Página 1 dos resultados de 149 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Xamanismo e conhecimento : um breve olhar sobre o fenómeno do xamanismo nas culturas índias norte-americanas

Machado, Ana Paula
Fonte: Universidade Aberta Publicador: Universidade Aberta
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2005 POR
Relevância na Pesquisa
27.44%
Livro de homenagem à professora Maria Laura Bettencourt Pires

Educação, um caminho que se faz com o coração : entre xales, mulheres, xamãs, cachimbos, plantas, palavras, cantos e conselhos

Friedrich, Neidi Regina
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
27.44%
Nessa tese de doutorado busquei apresentar relações e encontros ocorridos entre uma enfermeira, que trabalha com espiritualidade e cachimbo, num Centro Espiritual, com comunidades indígenas entre a etnia Guarani e curandeiros de Puebla no México. Apresentando essas relações trouxe temas da Espiritualidade, sua importância nos momentos atuais tanto na Educação como na Saúde. Dentro da Espiritualidade, uma abordagem sobre a Nova Era e o Neo-xamanismo, a partir de diversos autores e pesquisadores dessas linhas. Também, dentro da linha da Nova Era, apresento algumas tradições xamânicas e rituais utilizados com Plantas Sagradas, ou Plantas Enteógenas. Entre os trabalhos antropológicos com indígenas, apresento uma visão atual das dificuldades encontradas com a falta de terras, dificuldade nas políticas públicas em relação aos povos indígenas. Apresento alguns trabalhos junto aos Guarani, aprofundando o tema Xamanismo, mas na perspectiva das mulheres xamã, das Kunha Karaí, que usam o cachimbo (petÿguá) para o trabalho de cura. A pesquisa foi feita a partir de um trabalho etnográfico, desenvolvido em algumas aldeias Guarani do estado do RS e um contato no México com algumas curandeiras de Puebla. Com o povo Guarani a abordagem etnográfica aprofundou o tema da educação a partir da Palavra e do Conselho...

Musica eletronica e xamanismo : tecnicas contemporaneas do extase; Electronic music and shamanism: contemporary techniques of ecstasy

Pedro Peixoto Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.85%
Começamos com uma análise das relações entre música eletrônica de pista e xamanismo a partir de um assim chamado discurso nativo e descobrimos que elas se concentram principalmente na produção de uma experiência de transe pela imersão em um ambiente sonoro intenso, repetitivo e técnico. Depois, realizamos uma pesquisa bibliográfica sobre xamanismo indígena e sobre suas relações com a tecnologia moderna, que revelou não apenas a íntima relação entre xamanismo e tecnologia, mas também uma tendência do xamarusmo tradicional a se distribuir tecnologicamente em situações de contato entre índios e brancos. Enfim, propomos uma interpretação da música eletrônica de pista como o som de uma máquina e de seu xamanismo como o uso dessa máquina pelo DI e pelo seu público na produção de estados de transe maquínico. Esboçamos também as linhas gerais de uma metodologia para a verificação dessa proposta em pesquisas futuras. Esta pesquisa se insere num esforço mais amplo de investigar os maquinismos inconscientes que fazem funcionar a máquina capitalista contemporânea; We began with an analysis of the relations between electronic dance music and shamanism as found in a so called native discourse, and discovered that they concern mainly the experience of trance produced by the immersion in an intense...

Pelos caminhos de Yuve :

Gil, Laura Pérez
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
POR
Relevância na Pesquisa
27.76%
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.; Este trabalho é um estudo sobre a doença e a cura no xamanismo praticado pelos Yawanawa, grupo da família lingüística pano que mora na Terra Indígena Rio Gregório, no estado do Acre, Brasil. O xamanismo é abordado aqui como um marco conceitual e cosmológico no qual se enquadram práticas diversas, entre as quais se destacam a utilização de remédios vegetais e as cerimônias em que o especialista toma ayahuasca e entoa rezas ou para provocar uma doença ou para curá-la. A primeira destas técnicas está principalmente associada às doenças originadas pela quebra de tabus e resguardos, enquanto a segunda se insere num complexo triádico fundamental do xamanismo yawanawa formado pelo mito, a reza e o sonho, e que se relaciona especialmente com as práticas de feitiçaria. O trabalho destaca também a necessidade de se aprofundar nos conceitos émicos de pessoa e corpo para entendermos, por uma parte os processos de doença e cura, e por outra, a forma em que é concebido o poder xamânico. Os dados yawanawa mostram a importância de abordar as práticas e conhecimentos xamânicos como um conjunto dinâmico cujos elementos são combinados por cada especialista de forma diferente em função de diversos fatores...

Xamanismo e fala ritual yanomami

Gorham, Jeffrey Scott
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 205 p.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2011; Esta etnografia das performances yanomae, subgrupo yanomami oriental, está baseada numa análise da fala ritual e do xamanismo na comunidade de Novo Demini. De modo geral, oferece um esboço sobre a cultura oral e interpretação das performances yanomae vistas como eventos comunicativos, segundo Bauman, e seus meios de interação verbal circunscritos à noção de diálogo, de Bakhtin. Especificamente, procura compreender o papel que as performances têm na sociabilidade, principalmente aquelas observadas nos contextos regionais de aliança intercomunitária. Argumento que os aspectos estéticos da fala e o diálogo são os meios principais pelos quais seu poder retórico e eficácia ritual são construídos. Finalmente, desenvolvo um conceito analítico de "linha de frente", o qual ajuda a compreender os processos envolvidos na construção do universo espiritual-cosmológico. Linha de frente é um espaço de alinhamento ontológico que se elabora nas performances xamânicas.; This ethnography of performance is based upon an analise of Yanomae (Yanomami oriental sub-group) ritual speech and shamanism in the community of Novo Demini. It offers a general overview on their oral culture and an interpretation on speech performances as discussed in Bauman´s communicative events and their means of verbal interação based upon Bakhtin´s notion of dialogue. The analysis seeks to compreehend the role of performances in their sociailty...

Os especialistas do sistema médico Sanumá-Yanomamin : o xamanismo como guerra, arte e cura; The Sanumá-Yanomami medical system experts : shamanism as war, art and healing; Los expertos del sistema medico Sanumá-Yanomami : chamanismo como la guerra, la arte y la curación

Guimarães, Sílvia Maria Ferreira
Fonte: Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) do Departamento de Saúde Coletiva (DSC) - Universidade de Brasília (UnB) Publicador: Núcleo de Estudos de Saúde Pública (NESP) do Departamento de Saúde Coletiva (DSC) - Universidade de Brasília (UnB)
Tipo: Artigo de Revista Científica
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Colaboração editorial da Faculdade de Ciência da Informação (FCI) da Universidade de Brasília.; O xamanismo Sanumá está baseado na capacidade do xamã em controlar seus seres auxiliares e em trocar e absorver o conhecimento de outras criaturas. Como um dínamo e artista, o xamã potencializa tudo o que encontra, conhece e interage para se fortalecer, curar e controlar as agressões no cosmos. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Sanumá shamanism is based on the ability of the shaman to control his assistants beings and to exchange and absorb the knowledge of other creatures. As a dynamo and artist, shaman enhances everything he finds, knows and interacts to strengthen himself, heal the others and manage aggression in the cosmos. _________________________________________________________________________________ RESUMEN; Sanuma chamanismo se basa en el habilidad del chamán para controlar sus seres auxiliares y intercambiar y absorber el conocimiento de otras criaturas. Como un dínamo y artista, chamán mejora todo lo que encuentra, sabe e interactúa para fortalecer, curar y controlar la agresividad en el cosmos.

A política do xamanismo e os limites do medo

Storrie,Robert
Fonte: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP Publicador: Departamento de Antropologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo - FFLCH/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Os Hoti são um pequeno grupo de caçadores-horticultores que vive na região central da Guiana venezuelana. Neste artigo, examino o que os Hoti entendem por igualdade, hierarquia e poder, bem como o uso coercitivo do medo por indivíduos que cultivam a reputação de "Pessoas Leves" ou seja, pessoas especialmente hábeis em interagir com os poderosos seres do meio xamânico , um papel que é essencial para a fertilidade e segurança da comunidade. O povo hoti é altamente igualitário e anti-hierárquico em suas concepções morais e, para eles, todo poder é ambíguo e toda pretensão de autoridade pode levantar suspeitas. Por essa razão, é muito raro que alguém proclame ter habilidades xamânicas, embora cultivar tal reputação sem nunca admiti-la envolva diretamente considerável habilidade política. A política do xamanismo pode ser um jogo exigente, perigoso e às vezes fatal, pois os Hoti serão capazes por meio do humor, do ridículo e até da violência de limitar a capacidade dos xamãs de acumular autoridade e exercer poder.

A prática do xamanismo entre os Kaingang do Brasil meridional: uma breve comparação com o xamanismo Bororo

Crépeau,Robert R.
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.85%
Os Kaingang, uma sociedade ameríndia da família lingüística Jê, habitantes do sul do Brasil, possuem xamãs, nomeados de kuiã, que provêem de somente uma metade (a metade Kamé) e que dispõem de um animal-auxiliar associado a sua metade de origem. No plano sociológico, tudo se passa como se o xamanismo kaingang envolvesse uma metade, que se ocupa, sem partilha ou complementaridade com a outra metade, de sua prática. Este fato contrasta com os outros aspectos da vida ritual kaingang que se caracteriza pela obrigatoriedade complementar entre os membros das metades kamé e kairu. De um ponto de vista comparativo, o caso Kaingang difere da assimetria e da necessária complementaridade existente entre os Bororo, entre os xamãs bope, quase sempre da metade tugarege, e xamãs aroe, que são quase sempre da metade exarae. Bope e aroe são complementos inversos um do outro que definem os pólos ideológicos da sociedade bororo. Em contraste, o xamanismo kaingang parece corresponder à forma restrita do princípio hierárquico que concebe uma oposição cujos componentes estão ligados por uma relação de contrariedade, a oposição hierárquica, definida como uma relação englobante-englobado. Um dos termos (kamé) é idêntico ao todo e engloba o outro (kairu). O dualismo permite o engendramento de contrastes úteis em função dos contextos muito variados e mutáveis...

Monopólio masculino do xamanismo amazônico: o contra-exemplo das mulheres xamã shipibo-conibo

Colpron,Anne-Marie
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.76%
A literatura etnológica sobre os Shipibo-Conibo da Amazônia ocidental atribui o papel prestigioso de xamã apenas aos homens. A pesquisa etnográfica nessa sociedade permitiu descobrir, porém, uma dúzia de mulheres xamãs que exercem atividades comparáveis a de seus confrades. Essas mulheres intervêm em domínios correntemente considerados masculinos na área amazônica: o controle da sexualidade, a caça e o xamanismo ofensivo/defensivo. Apresentando brevemente seus poderes xamânicos, este artigo procura nuançar as categorias sexuais típicas, próprias do estudo do xamanismo amazônico, visando demonstrar como as relações de gênero não são aqui necessariamente concebidas de maneira dicotômica e como a idéia de um xamanismo por essência masculino ocultou a existência de mulheres xamãs entre os Shipibo-Conibo.

De divinações xamânicas e acusações de feitiçaria: imagens Wauja da agência letal

Barcelos Neto,Aristóteles
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - PPGAS-Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 PT
Relevância na Pesquisa
27.44%
O artigo explora as diferenças e as relações entre feitiçaria e xamanismo entre os Wauja do Alto Xingu com ênfases nos processos de transformações corporais, nas noções de agência letal e na ontologia da predação. A feitiçaria é descrita como uma categoria de acusação de assassinato e de responsabilidade por malefícios de diversas ordens e como um dispositivo de contrapoder no cenário de chefias fortes e relativamente autoritárias. As acusações, sobretudo as de assassinato, tecem uma urdidura política que traz a feitiçaria para o centro da socialidade wauja. A hipótese principal é a de que a feitiçaria tenha um duplo efeito político, simultâneo ou sucessivo, na paisagem sociológica wauja: ela pode servir para perseguir, eliminar ou exilar os adversários de um chefe, bem como pode se voltar contra este para contestar seu status e comprometer seu prestígio. Tem também um duplo sentido estético: é a encarnação mais perfeita da fealdade e da tristeza-morte, por isso, profundamente oposta ao ritual e à matéria própria das realizações terapêuticas que caracterizam o xamanismo xinguano.

Eu já me tornei imagem : a relação do vídeo e a fotografia com o xamanismo, canibalismo e feitiçaria

DAMAS, Vandimar Marques
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Cultura Visual; Processos e Sistemas Visuais, Educação e Visualidade Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Cultura Visual; Processos e Sistemas Visuais, Educação e Visualidade
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.76%
This work is an ethnography of indigenous intercultural degree of UFG, a course which aims to provide higher education for indigenous teachers and teachers already working as such in their villages. Its main focus was to produce a video and a series of photographs in conjunction with indigenous teachers,and from this experience relate ethnographic video with shamanism, witchcraft and cannibalism. To discuss this relationship I insert here two basic concepts that still need development, which are shamanism imagery and cannibal ism imagery, these have been buil twith thread as information obtained during my field work and some ethnographies conducted by other researchers-along-the indigenous peoples who are in Brazil. My main theoret ical references are visual anthropology,theories and concepts of documentary filmmaking,as well as some concepts of ethnology as the Amerindian perspectivism.; Este trabalho é uma etnografia da licenciatura intercultural indígena da UFG, curso que visa fornecer uma formação superior aos professores e professoras indígenas que já atuam como tais em suas aldeias. O seu principal foco foi a produção de um vídeo e uma série de fotografias em conjunto com professores indígenas, e a partir dessa experiência relaciono o vídeo etnográfico com o xamanismo...

Xamanismo e cosmovisão andina: um estudo sobre práticas de curanderismo Mochica expressas na cerâmica ritual; Shamanism and Andean Cosmovision: a study of Moche curanderismo practices depicted on the ritual ceramics

Soares, Debora Leonel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/06/2015 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Este trabalho propôs analisar a cerâmica ritual produzida pelos Mochica, sociedade que ocupou a costa norte peruana entre os séculos I e VIII d.C., com base em três eixos principais: o papel mediador de personagens geralmente entendidos como xamãs, ou sacerdotes; os rituais de sacrifício humano e os processos de verticalização do poder político; e as dinâmicas de transformação e suas implicações nas relações entre entes humanos e não humanos. Estes temas, observados na iconografia e morfologia dos artefatos estudados, orientaram o processo de identificação dos conjuntos cerâmicos selecionados para esta pesquisa. A análise pautou-se na identificação de atributos de personagens classificados como xamãs, curandeiros e sacerdotes, com o objetivo de problematizar a utilização de tais categorias no estudo da cultura material relacionada às práticas rituais Mochica. O debate sobre xamanismo foi inspirado pela teoria antropológica contemporânea que discute o "multinaturalismo ameríndio". A reflexão centrou-se nos conceitos de transição, movimento e transformação, temas estruturantes das práticas xamânicas e organização sociocosmológica andina.; This dissertation proposes the analysis of ritual ceramic produced by the Mochica...

Através do "Mbaraka': música e xamanismo guarani.; Through the "Mbaraka": Guarani music and shamanism.

Montardo, Deise Lucy Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2002 PT
Relevância na Pesquisa
37.44%
Este trabalho teve como foco central a música dos rituais xamanísticos realizada pelos índios Guarani Kaiová, do tronco lingüístico tupi-guarani. Os Guarani com seus três subgrupos têm no Brasil um total de cerca de 40.000 pessoas. A pesquisa de campo teve duração total de oito meses, durantes os quais residi na casa de meus informantes guarani kaiová, nhandeva e mbyá nas áreas Amambai e Pirajuy, no Estado do Mato Grosso do Sul, e Mbiguaçu e Morro dos Cavalos, no Estado de Santa Catarina. Apresento a narrativa da história de vida e da iniciação ao xamanismo da mulher que foi minha principal informante, Odúlia Mendes, chamando a atenção para como, tanto em sua vida como nos mitos de criação guarani, os cantos e as danças são o caminho através do qual ocorre a comunicação e o encontro com as divindades e com os criadores ancestrais e se viabiliza a continuidade da sobrevivência da Terra. Através da análise do material musical, das letras das canções e das coreografias do ritual exploro uma série de aspectos da teoria musical nativa, bem como identifico dois gêneros distintos, um relacionado à prece e outro à guerra. Na performance analisada a xamã que a conduz exorta os participantes a ouvir, no gênero que identifiquei estar relacionado à prece a ao sentimento de saudade. Enquanto ouvem...

Xamanismo Kalapalo e assistencia medica no alto xingu : estudo etnografico das praticas curativas; Xamanismo Kalapalo and medical care in the upper xingu : ethnographic study of healing practices

João Veridiano Franco Neto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2010 PT
Relevância na Pesquisa
37.85%
Esta dissertação é resultado de doze meses intercalados de pesquisa de campo realizada entre os índios Kalapalo do Alto Xingu, Terra Indígena do Xingu, Mato Grosso. Busca empreender uma descrição e análise do modo pelo qual ocorre uma interação entre o xamanismo dos Kalapalo e o saber biomédico tal como esta se dá no âmbito das práticas da política nacional de atenção à saúde dos povos alto-xinguanos. O xamanismo kalapalo não difere do xamanismo praticado no Alto Xingu como um todo: consiste, basicamente, em um sistema terapêutico que aborda o fenômeno da doença como um acontecimento em que uma determinada pessoa tem a sua 'alma-sombra' (akua) capturada por um 'espírito' (itseke). O conceito de itseke se relaciona com as formas 'animais' definidas no interior da cosmologia kalapalo, e seus modos de existência são mais bem compreendidos sob a luz do conceito de ponto de vista, articulado com a lógica predatória e com o regime alimentar alto-xinguano. O xamã é acionado para que, por meio do transe induzido pela fumaça do tabaco, entre em comunicação com o itseke causador da doença e possa trazer de volta a akua do doente. A possibilidade de cura é então concebida nos termos do resgate da 'almasombra'...

O xamanismo e o poder de cura pelas plantas medicinais: estudo químico de Baccharis pseudotenuifolia

Souza, Pierre André de
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 37 f.
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.44%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Físicas e Matemáticas, Curso de Química.; Este trabalho se personalizou pela forma como foi abordada a ótica interdisciplinar do assunto de plantas medicinais. Ou seja, tendo como fase inicial o estudo etnobotinico ( fitoterápico ) vivificado junto à Nação Indígena Kurt' Bakairí, Alto Xingu, MT, bem como a complementação do mesmo em laboratório quanto ao estudo fitoquímico de uma espécie vegetal, no caso, Baccharis pseudotenuifólia. Nesta segunda etapa complementar, no aft' de uma maior compreensão de suas atividades biológicas, objetivando o isolamento e identificação de compostos, fez-se um estudo fitoquimico e microbiológico desta espécie. Utilizando-se para o mesmo procedimentos usuais, conforme descritos na literatura. Nesta etapa do trabalho isolou-se a quercetina. Este composto é conhecido por possuir atividade antiinflamatória, anti- oxidante, entre outras. Durante aproximadamente dois meses morando na reserva desta Nação Indígena, proporcionou-se através do projeto" 0 xamanisme e o poder de cura pelas plantas medicinais ", um maior intercâmbio multidisciplinar de conhecimentos técnico- científicos e antropológicos...

Por sobre os ombros de um viajante: ensaio sobre o movimento, o perspectivismo e o xamanismo na cosmologia Tupinambá a partir da obra de André Thevet; Over the shoulders of a traveler: essay on movement, perspective and shamanism in Tupinambá cosmology from a André Thevet’s work

Pierri, Daniel Calazans
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
No trabalho em questão, o autorpreocupou-se em formular uma interpretação deaspectos relevantes da cosmologia Tupinambá a par-tir de informações etnográficas esparsas que podemser obtidas nos relatos de André Thevet, viajantefrancês que participou da expedição de colonizaçãofrancesa na Baía de Guanabara, no século XVI, en-campada pelo almirante Villegaignon. Foram três ostemas privilegiados, a saber: a análise dos nove mi-tos reproduzidos pelo cronista e suas relações como perspectivismo ameríndio, tal como abordado porViveiros de Castro e com o conceito de movimentocosmológico, desenvolvido por Dominique Gallois,e, por fim, o xamanismo Tupinambá como tendosido uma instituição privilegiada para pautar a re-lação que se travou com os franceses. Esse segundoponto permitiu ao autor refletir sobre as modalida-des de temporalidade inscritas no pensamento Tu-pinambá e desse modo inserir-se, tangencialmente,no debate a respeito da “tradicionalidade” do profe-tismo Tupi-Guarani.; In this paper, the author formu-lates an interpretation of important aspects of theTupinambá cosmology, based on sparse ethno-graphic information obtained from André Thevet’sreports. Thevet was a French traveler who took partin the French colonization expedition to GuanabaraBay...

A política do xamanismo e os limites do medo

Storrie, Robert
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2006 POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Os Hoti são um pequeno grupo de caçadores-horticultores que vive na região central da Guiana venezuelana. Neste artigo, examino o que os Hoti entendem por igualdade, hierarquia e poder, bem como o uso coercitivo do medo por indivíduos que cultivam a reputação de "Pessoas Leves" ou seja, pessoas especialmente hábeis em interagir com os poderosos seres do meio xamânico , um papel que é essencial para a fertilidade e segurança da comunidade. O povo hoti é altamente igualitário e anti-hierárquico em suas concepções morais e, para eles, todo poder é ambíguo e toda pretensão de autoridade pode levantar suspeitas. Por essa razão, é muito raro que alguém proclame ter habilidades xamânicas, embora cultivar tal reputação sem nunca admiti-la envolva diretamente considerável habilidade política. A política do xamanismo pode ser um jogo exigente, perigoso e às vezes fatal, pois os Hoti serão capazes por meio do humor, do ridículo e até da violência de limitar a capacidade dos xamãs de acumular autoridade e exercer poder.; The Hoti are a small group of hunter-horticulturalists living in the highlands of central Venezuelan Guiana. In this article I examine Hoti understandings of equality, hierarchy and power and the coercive use of fear by individuals who cultivate a reputation as "Light Ones" that is people especially skilled in their interaction with the powerful beings of the shamanic environment a role that is essential for the safety and fertility of the community. Hoti people are highly egalitarian and anti-hierarchical in their moral understandings and for them all power is ambiguous...

Xamãs e xamanismos: reflexões autobiográficas e intertextuais sobre a antropologia

Langdon, Esther Jean; UFSC
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2009 POR
Relevância na Pesquisa
27.63%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8034.2009v11n1-2p161O trabalho é uma reflexão autobiográfica sobre a adequação dos modelos antropológicos para o estudo das práticas xamânicas no Sul da Colômbia durante um período de quarenta anos. Meu paradigma inicial para o estudo do xamanismo partiu da tradição histórico-cultural da antropologia norteamericana de Boas até Geertz, na qual o xamanismo é visto como um sistema cultural que se transforma ao longo da história e do espaço. Dada a ausência de xamãs Siona praticantes durante os anos 1970, uma parte da minha tese de doutorado tratou da reconstrução do que pode ser considerada a tradição Siona do xamanismo, como expressada pelas narrativas e pelos mitos contados por aqueles que haviam recebido o treinamento xamânico. Neste trabalho, examino a reemergência dos xamãs Siona, enfocando a vida e a personalidade de seu xamã contemporâneo mais conhecido, e avalio a multiplicidade de fatores que têm contribuído para esse ressurgimento e sua expressão, tanto na região quanto na cena global.

Catolicismo e xamanismo: comparação entre a cura no Movimento Carismático e na pajelança rural amazônica

Maués, Raymundo Heraldo; Universidade Federal do Pará
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC Publicador: Programa de Pós-Graduação em Antropolgia Social da UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado por Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2002 POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
O artigo pretende fazer uma comparação entre a cura de doenças observada numa reunião da Renovação Carismática Católica (RCC) em Belém, com a participação central de um famoso sacerdote-pregador de nacionalidade estadunidense, e a típica sessão xamanística de um oficiante da pajelança cabocla amazônica (o pajé ou curador), no interior do Pará. A despeito da maior sofisticação do ritual carismático católico, há uma grande semelhança entre os dois fenômenos, o que, aliás, pode ser observado em várias outras manifestações do mesmo gênero, em outros lugares do mundo e com roupagens religiosas diferentes: entrevados andam, dores são eliminadas e cânceres – assim como muitas outras doenças – são curados pela intervenção de entidades sobrenaturais, por intermédio do xamã ou sacerdote inspirado. Discutindo questões como catolicismo popular, xamanismo e cura de doenças no contexto religioso, o artigo apresenta uma parcela dos resultados da pesquisa do autor sobre pajelança cabocla e RCC...

O XAMANISMO URBANO COM YATAMALO: PRÁTICA XAMÂNICA NO CONTEXTO URBANO E CONCEPÇÕES ARCAICAS.

Almeida Neto, Antônio José de; Miranda, Emanuel Nobre de; Guimarães, Irinaldo; Mont'mor, Luís Felipe Cardoso; Massílio, Pedro Augustus; Aquino, Thiago Avellar de
Fonte: Universidade Federal da Paraíba Publicador: Universidade Federal da Paraíba
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2012 POR
Relevância na Pesquisa
27.63%
O objetivo desta pesquisa etnográfica é analisar o xamanismo urbano fazendo um contraponto através das teorias de Mircea Eliade e Czaplicka. Com base na observação participante e no suporte teórico dos autores, foi realizada uma entrevista focalizada em uma xamã urbana com mais de vinte anos nesta prática. Fizeram-se recortes da entrevista, que basearam uma análise sobre como as práticas xamânicas se traduzem em um contexto urbano, compreendendo o xamanismo enquanto uma expressão cultural que dialoga com vários campos, com destaque para os diversos tipos de medicina através de ritos e processos de cura. Palavras-chave: etnografia, xamanismo, cura.