Página 1 dos resultados de 1042 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Morphology and Involution of the Yolk Sac during Early Gestation Bovine (Bos indicus)

Assis Neto, Antonio Chaves de; Oliveira, Franceliusa Delys de; Constantino, Maria Vitoria Piemonte; Miglino, Maria Angelica
Fonte: UNIV FED RIO GRANDE DO SUL; PORTO ALEGRE RS Publicador: UNIV FED RIO GRANDE DO SUL; PORTO ALEGRE RS
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
67.28%
Background: The bovine yolk sac derives from visceral endoderm and its development occurs between days 18-23 of gestation. The study of this membrane is important for comparative data and has already been performed in rodents, sheep and in cattle, especially Bos taunts. In species Bos indicus the yolk sac has not quite been studied and is believed that there are morphological differences between these species. The yolk sac undergoes a process of involution and degeneration during embryonic development and none vestige of it is found in late gestation. The period in which occurs the involution of the yolk sac coincides with the period of increased pregnancy loss in cattle, and changes in the morphology of this membrane may indicate the reasons for such high loss rates. Thus, considering that the yolk sac is important for embryonic circulation and metabolic transmission, besides participating actively in the process of cattle placentation, this study aimed characterize morphologically the involution of the bovine yolk sac. Materials, Methods & Results: The early gestational period was determined between days 20 and 70 post-insemination (p.i), according to the exterior characteristics of embryo/fetus. For macroscopic analyzes the uterus was dissected to expose the fetal membranes and subsequently the embryo/fetus was photographed. The samples were fixed for light microscopy and transmission electron microscopy. The yolk sac that emerges from the ventral part of the embryo was prominent and composed by a central part with two thin peripheral projections of different lengths. The bovine yolk sac with about 9 cm on day 25 p. i. of pregnancy permanently decreased its total length during this study. Histologically...

Caracterização das proteínas do saco vitelínico de embriões bovinos Bos indicus; Characterization of the yolk sac proteins of the Bos indicus bovine embryos

Matsumoto, Fabiana Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
O saco vitelínico é uma das membranas embrionárias que desempenham um papel importante para a sobrevivência inicial do embrião em muitas espécies de mamíferos, além de produzir proteínas necessárias para o desenvolvimento do mesmo. Foram coletados 17 embriões bovinos, em diferentes períodos gestacionais afim de identificar as proteínas alfafetoproteína, alfa- 1 antitripsina e transferrina, presentes no saco vitelínico destes,para tanto realizou-se a técnica de Western Blot com eletroforese em gel de poliacrilamida, SDS-PAGE a 6%. Os géis, após a corrida, foram corados com Comassie blue, e as membranas de nitrocelulose, após a transferência, com Ponceau. Utilizaram-se os anticorpos monoclonal para alfafetoproteína anti-camundongo, monoclonal, receptpr de transferrin anti-camundongo IgG1, e policlonal para alfa- 1 antitripsina anti-coelho como anticorpos primário e conjugado para peroxidase e fosfatase como secundários. A revelação foi do tipo colorimétrica-fosfatase alcalina e por ECL. O saco vitelínico apresentou-se bem desenvolvido até os 50 dias de gestação, onde, a partir desse período o processo de involução está bem caracterizado Em algumas amostras do saco vitelínico detectamos a presença da alfafetoproteina...

Análise morfológica da área de transição do intestino primitivo para o saco vitelino em embriões e fetos bovinos (24 a 50 dias de gestação); Morphologycal analysis of the transition site of the primitive intestine to the yolk sac in bovine embryos and fetal (24 to 50 days gestation)

Mançanares, Celina Almeida Furlanetto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2007 PT
Relevância na Pesquisa
67.06%
O saco vitelino é a principal fonte de nutrição do embrião durante o período em que a placenta verdadeira ainda não está completamente formada. É responsável pela hematopoiese, pois dele se desenvolvem os primórdios das células sanguíneas, bem como parte do sistema circulatório primitivo do embrião. Tivemos como objetivo caracterizar a área transicional do saco vitelino para o intestino primitivo através de análise macroscópica, microscopia de luz, microscopia eletrônica de transmissão e reação imunohistoquímica para detecção de células germinativas (Oct-4). Foram realizados cortes seqüenciais de todos os embriões para permitir a visualização da estrutura como um todo. Nas amostras obtidas, pudemos observar a presença do saco vitelino com a área de conexão com intestino primitivo composto por inúmeras ilhotas vasculares que correspondem aos vasos envolvidos pelas células vitelínicas e células mesenquimais. No interior dos vasos identificamos hemangioblastos em grande quantidade. A camada correspondente ao mesênquima é delgada e com células alongadas e endoderma da membrana vitelínica é composto por células endodérmicas, grandes, uni ou binucleadas. Tal arranjo celular se assemelha a uma glândula devido a sua arquitetura em ilhas vasculares somado às camadas teciduais. O epitélio do intestino primitivo inicia sua diferenciação com células colunares estratificadas e bordadura em escova seguido de células mesenquimais indiferenciadas. A área transicional entre o saco vitelínico e o intestino primitivo é estreita em relação à luz destas duas estruturas com células de formato irregular...

Análise proteômica do saco vitelino de bovinos; Proteomic analisys of bovine yolk sac

Riveros, Alvaro Carlos Galdos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2009 PT
Relevância na Pesquisa
67.12%
O saco vitelino desempenha um importante papel no desenvolvimento embrionário de todos os mamíferos. Sua função está sendo estudada, demonstrando ser um dos lugares iniciais da hematopoiese. No período em que a placenta verdadeira ainda não esta formada, durante o desenvolvimento embrionário, o saco vitelino é a principal fonte de nutrição do embrião, constituindo um sitio de transferência e síntese de proteínas. As proteínas são moléculas que governam praticamente todas as funções celulares e são do ponto de vista químico as moléculas biológicas estruturalmente mais complexas. A proteômica é o estudo em grande escala de proteínas de uma amostra biológica complexa. O objetivo deste trabalho foi realizar a analise estrutural e bioquímica inicial das proteínas presentes no saco vitelino de embriões bovinos por eletroforese bidimensional 2D-PAGE. A partir dos géis obtidos em 2D-PAGE as amostras de proteínas contidas no saco vitelino de 37 dias de gestação apresentaram cerca de 1230 proteínas, e os géis das amostras de 23 dias de gestação apresentaram cerca de 970 proteínas. O saco vitelino de 23 dias apresentou proteínas essenciais diferencialmente expressas nos estágios de desenvolvimento, como Hemogen...

Análise de células mesenquimais de saco vitelino, figado e medula óssea de fetos caninos; Analysis of mesenchymal cells from yolk sac, liver and bone marrow of the canine fetus

Wenceslau, Cristiane Valverde
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2010 PT
Relevância na Pesquisa
67.12%
Em vista das limitações éticas em torno da obtenção de células-tronco de fetos humanos, o cão é uma alternativa para estes estudos. Além disso, a terapia celular proporciona novas expectativas para o tratamento na espécie. Realizamos o estudo comparativo das células isoladas de saco vitelino, fígado e medula óssea de fetos caninos. As células foram analisadas microscopicamente e ultra estruturalmente. O imunofenótipo das células foi avaliado através de marcadores. Caracterizamos a plasticidade, o cariótipo e o potencial teratogênico destas células. Após expansão as células progenitoras formaram colônias com morfologia fibroblastóide. As células progenitoras do saco vitelino e medula óssea são compostas por: células com alta proporção núcleo-citoplasma e células com citoplasma rico em organelas, enquanto que as células progenitoras do fígado eram semelhantes à célula epitelial e células ricas em organelas. As células-progenitoras dos três tecidos fetais foram positivas para os anticorpos nestina e vimentina, mas negativas para CD45 e CD13. Células progenitoras de medula óssea foram positivas para o marcador CD44. Células progenitoras do fígado e medula óssea expressaram a proteína citoqueratina-18...

Caracterização de células tronco mesenquimais oriundas de líquido amniótico, líquido alantóide e conteúdo vitelino de fetos caninos; Characterization to mesenchymal stem cells from amnioitc fluid, alantois fluid and yolk sac fluid from canine foetus

Fernandes, Renata Avancini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2009 PT
Relevância na Pesquisa
56.63%
O cão é um excelente modelo pré-clínico para o estudo de doenças, testes farmacológicos e novas terapias para futura aplicação em humanos. Desta forma, estudamos o modelo canino como fonte de células tronco de anexos fetais, o líquido amniótico, alantóide e conteúdo vitelino. Uma vez que hoje, as células tronco apresentam uma esperança na cura de diversas doenças tanto nos cães, como no ser humano. Sendo assim, caracterizamos e estudamos o potencial de diferenciação dessas células, isoladas após a técnica de ovário salpingo histerectomia, de cadelas em campanhas de castração. Após o isolamento e a caracterização, somente foi estabelecida a cultura do líquido amniótico e alantóide. Para caracterizar as células, isoladas no intuito de comprovar que são células tronco verdadeiras, os seguintes Imunomarcadores foram usados, vimentina, nestina, citoqueratina-18 e oct-4, sendo os três primeiros positivos para células do líquido amniótico e alantóide. Induzimos a diferenciação dessas células para osso, cartilagem e gordura, utilizando protocolos previamente estabelecidos. As células tronco do líquido amniótico limitaram-se à diferenciação condrogênica e osteogênica enquanto que as células tronco do alantóide...

Análise da dinâmica da origem e destino das células trofoblásticas na interface materno-fetal do útero gestante do cobaio na elucidação da organização da placenta vitelina invertida; Analysis of the dynamic of origin and fate of trophoblast cells in the maternal-fetal interface of pregnant guinea pig uterus to elucidate inverted yolk sac organization

Kanashiro, Claudia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.2%
A implantação embrionária e a placentação em cobaios são caracterizadas pela presença trofoblastos que se destacam da placenta principal, semelhantes ao trofoblasto extra-viloso de humanos. Nestes animais ultrapassam os limites, e podem ser encontrados infiltrados no profundamente no endométrio e no em ambiente externo ultrapassando aos limites da parede uterina. A cobaia desenvolve uma importante estrutura fisiológica de troca materno-embrionária, denominada de placenta vitelina invertida, definidas como membrana fetal destituída parcial ou totalmente do revestimento trofoblástico que permite a exposição do endoderma extra-embrionário em contato direto com o tecido materno. Tais características denotam um mecanismo de controle da resposta imune materna distinta dos paradigmas estabelecidos na reprodução humana e de roedores, assim como ratos e camundongos. Sendo a mais intrigante, a destituição do trofoblasto como célula da interface-materno-fetal que controla a tolerância imune-materna.No presente trabalho, procurou-se estabelecer a organização da placenta vitelina de cobaios a partir da identificação das células que compõe esta membrana extra-embrionária e identificar em que momento ocorre à remoção das células trofoblásticas...

Diferenças nas Expressões Gênicas do Saco Vitelino de Embriões Bovinos provenientes de Inseminação Artificial e Fecundação In Vitro; Differences in gene expressions of bovine yolk sac embryos from cattle artificial insemination and in vitro fertilization

Oliveira, Claudia Marinovic de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.15%
Altas taxas de mortalidade embrionária ocorrem no período de implantação em embriões provenientes de IATF e FIV. Acredita-se que a falha no desenvolvimento do saco vitelino possa estar relacionada com estas perdas embrionárias. O objetivo deste trabalho foi descrever as características macroscópicas, microscópicas e expressão gênica do processo de involução do saco vitelino, visto que os dados da literatura são contraditórios ao descrever os processos de formação e involução do saco vitelino em embriões provenientes de IATF e FIV. Foram utilizados 19 embriões de IATF e 16 de FIV, provenientes da Sociedade Agropecuária Imaculada Conceição-Redenção/PA, Brasil. Observou-se que não houve diferença significativa no tamanho dos embriões nas idades de 25 (p=0,1), 35 (p=0,1), 40 (p=0,4) e 45 (p=0,36) dias, quando comparados os grupos de IATF e FIV. Entretanto entre os embriões de IATF e FIV com 30 dias de gestação, apresentaram diferença estatística (p= 0,03). A curva de crescimento (Crow-Rump) aumentou gradativamente e linearmente em função da idade gestacional. Macroscopicamente, observou-se que aos 25 dias de gestação, o saco vitelino apresentava formato de T e coloração translúcida. Uma porção central se encontrava próxima a região ventral do embrião emitindo duas extremidades que eram finas membranas...

Cultura e caracterização das células-tronco provenientes do saco vitelino de cães em diferentes estágios gestacionais; Culture and characterization of stem cells from the yolk sac of dogs at different stages of pregnancy

Lima, Silvia Amélia Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
O saco vitelino é o único anexo embrionário presente em todas as espécies animais cuja função é manter o desenvolvimento primário do feto até que a placenta assuma esta função. Além disso, ele desempenha funções importantes como: nutrição do embrião, síntese proteica, atividade fagocitária, transferência de materiais e hematopoiese. A utilização de células-tronco embrionárias gera muitas discussões devido às questões éticas associadas à obtenção destas células, além de questões religiosas e também as relações de baixa plasticidade das células-tronco adultas motivam os pesquisadores ao crescente interesse em outras fontes de célulastronco. Com isso, células provenientes de tecidos como as dos anexos embrionários chamam cada vez mais atenção devido à sua facilidade de acesso, crescimento rápido e boa plasticidade. Nosso grupo tem demonstrado que as células do saco vitelino têm boa capacidade de proliferação e são multipotentes. Vários pesquisadores vêm demonstrando que o período no qual as células são obtidas pode ser de fundamental importância para a diferenciação. Sendo assim, neste projeto tivemos como objetivo estabelecer e caracterizar células-tronco de saco vitelino de cães em dois estágios gestacionais...

Caracterização das células-tronco do saco vitelino e análise ultraestrutural da membrana vitelina de embriões ovinos (Ovis aries); Characterization of stem cells from yolk sac and ultrastructural analysis of the viteline membrane from sheep embryos (Ovis aries)

Pessolato, Alícia Greyce Turatti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2011 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
O saco vitelino é o único anexo embrionário presente em todas as espécies dos embriões vertebrados, répteis, aves e mamíferos. Em mamíferos domésticos o saco vitelino é inicialmente grande, pois nestas espécies ele é transitório. Após a implantação, surge no mesênquima lateral à notocorda agrupamentos de células, denominados ilhotas sanguíneas, que representam os progenitores dos sistemas vascular e hematopoético: os hemangioblastos. Os hemangioblastos centrais das ilhas sanguíneas formam as primeiras células-tronco hematopoéticas, enquanto os hemangioblastos periféricos se diferenciam em angioblastos, os precursores dos vasos sanguíneos. O desenvolvimento inicial da atividade hematopoética no saco vitelino conduz a hipótese de que esse tecido é o local primário de desenvolvimento hematopoético e que as células-tronco derivadas dele semeiam os outros sítios intraembriônicos. Foi possível observar nas análises microscópicas que realmente existe uma relação entre ambas linhagens. Nas análises de expressão gênica, alguns genes expressos pelo hemangioblasto apresentaram alta expressão nas análises D+0 e outros genes também específicos do hemangioblasto, porém em estágios secundários de diferenciação como os encontrados na região aórtica...

Medicina veterinária regenerativa: multipotencialidade das células da membrana amniótica e do saco vitelino no modelo equino (Equus caballus, Linnaeus 1758); Veterinary regenerative medicine: multipotential of the cells amniotic membrane and yolk sac the model horse

Franciolli, André Luis Rezende
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.13%
As amostras foram obtidas de éguas adultas, totalizando 42 animais, sendo 30 destinados à descrição e caracterização da placenta e anexos embrionários/fetais. Os outros 12 animais foram destinados ao cultivo celular das membranas vitelinas e amnióticas. Os embriões foram mensurados obtendo Crow-Rump e fixados para descrição morfológica. Os fragmentos vitelínicos e amnióticos foram cultivados em meio α-MEM, suplementado com 20% de soro fetal bovino, 1% de aminoácidos não essenciais, 1% de glutamina e 1% de antibiótico, incubados a 37º C e 5% de CO2. Quanto ao material obtido, o córion é a membrana mais externa ao embrião, morfologicamente constituído por epitélio colunar e mesênquima ricamente vascularizado e rico em fibras colágenas. O alantóide é bem desenvolvido e vascularizado, constituído por epitélio simples pavimentoso e por microvilosidades. O âmnio é uma membrana avascular e delgada constituída por uma única camada de células pavimentosas, membrana basal e mesênquima. O saco vitelino exibe um aspecto amarelado com vasos na superfície, constituído por duas camadas celulares entremeadas por mesênquima vascularizado. A cinta coriônica aparece como um halo ao redor do concepto no ponto onde as membranas do alantóide e saco vitelino se encontram. Em relação aos embriões em geral...

Caracterização da célula tronco hematopoética do saco vitelino em embriões bovinos; Characterization of hematopoietic stem cells of the yolk sac of bovine embryos

Oliveira, Vanessa Cristina de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.12%
O saco vitelino é uma das membranas extra-embrionárias que desempenha um papel importante para a sobrevivência inicial do embrião, atua como fonte de nutrição durante o período em que a placenta verdadeira ainda não está completamente formada. É uma provável fonte de células tronco, o qual abriga as primeiras células do sangue durante o desenvolvimento em mamíferos, os eritrócitos, os quais expressam fatores de transcrição que especificam estas células a seu destino hematopoiético. O objetivo deste trabalho foi caracterizar as células tronco hematopoéticas provenientes do saco vitelino de embriões bovinos, em diferentes fases gestacionais, sendo estes coletados em abatedouro local. Para descrição da análise macroscópica e cultivo celular das células do saco vitelino, os embriões bovinos foram divididos em grupos de idade gestacional: Grupo I (25 a 29 dias), Grupo II (30 a 34 dias), Grupo III (35 a 39 dias), Grupo IV (40 a 44 dias) e Grupo V (45 a 50 dias) em que permaneceram mais tempo em cultura e apresentaram a formação de aglomerados celulares, diferente dos grupos IV e V (40 a 45 dias) em que permaneceram poucos dias em cultura e não apresentaram aglomerados celulares. Esta divergência relaciona-se à idade gestacional (45 a 50 dias)...

Placentação em Necromys lasiurus (Rodentia, Cricetidae, Sigmodontinae): características da eritrofagocitose, transporte placentário, inversão e versatilidade vitelina; Placentation in Necromys lasiurus (Rodentia, Cricetidae, Sigmodontinae): characteristics of the placental erytrophagocytosis, transport and yolk sac inversion and versatility

Favaron, Phelipe Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.08%
Os roedores murídeos são melhor conhecidos em relação à placentação, porém descrições para outros grupos como os cricetídeos incluindo os "camundongos do Novo Mundo" ainda são escassos. Recentemente à placenta e as membranas fetais tem sido considerados fontes promissoras para a obtenção de células-tronco. Em particular, o saco vitelino é estruturalmente diverso e desempenha várias e importantes funções. Por essa razão, o objetivo deste trabalho foi descrever a placentação corioalantóidea e vitelina em Necromys lasiurus. Além de avaliar o potencial do saco vitelino como uma fonte de células-tronco mesenquimais. Para tanto, um total de 10 placentas variando de início ao final de gestação foram analisadas através de técnicas de histologia, imunohistoquímica e microscopia eletrônica, bem como através do cultivo e diferenciação celular, citometria de fluxo e imunocitoquímica. A placenta corioalantóidea discoidal era organizada em uma zona labiríntica, zona juncional e decidua. O labirinto era a região mais importante para as trocas materno-fetal. Próximo ao final da gestação ele apresentou uma barreira hemotricorial com espessura média de 2,41 µm. A zona juncional era composta por sincício e citotrofoblasto. Células trofoblásticas gigantes localizavamse entre a zona juncional e a decidua...

Obtenção, cultivo e expansão de células-tronco do saco vitelino de suínos domésticos (Sus scrofa); Obtainment, cultivation and expansion of stem cells from the yolk sac of domestic pigs (Sus scrofa)

Bertassoli, Bruno Machado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 PT
Relevância na Pesquisa
67.03%
Anexos fetais como cordão umbilical, membrana amniótica e líquido amniótico foram recentemente sugeridos como fontes ideais de diferentes linhagens de células-tronco, devido à natureza não invasiva do procedimento de isolamento, a grande massa de tecido para colheita de células com alta eficiência e os potenciais de diferenciação. Portanto, o presente estudo teve como objetivo analisar morfologicamente as membranas extraembrionárias através de microscopia de luz e imunohistoquímica e analisar as células oriundas do saco vitelino suíno visando caracterizar qual seu potencial como possível fonte de células-tronco pluripotentes, para futuro uso na terapia regenerativa. Para a imunohistoquímica das membranas, as membranas foram processadas pelas técnicas rotineiras de histologia e em seguida os blocos foram cortados sequencialmente e colocados em laminas previamente silanizadas, o protocolo de imunohistoquímica foi o convencional utilizando os seguintes anti-corpos: Citoqueratina e VEGF. Foram feitos ensaios de concentração e viabilidade celular, avaliação do crescimento celular, caracterização por citometria de fluxo utilizando anticorpos específicos (CD105, NANOG, CD45 e Oct-3/4) e caracterização por imunohistoquímica utilizando os seguintes anti-corpo: CD90...

Desenvolvimento do saco vitelino do guinea pig (Cavia porcellus); Development of the yolk sac in the guinea pig (Cavia porcellus)

Vasconcelos, Bruno Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 PT
Relevância na Pesquisa
47.19%
O saco vitelino é uma estrutura única dos vertebrados que evoluiu uma grande diversidade de características de desenvolvimento, estrutural e funcional. É considerado de fundamental importância para a sobrevivência inicial do embrião. Apesar dos intensos estudos sobre a placentação no guinea pig, ainda existem lacunas importantes para a sua compreensão, no que se refere ao saco vitelino. Esta pesquisa visa detalhar a caracterização morfológica e do desenvolvimento do saco vitelino no Cavia porcellus. Dezessete amostras foram coletadas em idades gestacionais de 12 a 55 dias e investigadas mediante histologia convencional, histoquímica, imunohistoquímica incluindo o marcador de proliferação e microscopia eletrônica de transmissão. O material histórico da implantação embrionária foi utilizado da Embryological Collection of the Museum of Natural History Berlim, Germany. Foi observada a presença temporária do saco vitelino parietal e da cavidade do saco vitelino, durante a implantação do blastocisto. O saco vitelino, que recobre a placenta corioalantoica, mostrou uma grande diferença estrutural entre o 12º e 18º dia, como a transição do epitélio pseudoestratificado para projeções, que se assemelham a uma árvore. A membrana de Reichert não está desenvolvida no 12º dia...

Pineal yolk sac tumor: correlation between neuroimaging and pathological findings

Davaus,Taísa; Gasparetto,Emerson L.; Carvalho Neto,Arnolfo de; Jung,Juliana Elizabeth; Bleggi-Torres,Luiz Fernando
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 EN
Relevância na Pesquisa
66.74%
A 17-year-old boy presented with somnolence and mental confusion. Physical examination demonstrated motor disturbances. Laboratorial investigation showed elevated levels of alpha-fetoprotein in serum and cerebrospinal fluid. The CT scan revealed a heterogeneous mass at the pineal region. At the MRI, this lesion was hypointense on T1 and hyperintense on T2-weighted images, enhancing after contrast administration. The patient underwent a surgical biopsy, which defined the diagnosis of yolk sac tumor. We emphasize the correlation of neuroimaging and pathological findings of this rare pineal region tumor.

In vivo repopulating hematopoietic stem cells are present in the murine yolk sac at day 9.0 postcoitus

Yoder, Mervin C.; Hiatt, Kelly; Mukherjee, Pinku
Fonte: The National Academy of Sciences of the USA Publicador: The National Academy of Sciences of the USA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em 24/06/1997 EN
Relevância na Pesquisa
47.2%
The murine yolk sac, being the first site of embryonic blood cell production, has long been theorized to contain the migrating hematopoietic stem cells (HSC) that seed the liver and initiate hematopoiesis on day 10.0 postcoitus (pc). However, it remains controversial whether yolk sac cells isolated before day 11.0 pc possess any long-term repopulating HSC activity upon transplantation into adult recipient mice. We hypothesized that failure to demonstrate engraftment of day <11.0 yolk sac cells in adult hosts may result from an inability of yolk sac cells to home to the active adult hematopoietic sites (spleen and bone marrow). In the present studies, we transplanted yolk sac cells into conditioned newborn mice in whom the liver, as well as the spleen and bone marrow, concomitantly function as a site of blood cell formation. We report that yolk sac cells isolated from day 9.0 pc embryos provide long-term multilineage reconstitution for at least 11 months in primary conditioned newborn mice and for at least 6 months in secondary recipients. Donor yolk sac HSC progeny repopulated mature peripheral blood, thymus, spleen, and bone marrow lymphoid, myeloid, and erythroid compartments. Thus, day 9.0 pc yolk sac HSC can contribute to definitive multilineage hematopoiesis in transplanted recipients. Determination of HSC activity in the day 9.0 pc murine yolk sac suggests that yolk sac HSC are available to seed the liver on day 10.0 pc when definitive hematopoiesis is initiated.

Rat visceral yolk sac cells: viability and expression of cell markers during maternal diabetes

Aires,M.B.; Santos,J.R.A.; Souza,K.S.; Farias,P.S.; Santos,A.C.V.; Fioretto,E.T.; Maria,D.A.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 EN
Relevância na Pesquisa
66.74%
The function of the visceral yolk sac (VYS) is critical for embryo organogenesis until final fetal development in rats, and can be affected by conditions such as diabetes. In view of the importance of diabetes during pregnancy for maternal and neonatal health, the objective of this study was to assess fetal weight, VYS cell markers, and viability in female Wistar rats (200-250 g) with induced diabetes (alloxan, 37 mg/kg) on the 8th gestational day (gd 8). At gd 15, rats from control (n=5) and diabetic (n=5) groups were anesthetized and laparotomized to remove the uterine horns for weighing of fetuses and collecting the VYS. Flow cytometry was used for characterizing VYS cells, and for determining mitochondrial activity, cell proliferation, DNA ploidy, cell cycle phases, and caspase-3 activity. Fetal weight was reduced in the diabetic group. Expression of the cell markers CD34, VEGFR1, CD115, CD117, CD14, CCR2, CD90, CD44, STRO-1, OCT3/4, and Nanog was detected in VYS cells in both groups. In the diabetic group, significantly decreased expression of CD34 (P<0.05), CCR2 (P<0.001), and OCT3/4 (P<0.01), and significantly increased expression of CD90 (P<0.05), CD117 (P<0.01), and CD14 (P<0.05) were observed. VYS cells with inactive mitochondria...

Characterization of yolk sac proteins of Bos indicus cattle embryos

Matsumoto, F. S.; Oliveira, V. C.; Mancanares, C. A. F.; Ambrosio, C. E.; Miglino, M. A.
Fonte: FUNPEC-EDITORA; RIBEIRAO PRETO Publicador: FUNPEC-EDITORA; RIBEIRAO PRETO
Tipo: Artigo de Revista Científica
ENG
Relevância na Pesquisa
67.03%
The yolk sac is an embryonic membrane that is essential for the embryo's initial survival in many mammals. It also plays an important role in the production of proteins necessary for development. We studied proteins of the yolk sac in bovine embryos at up to 40 days of gestation. We examined the yolk sac of 17 bovine embryos at different gestational periods, measuring a-fetoprotein, alpha-1-antitrypsin, and transferrin. This experiment was carried out by Western blot technique, associated with electrophoresis on a 6% sodium dodecyl sulfate polyacrylamide gel. Mouse monoclonal antibody anti-human-alpha-fetoprotein, mouse antibody anti-human-transferrin and rabbit polyclonal anti-human-alpha-1-antitrypsin were used as primary antibodies, and conjugated peroxidase as a secondary antibody. We detected the three proteins in some of the yolk sac samples; however, the bands in some specimens (samples) were weak, maybe a result of poor antigen-antibody reaction, since the antibodies used in this study were not specific to bovine proteins. The fact that weak bands appeared might be due to a weak cross-reaction.; Faculdade de Medicina Veterinaria e Saude Animal; Faculdade de Medicina Veterinaria e Saude Animal; Universidade de Sao Paulo; Universidade de Sao Paulo; FAPESP; FAPESP

Avaliação do potencial das células de saco vitelino canino comparadas com as de polpa dentária canina para uso terapêutico em cães com displasia coxofemoral; Potential evaluation of canine yolk sac cells and dental pulp cells for therapeutic use in dogs with dysplasia

Benedetti, Daniel Tonin
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2015 PT
Relevância na Pesquisa
66.97%
Atualmente a terapia com células-tronco têm sido uma ferramenta útil na medicina regenerativa com alto potencial terapêutico devido à capacidade de auto renovação e diferenciação destas células. Nos últimos anos a ortopedia vem procurando novos métodos para um tratamento que obtenha como efeito a reparação de defeitos articulares de forma mais efetiva e sem procedimentos invasivos. Por isso, muitos estudos envolvendo terapia celular com objetivo de melhorar a reparação articular estão sendo realizados. O objetivo deste estudo foi avaliar a terapia com células-tronco de saco vitelino e de polpa dentária canina em cães com displasia coxofemoral mediante três aplicações celulares (dia 0, 30 e 60, e um controle dia 90). Para a avaliação dos animais tratados foi instituído um grupo controle para cada tipo celular testado, sendo avaliado o escore de claudicação, escore de atrofia muscular, questionário de qualidade de vida, avaliação radiográfica, análise do líquido sinovial e hemograma. Os resultados obtidos demonstraram não haver uma diferença estatística significante quando comparado os animais dos grupos tratamentos e controle. Quando comparado os animais dos grupos tratamento houve uma diferença estatística significante para os animais tratados com células-tronco de saco vitelino em relação aos animais tratados com células-tronco de polpa dentária. O tratamento com células de saco vitelino mostrou melhores resultados nos testes de Ortolani.; Currently...