Página 1 dos resultados de 2156 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Materialização de visões XML

Saccol, Deise de Brum
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.38%
A grande quantidade de dados eletrônicos disponível atualmente nem sempre pode ser representada com modelos tradicionais, principalmente devido à ausência de esquema no momento da criação destes dados. Neste sentido, modelos semi-estruturados têm sido propostos; uma das abordagens utilizadas é XML, uma linguagem para troca e representação deste tipo de informação. Entretanto, consultar dados semi-estruturados pode demandar processos de extração com alto custo. Uma das alternativas para solucionar este problema é a definição de visões sobre estes dados, e a posterior materialização destas informações. O uso de visões materializadas para dados XML ainda é pouco explorado. Uma das abordagens que podem ser utilizadas é o uso de sistemas de gerenciamento de bancos de dados relacionais para o armazenamento das visões. Desse modo, informação semanticamente relacionada (informação acerca de um mesmo domínio, possivelmente representada em formatos diferentes) pode ser agrupada em uma única unidade lógica, facilitando o acesso a estes dados por parte do usuário, e introduzindo alguma estrutura nos dados semiestruturados. Dessa maneira, o usuário final submete consultas diretamente sobre a visão materializada...

From XML to relational view updates: applying old solutions to solve a new problem; De atualizações sobre visões XML para atualizações sobre visões relacionais: aplicando soluções antigas a um novo problema

Braganholo, Vanessa de Paula
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
ENG
Relevância na Pesquisa
37.41%
XML has become an important medium for data exchange, and is frequently used as an interface to - i.e. a view of - a relational database. Although lots of work have been done on querying relational databases through XML views, the problem of updating relational databases through XML views has not received much attention. In this work, we give the rst steps towards solving this problem. Using query trees to capture the notions of selection, projection, nesting, grouping, and heterogeneous sets found throughout most XML query languages, we show how XML views expressed using query trees can be mapped to a set of corresponding relational views. Thus, we transform the problem of updating relational databases through XML views into a classical problem of updating relational databases through relational views. We then show how updates on the XML view are mapped to updates on the corresponding relational views. Existing work on updating relational views can then be leveraged to determine whether or not the relational views are updatable with respect to the relational updates, and if so, to translate the updates to the underlying relational database. Since query trees are a formal characterization of view de nition queries, they are not well suited for end-users. We then investigate how a subset of XQuery can be used as a top level language...

Extensão de uma linguagem de consulta para documentos xml com características de tempo e de versão; Extended XML documents query language with time and version features

Gomes, Cláudio Hessel Peixoto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
O uso da XML (Extensible Markup Language) em aplicações envolvendo bancos de dados vem se consolidando nos últimos dois anos. Os principais sistemas de gerenciamento de banco de dados já incorporam essa tecnologia em suas mais recentes versões. Dentre diversas aplicações destaca-se a publicação de dados relacionais em visões XML. Diferentemente da XML, o Modelo Temporal de Versões (TVM) não apresenta suporte entre os bancos de dados atuais. Esse modelo, que une características temporais com o conceito de versão para projetar aplicações orientadas a objetos, precisa ser mapeado para ser adequadamente controlado em um SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados). Cumprida essa etapa, aplicações do TVM também podem gerar visões XML. Nesse trabalho é inicialmente apresentada uma forma de representar instâncias de aplicações do TVM em um formato XML. Os documentos definidos a partir desse formato de representação são utilizados como base para consultas. Em seguida, é proposta uma extensão de uma linguagem de consulta XML visando proporcionar recursos para a recuperação de informações temporais e de versão representadas em documentos XML. São definidas funções temporais e versionadas que são incorporadas à linguagem base. O funcionamento das funções e a especificação de consultas temporais versionadas são descritos em detalhes no decorrer do trabalho. Uma ferramenta que implementa a linguagem base é utilizada na realização de testes visando validar as novas funções.; The use of the XML in applications involving databases has grown in the last two years. Recent versions of the main database management systems already incorporate this technology. Publishing relational data in XML can be identified as one of the different applications of XML. The Temporal Version Model (TVM) has no support in current databases. This model matches temporal features with the version concept to project object-oriented applications and needs to be mapped to be managed in a DBMS (Database Management System). Once this mapping is achieved...

Fragmentação e decomposição de consultas em XML; Fragmentation and query decomposition in XML

Silveira, Felipe Victolla
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O problema da integração de dados (fragmentação de dados, decomposição de consultas) tem sido largamente estudado na literatura, mas a estrutura hierárquica inerente do modelo XML apresenta problemas que são específicos deste modelo de dados. Cada relacionamento conceitual muitos-para-muitos deve ser mapeado para uma estrutura hierárquica específica em XML. Diferentes fontes XML podem implementar o mesmo relacionamento conceitual muitos-para-muitos de diferentes maneiras. Na abordagem proposta neste trabalho, o problema de integra»c~ao de fontes de dados XML é dividido em dois problemas: (1) naquele da fragmentação de um modelo global do tipo grafo (ex., um modelo ER) em diversos modelos locais do tipo grafo representando conceitualmente fontes de dados e (2) naquele do ma- peamento de um modelo local do tipo grafo em um esquema hierárquico XML. Este trabalho apresenta um conjunto de operadores especificamente projetados para esta abordagem, assim como um mecanismo de decomposi»c~ao que permite que uma con- sulta especificada em um nível conceitual seja decomposta em uma consulta XQuery especificada no nível XML. Como linguagem de consulta para o nível conceitual, é adotado o CXPath (Conceptual XPath), uma linguagem de consulta proposta em um trabalho anterior.; The problem of data integration (query decomposition...

PathSim : um algoritmo para calcular a similaridade entre caminhos XML; PathSim: A XML path similarity algorithm

Vinson, Alexander Richard
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Algoritmos de similaridade que comparam dados expressos em XML são importantes em diversas aplicações que manipulam informações armazenadas nesse padrão. Sistemas de integração de dados XML e de consulta a instâncias XML são exemplos dessas aplicações. A utilização de funções de similaridade para efetuar as comparações nessas aplicações melhora seus resultados finais. A melhora ocorre porque as funções de similaridade possibilitam encontrar estruturas não idênticas às apresentadas nos parâmetros das consultas mas que armazenam informações relevantes. Uma característica importante que pode ser utilizada para definir se dois elementos XML representam o mesmo objeto real é os caminhos que chegam a estes elementos nas suas respectivas árvores. No entanto, os nodos que representam um determinado objeto real em duas instâncias XML diferentes podem se acessados por caminhos distintos, devido a opções de modelagem dos documentos. Portanto um algoritmo para calcular a similaridade entre caminhos XML é importante para as aplicações descritas acima. Neste contexto, esta dissertação objetiva desenvolver um algoritmo de similaridade entre caminhos XML. O resultado principal do trabalho é um algoritmo de similaridade entre caminhos XML...

Tratamento de conflitos e detecção de deltas em atualização através de visões XML; Conflict resolution and difference detection in updates through XML views

Vargas, Andre Prisco
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.5%
A linguagem XML tem se tornado um padrão no intercâmbio de informações naWeb. No entanto, a maioria das organizações continua a armazenar seus dados em bancos de dados relacionais. Diante deste ambiente, surge a necessidade de se construir aplicações que permitam às empresas o intercâmbio de informações via XML, mas sem que estas empresas tenham que migrar suas bases relacionais. Neste trabalho, é apresentada uma técnica para importar e exportar documentos XML, focada em cenários entre empresas onde visões XML são extraídas de uma base de dados relacional e enviadas via Web (ou qualquer outro meio) para outra aplicação que as edita e as retorna. Através da edição da visão XML, a própria base de dados relacional é modificada, atualizando assim os dados da empresa. A base de dados relacional deve ser atualizada com as novas informações da visão XML. Neste tipo de transação tem-se as seguintes considerações: 1. A visão XML pode ser atualizada por qualquer aplicação. Editores de texto, banco de dados XML e aplicações específicas estão entre as aplicações que podematualizála. 2. A aplicação que recebe a visão XML fica de posse dela por um período não determinado, podendo inclusive não retornar a visão. Durante este período a aplicação pode ficar desconectada da base de dados geradora da visão XML. 3. Enquanto a visão XML está sendo editada...

Proposta de suporte XML para ambientes de desenvolvimento de sistemas visuais interativos baseados em gramáticas; A XML support propose to development environments of interactive visual systems based on grammars

Telecken, Tiago Lopes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Ambientes de Desenvolvimento Baseados em Gramática (ADBG) utilizam uma rigorosa semântica e sintaxe para prover poderosas ferramentas que são capazes de especificar com precisão as propriedades de um sistema visual interativo. Por intermédio destas ferramentas, os ADBGs auxiliam a edição de gramáticas e a partir destas gramáticas geram o sistema visual interativo especificado. Estes ambientes utilizam componentes dos mais diferentes espaços tecnológicos e esta tese em particular está focalizada no estudo da utilização de componentes da eXtended Markup language (XML) em ADBGs. Componentes XML oferecem inúmeras soluções que visam a interoperabilidade e armazenamento de dados. Porém, apesar de amplamente difundidos a complexidade destes componentes causa uma série de problemas que vão desde o baixo desempenho de processamentos até a inviabilização da implementação de operações mais elaboradas. Com o objetivo de diminuir esta complexidade, a presente tese propõe um conjunto simplificado de componentes XML. O conjunto dos componentes XML propostos e seus relacionamentos formam um framework que pode ser utilizado para se construir ADBGs. Após a definição do framework, o mesmo foi utilizado para se implementar o protótipo de um ADBG. A implementação e uso deste protótipo demonstrou concretamente a viabilidade e aplicabilidade das propostas desta tese. Já para demonstrar a referida diferença de complexidade...

X-Spread : um mecanismo automático para propagação da evolução de esquemas para documentos XML; X-Spread : an automatic mechanism for propagation of schema evolution to XML documents

Silveira, Vincent Nelson Kellers da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.43%
Assim como as aplicações, as bases de dados evoluem ao longo do tempo. Esta evolução ocorre em função de alterações de cunho técnico ou por alterações na realidade modelada pela base de dados. Bases de dados semiestruturados, compostas por esquemas e documentos XML, são afetadas por esta evolução de uma maneira diversa daquela observada em bases de dados relacionais. Modificações em esquemas podem levar bases de dados semiestruturados a um estado inconsistente, pois as instâncias podem tornar-se incompatíveis com as definições mais recentes dos esquemas. Em bancos de dados relacionais, modificações que levem a base a um estado inválido são bloqueadas pelo sistema gerenciador. Em bases de dados semiestruturados sem um sistema gerenciador, modificações no esquema não podem ser bloqueadas em função das instâncias existentes, em função da ausência do gerenciador. Trabalhos acadêmicos e comerciais na área de evolução de esquemas XML modelam diferentes aspectos deste processo, mas usualmente não abordam o efeito que a evolução do esquema possui sobre as instâncias existentes. As soluções propostas para este problema usualmente demandam intervenção do administrador do banco de dados na adaptação das instâncias ou a utilização de uma interface específica para edição do esquema. Este trabalho especifica o X-Spread...

Formalização do processo de tradução de consultas em ambientes de integração de dados XML; Formalization of a query translation process in XML data integration

Alves, Willian Bruno Gomes
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
A fim de consultar uma mesma informação em fontes XML heterogêneas seria desejável poder formular uma única consulta em relação a um esquema global conceitual e então traduzi-la automaticamente para consultas XML para cada uma das fontes. CXPath (Conceptual XPath) é uma proposta de linguagem para consultar fontes XML em um nível conceitual. Essa linguagem foi desenvolvida para simplificar o processo de tradução de consultas em nível conceitual para consultas em nível XML. Ao mesmo tempo, a linguagem tem como objetivo a facilidade de aprendizado de sua sintaxe. Por essa razão, sua sintaxe é bastante semelhante à da linguagem XPath utilizada para consultar documentos XML. Nesta dissertação é definido formalmente o mecanismo de tradução de consultas em nível conceitual, escritas em CXPath, para consultas em nível XML, escritas em XPath. É mostrado o tratamento do relacionamento de herança no mecanismo de tradução, e é feita uma discussão sobre a relação entre a expressividade do modelo conceitual e o mecanismo de tradução. Existem situações em que a simples tradução de uma consulta CXPath não contempla alguns resultados, pois as fontes de dados podem ser incompletas. Neste trabalho, o modelo conceitual que constitui o esquema global do sistema de integração de dados é estendido com dependências de inclusão e o mecanismo de resolução de consultas é modificado para lidar com esse tipo de dependência. Mais especificamente...

Suporte a consultas temporais por palavras-chave em documentos XML; Supporting temporal keyword queries on XML documents

Manica, Edimar
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.44%
Consultas por palavras-chave permitem o acesso fácil a dados XML, uma vez que não exigem que o usuário aprenda uma linguagem de consulta estruturada nem estude possíveis esquemas de dados complexos. Com isso, vários motores de busca XML foram propostos para permitir a extração de fragmentos XML relevantes para consultas por palavras-chave. No entanto, esses motores de busca tratam as expressões temporais da mesma forma que qualquer outra palavra-chave. Essa abordagem ocasiona inúmeros problemas, como por exemplo, considerar como casamentos para uma expressão temporal nodos do domínio preço ou código. Este trabalho descreve TPI (Two Phase Interception), uma abordagem que permite o suporte a consultas temporais por palavras-chave em documentos XML orientados a dados. O suporte a consultas temporais é realizado através de uma camada adicional de software que executa duas interceptações no processamento de consultas, realizado por um motor de busca XML. Esta camada adicional de software é responsável pelo tratamento adequado das informações temporais presentes na consulta e no conteúdo dos documentos XML. O trabalho ainda especifica TKC (Temporal Keyword Classification), uma classificação de consultas temporais que serve de guia para qualquer mecanismo de consulta por palavras-chave...

X-Spread 2 : uma ferramenta operacional para propagação da evolução de esquemas XML para documentos XML; X-Spread 2 - an operational tool for propagating changes in XML schemas for XML documents

Wilke, Felipe dos Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
POR
Relevância na Pesquisa
37.46%
Esquemas e documentos XML são alterados ao longo do tempo para acomodar suas especificações que estão em constante evolução. A característica evolutiva dos esquemas pode por vezes comprometer a validade dos documentos a eles associados. Este trabalho propõe o X-Spread 2, uma ferramenta operacional, que propaga a evolução de esquemas XML para um conjunto de documentos XML. É realizada uma adaptação em um conjunto de documentos XML, a partir da detecção de diferenças entre duas versões de esquemas XML, informados pelo usuário, com o objetivo de tornar esse conjunto de documentos XML compatível com a versão mais recente do esquema XML e disponibilizá-lo novamente ao usuário. Este trabalho está baseado no protótipo não operacional implementado para o X-Spread ( Silveira 2007, Silveira e Galante 2008 ). X-Spread é uma abordagem para a propagação automática da evolução de esquemas para documentos XML. Este TCC implementou os conceitos especificados para o X-Spread, revisando suas definições e incorporando novos algoritmos e idéias para a adaptação de documentos XML.; Schemas and XML documents are changed over time to accommodate their specifications that are constantly evolving. The evolutionary feature of the schemes can sometimes compromise the validity of the documents associated with them. We propose X-Spread 2...

Conversão de registros em XML para MARC 21: um modelo baseado em folhas de estilo XSLT

Assumpção, Fabrício Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 135 f. : il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.4%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciência da Informação - FFC; MARC 21 Formats are metadata standards internationally used for records interchange in bibliographic domain. Despite the importance of the MARC 21 Formats and other international metadata standards, there are integrated library systems that use their own metadata standard. The non-use of international metadata standards decreases the possibilities of records interchange and it might cause problems during data migration between systems. In face to the integrated library systems that do not use international metadata standards, our research question is the conversion of the records from these systems to MARC 21 records. In order to be read, MARC 21 records must be coded in such a way that allows informatics applications to recognize the record content. The technologies used for this codification have evolved from traditional ISO 2709 standard to Extensible Markup Language (XML). The use of XML in the codification gave us the possibility to use transformation stylesheets created with Extensible Stylesheet Language for Transformation (XSLT) for the records conversion. Considering the need of records conversion and the possibilities brought by XML...

XML na ciência da informação: uma análise do MARC21

Siqueira, Marcos Antonio
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 134 f. : il. color. + anexo
POR
Relevância na Pesquisa
37.38%
Pós-graduação em Ciência da Informação - FFC; In the cataloguing process, indispensable for the Science of the Information appears the creation of forms of descriptive documentary representation, for that, its relation with the theories in representation ways studied by the Cognitive Science. That relation is the object of study of this research, that it will be ruled in the analysis of the format of exchange of bibliographical data Machine Readable Cataloging, MARC 21, in its version in Extensible Markup Language, XML, demarcation language that proves mechanisms of communication of data developed by the Science of the Computation, characterizing the theoretical referencial of the research starting from the existent interdisciplinary. The objective of the research is to detach the importance of XML for the Science of the Information, starting from the own structure of the language and of studies on Forms of Representation, introducing the version MARC 21 in XML as appropriate tool for documentary representation. The proposition presents theoretical and methodological subsidies that it detaches MARC 21 in its version XML as a relevant option of documentary representation, and it promotes a discussion about the need of development of software tools and not of new representation methods. Technical evidences about MARC 21 XML and the indication of the version MARC 21 in XML as appropriate method for documentary representation will base the proposition. Starting from an analysis methodology...

Gerador automatico de editores XML baseado no XML schema

Andre Vital Saude
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2003 PT
Relevância na Pesquisa
37.47%
Este documento descreve a concepção e implementação do Gerador Automático de Editores XML Baseado no XML Schema. O Gerador de Editores XML é uma ferramenta de suporte ao desenvolvimento de aplicações científicas que integra o Ambiente para Desenvolvimento de Software Científico (Adesso). O Adesso é um ambiente computacional que explora o modelo de programação baseado em componentes reutilizáveis para fornecer suporte ao desenvolvimento de componentes e sua integração a diversas plataformas de programação científica. Possui uma base de dados de componentes representada em XML e um conjunto de ferramentas de transformação para geração automática de código, documentação e empacotamento dos componentes. Todos os sistemas que permitem ao usuário a edição direta de uma base de dados representada em XML precisam de um editor com interface gráfica de alto nível para que a manipulação dos dados seja feita com clareza e robustez. É ainda importante que o ambiente de edição seja capaz de fazer validações imediatas do conteúdo modificado pelo usuário. Analisando as vantagens e desvantagens de usar um editor XML genérico, como os oferecidos gratuitamente pelo mercado, ou de desenvolver um editor específico para cada aplicação XML...

Uma abordagem para projeto lógico de banco de dados XML baseada em informações de carga de dados

Schroeder, Rebeca
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il.
POR
Relevância na Pesquisa
37.47%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação; Embora XML seja um padrão de fato para o intercâmbio e representação de informações, atualmente observa-se que documentos XML passaram a atuar como verdadeiros containers de dados a serem recuperados pelas aplicações. Como prova disto, sistemas gerenciadores de banco de dados passaram a fornecer meios para a persistência e manipulação de documentos XML. Diante desta nova atuação para este formato de dados, a necessidade de metodologias para a organização de esquemas XML se torna evidente. Diversos trabalhos na literatura fornecem contribuições para o projeto de documentos XML. Entretanto, não existem metodologias completamente adequadas e consolidadas para atuar no projeto de um banco de dados XML. Este trabalho vem ao encontro desta necessidade, provendo uma metodologia para o projeto lógico de banco de dados XML. O foco deste trabalho está no processo de transformação de um esquema conceitual em um esquema lógico XML. A metodologia proposta considera todos os construtores do modelo conceitual EER (Extended Entity-Relationship), bem como as restrições conceituais...

Análise multidimensional de dados XML baseados em links: modelos e linguagens

Caetano da Silva, Paulo; Cesário Times, Valéria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
PT_BR
Relevância na Pesquisa
37.4%
O uso de ferramentas de processamento analítico de dados (OLAP) para realização de análises estratégicas de uma organização possibilita que usuários responsáveis pela tomada de decisões possam identificar tendências e padrões, de forma a conduzir melhor o negócio da empresa em que atuam. Entretanto, o desenvolvimento de sistemas de processamento analítico em dados XML no meio acadêmico e comercial não possui todas as funcionalidades das ferramentas OLAP para dados tradicionais e também não contempla documentos XML interligados. Portanto, a necessidade de desenvolver sistemas OLAP para auxiliar nas análises estratégicas dos dados de uma organização, representados no formato XML e interligados por um conjunto de referências, constitui a principal motivação para o desenvolvimento deste trabalho. Atualmente, pesquisas vêm sendo desenvolvidas no contexto acadêmico com o objetivo de realizar processamento analítico em dados representados em XML. No entanto, em razão destas tecnologias terem sido originalmente concebidas para propósitos distintos, esta não é uma tarefa trivial. Para ajudar no desenvolvimento desses sistemas OLAP, neste trabalho é proposto um sistema computacional constituído de uma linguagem de consulta analítica...

Efficient XML Interchange: Compact, Efficient, and Standards-Based XML

Snyder, Sheldon; McGregor, Don; Brutzman, Don
Fonte: Escola de Pós-Graduação Naval Publicador: Escola de Pós-Graduação Naval
Tipo: Trabalho em Andamento
EN_US
Relevância na Pesquisa
37.39%
Documents include Paper and Presentation.; Simulation Interoperability Standards Organization (SISO) SIW Conference Paper; XML has become a popular representation format for data, both in modeling and simulation and elsewhere. However, XML's design choice of a text-based format also makes XML data files much larger than binary files, making XML languages difficult to use in bandwidth-constrained military applications. This limitation has resulted in several ad-hoc attempts to make XML more compact, each of which tends to be incompatible with the other. Efficient XML Interchange (EXI) is a World Wide Web Consortium (W3C) Working Draft for the compact and efficient representation of the XML infoset. EXI is designed to be generally applicable to all XML documents, and lays the foundation for a unified format for compact XML document representation. This paper presents compactness results for several popular modeling and simulation XML file formats, including Distributed Interactive Simulation (DIS), Scalable Vector Graphics (SVG) and Extensible 3D Graphics (X3D). Recent commercial and open source EXI implementations are also described.; Naval Postgraduate School, Monterey, CA.

Common Information Model/eXtensible Markup Language (CIM/XML) na troca de informações entre centros de controle de energia elétrica. ; Common information Model/eXtensible Markup Language (CIM/XML) to exchange data among Power Utilities' Control Centers.

Cunha Júnior, Carlos Augusto Siqueira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/07/2005 PT
Relevância na Pesquisa
37.4%
Esta dissertação analisa a utilização do modelo de dados padronizado pela norma IEC 61970 (CIM), tida como uma ferramenta para troca de informações cadastrais e operacionais entre empresas de energia elétrica, com sistemas computacionais de diferentes fabricantes. O propósito deste padrão é criar um mecanismo para troca de informações baseado em XML, denominado de CIM/XML – um formato, especificamente, utilizado pelos Centros de Controle de Energia Elétrica para troca de dados. Os modelos de dados do padrão IEC 61970 são apresentados, bem como a avaliação do CIM/XML como uma ferramenta de interoperabilidade de dados entre empresas de energia que apresentam bases de dados de diferentes modelagem e implementação. Um dos méritos deste modelo, além de fazer uso de uma tecnologia aberta (XML) disponível em qualquer tipo de computador, e que possibilita armazenar e transferir não só dados cadastrais de equipamentos, mas também dados de topologia da rede, curvas de carga, programação de geração, saídas programadas de equipamentos, bem como medições de sistemas SCADA, indicações de estado e alarmes. Possibilita ainda armazenamento de resultados de simulação, tais como resultados do programa de fluxo de potência. Adicionalmente...

XATA 2010 XML : associated technologies and applications

Simões, Alberto; Cruz, Daniela da; Ramalho, José Carlos
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Livro
Publicado em 19/05/2010 ENG
Relevância na Pesquisa
37.44%
These are the proceedings for the eighth national conference on XML, its Associated Technologies and its Applications (XATA'2010). The paper selection resulted in 33% of papers accepted as full papers, and 33% of papers accepted as short papers. While these two types of papers were distinguish during the conference, and they had different talk duration, they all had the same limit of 12 pages. We are happy that the selected papers focus both aspects of the conference: XML technologies, and XML applications. In the first group we can include the articles on parsing and transformation technologies, like “Processing XML: a rewriting system approach", “Visual Programming of XSLT from examples", “A Refactoring Model for XML Documents", “A Performance based Approach for Processing Large XML Files in Multicore Machines", “XML to paper publishing with manual intervention" and “Parsing XML Documents in Java using Annotations". XML-core related papers are also available, focusing XML tools testing on “Test::XML::Generator: Generating XML for Unit Testing" and “XML Archive for Testing: a benchmark for GuessXQ". XML as the base for application development is also present, being discussed on different areas, like “Web Service for Interactive Products and Orders Configuration"...

XESS: The XML expert system shell

St. Jacques, Robert J.
Fonte: Rochester Instituto de Tecnologia Publicador: Rochester Instituto de Tecnologia
Tipo: Tese de Doutorado
EN_US
Relevância na Pesquisa
37.43%
The XML Expert System Shell (XESS) was designed to alleviate some of the difficulties associated with translating a knowledge base from one expert system to another. The major goal of XESS is to allow programmers to model an expert system, complete with traditional facts and rules, in an XML-based language that leverages the universally understood terms used when teaching artificial intelligence to students. XML, the extensible markup language, is a text-based standard for information interchange between disparate systems1; it was originally designed to represent data in an easily parsable, human readable format2. While some extensions of the XML specification, particularly the Simple Object Access Protocol (SOAP), have long since abandoned human readability, the core XML specification is still used frequently to produce documents that can easily be exchanged between computational platforms and created or understood by human beings. The XESS-XML language inherits all of the usability of XML; it can be edited by hand in any text editor, is human readable, and can be parsed using XML parsers commonly available in any modern programming language. The XML Schema specification provides a mechanism for explicitly defining the content of an XML document so that a document can be validated3...