armazenados por até 300 dias em condições de laboratório, geladeira e câmara refrigerada. No início do armazenamento e a cada 60 dias, determinaram-se o teor de água, a porcentagem e a velocidade de germinação e a condutividade elétrica da solução de embebição das sementes. A melhor condição para conservação de sementes de T. roseo-alba e T. impetiginosa foi obtida com o acondicionamento em lata e manutenção em geladeira. Sementes de T. impetiginosa também podem ser conservadas embaladas em saco de polietileno, saco de papel ou lata quando estocadas em câmara refrigerada. Alterações no vigor de sementes dessas espécies são primeiramente identificadas pela redução da velocidade de germinação.

Conservação de sementes de Magnolia ovata St. Hil

Pupim,Túlio Lourenço; Novembre,Ana Dionisia da Luz Coelho; Brancalion,Pedro Henrique Santin; Moraes,Maria Heloisa Duarte de; Mondo,Vitor Henrique Vaz; Labonia,Victor Domiciano de Silos
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 PT
Relevância na Pesquisa
106.2%
A pesquisa foi regularizada com o objetivo de estudar a influência do teor de água da semente e da temperatura de armazenamento sobre a conservação das sementes de Magnolia ovata (Magnoliaceae), uma árvore nativa brasileira. Para tanto, sementes recém colhidas com 23,5% de água foram submetidas à secagem para a obtenção de sementes com os teores de água de 17,4%, 10,9% e 7,1%. Em seguida, as sementes foram acondicionadas em sacos de polietileno e armazenadas a 15ºC e a 20ºC. As sementes foram armazenadas por 180 dias e avaliadas mensalmente quanto ao teor de água, à emergência, ao índice e à velocidade de emergência da plântula e ao comprimento e à massa da matéria seca da plântula. A conservação das sementes de Magnolia ovata é favorecida pela secagem das sementes; as condições favoráveis para a conservação são sementes com 10,9% de água e 15ºC ou 20ºC de temperatura do ambiente de armazenamento.

Tratamento químico, revestimento e armazenamento de sementes de Brachiaria brizantha cv. Marandu

Santos,Flávia Carvalho; Oliveira,João Almir; Pinho,Édila Vilela de Resende Von; Guimarães,Renato Mendes; Vieira,Antônio Rodrigues
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 PT
Relevância na Pesquisa
106.31%
A agregação de valor às sementes de Brachiaria spp., utilizando métodos e tecnologias de beneficiamento de sementes como o recobrimento das sementes é uma exigência do mercado consumidor, cada vez mais competitivo. Apesar do incremento no uso de sementes recobertas verificado no mercado nos últimos anos, são poucas as informações disponíveis na literatura sobre o comportamento destas sementes durante o período de armazenamento. Neste contexto, objetivou-se, neste trabalho, avaliar o efeito de diferentes materiais de revestimento em associação com tratamento químico sobre desempenho das sementes durante o armazenamento. Foram utilizadas sementes de Brachiaria brizantha cv. Marandu, e estas foram revestidas em uma betoneira adaptada, utilizando quatorze tipos de revestimento e como testemunha foram utilizadas sementes sem revestimento; combinados com e sem tratamento químico e armazenadas em condição ambiente. As avaliações da qualidade fisiológica pelo teste de germinação e emergência de plântulas e sanitária foram realizadas durante 0, 3, 6, 9 e 12 meses de armazenamento. Conclui-se que sementes revestidas com Areia + PVA e Areia + CaSiO3 + PVA ou polímero, tratadas quimicamente, mantém sua qualidade fisiológica ao longo dos 12 meses de armazenamento; o tratamento químico com fungicida Carbendazim + Thiram e inseticida Fipronil nas sementes revestidas ou não...

Aplicação de fungicida em plantas de arroz irrigado e seu efeito na qualidade de sementes durante o armazenamento

Teló,Gustavo Mack; Marchesan,Enio; Ferreira,Rafael Bruck; Menezes,Nilson Lemos de; Hansel,Dâmaris Sulzbach Santos; Sartori,Gerson Meneghetti Sarzi
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.27%
O armazenamento de sementes de arroz irrigado consiste na preservação da qualidade fisiológica das sementes para novos cultivos, podendo associar a aplicação de fungicida na parte aérea das plantas, como auxílio para manter esta qualidade. Objetivou-se com esta pesquisa avaliar o efeito da mistura fungicida de propiconazol+trifloxistrobina na parte aérea das plantas, em diferentes estádios de desenvolvimento da cultura do arroz irrigado, sobre a qualidade fisiológica e sanitária de sementes produzidas e armazenadas em dois ambientes, por seis meses. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso, com quatro repetições, em esquema fatorial (4x2x4), sendo os fatores; aplicação da mistura do fungicida propiconazol+trifloxistrobina na parte aérea das plantas nos estádios R2, R3, R2+R4 e sem a aplicação de fungicida durante o ciclo da cultura; dois locais de armazenamento (câmara fria e seca e armazém) e 0, 2, 4 e 6 meses de armazenamento. Conclui-se que o uso de duas aplicações da mistura fungicida (propiconazol+trifloxistrobina) reflete-se positivamente na germinação e no vigor das sementes, bem como na redução da incidência de fungos associados às sementes; o aumento do tempo de armazenamento reduz o vigor e a germinação das sementes...

Armazenamento de sementes de carolina em diferentes temperaturas e embalagens

Oliveira,Camila de; Silva,Breno Marques da Silva e; Sader,Rubens; Môro,Fabiola Vitti
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 PT
Relevância na Pesquisa
106.18%
O objetivo do presente trabalho foi determinar a embalagem e a temperatura adequadas para o armazenamento de sementes de carolina. As sementes foram armazenadas em sacos de papel e de plástico, mantidas em 0±2; 10±2; 20±2°C e 60 5% de umidade relativa do ar (UR) e em temperatura ambiente (23,4±3,3°C) e 68,7±9%UR. O teor de água, a germinação e o vigor foram determinados trimestralmente. Durante o armazenamento, o teor de água das sementes foi de aproximadamente 8,9%. A embalagem saco de plástico e a temperatura de 0°C são adequadas para o armazenamento das sementes de carolina.

Potencial de armazenamento de sementes de soja transgênica X convencional.

GIACHINI, R. M.; ALBUQUERQUE, M. C. F.; ARAUJO, M. M. V.; RIBEIRO, T. L.; FRANCA NETO, J. B.
Fonte: Informativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 2, ago. 2011. CD-ROM. Edição dos Anais do XVII Congresso Brasileiro de Sementes., Natal, ago. 2011. Publicador: Informativo ABRATES, Londrina, v. 21, n. 2, ago. 2011. CD-ROM. Edição dos Anais do XVII Congresso Brasileiro de Sementes., Natal, ago. 2011.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.24%
A soja Roundup Ready (RR) foi a primeira planta transgênica a ser aprovada para alimentação humana e animal para cultivo no Brasil. No caso da soja resistente ao glyphosate, a tolerância ao herbicida foi obtida pela inserção de um gene oriundo do genoma da Agrobacterium sp. Sob tratamento com esse herbicida, as plantas de soja não são afetadas, em virtude da ação continuada e sistemática dessa enzima alternativa, insensível ao produto. Porém, há relatos de decréscimo no potencial de armazenamento de sementes de soja transgênica, quando comparadas às convencionais. Neste trabalho o objetivo foi avaliar o potencial de armazenamento de sementes de variedades de soja transgênica (RR), comparativo a suas isolinhas não geneticamente modificadas. O potencial fisiológico (germinação e vigor - envelhecimento acelerado e emergência em areia) das variedades transgênicas foi analisado comparativamente com suas isolinhas em quatro períodos de armazenamento, com quatro repetições cada teste. As avaliações foram realizadas a cada dois meses. As variedades testadas foram BRS Valiosa RR e sua isolinha BR 46 Conquista; BRS 255 RR e BRS 137; BRS 245 RR e BRS 133. As variedades foram semeadas na mesma época e local, com o mesmo manejo cultural. Foi realizada capina manual...

Capacidade de armazenamento de sementes de Coffea arabica L. em diferentes estádios de maturação e submetidas à diferentes métodos de secagem.

VEIGA, A. D.; ROSA, S. D. V. F. da; GUIMARÃES, R. M.; VON PINHO, E. R. V.; SILVA, L. H. de C. e.
Fonte: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 4., 2005, Londrina. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2005. Publicador: In: SIMPÓSIO DE PESQUISA DOS CAFÉS DO BRASIL, 4., 2005, Londrina. Anais... Brasília, DF: Embrapa Café, 2005.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.3%
O momento da colheita e os métodos de secagem podem influenciar a qualidade de sementes de cafeeiro durante o armazenamento. Este trabalho foi realizado com o objetivo de estabelecer os efeitos do estádio de desenvolvimento e do método de secagem sobre a qualidade fisiológica e a capacidade de armazenamento de sementes de cafeeiro. Os ensaios foram realizados nos Laboratórios de Análise de Sementes e Eletroforese do Departamento de Agricultura da UFLA. Os frutos do cultivar Rubi foram colhidos, despolpados, desmucilados por fermentação à 30ºC por 24 horas e as sementes lavadas e deixadas sobre papel para retirada da água superficial, antes de serem submetidas à secagem convencional (à sombra) e secagem em secador estacionário à temperatura de 35ºC. Como testemunha foram analisadas sementes sem secagem. As avaliações foram feitas imediatamente após os tratamentos de secagem e após quatro e oito meses de armazenamento. As sementes foram armazenadas a 10ºC em embalagens plásticas e herméticas. Foram realizados os testes de germinação, de protrusão radicular, de matéria seca de plântulas, de índice de velocidade de emergência, de condutividade elétrica, além de análises eletroforéticas da enzima endobmananase e de proteínas resistentes ao calor. O delineamento foi inteiramente ao acaso em esquema fatorial 2 (estádios de desenvolvimento) x 3 (secagens) x 3 (tempo de armazenamento)...

Teste de vigor em sementes de sorgo para predizer o armazenamento.

ANDRADE, R.V. de; AZEVEDO, J.T. de; BORBA, C. da S.; OLIVEIRA, A. C. de
Fonte: Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 15, n. 2, p. 171-175, 1993. Publicador: Revista Brasileira de Sementes, Brasília, v. 15, n. 2, p. 171-175, 1993.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
PT_BR
Relevância na Pesquisa
96.31%
O teste padrão de germinação é realizado em condições adequadas de umidade. temperatura e luminosidade. e por isso não é "per si" um indicativo para o armazenamento seguro e de um bom desempenho das sementes no campo. As transformações degenerativas sofridas pelas sementes, na maioria das vezes não são avaliadas pelo teste de germinação, como são pelos testes de vigor. Por isso, um experimento foi instalado no laboratório de análise de sementes do Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo (CNPMS), com o objetivo de avaliar o vigor em sementes de sorgo e comparar os resultados com a germinação obtida trimestralmente durante dezoito meses de armazenamento, em condições ambientais de armazém convencional.. Sementes de dezoito cultivares foram submetidas ao teste de solução de cloreto de amônio (NH4CI) e ao teste de envelhecimento precoce. Os resultados foram comparados utilizando-se correlações e distâncias euclidianas entre os testes de vigor e as porcentagens de germinação obtidas em diferentes períodos de armazenamento. Verificaram-se correlações positivas significativas entre as porcentagens de vigor e germinação das sementes na maioria dos períodos de armazenamento. Observou-se também uma maior similaridade...

Armazenamento de sementes de Jatobá - Hymenaea courbaryl/ Caesalpinaceae.

GOMES, R. B.; GARCIA, L. C.; SOUSA, S. G. A. de
Fonte: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA OCIDENTAL, 8., 2011, Manaus. Anais... Manaus: Embrapa Amazônia Ocidental, 2012. p. 13-21. (Embrapa Amazônia Ocidental. Documentos, 99). Publicador: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA AMAZÔNIA OCIDENTAL, 8., 2011, Manaus. Anais... Manaus: Embrapa Amazônia Ocidental, 2012. p. 13-21. (Embrapa Amazônia Ocidental. Documentos, 99).
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 33-41.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
106.03%
Neste trabalho, objetivou-se avaliar o efeito de diferentes embalagens e ambientes, no comportamento de sementes de Jatobá, durante duas épocas de armazenamento.; 2012

Estimativa do potencial de armazenamento de soja, atrav??s do vigor das sementes; Vigor tests to estimate soybean seed storage potential

PASCUALI, Luiz Carlos
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.3%
Seed storage potential is affected by harvesting time, genotype, environment conditions and storage conditions. Maintenance of seed vigor ensures adequate crop establishment with high agronomic performance. Thus, the present study aimed to evaluate the reduction in vigor of soybean seeds in relation to the location and storage period. Three experiments were conducted with soybean varieties: BMX Apolo RR; BMX Pot??ncia RR and 53 RR FUNDACEP. The seeds were obtained in the field, soon after reaching reproductive R7, being dry, threshing by hand, placed in paper bags and stored in a refrigerated environment, environmental conditions and at 30??C and relative humidity of 70%. Analyses were performed monthly to monitor the physiological quality of the seeds through germination, accelerated aging 41?? C for 48 hours, accelerated aging 42??C for 48 hours, cold test and field emergence. Based on the results it was concluded that: 1) the soybean seed storage at constant temperature of 30??C causes vigor reduction on 60 days storage; 2) loss of vigor is not linearly; 3) the potential storage of soybean seeds under cold conditions is more than 210 days; and 4) soybean seed storage potential depends also on the cultivar.; O potencial de armazenamento das sementes ?? afetado pela ??poca de colheita...

Desempenho de sementes de Vigna unguiculata (L.) Walp tratadas com fungicidas, inseticidas e micronutrientes sob diferentes condi????es de armazenamento; Performance of Vigna unguiculata (L.) Walp seeds treated with fungicides, insecticides and micronutrients in different storage conditions

OLIVEIRA, Lucicl??ia Mendes de
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
96.28%
Cowpea is a leguminous very cultivated in North and Northeast in Brazil. It is a crop from Africa, but it has good adaptability in these areas. It is important protein source for poor people of these regions, besides generating employment and income. Seed treatment is important to control and prevent possible pests and diseases attacks that could damage physiological seed quality, reduce plant stand and cause economic damage. It is also possible to apply nutrients via seeds; in this case, nutrients will be readily available to plants shortly after germination. Therefore, the objective of this study was to evaluate the performance of cowpea seeds treated with fungicides, insecticides and micronutrients in different storage conditions. The experiment was conducted at Seed Analysis Laboratory of the Federal University of Para??ba, and the seeds were treated as follows: 1-control (no treated), 2-micronutrient Comol 118 (composed of 1% cobalt and molybdenum 8%), 3-thiamethoxan insecticide (Cruiser 350FS?? - 300mL per 100kg of seed-1), 4-Insecticide and fungicide: fipronil and pyraclostrobin + thiophanate methyl (Standak?? top-200mL per 100kg of seed-1), 5-Imidacloprid + thiodicarb (Cropstar ?? - 300mL- per 100kg of seeds-1). After treated the seeds were stored at natural environment and preservation chamber. The assessment of physiological seed quality was done at 0...

Heran??a gen??tica e potencial de armazenamento de sementes de h??bridos de milho; Genetic inheritance and storage potential of corn hybrids seeds

CAPELARO, Ademir Luiz
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-gradua????o em Ci??ncia e Tecnologia de Sementes; UFPel; BR
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
106.28%
The present study aimed to evaluate the effects of genetic inheritance in the physiological quality and the storage potential of some corn hybrids seeds produced in the field and stored in two different environments: cold room and common warehouse, for a period of eighteen months. To this study were produced seeds from six corn hybrids by crossing a group of three male parental lines with two female parental lines. Seeds from these hybrids were produced in the Syngenta Production Research field area, located at Tupaciguara-MG, under a high technology environment/condition with a necessary isolation in order to prevent any kind of contamination between their parents. Harvest was done in spikes and after drying and processing, 10 kg of seeds samples each hybrid and parent lines corresponding to 20R size were separated. Then these samples were divided in two sub-samples of 5 kg each one and storage in two different environments: cold room at 10 ?? C and 60 % RH and common warehouse in natural enviroment (25 - 35?? C and 30 - 90% RH). Seeds quality for the two environment conditions was evaluated by using the germination test, acelerating aging test (EVA) and cold test, for a period of eighteen months. The statistical design was completely randomized factorial 3x5 for each hybrid and male and female parent...

MÉTODOS SIMPLES DE ARMAZENAMENTO DAS SEMENTES DE ANDIROBA (Carapa guianensisAubl. e Carapa proceraD.C. -Meliaceae).

FERRAZ,Isolde Dorothea Kossmann; SAMPAIO,Paulo de Tarso Barbosa
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1996 PT
Relevância na Pesquisa
106.3%
O estudo objetivou testar procedimentos simples e de ampla aplicação que permitem o armazenamento de sementes recalcitrantes de essências florestais cuja produção de mudas é limitada pela oferta de sementes. Carapa procerae C. guianensissão espécies de interesse econômico cujas sementes perdem sua capacidade germinativa poucos dias após a coleta. Em C. proceratal perda já foi correlacionada com a desidratação das sementes. Foram testados métodos de armazenamento em sacos plásticos, durante 7 meses, em diferentes condições ambientais e em água corrente. Observou-se os teores de umidade no inicio e após os tratamentos. O armazenamento na sombra não teve sucesso, provavelmente devido a destruição da embalagem por insetos, o que causou a perda da viabilidade das sementes por dessecamento. O armazenamento das sementes enterradas no solo também não foi possível, devido a destruição dos sacos pela fauna do solo, o que favoreceu a embebição e consequentemente a germinação das sementes. Sementes de andiroba não suportaram o armazenamento em água corrente e nem em condições de temperaturas baixas (6 °C +/- 4 °C). O armazenamento mostrou manter a viabilidade das sementes em sacos plásticos selados, quando realizado em ambientes com ar-condicionado (25 °C +/- 4 °C e 45 - 60 % de umidade relativa) durante 7 meses.

Condicionamento fisiológico e armazenamento de sementes de girassol; Physiological conditioning and sunflower seeds storage

Faria, Gabrielle de
Fonte: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia; UFLA; brasil; Departamento de Agricultura Publicador: Universidade Federal de Lavras; Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia; UFLA; brasil; Departamento de Agricultura
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 28/10/2015 POR
Relevância na Pesquisa
106.33%
The priming of seeds is a technique that foccus at recovering the membrane system and propitiates a greater uniformity and speed of germination of the samples. Regarding the storage of seeds osmotically conditioned, the concern is to maintain the physiological quality and the seeds conditioned after storage to increase the physiological quality. This study aimed to verify the physiological performance of sunflower seeds conditioned prior to storage and also when conditioned after storage. The study was conducted at the Seed Center Laboratory and Laboratory Oils, Fats and Biodiesel Federal University of Lavras and sunflowers seeds hybrid 251 produced by Heliagro Agricultura e Pecuária LTDA were used. In experiment 1 were repeated seven solutions with and without gibberellic acid (500 ppm) for priming: Ascorbic acid (75 mg L-1), Sucrose (75 mg L-1), Tocopherol (0.1930 ml L-1) ascorbic acid (75 mg L-1) + Sucrose (75 mg L-1), ascorbic acid (75 mg L-1) + Tocopherol (0.1930 ml L-1), Sucrose (75 mg L-1) + Tocopherol (0.1930 ml L-1) and ascorbic acid (75 mg L-1) + Sucrose (75 mg L-1) + Tocopherol. After conditioning the seeds were dried at 35 ° C for 24 hours and stored in multiwall paper bags in cold chamber for 45 days. Germi nation tests...